Diesel - Contaminação

Top PDF Diesel - Contaminação:

Potencial de atenuação natural de diesel (B8) e biodiesel (B100) em latossolo vermelho sem histórico de contaminação

Potencial de atenuação natural de diesel (B8) e biodiesel (B100) em latossolo vermelho sem histórico de contaminação

microcosmos constituídos de latossolo vermelho sem histórico de contaminação por combustíveis. Os solos contaminados apresentaram respiração superior à do solo não contaminado. Os solos contaminados com diesel apresentaram respiração até 5,2 vezes maior do que o solo controle e apresentaram maiores atividades de hidrólise do diacetato de fluoresceína e da desidrogenase do que os solos contaminados com biodiesel, porém inferiores ao solo controle quando relacionado aas atividades enzimáticas. Solos contaminados com diesel apresentaram maior número de microrganismos do que os solos com biodiesel e solo controle. O carbono da biomassa microbiana apresentou comportamento similar às atividades enzimáticas, sendo que, ao final dos 90 dias, foi maior no solo controle, seguido pelo solo com diesel e inferior no solo com biodiesel. O quociente metabólico indicou maior estresse da microbiota nos solos contaminados com biodiesel em relação aos solos com diesel e solo controle. A fitotoxicidade dos solos contaminados com diesel, verificada através da germinação de sementes, foi aparentemente reduzida em mais de 80% após 90 dias de incubação do solo em relação à toxicidade inicial. A contaminação com biodiesel resultou na fitotoxicidade mais elevada no decorrer da incubação. Ao final da incubação, houve redução de 70% (diesel 5%) e 50% (diesel 10%) na massa dos combustíveis extraído do solo; nos tratamentos com biodiesel, as reduções de massa foram de 61% (biodiesel 5%) e 48% (biodiesel 10%). Ao final do período de incubação dos microcosmos também foram observadas, através de cromatografia gasosa, reduções nos picos de retenção, bem como nas áreas de componentes dos combustíveis, sugerindo a biodegradação. Após os 90 dias de incubação dos solos contaminados foram isoladas 34 bactérias (24 dos microcosmos com diesel e 10 dos com biodiesel), das quais 30 apresentaram capacidade de degradar combustíveis (diesel ou biodiesel). Dentre estas, 18 produziram biossurfactantes, sendo que para 10 isolados a produção foi majoritariamente extracelular e para seis isolados os biossurfactantes permaneceram associados às células. Além da produção de biossurfactantes, alguns dos isolados, principalmente aqueles isolados de solo com diesel, apresentaram valores de hidrofobicidade celular acima de 40%. Em suma, foi verificado que o solo utilizado, mesmo sem histórico de contaminação, apresentou microbiota autóctone com capacidade de degradar combustíveis em condições de atenuação natural.
Mostrar mais

141 Ler mais

Efeito do uso de recirculação de gases de exaustão (EGR) na contaminação do lubrificante e no desgaste de anel e camisa de motor de combustão interna com ciclo diesel

Efeito do uso de recirculação de gases de exaustão (EGR) na contaminação do lubrificante e no desgaste de anel e camisa de motor de combustão interna com ciclo diesel

Com a tendência de regulamentações cada vez mais restritas para emissão de gases poluentes em veículos automotores, a utilização de sistemas de pós-tratamento dos gases de exaustão tem se intensificado. Um dos sistemas utilizados para redução dos níveis de emissão de NOx é o sistema de recirculação de gases de exaustão (EGR). Porém, o uso do EGR provoca uma alta formação de material particulado (fuligem), onde parte é direcionada para a câmera de combustão, contaminando o lubrificante e intensificando os mecanismos de desgaste. Vários estudos têm sido desenvolvidos para compreender estes efeitos e, embora se verifique um consenso nos resultados mais recentes, ainda existem várias hipóteses contraditórias e inconclusivas. Para avaliar a influência da contaminação por fuligem, uma bancada experimental foi desenvolvida e um motor diesel com taxas de 0%, 20%, 35% e 45% de EGR foi ensaiado. Verificações da influência do EGR nas características do motor, análises de óleo, verificações na variação de massa e nas dimensões dos anéis e camisa do motor e análises de rugosidade das superfícies em contato foram realizadas. Para observar os mecanismos de desgaste atuantes e a formação de filmes antidesgaste, utilizou-se o MEV/EDS. Através dos resultados, verificou-se que o aumento da taxa de recirculação aumenta a formação de fuligem e, que o aumento da temperatura dos gases recirculados, aumenta significativamente a concentração de fuligem no lubrificante. Foram observados mecanismos abrasivos nas superfícies em contato e a condição com a maior concentração de fuligem apresentou também indícios de desgaste por deslizamento. Ao longo dos ensaios, através da análise do lubrificante, observou-se certa influência da fuligem no consumo de metais de adição relacionados aos aditivos antidesgaste. Ademais, por meio das análises de EDS, baixas concentrações de elementos característicos de aditivos antidesgaste foram encontradas ao longo da superfície de contato, suportando assim a hipótese da influência das partículas de fuligem na formação de filmes antidesgaste. Como recomendações para trabalhos futuros, sugere-se a avaliação do efeito competitivo entre as partículas de fuligem e os aditivos na formação de filmes na superfície.
Mostrar mais

241 Ler mais

INTEMPERIZAÇÃO DE FONTES DE CONTAMINAÇÃO COM ÓLEO DIESEL E DIESEL E ETANOL EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS Andréia Senna Soares

INTEMPERIZAÇÃO DE FONTES DE CONTAMINAÇÃO COM ÓLEO DIESEL E DIESEL E ETANOL EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS Andréia Senna Soares

O objetivo deste trabalho foi avaliar a intemperização dos hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA) em duas fontes experimentais de contaminação na água subterrânea, uma com óleo diesel e outra, com diesel e etanol, utilizando-se um banco de dados superior a 8 anos de monitoramento de campo. Dentre os HPA, foram estudados os compostos legislados pela CETESB (2005), benzo(a)antraceno, benzo(a)pireno, fenantreno e naftaleno, e, o criseno, pela resolução CONAMA N o 396 (CONAMA, 2008). Na área do diesel puro, somente o naftaleno apresentou concentrações inferiores à referida pela legislação, enquanto que na área do diesel com etanol, o naftaleno e o fenantreno. Além disso, foi constatada a presença de fase livre, pois as concentrações foram parcialmente superiores aos valores de solubilidade efetiva (S ef ) dos compostos analisados. Na área do diesel e etanol, as concentrações máximas
Mostrar mais

75 Ler mais

Avaliação de contaminação com óleo diesel por meio dos métodos de Eletrorresistividade e Polarização Induzida em Santa Ernestina-SP

Avaliação de contaminação com óleo diesel por meio dos métodos de Eletrorresistividade e Polarização Induzida em Santa Ernestina-SP

A contaminação de solos e águas subterrâneas pode colocar em risco a saúde humana além de inviabilizar a exploração de recursos naturais por longos períodos, com sérios prejuízos ambientais, administrativos e financeiros. Este trabalho realizou um estudo em área contaminada no município de Santa Ernestina-SP, com o intuito de avaliar o atual cenário de contaminação deste local por meio da investigação geofísica pelos métodos de Eletrorresistividade e Polarização Induzida. A área foi contaminada em 2007 devido a um acidente ferroviário que causou o derramamento de 58000 litros de óleo diesel. O monitoramento da área foi realizado durante os quatro anos subsequentes ao acidente, a partir de sondagens manuais a trado, poços de monitoramento, coleta de amostras de água subterrânea e levantamento de dados geológicos e hidrogeológicos, integrados em sucessivos relatórios disponibilizados na Agência Ambiental (CETESB) de Araraquara-SP. A escolha dos métodos de Eletrorresistividade e Polarização Induzida foi feita com o objetivo de analisar as relações de contrastes entre as propriedades elétricas do meio subsuperficial e dos contaminantes em solo e água subterrânea. Foram realizadas 11 linhas paralelas de imageamento elétrico em arranjo Wenner, com geração de modelos de inversão geofísica 2D na forma de seções de resistividade e cargabilidade, e modelos integrados de visualização 3D, a partir dos quais foram gerados mapas de profundidade (horizontes de 1m, 3m, 5m e 7m). Os resultados de resistividade elétrica indicaram zonas rasas de baixa resistividade (valores em torno de 150Ω.m) que ocorrem de forma restrita, próximas aos principais locais de infiltração de contaminantes. Esta assinatura geofísica foi correlacionada à presença de resquícios de contaminantes em zona insaturada, onde os processos de atenuação natural conduziram à queda da resistividade do meio geológico a partir da diluição e dissolução de compostos orgânicos e iônicos. Os resultados para cargabilidade viabilizaram um novo ponto de vista investigativo sobre o monitoramento de áreas contaminadas. Por meio destes dados, foi possível associar a ocorrência de biodegradação à provável presença de minerais metálicos neoformados (sulfetos e óxidos) durante e após a ação dos processos de atenuação natural. A formação destes minerais deve estar associada principalmente à alteração das condições físico-químicas do ambiente geológico e à disponibilidade de íons em solos tropicais contaminados por hidrocarbonetos, tais como Fe +3 e, principalmente, S -2 . O conjunto dos resultados aponta para um panorama geral de avançado estágio de descontaminação da área, com atuação efetiva dos processos de atenuação natural, decorridos sete anos do acidente.
Mostrar mais

93 Ler mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO ALTERADOS PELA CONTAMINAÇÃO DE GASOLINA E ÓLEO DIESEL

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO ALTERADOS PELA CONTAMINAÇÃO DE GASOLINA E ÓLEO DIESEL

O transporte de derivados de petróleo gera preocupações quanto à potencialidade de contaminação ambiental. A pesquisa indicou teores de Ca, Mg, Al, H+Al, K, P, Zn, Cu, Ni, Cd, Cr fenóis, óleos e graxas totais, óleos minerais, BTEX e HPA, pH em água, Matéria Orgânica, Argila, em Cambissolo Háplico sob efeito de contaminação por gasolina e óleo diesel, em Capão Alto, SC. A coleta de solo ocorreu em 32 pontos em área contaminada e 28 pontos em área sem contaminação, em profundidade de 0-20 cm. Para análise estatística foi utilizado o teste de Kruskal- Wallis na comparação entre as áreas, sendo que houve diferença estatística (p˂0,05) para as variáveis: Ca, Mg, K, Zn, Cr, Cu, fenóis, óleos e graxas totais, óleos minerais e BTEX na área contaminada. Esta diferença não pode ser atribuída apenas ao efeito do contaminante no solo, sendo que o método de determinação utilizado quantificou apenas os teores disponíveis.
Mostrar mais

12 Ler mais

Contaminação microbiológica de diesel comercial no Distrito Federal

Contaminação microbiológica de diesel comercial no Distrito Federal

Os combustíveis são substâncias que possuem como característica principal reagir com o oxigênio ou outro comburente resultando na produção de calor, gases e chamas; sendo amplamente utilizados como forma de energia elétrica ou para movimentar carros, caminhões, maquinários industriais, dentre outros. Um grave problema encontrado nos combustíveis, principalmente naqueles obtidos a partir da biomassa é sua degradação. Em relação a esse problema, pode-se destacar fatores determinantes como: a degradação físico- química e a contaminação microbiológica, sendo que estas situações comprometem o rendimento dos motores e, consequentemente, o funcionamento de veículos e máquinas. O trabalho possui o objetivo de identificar os microrganismos encontrados em maior evidência em combustíveis comercializados nos postos do Distrito Federal e, também, propor soluções para tal contaminação através do uso de biocidas. Todas as amostras apresentaram crescimento de microrganismos, com predominância dos gêneros Aspergillus, Bacillus, Candida, Flavobacterium e Micrococcus. Diante do problema de contaminação, principalmente pelas consequências causadas pela mesma, faz- se necessária a produção e utilização de biocidas e outros produtos que diminuam o crescimento microbiológico nos combustíveis sem alterar suas características. Substâncias nitrogenadas, bio-óleos, biodiesel a base de plantas, dentre outras moléculas demonstraram ser boas opções de aditivos para combater o problema de contaminação fúngica e bacteriana, sem alteração das propriedades físico-químicas dos combustíveis. Contudo, a solução mais adequada para essa realidade são os métodos de prevenção, a partir das boas práticas de manipulação, efetiva limpeza de tanques de armazenamento, descontaminação e drenagem constante da água de lastro.
Mostrar mais

82 Ler mais

Avaliação da toxicidade da fração solúvel em água do biodiesel, diesel e da mistura binária diesel/biodiesel de 5% (B5)

Avaliação da toxicidade da fração solúvel em água do biodiesel, diesel e da mistura binária diesel/biodiesel de 5% (B5)

Daphnia magna, através da realização de testes de toxicidade aguda. O biodiesel estudado foi proveniente de óleos e gorduras recicláveis. Os pesquisadores concluíram que a FSA do biodiesel é consideravelmente menos tóxica para os organismos aquáticos do que a FSA do óleo diesel convencional. Porém, os resultados demonstraram que ainda assim há um risco substancial para os organismos aquáticos no caso de uma contaminação por biodiesel. O organismo-teste Daphnia magna apresentou valores de CL50 mais baixos que o peixe truta arco-íris, mostrando que os microcrustáceos estudados são mais sensíveis para as amostras testadas. Hollebone et. al. (2008) pesquisaram a toxicidade de cinco amostras de combustíveis sobre os mesmos organismos-testes acrescentando testes com a bactéria marinha bioluminescente Vibrio fischeri. As amostras avaliadas foram: dois combustíveis provenientes do petróleo (diesel com ultra-baixo teor de enxofre e diesel com baixo teor de enxofre) e três biodieseis provenientes de diferentes matérias- primas (biodiesel de óleo de soja, biodiesel de óleo de canola e biodiesel de gordura animal). A pesquisa avaliou a fração dispersa em água e a fração solúvel em água. Os resultados mostraram que todas as amostras foram tóxicas a todos os organismos-testes e todos os métodos de obtenção das amostras, com o petrodiesel apresentando valores de CL50 mais baixos que as amostras de biodiesel, conseqüentemente maior toxicidade. Porém as frações solúveis em água das amostras de biodiesel apresentaram baixa toxicidade. Os dados de sensibilidade dos organismos para as amostras testadas corroboram com os observados por Khan et. al., sendo as bactérias o organismo mais sensível, seguida dos microcrustáceos e dos peixes.
Mostrar mais

112 Ler mais

NOTA TÉCNICA: AVALIAÇÃO DO DESGASTE DE UM MOTOR DE CICLO DIESEL ALIMENTADO COM MISTURAS DE ÓLEO VEGETAL E DIESEL

NOTA TÉCNICA: AVALIAÇÃO DO DESGASTE DE UM MOTOR DE CICLO DIESEL ALIMENTADO COM MISTURAS DE ÓLEO VEGETAL E DIESEL

A energia poderá ser o grande obstáculo para o desenvolvimento dos países industrializados, por esta razão, foram avaliadas, neste trabalho, misturas de óleo vegetal em um motor diesel de baixa potência, acionando um grupo gerador, para verificar a formação de resíduos na câmara de combustão, o desgaste do motor e avaliar os custos de produção de energia elétrica. O grupo gerador foi composto por um Motor Agrale, modelo M90, e um gerador Bambozzi e a energia elétrica gerada foi consumida por uma bancada de lâmpadas incandescentes. O trabalho permitiu as seguintes conclusões: não ocorreu formação de resíduos na câmara de combustão que necessitasse de descarbonização antes de 300 horas de operação do motor em todos os tratamentos utilizados, até a proporção de 50% de mistura de óleo vegetal; o intervalo de troca dos lubrificantes deve ser reduzido devido à contaminação em todos os tratamentos analisados; não ocorreram desgastes, no período de trabalho, dos componentes do motor; a utilização de óleo vegetal é uma alternativa viável em comunidades com difícil acesso a centros de distribuição de combustíveis.
Mostrar mais

9 Ler mais

Comparação de emissões provenientes da combustão de biodiesel e de suas misturas com o diesel em motor do ciclo diesel e aspectos econômicos

Comparação de emissões provenientes da combustão de biodiesel e de suas misturas com o diesel em motor do ciclo diesel e aspectos econômicos

foram queimados, para que não houvesse contaminação pelo combustível anteriormente utilizado no motor. As 6 medidas de cada combustível foram feitas de tal forma que o sensor do equipamento de análise ficasse 2 minutos no sistema de exaustão, registrando 2 medidas (1 por minuto), sendo, em seguida, retirado e mantido longe da exaustão por 3 minutos. Posteriormente, o sensor foi colocado novamente durante 2 minutos fazendo-se o registro de mais 2 medidas, retirando-o, na sequência, por mais 3 minutos e, por fim, realizou-se o procedimento de medição mais uma vez, totalizando 6 medidas. Porém, foram usadas as médias dessas medidas para serem trabalhadas nos resultados e discussão, com exceção da comparação entre o biodiesel etílico e o biodiesel metílico, em que se utilizaram os valores exatos das 6 medidas efetuadas.
Mostrar mais

60 Ler mais

Monitoração dos parâmetros tribológicos e de desempenho de motores a Diesel e bicombustível (Diesel/GNL)

Monitoração dos parâmetros tribológicos e de desempenho de motores a Diesel e bicombustível (Diesel/GNL)

Em mancais de rolamentos, estes elementos podem ser vulneráveis a falha por quaisquer dos diversos modos possíveis, dependendo das cargas de operação e velocidades específicas. Sob condições típicas de operação, a falha por fadiga superficial é o modo mais provável de falha. As tensões cíclicas cisalhantes subsuperficiais Hertizianas, produzidas pelas superfícies curvas em contato rolante, podem iniciar e propagar diminutas trincas que acabam por desalojar partículas, causando pites superficiais. Tipicamente, os pites surgem primeiro nas pistas de rolagem, gerando ruído, vibração e calor, que se intensificam progressivamente. Caso mancais ruins não sejam substituídos, as pistas podem fraturar, os mancais podem emperrar, e sérios danos a outros elementos de máquinas podem ocorrer. Em alguns casos, cargas estáticas em um mancal durante as etapas de funcionamento em vazio, de um ciclo de trabalho, podem causar endentações (Brinelling) das pistas, resultando em uma subsequente geração de ruídos, vibração e calor, enquanto os elementos de rolagens passam pelas descontinuidades locais da pista. Em algumas aplicações, o desgaste por Fretting pode ser o modo de falha predominante. Notadamente, se mancais são operados com pequenas amplitudes de movimentos cíclicos reversos, mesmo quando as cargas são leves, as condições próximas da fretagem pode produzir um desgaste por fretting local significativo e, enfim, resultar em ruído inaceitável, vibração e calor, bem como a contaminação do lubrificante do mancal com resíduos acumulados da fretagem (COLLINS, 2006).
Mostrar mais

362 Ler mais

Motor Diesel - sua aplicação em equipamentos agrícolas

Motor Diesel - sua aplicação em equipamentos agrícolas

No extremo posterior da cambota está aparafusado o volante do motor. Este cumpre as seguintes funções: (a) armazena energia cinética que lhe é transmitida quando um dos êmbolos se encontra na fase de expansão, alimentando com parte dessa energia cinética os êmbolos que estiverem a cumprir as fases de compressão, admissão e escape, enviando a restante energia cinética para a transmissão do tractor; (b) pela razão anteriormente indicada é um dos componentes da embraiagem principal da transmissão de potência do motor Diesel até às rodas do tractor; (c) serve de roda dentada onde vai engrenar o motor eléctrico de arranque.
Mostrar mais

109 Ler mais

Diesel -Baixo Teor de Enxofre

Diesel -Baixo Teor de Enxofre

• Novos limites de emissões provenientes de veículos pesados novos a Diesel no Brasil a.. partir de 01/01/2012:..[r]

20 Ler mais

Motor Diesel - Sua aplicação em equipamentos agrícolas

Motor Diesel - Sua aplicação em equipamentos agrícolas

Na sua concepção este sistema compreende os componentes esquematizados na figura seguinte: uma bomba eléctrica (2) impulsiona o gasóleo a baixa pressão (2bar), através do filtro (3) até à bomba de alta pressão (4) (1600bar). Esta comandada pela unidade electrónica de controlo do motor Diesel (12) (Electronic Diesel Control - EDC), bombeia gasóleo para o colector comum (8) (common rail) que é mantido constantemente sobre pressão e de onde saem tubos, um para cada cilindro. O gasóleo é injectado nos cilindros pelos electro-injectores (9).
Mostrar mais

103 Ler mais

DISSERTACAO_Consequências da contaminação na produção...

DISSERTACAO_Consequências da contaminação na produção...

A contaminação com o genitor feminino, a população derivada do híbrido simples de milho em equilíbrio de Hardy e Weinberg, no campo de produção da geração F1 do híbrido duplo afeta a alt[r]

54 Ler mais

Caracterização da contaminação de PCB's

Caracterização da contaminação de PCB's

componentes nem processos químicos como as soldaduras, é expectável que se encontrasse com uma menor contaminação quando comparado com as amostras sujeitas a esses processos. Os PCBA’s que são o produto final e já atravessaram todos os processos de produção, apresentam um valor de contaminação mais elevado que resulta da aplicação de solda, fluxo e componentes. No entanto, as placas com primeiro e segundo reflow encontram-se com contaminações muito próximas, sendo que as do primeiro reflow contêm um valor mais elevado mas pouco significativo. É possível concluir que o processo de segundo reflow não acrescenta contaminações às placas. Este facto pode ser explicado pela elevada temperatura a que as placas são sujeitas e à aplicação de pasta de solda neste processo, que só é aplicada nas áreas a soldar (processo mais restritivo).
Mostrar mais

88 Ler mais

Contaminação em Centro Cirúrgico

Contaminação em Centro Cirúrgico

Assim, foram objetivos desse relato de caso, descrever as principais causas de infecção no sítio cirúrgico ; pesquisar a atuação da Comissão de Controle de Infecção Hospitala[r]

8 Ler mais

Contaminação. Confronto e partilha.

Contaminação. Confronto e partilha.

Contaminação  é  definida  por  Purini  como  a  consequência  de  dois  actos, a produção do Novo e a fertilização desse objecto com uma célula  linguística  de  genoma  diferente.  A  arquitectura  adapta‐se  a  este  processo  construindo  a  base  do  argumento  desenvolvido.  Para  definir  Confronto  explora‐se  a  ideia  de  heterotopia  como  justaposição  num  único  lugar  real  de  diferentes  espaços  incompatíveis  entre  eles.  Organizando  a  Vida  de  um  modo  multicelular  flexível  dentro  de  um  invólucro  que  isola  mas  permite  a  sua  penetração.  A  Partilha  é  desenvolvida  a  partir  da  noção  de  blurred  zones  de  Eisenmann,  como  um  modo  de  desenvolver  espaços  cujo  significado  não  conseguimos  apreender por inteiro, onde se insere um certo grau de estranheza. 
Mostrar mais

85 Ler mais

MOTOR ESTACIONÁRIO CHANGCHAI DIESEL

MOTOR ESTACIONÁRIO CHANGCHAI DIESEL

MANCAL EIXO BALANCEIRO L28/32 PLUGUE EIXO BALACEIRO L28/32 ARRUELA PRES.. BALNC.L28/32 BALANCIN VALVULA ADMIS.[r]

16 Ler mais

Motor Diesel - Sua aplicação em equipamentos agrícolas

Motor Diesel - Sua aplicação em equipamentos agrícolas

Nos motores Diesel sobre-alimentados por turbo-compressor é importante permitir que o motor aqueça para que o óleo de lubrificação chegue ao turbo-compressor em condições óptimas para a lubrificação. Normalmente, os tractores equipados com motores sobre-alimentados possuem indicadores de temperatura de óleo de lubrificação. Especial cuidado deve ser tido ao desligar um motor com turbo-compressor após este ter estado a desempenhar elevada potência. O motor nestas condições não deve ser desligado subitamente mas sim após lhe ter sido permitido rodar alguns minutos a baixa velocidade. Se tal não for cumprido pode haver uma deficiente lubrificação do veio do turbo-compressor que tende a rodar, por inércia, mesmo após se ter desligado o motor. Como procedimento de manutenção há que proceder à limpeza exterior do intercooler com ar comprimido, para extrair poeiras e palhas.
Mostrar mais

86 Ler mais

Simulação termodinâmica para motores diesel

Simulação termodinâmica para motores diesel

De acordo com Myers (1985), o uso de modelos de ciclo de Ar-padrão devem ser comple- tamente abandonados, até mesmo a nomenclatura de "ciclo Diesel ou Otto", pois fornecem muito pouca informação, termodinamicamente são ilusórios e não são necessários apenas pela simpli- cidade matemática; com o advento dos computadores de alta velocidade, qualquer trabalho sério usará um computador e, se um computador estiver sendo utilizado, regressão polinomial de car- tas termodinâmicas ou, mais preferencialmente códigos de equilíbrio serão certamente utilizados ao invés de cartas; a análise de Segunda Lei da termodinâmica fornece maiores detalhes além da análise de Primeira Lei para ajudar na redução de consumo de combustível.
Mostrar mais

218 Ler mais

Show all 1643 documents...