Fundação Nacional de Saúde (Brasil)

Top PDF Fundação Nacional de Saúde (Brasil):

Primeira ocorrência de Biomphalaria straminea no Sul Goiano, Brasil.

Primeira ocorrência de Biomphalaria straminea no Sul Goiano, Brasil.

No criadouro de Cachoeira Dourada de Goiás so- mente foram encontrados caramujos da espécie Biomphalaria straminea e, segundo dados fornecidos pela Fundação Nacional de Saúde, nenhum caso autóctone de esquistossomose foi constatado na região. Entretanto, a presença dos moluscos, associada à falta de saneamento e educação sanitária da população humana, típicas no local, cria ambiente propício ao estabelecimento de um possível foco de transmissão da doença. Daí a importância do achado, que pode ser motivo de preocupação, principalmente quando se considera a possibilidade dessa espécie de caramujos, que é altamente prolífera, vir a se dispersar pela região, levando-se em conta ainda sua ampla distribuição geográfica e associação com altos índices de contaminação humana.
Mostrar mais

3 Ler mais

Rev. Soc. Bras. Med. Trop.  vol.28 número4

Rev. Soc. Bras. Med. Trop. vol.28 número4

A adaptação deste manual, para as condições específicas do Brasil, foi feita por um Grupo Técnico Consultivo constituído pelos Prof. Aluízio Prata, da Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro; Prof. Joaquim Caetano de Almeida Neto, do Instituto de Patologia Tropical da Universidade de Goiás; Prof. Jo sé Maria de Souza, da Universidade Federal do Pará; Prof. Luís Marcelo Aranha Camargo, do Instituto de Ciências Básicas da Universidade de São Paulo,■ Prof. Marcos Boulos, da Universidade de São Paulo; ProP Vanize de Oliveira Macêdo, da Universidade de Brasília; Prof. Wilson Duarte Alecrim, da Universidade Federal do Amazonas; Prof. Pedro Luiz Tauil, da Universidade de Brasília (Relator); Dr. Agostinho Cruz Marques, da Fundação Nacional de Saúde e Dr. Hernando Cárdenas G., da Organização Panamericana de Saúde/ Organização Mundial de Saúde (OPAS/ OMS).
Mostrar mais

1 Ler mais

Malária em região extra-Amazônica: situação no Estado de Santa Catarina.

Malária em região extra-Amazônica: situação no Estado de Santa Catarina.

Resumo Este estudo objetiva conhecer o perfil epidemiológico da malária no Estado de Santa Catarina, analisando dados disponibilizados pela Fundação Nacional de Saúde, relativos ao período de 1996/2001. Das 4.707 lâminas examinadas, 5,5% evidenciaram-se positivas. As infecções por Plasmodium vivax foram 69%, por Plasmodium falciparum 25,6%, infecções mistas por ambos foram 5% e, somente 0,4% por Plasmodium malariae. Foi observado 67,4% casos importados e 32,6% casos autóctones. Nos últimos anos houve um aumento de casos importados. A maioria destes veio da região Amazônica brasileira e o restante de países africanos. Identificou-se os municípios de Joinville, Blumenau, São Francisco do Sul e Florianópolis com maior número de autoctonia no biênio 1996/97. Medidas de controle e vigilância fazem-se necessárias, no sentido de prevenir a reintrodução do plasmódio, favorecendo a autoctonia. Será útil o mapeamento das áreas de risco, já que é contínua a expectativa de sua reemergência em áreas hoje consideradas sob controle.
Mostrar mais

6 Ler mais

Violência e mortes por causas externas.

Violência e mortes por causas externas.

An ecological study highlighted violence and death by external causes in Salvador and in Bahia through data furnished by the Fundação Nacional de Saúde (Health National Foundation) at the Ministério da Saúde (Ministry of Health), based on mortality records and population estimates by IBGE. The risk of death by homicide in Brazil is three times greater than in the United States, and up to forty times higher than in Japan. Homicide was the primary cause of loss of potential years of life (13.4%) in Brazil (1997), followed by traffic deaths (10.6%). External causes were the second cause of death in Salvador and Bahia (1996). Violence has cultural-social and political-ideological roots and it can be prevented by intersectional, multidisciplinary actions.
Mostrar mais

4 Ler mais

Radiol Bras  vol.48 número5

Radiol Bras vol.48 número5

Unfortunately, there are no reliable data about the true health conditions of the Brazilian indigenous population. The data made available by some official organs such as Fundação Nacional do Índio (FUNAI) (National Indian Foundation), Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) (National Health Foundation), Secretaria Espe- cial de Saúde Indígena (SESAI) (Special Secretary of Indigenous Health) and non-governmental organizations demonstrate high rates of morbidity and mortality in the indigenous population, frequently superior to those observed in the general Brazilian population (2,3) .
Mostrar mais

2 Ler mais

Rev. bras. epidemiol.  vol.6 número3

Rev. bras. epidemiol. vol.6 número3

A recente criação da Secretaria de Vigi- lância em Saúde (SVS) no Ministério da Saú- de, em substituição ao Centro Nacional de Epidemiologia da Fundação Nacional de Saú- de (CENEPI/FUNASA), representa, em vári- os aspectos, um grande avanço para o desen- volvimento das ações de controle, prevenção e proteção à saúde da população brasileira.

3 Ler mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO EM SAÚDE

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO EM SAÚDE

... acho que a Delegacia em si, ela está mal estruturada, não sei se são todas, mas ao menos a nossa está mal estruturada na área de pessoal. Eu digo com pouco pessoal porque, mesmo a gente indo lá, são dois ou três funcionários que estão nas éreas deles e não têm lá um conhecimento grande para poder orientar e, mesmo, tempo para vir, muitas vezes até o município para poder acompanhar a elaboração de um Plano Municipal. Sobre a Secretaria de Saúde, posso dizer até que talvez seja a mesma coisa, em virtude da distância do nosso município até a capital do estado, onde, quem sabe, o deslocamento deles para vir até aqui para nos assessorar seja meio difícil e mesmo nós não temos pessoal estruturado para ir um dia até Porto Alegre e conseguir captar todos os dados para a elaboração deste Plano. (S ECRETÁRIO M UNICIPAL DE S AÚDE – M UNICÍPIO A)
Mostrar mais

168 Ler mais

Rede Nacional de Bancos de Leite Humano: gênese e evolução.

Rede Nacional de Bancos de Leite Humano: gênese e evolução.

premissa epistêmica de que o conhecimento é produzido numa interação dinâmica entre o sujeito e o objeto do conhecimento. Com o intuito de buscar o significado das ações sociais dos atores envolvidos na construção da REDEBLH foi realizada pesquisa bibliográfica. Foram também analisadas teses e dissertações defendidas na pós-graduação do Instituto Fernandes Figueira da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Para seleção dos trabalhos ana- lisados adotou-se como critério os estudos cujo objeto de investigação estava centrado nas temáticas de bancos de leite humano ou aleitamento materno no período de 1998 a 2004. Utilizou-se o catálogo de teses da FIOCRUZ para localização dos docu- mentos.
Mostrar mais

8 Ler mais

Saúde debate  vol.41 número especial 2

Saúde debate vol.41 número especial 2

avaliação dos trabalhadores na Atenção Primária à Saúde; trabalhadores em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal; riscos ocupacionais em biotérios; avaliação da síndrome de burnout em trabalhadores no sistema hospitalar; as repercussões da Doença de Chagas em trabalhadores; as políticas da saúde do trabalhador na saúde mental; as questões de saúde do trabalho de imigrantes; e a exposição ocupacional a substâncias químicas.

2 Ler mais

Saúde Pública e meio ambiente: evolução do conhecimento e da prática, alguns aspectos éticos.

Saúde Pública e meio ambiente: evolução do conhecimento e da prática, alguns aspectos éticos.

No início do século V a.C., na Grécia, escritos da escola Hipocrática, sobretudo Sobre os Ares, as Águas e os Lugares, destacam a relação entre as doenças, princi- palmente as endêmicas, e a localização de seus focos. O reconhecimento da influência do lugar no desenca- deamento de doenças permitiu o desenvolvimento de uma nova visão intelectual da medicina que estudava, refletia e criava hipóteses sobre o papel do meio am- biente nas condições de saúde das populações (Barret, 2000). Reconhecia-se que diferenças geográficas re- sultavam em diferentes padrões de doenças, mas al- guns elementos geográficos eram mais valorizados, tais como o clima, a vegetação e a hidrografia. Rosen (1958) afirma que essa obra constituiu o primeiro tra- balho sistemático a apresentar uma relação causal entre fatores ambientais e doenças e que por 2000 anos foi a base da epidemiologia, fornecendo os fun- damentos do entendimento de doenças endêmicas e epidêmicas. Além disso, a cidade-estado grega provia serviços de saúde para os pobres e os escravos e fun- cionários das cidades eram designados para verificar a drenagem pública e o fornecimento de água. Tul- chinsky e Varavikova (2000) afirmam que Hipócrates deu à medicina um sentido científico e ético que per- dura até o presente.
Mostrar mais

11 Ler mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA CURSO DE DOUTORADO EM SAÚDE PÚBLICA

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA CURSO DE DOUTORADO EM SAÚDE PÚBLICA

Voltando à questão do “fim das comunidades”: certas formas de comunidade tradicional foram, de fato, barridas da faz da terra junto com as culturas materiais que elas produziram. Formas de disposição espacial, mercados, fluxos de bens, tecnologias de manufatura e uso de objetos, estruturas demandadas pelos moradores, tudo foi talvez insuficiente ou ficou defasado com o resto. O abandono, a marginalização, e outras agressões (abertas ou dissimuladas) desmantelaram comunidades físicas, refizeram geografias. Nos últimos duzentos anos a industrialização, o surgimento da sociedade de consumo ilimitado, o favorecimento do individualismo egoísta e, recentemente, o estabelecimento da globalização excludente como forma hegemônica de enxergar o mundo... foram todos caminhos contrários às tradicionais formas de organização social local. Desde sua fundação, as ciências sociais preocuparam-se com este tema. Por exemplo, Durkheim disse que, na evolução das sociedades, passou-se de uma solidariedade mecânica (baseada no fato das pessoas morarem juntas, em espaços delimitados e pequenos – comunidades rurais) a uma solidariedade orgânica, própria da especialização de funções sociais e de formas “superiores” de organização: as cidades; Tönnies propus a volta para a Comunidade (Gemeinschaft) que a civilização teria abandonado, erroneamente, para ir na direção da Sociedade (ou Gesselschaft); Weber escreveu que há uma passagem necessária da
Mostrar mais

166 Ler mais

Avaliação em Atenção Básica à Saúde no Brasil: mapeamento e análise das pesquisas realizadas e/ou financiadas pelo Ministério da Saúde entre os anos de 2000 e 2006.

Avaliação em Atenção Básica à Saúde no Brasil: mapeamento e análise das pesquisas realizadas e/ou financiadas pelo Ministério da Saúde entre os anos de 2000 e 2006.

Em relação aos estudos financiados e/ou realiza- dos pelo Ministério da Saúde, concluídos e com relatórios finais ou relatórios síntese divulgados entre os anos de 2000 e 2006, foram identificados 11 que atendem à classificação adotada neste trabalho para caracterizar as pesquisas em “ava- liação da atenção básica”, conforme mostra a Ta- bela 3. Esses estudos foram classificados como de apoio à expansão do PSF e, na maior parte das vezes, realizados por meio de demandas espar- sas a instituições acadêmicas, por consultores contratados ou técnicos do próprio Ministério da Saúde. A maioria dos estudos foi realizada entre os anos 2001 e 2002, que coincide com o período de grande expansão da cobertura por equipes de saúde da família. Os principais aspec- tos abordados foram referentes ao processo de implantação e monitoramento do PSF, embora sejam encontrados estudos sobre temas especí- ficos como promoção da saúde e educação per- manente. As instituições acadêmicas executoras encontram-se, predominantemente, na Região Sudeste, principalmente no eixo Rio de Janeiro e São Paulo.
Mostrar mais

16 Ler mais

ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO EM SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ

ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO EM SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ

Uma outra hipótese, muito interessante, do apoio social, que tem relação direta com o tema do empoderamento, é a hipótese de que o apoio social pode influenciar a saúde pelo aumento do sentido de controle individual, que por sua vez pode levar a um resultado positivo na saúde. Lager (1981) e Rodin (1986 apud Minkler, 1992) demonstraram a influência do aumento do sentido de responsabilidade e de controle, no estado da saúde de idosos institucionalizados, e examinaram a implicação de suas descobertas em outros grupos de população de idosos. Langer observa, que os problemas ligados ao processo de envelhecimento, podem estar na falta de controle dos idosos sobre suas vidas; falta, esta, induzida pelo meio-ambiente; no caso, a institucionalização. Segundo este autor, a diminuição na oportunidade de interação com outras pessoas e uma menor participação nos processos decisórios podem estar entre os fatores que contribuem para a diminuição de controle que, por sua vez, afeta a morbidade e a mortalidade (apud Minkler, 1992:305). Esta hipótese tem uma importante implicação para os idosos, que tem muitas vezes a sua rede social diminuída e o poder de decisão cerceado pelos familiares ou pela instituição, que retiram a autonomia dos idosos de responsabilizarem sobre suas vidas.
Mostrar mais

144 Ler mais

Rev. esc. enferm. USP  vol.16 número2

Rev. esc. enferm. USP vol.16 número2

As necessidades essenciais citadas por Henderson chamadas por Maslow de "necessidades básicas do ser humano" do mesmo modo refe- ridas por Wanda de Aguiar Horta são: a oxigenação pela respiração normal; a hidratação e alimentação adequadas, assim como a eliminação das perdas corporais; a manutenção da temperatura corporal, da postura e movimentação desejada; a possibilidade do sono e repouso; a proteção do tegumento e sua limpeza; a necessidade de segurança; a comunica- ção correta, que expresse emoções, necessidades, etc.; a certeza de ser amado e livre; a auto estima; a prática de cultos segundo a fé; o traba- lho visando realização pessoal; a recreação e, enfim, a satisfação da curiosidade que leva ao desenvolvimento normal da saúde e o uso de facilidades e recursos disponíveis de saúde.
Mostrar mais

10 Ler mais

Risco reprodutivo e renda familiar: análise do perfil de gestantes.

Risco reprodutivo e renda familiar: análise do perfil de gestantes.

Essa classificação é uma ferramenta impor- tante para identificação e manejo de riscos du- rante o pré-natal e também para uma aborda- gem de riscos reprodutivos em mulheres não ges- tantes, em idade fértil. Entretanto, o perfil do ris- co reprodutivo na população brasileira ou em subgrupos populacionais e sua correlação com situações de vulnerabilidade ainda é pouco estu- dado no Brasil. Em busca realizada na base de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs), utilizando o des- critor “gestação de alto risco” foram encontra- dos 329 artigos publicados entre março de 2002 e março de 2012. A maioria deles volta-se para a discussão de questões clínico-obstétricas envol- vidas na gestação de alto risco e realizadas du- rante o período do pré-natal, parto ou puerpé- rio. Um percentual pequeno (4,3%; 14 artigos) de estudos relacionou características socioeco- nômicas (escolaridade, renda, trabalho, gênero, raça/etnia, violência, tabagismo, álcool) com a gestação de alto risco, e um número ainda me- nor (9 artigos; 2,7%) teve como foco a discussão da relação do contexto de vulnerabilidade social com este desfecho, de forma semelhante ao pro- posto nesta pesquisa.
Mostrar mais

12 Ler mais

Estudo da cisticercose em pacientes portadores de epilepsia residentes em municípios do Cariri paraibano.

Estudo da cisticercose em pacientes portadores de epilepsia residentes em municípios do Cariri paraibano.

Todavia, este estudo se afigura como um passo i m p o rtante para a identificação da prevalência da c i s t i c e rcose no Estado da Paraíba, podendo ainda f o rnecer subsídios ou diretrizes para a elaboração de políticas públicas de saúde destinadas à pre- venção, combate e erradicação do complexo tenía- s e - c i s t i c e rcose em nosso meio. Na casuística do p resente estudo existe um predomínio de epilepsia de início tardio (56,4%), fazendo supor que a cisti- c e rcose desempenha um papel importante no sur- gimento da epilepsia nos pacientes dos municípios em estudo. Os pacientes analisados apre s e n t a m uma elevada soro p revalência para cisticerc o s e (118,2/1000 habitantes), semelhante àquelas dos países endêmicos da América Latina e África. Em 46% dos pacientes soropositivos, diagnosticou-se casos de neuro c i s t i c e rcose cujas lesões eram calcifi- cadas e de localização parenquimatosa. Conside- rando-se que as manifestações clínicas pre d o m i- nantes de cisticercose parenquimatosa são as crises epilépticas, sugere-se que a referida parasitose é a causa da epilepsia nos pacientes analisados.
Mostrar mais

5 Ler mais

Cad. Saúde Pública  vol.32 suppl.1 csp 32 s1 eES08S116

Cad. Saúde Pública vol.32 suppl.1 csp 32 s1 eES08S116

Conselho Técnico-científico da Fundação Oswaldo Cruz (1979-1985). A partir da esquerda: Zilton Andrade, Aluízio Prata, José Rodrigues Coura, Raymundo Moniz de Aragão, Carlos Chagas Filho, José Duarte, Otto Bier, Augusto Taunay, Heonir Rocha, Guilardo Martins Alves, Frederico Simões Barbosa, Gobert de Araújo Costa, Ernani Braga e Aristides Pacheco Leão. Rio de Janeiro, março de 1982 (Acervo da Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz).

5 Ler mais

Encontro de Aedes scapularis (Diptera: Culicidae) em criadouro artificial em localidade da região Sul do Brasil.

Encontro de Aedes scapularis (Diptera: Culicidae) em criadouro artificial em localidade da região Sul do Brasil.

encontradas duas larvas de Aedes scapularis, em criadouro artificial (lata abandonada), entre a rodovia PR - 323 e a mata residual. A identificação da espécie foi confirmada junto à Faculdade de Saúde Pública da USP, em cuja coleção entomológica foi depositada uma larva.

2 Ler mais

Show all 10000 documents...