Evandro Lins e

Top PDF Evandro Lins e:

A dialética entre educação jurídica e educação do campo: a experiência da turma Evandro Lins e Silva da UFG derrubando as cercas do saber jurídico

A dialética entre educação jurídica e educação do campo: a experiência da turma Evandro Lins e Silva da UFG derrubando as cercas do saber jurídico

-constitucional dos direitos à Terra/Território e à Educação como elementos para compreender o chamado “Paradigma da Educação do Campo” enquanto um Direito Humano. Por fim, retornou- se à experiência com os demais dados da pesquisa de campo, analisando criticamente os argumentos judiciais presentes nos processos que envolvem a Turma, sistematizados pelo pesquisador. Foram expostas algumas opiniões de estudantes que compõem a Turma, indicando as dificuldades e desafios para a concretização da proposta. Conclui- se que a Turma “Evandro Lins e Silva” – além de juridicamente adequada – representa um marco simbólico e material de alternativa ao modelo central de Educação Jurídica, permitindo um “conflito pedagógico” entre estes dois modelos de “Educação” – a Jurídica e a do Campo. Tais reflexões resultam em grandes potencialidades para refletir sobre uma reorientação da Educação Jurídica num sentido mais crítico e emancipatório, dada a novidade do debate sobre as políticas afirmativas para a população do campo na Educação Jurídica. A especificidade da Turma indica uma possibilidade de ampliação do debate para além das tradicionais “soluções curriculares”, permitindo formular hipóteses e perguntas somente existentes, na prática, nesta iniciativa, o que, por si só, já justificaria sua existência, com conseqüências sociais e acadêmicas de grande relevância.
Mostrar mais

225 Ler mais

RANIELLE CAROLINE DE SOUSA “O DIREITO ACHADO NO CAMPO”: A CONSTRUÇÃO DA LIBERDADE E DA IGUALDADE NA EXPERIÊNCIA DA TURMA EVANDRO LINS E SILVA

RANIELLE CAROLINE DE SOUSA “O DIREITO ACHADO NO CAMPO”: A CONSTRUÇÃO DA LIBERDADE E DA IGUALDADE NA EXPERIÊNCIA DA TURMA EVANDRO LINS E SILVA

Partindo da concepção teórica do ―Direito Achado na Rua‖, segundo a qual o Direito se constrói socialmente, nos espaços públicos onde se exerce a cidadania e se colocam lutas por reconhecimento, este trabalho visa uma análise da Educação do Campo enquanto um Direito Achado no Campo, ou seja, um direito que surge da ação política dos movimentos sociais, que protagonizam a ressignificação do direito à educação para os povos do campo, e o exigem por meio de ações afirmativas; tendo como exemplo a experiência da Turma Evandro Lins e Silva: uma turma de Direito criada exclusivamente para beneficiários da reforma agrária e agricultura familiar, formada na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás. Para a análise que se propõe, é exposto: 1) como se deu, e como vem se dando a ressignificação do direito à educação pelos sujeitos e movimentos sociais, desde uma situação de falta de direitos e exclusão vivenciada pelos povos do campo; 2) o que é, em forma e conteúdo, o direito à Educação do Campo, fruto desta ressignificação; 3) as políticas públicas e as conquistas normativas que foram construídas nesta trajetória, no que se refere à regulamentação da Educação do Campo, em especial ao PRONERA, como exemplo de ação afirmativa em Educação do Campo; 4) os principais questionamentos jurídicos postos à Educação do Campo, e em especial à Turma Evandro Lins e Silva; 5) um debate acerca da constitucionalidade da Turma Evandro Lins e Silva e, consequentemente, do PRONERA enquanto política de ação afirmativa, a partir do paradigma do Estado Democrático de Direito.
Mostrar mais

203 Ler mais

Law and narrative: a life history interview with a Brazilian jurist

Law and narrative: a life history interview with a Brazilian jurist

9 Evandro Lins e Silva, nascido em 1912, bacharelou-se pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro em 1932. Na onda repressiva que se seguiu ao movimento comunista de 1935, defendeu diversos réus acusados de crimes políticos perante o Tribunl de Segurança Nacional, um tribunal de exceção criado em 1936 e extinto somente em 1945, ao final da ditadura de Getúlio Vargas (1937-1945). Na década de 1950 teve seu nome consolidado como advogado de defesa em diversos processos de repercussão nacional. De 1961 a 1963 desempenhou cargos públicos durante o governo João Goulart: foi procurador-geral da República, chefe da Casa Civil da Presidência da República e ministro das Relações Exteriores. Nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal, assumiu o cargo em setembro de 1963, nele permanecendo até janeiro de 1969, quando foi compulsoriamente aposentado pela ditadura militar que governou o país de 1964 a 1985. Mais recentemente, em 1992, destacou-se como advogado de acusação do ex-presidente Fernando Collor, no processo de impeachment que resultou em sua destituição do cargo. Por suas posições e por sua atuação ao longo da carreira, Evandro Lins e Silva é tido como homem engajado na solução dos problemas do país e advogado de grande competência.
Mostrar mais

14 Ler mais

Rev. direito GV  vol.11 número1

Rev. direito GV vol.11 número1

É importante destacar que não havia consenso entre os militares sobre a con- veniência do expurgo, o que talvez expli- que a “odiosa discriminação” vista por Curi. Não só o Supremo foi inicialmen- te preservado, ao contrário dos demais poderes, como Castelo Branco fez ques- tão de valorizar publicamente a corte em diversas oportunidades. Numa delas, Evandro Lins e Silva recordou-se que, em meio à campanha pela intervenção na corte, o presidente visitou o Supremo e fez questão de conversar brevemente com ele e Hermes Lima, cortesia que não estendeu a qualquer outro ministro além do presidente Ribeiro da Costa. Em sua interpretação, Castelo “deixou entrever, no seu gesto de cumprimentar aqueles que eram visados pela campanha da imprensa, uma mensagem de que não estava pretendendo nos atingir, de que ia respeitar o Tribunal e seus juízes” (SILVA, 1997, p. 383). 11
Mostrar mais

20 Ler mais

O GOLPE, O ATO, OS JURISTAS E O STF: UMA HISTÓRIA DA RECEPÇÃO DA DITADURA NO CAMPO JURÍDICO

O GOLPE, O ATO, OS JURISTAS E O STF: UMA HISTÓRIA DA RECEPÇÃO DA DITADURA NO CAMPO JURÍDICO

Após o AI-5 Evandro Lins e Silva foi cassado, tendo em vista as decisões que tomou favoravelmente a políticos que eram considerados inimigos do regime. Manteve-se, porém, desde o golpe, em silêncio com relação ao que havia acontecido em 1º de abril de 1964. Mostrando que havia a necessidade de imparcialidade, afirma que nunca a revolução foi colocada no banco dos réus, por isso o seu não julgamento. A inércia judi- cial neste caso é utilizada como argumento para que não se faça nada em termos políticos. O Supremo cumpriu a Constituição? E a aceitação pelo Supremo do golpe de Estado? E os Atos Institucionais que mudaram a Constituição para adaptá-la ao regime? Nos Atos Institucionais fala-se em poder constituinte delegado por uma revolução, mas o próprio Lins e Silva menciona uma deposição de governo e não uma revolução.
Mostrar mais

18 Ler mais

A REPRESENTAÇÃO DO CANGAÇO EM JOSÉ LINS DO REGO

A REPRESENTAÇÃO DO CANGAÇO EM JOSÉ LINS DO REGO

Resumo: José Lins do Rego integra um projeto estético-literário denomina- do Romance de 30, cujas atenções voltam-se para a construção de uma literatura que conte o Brasil a partir do elemento regional. Transitando en- tre a zona açucareira e os sertões paraibanos, a obra do escritor é repleta de diversas problemáticas sociais ligadas ao Nordeste, como o fenômeno de banditismo rural denominado cangaço, presente em alguns momentos de Lins do Rego. Partindo disso, procura-se, aqui, estudar a(s) representa- ção(ões) do cangaço na obra reguiana, tratando o acontecimento histórico como elemento estético da obra em questão. Os três romances estudados são Menino de Engenho, Fogo Morto e Cangaceiros, havendo entre cada um o distanciamento temporal de pelo menos uma década. Ao final desta leitura, é possível perceber que o cangaço enquanto tema dos romances do paraibano é progressivo, ganhando espaço dentro dos enredos; não se po- dendo esquecer que, enquanto aspecto estético, dialoga intimamente com a estrutura das narrativas.
Mostrar mais

18 Ler mais

Rico Lins e a Ressignificação da Imagem Gráfica

Rico Lins e a Ressignificação da Imagem Gráfica

No ano de 2005 aconteceu a mostra “Brasil em Cartaz”, evento integrante das celebrações do Ano Brasil-França. A exposição foi realizada pelo Pôle Graphisme de Chaumont, que convidou Rico Lins para curador, suas atribuições incluíam além de selecionar os trabalhos dos designers brasileiros a serem expostos, criar o cartaz e o catálogo. Rico selecionou cartazes da segunda metade do século aos dias de hoje, do primeiro cartaz da Bienal de São Paulo, de 1951, às contemporâneas produções digitais e intervenções de arte de rua. O primeiro contato de Rico com o cartaz foi através das aulas de gravura no colegial. Na ESDI ele acompanhava os ensinamentos de Aloisio Magalhães e Karl-Heinz Bergmiller. Também teve acesso a metodologia de controle do processo criativo disseminada por Lina Bo e Pietro Bardi no IAC (Instituto de Arte Contemporânea). Mas o foco de Rico se volta mais para a expressão do que para a metodologia do design, um modelo que visava reforçar o processo de industrialização do país. Por isso ele foi buscar inspiração nas manifestações da cultura popular como, por exemplo, a folclórica literatura de cordel, situada do lado oposto ao defendido pela elite do design institucionalizado, livre de cânones e regras racionais.
Mostrar mais

21 Ler mais

Livros e Materiais Online  Evandro Marquesone

Livros e Materiais Online Evandro Marquesone

It is illegal to print, duplicate, or distribute this material.. Please report violations to meyer@ncsu.edu.[r]

172 Ler mais

Um framework para mineração de dados educacionais baseado em serviços Web semânticos

Um framework para mineração de dados educacionais baseado em serviços Web semânticos

Um framework para mineração de dados educacionais baseado em serviços semânticos / Tarsis Marinho de Souza.. Orientador: Evandro de Barros Costa.[r]

77 Ler mais

ESTATÍSTICA DESCRITIVA, PROBABILIDADE E ESTIMAÇÃO: NOÇÕES PARA O ENSINO BÁSICO

ESTATÍSTICA DESCRITIVA, PROBABILIDADE E ESTIMAÇÃO: NOÇÕES PARA O ENSINO BÁSICO

Estatística Descritiva, Probabilidade e Estimação: Noções para o Ensino Básico [manuscrito] / Evandro de Moura Rios. Valdivino Vargas Júnior;[r]

109 Ler mais

Livros e Materiais Online  Evandro Marquesone

Livros e Materiais Online Evandro Marquesone

pass one or more short ’scripts’ as strings to R to evaluate pass data back to C++ programm — easy thanks to Rcpp. converters[r]

141 Ler mais

Livros e Materiais Online  Evandro Marquesone

Livros e Materiais Online Evandro Marquesone

For the one-dimensional case that we are handling, this factoriza- tion is based on the Thomas method (see Section 3.7.2) and it requires a number of operation proportional to N h. In th[r]

8 Ler mais

Entrevista com Jacyntho Lins Brandão

Entrevista com Jacyntho Lins Brandão

Não se me entenda mal: não quero com isso dizer que a linguagem do romance seja coloquial, mas apenas que, ao recusar a linguagem rit- mada (ou musical) da poesia e optar pela prosa el[r]

8 Ler mais

A MATERIALIDADE DO OFÍCIO LITERÁRIO PARA OSMAN LINS

A MATERIALIDADE DO OFÍCIO LITERÁRIO PARA OSMAN LINS

RESUMO: O presente artigo propõe explanar a compreensão do escritor pernambucano Osman Lins (1924 – 1978) a respeito do lugar ocupado pelo ofício literário nas relações sociais e de trabalho. Desenvolver-se-á uma análise de questões centrais para Osman Lins acerca do trabalho criativo. Entre essas questões, destacam-se, em sua obra ensaística, as referentes à materialidade do ofício de escrever, à preocupação ética demandada pela potência da criação literária e ao espaço da literatura diante do cenário de difusão dos meios de comunicação em massa. Far-se-á a síntese do posicionamento assumido por Lins em ensaios de Do ideal e da glória (1977) e Evangelho na Taba (1979), e também de algumas escolhas em sua obra literária, a qual mantém em equilíbrio o experimentalismo formal e o interesse pelas questões do gênero humano. O desenvolvimento que aqui se propõe justifica-se pela contemporaneidade da discussão proposta por Osman Lins, que em muito é coerente com o nosso tempo, no qual acompanhamos a crescente decadência ideológica da produção artística. Comprovar-se-á que Lins defendeu sempre a figura do escritor como um participante dos acontecimentos do seu tempo, do escritor como um homem que segue em frente cumprindo, vigilante, seu ofício, sua missão, seu evangelho.
Mostrar mais

16 Ler mais

O romance de Osman Lins: experimentalismo e tradição

O romance de Osman Lins: experimentalismo e tradição

A meu ver, Osman Lins manifesta uma concepção da literatura como o resultado de várias percepções individualizadas e incompletas, fator que permite realçar a diversidade de sua significação e a possibilidade de sua permanência no tempo. Além disso, os depoimentos evidenciam algumas coordenadas do pensamento de Osman Lins sobre a leitura. E apoiam a hipótese de que uma das soluções oferecidas pelo escritor para assegurar-se uma posição na sociedade que o marginaliza passa pela inclusão do leitor no processo de criação e circulação do livro.

14 Ler mais

Dissertação de mestrado submetida à Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), como parte dos requisitos necessários para a obtenção do grau de mestre em Ciências (Área Saúde Pública)

Dissertação de mestrado submetida à Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), como parte dos requisitos necessários para a obtenção do grau de mestre em Ciências (Área Saúde Pública)

Este trabalho tem por objetivo abordar os acidentes com material biológico, ocorridos entre os trabalhadores de enfermagem do Centro de Pesquisas Hospital Evandro ChagasO. Ao resgatar[r]

86 Ler mais

Controle multivariável utilizando plataforma Arduino para secador de plantas medicinais e software de aquisição de dados

Controle multivariável utilizando plataforma Arduino para secador de plantas medicinais e software de aquisição de dados

Controle multivariável utilizando plataforma Arduino para secador de plantas medicinais e software de aquisição de dados.. Orientador: Evandro de Castro Melo.[r]

47 Ler mais

Ana Carolina Borges Lins e Silva4

Ana Carolina Borges Lins e Silva4

The difference in the numbers of families between the two regenerating forest ages may seem small, although the presence of families typical of mature forests (such as Aspleniaceae, D[r]

14 Ler mais

George Luiz Lins Machado Coelho

George Luiz Lins Machado Coelho

of a registry of Chagas disease in Açucena as well as the discontinuity of the CDCP in this municipality after 1996 and the presence of triatomines captured in dwellings demonstrates [r]

7 Ler mais

Show all 6245 documents...