Instrumentos de medida

Top PDF Instrumentos de medida:

Construção de instrumentos de medida na área da saúde.

Construção de instrumentos de medida na área da saúde.

Resumo Instrumentos de medida são partes in- tegrantes da prática clínica, da avaliação em saú- de e de pesquisas. Esses instrumentos só são úteis e capazes de apresentar resultados cientificamente robustos quando são desenvolvidos de maneira apropriada e quando apresentam boas qualida- des psicométricas. A literatura aponta que, apesar do aumento significativo no número de escalas de avaliação, muitas não têm sido desenvolvidas e validadas adequadamente. O presente estudo teve como objetivos realizar uma revisão narrativa so- bre o processo de elaboração de novos instrumen- tos e apresentar algumas ferramentas que podem ser utilizadas em algumas etapas do seu processo de desenvolvimento. As etapas descritas foram: I-Estabelecimento da estrutura conceitual e defi- nição dos objetivos do instrumento e da população envolvida; II-Construção dos itens e das escalas de respostas; III-Seleção e organização dos itens e estruturação do instrumento; IV-Validade de conteúdo; e V-Pré-teste. Uma discussão breve so- bre a avaliação das propriedades psicométricas foi incluída devido à importância que esta tem para que os instrumentos sejam aceitos e reconhecidos tanto no meio científico como no meio clínico. Palavras-chave Medidas, Métodos e teorias, Questionários, Estudos de Validação, Reproduti- bilidade dos testes
Mostrar mais

12 Ler mais

Adaptação transcultural de instrumentos de medida do cuidado centrado na família.

Adaptação transcultural de instrumentos de medida do cuidado centrado na família.

Objetivo: Realizar a adaptação transcultural para a língua portuguesa brasileira de dois instrumentos de medida do cuidado centrado na família, um para pais e outro para profissionais da equipe de saúde. Métodos: Estudo metodológico de adaptação transcultural seguindo as etapas de tradução, retrotradução, análise de especialistas, pré-teste, teste-reteste e análise psicométrica após aplicação do instrumento com 100 pais de crianças hospitalizadas e 100 profissionais de unidades pediátricas de um hospital universitário. Resultados: A avaliação por especialistas de ambos os instrumentos apresentaram Kappa de 0,85 e 0,93 respectivamente. No pré-teste, os participantes não sugeriram alterações. No teste-reteste houve bons índices de estabilidade em ambos. A análise fatorial explicou 43,9% da variância total no instrumento pais e 43,4% no instrumento equipe. O coeficiente Alpha de Cronbach foi 0,723 no instrumento pais e 0,781 no instrumento equipe.
Mostrar mais

6 Ler mais

Os Instrumentos de Medida de Julgamento Moral Elaborados com Base na Teoria do Desenvolvimento Moral de KOHLBERGAlessandra de Morais SHIMIZU

Os Instrumentos de Medida de Julgamento Moral Elaborados com Base na Teoria do Desenvolvimento Moral de KOHLBERGAlessandra de Morais SHIMIZU

Kohlberg (1992) elaborou toda uma metodologia de levantamento e codificação de dados, que chegou a revolucionar o campo de estudos da moral. Suas pesquisas foram amplamente divulgadas, servindo não só de ferramenta para muitos investigadores interessados no desenvolvimento moral de jovens e adultos, como, também, de base para a construção de vários instrumentos de medida de julgamento moral.

6 Ler mais

Validade e reprodutibilidade dos instrumentos de medida da atividade física do tipo self-report em adolescentes: uma revisão sistemática.

Validade e reprodutibilidade dos instrumentos de medida da atividade física do tipo self-report em adolescentes: uma revisão sistemática.

Os seguintes critérios de inclusão foram ado- tados para esta revisão: (1) ser estudo de repro- dutibilidade e/ou validade de instrumentos de medida da atividade física do tipo self-report; (2) incluir adolescentes de 10-19 anos ou média de idade dentro desse intervalo; (3) ter utilizado co- mo critério de referência – “padrão-ouro” – ao menos uma medida objetiva e/ou subjetiva de atividade física e/ou de aptidão cardiorrespira- tória; (4) ser artigo original de pesquisa desen- volvida com seres humanos, publicado em peri- ódico indexado nas bases utilizadas, em inglês/ português/espanhol, durante janeiro de 1980 a dezembro de 2007.
Mostrar mais

23 Ler mais

Avaliação de cápsulas de cerâmica e instrumentos de medida de tensão usados em tensiômetros.

Avaliação de cápsulas de cerâmica e instrumentos de medida de tensão usados em tensiômetros.

O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de cápsulas de cerâmica procedentes do Estado do Ceará e dos Estados Unidos e testar o desempenho do transdutor de pressão acoplado a um tensiômetro de câmara de ar em condições de campo, em duas profundidades diferentes, na quantificação do potencial matricial da água no solo, em comparação com tensiômetros de manômetro de mercúrio. O trabalho de campo foi realizado em Mossoró, RN, utilizando o delineamen- to experimental de blocos ao acaso, com repetições, no esquema fatorial 2 x 2 x 2, sendo eles: procedência das cápsu- las; medidor de tensão e profundidades. Realizaram-se medidas pelo período de 40 dias consecutivos e se verificou que nos testes de campo a origem das cápsulas proporcionou iguais valores de tensão, embora as cápsulas do Ceará apresen- tassem condutância maior que as dos Estados Unidos. Os valores de tensão, obtidos pelos instrumentos de medidas de tensão, apresentaram diferença estatística, embora a diferença esteja dentro da precisão (1,0 kPa). Existe alta correlação (R 2 = 0,93) entre as tensões obtidas com os dois instrumentos de medida de tensão.
Mostrar mais

6 Ler mais

Avaliação de instrumentos de medida usados em pacientes com fibromialgia.

Avaliação de instrumentos de medida usados em pacientes com fibromialgia.

Objetivo: Avaliar os diferentes instrumentos de medida usados em pacientes com fi bromialgia. Pacientes e métodos: Foram avaliados 60 indivíduos que participaram de um ensaio clínico de corte transversal comparando os efeitos de exer- cícios realizados na água e exercícios realizados em solo, por meio dos questionários Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ) para avaliar o impacto da doença, The Medical Outcomes Study 36 item Short-Form Health Survey (SF-36) para avaliação da qualidade de vida, Inventário Beck para avaliar o estado de depressão e escala visual analógica da dor (EVA). Esses questionários foram comparados aos resultados obtidos em uma escala transicional do tipo Likert, a Escala verbal de avaliação de mudança (EVAM), considerada como critério de mudança na avaliação dos outros instrumentos. Resultados: O coefi ciente de Spearman foi usado para estudar a correlação entre a medida EVAM e os outros instrumentos em dois momentos (T1 e T2). Em T1 houve correlação moderada entre EVAM e EVA (r = 0,49), EVAM e FIQ (r = 0,41) e cor- relação negativa entre EVAM e os domínios referentes a dor (r = −0,49), estado geral (r = −0,55) e componente físico (r = −0,42) do SF-36. Em T2, apenas o domínio vitalidade do SF-36 mostrou correlação negativa com EVAM, de valor fraco (r = −0,27). Conclusão: Considerando-se a EVAM como padrão ouro, nenhum dos instrumentos avaliados conseguiu captar, de maneira ótima, mudança no estado de saúde do paciente com fi bromialgia.
Mostrar mais

6 Ler mais

Instrumentos De Medida Em Cardiologia Adaptados Para A Língua Portuguesa Do Brasil: Uma Revisão Sistemática.

Instrumentos De Medida Em Cardiologia Adaptados Para A Língua Portuguesa Do Brasil: Uma Revisão Sistemática.

Revisão sistemáica com o objeivo de ideniicar e caracterizar instrumentos de medida desenvolvidos no contexto da car- diologia que foram adaptados para a língua portuguesa do Brasil. Buscas sistemaizadas foram realizadas em seis bases de dados. Extraíram-se informações referentes ao processo de adaptação cultural e as pro- priedades de medida. Para avaliação da qualidade metodológica dos estudos, foram uilizados critérios com base em diretrizes internacionais para adaptação cultural de instrumentos. Dentre os 114 arigos le- vantados, 14 foram considerados elegíveis para a revisão. Desses, a maioria avaliava qualidade de vida (35,7%) e conhecimento/ aprendizagem em saúde (28,6%). A maioria dos estudos contemplou todas as etapas do processo de adaptação recomendadas pela literatura. Com relação às propriedades de medida, a consistência interna, veriicada por meio do alfa de Cronbach, foi a proprie- dade relatada na maioria dos estudos, bem como as validades de constructo e critério. Com este estudo, espera-se disponibilizar para a comunidade cieníica uma avalia- ção criteriosa dos quesionários adaptados disponíveis no contexto da cardiologia.
Mostrar mais

9 Ler mais

Qualidade de Vida de pacientes hipertensos e comparação entre dois instrumentos de medida de QVRS.

Qualidade de Vida de pacientes hipertensos e comparação entre dois instrumentos de medida de QVRS.

Foram analisados dados sociodemográficos (idade, sexo, anos de estudo, estado civil e cor da pele, nível socioeconômico) e clínicos (pressão arterial sistólica e diastólica, tempo de diagnóstico de HAS, levantamento de comorbidades e fatores de risco cardiovascular como diabetes, dislipidemia, histórico de infarto, histórico de AVC, depressão, obesidade e problema renal), que foram coletados por meio de entrevista estruturada e os pacientes relatavam suas comorbidades. Nos casos de dúvida os dados eram confirmados no prontuário do paciente. A medida do peso na faixa ideal foi obtida pelo Índice de Massa Corporal (IMC), calculado a partir do peso e altura dos pacientes. A classificação empregada foi da OMS 10 . A pressão arterial foi
Mostrar mais

10 Ler mais

INFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE MEDIDA NA DETERMINAÇÃO DO MÓDULO DE ELASTICIDADE DA MADEIRA NA COMPRESSÃO PARALELA ÀS FIBRAS (EC0).

INFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE MEDIDA NA DETERMINAÇÃO DO MÓDULO DE ELASTICIDADE DA MADEIRA NA COMPRESSÃO PARALELA ÀS FIBRAS (EC0).

RESUMO – O módulo de elasticidade na compressão paralela às fibras (E c0 ) é um dos parâmetros de referência para estimar o desempenho da madeira. O Anexo B da Norma Brasileira ABNT NBR 7190:1997 estabelece, nos ensaios para determinação do E c0 , que seja tomada a medida de deformações em pelo menos duas faces opostas dos corpos de prova. O objetivo deste trabalho foi verificar a influência dessas condições de ensaio nos valores de E c0 . Tal propriedade foi determinada a partir das deformações de duas faces opostas dos corpos de prova e, em seguida, a partir das deformações obtidas nas faces complementares. Foram utilizadas espécies de madeira de forma a abranger todas as classes de resistência assumidas pela citada norma. Os resultados indicam significativa variação de E c0 determinado nos ensaios referidos, evidenciando que tal situação deve ser considerada para futura revisão dos métodos de ensaio para determinação de propriedades da madeira para aplicação estrutural.
Mostrar mais

7 Ler mais

Avaliação do clima escolar por estudantes e professores: construção e validação de instrumentos de medida

Avaliação do clima escolar por estudantes e professores: construção e validação de instrumentos de medida

Há diversas formas de se avaliar o clima escolar – observações, entrevistas, grupos focais, questionários, dentre outras. No entanto, faz-se necessário que tal avaliação seja realizada com rigor metodológico, que englobe os vários aspectos que abrangem a instituição educativa, em suas características, estrutura, organização, relações e missão, e que as vozes dos diferentes atores da comunidade escolar sejam ouvidas. Com esse propósito, este estudo teve como intuito construir, aplicar e verificar as evidências de validade de instrumentos para a avaliação do clima escolar, por alunos e professores de escolas públicas e particulares de Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Os objetivos propostos foram cumpridos, chegando a uma segunda versão dos instrumentos, aprimorada e reduzida, porém, que ainda passará por mais uma etapa de validação, com testagem empírica em uma amostra ampliada. Espera-se então chegar às versões definitivas e validadas do instrumento, de maneira que possam ser disponibilizados ao uso pelas instituições escolares, de sorte a orientar o planejamento de intervenções e mensurar sua eficácia. Poderão, ainda, ser empregados por pesquisadores que desejarem realizar investigações nessa área.
Mostrar mais

24 Ler mais

Repositorio ISMT: A Satisfação Profissional dos Docentes: Uma Abordagem sobre Instrumentos de Medida. Revista Interacções

Repositorio ISMT: A Satisfação Profissional dos Docentes: Uma Abordagem sobre Instrumentos de Medida. Revista Interacções

Quanto ao nível de satisfação, é compreensível que as nossas ex- pectativas (desejos) tendam a ser mais elevados do que os resultados que obtemos, ou seja, ao que nos acontece na realidade. Deste modo, Graça (1989b) refere que se subtrairmos os valores obtidos na alínea a) aos que surgem na alínea b), obteremos a medida de discrepância entre as expectativas e os resultados, isto é, o grau da sua ‘não satisfação’ re- lativamente à característica em presença. Se, por exemplo, b)=1 e a)=1, expectativa e realidade são coincidentes, sendo o total de ‘não satisfa- ção’ igual a zero, o que significa que existe satisfação plena. Mas, se pelo contrário b)=7 e a)=1, a ‘não satisfação’ é igual a 6, o que corresponde a um máximo de discrepância, logo a um nível mínimo da satisfação.
Mostrar mais

30 Ler mais

Impacto do traumatismo dentário na qualidade de vida de crianças e adolescentes: revisão crítica e instrumentos de medida.

Impacto do traumatismo dentário na qualidade de vida de crianças e adolescentes: revisão crítica e instrumentos de medida.

Resumo O traumatismo dentário constitui-se em um problema de saúde pública com elevada preva- lência, tanto em crianças como em adolescentes brasileiros. Aliado a isso, essa injúria pode ocasio- nar perdas dentais irreparáveis, o que torna im- portante avaliar o impacto dessa condição por meio de instrumentos de qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB). Baseado nisso, a presente revisão de literatura, teve o propósito de expor ín- dices existentes que possam avaliar a Qualidade de Vida (QV) em crianças e adolescentes brasileiros com traumatismo dentário, bem como apresentar o estado da arte dos trabalhos dessa condição na QVRSB dos mesmos e, em seguida, discutir a pro- blematização sobre a produção encontrada a res- peito do tema. Para tanto, priorizaram-se os arti- gos publicados de 1980 a junho/2011, pesquisados em bases de dados (Pubmed, BVS, Google Scholar) ou manualmente nas referências das publicações selecionadas. A partir deste trabalho, pôde ser cons- tatado que não há instrumento específico para trau- matismo dentário, sendo necessário utilizar índi- ces voltados para avaliação da QVRSB em crian- ças e adolescentes presentes na literatura. Através deles, questões ainda não elucidadas sobre o im- pacto de traumatismos dentários na QVRSB po- derão ser respondidas.
Mostrar mais

8 Ler mais

Percepção de qualidade de vida de pessoas com fibrose cística: um estudo sobre a adequação dos instrumentos de medida.

Percepção de qualidade de vida de pessoas com fibrose cística: um estudo sobre a adequação dos instrumentos de medida.

enfatizam a necessidade de se avaliar grupos diferentes antes de presumir a existência de equivalência do construto entre as culturas. Assim, entendemos que apenas a exploração prévia do conceito, bem como a identificação de peculiaridades culturais e idiomáticas, é capaz de revelar se a estratégia mais acertada para permitir a avaliação compreensiva do construto, na nova população, seria a tradução e a validação do instrumento original ou o desenvolvimento de um novo instrumento. A análise lingüística dos cinco instrumentos revelou ainda importantes diferenças na enunciação das perguntas e na elaboração dos itens. É possível
Mostrar mais

9 Ler mais

Autoeficácia esportiva: uma revisão integrativa dos instrumentos de medida.

Autoeficácia esportiva: uma revisão integrativa dos instrumentos de medida.

Observa-se certo rigor psicométrico dos instrumentos utilizados para a mensuração da autoeficácia nos estudos presentes nesta revisão integrativa, explicitado, principalmente, pelo valor da consistência interna (Alpha de Cronbach). Esta foi a propriedade psicométrica mais encontrada nos estudos revisados que, por si só, não representa que o instrumento tenha sido validado, mas apenas denota o cuidado dos pesquisadores em avaliar o nível de consistência dos itens, o quão estão relacionados na escala, o que minimiza a imprecisão dos achados. Utilizar está técnica isoladamente remete a quebra de etapas de um processo de validação de um instrumento, do qual antes de se chegar a esta fase, necessita-se passar por etapas essenciais, como, por exemplo, validação de conteúdo e validade de construto da variável em questão. Por outro lado, os valores encontrados nos estudos revisados correspondem ao que se tem encontrado na literatura científica, que estabelece como precisos e confiáveis valores acima de 0.70, podendo considerar valores mais baixos, justamente por se tratar de uma variável subjetiva (NETEMEYER; BEARDEN; SHARMA, 2003).
Mostrar mais

11 Ler mais

Avaliação de instrumentos de medida usados em pacientes com fibromialgia

Avaliação de instrumentos de medida usados em pacientes com fibromialgia

The following instruments were used: the Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ) to assess the impact of the disease; the Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36)[r]

7 Ler mais

Modelando a Propensão ao Risco a partir de Diferentes Instrumentos de Medida

Modelando a Propensão ao Risco a partir de Diferentes Instrumentos de Medida

Resumo: Este estudo teve por objetivo avaliar evidências de validade dos instrumentos/métodos com base em critérios externos, contrastando os grupos pelo sexo nas três diferentes medidas de propensão ao risco: Escala de Propensão ao Risco Específico (EPRE- DE), jogo de dirigir um carro e jogo de cartas. Objetivou-se também construir um modelo de propensão ao risco a partir da análise das relações entre os três instrumentos/métodos. Os 211 participantes (121 mulheres; M = 21.60 anos; DP = 2.19; e 91 homens; M = 21.46 anos; DP = 2.0) responderam à pesquisa em uma única sessão experimental com média de duração de 30 minutos. Individualmente, os instrumentos apresentaram validade de critério para grupos contrastantes. Não houve correlações significativas entre os diferentes instrumentos no modelo de propensão ao risco. Concluímos que os dados foram modelados em uma estrutura de três fatores indicando a multidimensionalidade do construto propensão ao risco.
Mostrar mais

9 Ler mais

Atenção concentrada e atenção difusa : elaboração de instrumentos de medida

Atenção concentrada e atenção difusa : elaboração de instrumentos de medida

Atenção difusa e atenção concentrada são construtos bastante investigados em psicologia educacional, do trânsito, clínica e organizacional. Neste trabalho objetivou-se construir e investigar a validade de construto de testes que mensurassem esses traços latentes. Os estudos contaram com diferentes participantes, sendo, no total, cerca de nove grupos. Nos estudos de construção, os instrumentos passaram por análise semântica, de juízes e estudos-piloto. Para os estudos de investigação da validade, foram feitas correlações dos testes construídos com outros que mensuravam o mesmo traço latente: Teste de Atenção Difusa para Motoristas_2 (TADIM_2) e de Atenção Concentrada (AC). Após análises, os dois novos testes de atenção difusa mostraram boa correlação entre si, mas não com o TADIM_2. Porém, a análise fatorial confirmatória mostrou que aqueles representam melhor a atenção difusa que este. Por outro lado, os dois novos testes de atenção concentrada mostraram alta correlação com o AC, confirmando sua validade de construto.
Mostrar mais

74 Ler mais

Amor e construtos relacionados : evidências de validade de instrumentos de medida no Brasil

Amor e construtos relacionados : evidências de validade de instrumentos de medida no Brasil

b Amor platônico A pessoa sabe do meu sentimento Suspeito que saiba do meu sentimento Não sabe do meu sentimento c Relacionamento eventual “Ficante” d Ainda não sei se já estou nam[r]

174 Ler mais

Contribuição da insatisfação corporal e de variáveis demográficas e acadêmicas no comportamento alimentar de estudantes universitários brasileiros e portugueses

Contribuição da insatisfação corporal e de variáveis demográficas e acadêmicas no comportamento alimentar de estudantes universitários brasileiros e portugueses

modelo estrutural completo (Capítulo 2). Para tanto, fez-se necessário considerar o número de parâmetros a serem estimados no modelo, considerando os instrumentos de medida a serem utilizados e as variáveis independentes a serem incluídas. Para o TFEQ considerou-se a versão completa cujo o modelo apresenta 105 parâmetros a estimar. Considerou-se ainda 14 variáveis independentes (idade, sexo, estrato socioeconômico, reside com familiares, ano do curso, desempenho no curso, expectativas iniciais relativas ao curso, pensamento de desistir do curso, uso medicamento devido aos estudos, trabalho concomitante aos estudos, IMC, desejo de diminuir o tamanho do corpo, uso de medicamento para alterar a forma do corpo e uso de suplemento alimentar). Assim, tem-se 210 parâmetros a serem estimados.
Mostrar mais

38 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Mestrado Área de Concentração: Psicologia Aplicada

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA Programa de Pós-Graduação em Psicologia - Mestrado Área de Concentração: Psicologia Aplicada

Através da validação de instrumentos de medida de variáveis psicossociais, este estudo visou ampliar o conhecimento sobre o papel de fatores cognitivos relacionados ao consumo de álcool e teve como objetivos principais: (a) construir e validar a Escala de Benefícios e Barreiras percebidos em Evitar o Consumo de Bebidas Alcoólicas para amostras brasileiras, (b) adaptar e validar uma versão da escala DRIE (Drinking Related Internal-External Locus of Control Scale) para amostras brasileiras, (c) testar a capacidade de predição das crenças e percepção de controle sobre o consumo de álcool. Para isso, o projeto constou de duas fases distintas e, em ambas, o AUDIT (Alcohol Use Disorders Identification Test) foi utilizado para medida do padrão de consumo de álcool no último ano. Na fase inicial foram entrevistados 66 bebedores-problema, em tratamento ou não, para levantamento de benefícios e barreiras percebidos em evitar o consumo de álcool, tendo como base teórica o Modelo de Crenças em Saúde. Os resultados desta fase possibilitaram a construção dos itens da versão piloto da escala. Já a escala DRIE original em inglês passou por uma tradução e retradução e, em seguida, as duas escalas passaram por avaliação semântica e validação de conteúdo e por uma aplicação piloto. Na segunda fase do estudo, para validação empírica das escalas, participaram 433 servidores de uma instituição federal de ensino superior. Os dados foram analisados através do programa SPSS for Windows, para avaliar a estrutura fatorial e a confiabilidade dos instrumentos. As análises fatoriais apontaram os 19 itens da versão final da Escala de Benefícios e Barreiras Percebidos em Evitar o Consumo de Bebidas Alcoólicas, reunidos em dois fatores de segunda ordem (benefícios percebidos e barreiras percebidas), ambos com índices satisfatórios
Mostrar mais

231 Ler mais

Show all 10000 documents...