Design moda - Qualidade de vida

Top PDF Design moda - Qualidade de vida:

Atualidades da pesquisa em Design e Moda no Brasil

Atualidades da pesquisa em Design e Moda no Brasil

Portanto, o que nos move para a pesquisa é a busca, a curiosidade, a indagação, a dúvida, a descoberta de algo. E, para descobrir, investigamos, vasculhamos, ouvimos outras vozes e outros pensamentos em um processo de estudo que leva ao conhe- cimento. Mas o conhecimento não aparece de forma pura e simples, ele vai sendo construído aos poucos e somado ao tempo, resulta em aprofundamento a respeito de determinada coisa, determinada causa que nos impulsiona. Sim, é uma causa no sentido de fazer com que algo venha a existir e a determinar um acontecimento, uma ação. E nesse exercício, vamos desenvolvendo e ampliando o pensamento reflexivo e crítico. “A pesquisa diz respeito à vida e à necessidade de produção de autonomia e memória para garantir um mínimo de qualidade, sem a qual não há possibilidade de permanência neste, nem em qualquer outro mundo” (GREINER, 2005, p. 16).
Mostrar mais

12 Ler mais

Contributo para design de moda sustentável

Contributo para design de moda sustentável

a falta de responsabilidade social nas nações em desenvolvimento. O uso de trabalho miserável levou a uma publicidade negativa que por sua vez incentivou a indústria a reavaliar e introduzir novos códigos de conduta, políticas de abastecimento e corporativas de responsabilidade e práticas sociais. O conceito de que as empresas de moda têm ampla gama de interessados, tornou-se cada vez mais comum. O aumento da consciência e preocupação levou a uma resposta gradual da indústria da moda para melhorar o meio ambiente e os impactos sociais nos processos de fabricação. Apesar da eco-fashion ter sido criticada em 1990 por oferecer produtos de baixa qualidade a custos elevados, a moda “verde” sugere uma tendência mais ampla que pode ser parte integrante da sustentabilidade dentro do setor. Embora não haja um padrão da indústria sobre o uso dos termos “verde”, “ética” ou “eco”, a sua utilização cria credibilidade ao crescente número de marcas que tentam captar o mercado com vestuário dentro de tendência. Houve um aumento de preocupação em relação aos impactos ambientais na indústria da moda em marcas “éticas” como a American Apparel e a Edun. As lojas de massa como a H&M, a Nike, a Levi´s e a Zara introduziram produtos que incorporam materiais que são ambientalmente amigáveis como o algodão orgânico e o poliéster reciclado. O vestuário tem um ciclo de vida considerado longo e complicado constituído por diferentes fazes, que incluem a produção de recursos e extração de fibras e fios, a fabricação de tecidos, a embalagem, transporte e distribuição, o uso do consumidor, a reciclagem e a eliminação final. Os impactos ambientais associados à produção de vestuário incluem as emissões de efluentes, a produção de resíduos sólidos e o esgotamento significativo de recursos de consumo de água, minerais, combustíveis fosseis e energia. A avaliação do ciclo de vida é uma ferramenta que considera os impactos ambientais de um produto tendo em conta a produção e aquisição de matérias-primas, a fabricação e montagem, o transporte e a eliminação do produto. É possível selecionar os indicadores ambientais e com isso avaliar ainda o desempenho relativo às abordagens alternativas para a produção de um produto com base na ecologia.
Mostrar mais

134 Ler mais

Da Alta Costura ao Prêt-à-porter, da Fast Fashion a Slow Fashion: um grande desafio para a Moda

Da Alta Costura ao Prêt-à-porter, da Fast Fashion a Slow Fashion: um grande desafio para a Moda

Depois da Alta Costura, do abandono das roupas feitas artesanalmente e sob medida, e com o início do Prêt-à-porter, a moda passou por diversas transformações. Entre elas, o desenvolvimento de técnicas produtivas, novas tecnologias, novas matérias primas e, também, a introdução de importantes produtos no cotidiano. A moda gerou riqueza, colocou a indústria têxtil e os designers em evidência. Envolve aspectos psicológicos, financeiros e sociológicos. Incorpora os desejos e necessidades dos consumidores. Em pleno século XXI, a análise de toda esta cadeia produtiva perpassa os aspectos sustentáveis. A partir desta percepção, vê-se que os papéis desempenhados pelo consumidor, pelo fabricante e pelo designer devem considerar o impacto da produção no meio e o ciclo de vida do produto. Neste momento, a moda pode estar caminhando da fast fashion para slow fashion quando, finalmente, além dos objetivos monetários, o foco maior estará no design, na qualidade, na durabilidade dos produtos e também no ambiente.
Mostrar mais

15 Ler mais

Artes, Moda e Design: projetos de ensino e projetos de vida.

Artes, Moda e Design: projetos de ensino e projetos de vida.

Entrevistada: Bem... a realidade brasileira não está muito favorável a ninguém e à nenhuma iniciativa. Não vou negar que a entrada do capital estrangeiro trouxe uma nova maneira de administrar o negócio para nossa IES, e eu pude participar dessa mudança “de perto”. Porém, até o momento, não senti interferência direta no trabalho pedagógico que desenvolvemos. Sem dúvida, temos um pouco mais de burocracias no dia a dia da docência do que tínhamos dez anos atrás. Mas, novamente, digo que não vejo que isso interfere no andamento de nosso projeto pedagógico. Há momentos, inclusive, que temos francas aberturas para “negociar” e demonstrar nossos “resultados” (o que tem sido relativamente fácil até agora), mas acredito que isso é um componente do negócio que, como você aponta, tem seus interesses econômicos. Porém é para nós, professores, que é dada a tarefa de zelar pelos resultados acadêmicos, bem como pelo papel da excelência e qualidade do ensino que oferecemos. Como em qualquer situação, os conflitos existem, mas se bem conduzidos são um excelente desafio a serem assumidos.
Mostrar mais

10 Ler mais

O modelo CEvI para o design de moda-vestuário: corpo, estilo de vida e identidade

O modelo CEvI para o design de moda-vestuário: corpo, estilo de vida e identidade

Diversas pesquisas envolvendo consumidores mais velhos indicam que eles são altamente exigentes em termos de atributos nos produtos de moda (Li, 2003; Zhang, 2002). Os resultados indicaram também que os designers de moda precisam se tornar mais conscientes das necessidades psicológicas relacionadas ao estilo individual, gosto e qualidade. A pesquisa conduzida por Iltanen (2005) explorou a relação entre a visão estereotipada dos designers e sua capacidade de inserir elementos de moda quando concebendo produtos para consumidores idosos. O estudo descreve que as roupas propostas pelos designers tendiam a cobrir todo o corpo com uso de decotes altos, mangas longas e blusas compridas. Todas as formas deveriam ficar folgadas no corpo, com uso massivo de tecidos elásticos em cores neutras. Iltanen (2005) relata que as consumidoras idosas se sentiram extremamente desapontadas ao descobrir que, mesmo após uma série de conversas com as equipes de criação, suas expectativas como público-alvo antenado e elegante não foram atendidas.
Mostrar mais

16 Ler mais

Gerd Sparovek (org.) Rodrigo Fernando Maule Durval Dourado Neto Patrícia Guidão Cruz Ruggiero Alberto Giaroli Oliveira Pereira Barreto

Gerd Sparovek (org.) Rodrigo Fernando Maule Durval Dourado Neto Patrícia Guidão Cruz Ruggiero Alberto Giaroli Oliveira Pereira Barreto

O objetivo geral da pesquisa foi retratar os resultados alcançados nos projetos do Programa de Crédito Fundiário e Combate à Pobreza Rural. A base de dados utilizada nas análises consistiu de uma ampla pesquisa de opinião junto aos seus beneficiários. Com esta estratégia procurou-se complementar as avaliações possí- veis de serem feitas com os registros oficiais, como listagens de ações, execução orçamentária ou dados do Sistema de Informações Gerenciais (SIG), administrado pela Unidade Técnica Nacional (UTN). As informações coletadas na rotina de execução e monitoramento das ações do CF-CPR têm restrições para a avaliação de aspectos qualitativos (por exemplo: qualidade de vida nos projetos, forma de organização das associações) e aqueles relacionados aos objetivos finais do Progra- ma (geração de renda e desenvolvimento produtivo dos projetos). Os benefícios decorrentes do Programa devem estar presentes e materializados nos imóveis re- formados e o impacto sobre a vida das famílias deve preferencialmente ser relatado em primeira pessoa. Registrar esta realidade por meio dos depoimentos dos bene- ficiários do Programa converge neste sentido. Desvios destes relatos com metas ou com registros oficiais servem de alerta, mas devem ser vistos com cautela por im- precisões e tendências que podem ocorrer em qualquer pesquisa de opinião.
Mostrar mais

142 Ler mais

Diálogo entre o design de superfície e o design de moda: o caso das padronagens

Diálogo entre o design de superfície e o design de moda: o caso das padronagens

O uso da palavra design relacionado à moda é recente e a proximidade entre ambos têm se tornado maior não apenas pela junção dos termos, mas também pelo en- tendimento do seu conceito e pela atuação acadêmica e profissional (CHRISTO, 2008). A moda se aproxima do design buscando matérias que sejam úteis para a sua prática no que diz respeito à atividade projetual. Conti (2008) afirma que realizar um projeto dedicado ao vestuário e ao sistema que é gerado em seu entorno deve ser pensado de forma transversal, pois ocupar-se de moda não significa apenas pensar em uma coleção de trajes, mas analisar os processos projetuais que geram a intenção de criação.
Mostrar mais

139 Ler mais

Co-design com Prática Sustentável no Ensino de Design de Moda

Co-design com Prática Sustentável no Ensino de Design de Moda

Practical experience offered with pirating fashion advances in theory and prac- tices described in studies of Von Busch (2009) on how pirating can change the way designers interact with other co-designers such as consumers, craftspeople etc. and how it is possible to intervene in the production process of fashion by emerging new competence in garments, affecting both consumer behavior as the production chain. In our study, designers facilitated thoughts and design processes of open code from hacker culture and their skills, which combined with eco-design strategies and te- chniques upcycling. We have built a social community of individuals with extensive interfaces between craftspeople, designers and non-designers who not only impro- ved and created new bonds in their relationships, proving to be co-authors of the new designs, but also discovered new social, ethical and sustainable benefits.
Mostrar mais

24 Ler mais

Aplicação do Design Funcional e da Moda Sustentável na Dermatite Atópica Infantil

Aplicação do Design Funcional e da Moda Sustentável na Dermatite Atópica Infantil

próprias roupas. O vestuário foi utilizado e mantido durante vários anos por reparação e/ou remodelação, na verdade, eles podiam ser considerados produtos de vida longa. O nascimento da moda ready-to-wear implicou a padronização de tamanhos e, consequentemente, uma redução nos custos de produção, que permitiram aos consumidores comprar mais roupas, mesmo que não servissem tão bem quanto as das costureiras. Simultaneamente, a globalização da produção, o aumento da concorrência e a demanda do consumidor resultaram em ciclos de moda acelerados, que levaram a uma cultura de moda “rápida” e descartável (Cimatti et al., 2017).
Mostrar mais

98 Ler mais

As relações entre a disciplina Laboratorio di Sintesi Finale do Politecnico di Milano e o ensino de projeto em moda no Brasil

As relações entre a disciplina Laboratorio di Sintesi Finale do Politecnico di Milano e o ensino de projeto em moda no Brasil

A partir da experiência no Politecnico di Milano, acompanhando a disciplina Laboratorio di Sintesi Finale, de responsabilidade do professor Giovanni Conti, foi possível registrar as etapas que configuram um processo de projetação em moda e certa ordem para que elas ocorram. Durante esse período, foi possível observar com que frequência é utilizado o vocabulário e práticas do design industrial que, por vezes, é flexibilizado em função das necessidades específicas do design de moda. Além de frequentar as aulas de Conti, foi realizada uma entrevista de caráter exploratório com o docente, visando a coleta de dados primários mais precisos que, posteriormente foram tratados respeitando os métodos da História Oral para a construção de relatos, como aqueles de Alberti (2013), Poupart (2008) e Velho (1980). Dessa forma, a problematização do tema produzida como resultado dessa prática de pesquisa proporcionou algumas reflexões que expõem a importância da prática do design de moda e sua institucionalização para o avanço do campo no Brasil.
Mostrar mais

43 Ler mais

Projeto de ensino design de  moda para a sustentabilidade:

Projeto de ensino design de moda para a sustentabilidade:

• Criação de carrancas decorativas para o plantio de flores, ação desenvolvida na disci- plina de Pesquisa e Comportamento de Consumo do Curso Técnico Concomitante em Pro- dução de Moda. Nesta ação, foram utilizadas embalagens de produtos de limpeza que foram recortadas e decoradas com caricaturas. Logo após, foram plantadas mudas de lavanda nos recipientes, aos quais foram acoplados cordões que possibilitaram que os mesmos fossem pendurados em árvores presentes na área externa da instituição. A ação teve como objetivo sensibilizar os discentes em relação ao aproveitamento consciente de embalagens. Como resultado, a ação despertou a criatividade dos participantes, bem como a curiosidade das pessoas que transitavam pelo ambiente.
Mostrar mais

17 Ler mais

Repositório Institucional UFC: Desenvolvimento da marca Third Floor

Repositório Institucional UFC: Desenvolvimento da marca Third Floor

Projeto Criativo da criação da marca Third Floor de moda executiva feminina, apresentado ao curso de Design-Moda do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará, como requisito parcial para a obtenção de título de bacharel em Design-Moda.

64 Ler mais

Moda e Metodologia: o Design como Mediador

Moda e Metodologia: o Design como Mediador

Outra característica dos primeiros cursos de moda é que herdaram para si a imagem de que se tratava de uma formação feminina e pouco intelectual. De acordo com Bonadio (2010), a desvalorização da moda enquanto campo está muito evidente no percurso de Gilda de Mello Souza. Após apresentar a tese intitulada “A Moda no século XIX: ensaio de sociologia estética”, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, em 1950, a autora gerou desconforto na maioria dos membros da academia, que consideraram o tema fútil, e o assunto de menor valor. Não havia o entendimento de que o seu trabalho se enquadrava às normas e aos critérios do campo científico e só foi possível publicá-lo em 1987, como “O Espírito das roupas – a Moda do século XIX”, constituindo-se uma obra de referência hoje no Brasil.
Mostrar mais

29 Ler mais

Artesanato no Design de Moda Gonçalo

Artesanato no Design de Moda Gonçalo

João Leal ressalta a importância de Ernesto Sousa (Leal, J., 2002) nesta nova etapa que surge, a partir de um trabalho de um grupo de intelectuais originários de outras áreas de estudos, como uma figura marcante das artes portuguesas entre os anos de 1940 e 1980. Iniciando-se como crítico de arte neo-realista, Ernesto Sousa (Leal, J., 2002), volta-se para o cinema e para o cine-clubismo desde o final da década de 1940. Vinte anos depois define-se como um artista experimental, adepto do cruzamento das diferentes expressões artísticas e na criação do “espetáculo total” (Leal, J., 2002: 272 apud Freitas 1998: 11) introduzindo também em Portugal o termo “happening” (Leal, J., 2002: 272). O autor apresentado como o principal teórico da “arte/ vida”, defendendo “formas de convívio enquanto manifestações artísticas (…) os sentidos coletivos contra o individualismo e a autoria” (Leal, J., 2002: 272) 4 , “a ideia de
Mostrar mais

84 Ler mais

A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETING DAS EMPRESAS DE MODA E AS AÇÕES DO PROJETO SCMC

A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETING DAS EMPRESAS DE MODA E AS AÇÕES DO PROJETO SCMC

realmente é. No mundo da moda, podemos exemplificar com a Chanel. A marca francesa é um ícone desde os anos vinte e tem seus produtos tão bem vendidos e desejados que não precisa insistir em nada. Mas pra falar de marketing bem feito e bem sucedido vindo de uma empresa pequena, pode-se citar a marca de Arthur Caliman, que leva o nome do estilista. Em Florianópolis, no ano de 2008, um outdoor enorme cobria um dos hotéis mais famosos da cidade, na Avenida Beiramar Norte, além de grande campanha no Beiramar Shopping. Arthur Caliman é o tipo do estilista que agarra qualquer oportunidade pra lançar o seu trabalho: sua coleção teen 2011 foi apresentada no canal da TV Gazeta e enquanto acontecia a festa de inauguração do Espaço Teen Arthur Caliman, quem não conseguiu ir pode assistir à festa através do site da marca, que no dia teve 2.600 acessos. Além de site oficial, Arthur tem blog e twitter. A primeira loja foi aberta em 2000 e hoje a Arthur Caliman é conhecida no país inteiro e usada por várias celebridades. Ponto para o marketing.
Mostrar mais

7 Ler mais

Inovação em metodologia de projeto aplicada ao design de superfície voltado para moda

Inovação em metodologia de projeto aplicada ao design de superfície voltado para moda

Percebe-se, como tendência, o retorno de técnicas manuais aliado a processos de tratamento de imagem e de impressão digitais na busca por inovação no design de superfície. Técnicas como o desenho a mão, a aquarela e a criação de texturas visuais através de artefatos físicos tendem a ser bem aceitas pelo consumidor por apresentarem características do próprio material utilizado, as quais, muitas vezes, podem se perder no desenho digital. Já os recursos digitais existentes atualmente ampliam as possibilidades de criação e de impressão de forma ágil, acompanhando a necessidade de renovação do mercado de moda. Mesclar métodos tanto digitais quanto manuais pode trazer soluções não convencionais, mais humanizadas e atrativas ao consumidor na velocidade e na
Mostrar mais

17 Ler mais

O Ensino de Ergonomia em um Curso de Design de Moda

O Ensino de Ergonomia em um Curso de Design de Moda

The disciplines that constitute this semester are: Brazilian Culture, addressing anthropological themes based on authors such as Darcy Ribeiro and Gilberto Freire; Contemporary Fashion, which develops the work of reflection on the issues of the national culture related to the future of design and fashion; Project Methodology, in which the student is stimulated to know the various methods for the elaboration of a project within the fashion area; Basic Modeling, which instrumentalizes the future designer in the construction of fashion products through the technical deepening of the various techniques of cutting and sewing, and finally, Ergonomics Applied to Fashion, which promotes reflection on the body, space, area of action and the user (NAVALON, 2010, p.7).
Mostrar mais

12 Ler mais

A representação gráfica do desenho no Design de Moda

A representação gráfica do desenho no Design de Moda

3. Desenho técnico de moda: são desenhos operacionais para a etapa do desenvolvimento do produto direcionado para a modelagem e confecção, como na Figura 3. Seguem padrões e são normatizados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT. Bidimensionais, diagramados, especificam cortes, costuras e complementos da peça de roupa em linguagem específica e comum ao profissional que irá confeccionar ou produzir a roupa (tridimensionalmente). O uso das normas técnicas possibilita a visualização e interpretação do produto tanto para confeccionar uma única peça de roupa exclusiva, como para produção em série. Em um projeto de produto de design de vestuário, o desenho técnico acompanha a representação dos modelos das peças de roupas projetadas.
Mostrar mais

10 Ler mais

A percepção do design como posicionamento no segmento de moda

A percepção do design como posicionamento no segmento de moda

Para alguns dos entrevistados, o desenvolvimento de um produto pode envolver pessoas de diversas áreas, e, quanto maior a diversidade de conhecimentos e experiências acerca desse, maior a possibilidade da solução ser inovadora. Além disso, o entrevistado 3 mencionou ainda o fato de o design auxiliar na gestão dos ciclos de vida dos produtos e em processos de criação mais rápidos.O design também foi visto pelos entrevistados como um aliado do planejamento de estratégias e ações de uma marca, bem como de sua disseminação e manutenção. É “peça chave para traduzir em produto o conceito da marca”, defendeu o entrevistado 1. Favorece assim o fluxo de comunicação interativa no ambiente empresarial e auxilia na qualificação de processos, reduzindo custos e ampliando receitas.
Mostrar mais

27 Ler mais

O ENSINO DE ERGONOMIA EM UM CURSO DE DESIGN DE MODA

O ENSINO DE ERGONOMIA EM UM CURSO DE DESIGN DE MODA

Dentro dos conteúdos da disciplina, o docente procura discutir conceitos sobre protótipos e suas aplicabilidades. São observadas as escalas de produção, viabilizando modelos de baixa fidelidade, com o intuito de discutir questões ergonômicas e cognitivas por meio de métodos de aplicação de testes de usabilidade à área do Design de Moda. Como forma de despertar os estudantes para a pesquisa de novas tecnologias, os professores os orientam a conhecer os aspectos ergonômicos implicados na interação com dispositivos móveis – wearables. E, por fim, os objetivos da disciplina procuram relacionar as questões estéticas, ergonômicas e funcionais no desenvolvimento de projetos da área do Design de Moda, buscando, a cada novo semestre, atualizar a matéria de acordo com as necessidades do mercado profissional relacionado ao curso em questão.
Mostrar mais

13 Ler mais

Show all 10000 documents...