educação em ciências e matemática

Top PDF educação em ciências e matemática:

A desvalorização do professor: percepções de professores participantes de um programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática

A desvalorização do professor: percepções de professores participantes de um programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática

O objetivo foi compreender as relações entre a desvalorização profissional e a desmotivação do professor. É um estudo de caso, realizado com dez professores participantes de um curso de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática de uma universidade comunitária. Os dados foram coletados por meio de questionários. A análise de dados foi procedida por meio de Análise Textual Discursiva. Os principais resultados são a emersão de quatro categorias finais: i) como o professor se reconhece em sua profissão; ii) impactos da desvalorização do professor nos processos de ensino e aprendizagem; iii) repercussões da falta de valorização e iv) alternativas para melhorias dessa situação. As categorias expressam a percepção docente sobre aspectos pessoais e profissionais da desvalorização profissional e suas repercussões na motivação dos professores e nos processos de ensino e aprendizagem bem como possíveis alternativas de enfrentamento das dificuldades.
Mostrar mais

13 Ler mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA PERSPECTIVA REFLEXIVA: PANORAMA DA PRODUÇÃO ACADÊMICA DA ÁREA DE EDUCAÇÃO PARA CIÊNCIAS E A MATEMÁTICA

FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA PERSPECTIVA REFLEXIVA: PANORAMA DA PRODUÇÃO ACADÊMICA DA ÁREA DE EDUCAÇÃO PARA CIÊNCIAS E A MATEMÁTICA

Como identificado inicialmente, todos os trabalhos buscam discutir o Ensino de Ciências e a Matemática a partir da perspectiva da reflexividade. Esta reflexão sobre o que se faz, ou seja, sobre a ação, foi proposta primeiramente por Dewey, que estimulou diversos pesquisadores como Stenhouse, Zeichner e Schön. Como precursor e principal autor dessa teoria cita-se Donald A. Schön, com o movimento “reflection-in- action”, um incentivo às pesquisas referentes à formação de professores como pesquisadores reflexivos de sua prática. Este autor e os seguidores de suas ideias (SCHÖN, 1992; NÓVOA, 1992; PIMENTA; GHEDIN, 2002; ZEICHNER, 2008) reconhecem o papel autônomo do professor que, pensando sobre sua própria formação, tem papel ativo e de grande relevância no âmbito escolar. A formação de professores de forma reflexiva é caracterizada pela valorização da experiência e da reflexão nesse conhecimento que emana da prática por eles vivenciada, estimulando a crítica sobre seu trabalho, proporcionando inovações e impulsionando novas alternativas de se trabalhar o conhecimento científico na educação básica, apontando que a produção científica não é exclusividade das instituições superiores de ensino (SCHÖN, 1992; PIMENTA; GHEDIN, 2002). Nessa perspectiva, Freire (1996), educador renomado do Brasil, também defende uma reflexão crítica referente à prática e a propõe como peça- chave para que o ensino seja libertador.
Mostrar mais

13 Ler mais

PRÁTICAS EDUCATIVAS DOS PROFESSORES DE CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E EDUCAÇÃO FÍSICA DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DE CATALÃO (GO): análise da dimensão ambiental

PRÁTICAS EDUCATIVAS DOS PROFESSORES DE CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E EDUCAÇÃO FÍSICA DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DE CATALÃO (GO): análise da dimensão ambiental

O público pesquisado corresponde a 22 professores, sendo 07 de Matemática, 09 de Ciências e 06 de Educação Física, todos atuantes na rede pública de ensino de Catalão (GO). O instrumento de coleta de dados utilizado foi um questionário aberto constituído de oito perguntas, aplicado em junho de 2007, durante um dos encontros do Projeto, no Campus Catalão da Universidade Federal de Goiás. Após explicação dos objetivos e justificativa da pesquisa, os professores foram convidados a responder o questionário, a fim de buscar apreender os aspectos que configuram o processo de consolidação da Educação Ambiental nas escolas do município, delineando, pelo conhecimento quanto aos princípios da Educação Ambiental, o conhecimento dos Temas Transversais, especialmente do Meio Ambiente, a metodologia, as dificuldades encontradas para se trabalhar interdisciplinarmente e desenvolver esse tema na escola e as estratégias que poderiam contribuir para a consolidação das práticas de Educação Ambiental na escola.
Mostrar mais

20 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

O estudo, realizado no âmbito da Linha de Pesquisa Educação em Ciências e Matemática, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia (PPGED/UFU), teve como objetivo analisar os dizeres presentes nos Objetos Educacionais Digitais (OEDs) de Livros Didáticos Digitais de Biologia aprovados no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) -2015, sobre corpos, gêneros e sexualidades. De natureza qualitativa e demarcada como pesquisa documental, as etapas de produção das informações deste estudo consistiram em: localização das coleções de livros didáticos digitais aprovadas no PNLD/2015 (fontes do estudo), por meio do acesso e leitura do Guia de livros didáticos - Biologia; busca no portal online do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) de informações sobre a distribuição das obras no brasil e sobre a distribuição das obras mais adotadas nas cidades de Uberlândia e Uberaba – MG, maiores cidades em termos populacionais que fazem parte da região de localização do PPGED/UFU; e, por fim, a imersão nas coleções para levantamento dos OEDs que apresentassem dizeres sobre corpos, gêneros e sexualidades. A noção de livro didático foi apresentada, a partir de outras pesquisas, como mercadoria, produção cultural e dispositivo. A partir das abordagens de gênero, corpo e sexualidade de matriz pós-estruturalista e do entendimento foucaultiano de que os ensinamentos sobre os corpos, os gêneros e as sexualidades estão distribuídos entre o dito e o não dito, foram eleitos nove OEDs como corpus para análise. Estes foram acessados, salvos em arquivos eletrônicos, e, minuciosamente descritos a partir do cruzamento de leituras dos livros digitais e impressos das coleções selecionadas para a pesquisa. A descrição permitiu a construção de um mapa dos OEDS
Mostrar mais

122 Ler mais

Ciência em revista : a construção de conhecimentos científicos através da utilização de histórias em quadrinhos

Ciência em revista : a construção de conhecimentos científicos através da utilização de histórias em quadrinhos

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, como.. requisito parcial para a ob[r]

121 Ler mais

MAPEAMENTO DE PESQUISA INTERDISCIPLINARES NO RIO GRANDE DO SUL: CONTRIBUIÇÃO AO DIÁLOGO ENTRE DISCIPLINAS

MAPEAMENTO DE PESQUISA INTERDISCIPLINARES NO RIO GRANDE DO SUL: CONTRIBUIÇÃO AO DIÁLOGO ENTRE DISCIPLINAS

A partir desses trabalhos, foram produzidos vários outros, enfocando aspectos diferenciados da Educação em Ciências e Matemática, tais como:o de Silveira (2007), que estuda as dissertações e teses sobre modelagem matemática em Educação; o de Fernandes e Megid Neto (2007), que revisa o estado da arte em Educação em Ciências, em periódicos brasileiros; o de Lorenzetti e Delizoicov (2009), que analisa a produção brasileira em Educação Ambiental; o de Rosa (2009), que traça um panorama das dissertações e teses defendidas no Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, de 1994 a 2007, sobre ambientes computacionais no ensino de Geometria; e o de Teixeira e Megid Neto (2012), que revisa o estado da arte das pesquisas em Ensino de Biologia.
Mostrar mais

15 Ler mais

Modelagem matemática e resolução de problemas

Modelagem matemática e resolução de problemas

Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática.. Matemática - Métodos de Ensino.[r]

141 Ler mais

Secção de Educação e Matemática SOCIEDADE PORTUGUESA DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO

Secção de Educação e Matemática SOCIEDADE PORTUGUESA DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO

pureza  do  método  é  necessária  para  o  desenvolvimento  da  teoria.  Contudo,  segundo  Howe (1988),  não há evidência convincente que  os  métodos qualitativos  e quantitativos  se[r]

174 Ler mais

II Jornada de Debates sobre Ensino de Ciências e Educação Matemática

II Jornada de Debates sobre Ensino de Ciências e Educação Matemática

Com essa pesquisa, busca-se compreender como a tríade LP (Língua portuguesa), Libras (Língua Brasileira de sinais) e a linguagem matemática podem interferir de maneira direta no entendimento de conceitos e leitura de fórmulas matemática por parte do aluno surdo. O universo da pesquisa foi às salas de aulas da 2ª e 3ª série do Ensino Médio do Instituto Pedagógico de Apoio a Educação do Surdo de Sergipe (IPAESE), no município de Aracaju – SE, Brasil. O objetivo consiste em demonstrar a existência de sinais (palavra na Libras) de termos específicos da matemática que facilitam o entendimento e aprendizado. A metodologia se deu através observações, contatos e experiências com alunos surdos. Conclui refletindo sobre as formas de ensino que proporcione um avanço qualitativo no pensamento matemático do surdo. Palavras-chave: surdo; libras; linguagem matemática.
Mostrar mais

11 Ler mais

A EMERGÊNCIA DA ÁREA DE ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA DA CAPES ENQUANTO COMUNIDADE CIENTÍFICA: UM ESTUDO DOCUMENTAL

A EMERGÊNCIA DA ÁREA DE ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA DA CAPES ENQUANTO COMUNIDADE CIENTÍFICA: UM ESTUDO DOCUMENTAL

A área de Educação tem forte presença de pesquisadores vindos de cursos de Pedagogia e demais licenciaturas, preocupados com a Educação em geral. Na área de Ensino de Ciências e Matemática, os pesquisadores são advindos de suas áreas de formação, tais como a Física, a Química e Biologia, mas se ocupam não com Educação em geral e sim com a expertise de ensino em suas próprias áreas. Dessa forma, a área se volta para didáticas e metodologias de ensino da própria área e não de temas gerais. Assim, esse grupo procura se constituir como comunidade científica, a partir de uma preocupação sobre as suas próprias áreas e não de temas gerais. A ruptura com o grupo anterior está na busca de uma especificidade que não é própria da área da Educação, e, à medida que se perde essa especificidade, ocorre um movimento de tensão na área. Além disso, a inclusão de pesquisadores com temáticas mais abrangentes, não advindas das Ciências Exatas e Naturais, pulveriza e transgride o que caracteriza a comunidade. Isso se confere pelas inúmeras manifestações de sociedades científicas da área, que se manifestaram em favor de manter os princípios da área. Assim, a área 46 configura-se como comunidade que se origina de áreas das Ciências Exatas e Naturais e não da Educação em geral, o que poderá diferenciar então os conceitos de ensino, aquele voltado para didática e metodologia de área específica, e o campo da Educação em Ciências, que se ocuparia de aspectos gerais da Ciência, como: a produtividade, difusão, promoção, articulação, tecnologia, etc. Segundo os documentos da CAPES, à medida que esses programas saem do paradigma do Ensino para o da Educação, a comunidade indica uma possível mudança para área multidisciplinar, já que esses programas não iriam ao encontro dos princípios da comunidade.
Mostrar mais

18 Ler mais

Editorial:

Editorial:

pedagógica em Matemática e Ciências na formação de educadores e professores em Matemática e Ciências. O projeto assenta num forte trabalho colaborativo e interdisciplinar entre os professores da Escola Superior de Educação, mas também com docentes de outras instituições de ensino superior e de jardins de infância e escolas. O encontro apresentou-se como um espaço para a partilha de práticas, projetos e investigações em inovação pedagógica no ensino da Matemática e das Ciências.
Mostrar mais

5 Ler mais

INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR: COMPROMISSOS PARA O DESENVOLVIMENTO INCLUSIVO E SUSTENTÁVEL

INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR: COMPROMISSOS PARA O DESENVOLVIMENTO INCLUSIVO E SUSTENTÁVEL

Frederico Alan de Oliveira Cruz Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Brasil frederico@ufrrj.br RESUMO | O mundo atual está imerso em um cenário com inúmeros problemas que somente poderão ser revertidos por cidadãos conscientes que compreendam os desafios existentes e saibam como superá-los. Sendo assim, para que isso ocorra é necessário uma educação que seja inclusiva e transformadora, que atenda às necessidades dos indivíduos independentemente das suas características. O entendimento da importância de estabelecer uma educação com essa visão não é nova, como se verifica nos inúmeros documentos oficiais produzidos pelos organismos internacionais ao longo dos anos. Para tornar essa realidade possível na Educação de Ciências, Matemática e Tecnologia, neste trabalho serão apresentadas cinco propostas de ações que buscam melhorar a investigação, a formação de professores e as práticas docentes, indicando os possíveis impactos que podem ser produzidos na forma de pensar e fazer uma educação que seja efetivamente inclusiva em todos os níveis de instrução.
Mostrar mais

8 Ler mais

Videoaulas de química: Laboratórios virtuais e seus modos de endereçamento / Chemical video classes: Virtual labs and their addressing modes

Videoaulas de química: Laboratórios virtuais e seus modos de endereçamento / Chemical video classes: Virtual labs and their addressing modes

Na era das tecnologias, cada vez mais as mídias digitais estão inseridas no cotidiano dos sujeitos contemporâneos e medeiam as relações sociais. Nota-se que junto à internet surgem diversos mecanismos que, quando utilizados, trazem sua produtividade à cena. Um desses mecanismos são as plataformas digitais para exposição e compartilhamento de vídeos. Muitas produções audiovisuais, agenciadas por diferentes mídias, são voltadas para fins educativos, ressignificando os espaços tradicionais de ensino, principalmente, o papel da escola. Por ser uma ferramenta muito utilizada no ambiente jovem, as videoaulas tornaram-se recursos muito visualizados para pesquisa e aprendizagem de diversificados assuntos escolares. O presente trabalho foi desenvolvido pelos membros do Núcleo de Pesquisa em Ensino de Ciências e Educação Matemática (ENCIEM) do IFG e teve como propósito investigar os estudantes que são adeptos a essa ferramenta de aprendizagem e o que os levam a buscar os recursos audiovisuais como instrumento de complementariedade ou suplementação do ensino tido como tradicional. Para isso organizou-se o texto em três eixos investigativos: i) os modos de endereçamento nos enunciados dos protagonistas de videoaulas que química; ii) os dispositivos audiovisuais presentes nos cenários destas aulas e, iii) o rastreamento de posições sociais deixados por seguidores nos espaços dos comentários.
Mostrar mais

13 Ler mais

Proposta didática para o ensino de Geometria Espacial reutilizando materiais: uma ação do Projeto Observatório da Educação

Proposta didática para o ensino de Geometria Espacial reutilizando materiais: uma ação do Projeto Observatório da Educação

Resumo: O objetivo desse trabalho é apresentar uma ação do Projeto Observatório da Educação com foco em Matemática e Iniciação as Ciências - OBEDUC, onde propomos aos alunos do Ensino Médio de uma escola pública o ensino da Geometria Espacial a partir dos sólidos geométricos construídos com materiais reutilizáveis, com a intenção de discutir a Educação Ambiental. A atividade se desenvolveu em 12 horas aulas, onde além dos tópicos de matemática, trabalhamos noções e conceito de Educação Ambiental, concluímos através dos relatos dos alunos que houve aprendizagem dos conceitos matemáticos referente aos sólidos geométricos e uma maior percepção em relação aos cuidados com o meio ambiente e as diversas possibilidades da reutilização de materiais que, a priori, iriam para o lixo. Os resultados obtidos foram satisfatórios, tendo em vista que os alunos se aproximaram de conhecimentos, com os quais poderão criar relações sociais constituídas de sensibilidade, criatividade e criticidade, características essenciais para a construção de novos saberes.
Mostrar mais

9 Ler mais

PRÁTICAS CURRICULARES E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

PRÁTICAS CURRICULARES E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Os artigos do número 105 da revista Contexto & Educação articulam-se em torno de práticas curriculares de Ciências da Natureza (Biologia, Física e Química), Geografia, Matemática, Pedagogia, formação profissional e organiza- ção de cursos de Pós-Graduação, tanto em diálogos específicos quanto interdis- ciplinares. Os textos propõem aproximações que contribuem nas discussões da formação inicial e continuada de professores, bem como de outros profissionais, que têm, na área básica, os seus fundamentos para a qualificação e atuação.

5 Ler mais

A concepção de Etno presente em algumas dissertações Brasileiras

A concepção de Etno presente em algumas dissertações Brasileiras

mostram na Modelagem Matemática e na Etnomatemática do ponto de vista da Educação Matemática?”. Para tanto, interpreta aspectos filosóficos e epistemológicos apresentados por cinco autores que trabalham com Modelagem Matemática, escolhidos em virtude de seu reconhecimento acadêmico e por D’Ambrosio, considerado o principal teórico e fundador da Etnomatemática. Trata- se de uma investigação de cunho qualitativo, teórico e bibliográfico, orientando-se pela Fenomenologia. Por meio de interpretações concernentes aos aspectos filosóficos e epistemológicos das duas tendências elabora unidades de significados, que emergiram com algumas das seguintes denominações: Modelos Matemáticos; Concepção de Conhecimento; Concepção de Educação, de Currículo; e outras. Evidencia que ambas as tendências apresentam em sua concepção igual importância e que existe uma tendência à aproximação entre Modelagem e Etnomatemática, quando os modos de conceber a Modelagem estiverem em acordo com o Estatuto Epistemológico das Ciências Humanas. Por outro lado, aponta um distanciamento na medida em que a Modelagem orienta-se pelos pressupostos filosóficos e epistemológicos das Ciências Exatas ou das Ciências Naturais.
Mostrar mais

12 Ler mais

MESTRADO (ACADÊMICO) EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA: A PROPOSTA DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ (IFCE)

MESTRADO (ACADÊMICO) EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA: A PROPOSTA DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ (IFCE)

O presente artigo aborda o processo de concepção e construção de uma proposta, recente- mente aprovada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), de Mestrado Acadêmico (MA), do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PGECM) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Assim, a partir da constatação de um movimento de constituição da pesquisa acadêmica na área, demarcamos um perfil de formação, com influência na vertente francesa da Didática das Ciências e Matemática, buscando o entendimento necessário de uma constituição histórica de uma área de estudos que desenvolveu atenção explícita para os fenômenos de ensino e aprendizagem. O trabalho apresenta, após a indicação dos elementos que distinguem as orientações oficiais de formação em um Mestrado Acadêmico (MA) e um Mestrado Profissio- nal (MP), o perfil do primeiro, ensejado pelo PGECM. Nesse viés, alguns quadros resumidos atinentes à organização curricular, os títulos das dissertações defendidas e as produções correspondentes dos trabalhos publicados no período 2015/2016/2017 proporcionam um entendimento da evolução, contribuição e o comprometimento institucional do IFCE, tendo como escopo o aprimoramento das práticas educacionais no Estado do Ceará.
Mostrar mais

36 Ler mais

CRIATIVIDADE E EDUCAÇÃO: COMO A TRIANGULAÇÃO SE COLOCA NESSES CONTEXTOS / Creativity and Education: the triangulation within these contexts

CRIATIVIDADE E EDUCAÇÃO: COMO A TRIANGULAÇÃO SE COLOCA NESSES CONTEXTOS / Creativity and Education: the triangulation within these contexts

A partir de uma transcrição primária, feita com base na gravação da aula, foi feita uma análise do discurso produzido, com foco no momento da correção da questão três da avaliação. Ao localizarmos trechos mais significativos para responder as questões propostas, foi feita uma nova transcrição com retorno à gravação evidenciando detalhes das imagens, gestos e expressões faciais que compunham o discurso naquele momento, o que denominamos transcrição secundária […] (FREITAS, 2013, p. 105). O exame complementar do material e das análises de uma pesquisa, bem como a busca por novos e distintos aspectos da mesma, auxilia no sentido de dinamizar e ampliar os olhares sobre um específico momento da investigação. Para o campo da Educação e Ensino de Ciências e Matemática essa prática reflexiva, implementada ao processo, pode ajudar aumentando a credibilidade desses empreendimentos investigativos. Esse panorama é apresentado nos artigos A2 e A21. Assim, tais práticas ajudariam a reforçar questões de veracidade e de confiança inerentes à pesquisa, como afirmaram Antunes e Almeida.
Mostrar mais

15 Ler mais

CECEMCA - curso de formação de professores da educação infantil

CECEMCA - curso de formação de professores da educação infantil

Introdução: A partir da parceria entre a UNESP e o Ministério da Educação foi formado o Centro de Formação Continuada de Professores de Educação Matemática, Científica e Ambiental - CECEMCA - que desenvolve ações dirigidas à formação continuada de professores bem como à produção de material didático. Os conteúdos disciplinares oferecem aos professores condições de participação crítica e efetiva em ações que envolvem aspectos pedagógicos e sócio-ambientais, atualmente em discussão na sociedade brasileira. No período de janeiro a abril de 2007, o CECEMCA, através do Núcleo da UNESP-Bauru, realizou o curso de formação de professores da Educação Infantil intitulado “Ciências Naturais, Educação Matemática, Educação Inclusiva, Inclusão Digital e Sexualidade” e contou com a participação de 653 professores envolvendo as cidades de Bauru, Jaú, Caraguatatuba, Salto e Penápolis.
Mostrar mais

1 Ler mais

Projecto BiblioCiência   pp. 28 29

Projecto BiblioCiência pp. 28 29

Professores de Matemática e de Ciências das Escolas Supe- riores de Educação de Setúbal e Portalegre, conceberam um conjunto de tarefas e desaios nas áreas das Ciências Naturais, da Física e da Matemática, dirigidas a alunos no inal do 2º ciclo, privilegiando a abordagem dos conceitos através do trabalho prático e experimental, da ligação ao real e à vida quotidiana.

2 Ler mais

Show all 10000 documents...