epitélio de revestimento

Top PDF epitélio de revestimento:

TECIDO LINFOIDE E ÓRGÃOS LINFOIDES

TECIDO LINFOIDE E ÓRGÃOS LINFOIDES

A fotomicrografia em 5 mostra parte das tonsilas linguais, que têm a mesma estrutura geral das formações linfoides (tecido linfoide denso difuso, TLD, e nódulos linfoides, NL), e que estão situadas na região posterior, ou base, da língua. O epitélio de revestimento que recobre as tonsilas linguais também é um epitélio estratificado pavimentoso não queratinizado (Ep), que forma pequenas e poucas criptas.

15 Ler mais

Braz. j. .  vol.76 número4

Braz. j. . vol.76 número4

(a) Lesão separada do epitélio de revestimento da mucosa oral por faixa de tecido conjuntivo fibroso, exibindo ainda extensas áreas de calcificação (HE/ 40x); (b) detalh[r]

1 Ler mais

Efeito dos fixadores formalina e Bouin na preservação de biópsias do endométrio de éguas após inclusão em resina plástica.

Efeito dos fixadores formalina e Bouin na preservação de biópsias do endométrio de éguas após inclusão em resina plástica.

Biópsias do endométrio de 16 éguas sexualmente maduras, em estro e diestro, foram processadas para microscopia de luz utilizando-se fixação em formalina ou Bouin e inclusão em resina plástica à base de glicol metacrilato. Análises morfológicas de 46 biópsias demonstraram que o epitélio de revestimento do endométrio, o epitélio glandular, as fibras do tecido conjuntivo e os diferentes tipos celulares presentes na lâmina própria, tais como fibroblastos, plasmócitos, mastócitos e macrófagos, apresentaram-se melhor preservados quando os fragmentos de tecidos foram fixados em formalina. O epitélio de revestimento mostrou grau mais acentuado de retração tecidual nas biópsias fixadas em Bouin, independente da fase do ciclo estral. A fixação em formalina aliada à inclusão em resina plástica resultou em melhor resolução das células ao microscópio de luz, permitindo um estudo citológico mais acurado do endométrio eqüino.
Mostrar mais

6 Ler mais

Histomorfologia do órgão acessório de perfuração de Thais haemastoma (Mollusca, Gastropoda).

Histomorfologia do órgão acessório de perfuração de Thais haemastoma (Mollusca, Gastropoda).

RESUMO. Os representantes da família Thaididae são organismos predadores de outros moluscos, perfurando suas conchas pela ação alternada de secreção oriunda do “Accessory Boring Organ” (ABO) e por raspagem através da rádula. Nesta família, o ABO está localizado na porção ventral mediano-anterior do pé. Os animais examinados neste estudo foram coletados na praia do Futuro, Fortaleza, em seguida levados ao laboratório para fixação e posterior tratamento histológico rotineiro. A porção glandular do ABO de Thais haemastoma (Linnaeus, 1758) se encontra alojada em uma cavidade circundada pela musculatura do pé e apresentando um ducto excretório que a comunica com o meio externo. Esta cavidade é revestida por um epitélio cilíndrico simples separando a porção glandular deste órgão do músculo pedioso, sendo contínuo com o epitélio de revestimento do ducto excretório. Subjacente a este tecido foi visualizado um tecido conjuntivo frouxo. A região glandular do ABO da espécie apresenta um formato discoidal com superfície irregular devido à presença de reentrâncias em direção à porção central da glândula. O epitélio glandular pseudoestratificado com células cilíndricas e ciliadas reagiu negativamente aos testes histoquímicos. Abaixo do epitélio, foi observado um tecido conjuntivo frouxo de sustentação.
Mostrar mais

4 Ler mais

Papiloma invertido (Papiloma Schneideriano) com envolvimento da cavidade oral: relato de caso incomum.

Papiloma invertido (Papiloma Schneideriano) com envolvimento da cavidade oral: relato de caso incomum.

Resumo: O papiloma invertido schneideriano é uma neoplasia de origem no epitélio de revestimento que surge da mucosa respiratória revestindo a cavidade nasal e os seios paranasais. Frequentemente, surge como uma lesão unilateral no septo nasal e estende-se secundariamente para o nariz e os seios paranasais. Este trabalho relata um caso incomum desta patologia, com o envolvimento da cavidade oral em um homem branco, de 61 anos de idade, cuja avaliação clínica revelou uma massa vegetante no rebordo alve- olar direito da maxila, com duração de aproximadamente 4 meses. Após avaliação radiográfica, constatou- se o envolvimento do seio maxilar. A análise microscópica, hibridização in situ e análise imunoistoquímica da peça cirúrgica levaram a um diagnóstico de displasia moderada em PIS associado à infecção por HPV. Palavras-chave: Hibridização In Situ; Imuno-histoquímica; Papiloma invertido; Patologia bucal
Mostrar mais

5 Ler mais

Dental Press J. Orthod.  vol.15 número3

Dental Press J. Orthod. vol.15 número3

FIGURA 2 - O dente representa a única estrutura do organismo que atravessa o epitélio de revestimento e se relaciona com o meio inter- no. Esquema das estruturas periodontais relacionadas com as distân- cias biológicas: dentina (D), cemento (C), osso alveolar (O), ligamento periodontal (LP), epitélio juncional (EJ), epitélio gengival (EG) e tecido conjuntivo gengival (TCG). O epitélio juncional apresenta de 15 a 30 camadas celulares e, à medida que prolifera em direção apical, pro- move o contato de moléculas de EGF com as células ósseas, estimu- lando a reabsorção óssea e a manutenção das distâncias biológicas. Em nosso organismo, entre o epitélio e o osso sempre nota-se a in- terposição com tecido conjuntivo pela presença de EGF nos tecidos epiteliais e conjuntivos subjacentes. O EGF liberado pelos Restos Epi- teliais de Malassez mantém o osso alveolar distante do cemento pelo mesmo mecanismo e previne a anquilose alveolodentária.
Mostrar mais

12 Ler mais

Análise histológica, histométrica, histoquímica e ultraestrutural de intestinos de jacaré-do-pantanal (Caiman yacare DAUDIN, 1802) (Crocodilia: Reptilia) criado em cativeiro

Análise histológica, histométrica, histoquímica e ultraestrutural de intestinos de jacaré-do-pantanal (Caiman yacare DAUDIN, 1802) (Crocodilia: Reptilia) criado em cativeiro

A mucosa (Figura 5B), constituída por epitélio de revestimento colunar simples, lâmina própria de tecido conjuntivo frouxo e muscular da mucosa apresentou especializações que variaram quanto a sua forma, desde vilosidades a pregas intestinais observadas no intestino delgado e grosso, respectivamente. Na região do duodeno (descendente e ascendente) essas vilosidades eram digitiformes altas e ramificadas (Figuras 5A4B) em dois (bifurcadas) ou três (trifurcadas) eixos; na região do jejuno cranial elas apresentaram ápice mais arredondado, e na parte caudal, a forma era irregular (Figura 5C), sendo pouco ramificadas em ambas as regiões do jejuno.
Mostrar mais

66 Ler mais

Expressão e localização de aquaporinas no epidídimo do gerbilo, Meriones unguiculatus, em diferentes fases do desenvolvimento pós-natal

Expressão e localização de aquaporinas no epidídimo do gerbilo, Meriones unguiculatus, em diferentes fases do desenvolvimento pós-natal

As aquaporinas (AQPs) são proteínas expressadas na membrana plasmática de diferentes tipos celulares e tecidos envolvidos no transporte de fluidos. No sistema genital masculino, o movimento de fluidos e solutos através do epitélio é essencial para a formação e manutenção do fluido luminal. Esta proposta tem como objetivo estudar a localização das AQPs 2 e 9 no epitélio de revestimento do segmento inicial, cabeça, corpo e cauda do epidídimo de gerbilos em diferentes faixas etárias (10, 30, 60, 120 e 300 dias de idade), observando possíveis alterações no padrão de expressão das AQPs ao longo do desenvolvimento pós-natal. Para realização deste projeto, os animais foram submetidos à eutanásia em câmara de CO 2 , e após a coleta dos epidídimos, as diferentes
Mostrar mais

45 Ler mais

Vergleichende anatomie, histologie und ultrastruktur des verdauundssystems limacoider und milacoider Nacktschnecken (GASTROPODA, PULMONATA: AGRIOLIMACIDAE, LIMACIDAE, BOETTGERILLIDAE, MILACIDAE)

Vergleichende anatomie, histologie und ultrastruktur des verdauundssystems limacoider und milacoider Nacktschnecken (GASTROPODA, PULMONATA: AGRIOLIMACIDAE, LIMACIDAE, BOETTGERILLIDAE, MILACIDAE)

Do esôfago à terceira região intestinal, assim como no reto, o tubo digestivo é revestido por um epitélio de revestimento cilíndrico, no qual ocorrem células cilíndricas ciliadas e não ciliadas. Ambas apresentam microvilos. Os resultados obtidos indicam que, reserva de lípideos e glicogênio, absorção e digestão intracelular representam funções das células cilíndricas. As células cilíndricas ciliadas apresentam ainda a função adicional de transportar partículas alimentares e fezes. O epitélio da quarta região intestinal e do é pavimentoso. Suas células apresentam microvilos e um labirinto basal, o que indica sua participação no controle do equilíbrio osmótico.
Mostrar mais

7 Ler mais

Metaplasia tubária endocervical: conceituação morfológica e importância prática.

Metaplasia tubária endocervical: conceituação morfológica e importância prática.

A localização da MT nas diferentes regiões do canal cervical está demonstrada na tabela 2, em que observamos que, na maioria das vezes (83%), a lesão se encontrava na parte superior do colo uterino. Entretanto, em mais da metade dos casos (61%), a lesão não se restringia à porção alta do canal, e tanto o epitélio de revestimento superficial como as glân- dulas superficiais ou profundas exibiam o epitélio tubário metaplásico.

4 Ler mais

Utilização do leito de jorro para a aplicação de revestimento entérico em cápsulas gelatinosas duras.

Utilização do leito de jorro para a aplicação de revestimento entérico em cápsulas gelatinosas duras.

A operação teve início com a introdução no equipa- mento de uma carga de partículas previamente pesadas. Estabelecido o jorro, realizou-se o aquecimento do ar até a temperatura de 60 ºC. Atingida está temperatura, ini- ciou-se a alimentação da suspensão de revestimento e do ar de atomização. Amostras significativas de cápsulas foram retiradas do leito em intervalos de tempo regulares (0, 15, 30 e 45 minutos). A seguir, as amostras foram pe- sadas, permitindo a determinação dos valores experimen- tais da taxa de aumento de massa das partículas, K 1 e da eficiência de adesão, η, através das Equações (1) e (2), obtidas por balanço de massa no equipamento:
Mostrar mais

9 Ler mais

PLACAS CERÂMICAS PARA REVESTIMENTO

PLACAS CERÂMICAS PARA REVESTIMENTO

O Sebrae Minas apoia vários projetos junto à cadeia produtiva da construção ci- vil, com foco na capacitação técnica e gerencial dos empreendedores, na melhoria constante dos produtos e processos e na ampliação de mercados para as empresas. O lançamento da cartilha do Programa QUALIMAT – Placas Cerâmicas para Revestimento, pelo Sinduscon-MG, soma-se às ações de estímulo à profissionalização do setor.

28 Ler mais

Histologia do trato digestório do surubim-pintado (Pseudoplatystoma coruscans - Agassiz,...

Histologia do trato digestório do surubim-pintado (Pseudoplatystoma coruscans - Agassiz,...

Investigações histológicas a respeito do estômago do bagre mostraram que sua estrutura é diferente daquela típica do estômago de outros peixes teleósteos. Sua parede é fina e transparente, enquanto sua camada mucosa é ausente de pregas. O epitélio que recobre toda a superfície interna do estômago consiste de diversos tipos de células, sendo, mais proeminente, as células epiteliais respiratórias. Células endócrinas presentes neste órgão estão envolvidas com a regulação da digestão e provavelmente com a troca local de gases. O estômago desta espécie de peixe possui uma rica trama de capilares, possuindo uma morfologia que sugere ser um órgão eficiente para respiração (PODKOWA, 2003). Este bagre nada até a superfície da água e engole ar, o qual é então armazenado no estômago (ARMBRUSTER, 1998).
Mostrar mais

88 Ler mais

Betonilhas para o revestimento de pavimentos

Betonilhas para o revestimento de pavimentos

A betonilha em estudo, compõe o pavimento da Ciclovia, situada na marginal da cidade de Esposende. O pavimento apresenta já diversas fendas superficiais e fendas localizadas ao longo das guias do passeio em zonas que também servem de passagem, por norma, a veículos ligeiros motorizados. A avaliar pela realização da nova ciclovia, que foi realizada no corrente ano, e que serve de prolongamento à antiga, a betonilha foi aplicada sobre uma camada de Tout-Venant, e o revestimento final foi uma tinta aquosa para pavimentos desportivos. Detectou-se no pavimento a existência de fendas (Categoria I e II), sendo estas superficiais e localizadas na parte central dos painéis (Cat. II, Classe E) e outra localizadas ao longo das juntas (Cat.I, classe D). Após a avaliação, conclui-se que as fendas superficiais, devem-se, provavelmente, a erros no processo de produção e aplicação da betonilha, e composição imprópria da mesma. Relativamente às fendas localizadas ao longo das guias do passeio, e mais especificamente em zonas onde carros de serviços passam por cima da betonilha, conclui-se que a causa se deve a cargas excessivas e consolidação ineficiente da base.
Mostrar mais

97 Ler mais

Estudo eletroquímico de revestimentos ambientalmente amigáveis aplicados para proteção da liga de alumínio 1200

Estudo eletroquímico de revestimentos ambientalmente amigáveis aplicados para proteção da liga de alumínio 1200

70 A análise geral da região não atacada (Figura 20A) mostra grande quantidade de oxigênio e carbono na superfície indicativo de que o filme é relativamente espesso (14,5 m), fibroso e nas análises pontuais observa-se alta concentração de C, além de O, Al e Cl (ponto 1), C e O (ponto 2) e C e O (ponto 3), neste caso, somente o revestimento foi detectado na condição de análise. A presença de Al e Cl indica um filme menos espesso em determinados pontos da superfície. Após as medidas de EIS (340 dias, Figura 20B) é observado nas análises pontuais uma alta concentração de Al, e diminuição na concentração de O (ponto 1). No entanto, nota-se que embora em algumas regiões a concentração de Al é maior ainda é possível dizer que o revestimento continua aderido e continua protegendo o substrato. Trincas são observadas no filme que se devem ao intumescimento do mesmo pela absorção de eletrólito, razão pela qual ocorre a corrosão do substrato. Nas imagens obtidas após a curva de polarização cíclica (Figura 20C) não é observada a remoção total do filme, nem um processo avançado de corrosão, provavelmente porque neste tempo de imersão ( 2 h) não houve total desprendimento do filme da superfície da liga, nem mesmo a formação de pites estáveis. Embora a aplicação do potencial pudesse representar grande perturbação do sistema, aqui não se observa seu efeito em função da aderência do filme à superfície da liga, o que dificulta a corrosão do substrato. A composição da superfície é similar a das regiões não expostas ao eletrólito. Em grandes aumentos (Figuras 20B e 20C) observa-se o efeito da energia do feixe de elétrons utilizada na microanálise (15 kV) que resulta em pequenas fissuras do filme orgânico.
Mostrar mais

131 Ler mais

Avaliação morfológica de diferentes técnicas de desepitelização da membrana amniótica humana.

Avaliação morfológica de diferentes técnicas de desepitelização da membrana amniótica humana.

to, a preservação da membrana basal e da lâmina densa tem se mostrado essencial para a expansão ex vivo das células-tron- co corneanas. Apesar da amostragem limitada, essas caracte- rísticas da membrana amniótica não foram obtidas neste tra- balho quando realizada a desepitelização com dispase e trip- sina. Talvez fosse necessário menor tempo de exposição a essas substâncias. Quanto ao EDTA, na concentração e no tempo usados, mostrou-se incapaz de remover completamente o epitélio. A adição de maior debridamento mecânico poderia ser realizado a fim de remover as áreas de epitélio remanescen- tes. Diferentemente das outras técnicas, o EDTA, mesmo des- truindo algumas áreas, preservou melhor a membrana basal da membrana amniótica.
Mostrar mais

5 Ler mais

Localização dos transcritos dos genes WNT5A e HOXB5 em carcinomas epidermóides de...

Localização dos transcritos dos genes WNT5A e HOXB5 em carcinomas epidermóides de...

Apesar de encontrarmos sinal do gene em diversos tecidos, não há textos na literatura que endosse nossos achados. Tucci (2003), já havia definido um aumento da amplificação do gene HOXB5 em carcinoma epidermóide boca em relação ao tecido normal adjacente, mas no mesmo trabalho ela questionava se seria mesmo o componente epitelial da neoplasia que geraria este aumento da expressão. Aparentemente o aumento observado por Tucci é mesmo às custas da presença do transcrito na célula tumoral. Ao contrário do que observamos nos tecidos normais, incluindo o epitélio, a marcação no tumor é intensa e específica e é possível definir com precisão o citoplasma da célula tumoral e afirmar, mesmo que de forma qualitativa, que há um expressivo aumento do transcrito nas células tumorais. Parece-nos que o gene perde aquela característica descrita em 2001, de expressão discreta e passa a expressar intensamente o gene HOXB5. Em 1992, há um único relato da relação do gene HOXB5 com carcinoma, mas esses achados diferem dos nossos à medida que os autores não encontraram o transcrito do gene em tumores de rim e sim no tecido normal (CILLO et al., 1992).
Mostrar mais

103 Ler mais

Análise morfológica do testículo e do processo espermatogênico da onça parda (Puma concolor, Wozencraft,1993)

Análise morfológica do testículo e do processo espermatogênico da onça parda (Puma concolor, Wozencraft,1993)

Com exceção de algumas espécies de primatas, o arranjo dos estádios do ciclo do epitélio seminífero é segmentar em todos os mamíferos investigados e usualmente existe somente um estádio por secção transversal de túbulo seminífero (LEBLOND & CLERMONT, 1952; RUSSELL et al., 1990). Os estádios se sucedem numa determinada área do epitélio seminífero, com o decorrer do tempo, esta seqüência, constitui o processo denominado ciclo do epitélio seminífero (LEBLOND & CLERMONT, 1952; ORTAVANT et al., 1977; RUSSELL et al., 1990). Von Ebner (1871), observou, ao longo do túbulo seminífero em ratos, a formação de uma organização seqüencial dos estádios do ciclo do epitélio seminífero (PEREY et al., 1961). Estes mesmos autores denominaram de onda espermatogênica esta organização e observaram sua distribuição decrescente a partir da extremidade do túbulo seminífero. Como o túbulo seminífero apresenta duas extremidades, conectadas à rete testis e em ambas é iniciada uma seqüência decrescente, é esperado que em algum ponto ao longo deste túbulo haverá o encontro destas duas seqüências. Este ponto é denominado sítio de reversão e é encontrado muito próximo ao ponto médio do túbulo seminífero (RUSSELL et al.,1990).
Mostrar mais

77 Ler mais

Análise da resistência ao desgaste abrasivo de um revestimento duro obtido pela deposição,...

Análise da resistência ao desgaste abrasivo de um revestimento duro obtido pela deposição,...

A resistência ao desgaste do revestimento foi superior à do aço SAE 5160 nos dois tipos de ensaios de abrasão realizados, sendo os melhores desempenhos apresentados pelo revestimento tem[r]

175 Ler mais

Estudos dos efeitos no comportamento em fadiga das camadas de níquel eletrolítico, processo sulfamato, em aços de alta resistência

Estudos dos efeitos no comportamento em fadiga das camadas de níquel eletrolítico, processo sulfamato, em aços de alta resistência

Padilha,(2004) realizou medições de espessuras de revestimento de cromo duro com intercamada de níquel químico, depositados sobre corpos de prova confeccionados em aço ABNT 4340. A metodologia de eletrodeposição do cromo duro utilizada por Padilha,(2004) foi a mesma utilizada nos cdps deste trabalho. Os resultados destas medições são mostrados na tabela 4.2 As variações nas espessuras dos revestimentos de cromo mostradas na tabela 4.2, são da mesma ordem de grandeza das variações das espessuras do revestimento de cromo apresentadas na tabela 4.1. As variações nas espessuras do revestimento de níquel químico medidas por Padilha,(2004) são muito menores, o que é esperado neste processo de recobrimento que não utiliza corrente elétrica, porém não servindo de base para comparação com revestimento de níquel processo sulfamato da tabela 4.1 por serem de tipos totalmente diferentes.
Mostrar mais

103 Ler mais

Show all 6021 documents...