Laboratórios de Pesquisa

Top PDF Laboratórios de Pesquisa:

O design e a promoção da saúde nos laboratórios de pesquisa da Fiocruz.

O design e a promoção da saúde nos laboratórios de pesquisa da Fiocruz.

princípios da promoção da saúde enfocados, na tentativa de reconhecer sua adoção nesses ambientes. Para isso concentramos o foco no IOC, que entre as unidades da Fiocruz é a que reúne maior número de laboratórios de pesquisa. No organograma institucional (IOC, 2006), registram-se 66 laboratórios das mais diversas especialidades, realizando pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação. Embora se relacionem por meio dos canais organizacionais do Instituto, eles se encontram fisicamente dispersos em vinte prédios do campus de Manguinhos, que mede cerca de 800.000m², o que pode dificultar o compartilhamento de espaços e equipamentos coletivos. Além disso, o estudo pôde lançar mão da oportunidade por que passava o IOC, com intenso processo de discussão de suas formas organizacionais, incluindo a localização e a reformulação física de vários laboratórios. A maior parte das leis, normas e portarias governamentais que dizem respeito a plane- jamento, projetos e obras de ambientes físicos destinados à saúde só atenta para os aspec- tos de riscos físicos que possam agredir a fisiologia do trabalhador. Não contempla os aspectos psicofísicos ou psicofisiológicos, que devem ser aprofundados e considerados na formulação de normas contemporâneas que considerem integralmente o trabalhador da saúde (Grossman, Araújo-Jorge, Araújo, 2008a). Fere, assim, o princípio que a OMS denomina concepção holística, referente à ampliação do conceito de saúde e defensora de que as iniciativas de promoção se ocupem e fomentem a saúde física, mental, social e espiritual, pressupondo compreensão ampliada de saúde e assumindo que a promoção da saúde envolve toda a população em seu contexto cotidiano (WHO, 1998). A expressão inspira-se no holismo, “teoria segundo a qual o homem é um todo indivisível e não pode ser explicado por seus distintos componentes (físico, psicológico ou psíquico) considerados separadamente’’ (Ferreira, 2004)”.
Mostrar mais

16 Ler mais

Análise da Elaboração de um Protocolo para Registros de Acidentes em Laboratórios de Pesquisa e Ensino / Analysis of the Elaboration of a Protocol for Accident Records in Research and Teaching Laboratories

Análise da Elaboração de um Protocolo para Registros de Acidentes em Laboratórios de Pesquisa e Ensino / Analysis of the Elaboration of a Protocol for Accident Records in Research and Teaching Laboratories

O Protocolo para Registro de Acidentes em Laboratórios de Pesquisa e Ensino (PRA) foi elaborado em duas páginas no formato A4. A primeira página (Figura 1a) apresenta diagramas do corpo humano, adaptado do diagrama de Corlett (CORLETT; MANENICA, 1980; LEME; MAIA, 2015); no primeiro diagrama são apresentadas as regiões da posição dorsal do corpo humano; no segundo diagrama são apresentadas as regiões da posição frontal do corpo humano masculino e feminino; localizado na região superior/esquerda estão presentes as classificações dos tipos de acidente com alguns exemplos (físico, químico, biológico e ergonômico); a letra correspondente a cada tipo de acidente deverá ser preenchida nos respectivos diagramas e, dessa forma, indicar a região do corpo onde o mesmo ocorreu.
Mostrar mais

15 Ler mais

Implantação de um sistema de gestão da qualidade em laboratórios de pesquisa clinica

Implantação de um sistema de gestão da qualidade em laboratórios de pesquisa clinica

Outra dificuldade foi escolher a norma a ser adotada, pois no início do projeto não existiam normas específicas para laboratórios de pesquisa clínica e a norma ISO 15189:2006 específica para laboratórios clínicos não havia sido publicada no Brasil. Por outro lado, a ABNT já havia publicado a norma ABNT NBR ISO/IEC 17025:2005 (ISO 17025), aplicável á laboratórios de ensaio e já em uso no Brasil por laboratórios de análise de alimentos e equivalência farmacêutica, sendo, portanto potencialmente aplicável aos laboratórios de pesquisa clínica incluídos neste estudo. Após análise da norma pela coordenação do estudo, a mesma, e os documentos de apoio a ela relacionados, foram considerados adequados e suficientes para a implantação do sistema de gestão da qualidade.
Mostrar mais

121 Ler mais

O PAPEL DO TRABALHADOR DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO EM CENTROS DE ENSINO E LABORATÓRIOS DE PESQUISA BRASILEIROS

O PAPEL DO TRABALHADOR DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO EM CENTROS DE ENSINO E LABORATÓRIOS DE PESQUISA BRASILEIROS

O objetivo central deste trabalho foi estudar a tipologia do papel do trabalhador do conhecimento. Com base teórica na literatura voltada a conhecimento e gestão de conhecimento orientada a processos dos estudos de Hädrich (2008) e Reinhardt et al. (2011), este estudo abordou a dinâmica das atividades realizadas pelos trabalhadores do conhecimento durante as suas rotinas de trabalho e os principais processos típicos do conhecimento articulados as atividades destes profissionais com o apoio das TICs. Participaram da pesquisa 42 pesquisadores e docentes atuantes em centros de ensino e institutos de pesquisas brasileiros na área de biotecnologia e de ciência da computação. A análise dos dados mediante o uso de método quantitativo descritivo demonstrou que o papel mais importante para os respondentes foi o de Recuperador, e o processo de conhecimento típico o de Aquisição. Os resultados possibilitaram a compreensão do comportamento diferenciado do papel por gênero e por área de atuação. Os usuários são intensivos da TICs para suas rotinas, mas a interação com o ambiente em rede ainda é pequena. O resultado geral do estudo reforça boa aderência da tipologia e destaca o uso desse instrumento beneficia organizações na melhor alocação dos trabalhadores do conhecimento para alcance de resultados intangíveis importantes em seus projetos estratégicos
Mostrar mais

112 Ler mais

Trabalho técnico em laboratórios de pesquisa e desenvolvimento em saúde: um estudo de caso.

Trabalho técnico em laboratórios de pesquisa e desenvolvimento em saúde: um estudo de caso.

Esses atores (pesquisadores/auxiliares de pesquisa/estagiários) compõem os laboratórios, conformando uma rede de atores heterogêneos, através da qual os conhecimentos tecnocientíficos sã[r]

20 Ler mais

Análise do processo de trabalho em laboratórios de pesquisa em saúde: uma proposta de investigação.

Análise do processo de trabalho em laboratórios de pesquisa em saúde: uma proposta de investigação.

A recon stru ção d as ativid ad es realizad as coti- d ian am en te p elos técn icos d e n ível m éd io é o eixo con dutor de n osso p ercurso n o in terior dos lab oratórios, atu an d o com o via d e acesso ao con ju n to d e p rob lem áticas qu e d esejam os d is- cu tir. Este acesso p ossibilitará a organ ização de in form ações, d elin ean d o u m p erfil m in u cioso dos técn icos, que con tem p le seu m odo de agir e sua p róp ria visão do m un do de trabalho n o qual ele está in serid o. A p artir d a sistem atização d as rotin as, p reten d em os id en tificar e com p reen - d er: as relações técn ico-p esq u isad or, a valori- zação d os técn icos com o atores d o p rocesso d e con stru çã o d os con h ecim en tos tecn ocien tífi- cos, os m ecan ism os p ara o ap rim oram en to p ro- fission al, as p olíticas d e recap acitação qu e p os- sib ilitam este ap erfeiçoam en to. A recon stru ção das rotin as, aliadas à an álise de discu rso, torn a- rá p ossível o rastream en to d e exp ressões, valo- res, m o d elo s e p ro ced im en to s co n stitu id o res de u m determ in ado cam p o discip lin ar, com ba- se n o qu al situ ações são solu cion adas, en u n cia- d os são elab orad os e com p rovad os. Med ian te a an álise d o d esen volvim en to d o trab alh o d os técn icos d e n ível m éd io, recon stru irem os u m a p arte d o u n iverso d e relações, p rocessos in te- lectu ais e p ráticos, os q u ais con form am o p ro- cesso de con stru ção dos con h ecim en tos tecn o- cien tíficos. Procu ram os rem on tar m ais d o q u e o agir dos trabalh adores en volvidos n a con stru - ção d as tecn ociên cias, en ten d en d o com o e p or qu e esta ação ocorre. Reafirm am os a n ecessida- d e d e com p reen d er os fatores con d icion ad ores da con du ta dos técn icos n os laboratórios, in ter- rogan do quais fatores con cedem iden tidade aos técn icos en qu an to atores d o p rocesso d e con s- tru ção d os con h ecim en tos tecn ocien tíficos.
Mostrar mais

11 Ler mais

A estruturação do Programa de Capacitação Profissional de Biossegurança no contexto do Projeto de Modernização da Gestão Científica do Instituto Oswaldo Cruz.

A estruturação do Programa de Capacitação Profissional de Biossegurança no contexto do Projeto de Modernização da Gestão Científica do Instituto Oswaldo Cruz.

Para o ciclo de avaliação do Curso de Biossegu- rança para Laboratórios de Pesquisa Biomédica do Instituto Oswaldo Cruz, foi utilizado o modelo de análise de David Kirkpatrick (Evaluating Training Program, 1998), que se fundamenta em quatro ní- veis: (i) reação, realizada através de formulários, que mede as impressões dos participantes; (ii) aprendizado, estruturada através de testes, exames, simulações e seminários, que visa verificar se os participantes melhoraram ou ampliaram seus co- nhecimentos; (iii) comportamento, ou seja, a trans- ferência dos novos conhecimentos e habilidades para o comportamento no trabalho; (iv) resultados, que pretendem determinar o impacto institucional (referendado por Bastos, 1994; Eboli, 2004). Neste artigo, foram avaliados os níveis reação e aprendi- zado, os quais discutiremos a seguir. As análises dos níveis comportamento e resultados estão em desenvolvimento dentro do escopo da pesquisa.
Mostrar mais

9 Ler mais

A inovação sustentável e a dinamização do sistema local do agronegócio do caju cearense

A inovação sustentável e a dinamização do sistema local do agronegócio do caju cearense

Considerando os gargalos identificados pelos especialis- tas e com base na articulação desses temas de debate foi possível analisar os efeitos da gestão socioambiental com a possível implementação preventiva da Produção Mais Limpa e suas im- plicações na sustentabilidade das empresas participantes da ca- deia produtiva do caju. A Figura 2 permite a identificação de pontos a serem aperfeiçoados no âmbito da cadeia produtiva com a introdução preventiva de ferramentas da Produção Mais Limpa, ocasionando e difundindo inovações, ao propiciar mu- danças nos processos, produtos e formas da gestão das empre- sas (LEMOS, 1998; GASI; FERREIRA, 2006; BERKHOUT; GREEN, 2002; BELL; PAVITT, 1993; CHRISTIE et al., 1995). Vale ressaltar e conforme temas analíticos, algumas das alternativas de produtos e processos inovadores apresentados como decorrentes da gestão socioambiental ao longo da cadeia produtiva do caju estão em fase de finalização de pesquisas nos laboratórios de pesquisa e desenvolvimento (P&D) da EMBRAPA ou ainda são produzidos de forma artesanal, por- tanto, sem uma estrutura industrial devidamente formalizada. O caso do corante natural obtido de pigmentos do caju é um bom exemplo disto, pois o projeto concluído atenderá uma for- te demanda que surgirá quando da regulamentação da ANVISA.
Mostrar mais

14 Ler mais

Quantificação do número de plaquetas a partir de diferentes métodos de centrifugação em ratos da linhagem SHR.

Quantificação do número de plaquetas a partir de diferentes métodos de centrifugação em ratos da linhagem SHR.

Uma vez que os animais usados em grande escala, em laboratórios de pesquisa, são os ratos e devido à escassez de estudos nesse modelo animal, optamos por fazer este trabalho para avaliar qual o melhor método para a obtenc¸ão da melhor concentrac¸ão de plaquetas, em diferentes protocolos, quan- tificar a concentrac¸ão de plaquetas do sangue de ratos SHR, por meio de diferentes protocolos de centrifugac¸ão, e avaliar qual o método mais eficaz de obtenc¸ão de concentrado de plaquetas.

10 Ler mais

: Brapci ::

: Brapci ::

desvantagens tanto desse software como de diferentes sistemas de hipertexto e hipermídia existentes no mercado, ou em desenvolvimento em laboratórios de. pesquisa[r]

5 Ler mais

Diretrizes para um modelo de gestão pública ambiental: avaliação de padrões de consumo dos recursos naturais e destinação adequada dos resíduos no instituto biológico.

Diretrizes para um modelo de gestão pública ambiental: avaliação de padrões de consumo dos recursos naturais e destinação adequada dos resíduos no instituto biológico.

A pesquisa foi realizada no Instituto Biológico, com sede na cidade de São Paulo. Além da sede, existem as unidades de Campinas, Descalvado e Bastos. É uma instituição pública de pesquisa voltada para o agronegócio e está subordinado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios – APTA, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo – SAA/SP que coordena os institutos de pesquisa. Fundado em 1927 para combater a praga do café, desde a sua criação esteve voltado para agricultores e criadores e tem como objetivo desenvolver pesquisas relativas à sanidade vegetal e animal e à proteção ambiental. Sua estrutura atual consiste de seis centros de atuação, onde estão inseridos 36 laboratórios de pesquisa e de prestação de serviços, a área administrativa e um programa de Pós-Graduação em Sanidade, Segurança Alimentar e Ambiental no Agronegócio. Conta atualmente com 449 colaboradores distribuídos nas quatro unidades entre estatutários, contratados, terceirizados e estagiários (Tabela 1).
Mostrar mais

96 Ler mais

Rev. Assoc. Med. Bras.  vol.59 número4

Rev. Assoc. Med. Bras. vol.59 número4

Esse absurdo tem levado mais e mais professores a dois caminhos: o primeiro é abandonar a carreira acadêmica para se dedicar exclusivamente à medicina privada; o segundo é que, dentre os que permanecem, pouquíssimos se interessam em ensinar, preferindo ficar em laboratórios que lhes forne- cerão dados para publicac¸ões. Como consequência, muitas vezes os alunos e residentes ficam sem orientac¸ão didática, ou são ensinados por residentes que, por sua vez, aprendem com o aluno da pós-graduac¸ão ou não têm quem lhes ensine. No Brasil, o próprio médico recém-formado pode se candi- datar a trabalhar como médico de família, sem ter qualquer qualificac¸ão e com um salário dez vezes maior que o de um docente altamente qualificado de uma Universidade estadual ou federal.
Mostrar mais

2 Ler mais

Biossegurança em laboratórios universitários: um estudo de caso na Universidade Federal de Pernambuco.

Biossegurança em laboratórios universitários: um estudo de caso na Universidade Federal de Pernambuco.

Uma rápida visita aos laboratórios univer- sitários brasileiros revela que a maioria não respeita integralmente as normas de biosse- gurança. Felizmente, observa-se que tal situ- ação tem melhorado significativamente nos últimos anos, estimulada por organizações como a Associação Nacional de Biosse- gurança (ANBio). No âmbito da Universida- de Federal de Pernambuco, destaca-se o cur- so anual de capacitação de agentes de biossegurança promovido pelo Departamen- to de Antibióticos do Centro de Ciências Bi- ológicas, que, com apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia/CNPq, vem formando agentes multiplicadores entre estudantes, pro- fessores, pesquisadores e representantes de organizações públicas, particulares e não- governamentais. Com a expansão das linhas de pesquisa biológica, incluindo a provável utilização em maior escala de organismos geneticamente modificados e a busca por
Mostrar mais

8 Ler mais

A FIOCRUZ, a política de acesso aberto e o Arca – Repositório Institucional, uma experiência

A FIOCRUZ, a política de acesso aberto e o Arca – Repositório Institucional, uma experiência

Na parte de serviços de saúde as unidades da Fiocruz oferecem variados serviços articulados às suas atividades de ensino e pesquisa. Anualmente são realizadas mais de 80 mil consultas ambulatoriais de atenção básica e quase 130 mil procedimentos, além de milhares de hospitalizações. Possui dois hospitais de referência nas áreas de saúde da mulher e da criança - Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente, e de doenças infecciosas - Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas. Seus laboratórios realizam mais de 210 mil exames de referência e têm o reconhecimento da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Organização Pan- Americana de Saúde (Opas).
Mostrar mais

13 Ler mais

A comunicação como estratégia de gestão das instituições públicas de ensino superior. Estudo de caso: Unisidade Federal do Ceará

A comunicação como estratégia de gestão das instituições públicas de ensino superior. Estudo de caso: Unisidade Federal do Ceará

detalhasse os termos citados seria necessária para dirimir essa dúvida. Novamente, Kotler pode dar uma luz ao dizer que uma imagem pode durar uma vida. É possível que a imagem da UFC como uma universidade de qualidade esteja fixada na mente das pessoas de tal forma que seria preciso um grande número de experiências desagradáveis para comprometê-la. Essa hipótese encontra apoio em respostas espontâneas para a questão 5 do questionário em que grande parte dos alunos citam a reputação da UFC e o reconhecimento de sua qualidade pelo mercado de trabalho como bons motivos para cursá-la. Por outro lado pode-se considerar também o oposto da questão. Não seria a imagem de instalações, equipamentos e laboratórios ruins, e professores descompromissados que, presentes no imaginário das pessoas provocam a esses itens pontuações tão fracas? Resumindo, será que um ensino de boa qualidade é compatível com instalações, laboratórios e bibliotecas defasadas além de professores desmotivados? Se forem consideradas incompatíveis, no final dos seus cursos os alunos deverão ter opiniões diferentes, ou para a qualidade do ensino ou para laboratórios e professores. Não se deve esquecer o alto percentual de alunos cuja imagem da UFC, após ingressarem na instituição, mudou para melhor e acham que continua melhorando a cada dia. Se a qualidade do ensino já era considerada boa, o que melhorou e continua melhorando? Embora não se possa afirmar, a resposta se inclina para instalações, laboratórios e professores.
Mostrar mais

92 Ler mais

Revista Eletrônica de Ciência Administrativa (RECADM) - ISSN 1677-7387 Faculdade Cenecista de Campo Largo - Coordenação do Curso de Administração

Revista Eletrônica de Ciência Administrativa (RECADM) - ISSN 1677-7387 Faculdade Cenecista de Campo Largo - Coordenação do Curso de Administração

Através de uma análise comparativa entre a estratégia do franchise bidding, também conhecido na literatura como leilão de Demsetz, e as principais críticas formuladas a este modelo por[r]

16 Ler mais

Establishment of a management program for chemical residues and waste water, generated in laboratories of the centro de energia nuclear na agricultura (CENA/USP).

Establishment of a management program for chemical residues and waste water, generated in laboratories of the centro de energia nuclear na agricultura (CENA/USP).

Nos laboratórios da Instituição, quando da geração dos resídu- os, prioriza-se a utilização de recipientes para armazenamento de capacidade volumétrica reduzida (até 4 L). Desse modo, visando ainda a padronização do armazenamento e transporte dos volumes gerados, respeitando-se as necessárias condições de segurança em Química, adquiriram-se recipientes especiais, produzidos em polietileno de baixa densidade, resistentes ao choque físico, no in- terior dos quais são acondicionados frascos de vidro devidamente rotulados, contendo os resíduos químicos gerados. A correta iden- tificação dos resíduos gerados também é fundamental para que es- ses possam ser geridos, razão pela qual foi elaborado um rótulo padrão, apresentado na Figura 2, no qual as principais informações estão relacionadas ao componente principal do material residual, que pode ser aquele mais tóxico e/ou presente em maior concen- tração. Outra importante ciência diz respeito à concentração apro- ximada do resíduo gerado, embora qualquer dado adicional tam- bém deva ser considerado. Normalmente, os PGR de cada Institui- ção elegem os itens constantes na rotulagem de maneira distinta umas das outras, cada qual pautada nas suas peculiaridades 7-10 .
Mostrar mais

7 Ler mais

1 A NOVA ECONOMIA INSTITUCIONAL 1.1 Custos de transação

1 A NOVA ECONOMIA INSTITUCIONAL 1.1 Custos de transação

Apesar da infinidade de cenários que poderíamos construir envolvendo transações no setor público, a partir da administração direta ou de agências reguladoras, empresas públicas e[r]

16 Ler mais

Inibição de lodo biológico anaeróbio por constituintes de efluente de laboratório de controle de poluição.

Inibição de lodo biológico anaeróbio por constituintes de efluente de laboratório de controle de poluição.

Das quatro alternativas apresen- tadas, a “redução na fonte” e a “recicla- gem/reuso/recuperação” são as mais utili- zadas nos laboratórios de controle de po- luição. O “tratamento” quase não é apli- cado pelos responsáveis pela gerência dos resíduos gerados, sendo estes segregados, armazenados e transportados para fora do local de trabalho, não havendo muita pre- ocupação com a forma de tratamento ou disposição dos mesmos. Cabe ressaltar que na grande maioria das instituições, ainda não existe uma consciência ambiental por parte dos pesquisadores, predominando o descarte dos resíduos no lixo comum ou na rede de esgoto local, sem qualquer tratamento prévio. Tal procedimento pode afetar seriamente a eficiência das estações de tratamento de esgoto, tendo em vista que muitos constituintes desses resíduos são potencialmente tóxicos para a flora microbiana atuante nos sistemas biológicos.
Mostrar mais

7 Ler mais

Show all 10000 documents...