Hardware de Baixo Custo

Top PDF Hardware de Baixo Custo:

Redes de microfones em tempo real: uma implementação com hardware de baixo custo...

Redes de microfones em tempo real: uma implementação com hardware de baixo custo...

Este trabalho apresenta a implementação prática de uma rede de microfones para ser utilizada em tempo real [15]. A solução proposta envolve o uso de hardware de baixo custo e software de código aberto. O hardware utilizado consiste de dispositivos de áudio USB conectados diretamente a um computador pessoal (PC). Em termos de software, este trabalho propõe algumas implementações na biblioteca de código aberto Advanced Linux Sound Architecture (ALSA), que é a principal biblioteca de áudio do sistema operacional Linux. As implementações propostas na biblioteca ALSA foram realizadas no seu código-fonte, escrito em linguagem C, para possibilitar o uso dos principais algoritmos empregados nas redes de microfones, como o Delay and Sum, Generalized Sidelobe Canceller (GSC) e o Post-Filtering. As implementações realizadas na biblioteca ALSA foram documentadas e publicadas na Internet para que sirvam de base para futuros trabalhos.
Mostrar mais

126 Ler mais

Um ambiente de baixo custo para o processamento de imagens tomográficas 3D

Um ambiente de baixo custo para o processamento de imagens tomográficas 3D

Problem Solving Environments são aplicações que providenciam facilidades computaci- onais necessárias para resolver ou estudar um determinado problema. Têm por base o facto de poderem serem usadas por um utilizador que não tenha conhecimento específico sobre o hardware ou software em que se está a trabalhar [7]. O investigador utiliza o ambiente para realizar sequências de passos, sendo exemplos de operações a aplicações de algoritmos a dados e a a renderizações 3D de resultados. Os PSE são hoje uma ferramenta relevante na resolução de problemas en ciência, engenharia e não só.
Mostrar mais

72 Ler mais

Cave móvel de baixo custo para auxiliar na educação

Cave móvel de baixo custo para auxiliar na educação

O alto custo de aquisição de uma CAVE, que até recentemente se estimava em milhões de dólares, tornou proibitivo sua disseminação como ferramenta de pesquisa e aplicação na educação. Porém a drástica redução dos custos do hardware envolvido e o desenvolvimento de Software Livre para gerenciamento destes ambientes tem possibilitado diversos iniciativas de implementação de CAVEs de baixo custo. Neste trabalho utilizamos a abordagem metodológica de Engenharia de Sistemas para recomendar o projeto e construção de uma CAVE de baixo custo a partir de estudos das diversas tecnologias envolvidas. Partimos do dimensionamento do espaço requerido para sua instalação, da especificação dos materiais que compõem sua estrutura a escolha do hardware e software de gerenciamento e de construção de mundos virtuais. A partir da construção do protótipo e da escolha da API InstantReality pudemos estabelecer o conhecimento necessário a recomendação de construção de um ambiente imersivo. Esta estrutura permitirá o desenvolvimento e utilização de conteúdo disciplinar e interdisciplinar voltado ao ensino/aprendizado, assim como ao avanço das pesquisas realizadas com uso da Tecnologia de Realidade Virtual na Educação, envolvendo novos desafios.
Mostrar mais

116 Ler mais

de um sistema de controle de baixo custo para rastreamento de  cilíndricoparabólicos

de um sistema de controle de baixo custo para rastreamento de cilíndricoparabólicos

Em modo de operação Idle, a memória interna SRAM, os Timers/Counters, a porta SPI e as interrupções do sistema permanecem funcionando. No modo Power-down salva-se o conteúdo dos registradores, mas congela-se o oscilador, desabilitando-se todas as outras funções do chip até a próxima interrupção ou operação de reset por hardware. O modo Power-save permite a execução do timer possibilitando ao usuário manter um tempo base enquanto o resto do dispositivo continua “dormindo”. O modo ADC Noise Reduction Mode pára a CPU e todos os módulos de I/O exceto o timer e o conversor analógico- digital, para minimizar ruídos durante as conversões. Com relação ao modo Standby, o oscilador continua executando enquanto o resto do dispositivo permanece “dormindo” (Atmel, 2004).
Mostrar mais

89 Ler mais

DESENVOLVIMENTO DE UM DRONE DE BAIXO CUSTO PARA MAPEAMENTO DE TERRITÓRIO

DESENVOLVIMENTO DE UM DRONE DE BAIXO CUSTO PARA MAPEAMENTO DE TERRITÓRIO

Esse projeto apresenta formas diferentes de programação, o que resultou em escolhas de linguagens bem diversas, em JavaScript, para o desenvolvimento web e Arduino C, a fim de trabalhar diretamente com o hardware, ou seja, em baixo nível.

11 Ler mais

Desenvolvimento de um Sistema de Monitorização de Vibração de Baixo Custo

Desenvolvimento de um Sistema de Monitorização de Vibração de Baixo Custo

No início deste projeto o professor Hugo Rodrigues já tinha em sua posse um dispositivo com o qual intencionava realizar ensaios. Este dispositivo foi desenvolvido em torno do sensor que se encontra na quarta posição da tabela 3.2. É um dispositivo de aquisição de vibrações completo em termo de software e hardware. Este tipo de produto designa-se por Commercial off-the-shelf. Este produto encontra-se associado a uma rede monitorização sísmica, construída por voluntários que instalam este dispositivo nos seus computadores pessoais e com ajuda de software de gestão, recolhem informação relacionada com movimento fortes produzidos por sismos e enviam para um centro de processamento de dados.
Mostrar mais

240 Ler mais

Desenvolvimento de mão robótica de baixo custo

Desenvolvimento de mão robótica de baixo custo

Desta forma, conclui-se que o protótipo da mão robótica proposto neste trabalho pode ser uma alternativa viável para pessoas de menor poder aquisitivo, pois a parte estrutural pode ser concebida em simples impressoras 3D, o componente de hardware faz parte de um projeto livre denominado BROH e o Látex Natural pode ser facilmente obtido, contribuindo com o baixo custo de fabricação do protótipo, cujo valor de produção é de aproximadamente R$ 400,00 (quatrocentos reais), sendo relativamente baixo em relação às próteses robóticas disponíveis no mercado, as quais são comercializadas por valores na faixa de R$ 650.000,00 (ZHPLANETACIÊNCIA, 2014). Com a utilização da prototipagem rápida e de baixo custo neste projeto torna possível a personalização e customização da mão robótica,
Mostrar mais

7 Ler mais

Máquina de medir por coordenadas de baixo custo

Máquina de medir por coordenadas de baixo custo

O desenvolvimento de sistemas de hardware eletrónico opensource é uma atividade recente que tem obtido muitos adeptos nos últimos anos. A aplicação de equipamento de acionamento eletrónico recorrendo a hardware opensource traz mais-valias quando se pretende implementar uma solução de baixo custo passível de ser melhorada livremente. Na implementação analisada no ponto 3.3 o compilador utilizado para desenvolver o programa era gratuito mas estava limitado a 2kbytes de memória ocupada no microcontrolador. Para utilizar toda a capacidade do mesmo era necessário adquirir uma licença proprietária. Para contornar estas limitações, recorreu-se a um sistema de desenvolvimento de protótipos opensource, o Arduino (ANEXO 2) (Fig. 25) (Banzi, Cuartielles, Igoe, Martino, & Mellis, 2005).
Mostrar mais

122 Ler mais

Sistema de visão inteligente de baixo custo para parque de estacionamento

Sistema de visão inteligente de baixo custo para parque de estacionamento

Os detetores baseados em imagem/vídeo (e) podem ser descritos como a combina- ção de hardware e software para extrair informação de imagens obtidas através de uma câmara (Kon, 1998), como na presente dissertação. Estes dispositivos podem ir desde as câmaras de vigilância, às câmaras de TV convencionais, ou às câmaras de infraver- melhos. Nesta dissertação, é proposta uma HD webcam integrada com um dispositivo de processamento, formando um produto que adquire e processa as imagens. As van- tagens deste tipo de detetores, é que pode utilizar a infraestrutura já presente no local (CCTV), abrange múltiplos lugares, é de fácil implementação, e as zonas de deteção podem ser facilmente programadas. Contudo, é necessário ultrapassar certos desafios, como os impostos pelas diferentes condições meteorológicas, luminosidade, sombras e reflexos do pavimento.
Mostrar mais

80 Ler mais

AEROFOTOGRAFIAS DE BAIXO CUSTO COMO INSTRUMENTO DE MONITORAMENTO AMBIENTAL.

AEROFOTOGRAFIAS DE BAIXO CUSTO COMO INSTRUMENTO DE MONITORAMENTO AMBIENTAL.

As instituições que utilizam fotografias aéreas as adquirem da NASA - National Aeronautical and Space Administration, da ESA - Europe Space Agency e do INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, além de aerofotos conseguidas por intermédio de aviões. Quando as fotos solicitadas estão nos pontos escuros, a única saída são as fotos obtidas através de aviões; este tipo de foto é limitado com relação à escala e apresenta alto custo. Mesmo as fotos obtidas com aviões também são limitadas pela autonomia do avião visto que em muitos casos necessitam de pistas especiais, o que torna inviável, por exemplo, uma seqüência de fotos em regiões distantes de aeroportos.
Mostrar mais

4 Ler mais

Combinação de dispositivos de baixo custo para rastreamento de gestos

Combinação de dispositivos de baixo custo para rastreamento de gestos

O presente trabalho tem como objetivos apresentar e avaliar a viabilidade da combinação do Kinect, Wii Remote e a 5DT Data Glove Ultra para a captura de movimentos gestuais complexos. Essa combinação é proposta visando obter um rastreamento mais preciso, pela complementação das informações de movimento capturadas, com uma ferramenta que prioriza a facilidade de uso e seja de baixo custo, que tenha boa mobilidade e cujo uso não seja restrito a ambientes controlados, permitindo a visualização do movimento captado por meio de sua reprodução com o uso de um Humano Virtual (HV).
Mostrar mais

101 Ler mais

Photogate de baixo custo com a porta de jogos do PC.

Photogate de baixo custo com a porta de jogos do PC.

Apresentamos neste trabalho um dispositivo de baixo custo para medidas de intervalos de tempo, velocidades e acelera¸c˜ oes, bastante ´ util no problema de queda livre e em outros experimentos de mecˆ anica. Constru´ımos uma photogate usando a porta de jogos do PC para fazer aquisi¸c˜ ao de dados e para obter a acelera¸c˜ ao da gravidade. Obtemos boa concordˆ ancia dos dados experimentais com um modelo te´ orico de um corpo em queda livre. Nosso trabalho ressalta uma forma de medir com precis˜ ao curtos intervalos de tempo, e abre novas possibilidades de aplica¸c˜ ao ao ensino de f´ısica.
Mostrar mais

7 Ler mais

Eficiência térmica de habitação de baixo custo estruturada em aço.

Eficiência térmica de habitação de baixo custo estruturada em aço.

A estimativa do Ministério do De- senvolvimento é que o “déficit habitaci- onal” e o “déficit de habitabilidade” do Brasil, segundo dados do governo, va- ria de 5,6 a 13,4 milhões de habitações e esses “déficits” crescem anualmente em cerca de 5%. Do total de habitações no País, 1 milhão estão localizadas em fave- las, normalmente habitadas pela popula- ção mais pobre, onde há famílias moran- do em residências não servidas por sa- neamento básico e água tratada (IPEA, 2002). Há, também, nesses locais, carên- cia de serviços, como coleta de lixo, ilu- minação pública, postos de saúde, es- colas, transporte coletivo e segurança. Muitas moradias são construídas de for- ma improvisada, sem a insolação e ven- tilação mínimas necessárias para dar ao morador da habitação um certo conforto. Hoje, após identificar um aumento na demanda habitacional pela pressão social, na maioria das grandes cidades brasileiras, e após considerar as vanta- gens na utilização do aço na construção civil, iniciativas, no desenvolvimento de projetos habitacionais de baixo custo, principalmente para a população de bai- xa renda, estão sendo levadas adiante, incorporando inovações tecnológicas da indústria da construção, tais como, es- trutura metálica, e utilizando sistemas construtivos industrializados. Também estão sendo observadas condições sa- tisfatórias quanto ao conforto térmico para os seus ocupantes e habitabilida- de. Dessa forma, tais iniciativas devem ser incentivadas pelas autoridades go- vernamentais juntamente com as empre- sas e outros órgãos públicos.
Mostrar mais

6 Ler mais

Teleaudiometria: um método de baixo custo para triagem auditiva

Teleaudiometria: um método de baixo custo para triagem auditiva

um longo período sem a necessidade de novas calibrações. No entanto, a necessidade de calibração do sistema pode dificultar a sua utilização em algumas regiões menos desenvolvidas e distantes de centros de maior porte, onde o deslocamento do computador para realizar a calibração pode ser um obstáculo intransponível. Como alternativa para estes casos, a TA possui a alternativa de calibração biológica, em que o ajuste do volume da placa de som pode ser feito pelo volume mínimo escutado por um indivíduo com audição sabidamente normal. Este método de calibração não foi testado neste estudo, pois embutiria um viés na análise dos resultados, sendo necessários novos estudos comparando a acurácia do método com calibração biológica e calibração instrumental. Choi et al. (2007) desenvolveram uma solução com possibilidade de auto-calibragem, no qual o programa aumenta a intensidade do som emitido, captado a partir de um sistema de feed-back, até que ele atinja um volume de referência. É uma solução interessante, no entanto os autores não descrevem de forma detalhada o sistema e não discutem a respeito do custo deste módulo de calibração automática.
Mostrar mais

139 Ler mais

Conforto termo-acústico de uma habitação de baixo custo

Conforto termo-acústico de uma habitação de baixo custo

Considerando esta problemática e levando em conta a existência de grandes reservas minerais de gesso de alta qualidade em nosso país e de gesso de origem industrial, principalmente no sudeste, essa substância, sulfato de cálcio, foi pesquisada tanto do ponto de vista científico quanto tecnológico no Laboratório de Ciências dos Materiais do Instituto de Física de São Carlos LCM / IFSC-USP. Esse projeto de pesquisa e desenvolvimento, P&D, desenvolveu um material com alta resistência mecânica e baixa porosidade que chamamos de novogesso. Assim, tornou possível desenvolver elementos construtivos de gesso com densidade de 1,80 g/cm 3 para diversas partes da habitação e resistência mecânica elevada (25,0 MPa e 70,0 MPa em flexão e compressão, respectivamente) com custo de industrialização potencialmente baixo. Neste trabalho esse material foi caracterizado através da sua condutividade térmica.
Mostrar mais

95 Ler mais

Tecnologia assistiva: desenvolvimento de recursos de baixo custo

Tecnologia assistiva: desenvolvimento de recursos de baixo custo

Introdução: O acesso a tecnologia permite: maximizar as potencialidades das pessoas com deficiência, aumentar a independência funcional, melhorar sua qualidade de vida e favorecer sua inclusão social. Objetivos: O projeto teve como objetivo prescrever e confeccionar recursos de tecnologia assistiva, e oferecer consultoria a professores, familiares e pessoas com deficiência. Métodos: Participaram do projeto pessoas com limitações funcionais atendidas no Centro de Estudos da Educação e da Saúde (CEES) que necessitavam desses recursos para um melhor desempenho em suas atividades, seus familiares e professores. Foram realizadas visitas na casa, na escola e no hospital. Durante as visitas foram realizados registros fotográficos e observacionais, entrevista com professores, familiares e com a criança. Quando necessário era verificado por meio de um protocolo padronizado as medidas antropométricas. Após as visitas eram realizadas reuniões entre os participantes do projeto para verificar as necessidades do usuário e possibilidades de resolução dos problemas. Nas reuniões eram discutidas as solicitações dos cuidadores e usuários, com base nos dados coletados e registrados. A partir das informações obtidas elaborava-se um relatório que apontava habilidades, dificuldades do usuário, barreiras ambientais e ações propostas para a resolução dos problemas. Resultados: No período compreendido entre agosto 2007 e agosto de 2011 foram realizadas 55 visitas domiciliares, 5 visitas a hospitais e 12 visitas a escolas e confeccionados 113 recursos de tecnologia assistiva de baixo custo. Durante as visitas foram realizadas orientações referentes: ao posicionamento da pessoa com deficiência no leito ou em cadeiras adaptadas, a adequação de mobiliário escolar, a adequação de recursos pedagógicos, e a acessibilidade física. Quanto aos recursos de tecnologia assistiva foram confeccionadas: 92 órteses para posicionamento de membros superiores, 2 órteses para posicionamento de membros inferiores, 2 pranchas imantadas, 2 pulseiras de peso, figuras e letras de isopor imantadas ou com velcro, 3 cadeiras adaptadas, 2 mesas com recorte, 1 caderno adaptado para comunicação alternativa, 1 plano inclinado, 2 andadores, 9 engrossadores de lápis, 6 auxiliares de preensão, 1 cadeira para banho, 1 mouse adaptado, 1 tapete sensorial, 1 chocalho, 1 triciclo adaptado, 1 ponteira de queixo, 1 ponteira de cabeça, 3 talas extensoras para cotovelo, 2 calhas para antebraço, 1 conto infantil utilizando o software power point, como recurso para comunicação alternativa. CONCLUSÃO: A utilização de tecnologia assistiva de baixo custo mostrou-se eficaz para indivíduos com limitações funcionais, auxiliando a superar as barreiras de mobilidade e comunicação, corroborando para o processo inclusivo.
Mostrar mais

1 Ler mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL DE BAIXO CUSTO: UMA REALIDADE POSSÍVEL

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL DE BAIXO CUSTO: UMA REALIDADE POSSÍVEL

A partir do momento em que o reservatório começa a ser cheio, o sensor1 é novamente atingido pela água, fazendo com que a porta I1 coloque sua saída em nível lógico baixo (TOCCI, 2007). Isso retira o pulso da porta do tiristor D1, mas não é suficiente para comutá-lo, pois a corrente de condução do mesmo ainda é maior do que a corrente de comutação, fazendo com que a bomba permaneça ligada (AHMED, 2000). Quando o nível da água se eleva até atingir o sensor2 a porta inversora I2 irá colocar em sua saída nível lógico baixo (TOCCI, 2007), fazendo com que o transistor Q1 entre na região de corte e, conseqüentemente desligue o tiristor D1. Ao D1 ser desligado, o Relé fica sem tensão de alimentação na bobina desligando o motor. A Figura 2 ilustra o protótipo montado no laboratório da Uned Zona Norte de Natal.
Mostrar mais

7 Ler mais

Tecnologia assistiva: desenvolvimento de recursos de baixo custo

Tecnologia assistiva: desenvolvimento de recursos de baixo custo

Introdução: O Censo Demográfico Brasileiro realizado em 2000 informou que 14,5% da população brasileira têm algum tipo de deficiência. Essas pessoas comumente apresentam dificuldades para a realização de atividades funcionais no seu dia-a-dia ou precisam de auxílio de outras pessoas para conseguir realizá-las adequadamente. Assim, é necessário o acesso à tecnologia assistiva. Objetivos: Prescrever, desenvolver e confeccionar recursos de tecnologia assistiva, além de oferecer consultoria colaborativa a professores, familiares e pessoas com deficiência. Métodos: Participaram do projeto pessoas com limitações funcionais atendidas no Centro de Estudos da Educação e da Saúde (CEES) que necessitavam de recursos de tecnologia assistiva para um melhor desempenho em suas atividades. Foram realizadas visitas na casa e na escola dos participantes e em algumas situações ao hospital. Durante as visitas foram realizados registros fotográficos e observacionais, entrevista com professores, familiares e criança sobre habilidades e dificuldades da criança com deficiência, necessidades e expectativas em relação à prescrição de recurso de tecnologia assistiva. Quando necessário, era verificado por meio de um protocolo padronizado as medidas antropométricas. Após as visitas, foram realizadas reuniões entre os participantes do projeto onde eram discutidas as solicitações dos cuidadores e usuários, bem como analisados os registros fotográficos e as avaliações realizadas durante as visitas. A partir das informações obtidas, elaborava- se um relatório técnico que apontava habilidades, dificuldades do usuário, barreiras ambientais e ações propostas para a resolução dos problemas. Resultados: No período entre agosto de 2007 e agosto de 2009, foram realizadas 46 visitas domiciliares, 3 visitas a hospitais e 8 visitas a escolas e confeccionados 44 recursos de tecnologia assistiva de baixo custo, sendo eles: 14 órteses para posicionamento de membros superiores, 2 órteses para posicionamento de membros inferiores, 2 pranchas imantadas, 2 pulseiras de peso, figuras e letras de isopor imantadas ou com velcro, 2 cadeiras adaptadas, 2 mesas com recorte, 1 caderno adaptado para comunicação alternativa, 1 plano inclinado, 2 andadores, 8 engrossadores de lápis, 6 auxiliares de preensão, 1 cadeira para banho, e 1 mouse adaptado. Durante as visitas foram realizadas orientações referentes a: 1) posicionamento corporal da pessoa com deficiência no leito ou em cadeiras adaptadas, 2) adequação de mobiliário escolar, 3) adequação de recursos pedagógicos, 4) acessibilidade física. CONCLUSÃO: A utilização de tecnologia assistiva de baixo custo mostrou-se eficaz para indivíduos com limitações funcionais, auxiliando a superar as barreiras de mobilidade e comunicação, corroborando para o processo inclusivo.
Mostrar mais

1 Ler mais

Bioplásticos como plataforma de baixo custo para testes de diagnóstico colorimétricos

Bioplásticos como plataforma de baixo custo para testes de diagnóstico colorimétricos

Figura 4.17 - (A) Exsicador de vidro com gel de sílica utilizado na produção de membranas poliméricas; (B1) membrana produzida através de uma emulsão de água em clorofórmio e evaporação de solvente em exsicador; (B2) teste de capilaridade numa tira da membrana B1; . 48 Figura 4.18 - Imagens de SEM da superfície das membranas produzidas por evaporação de solvente de emulsões de água em solução de P(3HB) obtido a partir de OUA em clorofórmio: (A) evaporação rápida em hotte (48h); (B) evaporação lenta em exsicador de vidro (72h); ............. 49 Figura 4.19 - Fotografias do teste de capilaridade com corante alimentar a membranas expostas a 120 min de tratamento UV/O3 no instante inicial (em baixo) e passados 20 min (em cima): (A) membrana de P(3HB) obtido a partir de OAU; (B) membrana P(3HB) Biomer; (C) membrana de P(3HB-co-HV) obtido a partir de polpa de maçã residual; ......................................................... 50 Figura 4.20 - Imagem de SEM das membranas obtidas por evaporação do solvente submetidas a 120 min de tratamento UV/O3: (A) P(3HB) obtido a partir de OAU; (B) P(3HB) Biomer; (C) P(3HB-co-HV) obtido a partir de polpa de maçã residual; ......................................................... 51 Figura 4.21 – Fotografias do teste de capilaridade com corante alimentar a membranas de P(3HB) obtido a partir de OAU e expostas a tratamento com plasma de O 2 , no instante inicial (em baixo)
Mostrar mais

95 Ler mais

Matéria (Rio J.)  vol.22 número2

Matéria (Rio J.) vol.22 número2

Zeólitas naturais são materiais adsorventes eficientes e com baixo custo para remoção de metais pesados em relação aos métodos convencionais. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do pH na capacidade máxima de remoção de cobre (Cu +2 ) por zeólita natural disponível na região do planalto catarinense (zeólita basalto - ZB) comparando sua eficiência com uma zeólita comercial importada de cuba (ZC). A capacidade de troca de cátions das zeólitas foi determinada pelo método de saturação por amônio. A densidade de partí- culas foi feita através do método do balão volumétrico. O efeito do pH na remoção foi avaliado a pH 3,0; 4,0 e 5,0 (±0,2) e concentrações iniciais de 10 mg L -1 e 180 mg L -1 . A capacidade máxima de remoção de Cu +2 foi avaliada em pH 3,0; 4,0 e 5,0 e concentrações iniciais de 10, 30, 60, 90, 180 e 270 mg L -1 . A quantifica- ção do teor de Cu +2 foi realizada por espectrofotometria de absorção atômica com sistema de atomização por chama do tipo ar-acetileno. Para a construção das isotermas foi utilizado regressão polinomial e no teste de médias da porcentagem removida de Cu +2 em diferentes valores de pH foi utilizado Scott-Knott a 5% de sig- nificância. A ZC apresentou capacidade de troca de cátions 40% superior a ZB, porém isso não se refletiu na capacidade de remoção. Houve efeito do pH somente para ZC na menor concentração adicionada. A capaci- dade máxima de remoção foi de 2662 mg kg -1 para ZB e 2759 mg kg -1 para ZC em pH 5,0. A capacidade máxima de remoção de Cu +2 para ZB é semelhante ao da ZC. A ZB pode ser utilizada na remoção de metais em efluentes industriais e laboratoriais com baixo custo.
Mostrar mais

9 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados