Distribuição de combustíveis

Top PDF Distribuição de combustíveis:

O PROCESSO DE AQUISIÇÃO COMO ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL PODENDO GERAR VANTAGEM COMPETITIVA: UM ESTUDO DE CASO NO MERCADO BRASILEIRO DE DISTRIBUIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS

O PROCESSO DE AQUISIÇÃO COMO ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL PODENDO GERAR VANTAGEM COMPETITIVA: UM ESTUDO DE CASO NO MERCADO BRASILEIRO DE DISTRIBUIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS

Este trabalho tem como tema as aquisições como estratégias organizacionais. Seu objetivo geral é identificar se o processo de aquisição da Texaco no Brasil pelo Grupo Ultra poderá gerar vantagem competitiva. Seus objetivos específicos são: caracterizar o setor de distribuição de combustíveis no Brasil; identificar os principais casos de fusão e aquisição no mercado brasileiro de distribuição de combustíveis a partir da década de 1990 e apresentar as características, as estratégias, as vantagens e desvantagens, classificação dos recursos e identificação de vantagem competitiva do processo de compra da Texaco pelo Grupo Ultra. A metodologia utilizada para realizar esta pesquisa é o estudo de caso de natureza qualitativa. A coleta dos dados foi feita através de revisão bibliográfica, análise documental e entrevistas semi-estruturadas. Na análise dos dados coletados, os objetivos específicos foram atendidos. Evidenciou-se, portanto, a presença de recursos como: ganho de escala, exposição da marca, melhores práticas de gestão, sinergias, ativos tangíveis e intangíveis e as oportunidades geradas pelo crescimento do mercado. Tais recursos foram então classificados de acordo com a implicação competitiva, como: básicos e competitivos, podendo se tornar também estratégicos. Essas classificações implicam em vantagem competitiva temporal e igualdade competitiva. Por fim, na conclusão foram confrontados os objetivos propostos com o que foi observado. Diante do que foi exposto pôde-se observar que a aquisição da Texaco pode trazer vantagem competitiva para o Grupo Ultra / Ipiranga. Para atender a esses objetivos este artigo está estruturado da seguinte maneira: no capítulo 1 temos a apresentação da contextualização do estudo; no capítulo 2 temos a fundamentação teórica; no capítulo 3 encontra-se a metodologia utilizada; no capítulo 4 temos a apresentação e análise dos dados coletados e; por último no capítulo 5 as conclusões do estudo.
Mostrar mais

83 Ler mais

INOVAÇÕES EM PROCESSOS NA DISTRIBUIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS: UM ESTUDO EM BASES DO COMPLEXO INDUSTRIAL PORTUÁRIO DE SUAPE, PE

INOVAÇÕES EM PROCESSOS NA DISTRIBUIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS: UM ESTUDO EM BASES DO COMPLEXO INDUSTRIAL PORTUÁRIO DE SUAPE, PE

Este artigo teve como objetivo principal analisar, sob a ótica da inovação, as me- lhorias no processo de distribuição de combustíveis nas bases (empresas distri- buidoras) do Complexo Industrial Portuário de Suape, PE. A pesquisa abordou conceitos referentes aos aspectos gerais da inovação e suas tipologias, a inova- ção em processos e a vantagem competitiva. O estudo de caráter exploratório foi desenvolvido mediante uma pesquisa de campo qualitativa. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas semiestruturadas considerando como sujeitos de pesquisa três coordenadores de bases das distribuidoras. No tratamento, inter- pretação e análise dos resultados acerca dos dados coletados foi utilizada a téc- nica análise de conteúdo, seguindo as etapas propostas por Bardin (2006). Os resultados evidenciaram a formação de três categorias: atendimento a clientes; carregamento de veículos e roteirização de entregas. Sobre a categoria “atendi- mento a clientes”, os coordenadores apontaram o uso de tecnologias que facilitam o relacionamento com estes conveniados ou não. No que se refere à categoria “carregamento de veículos” foi destacado o desenvolvimento de melhorias dessa etapa com carregamentos do tipo bottom load. Quanto à categoria “roteirização”, foi evidenciada a terceirização como uma alternativa de melhor estabelecimento das rotas e maior aproveitamento da capacidade dos veículos para a entrega de combustíveis em uma mesma região.
Mostrar mais

28 Ler mais

Análise da logística de distribuição de combustíveis líquidos no Ceara/  Analysis of distribution logistics of liquid fuels in Ceara

Análise da logística de distribuição de combustíveis líquidos no Ceara/ Analysis of distribution logistics of liquid fuels in Ceara

A logística de distribuição de combustíveis líquidos possui influência direta na economia sendo fator fundamental para o êxito das atividades da indústria petrolífera. No atual cenário petrolífero do Brasil, sua deficiência nos processos logísticos de distribuição e a carência de modais de transporte nos direcionou para o estudo que se propõe a responder o seguinte problema de pesquisa, como funciona a distribuição logística de combustíveis líquidos no Ceará? No referencial foram abordados assuntos que compõem a cadeia logística nacional de petróleo e derivados, sejam a cadeia de suprimentos petrolífera, a cadeia de distribuição, o transporte, o operador logístico e os custos logísticos. A metodologia desta pesquisa é descritiva, explicativa, bibliográfica, documental e pesquisa de campo. Nas analises identificamos os processos logísticos de distribuição, identificamos os gargalos desta etapa da cadeia e o impacto dos custos na tomada de decisão. Conclui-se que esta cadeia é complexa e demanda alto investimento, bem como operações especializadas e apresenta uma grande quantidade de gargalos, como o alto preço de aquisição do produto para composição de estoque das empresas distribuidoras e a falta de infraestrutura nos modais de transporte existentes para realizar o transporte de mercadoria ao cliente final.
Mostrar mais

15 Ler mais

Avaliando a sustentabilidade alcançada por meio de entregas noturnas: o caso da distribuição de combustíveis na cidade do Rio de Janeiro

Avaliando a sustentabilidade alcançada por meio de entregas noturnas: o caso da distribuição de combustíveis na cidade do Rio de Janeiro

Este trabalho tem como obje%vo analisar o impacto que a implantação de inicia%vas para aumentar o desempenho do transporte de carga pode gerar na distribuição de combus"veis em áreas urbanas, em relação à sustentabilidade ambiental e econômica, bem como à eficiência da operação. Desta forma, o ar%go propõe uma metodologia a ser das inicia%vas com maior potencial, em termos de custo e eficiência, para contribuir para o processo de distribuição de combus"veis em áreas urbanas, bem como para a avaliação do impacto de sua implantação, em termos econômicos e ambientais. O re- sultado apontou a entrega noturna como a prá%ca com maior potencial de ganhos para o setor, de modo que a metodologia proposta é aplicada para avaliar os resultados de um experimento de entregas noturnas de combus"veis na zona Sul da cidade do Rio de Janeiro, em uma das maiores distribuidoras do Brasil. Os resultados do período de teste de entregas noturnas foram comparados em relação às entregas diurnas, prá%ca padrão da empresa. Foram observados diversos resultados posi%vos durante o processo de en- trega noturna, tais como:, 9% de redução no consumo de combus"vel; 66% de aumento na velocidade média operacional dos caminhões; redução média de 31% no tempo de viagem, possibilitando o aumento do número de viagens diárias por veículo com a u%li- zação de um mesmo motorista; além da redução média de 13% na emissão de poluentes atmosféricos e gases de efeito estufa no meio ambiente..
Mostrar mais

16 Ler mais

OPERAÇÃO DE CARREGAMENTO DE CAMINHÕES-TANQUE PARA DISTRIBUIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS

OPERAÇÃO DE CARREGAMENTO DE CAMINHÕES-TANQUE PARA DISTRIBUIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS

As distribuidoras de combustíveis em 1988 perdem o monopólio sobre o petróleo, neste momento surgem varias novas pequenas Distribuidoras. Então é criada a Distribuidora A, com um grande potencial, sua principal atividade se concentra em atender os postos Bandeira Branca (Posto que não tenha vinculo com nenhuma Distribuidora de Combustíveis). Os postos de Bandeira Branca compram diariamente, pois trabalham independente com pouco crédito e com baixo estoque, sendo assim não tem vinculo com nenhuma distribuidora e pode optar pelo melhor preço e agilidade nas entregas para não deixar faltar produto ao consumidor final.
Mostrar mais

37 Ler mais

As adversidades da logística na distribuição de combustíveis e seus impactos no estoque de segurança

As adversidades da logística na distribuição de combustíveis e seus impactos no estoque de segurança

como Sistema de Gerenciamento de Transporte ou ainda Sistema de Gestão de Transporte e Logística, é um software para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição. Este sistema permite controlar toda a operação e gestão de transportes de forma integrada. O sistema é desenvolvido em módulos que podem ser adquiridos pelo cliente, consoante as suas necessidades. Este sistema controla vários processos de um transportador, abrangendo as áreas comerciais, operacionais, sac, seguros, faturamento, financeira e logística. Um TMS visa ser integrado com um sistema de ERP, desta forma ao emitir um CT-e ou NFS-e, por exemplo, a integração financeira, fiscal e contábil ocorrerá automaticamente. (Possetti,2019)
Mostrar mais

125 Ler mais

Desenvolvimento de uma ferramenta de apoio à decisão na distribuição de combustíveis

Desenvolvimento de uma ferramenta de apoio à decisão na distribuição de combustíveis

Como se pode verificar pela figura 6.3, relativa aos custos das rotas dos veículos 32, quanto maior a distância percorrida numa rota, maior é o seu custo. Além disso, é de notar que os pontos de descarga nos distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Beja e Faro são os que apresentam maior custo de distribuição (maior ou igual a 0,012 €/litro), pois são os que obrigam a percorrer uma maior distância, entre o local de carga e o local de descarga, o que, no caso do modelo seleccionado, está directamente relacionado com os gastos em combustíveis e portagens. Por outro lado, os distritos em estudo que apresentam custos mais reduzidos são, como era previsível, aqueles que os que estão mais próximos dos locais de carga. Os distritos com estas características são: Braga, Porto, Santarém e Lisboa. Assim, conclui-se que nas rotas em que um veículo percorre menos quilómetros, a maior parte dos custos são custos fixos (menor ou igual a 0,01€/litro).
Mostrar mais

111 Ler mais

Gestão do risco na cadeia logística de abastecimento de combustíveis: o caso da BP Moçambique, Lda

Gestão do risco na cadeia logística de abastecimento de combustíveis: o caso da BP Moçambique, Lda

Com o “outsourcing” de transporte e distribuição de combustíveis da Companhia, ficariam superadas de forma objectiva as insuficiências actualmente existentes na maioria dos processos de transporte, fornecendo à Empresa uma melhor programação, desenvolvimento e roteirização da frota existente, ressalvando-se vantagens como: (i) A consolidação dos modos de carga; (ii) O encurtamento drástico dos tempos de espera de carga e descarga, na medida em que as áreas de expedição/recebimento teriam mais tempo para dinamizar as operações e permitir a libertação dos veículos o mais rapidamente possível; (iii) A redução do tempo de atendimento aos clientes; (iv) O aumento da pontualidade das entregas; (v) A redução de erros nos pedidos e na facturação, promovendo o aumento percentual de pedidos e entregas perfeitas. Em suma, o transporte colaborativo poderá unir os parceiros de uma cadeia de abastecimento e prestadores de serviços logísticos com o intuito de eliminar as falhas do planeamento e da execução do transporte, tendo como principal objectivo optimizar o desempenho operacional de todas as partes envolvidas na colaboração. Esta prática, poderia providenciar a BP Moçambique uma melhor maximização dos recursos de transporte, havendo exemplos em que uma colaboração apenas entre a companhia e os seus transportadores, apresentaria melhorias na comunicação e na visibilidade do transporte das cargas.
Mostrar mais

100 Ler mais

Possíveis interações entre o desenvolvimento sustentável e a logística de combustíveis.

Possíveis interações entre o desenvolvimento sustentável e a logística de combustíveis.

A distribuição dos combustíveis é feita por empresas ter- ceirizadas ou pela própria frota de caminhões da distribuido- ra, contudo, o agente transportador não foi apontado pelos entrevistados como tendo relação direta ao risco de acidente. Isto não descarta, porém, o estudo em conjunto citado por Keedi e Mendonça (2000), onde contratante e contratada devem analisar as condições do transporte de produtos pe- rigosos, uma vez que ambas as partes são responsabilizadas em caso de sinistro. Segundo os entrevistados, os maiores riscos de acidentes no transporte dos combustíveis dão-se pelas más condições das estradas brasileiras associadas a possíveis atos negligentes dos condutores dos veículos. Esta última constatação diverge em parte dos dados informados pela Polícia Rodoviária Federal, que apontam os erros do condutor do veículo, mas deixa de lado as condições das rodovias entre as principais causas de acidentes rodoviários com produtos perigosos (FERREIRA, 2003). Por outro lado, Figueiredo (2006) chama a atenção para as condições precárias das rodovias brasileiras como um dos gargalos na logística de combustíveis.
Mostrar mais

14 Ler mais

A formação de preços de combustíveis no município de Fortaleza

A formação de preços de combustíveis no município de Fortaleza

O objeto de estudo desta dissertação é o comércio de combustíveis no município de Fortaleza, com ênfase na gasolina C, etanol e óleo diesel. O trabalho consiste no estudo do mercado de combustíveis desde a década de 70, até os dias atuais, analisando os impactos econômicos deste setor na economia do país. Apesar do grande número de postos de combustíveis, este nicho econômico apresenta significantes diferenças de preços entre eles, dentro de uma mesma área geográfica. Para análise empírica utilizamos a metodologia dados de painel. A partir dos resultados passamos à análise do fator determinante na formação dos preços nos postos revendedores de combustíveis, seja ele a localização, a bandeira ou o volume de vendas.
Mostrar mais

33 Ler mais

COMPORTAMENTO DOS CAMINHONEIROS EM POSTOS RODOVIÁRIOS DE COMBUSTÍVEIS

COMPORTAMENTO DOS CAMINHONEIROS EM POSTOS RODOVIÁRIOS DE COMBUSTÍVEIS

entrevistas contaram, em média, com cinco questões abertas visando a identificar informações importantes, em particular referentes aos principais atributos com os quais, na opinião dos entrevistados, os caminhoneiros se preocupam e consideram relevantes ao escolher um posto para abastecer. Outras questões tratavam sobre o trabalho dos caminhoneiros e sobre o próprio comportamento do consumidor, e foram também abordadas na etapa quantitativa. Esta terceira etapa foi realizada a seguir, com uso de uma pesquisa quantitativa, efetivada por meio de questionários com perguntas fechadas apresentadas a 151 caminhoneiros por escrito, de forma aleatória e não-probabilística (VERGARA, 2000). A pesquisa com questionários foi realizada nos meses de março e abril de 2009 em postos de rodovia localizados em Arapongas e Cascavel (PR), e em Três Rios (RJ). Além disso, foram coletados questionários em empresas transportadoras localizadas em Salvador (BA), Campina Grande (PB) e Itaporanga D’Ajuda (SE). A estrutura dos questionários usados em campo iniciava com perguntas referentes ao perfil do caminhoneiro e à natureza de seu trabalho, incluindo tempo de trabalho na função, tipo de veículo conduzido, rotas e outros detalhes. Depois, passava-se às perguntas específicas sobre paradas em postos de combustíveis, preferências por bandeiras, tempo de permanência no posto para realizar o abastecimento e outras atividades, motivos da escolha de determinado posto e serviços mais utilizados.
Mostrar mais

28 Ler mais

Fatores de localização de postos de combustíveis em Fortaleza.

Fatores de localização de postos de combustíveis em Fortaleza.

Trata-se de estudo censitário, abrangendo todo o universo dos postos de combustíveis da cidade de Fortaleza e incluiu todos os PCs que se encontram em funcionamento na cidade de Fortaleza durante o segundo semestre do ano de 2006, cujo número foi estimado em 263 PCs, de acordo com a Junta Comercial do Estado do Ceará [JUCEC]; porém constatou-se em campo o funcionamento de apenas 255 PCs. Dentre os 255 PCs estão incluídos 4 novos PCs que se encontram completamente construídos, mas que ainda não foram inaugurados. Além disso, verificaram-se três PCs antigos fechados ou abandonados, razão por que eles não foram incluídos na relação dos 255.
Mostrar mais

18 Ler mais

A regulação da exploração e produção de hidrocarbonetos não convencionais no Brasil

A regulação da exploração e produção de hidrocarbonetos não convencionais no Brasil

Nesse ínterim, as transformações sofridas pelo Estado ao longo do tempo refletiram sobremaneira na questão da regulação econômico-social no ordenamento jurídico brasileiro. Daí é que, com fulcro nos ideais da Revolução Francesa, e em um contexto marcado pela influência do liberalismo clássico, o Estado Absolutista assistiu à consagração dos direitos civis e políticos, enquanto direitos de defesa e de participação, respectivamente, e que impunham a liberdade do indivíduo em face do Estado, resultando em um absenteísmo estatal. Todavia, com o surgimento dos direitos sociais, econômicos e culturais, o Estado de Direito, também chamado de Estado Liberal, influenciado pelo liberalismo político e pelo liberalismo econômico, deu lugar ao denominado Estado Social, que passou a atuar de forma positiva, através de prestações jurídicas e materiais, com vistas a reduzir as desigualdades existentes no plano fático. O ente estatal assumiu o caráter prestacionista, intervencionista e realizador da justiça distributiva, tendo um papel decisivo na produção e distribuição de bens.
Mostrar mais

139 Ler mais

Desenhos de mercado de gás natural e o caso brasileiro

Desenhos de mercado de gás natural e o caso brasileiro

porém deve deslocar o preço gradualmente, para que este permaneça em linha com combustíveis alternativos após um. período de tempo[r]

144 Ler mais

DESENVOLVIMENTO DE EXPLOSIVOS UTILIZANDO COMBUSTÍVEIS NÃO-CONVENCIONAIS

DESENVOLVIMENTO DE EXPLOSIVOS UTILIZANDO COMBUSTÍVEIS NÃO-CONVENCIONAIS

Em meados da década de 1950, um novo produto denominado ANFO, sigla resultante dos vocábulos ingleses Ammonium Nitrate Fuel Oil, surgiu no mercado sendo uma mistura entre o nitrato de amônio e óleo diesel. Esse explosivo era mais econômico, quando comparado à dinamite. Assim, durante as décadas de 1970 e de 1980, o ANFO tornou-se o principal explosivo da indústria, e, aproximadamente, 80% de todos os explosivos usados nos Estados Unidos eram nitrato de amônio e óleo combustível (National Highway Intitute, 1991). Recentemente, estudiosos, entre eles, Rossmanith, propuseram a substituição do óleo diesel por novos combustíveis, como por exemplo a borracha, a fim de verificar as propriedades da nova mistura, tais como densidade, diâmetro crítico, energia e, principalmente, velocidade de detonação.
Mostrar mais

100 Ler mais

IMPACTOS AMBIENTAIS DO USO DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS

IMPACTOS AMBIENTAIS DO USO DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS

Além dos impactos da mineração, a queima de carvão em indústrias e termelétricas causa graves impactos socioambientais, em face da emissão de material. particulado e de gases poluentes[r]

50 Ler mais

POTENCIAL DENDROENERGÉTICO DE COMBUSTÍVEIS SÓLIDOS DE EUCALYPTUS GRANDIS

POTENCIAL DENDROENERGÉTICO DE COMBUSTÍVEIS SÓLIDOS DE EUCALYPTUS GRANDIS

A utilização de pellets e carvão proporciona a diminuição da área da biomassa, aumento da densidade e do seu poder calorífico, redução da umidade e do risco de incêndio e explosão, garantindo eficiência de combustão e desprezando variação no poder de queima. Estes materiais apresentam alta viabilidade para a substituição total ou parcial de combustíveis fósseis na produção de energia térmica, além de serem combustíveis de fácil manuseio, armazenamento e utilização.

8 Ler mais

Relações comerciais e de preços no mercado nacional de combustíveis.

Relações comerciais e de preços no mercado nacional de combustíveis.

Resumo – Em janeiro de 2002 o setor de combustíveis entrou defini- tivamente no livre mercado. Os preços da refinaria deixaram de ser regulados e permitiu-se a importação de derivados de petróleo por empresas privadas. Os preços do álcool foram liberados desde o final da década de 1990. Os objetivos deste estudo são: caracterizar o fun- cionamento do mercado de combustíveis identificando os principais fatores que interferem na tomada de decisão dos seus agentes; esti- mar equações de demanda por gasolina C, oferta de álcool anidro e gasolina A e calcular as elasticidades de transmissão de preços. Os resultados mostraram inelasticidade com relação à renda e ao preço da demanda de gasolina e inelasticidade-preço das ofertas de anidro e gasolina A. Considerando as elasticidades de transmissão, concluiu- se que um aumento na demanda de gasolina C tende a aumentar o preço do álcool anidro mais que proporcionalmente ao preço da gaso- lina C; o preço do álcool anidro tenderá a variar mais que proporcio- nalmente ao preço da gasolina C caso haja choques de oferta de álco- ol anidro e, no caso de variações na oferta de gasolina A, os preços do álcool e da gasolina C tendem a variar em direções opostas.
Mostrar mais

29 Ler mais

Substituição da eletrotermia por gases combustíveis no setor industrial

Substituição da eletrotermia por gases combustíveis no setor industrial

• PROCEL EPP: Eficiência Energética nos Prédios Públicos previu investimentos de, aproximadamente, R$ 2 milhões para o ano de 2006, em prédios que tenham a administração pública como gestora da unidade consumidora. Essas unidades devem promover a economia de energia, a melhoria na qualidade dos sistemas de iluminação, refrigeração, força-motriz e demais sistemas relevantes. A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, através da Resolução 176/2005, estabelece que as concessionárias e permissionárias do serviço público de distribuição de energia elétrica devem aplicar, no mínimo, 0,25 % do seu faturamento anual em programas de eficiência energética no uso-final da energia elétrica. Assim, os administradores que têm interesse em iniciar Programas de Eficiência Energética em seus prédios podem procurar suas concessionárias e negociar sua inclusão neste programa. As concessionárias também têm acesso a um fundo do setor elétrico, chamado Reserva Global de Reversão – RGR, que empresta recursos em condições bastante favoráveis. Desse modo, o administrador pode propor uma parceria à concessionária e executar seu projeto. O BNDES possui linha de crédito específica, que permite a realização deste tipo de projeto. A Eletrobrás/Procel também dispõe de recursos para realização de projetos de eficiência energética, através de recursos próprios ou utilizando a RGR.
Mostrar mais

208 Ler mais

Estudo geofísico de vazamento de combustíveis em posto de abastecimento

Estudo geofísico de vazamento de combustíveis em posto de abastecimento

As zonas de baixa resistividade descritas nas diversas linhas, ocorrência de película de combustível sobrenadante bastante incipiente em amostras de água subterrânea obtidas no poço n° 1, além da presença de tanques de combustíveis subterrâneos desativados a cerca de 16 anos, são elementos que corroboram com a hipótese de degradação de hidrocarbonetos vazados para o solo e águas subterrâneas.

9 Ler mais

Show all 10000 documents...