Depressão - Aspectos psicológicos

Top PDF Depressão - Aspectos psicológicos:

Aspectos psicológicos do paciente obeso com síndrome metabólica e diabetes tipo 2 : alexitimia, depressão e ansiedade

Aspectos psicológicos do paciente obeso com síndrome metabólica e diabetes tipo 2 : alexitimia, depressão e ansiedade

A obesidade tornou-se uma epidemia pelo mundo afora, e em países em desenvolvimento como o Brasil. Pode originar-se de hábitos alimentares inadequados, sedentarismo, ingestão alimentar maior que a necessária, utilização frequente de alimentos processados e bebidas adocicadas contendo ftalatos, benzoatos e parabenos (que têm afinidade com tecido adiposo), fatores genéticos e ambientais, ovário policístico, microbiota alterada, efeitos secundários de diversas medicações como antialérgicos, medicações contra asma, bronquite, ansiedade, depressão e psicose, medicações contra HIV e outros. Entre os aspectos psicológicos presentes, a abundância de pistas visuais de alimentos palatáveis e obesogênicos, com alta densidade calórica podem contribuir para maior ingestão destes itens, especialmente em ambientes nos quais a obesidade não é percebida como deletéria, por serem outros seus parâmetros, estéticos inclusive, apesar de padrões estéticos impingidos pelos meios de comunicação. A estigmatização parece não os modificar. O estresse constante, o estilo de vida atual nas cidades, especialmente de médio e grande porte, favorece o sedentarismo e o comportamento obesogênicos.
Mostrar mais

152 Ler mais

Depressão pós-AVC: aspectos psicológicos, neuropsicológicos, eixo HHA, correlato neuroanatômico e tratamento.

Depressão pós-AVC: aspectos psicológicos, neuropsicológicos, eixo HHA, correlato neuroanatômico e tratamento.

Contexto: A depressão pós-AVC (DPAVC) possui uma prevalência elevada. Apesar disso, ela é pouco detectada e tratada. Muitos fatores de risco e repercussões negativas na recuperação dos pacientes estão associados à DPAVC. Objetivo: Revisar alguns aspectos da DPAVC como: qualidade de vida, prejuízos cognitivos, eixo HHA, localização do AVC e tratamento. Métodos: Pesquisa dos últimos 10 anos da base de dados MedLine/PubMed usando as palavras- chave post-stroke depression, stroke, quality of life, hypercortisolism, cogntitive dysfunction e treatment. Resultados: A prevalência de DPAVC é de 23% a 60%. Há poucos estudos sobre a incidência de DPAVC. A DPAVC está associada a pior prognóstico e evolução, agravo das disfunções cognitivas e redução da qualidade de vida. O hipercortisolis- mo está associado à DPAVC que ocorre tardiamente ao AVC. AVC em gânglios da base, região frontal esquerda e estruturas do circuito prefrontosubcortical está relacionado à frequência e à gravidade da DPAVC. Conclusões: É necessário melhoria na metodologia dos estudos para maior esclarecimento sobre a fisiopatologia da incidência da DPAVC. Programas objetivando o aumento das taxas de detecção dos pacientes deprimidos se fazem necessários inclusive para a redução dos impactos negativos na recuperação desses pacientes.
Mostrar mais

9 Ler mais

Aspectos psicológicos da fibromialgia : personalidade e história de vida

Aspectos psicológicos da fibromialgia : personalidade e história de vida

Existe ampla literatura sobre os efeitos fisiológicos e cerebrais da exposição a acontecimentos de vida potencialmente traumáticos, sobretudo na infância. Segundo Anda et al. (2006), esta exposição conduz a resposta de luta ou fuga na criança exposta e à libertação concomitante de catecolaminas e corticosteróides adrenais endógenos, com efeitos detrimentais nas redes neurais em desenvolvimento e nos sistemas neuroendócrinos que as regulam. Heim et al. (2000) verificaram que as mulheres com uma história de abuso infantil exibiram respostas aumentadas ao stress ao nível do eixo hipotalámico-pituitário-adrenal (HPA) e do sistema nervoso autónomo, em comparação com o grupo de controlo, sendo este efeito particulamente robusto em mulheres com sintomas actuais de depressão e ansiedade. Os autores consideram que esta hiperreactividade do eixo HPA e do sistema nervoso autónomo são uma consequência persistente do abuso infantil, que pode contribuir como diátese para condições psicopatológicas na idade adulta. McFarlane et al. (2005), numa vasta amostra não clínica de indivíduos que experienciaram acontecimentos potencialmente traumáticos na infância mas que não têm diagnóstico de PTSD, verificaram que o número de acontecimentos experienciados teve efeito significativo na actividade eléctrica do cérebro, considerando a possibilidade de que o eixo HPA possa tornar-se sensibilizado em indivíduos expostos a stress precoce, influenciando o funcionamento neurofisiológico subsequente na idade adulta. Alguns estudos referem uma redução no volume do hipocampo, não apenas em vítimas de abuso infantil como em veteranos de guerra (Bremmer, 1999), sendo que esta redução foi também associada a maior número de acontecimentos de vida stressantes, em amostra de adultos sem diagnóstico psiquiátrico (Papagni et al., 2011).
Mostrar mais

326 Ler mais

Aspectos psicológicos da perturbação de excitação genital persistente

Aspectos psicológicos da perturbação de excitação genital persistente

A maioria das mulheres não apresentou quadros clínicos de doença mental, mas existiram relatos de episódio depressivo único, burnout, anorexia nervosa, abuso de álcool e perturbação de adaptação. Três das mulheres tinham sido abusadas sexualmente quando eram mais jovens, mas não relacionaram os sintomas da PGAD a esses factos. Dezasseis das mulheres nunca tinham tomado anti-depressivos e cinco começaram a tomar após o aparecimento dos sintomas, para o tratamento da depressão associada à PGAD. Entre os principais factores relacionados com a PGAD e referidos neste estudo estão: tensão (71%), sentir medo (36%), raiva (21%), pânico/ansiedade aguda (14%), aborrecimento (14%) e
Mostrar mais

37 Ler mais

OS ASPECTOS PSICOLÓGICOS DA MULHER: DA GRAVIDEZ AO PUERPÉRIO

OS ASPECTOS PSICOLÓGICOS DA MULHER: DA GRAVIDEZ AO PUERPÉRIO

O presente artigo tem como objetivo estudar os principais aspectos psicológicos da gravidez e do puerpério. A gravidez é um período de complexidade e riqueza de sentidos que só podem ser interpretados dentro do contexto da história particular de cada gestante. Assim, cada gestação tem uma história e cada mulher experimenta esse período de uma maneira singular. A maneira como a maternidade é vista e idealizada pela sociedade, as transformações culturais no papel da mulher, o mito do amor materno e a vivência da gravidez e do parto, influenciam diretamente no desenvolvimento dos distúrbios do puerpério. A mulher, nesse período, está exposta a maiores riscos de surgimento de transtornos mentais em comparação a outras fases da vida, porque na fase puerperal as defesas tanto físicas quanto psicossociais da mãe estão direcionadas à proteção e vulnerabilidade do bebê. Os transtornos puerperais abordados nesse trabalho são a tristeza materna ou baby blues, a depressão pós-parto e a psicose puerperal. Este trabalho consiste em uma pesquisa qualitativa, realizada através do levantamento de dados bibliográficos através da leitura de livros e artigos científicos sobre o tema, com o objetivo de aprofundar o conhecimento sobre os aspectos psicológicos da mulher durante e após o período gestacional. Foi possível verificar que a gravidez e o puerpério são períodos em que a mulher está sujeita a várias alterações físico/hormonais e psicossociais. Pôde-se observar um número maior de estudos sobre a Depressão Pós- parto e uma escassez de pesquisas sobre a Síndrome da Tristeza Materna, sendo esta ainda confundida com a Depressão Pós-parto. Palavras-chave: Gravidez. Puerpério. Transtornos puerperais.
Mostrar mais

17 Ler mais

ASPECTOS PSICOLÓGICOS DO USO PATOLÓGICO DE INTERNET

ASPECTOS PSICOLÓGICOS DO USO PATOLÓGICO DE INTERNET

O dependente teme re-experenciar o insuportável terror da aniquilação que inundou sua consciência na infância; sofre de uma perda na confiança básica, na conexão adequada com os outros e com seu próprio valor existencial. Assim, o comportamento dependente ou o uso de substâncias seria uma forma de encontrar um meio de dominar o medo. Os dependentes procuram um espaço para um alívio seguro de seus medos de aniquilação e desespero, de depressão e de abandono e da agonia de precisar desesperadamente de uma relação parental quente e aconchegante que não puderam ter na primeira infância. A autora acredita que a dependência serve como um objeto transicional entre o arquétipo materno, a estrutura energética que a autora chama de Maeve e as necessidades da criança. O dependente permanece paralisado na necessidade arquetípica e sem esperança de encontrar preenchimento, exceto na relação de dependência, que lhe serve como objeto de constância. Woodman (2002) também tece algumas considerações sobre os compulsivos a partir da análise do dinamismo matriarcal. A autora refere que se trata de uma confusão entre os papéis do materno negativo e do materno positivo. Nos compulsivos, o sujeito busca incessantemente um prazer que seria proporcionado pela mãe positiva, mas que, ao final das contas, fica sempre subjugado pela mãe negativa. Seria uma relação ambivalente, porque ao mesmo tempo em que o sujeito tenta se nutrir de algo positivo, acaba por se destruir. A autora acredita que estes sentimentos podem se originar na infância, com uma vivência onde a mãe pessoal finge acreditar e apoiar a criança, quando na verdade a desvaloriza e não a aceita. Conforme cita a autora,
Mostrar mais

178 Ler mais

Escoriação psicogênica: aspectos psicológicos e fatores de personalidade

Escoriação psicogênica: aspectos psicológicos e fatores de personalidade

Ainda no item 2 (resultados e conclusões), o estudo 57 mostrou que havia mais semelhanças do que diferenças entre homens e mulheres com comportamentos de escoriar a pele e arrancar cabelo. Algumas diferenças significativas, no entanto, foram que os homens com transtornos de aliciamento tinham uma idade de início tardio dos comportamentos, tiveram maior comprometimento funcional e foram mais propensos a sofrer de uma co- ocorrência de transtorno de ansiedade. Este estudo sugere que o sexo pode ser um fator importante na avaliação clínica e tratamento destes distúrbios. O estudo 58 aponta que escoriadores da pele experienciaram comprometimentos sociais, profissionais e acadêmicos. Os resultados também revelaram significantes relações entre a gravidade da escoriação a pele e sintomas de depressão, ansiedade e evitação experiencial. O estudo 59 aponta que associações diretas foram encontradas entre o escoriar da pele e depressão, ansiedade e sintomas obsessivo-compulsivos, o que pode favorecer o modelo de regulação emocional no patológico escoriar da pele. Comportamentos repetitivos centrados no corpo, como o escoriar da pele, recentemente tem ganhado atenção na literatura psiquiátrica. Prevalência de escoriar a pele não tem sido estudada a fundo e é difícil de avaliar. No entanto, consequências de tais comportamentos podem incluir graves complicações médicas e comprometimento social e funcionamento profissional. Por fim, o estudo 60 alocado nessa categoria G, apresenta dados fenomenológicos sobre vários aspectos dos indivíduos com escoriação de pele. Em geral, escoriar a pele representa um comportamento com as suas próprias características e acompanha níveis de sofrimento e comprometimento que merece atenção especial, por clínicos.
Mostrar mais

223 Ler mais

Aspectos psicológicos e reabilitação profissional: revisão de literatura.

Aspectos psicológicos e reabilitação profissional: revisão de literatura.

Os aspectos psicológicos no contexto da reabi- litação e da perda de capacidades físicas em decor- rência de acidentes foram estudados por Galhordas e Lima (2004). Segundo os autores, quando ocorre uma lesão corporal, elas geralmente vêm acompanhadas de alterações da imagem corporal às quais estão rela- cionados sentimentos de desvalorização da imagem estética e tristeza. São comuns manifestações como an- siedade, tristeza, raiva, sentimentos de frustração, agita- ção, autoacusação, desespero e situações de negação de perda da incapacidade. Podem surgir ainda senti- mentos de culpa, agressividade e depressão. É impor- tante, ao avaliar os aspectos psicológicos, distinguir a patologia depressiva dos sentimentos que são comuns ao indivíduo que lida com uma perda corporal.
Mostrar mais

10 Ler mais

Obesidade na adolescência : aspectos psicológicos e rendimento escolar

Obesidade na adolescência : aspectos psicológicos e rendimento escolar

O presente estudo visa aferir a relação entre a obesidade e determinados aspectos psicológicos (autoconceito, ansiedade e depressão), bem como entre a obesidade e o rendimento escolar, em adolescentes. O estudo foi aplicado em duas escolas secundárias (Viseu e Coimbra), numa amostra total de 193 indivíduos.

13 Ler mais

Cancro do pulmão: Aspectos psicológicos e psiquiátricos

Cancro do pulmão: Aspectos psicológicos e psiquiátricos

Por vezes, os sintomas referidos prolongam- -se no tempo com uma intensidade que os torna perturbadores ou mesmo incapacitan- tes para uma vida minimamente normal. Estamos, então, perante reacções que não são adaptativas e que podem configurar per- turbações de adaptação com sintomas de depressão ou ansiedade ou, mesmo, verda- deiros quadros de depressão a necessitarem de intervenção especializada no âmbito da psico -oncologia.

9 Ler mais

Aspectos psicológicos de árbitros de futebol: revisão sistemática

Aspectos psicológicos de árbitros de futebol: revisão sistemática

Os diversos temas investigados pelos pesquisadores mostram interesse sobre a psicologia aplicada aos árbitros de futebol a partir de diferentes temáticas (MATHERS, BRODIE, 2011; TAYLOR et al., 2014; CAN et al. 2014). O estudo da tomada de decisão e do estresse em árbitros indica que estes fatores parecem influenciar diretamente no desempenho nas ações nos jogos. Slack et al. (2013) destacam que árbitros de futebol devem possuir habilidades mentais para tomar decisões corretas, além disso devem desenvolver técnicas de gerenciamento de estresse e enfrentamento, sendo importantes estratégias com efeito na otimização da performance e minimizar os eventuais efeitos nocivos acarretados a arbitragem. Vários são os sintomas de transtornos mentais comuns entre os árbitros de futebol profissional, destacam-se o sofrimento, a ansiedade e depressão, os distúrbios do sono, os distúrbios alimentares e abuso de álcool, estes fatores influenciam negativamente os desempenhos da arbitragem (GOUTTEBARGE et al., 2017).
Mostrar mais

10 Ler mais

Aspectos Psicológicos na Patogénese da Miocardiopatia de Takotsubo

Aspectos Psicológicos na Patogénese da Miocardiopatia de Takotsubo

Os pacientes apresentam-se tipicamente com dor torácica de origem cardíaca, a qual pode mimetizar um SCA, e muitos apresentam também dispneia. Embora as artérias coronárias não apresentem lesões oclusivas, mudanças agudas no traçado electrocardiográfico sugerem causa isquémica. De facto, anomalias electrocardiográficas ão descritas em mais de 95% dos doentes com MMT em fase aguda, e tipicamente consistem em elevação ou depressão do sgmento-ST, ondas Q profundas e inversão da onda T, e prolongamento significativo do intervalo QT(6). Níveis aumentados de enzimas cardíacas, sugestivos de lesão aguda do miocárdio, estão frequentemente presentes.(6, 8)
Mostrar mais

28 Ler mais

Aspectos psicológicos em doentes candidatos a transplante renal

Aspectos psicológicos em doentes candidatos a transplante renal

Este trabalho tem como finalidade a compa- ração de dois grupos de indivíduos, dos dois sexos, e insuficientes renais crónicos, em hemodiálise; um grupo constituído [r]

12 Ler mais

aspectos culturais, sociais, psicológicos e políticos :: Brapci ::

aspectos culturais, sociais, psicológicos e políticos :: Brapci ::

Essa pode ser uma das alternativas entre outras. Entretanto, os bibliotecários brasileiros, apesar de demonstrarem crescente interesse pelo marketing, de modo geral pouco conhecem sobre o assunto. Eles confundem marketing com “venda”; limitam sua aplicação às técnicas de promoção; desconhecem a terminologia merca- dológica. Observa-se que o ensino dedicado à formação acadêmica desses profissi- onais não enfatiza esses aspectos; a literatura biblioteconômica brasileira ainda não é expressiva na abordagem do tema; há poucos bibliotecários especialistas em aplica- ção de técnicas mercadológicas no setor de informação. Por todas essas constata- ções, mesmo não havendo a comprovação científica, pode-se afirmar, sem medo de estar distante da realidade, que as bibliotecas brasileiras não adotam uma administra- ção orientada para o marketing.
Mostrar mais

18 Ler mais

Stalking no Brasil: uma análise dos aspectos psicológicos e jurídicopenais

Stalking no Brasil: uma análise dos aspectos psicológicos e jurídicopenais

Caso 2: O réu, ex-namorado da vítima, por não aceitar o fim do relacionamento, passou a importuná-la diversas vezes, inclusive em seu local de trabalho, entrando de bicicleta no restaurante onde trabalhava para perturbá-la e afirmando que iria quebrar tudo. Ameaçou matar a vítima e seu filho, tanto pessoalmente, quanto por telefone, além de insultá-la e jogar excrementos em sua casa. A vítima declarou ainda que as condutas do réu abalaram os aspectos psicológico e profissional de sua vida, e denegriram sua imagem e a do restaurante. Foi condenado, em primeira instância, pelo crime de ameaça e pela contravenção de perturbação da tranquilidade. Na apelação, pleiteava-se, entre outros, que o crime de ameaça deveria absorver a contravenção. De acordo com o relator, não haveria que se falar em absorção da contravenção pelo crime de ameaça, pois as condutas ocorreram em momentos diversos, havendo o concurso de infrações. A condenação foi mantida em segunda instância. (TJSP. Apelação Criminal Nº 00108 67-39.2009.8.26.0066. Órgão Julgador: 3ª Câmara de Direito Criminal. Relator: Luiz Antônio Cardoso. Julgamento: 23/10/2012).
Mostrar mais

77 Ler mais

Aspectos psicológicos e hipertensão essencial.

Aspectos psicológicos e hipertensão essencial.

Neste estudo, a prova de Rorschach foi utilizada segundo o critério de classificação das respostas, terminologia e fundamentação teórica de Silveira (1964, anexo B). A contribuição de Silveira, além de trazer a transposição, para nosso idioma, dos termos adotados por Herman Rorschach, apro- fundou e objetivou a análise dos diferentes meca- nismos psicológicos que ocorrem durante a inter- pretação da prova. Silveira contribuiu, também, com a adaptação e padronização do teste de Rors- chach à população brasileira, o que tornou possível a comparação dos resultados obtidos nos testes em estudo com os dados dessa população.
Mostrar mais

7 Ler mais

A clínica da maternidade: os significados psicológicos da depressão pós-parto

A clínica da maternidade: os significados psicológicos da depressão pós-parto

Os conflitos e os significados psicológicos dos sintomas de cada participante, detectados a partir da transparência psíquica, desde o momento inicial de urgência do tratamento, permitiram identificar e compreender o processo psicodinâmico da depressão apresentada por cada uma delas. Ou que, nas palavras de Fraiberg, Adelson e Shapiro (1994), os “fantasmas” encontrados no quarto de cada bebê eram bem diferentes em cada situação. No caso de Júlia, os fantasmas eram a avó “imperatriz” e a mãe “fortona” vivos em seu superego rígido e cobrador. Elsa tinha como fantasmas a fragilidade e os temores da família, expressos nas suas próprias necessidades de atenção e dependência e no terror de ser “devorada” pelo bebê. Carla tinha como fantasma a figura masculina, devido à difícil relação de seus pais, situação que a levava a perceber a mãe como uma figura desqualificada e o pai representado como hostil e rechaçante. Ana trazia consigo uma série de fantasmas violentos, aos quais procurava negar para não sucumbir.
Mostrar mais

178 Ler mais

Depressão melancólica e depressão atípica: aspectos clínicos e psicodinâmicos.

Depressão melancólica e depressão atípica: aspectos clínicos e psicodinâmicos.

Estudos epidemiológicos recentes têm demonstrado um aumento de casos de depressão nas diversas faixas etárias em todo o mundo. Entretanto, não se conhece a causa - ou causas - desse fenômeno. É possível que os médicos estejam mais capacitados para reconhecer e diagnosticar o transtorno. Além disso, a informação científica está mais disponível ao público, aumentando a procura por ajuda. Por outro lado, a expectativa de vida aumentou, crescendo também a chance do aparecimento de casos de início tardio. Especula-se, também, o envolvimento de fatores genéticos hereditários que, por alguma razão, estariam aumentando nos últimos anos.
Mostrar mais

8 Ler mais

Aspectos psicológicos importantes no futebol

Aspectos psicológicos importantes no futebol

Psicologia do esporte: manual para a Educação Física, Fisioterapia e.. Psicologia.[r]

31 Ler mais

Aspectos psicológicos do câncer : um estudo em pacientes laringectomizados

Aspectos psicológicos do câncer : um estudo em pacientes laringectomizados

para avaliar-se os elementos de ordem psicológica. A repressão das idéias e negação da realidade também se fazem presentes du-. rante a sua vida, assim como uma [r]

84 Ler mais

Show all 10000 documents...