Disseminação de mensagens

Top PDF Disseminação de mensagens:

Avaliação de estratégias de disseminação de mensagens de emergência em redes veiculares

Avaliação de estratégias de disseminação de mensagens de emergência em redes veiculares

As VANETs apresentam características que se tornam em desafios para os processos de disseminação de mensagens de emergência. A mudança muito rápida da topologia da rede e o tempo reduzido de contacto dificultam a disseminação de qualquer tipo de mensagens. No entanto, as mensagens de emergência são mais críticas pois necessitam de ser entregues num tempo curto e ter ligações estáveis, sem disrupções. Ora, por vezes existem disrupções nas comunicações que impedem a mensagem de chegar ao destino, sendo então fundamental o uso do mecanismo Store-Carry-and-Forward (SCF) existente nas DTNs. Este mecanismo permite guardar a informação até existir uma ligação de confiança para enviar a mensagem até ao destino. Outra questão importante é a localização dos veículos, pois o envio das mensagens de conteúdo urgente depende das coordenadas geográficas de cada veículo, de forma a ser possível, por exemplo, delimitar uma zona onde estas vão ser disseminadas. Por outro lado, o problema da fragmentação da rede pode provocar a perda de pacotes, o que não é desejável no envio e receção de mensagens de emergência. Em contrapartida, a densidade variável de veículos e a presença de edifícios ou obstáculos, leva a que as estratégias de encaminhamento tenham de se adaptar à densidade, de forma a tirar partido dos veículos e das respetivas localizações para que a informação chegue ao destino.
Mostrar mais

145 Ler mais

DISSERTAÇÃO_RODOGE protocolo de disseminação de mensagens de alerta de acidentes com controles e regras de reenvio de mensagens

DISSERTAÇÃO_RODOGE protocolo de disseminação de mensagens de alerta de acidentes com controles e regras de reenvio de mensagens

O avanço no desenvolvimento tecnológico na área de Redes Sem Fio, em especial as Redes de Celulares com a quinta geração (5G), possibilitou a comunicação em diferentes locais e propósi- tos, com altas taxas de dados, escalabilidade e baixa latência. Espera-se que com este desenvol- vimento as comunicações de dispositivo a dispositivo (D2D) desempenhem papel fundamental, pois permitem a comunicação direta entre dispositivos com baixo grau de envolvimento das estações base. Uma das áreas de pesquisa que cresceu nos últimos anos devido a esses avanços na comunicação é a rede veicular, ou Vehicle Ad hoc Networks (VANET), na qual os veículos se comunicam com outros veículos e utilizam aplicações de segurança no trânsito. Entre as principais aplicações da VANET está a detecção e alerta de acidentes, que geralmente se baseia na transmissão de mensagens de alerta para outros veículos, bem como na transmissão desse alerta para dispositivos de infraestrutura. Cada veículo ou dispositivo de infraestrutura receptor também reenvia a mensagem de alerta, a fim de informar a situação a outros motoristas na re- gião de interesse. O desafio nessas redes é reduzir a quantidade de mensagens reenviadas, que pode ocorrer de forma descontrolada e ocasionar na broadcast storm, que é inundação da rede por excesso de mensagens. Este trabalho propõe um protocolo para disseminação de mensagens de alerta com controle de reenvios chamado RODOGE - Rules to prevent Over-Dissemination Of messaGEs. As regras e funções aplicadas pela RODOGE limitam a disseminação de men- sagens por veículos e dispositivos de infraestrutura, evitando a broadcast storm. O RODOGE foi testado e comparado com outros protocolos clássicos de disseminação de mensagens atra- vés de extensivas simulações usando OMNeT ++, simulador de rede de computadores, SUMO, simulador de tráfego veicular e Veins, framework que une esses simuladores. Dois cenários foram simulados com tráfego urbano e rodoviário, Grid e Colônia, com um e dois acidentes. Os resultados mostram que o RODOGE reduz a quantidade de mensagens geradas e recebidas, evitando a inundação da rede, mantendo uma área de cobertura de mensagens suficiente para permitir que os motoristas reajam a um acidente detectado.
Mostrar mais

96 Ler mais

A sedução das guerras nas telas do cinema: uma análise sobre hollywood e a disseminação de mensagens ideológicas durante a Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria

A sedução das guerras nas telas do cinema: uma análise sobre hollywood e a disseminação de mensagens ideológicas durante a Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria

A presente monografia visa analisar o poder do cinema como instrumento de propagação de mensagens de cunho ideológico. O foco do estudo são filmes hollywoodianos, já que o trabalho parte da premissa de que existe uma cultura de massa que objetiva atingir o maior número possível de espectadores, em que se encaixa Hollywood. A narrativa clássica, presente na maior parte dos filmes norte-americanos contribui favoravelmente para a fácil compreensão do grande público e, portanto, os filmes seriam um poderoso agente na disseminação de uma ideologia, apresentada na trama de forma simples e maniqueísta, sempre situando bem o espectador na trama. Para melhor elucidar os mecanismos utilizados para a propagação ideológica, foram escolhidos dois períodos conflituosos da história mundial – Segunda Guerra Mundial e Guerra Fria – já que se pressupõe que em épocas de guerras ou embates há uma necessidade maior de reiterar no imaginário coletivo os símbolos políticos da nação. Dentro desses dois períodos mencionados, foram selecionados dois filmes para análise: Um punhado de Bravos e Os Boinas Verdes.
Mostrar mais

55 Ler mais

DISSEMINAÇÃO DE MENSAGENS DE EMERGÊNCIA EM VIAS COM BAIXO FLUXO VEICULAR UTILIZANDO REDES IEEE 802.11P

DISSEMINAÇÃO DE MENSAGENS DE EMERGÊNCIA EM VIAS COM BAIXO FLUXO VEICULAR UTILIZANDO REDES IEEE 802.11P

Este cap´ıtulo apresenta em detalhes a proposta deste trabalho descrevendo as tarefas desenvolvidas por OBUs e RSUs. Com base nos trabalhos de JUNIOR [20] e ALMEIDA et al. [21] foram efetuadas altera¸c˜ oes para propor um m´ etodo baseado em cen´ arios de baixo fluxo veicular. A estrutura de comunica¸c˜ ao ´ e composta pelas OBUs, RSUs e os pontos de apoio. No cen´ ario usado como base, entende-se que as OBUS est˜ ao localizadas nos ve´ıculos que se deslocam ao longo da via enquanto as RSUs s˜ ao instaladas em um canteiro central localizado entre as faixas de sentidos opostos na rodovia. Os pontos de apoio por sua vez se encontram nas extremidades da via. Essa estrutura ´ e utilizada para o envio de mensagens de alerta em toda a extens˜ ao da via em ambas as dire¸c˜ oes notificando os pontos de apoio sobre acidentes para que estes efetuem o atendimento.
Mostrar mais

71 Ler mais

Mecanismos de disseminação de mensagens de emergência numa rede de veículos

Mecanismos de disseminação de mensagens de emergência numa rede de veículos

Esta disserta¸ c˜ ao estudou os mecanismos existentes para disseminar mensagens de emer- gˆ encia numa VANET, implementou estrat´ egias que permitissem utilizar apenas comunica¸c˜ ao V2V para comunicar a ocorrˆ encia de um acidente num cen´ ario de estrada, para v´ arias den- sidades de ve´ıculos. Para tal, foram implementadas trˆ es estrat´ egias (Alta Densidade, Baixa Densidade e Broadcast ), tendo em conta: utiliza¸ c˜ ao apenas de comunica¸ c˜ oes V2V, cria¸ c˜ ao de processos de sele¸ c˜ ao de n´ os (ve´ıculos) que permitam reduzir a quantidade de pacotes repetidos na rede e tirar partido da localiza¸ c˜ ao geogr´ afica de cada n´ o, delimitando uma ´ area, Zone of Relevance (ZoR), onde a mensagem vai ser disseminada. As duas estrat´ egias de Alta e Baixa Densidade fazem uma sele¸ c˜ ao de n´ os, tendo em conta crit´ erios distintos, e foram desenvolvidas para densidades de ve´ıculos diferentes (baixa e elevada quantidade de ve´ıculos). A terceira (Broadcast ) n˜ ao cont´ em qualquer tipo de sele¸ c˜ ao de n´ os, nem tem em conta a densidade de ve´ıculos, isto ´ e, todos os n´ os dentro da ZoR enviam a mensagem para todos os seus vizinhos. A implementa¸c˜ ao das estrat´ egias de Alta e Baixa Densidade foi baseada em protocolos de geocast, uma vez que existe uma ´ area definida onde a mensagem vai ser disseminada (ZoR). A estrat´ egia de Alta Densidade seleciona os n´ os que v˜ ao reenviar a mensagem de emergˆ encia (MaxRanks). O MaxRank ´ e o n´ o mais distante do n´ o que enviou previamente a mensagem, mas que ainda est´ a ao alcance do mesmo. O m´ etodo de sele¸c˜ ao da segunda estrat´ egia usa a escolha sucessiva dos n´ os que tiverem mais vizinhos atr´ as de si, permitindo atingir o m´ aximo de OBUs com apenas um n´ o e um salto. A terceira e ´ ultima estrat´ egia n˜ ao possui MaxRanks, isto ´ e, todos os ve´ıculos (OBUs) contidos na ZoR enviam o pacote de emergˆ encia para todos os seus vizinhos e, portanto, a quantidade de pacotes repetidos ´ e bastante elevada. Em geral, esta estrat´ egia precisa de mais saltos (itera¸ c˜ oes) para disseminar o pacote por todas as OBUs que est˜ ao dentro da ZoR.
Mostrar mais

100 Ler mais

BlueStation 2: reengenharia de um sistema de disseminação de mensagens

BlueStation 2: reengenharia de um sistema de disseminação de mensagens

Muitos dos serviços Web existentes não utilizam padrões Web para desenvolver as suas aplicações, resultando em fatores como a redução da interoperabilidade, aumento da latência da rede e futuros problemas na escalabilidade das aplicações [9]. O REST é um modelo que surgiu por Roy Fielding, idealizado para a comunicação entre duas aplicações, independentemente da plataforma/linguagem de desenvolvimento. O REST utiliza na troca de mensagens o protocolo HTTP, onde utiliza os métodos POST, GET, DELETE e PUT para manipular os dados de um recurso. Nesta arquitetura o cliente faz um pedido utilizando um URL, sendo que o serviço REST vai gerar um URI único para representar os dados. O REST trata uma aplicação Web como um conjunto de recursos, que representam um estado único da aplicação [10]. Um serviço Web utilizando o REST normalmente é implementado de duas formas diferentes:
Mostrar mais

107 Ler mais

Diretrizes para Elaboração de Mensagens de Erro Construtivas

Diretrizes para Elaboração de Mensagens de Erro Construtivas

Desta forma, um software, para ser educacional, deve ser um ambiente interativo que proporcione ao aluno investigar, levantar hipóteses, testá-las e aperfeiçoar suas idéias iniciais; assim ele estará construindo o seu próprio conhecimento [Vieira 2010]. No uso deste tipo de recurso em ambiente educacional, a transformação do erro em erro construtivo pode despertar no aluno o interesse e não a decepção pela não execução ou pela execução de forma incorreta ou inadequada de determinada tarefa. Assim, é essencial que as mensagens apresentadas ao usuário, como retorno de alguma tarefa que foi executada de forma diferente da esperada, possibilitem um tratamento construtivo do problema ocorrido.
Mostrar mais

10 Ler mais

PROGRAMAÇÃO DE MENSAGENS DO PAINEL ELETRÔNICO G7

PROGRAMAÇÃO DE MENSAGENS DO PAINEL ELETRÔNICO G7

O Painel Eletrônico LOHR foi desenvolvido para ser instalado no interior de veículos de passageiros. Ele pode ser utilizado para mostrar informações como: temperatura interna e externa, horário, velocidade instantânea do veículo e também, diferentes mensagens programáveis, além de três mensagens associadas a eventos fixos, sendo eles: parada solicitada, WC ocupado e excesso de velocidade. O painel eletrônico possui também uma saída para sinalizador sonoro associada ao evento de excesso de velocidade.

11 Ler mais

Business Intelligence da Atividade Operacional da Marinha Portuguesa - Processamento e Análise de Mensagens de Texto Formatado e Mensagens Estruturadas

Business Intelligence da Atividade Operacional da Marinha Portuguesa - Processamento e Análise de Mensagens de Texto Formatado e Mensagens Estruturadas

A mensagem que contém mais dados acerca do consumo de munições, a nível nacional é o LOGCONTREP. No entanto, existe um comunicado de consumo que é elaborado aquando do uso de munições, sendo que incorpora todos os dados que possibilitam uma análise do consumo. Esse comunicado de consumo tem como fonte de dados: ILDINAV709. Uma vez que esse referido comunicado não está incorporado em nenhuma das fontes de dados, seria vantajoso considerar a sua colocação na IONAV1010. No que diz respeito às restantes medidas de interesse, há uma grande variedade de dados e na maioria, estão em ambas as fontes de dados, pelo que um panorama clarificado auxiliará a obter uma visão geral deste assunto e poderá influenciar no processo de tomada de decisão. Os campos que não estão em comum, nas diversas mensagens analisadas são de caráter importante, como já foi referido, visto possibilitarem dados estatísticos mais completos, por isso devem ser contemplados aquando da seleção de dados para posterior análise.
Mostrar mais

164 Ler mais

Traduções Shakespeareanas : dos palcos às mensagens de texto

Traduções Shakespeareanas : dos palcos às mensagens de texto

Outro recurso estético adotado do sistema Apple é o das notas de texto. Brett Wright e Courtney Carbone representam os monólogos e solilóquios dos personagens das peças shakespeareanas ao traduzi-las como textos no “bloco de notas” do aplicativo iNotes. Essas mensagens características de momentos íntimos e reflexivos dos personagens na dramaturgia são prenunciadas como “Voice Memo from [nome do personagem]”, como se os personagens houvessem as pronunciado oralmente antes de serem reproduzidas na página. De fato, o aplicativo pode compor texto a partir de gravações de áudio através do botão de microfone acima do teclado, mas a inconsistência nesse recurso é o uso de emojis ao longo das notas, visto que eles não teriam como ser inclusos em texto via áudio. Isso pode ser interpretado como um exemplo de licença poética adotada por Wright e Carbone para fazerem uso de diferentes recursos de smartphones sem abrir mão da linguagem caracteristicamente multimodal da coleção.
Mostrar mais

126 Ler mais

Protocolo para autenticação quântica de mensagens clássicas.

Protocolo para autenticação quântica de mensagens clássicas.

A segurança de tais sistemas é baseada na intratabilidade computacional (clássica) de problemas da teoria dos números, como a fatoração em produtos de primos e o problema do logaritmo[r]

103 Ler mais

UTILIZAÇÃO DE MENSAGENS CRIPTOGRAFADAS NO ENSINO DE MATRIZES

UTILIZAÇÃO DE MENSAGENS CRIPTOGRAFADAS NO ENSINO DE MATRIZES

Esse trabalho inicia-se com um questionamento sobre o desânimo e a apatia dos alunos em estudar Matemática e sugere, abordando o ensino de matrizes através de mensagens criptografadas po[r]

84 Ler mais

Simulador de mensagens AFTN e OLDI - transmissão

Simulador de mensagens AFTN e OLDI - transmissão

A execução deste projecto visa melhorar o processo de testes das funcionalidades do sistema LISATM através do desenvolvimento de uma aplicação para simulação de mensagens [r]

61 Ler mais

Semana 95 - As Mensagens de Judas e João

Semana 95 - As Mensagens de Judas e João

No Velho Testamento encontramos uma distinção entre pecados por ignorância (não necessariamente sem intenção, mas certamente pela incapacidade de resistir à tentação) e pecados[r]

67 Ler mais

Disseminação seletiva de informações

Disseminação seletiva de informações

Ainda que Luhn (4 ), por exemplo, não fale explicitamente de retroalimen­ tação, e óbvio que seus trechos sobre “aceitação seletiva de disseminação/ informação recuperada” tratam de retroalimentação. Mas em seu outro artigo (5) ele fala de “respostas ( fe e d b a c k ) que afetam os perfis”, a fim de “tom ar as reações do receptor conhecidas pelo sistema”.

11 Ler mais

A disseminação da informação em artesanato

A disseminação da informação em artesanato

Como amostragem, apresentamos a pesquisa realizada nas nove (9) bibliotecas congêneres, com a finalidade de constatar a veracidade das afirmações feitas a priori, ou seja, a escassez de livros como expressão de cultura popular, e o número bem reduzido de livros nacionais em Artesa­ nato como técnica de produção, causando problemas tanto na formação do acervo como na disseminação da inform ação.

16 Ler mais

Produção e disseminação de informações socioeconômicas.

Produção e disseminação de informações socioeconômicas.

Ela investiga também o modo como as empresas que atuam no Estado de São Paulo estão se inserindo no chamado processo de reestruturação produtiva, importante para os ganhos de qualidade e[r]

12 Ler mais

nddcargo Códigos e mensagens de retorno de integrações

nddcargo Códigos e mensagens de retorno de integrações

Não foi possível realizar o processamento do Vínculo de Cartão para o Condutor Equiparado com CPF {0}, pois o Transportador com RNTRC {1} e CPF/CNPJ {2} não existe.. 500 8.[r]

77 Ler mais

Disseminação da informação e usuários.

Disseminação da informação e usuários.

Observa-se, ao mesmo tempo, que o debate sobre a dis- seminação é restrito, grande parte das vezes, às Tecnologias de Informação e Comunicação – TICs. Sem desprezar sua importância, há uma tendência em circunscrever a disse- minação ao problema da melhor escolha e combinação entre hardware, software, quando a questão é principalmente de conteúdo e de formas de instituição de elos com os públi- cos. Essa situação é, talvez, resultante do vazio criado pela falta de uma política sólida de informação que, preenchi- do apressadamente pelas TICs, passa a subordinar, a inte- resses empresariais, o esforço das ações governamentais de fornecer informações que possam ser transformadas em conhecimento. A tecnologia passa a pensar (e a limitar) a disseminação. Metafraseando a célebre frase sobre a guerra, cuja autoria é motivo de dúvidas, sendo atribuída ora a Talleyrand, ora a Clemenceau ou Lloyd George: “a disse- minação é uma coisa muito importante para ser deixada nas mãos dos ‘informáticos’ ”.
Mostrar mais

9 Ler mais

A política de disseminação informacional do Inep

A política de disseminação informacional do Inep

O Cibec tem um caráter dinâmico em relação a suas ações, que se baseia em avaliações constantes da qualidade do atendimento, dos serviços e produtos oferecidos, bem como da informação em si e do acompanhamento da evolução tecnológica na área. Desse modo, novos produtos estão, permanentemente, sendo desenvolvidos e disseminados, para responder aos imperativos da diversidade dos veículos de disseminação e das de- mandas dos usuários. As atividades de disseminação são realizadas, primordial- mente, pelo uso intensivo de protocolos de comunicação.

6 Ler mais

Show all 736 documents...