Experiência - Qualidade

Top PDF Experiência - Qualidade:

Avaliar a qualidade da experiência do serviço de clínicas de estética e o seu impacto na satisfação, valor percebido e intenção de recompra

Avaliar a qualidade da experiência do serviço de clínicas de estética e o seu impacto na satisfação, valor percebido e intenção de recompra

Chang e Horng (2010) procuraram entender como os clientes avaliam a qualidade da experiência. O estudo foi realizado em empresas conhecidas por criar ambientes de serviço projetados para proporcionar experiências memoráveis para o cliente (por exemplo, a Easy Shop comercializa roupas íntimas e num ambiente especialmente projetado). O foco do estudo foi nas dimensões da Qualidade da Experiência que os clientes avaliaram emocionalmente, que, por sua vez derivou em uma escala multidimensional da Qualidade da Experiência do Cliente composta de cinco dimensões: ambiente físico, prestadores de serviços, outros clientes, acompanhantes dos clientes e os próprios clientes. Esta escala fornece uma medição das perspectivas dos clientes quanto à qualidade da experiência nas configurações de serviço e visa ajudar a gerenciar e projetar experiências excelentes para clientes (por exemplo, para trabalhar em ambientes físicos). No entanto, segundo os autores, são necessários novos estudos para replicar um modelo mais abrangente, envolvendo a análise da relação entre qualidade da experiência, qualidade do serviço e variáveis de resultado.
Mostrar mais

100 Ler mais

A Qualidade da Experiência em Serviços, O caso das viagens de cruzeiro

A Qualidade da Experiência em Serviços, O caso das viagens de cruzeiro

Com a presente investigação pretende-se colmatar o gap existente na literatura relativamente à avaliação da qualidade da experiência em serviços de turismo, em particular no setor dos cruzeiros. Para validar as dimensões críticas deste setor aplicou- se uma abordagem dedutiva baseada na revisão de literatura. Uma segunda fase passa pela abordagem/metodologia quantitativa utilizando questionários. Através de questionários consegue-se obter um elevado número de respostas a baixo custo para o investigador, sendo que a informação recolhida é facilmente analisada (Saunders, 2009). O facto de a investigação ser quantitativa traz vantagens considerando tratar-se de um modelo causal, sendo a variável independente a Qualidade da Experiência do Serviço que é composta pelas dimensões do modelo (Ambiente, Confiança, Diversão, Aprendizagem e Prestador do serviço) e a variável dependente a Satisfação do consumidor (isto para H1), para H2 e H3 tem-se como variável independente a Satisfação do consumidor, sendo que a variável dependente, para H2, é a Lealdade e, para H3, é o Passa-a-palavra. O questionário foi aplicado aos passageiros presencialmente e online.
Mostrar mais

102 Ler mais

Experiência de consumo e o papel da qualidade do serviço em concessionárias de veículos

Experiência de consumo e o papel da qualidade do serviço em concessionárias de veículos

Compreender a influência da experiência do consumo, suas relações com a qualidade do serviço e suas implicações para os gestores podem ser consideradas contribuições relevantes. A importância do setor automotivo e dos relacionamentos entre os conceitos acima levou ao objetivo deste trabalho, que foi analisar o papel da experiência de consumo e da qualidade dos serviços automotivos. Foi aplicado um questionário, enviado a cerca de 10.000 e-mails em território nacional, e foram obtidas 444 respostas válidas. Os resultados demonstraram que os aspectos relacionados à qualidade do serviço foram considerados tão importantes quanto os elementos relacionados à experiência de consumo. Os aspectos da experiência de consumo mais destacados pelos consumidores dizem respeito ao prazer da compra, ao sortimento e aos preços. Em relação à qualidade dos serviços, os elementos em destaque estavam vinculados a serviços de alta qualidade, atendimento dos funcionários, tempo de atendimento e cumprimento de prazos.
Mostrar mais

22 Ler mais

Indicadores da qualidade da experiência do visitante no Parque Estadual da Ilha ...

Indicadores da qualidade da experiência do visitante no Parque Estadual da Ilha ...

Glaspell et al (2003) indicam que, em geral, os estudos sobre aglomeração nunca tiveram a intenção de identificar a natureza das experiências em áreas naturais e suas influências. No entanto os resultados destes estudos apresentam limitações significativas com respeito ao desenvolvimento de um entendimento mais profundo da natureza ou a qualidade das experiências em área naturais. É importante notar que o isolamento é apenas uma das muitas dimensões potenciais das experiências em áreas naturais e que a aglomeração de pessoas pode de fato influenciar outras dimensões de formas complexas (Watson e Roggenbuck, 1998). Mas outras dimensões da experiência também devem ser incluídas, pois são importantes, como por exemplo: primitivismo, sensação de não ter a noção das horas, unidade, reverência e cuidado.
Mostrar mais

113 Ler mais

QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS EM HEMODIÁLISE: Um Relato de Experiência

QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS EM HEMODIÁLISE: Um Relato de Experiência

Vivemos numa fase de envelhecimento da população. O crescimento de doenças crônicas não transmissíveis pode levar a alterações de maior intensidade, como a doença renal crônica. Esta é uma patologia crônica, progressiva e irreversível. Sabe-se que idosos geralmente não possuem perspectiva de transplante renal, então quando o paciente perde totalmente a função renal, umas das opções de tratamento é a hemodiálise. Durante o tratamento hemodialítico estão submetidos a restrições alimentares e hídricas, além das terapias medicamentosas. Assim, sua qualidade de vida pode ser afetada. Trata-se de um relato de experiência de uma acadêmica de enfermagem que se desenvolveu na modalidade de estágio extracurricular em uma clínica de hemodiálise localizado na região central do Rio Grande do Sul, no período de outubro de 2010 a abril de 2011. Objetiva-se no presente estudo relatar a vivência em uma clínica de hemodiálise enfatizando as alterações na qualidade de vida do idoso em tratamento hemodialítico.
Mostrar mais

6 Ler mais

A Qualidade da Experiência em Serviços O Estudo das Caves de Vinho do Porto

A Qualidade da Experiência em Serviços O Estudo das Caves de Vinho do Porto

Relativamente às limitações deste modelo, os autores apontam quatro principais questões. A primeira prende-se com o facto de o estudo ter sido aplicado em empresas que já são experientes a trabalhar a experiência que proporcionam ao consumidor, o que pode ter influência nas conclusões a que os autores chegaram. Em segundo lugar, o estudo foi aplicado apenas a consumidores que se deslocaram acompanhados às instalações onde o serviço é prestado, ou seja, as conclusões deste estudo não se podem aplicar aos casos em que o consumidor se desloca sozinho. Uma outra limitação, prende-se com o facto de neste estudo apenas se ter discutido a diferença entre qualidade do serviço e qualidade da experiência, sendo necessário perceber, em pormenor, se há diferenças significativas entre as dimensões cognitivas da qualidade do serviço e as dimensões emocionais da qualidade da experiência. Por último, os autores referem que os itens que constituem cada uma das dimensões e sub-dimensões do modelo são bastante genéricos, pelo que será necessário proceder a uma adaptação do modelo caso se pretenda aplicá-lo a outros estudos de caso.
Mostrar mais

120 Ler mais

Metodologia para avaliação da qualidade de experiência - QoE - de serviços em nuvem

Metodologia para avaliação da qualidade de experiência - QoE - de serviços em nuvem

Com base nos resultados obtidos através da Plataforma PEQN aplicada à avaliação de diferentes contextos, a partir da metodologia proposta, e também com base na pesquisa bibliográfica realizada, foram elaboradas recomendações para a avaliação e escolha de provedores de serviços em nuvem e modos de implementação. A compreensão do cenário multidisciplinar, o qual envolve a alocação de dados e aplicações de corporações em infraestrutura de terceiros, é de extrema relevância pois, além dos custos a serem considerados, existem aspectos legais, de segurança da informação, de backup, de recuperação de dados, de neutralidade da rede, de disponibilidade e de qualidade da experiência do usuário, onde este último pode ser avaliado através da metodologia proposta e da plataforma desenvolvida.
Mostrar mais

112 Ler mais

Dez anos de experiência em controle de qualidade em imuno-hematologia.

Dez anos de experiência em controle de qualidade em imuno-hematologia.

A medicina transfusional tem como objetivo garantir a qualidade e quantidade do sangue, componentes e serviços oferecidos à comunidade, e, dentro desse contexto, a análise dos reagentes imuno-hematológicos é crítica para a realização dos testes pré- -transfusionais e, consequentemente, uma transfusão segura. É responsabilidade do controle de qualidade o constante aperfeiçoamento de testes que analisam a qualidade dos reagentes e equipamentos utilizados. Esse trabalho tem por objetivo apresentar os resultados alcançados em dez anos de experiência do Departamento de Controle de Qualidade em Imuno-hematologia da Fundação Pró-Sangue / Hemocentro de São Paulo. No período de janeiro de 1997 a dezembro de 2007 foram realizadas análises em 3.417 reagentes imuno-hematológicos por ocasião da aquisição do reagente e por solicitação de reavaliação (durante o uso). As análises incluíram desde a inspeção visual no recebimento a testes laboratoriais específicos para cada tipo de reagente. Dos 3.417 lotes analisados (média=310/ano, mediana=252/ano), 94 (2,7%) foram reprovados (média=8,54/ano, mediana=7,00 ± 7,79/ano). Uma vez aprovado pelo controle de qualidade à aquisição, nenhum reagente imunohematológico foi reprovado durante o uso desde 2004. Podemos concluir que, para implementação de um sistema de controle de qualidade de reagentes imuno-hematológicos, não é necessário uso de reagentes ou equipamentos altamente especializados, pois os mesmos são utilizados na rotina laboratorial, como também não envolvem alta complexidade na execução das análises. Podemos enfim considerar que a implementação do controle de qualidade em Imuno-hematologia contribui para o aumento da segurança transfusional e é factível de realização nos mais diferentes níveis de complexidade dos serviços hemoterápicos. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. 2009;31(3):160-165.
Mostrar mais

6 Ler mais

Vamos almoçar? Um estudo da relação hospitalidade,  qualidade em serviços e marketing de experiência na  satisfação dos clientes de restaurantes

Vamos almoçar? Um estudo da relação hospitalidade, qualidade em serviços e marketing de experiência na satisfação dos clientes de restaurantes

Resumo: Propósito justificado do tema: O setor de bares e restaurantes da cidade de São Paulo é a região do país com a maior concentração de estabelecimentos, emprega cerca de 780.000 pessoas e o faturamento em 2015 foi superior a R$ 30bi. A hospitalidade, a qualidade no serviço e a experiência no momento do consumo do produto estão intimamente ligados a satisfação e sua consequência fidelização, portanto inicialmente por estes aspectos o estudo se justifica. Objetivo: O objetivo deste estudo foi analisar o efeito da hospitalidade, qualidade em serviços e do marketing de experiência na percepção de satisfação entre os clientes de restauran- tes frequentados para almoçar em horário comercial da cidade de São Paulo e a respectiva lealdade destes clientes. Metodologia/Design: A pesquisa é caracterizada como quantitativa descritiva, foi utilizado um questi- onário em escala Likert de sete pontos, para a coleta de dados utilizou-se a ferramenta formulários da plata- forma Googledocs e o período de coleta dos dados foi nos meses de março e abril de 2017, a amostra foi não probabilística formada por 269 respondentes e a técnica multivariada de dados Modelagem de Equações Estru- turais (SEM) para análise. Resultados: Verificou-se que a amostra foi predominantemente feminina, com idade superior a 30 anos que gasta entre R$ 30,00 e R$ 50,00 por dia e com alta escolaridade. Salienta-se que apesar dos resultados empíricos positivos da pesquisa estes não devem ser generalizados, pois sua amostra caracteriza um público específico da cidade de São Paulo. Originalidade: Este estudo adiciona novos insights a literatura
Mostrar mais

23 Ler mais

Em busca da qualidade educacional na pré-escola: uma experiência mexicana.

Em busca da qualidade educacional na pré-escola: uma experiência mexicana.

Após três anos, a diferença de qualidade entre os estabelecimentos que tinham começado com altos e com baixos escores começou a reduzir-se. O gráfico 1 apresenta os escores das 25 pré-escolas que começaram em 2003 com os mais baixos escores de qualidade, comparados aos das 25 que come- çaram com os mais altos escores. Embora tenha havido melhora em ambos os grupos, a diferença entre os dois manteve-se igual até o terceiro ano, quando se reduziu um pouco: enquanto as de escores mais baixos continu- aram a melhorar, as de escores mais altos reduziram o ritmo de melhora, possivelmente porque, quase alcançando o máximo da escala, ficava mais difícil continuar a melhorar.
Mostrar mais

16 Ler mais

A qualidade na atenção à saúde da mulher idosa: um relato de experiência.

A qualidade na atenção à saúde da mulher idosa: um relato de experiência.

do tempo livre. As idosas apresentavam bons indicadores de autonomia e independência funcional, uma vez que se diziam capazes de realizar sozinhas as atividades da vida diária (AVD). A religião predominante foi a católica (84,0%). Constatamos que o tempo médio de frequência ao PAIPI foi de 10 anos. A maioria frequentava as atividades do Centro de Convivência três vezes na semana. Os serviços de saúde que têm acesso e regularmente utilizam no PAIPI/HESFA são as consultas de enfermagem gerontológica, consultas geriátrica, nutrição e farmacêutica, atendimento no serviço social e na psicologia. Destacamos, dentre outros, o contato com estudantes de graduação e pós-graduação dos cursos da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Nesse sentido, o PAIPI tem contribuído no processo de formação dos estudantes de enfermagem na medida em que é cenário do trabalho de campo do Programa Curricular Interdepartamental IV do Departamento de Enfermagem de Saúde Pública da Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ. Esses alunos desenvolvem atividades com a presença de docentes e equipe multidisciplinar, de forma integrada, na consulta de enfermagem gerontológica, em palestras, orientações, procedimentos e práticas educativas sobre cuidados com a saúde, visando à melhoria da condição de saúde e da qualidade de vida dos idosos.
Mostrar mais

8 Ler mais

A qualidade da experiência dos visitantes ao Museu do Futebol

A qualidade da experiência dos visitantes ao Museu do Futebol

Concluiu-se, também, que se baseiam as percepções dos visitantes em sensações vivenciadas durante a visitação, o que evidencia que eles valorizam a experiência proporcio- nada pela ida ao museu. Sem dúvida, fatores, como a arquitetura, os incentivos financeiros e a temática da exposição, contribuíram para a construção de um espaço inovador e atraente, como é o Museu do Futebol. É provável que outras instituições museológicas não disponham das mesmas particularidades que favoreceram esse museu, porém é importante ressaltar que os valores atribuídos a essas características não foram identificados separadamente, mas sim em conjunto pelos idealizadores e gestores do museu. E mais: a união desses elementos certamente contribuiu para a consolidação do museu.
Mostrar mais

19 Ler mais

O improviso cênicomusical na qualidade de experiência artística na escola

O improviso cênicomusical na qualidade de experiência artística na escola

A presente pesquisa objetivou investigar a potencialidade pedagógica do improviso cênico- -musical como experiência artística no âmbito escolar a partir da percepção dos sujeitos participantes do processo, entendendo que esse saber pode trazer contribuições para uma prática pedagógica significativa no que se refere ao ensino e aprendizagem de arte no ensino médio. O trabalho teve como referência os estudos sobre experiência formativa de Jorge Larrosa (2002, 2011, 2015), bem como se apoiou nas propostas de improvisação de Augusto Boal (2010, 2012) e Hans-Joachim Koellreutter (1997). O contexto da pesquisa de campo foram as aulas de arte da 1ª série do ensino médio de uma escola estadual do Ceará, bem como os encontros com um grupo formado com alunos de outras séries, turmas e turnos da mesma escola. O método utilizado foi a pesquisa-ação, tendo como principais instrumentos de coleta de dados a entrevista semiestruturada e gravações audiovisuais dos encontros. A partir da interpretação do discurso dos sujeitos foram encontradas três categorias para análise: abertura do currículo: liberdade para expressar-se criativamente; expressão da subjetividade e alteridade na formação artística; e motivação. Constatou-se que o improviso cênico-musical revelou múltiplas potencialidades pedagógicas, dentre as principais: apropriação do conhecimento de forma integral a partir da unificação das linguagens musical e cênica; estímulo a novas percepções da realidade e à criatividade; e motivação para o aprendizado proporcionado pelo aspecto lúdico dos jogos.
Mostrar mais

81 Ler mais

A experiência dos enfermeiros pediatras na aplicação dos cartões de qualidade da...

A experiência dos enfermeiros pediatras na aplicação dos cartões de qualidade da...

Eu, ____________________________________ abaixo-assinado, declaro que concordo em participar da pesquisa que tem como objetivo conhecer a experiência dos enfermeiros na utilização dos “Cartões das Qualidades da Dor” em crianças em situação de dor e hospitalizadas que está sendo realizada pela mestranda Claudia Ebner, sob orientação da Profª Drª. Lisabelle Mariano Rossato, da Escola de Enfermagem da USP. Aceito participar da entrevista com a pesquisadora, que será gravada contando para a mesma sobre a minha experiência pessoal na utilização do instrumento. Foi me dado a garantia quanto ao sigilo e confidencialidade tanto do meu nome quanto dos conteúdos fornecidos por mim. Sei que o relatório final do estudo será publicado, sem que meu nome seja mencionado. Sei, também, que não sofrerei risco ou desconforto quer seja no âmbito físico, moral e ético, e que tenho garantida a liberdade de retirar o consentimento a qualquer momento da pesquisa e deixar de participar da mesma, sem qualquer prejuízo a mim ou a Instituição. Não haverá despesas para mim em qualquer fase da pesquisa como também não haverá compensação financeira relacionada à minha participação. Sei que em qualquer etapa da pesquisa a pesquisadora Claudia Ebner se coloca a minha disposição para esclarecimento de dúvidas podendo ser contatada pelos e-mails: clauebner@hotmail.com ou clauebner@usp.br ou pelo e-mail da secretaria de pesquisa: edipesq@usp.br. Sei também que há duas copias do TCLE, uma será entregue a mim e outra à pesquisadora.
Mostrar mais

96 Ler mais

Adaptação do questionário relação de supervisão (versão reduzida) - versão supervisando

Adaptação do questionário relação de supervisão (versão reduzida) - versão supervisando

diferentes ao longo dos anos (Hill et al.,2007), sendo por isso de alguma forma expectável que pudessem existir diferenças na qualidade da relação e ainda mais salientes nas suas componentes em grupos de clínicos com diferentes anos de experiência (Efstation et al.,1990). Os resultados obtidos parecem não diferenciar a percepção, saliência ou importância de cada componente da relação de supervisão mediante os diferentes anos de experiência clinica. Tal pode ser explicado tendo em conta variáveis do supervisor. A amostra apresenta a nível geral bons indicadores da qualidade da relação e das suas componentes, o que pode evidenciar que de forma geral os supervisores adoptam uma postura que privilegia a qualidade da relação e os aspectos inerentes à mesma (componentes). A nossa amostra reflecte uma estimativa de
Mostrar mais

55 Ler mais

Os cuidados continuados de saúde em Portugal: perspectiva internacional, experiência do paciente na transição e sobrecarga dos cuidadores informais

Os cuidados continuados de saúde em Portugal: perspectiva internacional, experiência do paciente na transição e sobrecarga dos cuidadores informais

Com vista a colmatar as lacunas apontadas têm vindo a ser identificadas várias organizações e investigadores aliados a esta causa. Uma das pioneiras foi o Consumer Assessment of Healthcare Providers and Systems Consortium (CAHPS) nos EUA, que desenvolveu um instrumento com a mesma designação, o qual foi mais tarde adotado também pela Holanda como uma das componentes do Índice de Qualidade do Paciente. Outras iniciativas surgiram tais como, no Canadá o Canadian Community Health Survey, na Noruega o Norwegian Knowledge Centre for Health Services e na Dinamarca o Department of Quality Measurement for Aarhus (Noest et al., 2014). Outro exemplo é o do Instituto Picker que desenvolveu um instrumento, o Picker Adult in-Patient Questionnaire, inicialmente, com 40 itens e posteriormente com 15 itens (PPE-15), agrupados em sete componentes: informação e comunicação; coordenação dos cuidados; conforto físico; conforto emocional; respeito pelas suas preferências; envolvimento da família e amigos; e continuidade e transição dos cuidados (Jenkinson et al., 2002a; Jenkinson et al., 2002b; Luxford et al., 2011). Outros estudos confirmaram estas dimensões (e.g., Mead e Bower, 2000; Cronin, 2004; Shaller, 2007; Hughes, Bamford e May, 2008), tendo sido o respeito pelas necessidades e preferências do paciente considerado pela Associação Internacional das Organizações do Paciente (International Association of Patient Organizations) como o elemento mais consistente das dimensões estudadas (Sherman et al., 2009, Wolf et al., 2012). A avaliação da experiência do paciente com base neste instrumento tem sido usada numa base regular aos pacientes, no internamento hospitalar, em Inglaterra, na Suíça, entre outros países (Jenkinson et al., 2002b). Neste trabalho, esta medida é aplicada no estudo II, no internamento, ainda que nas UCCI.
Mostrar mais

367 Ler mais

"Uni por Uni, eu escolhi a que era do lado da minha casa": Deslocamentos cotidianos e o acesso, a permanência e a fruição da universidade por bolsistas do ProUni no Ensino Superior privado.

"Uni por Uni, eu escolhi a que era do lado da minha casa": Deslocamentos cotidianos e o acesso, a permanência e a fruição da universidade por bolsistas do ProUni no Ensino Superior privado.

Contudo e apesar de a disposição do sistema superior privado na cidade favorecer o acesso e a permanência nesse nível de ensi- no, suas características, associadas ao perfil e às condicionantes estruturais dos próprios estudantes, podem levar a um tipo de experiência (fruição) de ensino relativamente precária ou insu- ficiente. Concretamente, destacamos algumas características da oferta privada, como a predominância de cursos noturnos em IES de grande porte e de qualidade mediana, cujas estratégias com- petitivas são majoritariamente dependentes de preço e processos de padronização e massificação do ensino para a obtenção de economias de escala 6 . Algumas poucas IES, capazes de competir
Mostrar mais

23 Ler mais

Colecções de culturas microbianas como centro de recursos biológicos

Colecções de culturas microbianas como centro de recursos biológicos

cumprimento das legislações internacionais e nacionais, numa parceria entre cientistas e indústria de forma a transferir recursos e providenciar serviços que permitam que as colecções de culturas possam inovar e tornar-se mais auto-sustentáveis. MIRRI vai integrar serviços e recursos com o objectivo de realizar a ponte entre as organiszações e disponibilizar soluções inovadoras na utilização dos microrganismos existentes nas colecções. O projecto dará coerência e homogeneidade na aplicação das normas de qualidade, assim como pretende utilizar a experiência e recursos das colecções de culturas para resolver problemas e direccioná-los para resultados específicos nomeadamente: (i) uma maior abrangência dos recursos biológicos e dos serviços prestados pelas colecções; (ii) uma abordagem coordenada para a aquisição de organismos, a experiência de lidar com eles e o fornecimento de mecanismo para garantir a implementação de guias de boas práticas; (iii) criação de uma plataforma para a taxonomia microbiana; (iv) enfrentar os principais obstáculos presentes na investigação; (v) estabelecer infraestruturas e recursos nos países ricos em diversidade microbiana mas que não tenham colecções de culturas nem BRCs; (vi) criar ligações entre bases de dados informáticas; (vii) estabelecer procedimentos operacionais comums de forma a facilitar o acesso seguro e legal aos recursos microbianos; (viii) estabelecer ligações entre as políticas governamentais e as necessidades científicas; (ix) estabelecer mecanismos de ligações com países que não têm BRCs; (x) aumentar a eficiência e reduzir desperdício e; (xi) melhorar a transparência.
Mostrar mais

65 Ler mais

Formação integrada na construção civil programa ficc: relato de experiência / Civil construction in civil construction ficc program: experience report

Formação integrada na construção civil programa ficc: relato de experiência / Civil construction in civil construction ficc program: experience report

Segundo Fontenelle (2004), a formação profissional dos trabalhadores da construção é realizada, em grande parte dos casos, de maneira informal, sendo o conhecimento prático transmitido de um trabalhador para o outro, no próprio canteiro de obras. Visto essa necessidade de formalização no processo de transmissão de conhecimentos técnicos, foi criado o programa FICC (Formação Integrada na Construção Civil). O programa de Extensão Universitária FICC integra os projetos FICC SABENDO (produtividade e qualidade na construção civil), FICC SAUDÁVEL (saúde do trabalhador e primeiros socorros), FICC VERDE (gestão dos resíduos no canteiro de obras).
Mostrar mais

10 Ler mais

O acompanhamento não medicamentoso da criança diagnosticada com TDAH

O acompanhamento não medicamentoso da criança diagnosticada com TDAH

O objetivo deste trabalho consiste na compreensão do processo de escolhas, negociações e tensionamentos de um grupo familiar com criança diagnosticada com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) diante da opção pelo acompanhamento não medicamentoso. A pesquisa foi fundamentada na perspectiva histórico-cultural de Vigotski frente às suas reflexões sobre o desenvolvimento de pessoas com deficiência; e por contribuições de Gonzalez Rey, de modo especial em relação à compreensão do sujeito. Ambos os autores contribuíram para a discussão de questões relativas ao desenvolvimento humano relacionadas à medicalização do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). A pesquisa foi de base qualitativa, realizada com uma família com filho diagnosticado com TDAH e que optou por estratégias que vão na contramão às terapêuticas tradicionais postas pelos padrões clínicos e sociais vigentes. Foram utilizados como instrumentos da pesquisa complementos de frases e entrevistas abertas no ambiente familiar. Consideramos que o entendimento da família sobre o TDAH, reconhecendo-o como qualidade, a ruptura com a nociva experiência familiar com a medicalização, o processo decisório da abolição dos medicamentos da vida do filho, o enfrentamento às instituições sociais, o empoderamento responsável demonstrando o incentivo para que os filhos se posicionem responsavelmente em suas ações, foram identificados como indicadores, no processo de escolhas, negociações e tensionamentos do grupo familiar, construções que permitem apontar possíveis paralelismos entre tais feitos e a teoria Vigotskiana proposta na obra Defectologia; e de Gonzalez Rey acerca da categoria sujeito.
Mostrar mais

129 Ler mais

Show all 10000 documents...