Gestores de topo

Top PDF Gestores de topo:

Incentivos não-pecuniários dos gestores de topo

Incentivos não-pecuniários dos gestores de topo

Nesta investigação pretende-se estudar o impacto dos incentivos não-pecuniários na motivação dos gestores de topo das organizações. Cunha et. al (2008) defendem no seu estudo que o salário não é o principal fator que motiva os colaboradores numa empresa (Cunha et. al, 2008: 618). E, portanto, existem outras formas não-monetárias para motivar as pessoas, além do dinheiro (Cunha et. al, 2008: 624). As organizações compreendem que os trabalhadores depositam muito esforço para o sucesso e o alcance dos objetivos, pelo que o poder do reconhecimento e da apreciação incentiva- os e motiva-os a ir mais longe (Limaye e Sharma, 2012: 17). É importante ter em atenção o tipo de pessoas que são abordadas nesta pesquisa, isto é, do ponto de vista da literatura económica, os gestores de topo (CEO, executivos) são o número um na organização, os decisores mais importantes. Estas pessoas são os responsáveis pelo sucesso e/ou insucesso da organização e, como tal, parece razoável oferecer-lhes um pacote de compensação mais substancial que o dos restantes colaboradores (Martocchio, 2006: 416-417)
Mostrar mais

36 Ler mais

Características dos gestores de topo: uma abordagem qualitativa

Características dos gestores de topo: uma abordagem qualitativa

desenvolvimento organizacional, constituem exemplos típicos de estratégias de actuação mais, simbólica do que instrumental, ou seja, mais, centrados no domínio das signifi[r]

22 Ler mais

A EFICÁCIA ORGANIZACIONAL DO ENSINO SUPERIOR AGRÁRIO PORTUGUÊS

A EFICÁCIA ORGANIZACIONAL DO ENSINO SUPERIOR AGRÁRIO PORTUGUÊS

Aspectos comportamentais do desempenho relacionados com a satisfação dos interesses dos diferentes constituintes revelaram ser aqueles que menos preocupam os gestores de topo das instituições portuguesas de ensino superior agrário. Pelo contrário, a preocupação com a qualidade dos serviços prestados foi um aspecto, especialmente, valorizado (4,18) indo ao encontro da centralidade que Pounder (2002) atribui ao critério da qualidade no Modelo dos Valores Competitivos. De resto, de uma maneira geral, os critérios associados à dimensão das relações humanas foram mais valorizados, designadamente, o critério de desenvolvimento dos recursos humanos através de aspectos como a contratação, formação e desenvolvimento dos membros da organização (4,05) e a participação dos membros da organização na tomada de decisão (3,91); e, o critério da coesão e moral (3,82) baseado em aspectos como a promoção da moral, das relações interpessoais e do trabalho de equipa. Apesar disso, a distribuição atempada de informação fidedigna aos membros da organização que define o critério da gestão da informação e comunicação associado à dimensão do processo interno destacou-se com uma média de 3,86 tendo sido considerado, inclusivamente, mais importante que o critério da coesão e moral.
Mostrar mais

15 Ler mais

Rev. Adm. Pública  vol.51 número6

Rev. Adm. Pública vol.51 número6

Outra prática inovadora que deve ser destacada no contexto português foi a criação de uma Comissão de Coordenação e Controlo. Observa-se que os políticos em Matosinhos consideram esse comitê uma ferramenta importante nesse processo de mudança de gestão. Esse comitê reúne-se men- salmente com todos os gestores de topo para analisar e avaliar os resultados e os objetivos atingidos. Os políticos mostraram uma preocupação substancial sobre a necessidade de desenvolver um processo contínuo de avaliação e controlo para alcançar uma aprendizagem contínua e de melhoria. Outro mecanismo importante é a reunião geral anual realizada com todos os funcionários para comunicar o projeto global e os objetivos organizacionais. A capacidade de comunicação com os funcionários é uma questão fundamental para garantir que os objetivos individuais e organizacionais possam ser alcançados em conjunto. Acredita-se que essas práticas inovadoras adotadas pelos políticos do município de Matosinhos resultam de uma cultura de “gestão” que foi introduzida nos últimos cinco anos, como foi conirmado pela entrevista do vice-presidente (E8).
Mostrar mais

19 Ler mais

A perceção de profissionais envolvidos na implementação da metodologia de gestão lean – O caso de três hospitais portugueses Curso de Mestrado de Gestão da Saúde

A perceção de profissionais envolvidos na implementação da metodologia de gestão lean – O caso de três hospitais portugueses Curso de Mestrado de Gestão da Saúde

Numa ótica de melhoria da efetividade da implementação da metodologia lean no setor da saúde, Mazzocato et al (2010) mencionam que as organizações de saúde devem seguir três passos, tal como foi apresentado anteriormente. Torna-se muito interessante destacar que o Hospital 2 segue efetivamente os três passos. O Hospital 2 implementa métodos que auxiliam na partilha de informação, para uma melhor resolução de problemas e abraça a organização como um todo, através da sua, já mencionada forte estratégia de comunicação e o controlo realizado periodicamente. Outro aspeto pertinente, que vem ao encontro do segundo passo mencionado pelos autores, trata da envolvência dos gestores de topo na resolução contínua dos problemas. O mesmo se verifica no Hospital 3, apenas relativamente a este último passo. Este facto é essencial pois, só assim, é possível realçar o potencial da implementação da metodologia em estudo, na cultura das organizações prestadoras de serviços de saúde.
Mostrar mais

83 Ler mais

Poda de recuperação em tangerineira 'Ponkan' no município de Perdões-MG.

Poda de recuperação em tangerineira 'Ponkan' no município de Perdões-MG.

Para a característica diferença no diâmetro da copa, a poda a 2,0 m, associada à poda da saia, foi a combinação que mais influenciou, apresentando uma diferença de 412 cm no diâmetro em relação ao diâ- metro no dia da poda. Já para a diferença no cresci- mento da planta, seis meses após a poda, apenas a poda do topo (Figura 1) apresentou diferença signifi- cativa, sendo a poda a 2,0 m a que proporcionou mai- or crescimento da planta em torno de 0,8 m após seis meses da poda.

4 Ler mais

Prevalência de más oclusões em crianças com 12 a 36 meses de idade em João Pessoa, Paraíba.

Prevalência de más oclusões em crianças com 12 a 36 meses de idade em João Pessoa, Paraíba.

Com relação à sobremordida (Tab. 1), as crian- ças apresentaram uma maior prevalência de mor- dida aberta anterior (35,6%), seguida da sobre- mordida moderada (24,7%) e da leve (23,3%). A sobremordida exagerada e a topo-a-topo represen- taram menores percentuais (15,4% e 1,0%, respec- tivamente). Tais resultados diferem dos observados por Castro et al. 6 , que verificaram ser a sobremordi-

8 Ler mais

Bauxitas no Brasil: síntese de um programa de pesquisa

Bauxitas no Brasil: síntese de um programa de pesquisa

Os depósitos de topo apresentan¡ na parte superior da topossequência (>2.000 m), as seguinte fácies, da base para o topo: fácies inicial de. alteração, bauxita fri[r]

134 Ler mais

Comportamento de oviposição da mosca-branca Bemisia tabaci (Genn.) (Hemiptera: Aleyrodidae) biótipo B em tomateiro.

Comportamento de oviposição da mosca-branca Bemisia tabaci (Genn.) (Hemiptera: Aleyrodidae) biótipo B em tomateiro.

Infl uência da face foliar e do comportamento geotrópico do inseto. No primeiro experimento, os insetos foram submetidos a teste sem chance de escolha em que as faces adaxial e abaxial foram oferecidas separadamente no topo e na base da caixa. Foram utilizadas caixas de acrílico (6 x 2,5 cm), com a tampa contendo perfuração de 2,5 cm de diâmetro, na qual foi fi xado um folíolo de tomateiro da cultivar Santa Clara. Foram utilizados quatro tratamentos: 1) face abaxial voltada para baixo, no topo da caixa (inseto abaixo do folíolo); 2) face abaxial voltada para cima na base da caixa (inseto acima do folíolo); 3 e 4) idem aos tratamentos 1 e 2, respectivamente, exceto que foi utilizada a face adaxial.
Mostrar mais

7 Ler mais

Desigualdades de género no topo dos ganhos salariais em Portugal

Desigualdades de género no topo dos ganhos salariais em Portugal

O principal objetivo deste texto prende-se com a análise das desigualdades salariais em Portugal tendo em linha de conta o sexo dos trabalhadores. Na linguagem de Therborn, a análise incidirá sobre a combinação de uma desigualdade de recursos com uma desigualdade do tipo existencial. Procurar-se-á, neste sentido, apurar até que ponto as desigualdades de natureza simbólica, típicas do sistema de oposições e de exclusão social existente na “ordem de género” (Connell, 1994), se traduzem em desigualdades de recursos económicos entre homens e mulheres. Em particular, analisar-se-ão desigualdades de ganho salarial entre homens e mulheres pertencentes ao topo da distribuição desse recurso económico. Trata-se, portanto, de um exercício que comporta alguma ambivalência teórica e analítica. Embora a problemática de fundo do texto seja a desigualdade salarial de acordo com o género, a camada da população eleita como objeto empírico consiste, de forma mais ou menos vincada, numa minoria privilegiada da população trabalhadora. Ou seja, analisar- se-ão desigualdades de género no seio de uma população que ocupa posições dominantes na estrutura nacional de distribuição dos ganhos salariais.
Mostrar mais

20 Ler mais

Como a Psicologia pode contribuir para o avanço do SUS: orientações para gestores [2013] - CREPOP CREPOP

Como a Psicologia pode contribuir para o avanço do SUS: orientações para gestores [2013] - CREPOP CREPOP

Sabendo da importância da realização deste XXVII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) preparou esta publicação, com o [r]

24 Ler mais

JEORDANE OLIVEIRA DE ANDRADE PRÁTICA DE GESTÃO: A PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE O USO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NO SISTEMA DE ENSINO DO AMAZONAS

JEORDANE OLIVEIRA DE ANDRADE PRÁTICA DE GESTÃO: A PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE O USO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NO SISTEMA DE ENSINO DO AMAZONAS

A presente dissertação do Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública (PPGP/CAEd/UFJF) tem por objeto central discutir a implantação do Planejamento Estratégico (PE) na rede educacional do Estado do Amazonas (Seduc-AM). Justifica-se tal estudo, pois, atualmente, as secretarias estaduais de educação e redes de ensino da educação básica, estão sendo, cada vez mais, desafiadas a adotar modelo de gestão eficiente, como forma de melhorar seu desempenho e na melhoria da qualidade do ensino. Para tanto, buscou-se responder a seguinte questão: qual a percepção dos gestores intermediários quanto ao planejamento estratégico da Seduc-AM, que se desdobrou no objetivo geral de conhecer a percepção dos gestores intermediários sobre o planejamento estratégico adotada pela Seduc-AM e nos objetivos específicos: (1) descrever a estrutura administrativa e as mudanças implementadas pelo planejamento estratégico; (2) analisar a percepção da ferramenta de planejamento estratégico pelos gestores e; (3) propor Plano de Ação Educacional (PAE). A pesquisa se caracteriza como um estudo de caso, descritivo com abordagem qualitativa. Para consecução da dissertação foi realizada uma pesquisa bibliográfica em Maximiano (2006), Feldhaus (2013), Melo (2013), Silva (2014), Fernandes e Gentilini (2014), Monteiro (2015), Moura e Bezerra (2015), Costa; Araújo (2013) bases para o estudo sobre Planejamento. O tema Planejamento Estratégico, por sua vez, foi fundamentado pelos autores Drucker (1984), Mintzberg (2004), Bataglia e Yu (2008), Oliveira (2011), Falqueto (2013), Melo (2013), Rigby & Bilodeau (2013), Alberti (2014), Brasil (2014), Silva (2014) e Zimermmann (2014). No estudo sobre estratégias, buscou-se embasamento teórico em autores como Porter (1986), Quinn (2006), Rezende (2011
Mostrar mais

109 Ler mais

Avaliação cefalométrica da correção da mordida profunda tratada pelo método de Ricketts - estudo com implantes metálicos

Avaliação cefalométrica da correção da mordida profunda tratada pelo método de Ricketts - estudo com implantes metálicos

Partindo de uma mordida de topo-a-topo, a mordida profunda teve um aumento com o incremento da sobressaliência no sentido positivo (casos de má-oclusão de classe II). Também nos casos[r]

202 Ler mais

Um estudo sobre métodos de Kernel para classificação e agrupamento de dados

Um estudo sobre métodos de Kernel para classificação e agrupamento de dados

No topo estão as matrizes originais, seguidas ao centro pelas ordenadas pelo autovetor, e abaixo pelas ordenadas por Minus.... No topo estão as matrizes originais, seguidas ao centro pel[r]

135 Ler mais

Gafaniz, Inês Laceiras

Gafaniz, Inês Laceiras

 Mordida anterior normal, aberta, topo a topo e cruzada: foi classificada como mordida aberta anterior, a ausência de contacto entre os incisivos superiores e in[r]

79 Ler mais

Raios — i Na superfície de topo, visíveis

Raios — i Na superfície de topo, visíveis

1958 — Multilingual glossary of terms used in wood anatomy. 1962 — Madeiras leves da Amazonia empregadas em[r]

5 Ler mais

Sistema de suporte à decisão aplicado ao processo de fracionamento do craqueamento catalítico fluidizado

Sistema de suporte à decisão aplicado ao processo de fracionamento do craqueamento catalítico fluidizado

Além disso, analisando as estatísticas de eventos, é possível que alguns dos controladores que não estão nesses modos especiais de controle seja porque o controle destes não se apresenta crítico, pois estes mesmo com ponto de operação fixado pelo operador não exigiram muita intervenção por parte deste. Além disso, os resultados estatísticos induzem a concluir que possivelmente a inter-relação que ainda não foi acrescentada ao controle possa ser, ou porque essa inter-relação não seja pronunciada ou porque seja estratégico deixar o ponto de operação dessas variáveis se manterem abertas para evitar riscos com alto acoplamento entre os controles e/ou devido a grande influência dessa variável em todo o processo (exemplo: VC_21– Controle de pressão do vaso de topo da fracionadora, influencia todas os gradientes de pressão desde a saída do conversor), ou ainda por que o controle dessa variável não seja crítico de modo que um modo de controle simples já seja suficiente para obter um bom resultado (exemplo: VC_19 – controle do nível do vaso de topo da fracionadora, mesmo com controle em modo automático simples não foi necessária nenhuma intervenção).
Mostrar mais

76 Ler mais

A IMPLEMENTAÇAO DA POLÍTICA DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE GESTORES ESCOLARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA REGIONAL METROPOLITANA II

A IMPLEMENTAÇAO DA POLÍTICA DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE GESTORES ESCOLARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA REGIONAL METROPOLITANA II

No projeto foi estabelecido que as soluções educacionais 22 planejadas para cada público deveriam conter uma base comum a todos os servidores acrescida de “itinerários específicos demandados por necessidades individuais e de equipe, pelas diferenças de ocupação em cada cargo e pelo nível de avanço a ser atingido com a formação ” (KUENZER, 2013, p. 10). As diretrizes estratégicas do documento estão alinhadas com o Planejamento Estratégico da SEEDUC reforçando a visão de tornar o estado do Rio de Janeiro uma referência Nacional e Internacional de qualidade em Educação Pública. Para isso, foram definidas quatro orientações estratégicas: “Tornar mais atrativa a carreira de magistério; Intensificar o processo de ensino- aprendizagem; Melhorar a qualidade da gestão na unidade escolar na sede e nas regionais; e Prover infraestrutura adequada” (KUENZER, 2013, p. 9). Diante do exposto, a qualificação de seus Gestores torna-se um pilar importante para atingir os objetivos propostos.
Mostrar mais

212 Ler mais

A opção entre Gestores Expatriados e Gestores Locais: o modelo EPRG.

A opção entre Gestores Expatriados e Gestores Locais: o modelo EPRG.

predominante, que “ …é a área comercial, dado que não há equipamentos que sejam introduzidos num eventual processo de transformação, porque o “ pelouro” industrial tem pouco peso, o financeiro tem algum e praticamente resume-se a uma componente financeira e comercial.” . Nesse sentido a empresa optou por assegurar que a Direcção Geral da empresa fosse efectuada a partir de Portugal. No entanto, a Probos entendeu que, de acordo com as afirmações do Responsável pelo Departamento de Recursos Humanos da Probos, “ …fazia também sentido ter um quadro local com alguma capacidade de gestão, de interacção.” e no seguimento dessa necessidade a opção em termos de recrutamento recaiu num “ …recrutamento local mais uma vez, porque se entendeu que isso na Alemanha é importante…” . Consideraram importante porque os alemães são bastante rigorosos e gostam de sentir o conforto de que esse rigor é entendido e percebido pelo outro e também pela questão da próprio língua e cultura alemãs, dado que “ …se está a representar uma cultura relativamente à qual eles não têm digamos uma impressão de muita sofisticação.” . Apesar deste profissional recrutado inicial já não ter sido substituído, em termos de estrutura ao nível da gestão de topo, esta mantém-se, dado que continua a haver a tal supervisão directa de Portugal, com o apoio de um terceiro elemento profundo conhecedor da Probos e do mercado local.
Mostrar mais

102 Ler mais

lista1 Atividade recente no site  Prof. Adhimar

lista1 Atividade recente no site Prof. Adhimar

8. Um cachorro avista um pote de flores pas- sar subindo e a seguir descendo por uma janela com altura de 1,1 m. O tempo total durante o qual o pote ´e visto ´e de 0,74 s. Determine a altura alcan¸cada pelo pote acima do topo da janela. (Resposta: 6,8 m)

3 Ler mais

Show all 7147 documents...

temas relacionados