Enfermagem - emergências

Top PDF Enfermagem - emergências:

ASSISTÊNCIAS DE ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIAS CARDIOVASCULARES RESUMO

ASSISTÊNCIAS DE ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIAS CARDIOVASCULARES RESUMO

No acompanhamento dos pacientes na área os pacientes portadores de complicações advindos do quadro cardiovascular, sendo uma motivação para desenvolver um plano de intervenção na prevenção dos pré-diabéticos e com histórico hereditário, pois de forma geral para atuar diante de doenças crônicas e em sua prevenção. E isso se torna importante pelo fato da possibilidade de sistematizar à necessidade de um atendimento rápido e especializado em prestar os primeiros socorros a estes doentes de traumas e males súbitos, ainda na cena do fato. A importância da escolha do tema ao meio acadêmico deve-se por evidenciar a importância do profissional da enfermagem destinada a promover serviços de saúde requeridos com caráter de emergência e urgência para prolongar a vida da vítima ou prevenir consequências críticas, os quais devem ser proporcionados imediatamente. Este trabalho tem por objetivo de estudar as assistências de enfermagem em emergências cardiovasculares. Tendo como objetivos especificos de analisar as concordâncias dos autores sobre os estudos publicados nos últimos 10 anos da assistência de enfermagem; compreender os critérios aos protocolos nos hospitais de referência; identificar na visão da literatura a conduta para o enfermeiro frente as emergencias cardiovasculares.
Mostrar mais

10 Ler mais

Estresse laboral na equipe de enfermagem do setor de emergências de um hospital ...

Estresse laboral na equipe de enfermagem do setor de emergências de um hospital ...

Neste mesmo ano foi realizada a primeira fase da pesquisa que se constituiu da observação de campo, com visitas de 2 horas por ala totalizando 18 horas em cada. O período de observação foi de um mês, alternando turnos (Manhã, Tarde, Noite). Durante esse tempo foram feitas anotações em diário de campo sobre o funcionamento das alas que compõem o setor: Emergência Psiquiátrica (PQU); e Sala de Urgência (SU) que compreende quatro setores: Emergências Clínicas, Estabilização Clínica, Sala de Trauma, e Observação Ortopédica. Estas anotações foram realizadas em termos de atividade e ambiente de trabalho com o intuito de observar em primeira instância a existência de agentes causadores de estresse no desenvolvimento do serviço da equipe de enfermagem destes setores.
Mostrar mais

79 Ler mais

A percepção da equipe de enfermagem mediante ás emergências psiquiátricas

A percepção da equipe de enfermagem mediante ás emergências psiquiátricas

A cada ano aumenta o número de pacientes com transtornos mentais diversos e existe ainda a carência e a falta de profissionais capacitados para atender e acolher esses pacientes na emergência, a pesquisa teve como objetivo analisar a percepção da equipe de enfermagem sobre a assistência ao paciente com transtorno mental no setor de emergência, trata se de um estudo com 50 profissionais de enfermagem do município de Valparaíso de Goiás, e em um hospital particular do Gama DF. Os dados foram coletados através de um questionário objetivo, abordando o sentimento pessoal no cuidado de enfermagem ao portador de transtorno mental, a pesquisa identificou que 63,8% dos profissionais sentem tristeza ao atender um paciente deprimido, 61,1% sentem medo ao atender um paciente agitado ou agressivo, 66,6% afirmaram ter impaciência ao atender pacientes com atitudes teatralizadas e 55,5% relataram tristeza ao atender um paciente alcoolizado ou drogado, pôde-se concluir que a equipe tem dificuldade em lidar com o cliente portador de transtorno mental, e que os mesmos demonstram sentimento de insegurança e despreparo nas diversas situações de emergências psiquiátricas.
Mostrar mais

9 Ler mais

ASSISTENCIA DE ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIAS ONCOLÓGICAS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA NO PERÍODO DE 2008 A 2016

ASSISTENCIA DE ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIAS ONCOLÓGICAS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA NO PERÍODO DE 2008 A 2016

Segundo Freire ( et al ., 2014) as urgências e emergências oncológicas im- plicam em risco eminente de vida e exigem tratamento imediato. Classificam-se em metabólicas, neurológicas, cardiovasculares, hematológicas, respiratórias e urológicas. Muitas vezes relacionam-se também com os efeitos adversos dos medicamentos utilizados durante o tratamento. Assim, torna-se necessário que os cuidados da equipe de enfermagem nas emergências oncológicas restabele- çam o mais rápido possível o metabolismo e o organismo do paciente (NASCI- MENTO et al .; 2012).

8 Ler mais

Palavras-chave: Equipe de enfermagem - Acidentes do trabalho - Emergências

Palavras-chave: Equipe de enfermagem - Acidentes do trabalho - Emergências

O estudo objetivou caracterizar o perfil dos profissionais que atuavam na equipe de enfermagem no setor de emergência de um hospital público municipal do Rio de Janeiro, identificando os fatores de risco a que estavam sujeitos os membros da equipe de enfermagem, o tipo e a natureza dos acidentes que mais ocorreram com esta equipe e como foi feita a ocorrência de comunicação desses acidentes. A amostra constou de 122 funcionários constituídos por enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, representando 69% dos profissionais de enfermagem do referido setor. Os resultados mostraram: presen- ça de fatores de riscos a que estes profissionais estão expostos no hospital e a falta de notificação desses acidentes, omitindo informações importantes acerca dos riscos do trabalho hospitalar e dos acidentes ocorridos. Palavras-chave: Equipe de enfermagem - Acidentes do trabalho - Emergências
Mostrar mais

8 Ler mais

Cultura de segurança do paciente na perspectiva da equipe de enfermagem de emergências pediátricas.

Cultura de segurança do paciente na perspectiva da equipe de enfermagem de emergências pediátricas.

A população foi composta por 91 proissionais da equipe de enfermagem das três unidades participantes. A amos- tra foi intencional, não probabilística, sendo utilizados os seguintes critérios de inclusão: ser enfermeiro, técnico ou auxiliar em enfermagem e estar no exercício de suas funções nas emergências pediátricas no período da coleta de dados; proissionais admitidos e lotados no setor há mais de 2 me- ses (devido ao período de adaptação necessário, podendo o funcionário não ter total conhecimento acerca da unidade). Os critérios de exclusão foram: proissionais de enfermagem em férias, licença saúde, licença gestação, licença-prêmio durante o período da coleta de dados; proissionais de en- fermagem que não estejam lotados na referida unidade; ins- trumentos preenchidos em menos da metade. Seguindo tais critérios, foram convidados a participar do estudo 77 parti- cipantes. Deste total inicial, dois indivíduos não aceitaram participar do estudo, compondo a amostra inal 75 sujeitos.
Mostrar mais

7 Ler mais

Assistência de enfermagem às urgências e emergências psiquiátricas no serviço de atendimento móvel de urgência em Mossoró-RN

Assistência de enfermagem às urgências e emergências psiquiátricas no serviço de atendimento móvel de urgência em Mossoró-RN

O presente estudo tem como objetivo conhecer as concepções dos profissionais da equipe de enfermagem sobre a assistência em urgências e emergências psiquiátricas no SAMU em Mossoró/RN, identificar as dificuldades existentes na implementação de uma assistência de emergência ao usuário em sofrimento psiquiátrico neste serviço e apontar as estratégias na busca da consolidação e ampliação de uma assistência integral a esse público. Trata-se de pesquisa do tipo descritiva com abordagem qualitativa e de caráter exploratório. Os sujeitos foram trabalhadores da equipe de enfermagem do SAMU do referido município. Emprega- se a entrevista semiestruturada como instrumento de coleta de dados. Contou com a anuência da instituição onde se desenvolveu o estudo e a aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFRN, com CAAE n° 17326513.0.0000.5537, além da assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido pelos participantes. A análise de dados se fez por meio da Análise Temática proposta por Bardin. Desta forma, como resultado da pesquisa elaborou-se as seguintes categorias: prática mecanicista; desumanização da assistência; necessidade de qualificação, entraves para uma assistência em urgência e emergência psiquiátrica e estratégias na busca da assistência integral, o que procedeu na elaboração de dois artigos intitulados “Assistência de enfermagem às urgências e emergências psiquiátricas no serviço de atendimento móvel de urgência” e “Entraves para o atendimento às urgências e emergências psiquiátricas no serviço de atendimento móvel de ur gência”. Na realidade estudada identificou-se que a assistência de enfermagem ofertada aos usuários em situação de urgência e Emergência psiquiátrica é realizada baseada principalmente na utilização de contenções químicas e físicas, assim como no transporte
Mostrar mais

99 Ler mais

Atuação da enfermagem no atendimento as urgências e emergências de pacientes vítimas de queimadura: uma análise conceitual

Atuação da enfermagem no atendimento as urgências e emergências de pacientes vítimas de queimadura: uma análise conceitual

Resumo: O presente estudo permitiu avaliar a ação da equipe de enfermagem em feridas provocadas por queimaduras. Trata-se de uma análise conceitual exploratória de artigos científicos recuperados das seguintes bases de dados: Biblioteca Eletrônica Científica Online (SCIELO) e Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs). Com finalidade de descrever a assistência prestada pela equipe de enfermagem no atendimento as urgências e emergências de pacientes vítimas de queimadura. Nesta análise foi possível identificar as características de feridas traumáticas provocadas por queimaduras, que consiste em um amplo problema de saúde pública, provocando um impacto direto nas condições econômicas e sociais. Foi identificado que a equipe de enfermagem tem um papel importante na assistência aos pacientes vítimas desse tipo de trauma, pois, estes profissionais atuam diretamente no atendimento inicial, caracterizando por casos de urgência ou emergência, até a total ou parcial recuperação da área afetada, diminuindo os riscos provenientes, geralmente, do agente causador da queimadura.
Mostrar mais

9 Ler mais

O Cuidado de Enfermagem no Atendimento de Emergências Oncológicas: uma revisão  integrativa

O Cuidado de Enfermagem no Atendimento de Emergências Oncológicas: uma revisão integrativa

Independente de qual seja a situação emergencial e esperando que o profissional de enfermagem tenha conhecimento a respeito das condutas a serem providenciadas, torna-se importante que também haja bom senso, dedicação, respeito, agilidade, assepsia, cuidados com autoproteção e técnica, para garantir um ambiente seguro e eficaz nas urgências ou emergências. Entretanto, algumas instituições de graduação em saúde não abordam o tema de forma aprofundada, deixando a desejar na preparação do profissional para atender uma das doenças, que consiste na maior incidência na população mundial (10) .
Mostrar mais

17 Ler mais

Autoconfiança para intervenção em emergências: adaptação e validação cultural da Self-confidence Scaleem estudantes de Enfermagem.

Autoconfiança para intervenção em emergências: adaptação e validação cultural da Self-confidence Scaleem estudantes de Enfermagem.

A amostra foi constituída por 178 estudantes (56% da população) que antenderam os critérios de inclusão: ter participado nas aulas práticas de Enfermagem em Emergências e aceitar participar voluntariamente da pesquisa. Mais de três quartos (76,8%) dos participantes eram mulheres. A média e a mediana das idades foi de 22 anos, sendo a moda de 21 anos, com variação entre 20 e 32 anos. O desvio-padrão é de 1,9 anos. A maioria (59,1%) dos estudantes participou ativamente da experiência clínica simulada com cenário desenvolvido em simulador de alta idelidade. Os restantes participaram em duas (19,9%), três (5,5%) ou mais (5,1%) experiências clínicas simuladas (19 estudantes não responderam a essa questão).
Mostrar mais

8 Ler mais

Cuidados em emergências psiquiátricas na voz de profissionais de enfermagem

Cuidados em emergências psiquiátricas na voz de profissionais de enfermagem

A admiração pela área da saúde mental iniciou ao cursar a disciplina de Enfermagem em Saúde Mental, mais especificamente durante as aulas práticas, em que houve aproximação com pacientes com transtornos mentais e percebi a importância do cuidado prestado a eles. Por me chamar a atenção quanto ao modo de cuidado dinâmico prestado aos pacientes (acometido por tais transtornos), comecei a observar com grande interesse essa área, aumentando ainda mais o meu apreço pela enfermagem em saúde mental. Ainda, participei de atividades de extensão envolvendo ações do campo da saúde mental, aguçando ainda mais a minha curiosidade para entender as enfermidades psíquicas que afrontam às pessoas e, nesse caso, buscar estratégias que qualificassem a atenção a esse estrato populacional. Nesse contexto, as questões relativas às emergências psiquiátricas sempre me inquietaram em função de suas especificidades e das dificuldades expressas por profissionais de enfermagem durante as intervenções.
Mostrar mais

42 Ler mais

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM SETORES DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO EM URGÊNCIA E EMERGÊNCIAS

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM SETORES DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO EM URGÊNCIA E EMERGÊNCIAS

A classificação de risco é uma ferramenta utilizada nos serviços de saúde que busca além de tudo humanizar o atendimento, acelerar o processo, organizar a instituição, ofertar um aten- dimento digno diante de cada situação apresentada pelos clientes que buscam tais serviços. Este estudo tem por objetivo, buscar informações através de evidências científicas da literatura sobre as ações da assistência de enfermagem nos serviços de urgências e emergências relati- vas à atuação do seu papel perante a classificação de risco. Trata-se de uma revisão integrativa, com coleta de dados realizada a partir de fontes secundárias, por meio de levantamento bi- bliográfico. A emergência representa, portanto, uma situação ameaçadora e brusca que requer medidas imediatas de correção e defesa, diferenciando-se do atendimento em consultórios, unidades básicas de saúde, ou de tratamento programado, pois os sujeitos apresentam uma ampla variedade de problemas atuais ou potenciais, podendo seu estado alterarem-se repen- tinamente. Desse modo, a decisão da equipe necessita ser imediata, baseada num atendi- mento sistematizado e preciso, geralmente estabelecendo prioridades através de protocolos de emergência. Com este estudo conclui-se a importância das ações em classificação de risco realizadas pela equipe de enfermagem em unidades de atendimentos de urgência e emergên- cia e que se faz necessária à busca continua de conhecimentos por meios de capacitações a fim de se prestar atendimentos de forma resolutiva e acolhedora.
Mostrar mais

18 Ler mais

Assistência de enfermagem pré-hospitalar às emergências: um novo desafio para enfermagem.

Assistência de enfermagem pré-hospitalar às emergências: um novo desafio para enfermagem.

RESU MO - PROJ ETO RES GATE nasceu de uma ação conju nta, entre a Secreta ria E stadu a l da Saúde e a Secreta ria da Segu rança P ú b l i ca de São Paulo, que reu n i ram seus recu rsos mate r i a i s e huma nos para trata r do p ro­ b l.ema das emergências t raumáticas, q U ! acometem a popu l ação do E stado de São P a u l o . O presente tra ba l ho t raz o relato da experiência de uma E n­ ferme i ra , que está i nserida no PROJ E T O R E SGAT E , dando atend i mento de enfermagem pré-hospita l a r às emergências, uti l i za ndo-se como meio de transporte um hel icópte ro pertencente a Pol ícia Mi l ita r de São P a u l o . T ra­ ta-se de um serviço novo, pione i ro no B rasi l , onde os p rofi ssionais Méd i co e E nferme i ro saem dos seus ambientes habituais de traba l ho para i rem até o loca l onde se encontro paciente e dar os p r i mei ros cu i dados.
Mostrar mais

3 Ler mais

Violência no trabalho na equipe de enfermagem: prevalência e fatores associados nas emergências de hospitais de referência para causas externas

Violência no trabalho na equipe de enfermagem: prevalência e fatores associados nas emergências de hospitais de referência para causas externas

A equipe de enfermagem é composta, em sua maioria, por mulheres, grupo reconhecidamente vulnerável, que pode sofrer violência com o autoritarismo por parte dos pacientes, acompanhantes e de outros membros da equipe multiprofissional. Durante muitos anos, a medicina foi exercida apenas por homens, enquanto o ofício de cuidar, que era desvalorizado socialmente e menos visível, tem forte relação histórica com as atividades femininas. Dessa forma, não se pode afastar a possibilidade de que concepções de incapacidade das mulheres ainda estejam presentes no imaginário popular, contribuindo assim para o desrespeito e discriminação contra profissionais do sexo feminino e contra a categoria de enfermagem (SILVA; AQUINO; PINTO, 2014).
Mostrar mais

147 Ler mais

Assistência de enfermagem humanizada em emergências traumáticas: uma revisão bibliográfica

Assistência de enfermagem humanizada em emergências traumáticas: uma revisão bibliográfica

Resumo: Analisar por meio da revisão da literatura a influência da assistência de enfermagem humanizada ao paciente vítima de emergência traumática. Pesquisa com abordagem qualitativa, realizada a partir do levantamento de referências teóricas publicadas no período de 2006 a 2016, em obras, artigos científicos e páginas eletrônicas, permitindo a coleta de informações de trabalhos já publicados que proporcionem uma análise sobre a temática abordada. O profissional de enfermagem é o mais indicado para executar as práticas assistenciais com classificação de risco, porque este apresenta o objetivo de cuidar, com visão holística, dos pacientes que necessitam de um atendimento rápido e eficiente, com a finalidade de minimizar os agravos. É viável a humanização para influenciar na qualidade assistencial dos pacientes com politraumatismo, possibilitando, assim, um ambiente confortável, com gestão de recursos, maior atividade de profissionais de várias especialidades capacitados para avaliar, diagnosticar e iniciar o tratamento de forma imediata, gerando a organização e integração dos serviços que atendam a demanda de usuários nos setores de urgência e emergência.
Mostrar mais

7 Ler mais

Atuação de enfermagem nas emergências obstétricas: pré-eclâmpsia e eclâmpsia

Atuação de enfermagem nas emergências obstétricas: pré-eclâmpsia e eclâmpsia

A pré-eclâmpsia e eclampsia são complicações da gravidez que se agravaram pela elevação da pressão arterial, edemas e proteinuria e nos casos mais graves pode levar a convulsões coma e até a morte tanto da mãe como do feto. Até os dias de hoje a sua etiologia é desconhecida mas no entanto existem alguns fatores considerados de risco para a patologia, como a multiparidade, gestações nas idades extremas obesidade e a primiparidade, que foram destacadas na Maternidade do Hospital João Morais. Esta problemática foi abordada para realçar a importância das atuações de enfermagem prestadas no serviço da Maternidade do Hospital João Morais e as dificuldades sentidos pelos enfermeiros aquando do atendimento dessas gestantes. Para este estudo utilizou-se uma metodologia qualitativa, exploratória, descritiva e com abordagem fenomenológica, utilizando como instrumento de recolha de informações a entrevista estruturada com um guião previamente elaborado para as 4 enfermeiras da Maternidade do Hospital João Morais. Da análise dos resultados observou-se que as enfermeiras estão preparadas para o atendimento dessas grávidas e que tentam dar o seu melhor para evitar possíveis complicações que possam surgir durante esse período. Ainda deste estudo verificou-se uma escassez de enfermeiros especializados e carência de formações para o pessoal no Hospital. Mesmo assim deixaram um apelo aos colegas que fazem o pré-natal para que estejam mais atentos à identificar casos e encaminha-las atempadamente.
Mostrar mais

75 Ler mais

Perfil de competência profissional do enfermeiro em emergências.

Perfil de competência profissional do enfermeiro em emergências.

Neste estudo descritivo exploratório o Perfil de com- petência profissional do enfermeiro em emergências permitiu evidenciar as três principais estratégias que o sustentaram: excelência operacional, foco nos clientes e entrega de cuidados agregadores de valor ao negócio, ao profissional e ao próprio cliente. Dentro desses li- mites, as Questões Identificadoras das Competências puderam se apropriar da realidade brasileira, por con- siderarem o agrupamento de atribuições e responsabi- lidades do enfermeiro em emergências, o respeito às particularidades da enfermagem e o alinhamento às tendências do mercado, sempre voltadas para facilitar sua compreensão e uso.
Mostrar mais

8 Ler mais

Emergências psiquiátricas na infância e adolescência.

Emergências psiquiátricas na infância e adolescência.

As emergências psiquiátricas na infância e adolescência estão associadas a situações de reagudização de transtornos psiquiátricos prévios ou podem ser a primeira manifestação de um transtorno psiquiátrico de início nesta faixa etária. Os objetivos da avaliação emergencial, além da avaliação diagnóstica, são: avaliar o risco para a integridade física e psíquica da criança/adolescente, identiicar os fatores de risco desencadeantes e mantenedores da crise, a presença de fatores protetores, avaliação do suporte familiar e social. Após a avaliação, devem-se planejar intervenções imediatas que contribuam para a estabilização da situação emergencial e proporcionem melhores condições para o tratamento posterior que, obrigatoriamente, deverá ser realizado.
Mostrar mais

9 Ler mais

TOMADA DE DECISÃO NO TRATAMENTO DE EMERGÊNCIAS

TOMADA DE DECISÃO NO TRATAMENTO DE EMERGÊNCIAS

Para Gonçalves e Xavier (2004), as emergências devem ser analisadas previamente para que decisões críticas sejam executadas de modo automático no momento da ocorrência. A pessoa que tem a responsabilidade pela tomada de decisões deve ser adequadamente treinada, pois a possibilidade de cometer falhas em situações de emergências é muito grande. A estratégia é criar exercícios simulados que preparem a organização para o atendimento de emergências. Outros fatores como a presença de terceiros (parentes da vítima, curiosos e a imprensa) interferem no atendimento pela preocupação adicional que causam. Os recursos disponíveis, quanto à qualidade do material e pessoal, que o responsável pela tomada de decisão tenha a sua disposição, na hora da emergência, são imprescindíveis.
Mostrar mais

13 Ler mais

Finalidade do trabalho em urgências e emergências.

Finalidade do trabalho em urgências e emergências.

1 Enferm eira, Mestre em Enferm agem , e- m ail: estelagarlet@hotm ail.com ; 2 Enferm eira, Doutor em Enferm agem , Professor Associado, Escola de Enferm agem , Universidade Federal[r]

7 Ler mais

Show all 10000 documents...