Efeitos na cavidade oral

Top PDF Efeitos na cavidade oral:

Efeitos de estimulantes gustativos de secreção salivar na cavidade oral e qualidade de vida numa população portuguesa com Síndrome de Sjögren primária

Efeitos de estimulantes gustativos de secreção salivar na cavidade oral e qualidade de vida numa população portuguesa com Síndrome de Sjögren primária

As glândulas salivares minor, apesar da sua pequena expressão no volume de saliva produzida, são extremamente importantes e encontram-se localizadas na submucosa, entre as fibras musculares, agrupadas em estruturas formadas por células mucosas acinares e células semilunares serosas ou seromucosas. O seu sistema tubular, composto por ductos intercalados, intralobulares e excretores abre diretamente na cavidade(Hand et al., 1999). Estas glândulas encontram-se dispersas por toda a mucosa oral sendo denominadas de acordo com a sua localização: bucais e labiais quando presentes na bochecha e lábios, palatinas nos palatos mole e duro, glossopalatinas rodeando as amígdalas palatinas e linguais nas várias regiões da língua(Standring, 2008).
Show more

357 Read more

Agentes branqueadores e os seus possíveis efeitos secundários na cavidade oral

Agentes branqueadores e os seus possíveis efeitos secundários na cavidade oral

O branqueamento dentário tem sido cada vez mais procurado por pacientes de todas as idades que têm como objetivo melhorar a estética dos seus dentes no que respeita à sua coloração. Por definição, o branqueamento dentário é um procedimento conservador, e eficaz no tratamento de dentes pigmentados. No entanto, apesar de ser dos procedimentos mais minimamente invasivos utilizados na prática clínica de medicina dentária, não deixa de acarretar efeitos secundários, tais como a sensibilidade dentária e a inflamação gengival, sendo estes dois os efeitos mais relatados. Logo, tendo consciência da existência dessas reações adversas, o médico dentista deve efetuar um diagnóstico detalhado do tipo de pigmentação presente, e uma história clínica que forneça todas as informações necessária para selecionar o melhor método de branqueamento indicado para o paciente. Existem diferenças caso se trate de dentes vitais ou não, os métodos dividem-se em branqueamento em consultório, preconizado pelo médico dentista, o branqueamento em ambulatório acompanhado pelo médico dentista e os produtos de venda livre. Segundo a legislação, estes produtos têm de ter menos de 0,1% de peróxido de hidrogénio, o método mais utilizado hoje em dia é o branqueamento em ambulatório, pois é o que acarreta menos custos, menos efeitos secundários e maior comodidade. Existem vários produtos de branqueamento que incorporam diferentes agentes branqueadores. Em Portugal, atualmente são mais utilizados o peróxido de hidrogénio, e o peróxido de carbamida. Estes penetram no esmalte e dentina, com o objetivo de degradar os compostos cromogéneos que são responsáveis pela pigmentação dentária, os agentes branqueadores quebram as ligações duplas dessas moléculas, tornando-as mais simples, resultando assim numa menor pigmentação. Posto isto, é de elevada relevância o diagnóstico prévio pelo médico dentista, e o seu acompanhamento para evitar ou minimizar os efeitos secundários já conhecidos.
Show more

103 Read more

Drogas de abuso e sua repercussão na cavidade oral

Drogas de abuso e sua repercussão na cavidade oral

Os principais efeitos na cavidade oral da cocaína e do crack são gengivite ulcerativa necrosante aguda, periodontite avançada, laceração gengival, alto índice de cáries e de perdas dentárias, candidíase, bruxismo, disfunção temporo-mandibular (DTM), parestesia lingual e labial, micoses, diminuição da sensibilidade gustativa (Marques et al.,2016; Cohen, 2016). Abrasões cervicais podem estar presentes por contato direto da cocaína ou por escovagem rigorosa em situações de abstinência ou alucinações (Hubert-Grossin et al., 2003). O resultado do uso nasal, de forma crónica, causa rinite, epistaxe, perfuração do septo nasal, destruição da parede lateral do nariz e a perfuração do palato com comunicação oronasal (Blanco et al., 2017). As lesões periodontais provocadas pelo uso direto da cocaína sobre a gengiva, caracterizam-se por uma inflamação intensa associada a sangramentos que podem evoluir para ulcerações e provocar até mesmo necrose (Cohen, 2016).
Show more

28 Read more

Efeitos do refluxo gastroesofágico na cavidade oral

Efeitos do refluxo gastroesofágico na cavidade oral

A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) é uma afecção de elevada incidência, na qual o conteúdo gastroduodenal reflui para o esôfago e/ou órgãos adjacentes, inclusive a cavidade oral, podendo causar lesões nos tecidos duros e moles. O objetivo desta pesquisa foi analisar o efeito da DRGE na cavidade oral. Foram estudados 100 pacientes, sendo 50 portadores da DRGE (Grupo 1) e 50 controles. Todos os pacientes foram submetidos a exame clínico oral e questionário específico e naqueles do Grupo 1 foram realizadas endoscopia digestiva alta (EDA) e manometria e pH metria esofágicas. A EDA demonstrou esofagite em todos os pacientes, sendo erosiva em 20, não erosiva em 30 e hérnia hiatal em 38 doentes. A pressão média no esfíncter inferior do esôfago foi de 11+4,8 mmHg e no superior de 75+26,5 mmHg. Em 42 pacientes do Grupo 1 (84%) foi observado refluxo gastroesofágico patológico. O exame clínico oral mostrou: erosões dentárias no Grupo 1: 273 faces e no Grupo 2: 5 (p<0,001); dentes cariados no Grupo 1: 23 e 115 no Grupo 2 (p<0,001); abrasão/abfração no Grupo1: 58 e no Grupo 2: 95 (p=0,28); desgaste por atrito: 408 no Grupo 1 e 224 no Grupo 2 (p=0,12). A face dental mais acometida foi a palatina. No Grupo 1, 21 pacientes referiram queixas de aftas freqüentes, 35 sensibilidade dentária, 26 ardência bucal e 42 gosto azedo na boca. Naqueles do Grupo 2 estas queixas foram observadas em menor número de pacientes (p<0,001). O cuidado com a saúde bucal não mostrou diferenças entre os grupos. Os resultados desta pesquisa permitem concluir que a DRGE favorece o aparecimento de erosões dentárias, aftas, ardência bucal, sensibilidade dentária e gosto azedo, porém não interfere no aparecimento de lesões cariosas. Hábitos dietéticos pouco saudáveis, como ingestão exagerada de refrigerantes podem contribuir para tais resultados.
Show more

117 Read more

Hábitos Parafuncionais Infantis e o seu Impacto na Cavidade Oral

Hábitos Parafuncionais Infantis e o seu Impacto na Cavidade Oral

Os exercícios de mastigação têm demonstrado um efeito positivo, facilitando a auto- rotação e diminuindo o ângulo ANB (ângulo formado ente as linhas NA e NB, representando a diferença entre os ângulos SNA e SNB, estabelecendo a relação antero- posterior entre os limites anteriores da maxila e da mandibula, e definindo o padrão esquelético do paciente) fechando o ângulo gónico na dentição mista. Contudo, estes exercícios não possuem a mesma força que os músculos mastigatórios mas os seus efeitos na morfologia facial podem ajudar a diminuir situações mais graves dos padrões de crescimento vertical. A duração destes exercícios deve ser realizada cerca de um minuto, cinco vezes por dia. Cada minuto de sessão inclui cinco segundo com movimentos de cerrar os dentes isometricamente seguindo-se cinco segundos de repouso. Este ciclo é repetido seis vezes durante um minuto (English et al., 2005; Vedovello Filho et al., 2007).
Show more

77 Read more

Ana Rita Gomes da Silva Cardoso

Ana Rita Gomes da Silva Cardoso

Resultados: Os parâmetros clínicos de avaliação de risco inerente ao paciente são descritos como os efeitos ambientais na cavidade oral associados com o sexo, idade, frequência de visitas ao médico dentista e cuidados com a saúde oral (hábitos dietéticos, doenças sistémicas, higiene oral, actividade de cárie e microflora oral, existência de parafunções), número de dentes remanescentes na cavidade oral, existência de equilibro oclusal e hábitos sociais (hábitos tabágicos ou outros tipos de dependências de químicos).
Show more

29 Read more

INFLUÊNCIA DA CAVIDADE ORAL NA PERFORMANCE DESPORTIVA

INFLUÊNCIA DA CAVIDADE ORAL NA PERFORMANCE DESPORTIVA

Posições mandibulares retruídas despoletam reações no cerebelo, no córtex pré-frontal e na amígdala. Sendo assim, é possível afirmar que a posição mandibular afeta a atividade cerebral na zona do sistema límbico. Sabendo que a ativação da amígdala ocorre devido à alteração da posição mandibular e que a amígdala se encontra associada a emoções como a raiva e a ansiedade, é possível ponderar se esta ativação tem efeitos no subconsciente do individuo. Em indivíduos que sofrem de elevados níveis de ansiedade e stresse pode procurar-se testar cientificamente se o uso de tratamento oclusal resulta numa descida destes mesmos níveis. Nos atletas, esta ansiedade subjacente pode afetar o seu rendimento prejudicando a sua consistência desportiva. A ativação anormal da amígdala pode também alterar a noção de espaço pessoal. Esta noção é essencial para qualquer desporto em que o atleta tenha que tomar decisões em frações de segundo baseando-se nos sinais corporais do seu oponente.
Show more

86 Read more

Síndrome de Sjögren: impacto na cavidade oral dos pacientes

Síndrome de Sjögren: impacto na cavidade oral dos pacientes

IL-1 e TNF: São citoquinas pró-inflamatórias, estruturalmente diferentes, mas com efeitos semelhantes: induzem crescimento e diferênciação B, activam neutrófilos e macrófagos (inflamação), estimulam a hematopoiese, induzem a expressão de outras citoquinas (efeito cascata), induzem a proliferação de mediadores inflamatórios (citoquinas pró-inflamatórias), induzem a apresentação dos antigénios a celulas Th; são secretadas pelas células apresentadoras de antigénios, aumentam a expressão das moléculas de adesão: adesinas; efeito sinérgico com Il-6 e são iniciadoras da imunidade celular e humoral, induzem as respostas inflamatórias agudas: hipotálamo – febre (pirogenia) e libertação de ACTH (produção de glucocorticóides).
Show more

104 Read more

Novas terapias antimicrobianas em doenças da cavidade oral

Novas terapias antimicrobianas em doenças da cavidade oral

Investigadores como Arends et al. (1984) documentaram que o xilitol, através da sua capacidade de formar complexos com iões cálcio (Ca 2+ ) (Makinen & Soderling, 1984) e de penetrar em esmalte desmineralizado (Arends et al., 1984), poderia ter um papel importante na prevenção contra cáries, agindo como um carregador de iões cálcio e como um agente capaz de concentrar cálcio, retardando assim a desmineralização. Os autores colocaram a hipótese do xilitol inibir a erosão do esmalte causada por bebidas ácidas, através do mecanismo de acção anteriormente referido. As propriedades anticariogénicas do xilitol foram investigadas adicionando 0,78-50% de xilitol a meios de cultura de Stp. mutans, Stp. saliviarius e Stp. sanguis, incubados a 37ºC por 18h e determinando a densidade óptica das culturas. A Stp. mutans foi a única bactéria significativamente inibida pelo xilitol a 1,56%, enquanto que todas as outras bactérias apresentaram inibição estatisticamente significativa apenas a partir de 1,56%. Este estudo concluiu que o xilitol exibe efeitos anticariogénicos por inibição do crescimento de Stp. mutans, não afectando no entanto outros Streptococcus orais pertencentes à flora normal (Palombo, 2009).
Show more

79 Read more

Fatores prognósticos no carcinoma espinocelular de cavidade oral.

Fatores prognósticos no carcinoma espinocelular de cavidade oral.

D evido à incerteza da evolução do câncer oral é que os pesquisadores procuram fatores que possam influenciar no prognóstico. Objetivo: Avaliar em pacientes com carcinoma espinocelular de cavidade oral variáveis que possam influen- ciar no tempo de sobrevida. Materiais e Métodos: Analisa- dos dados de 45 pacientes no período de Janeiro de 2001 a Janeiro de 2006. As curvas de sobrevida foram estimadas pelo método de Kaplan-Meier e para compará-las os testes de log-rank e o modelo de regressão de Cox. Desenho do Estudo: Análise retrospectiva. Resultados: A sobrevida global foi de 39% em 5 anos. Apenas as variáveis, metástase cervical (p=0,017), radioterapia pós-operatória (p=0,056) e margens comprometidas (p=0,004) tiveram significância estatística. A sobrevida foi menor em pacientes: com metástase cervical; com margens comprometidas e os submetidos à radioterapia pós-operatória, ou seja, nos tumores mais agressivos. Após ajustamento, a radioterapia não mostrou significância esta- tística. Provavelmente a sobrevida de 39% seja pelo elevado número de pacientes com metástase (52,2%) e pelo fato da amostra ser basicamente de cânceres de língua e assoalho (82%), os de controle mais difícil. Conclusão: A metástase cervical e o comprometimento das margens cirúrgicas são os fatores prognósticos no carcinoma de cavidade oral que influenciaram na sobrevida.
Show more

6 Read more

Fatores associados ao câncer de lábio e cavidade oral.

Fatores associados ao câncer de lábio e cavidade oral.

Dessa forma, o desfecho foi dividido em duas categorias, a categoria resposta (cânce- res de localização primária em lábio e cavidade oral; códigos C00-C06) e a de compara- ção (demais tipos de câncer primário em cabeça e pescoço; demais códigos para câncer em cabeça e pescoço, que não incluem cânceres localizados em lábio e cavidade oral). O propósito da dicotomização advém do interesse do presente estudo em observar se as variáveis estariam associadas ao aparecimento do câncer em regiões que guardam maior relação com a Odontologia e estão sob a responsabilidade direta do cirurgião-dentista (lábio, língua, gengiva, assoalho da boca, mucosa jugal, palato duro e glândulas salivares) frente às demais regiões em cabeça e pescoço.
Show more

12 Read more

O Cancro Oral e o Papel do Médico Dentista

O Cancro Oral e o Papel do Médico Dentista

It is essential that both health professionals and the public have a sense of what is oral cancer, which are the risk factors, signs and symptoms and how often the examination for detection of oral cancer should be done. Therefore, should be created strategies as interventions in schools, jobs, hospitals and institutions. Consequently, the public will be more aware of changes in the oral cavity, so they address the dentist, facilitating early diagnosis. The media can also be and should be used to disseminate information.

63 Read more

Síndrome de Treacher Collins e implicações na cavidade oral

Síndrome de Treacher Collins e implicações na cavidade oral

A síndrome de Treacher Collins também chamada de disostose mandibulofacial, é uma desordem congénita. A maioria dos casos possui transmissão autossómica dominante e expressividade variável. A sua etiologia está geralmente associada a mutações no gene TCOF1, localizado no cromossoma 5. As características craniofaciais fenotípicas são: micrognatia, hipoplasia maxilar com fenda do palato, hipoplasia malar, inclinação antimongoloide das fissuras palpebrais, coloboma da pálpebra inferior e microtia. Problemas na cavidade oral são frequentes pois as deficiências das bases ósseas levam a apinhamento podendo conduzir a mordida incorreta. Outras manifestações orais incluem redução do fluxo salivar, altos níveis de cáries e placa bacteriana. O diagnóstico e o tratamento devem ser precoces e são importantes para o restabelecimento das funções mastigatória, respiratória e auditiva.
Show more

25 Read more

Síndrome de Sjögren Primário: implicações na cavidade oral

Síndrome de Sjögren Primário: implicações na cavidade oral

O médico dentista deve ensinar aos doentes com SSp como fazer uma higiene oral cuidada e até aconselhar o uso de pastas fluoretadas uma vez que existem estudos sobre os seus benefícios para controlar a aparição e a progressão da cárie dentária (López- Pintor et al., 2015). Por outro lado, é recomendável que pacientes com SSp diminuam o consumo de produtos açucarados, assim como a ingestão de bebidas ricas em açúcar e gaseificadas (González et al., 2014).

83 Read more

Diagnóstico diferencial de lesões pigmentadas da cavidade oral

Diagnóstico diferencial de lesões pigmentadas da cavidade oral

As lesões pigmentadas na cavidade oral representam um grupo de diversas entidades clínicas que podem variar desde alterações fisiológicas como a pigmentação racial, a manifestações sistémicas como a doença de Addison e ainda até neoplasias malignas como o MO. Estas pigmentações são provenientes de diversos fatores, tais como, locais, sistémicos, fisiológicos ou patológicos.

23 Read more

Tratamento do cancro da cavidade oral – Normas de Orientação Clínica

Tratamento do cancro da cavidade oral – Normas de Orientação Clínica

C. Os princípios da cirurgia do cancro oral são: a obtenção de margens tridimensionais livres de tumor, sempre superiores a 5mm e idealmente iguais ou superiores a 1 cm, ainda que tal implique a exérese de outras estruturas segundo o princípio da excisão do tumor em bloco; tratamento cirúrgico adequado das áreas ganglionares cervicais, associando quando indicado esvaziamentos ganglionares cervicais; reconstrução no mesmo tempo operatório, quando as condições gerais do utente o permitam.

18 Read more

ETIOLOGIA DA DOENÇA PERIODONTAL: REVISÃO DE LITERATURA

ETIOLOGIA DA DOENÇA PERIODONTAL: REVISÃO DE LITERATURA

Alguns estudos em microbiologia oral, realizados nas últimas décadas, têm proporcionado evidências adicionais do papel de outros patógenos da etiologia da doença periodontal e, assim, novos candidatos estão sendo sugeridos. Neste contexto, o foco dos pesquisadores está voltado para outros microrganismos diferentes daqueles usualmente considerados periodontopatógenos (A. actinomycetemcomitans, T. forsythia, P. gingivalis). Na maioria dos casos, estudos de associação confirmaram a relação entre espécies já consideradas possíveis patógenos e a etiologia das doenças periodontais, incluindo P. intermedia, Prevotella melaninogenica, F. nucleatum, P. micra, E. corrodens, P. nigrescens, C. gingivalis, T. denticola, Treponema socranskii, V. parvula e C. rectus (CHOI et al., 2000; PAPAPANOU et al., 2000; SANZ et al., 2000; XIMENEZ-FYVIE et al., 2000; VAN WINKELHOFF et al., 2002; DAROUT et al., 2003; HAFFAJEE et al., 2004; LOPEZ et al., 2004; GAJARDO et al., 2005; VAN WINKELHOFF et al., 2005). Outras espécies também têm sido associadas com a doença periodontal, porém com menor freqüência: Eubacterium saphenum e Mogibacterium timidum (MAYANAGI et al., 2004), Prevotella corporis, Prevotella disiens e Peptostreptococcus magnus (SALARI et al., 2004), E. nodatum e Slackia exigua (Booth et al., 2004), e Enterococcus faecalis, Escherichia coli e Bartonella sp (COLOMBO et al., 2002).
Show more

57 Read more

Abordagem do paciente com estomatite protética

Abordagem do paciente com estomatite protética

A capacidade de invasão dos tecidos e de adesão da C.albicans à superfície da prótese é considerada o primeiro passo da patogénese da EP. A invasão dos tecidos pela Candida na EP não ocorre normalmente como nas outras formas de candidíase oral e existem relativamente poucas leveduras isoladas na superfície da mucosa. Existe um pequeno número de hifas e a maioria da Candida coloniza a superfície da prótese. Tem-se observado que as hifas são capazes de invadir os tecidos do hospedeiro mais rapidamente. A presença da prótese e a porosidade da resina facilitam a colonização de vários microrganismos (bactérias e fungos), uma vez que promovem a retenção de placa ou inibem a sua remoção, funcionando como reservatórios e são assim, fatores iniciantes da doença (Vasconcelos et al., 2010); (Hoshing et al., 2011); (Sesma, N. & Morimoto, S, 2011); (Leitão, N. 2012) & (Silva et al., 2012).
Show more

76 Read more

Luís Vasco de Oliveira da Silva de Loureiro e Castro

Luís Vasco de Oliveira da Silva de Loureiro e Castro

clinical bookmark by the investigators of the PESSOANA Project, where were written all the elements that were necessary for the study (anamnesis and clinical examination), as well as microbiological analisis, using Dentobuff Strip, Dentocult ® SM Strip mutans and Dentocult ® LB (Orion Diagnostica, Espoo, Finland), respecting the fabricant instructions. In the sample studied, the main values found were: mean age of 7,90 (±1,3); dmft mean of 2,59 (+2,8); DMFT mean of 1,78 (+1,8); relating to CPI: the majority (62,7%) of the children were healthy, 27,5% had gum inflammation and 9,8% calculus; relating to the O’Leary’s PI: 41,2% presented less than 10 3 unity forming colonies (CFU’s) of Streptococcus mutans and 7,8% more than 10 5 CFU’s; 72,6% presented less than 10 4 CFU’s of Lactobacillus and 13,7% more than 10 5 CFU’s. It’s possible to say that more attitudes and preventive programs should be realized, to obtain the main goals of WHO in terms of free-caries children, as well as more exhaustive studies in sample dimention, so the results may allow the more accurate knowledge of the Oral Health status, and to define concretely the needs that exist for sure, proposing active strategies to fight them.
Show more

91 Read more

Síndrome oral-facial-digital: relato de um caso com anomalias do sistema nervoso central.

Síndrome oral-facial-digital: relato de um caso com anomalias do sistema nervoso central.

descreveram as características de uma síndrome que reunia malformações da face, cavidade oral e dedos, a qual tornou-se conhecida como síndrome oral-facial-digital (OFD), disostose or[r]

5 Read more

Show all 10000 documents...