Manejo sanitário

Top PDF Manejo sanitário:

Diagnóstico de situação das práticas de manejo sanitário em sistemas de produção de bovinos de corte

Diagnóstico de situação das práticas de manejo sanitário em sistemas de produção de bovinos de corte

Foram entrevistados 21 produtores rurais com o objetivo de avaliar quais as práticas de manejo sanitário adotadas nos sistemas de produção de bovinos de corte, em propriedades rurais localizadas no Estado de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia. A pesquisa foi realizada por meio de abordagem qualitativa, com a colheita dos dados obtida por meio de questionário e entrevista pessoal junto aos proprietários rurais. Foram questionadas as atitudes e procedimentos sanitários correntes nesses sistemas de produção tais como: orientação veterinária, práticas sanitárias preventivas e de vigilância epidemiológica, conhecimento dos riscos sanitários para a produção segura de alimentos, alimentação dos animais, vacinas e vacinações, sistema de registros, medidas com os neonatos, produtos utilizados no ambiente e nos animais, período de carência, treinamento de funcionários, destino dos animais mortos, entre outras. Dentre os dados obtidos constatou-se que apenas 30% das propriedades possuíam assistência veterinária, 67% afirmaram respeitar o período de carência dos produtos, entretanto nenhum dos produtores soube mencionar estes períodos. Em 48% das propriedades eram os médicos veterinários que prescreviam medicamentos aos animais, dois proprietários relataram comprar e utilizar produtos veterinários vencidos nos animais e 48% já receberam algum tipo de treinamento na propriedade. Diante deste cenário, evidencia-se que os produtores rurais deveriam estar melhor preparados para inserção de seus produtos em um mercado altamente exigente e competitivo. Nesse contexto, agregar valor ao produto depende, sobretudo, da condição sanitária dos rebanhos.
Mostrar mais

9 Ler mais

Manejo sanitário e análise bromatológica de ração para galinhas poedeiras / Sanitary management and bromatological analysis of feed for laying hens

Manejo sanitário e análise bromatológica de ração para galinhas poedeiras / Sanitary management and bromatological analysis of feed for laying hens

Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 5, n. 6, p. 6151-6155, jun. 2019 ISSN 2525-8761 água no becker precisaram ser recolocadas devido a sua evaporação, dando continuação ao processo por mais 10 (dez) dias. Paralelamente a isso, foi realizada uma segunda análise referente à ração armazenada corretamente com base em um manejo sanitário adequado. Em ambas análises, foram avaliados matéria seca(MS), matéria mineral (MM), extrato etéreo (EE), digestibilidade, ácido ascórbico (vitamina C), proteína bruta (PB) e fibra bruta (FB), sendo esses os componentes nutricionais bases de um alimento.Ainda para a realização desse trabalho foram utilizados artigos científicos, retirados nas bases de dados Google Acadêmico,SciELO e ScienceDirect referente à avicultura, com enfoque em galinhas poedeiras, publicados no período de 1984 a 2013. Foram consultados livros de medicina veterinária sobre nutrição e produção de aves.
Mostrar mais

5 Ler mais

Diagnóstico de situação das práticas de manejo sanitário em sistemas de produção de bovinos de corte

Diagnóstico de situação das práticas de manejo sanitário em sistemas de produção de bovinos de corte

RESUMO – Foram entrevistados 21 produtores rurais com o objetivo de avaliar quais as práticas de manejo sanitário adotadas nos sistemas de produção de bovinos de corte, em propriedades rurais localizadas no Estado de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia. A pesquisa foi realizada através de abordagem qualitativa, com a colheita dos dados obtida por meio de questionário e entrevista pessoal junto aos proprietários rurais. Foram questionadas as atitudes e procedimentos sanitários correntes nesses sistemas de produção tais como: orientação veterinária, práticas sanitárias preventivas e de vigilância epidemiológica, conhecimento dos riscos sanitários para a produção segura de alimentos, alimentação dos animais, vacinas e vacinações, sistema de registros, medidas com os neonatos, produtos utilizados no ambiente e nos animais, período de carência, treinamento de funcionários, destino dos animais mortos, entre outras. Dentre os dados obtidos constatou-se que apenas 30% das propriedades possuíam assistência veterinária, 67% afirmaram respeitar o período de carência dos produtos, embora nenhum dos produtores soube mencionar estes períodos. Em 48% das propriedades eram os médicos veterinários que prescreviam medicamentos aos animais, dois proprietários relataram comprar e utilizar produtos veterinários vencidos nos animais e 48% já receberam algum tipo de treinamento na propriedade. Diante deste cenário, evidencia-se que os produtores rurais deveriam estar melhor preparados para inserção de seus produtos em um mercado altamente exigente e competitivo. Nesse contexto, agregar valor ao produto depende, sobretudo, da condição sanitária dos rebanhos.
Mostrar mais

35 Ler mais

ACOMPANHAMENTO DA CARGA PARASITÁRIA INTESTINAL E DO MANEJO SANITÁRIO DE UM CRIATÓRIO DE PACAS.

ACOMPANHAMENTO DA CARGA PARASITÁRIA INTESTINAL E DO MANEJO SANITÁRIO DE UM CRIATÓRIO DE PACAS.

A criação de pacas (Cuniculus paca Linnaeus, 1766) vem se desenvolvendo em toda América Latina. Com o objetivo de acompanhar o manejo sanitário, determinar a prevalência de parasitas gastrointestinais de pacas criadas em cativeiro, sua carga parasitária e avaliar estratégias utilizadas em seus controles, entre os meses de novembro/2012 a junho/2013, amostras de fezes frescas no solo foram coletadas e analisadas, utilizando-se as técnicas de Willis Mollay e Hofmann. Para quantiicação, utilizou-se a câmera de McMaster. A leitura foi realizada em microscopia óptica, com objetivas de 25x e 40x, as quais revelaram 21.433 ovos por grama de fezes (OPG), com média de 2.679,12 (± 41,0) Strongyloides spp., e 3.325 OPG, com média de 415,6 (± 57,0) Trychuris spp. Também encontraram-se 482.101 oocistos por grama de fezes (OOPG), com média 60.263 (± 15,93) de Eimeria spp. e 51 larvas de Strongyloides spp., com média 6,3 (± 6,86) larvas. Em uma única baia foram identiicados dois ovos de Hymenolepis diminuta. Foi utilizado um anti-helmíntico (albendazol 10%) e trimetropina associada à sulfadiazina, para combater a eimeriose. Conclui-se que o grande índice de infestação parasitária apresentado pelos animais, mesmo a despeito dos tratamentos anti- helmínticos efetuados, pode estar associado com o índice pluviométrico apresentado, as condições físicas das instalações e a limpeza e higienização dos recintos de forma inadequada.
Mostrar mais

7 Ler mais

MANEJO NUTRICIONAL E SANITÁRIO DE EQUINOS CRIADOS NO CENTRO DE TREINAMENTO FLÁVIO SILVEIRA

MANEJO NUTRICIONAL E SANITÁRIO DE EQUINOS CRIADOS NO CENTRO DE TREINAMENTO FLÁVIO SILVEIRA

O manejo nutricional e sanitário dos equinos do centro de treinamento Flávio Silveira foram acompanhados durante setenta dias visando a nutrição e higiene adequada desses animais, que no período avaliado, estavam sendo utilizados para modalidades equestres de três tambores e equoterapia. Foram observados os horários em que os animais foram submetidos ao arraçoamento, limpeza das baias, em banhos, higienização, casqueamentos, exames clínicos e toda sua rotina. Verificamos que, no período avaliado, que não houve casos de cólicas gastrointestinais, ou qualquer outra enfermidade importante. A utilização dos equinos em tratamentos terapêuticos como na equoterapia, fez com que esses animais fossem criados em centros urbanos e em espaços pequenos com alimentação industrializada e em grande quantidade de animais por pequeno espaço físico. Justifica-se o presente trebalho pela necessidade de apresentar boas práticas de manejo sanitário e nutricional de um Centro de treinamento equestre. Objetivou-se neste trabalho verificar as características do manejo sanitário e nutricional do centro de treinamento Flávio Silveira.
Mostrar mais

32 Ler mais

Curcuma longa no controle in vitro de Fusarium e produção de MPB de cana-de-açúcar / Curcuma longa in Fusarium in vitro control and MPB production from sugarcane

Curcuma longa no controle in vitro de Fusarium e produção de MPB de cana-de-açúcar / Curcuma longa in Fusarium in vitro control and MPB production from sugarcane

O tratamento com termoterapia (T2) se mostrou uma alternativa eficiente no manejo sanitário para produção de mudas de cana-de açúcar por atenuar os efeitos deletérios da presença do Fusarium e ter estimulado um desenvolvimento mais acelerado do comprimento e matéria seca da parte aérea, com médias superiores aos tratamentos com solução de açafrão (T1).

9 Ler mais

Caracterização da caprinocultura e ovinocultura no estado de São Paulo.

Caracterização da caprinocultura e ovinocultura no estado de São Paulo.

RESUMO: Os dados utilizados no trabalho foram levantados no período de 2009 a 2010, em propriedades com criações de caprinos e ovinos, no estado de São Paulo. Os dados foram obtidos através de questionário sobre manejo zootécnico e sanitário e para o estudo foi selecionada uma amostra de unidades de produção agropecu- ária e de animais, a fim de coletar amostras biológicas. Segundo os dados, a caprino e ovinocultura são atividades secundárias, de pequeno porte, geograficamente espalhadas. Os caprinos são cria- dos para consumo próprio de carne e leite, enquanto que os ovi- nos são criados comercialmente para produção de carne. Todavia, pode-se considerar que, tanto a caprino quanto a ovinocultura do estado se apresentam com baixo uso de tecnologia, empregando téc- nicas simples de manejo, sem assistência zootécnica ou veterinária. PALAVRAS-CHAVE: caprinos; ovinos; levantamento amostral; manejo zootécnico; manejo sanitário.
Mostrar mais

15 Ler mais

Produtividade de grãos da soja em função do manejo de herbicida e fungicidas.

Produtividade de grãos da soja em função do manejo de herbicida e fungicidas.

Com a introdução da soja resistente ao glifosato, ocorreu mudança no manejo da cultura, principalmente com relação ao manejo das plantas invasoras. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar os efeitos da aplicação de diferentes manejos de herbicidas e fungicidas sobre o rendimento de grãos e os componentes do rendimento da soja. O experimento foi conduzido no ano agrícola 2006/2007, na área experimental do Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Santa Maria. Foram utilizadas quatro cultivares de soja Roundup Ready TM (‘NK Mireya 4.2 RR’,
Mostrar mais

7 Ler mais

IDENTIFICAÇÃO DOS PRINCIPAIS IMPACTOS AMBIENTAIS OCASIONADOS PELO MANEJO DA PECUÁRIA NO MUNICÍPIO DE HUMAITÁ – AM

IDENTIFICAÇÃO DOS PRINCIPAIS IMPACTOS AMBIENTAIS OCASIONADOS PELO MANEJO DA PECUÁRIA NO MUNICÍPIO DE HUMAITÁ – AM

no qual as informações numéricas serão organizadas e tabuladas com o intuito de estabelecer a estatística descritiva. O Resultado mostrou que nas áreas estudadas, o desmatamento para abertura de novas áreas de pastagem embora em quantidade reduzida pode ocasionar problemas ambientais. Com relação a prática de queimadas, a mesma também se apresentou em pequenas quantidades, ressaltando-se que continuidade desta prática pode gerar problemas na superfície do solo, deixando desprotegido e pobre em matéria orgânica e ainda contribuir para o aumento de focos de calor no município. Os principais problemas relacionados ao uso e manejo do solo da área de pastagem se dá pela utilização de implementos agrícolas como aração e gradagem que visam à preparação da terra para semeadura de pastagens, assim como pastejo excessivo, a falta de manutenção e de práticas conservacionistas. Contudo, ressalta-se que a utilização de práticas de manejo da atividade pecuária do município tem sido realiza em pequena escala, porém não se descarta a possibilidade da ocorrência de impactos ambientais na região.
Mostrar mais

19 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC CAMPUS SOBRAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA GERVÂNIA BEZERRA GOMES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC CAMPUS SOBRAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA GERVÂNIA BEZERRA GOMES

A existência de uma pessoa com doença crônica na família conduz a uma necessidade de redefinição de papéis e tarefas, para dar resposta a esta nova realidade, no caso das famílias do estudo, outro membro com doença crônica pode implicar em maiores dificuldades no manejo. Dessa forma, a família vivencia alterações a nível físico, psíquico, social e econômico, proporcionando modificações no seu cotidiano (FERREIRA et. al., 2010). A variável relacionada ao recebimento de benefícios sociais ou assistenciais indica que 35% dos participantes recebem o benefício de prestação continuada (BPC), 15% o programa bolsa família, 5% tem aposentadoria por tempo de contribuição e os demais não recebem nenhum benefício.
Mostrar mais

119 Ler mais

Cenários ambientais na bacia do rio Atibaia.

Cenários ambientais na bacia do rio Atibaia.

No presente artigo realizou-se uma análise integrada da bacia hidrográfica do rio Atibaia. Foi feito diagnóstico ambiental da área de estudo. Aplicou-se a metodologia desenvolvida pela Organisation for Economic Co-Operation and Development, em 2003, associada àquela aprimorada por Tricart e adaptada por Ross (1994). Foram selecionados 33 indicadores ambientais que permitiram as representações física e espacial da bacia e subsidiaram a elaboração de cenários. Foram elaborados três deles para a bacia hidrográfica do rio Atibaia, denominados tendencial, manejo e conservação. Avaliaram-se as potencialidades e fragilidades da bacia, o que gerou resultados que permitiram nortear a gestão adequada dos recursos hídricos e a conservação ambiental. Conclui-se que, no cenário conservação, foram observadas as melhores condições para ocorrer a restauração da qualidade ambiental da bacia.
Mostrar mais

11 Ler mais

Impacto do uso de microrganismos em caixas sifonadas de ambientes sanitários.

Impacto do uso de microrganismos em caixas sifonadas de ambientes sanitários.

Quando se trata de sistemas prediais de esgoto sanitário, um dos pontos críticos é a manutenção das condições de limpeza dos aparelhos sanitários e, em especial, a remoção de resíduos que podem ficar acumulados em desconectores. Esse problema é mais crítico em edifícios com alta densidade populacional, como é o caso de hotéis, restaurantes, edifícios empresariais e escolares. A acumulação de resíduos em caixas de gordura, em caixas sifonadas e em tubulações bem como o rompimento de fechos hídricos podem ocasionar odores desagradáveis, o que, ao atrair insetos, pode favorecer a proliferação de agentes infecciosos prejudiciais à saúde humana.
Mostrar mais

11 Ler mais

Análise multivariada na diferenciaçãoentre manejos de solos cultivados com café

Análise multivariada na diferenciaçãoentre manejos de solos cultivados com café

envolvendo as variáveis em estudo. A análise geoestatística foi utilizada na determinação de modelos teóricos de variogramas e na interpolação por krigagem dos dados que foram gerados por meio da aplicação da ACP. No manejo orgânico, os atributos do solo foram mais correlacionados entre si, do que no manejo convencional. Pela análise de componentes principais verificou-se que os atributos com maior peso fatorial na componente 1 foram pH e saturação por bases e, matéria orgânica e carbono solúvel em água na componente 2, para ambos os manejos..

7 Ler mais

Produção de biomassa de cultivares de aveia sob diferentes manejos de corte.

Produção de biomassa de cultivares de aveia sob diferentes manejos de corte.

Por ocasião do corte da forragem, o sistema de desfolha provoca estresse na planta, pela remoção de área foliar, que, segundo o momento e intensidade da desfolha, afetará em maior ou menor grau o rendi- mento da forragem (Bortoloni et al. 2004). A resposta das plantas à desfolha é dependente da proporção de tecido removido, do grau de desfolhação da planta e das plantas vizinhas e da capacidade fotossintética das folhas remanescentes na planta (Confortin et al. 2010), uma vez que a intensidade da desfolha e o tempo para a recomposição foliar estão diretamente relacionados. Assim, as alturas de manejo de corte determinam a quantidade total de matéria seca (MS) produzida e a quantidade de MS reciclada no sistema (Aguinaga et al. 2008). O manejo destas alturas, à princípio, parece conlitante, uma vez que grande parte da biomassa produzida, que seria destinada à
Mostrar mais

8 Ler mais

Manejo de rodeio diário como ferramenta para incrementar a taxa de prenhes de vacas Nelore

Manejo de rodeio diário como ferramenta para incrementar a taxa de prenhes de vacas Nelore

Com o objetivo de facilitar e aumentar o contato entre os parceiros sexuais estabeleceu-se o manejo de agrupar o lote “rodeio”, que se constituiu de visitas diárias no Rodeio diário, já no Manejo tradicional as visitas com intervalo de 3 a 4 dias, realizados no período da manha (até às 9 horas), durante 30-45 minutos, em local pré-determinado para cada tratamento, que não se alterou até o final do estudo. No Rodeio diário o pasto foi percorrido por toda sua extensão garantindo que todos os animais do lote estivessem presentes no rodeio. No Manejo tradicional foi realizado da mesma maneira que no Rodeio diário, porém com intervalo de 3 a 4 dias, conforme manejo já adotado na propriedade.
Mostrar mais

13 Ler mais

Determinação de áreas aptas para instalação de um aterro sanitário

Determinação de áreas aptas para instalação de um aterro sanitário

O objetivo da monografia de especialização de TERRA (2011) foi selecionar áreas favoráveis no município de Piumhi/MG para a instalação de um aterro sanitário utilizando ferramentas de Geoprocessamento, seu trabalho foi construído baseado nas leis da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Nº 12.305 de 02 de agosto de 2010), Política Estadual de Resíduos Sólidos (Lei Nº 18.031, de 12 de janeiro de 2009), Deliberação Normativa (DN) COPAM Nº 52, de 14 de dezembro de 2001, Deliberação Normativa COPAM Nº118, 27 de junho de 2008 e Lei Estadual Nº 14.309, 19 de junho de 2002. A classificação das variáveis foi realizada como as normas ditam e a partir da classificação foi dado um peso para cada variável.
Mostrar mais

38 Ler mais

Análise retrospectiva da implantação do serviço de inspeção municipal de Rio Verde – GO e de microrganismos patogenicos em produtos cárneos

Análise retrospectiva da implantação do serviço de inspeção municipal de Rio Verde – GO e de microrganismos patogenicos em produtos cárneos

A resolução que tem por objetivo o aperfeiçoamento de controle sanitário dos alimentos, proteção à saúde dos consumidores e regulamentação de um padrão microbiológico para os alimentos, a RDC 12 de 2 janeiro de 2001(TABELA 01), classifica os alimentos em grupos alimentícios, sendo o quibe, o frango temperado alocados grupo cinco, pertencente as carnes e produtos cárneos, subproduto “b” onde fazem parte carnes resfriadas, ou congeladas, "in natura", de aves (carcaças inteiras, fracionadas ou cortes) , “d” onde fazem parte carnes cruas preparadas de aves, refrigeradas ou congeladas, temperadas e “f” onde fazem parte os produtos cárneos crus, refrigerados ou congelados ( hambúrgueres, almôndegas, quibe e similares), produtos a base de s angue e derivados “in natura” e embutidos frescais (linguiças cruas e similares). Alguns dos microrganismos pesquisados se encontram na tabela 1 (BRASIL, 2001).
Mostrar mais

80 Ler mais

A NECESSIDADE DE IMPLEMENTAÇÃO DAS NORMAS LEGISLATIVAS NA REDUÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS  Ana Lucia Brunetta Cardoso

A NECESSIDADE DE IMPLEMENTAÇÃO DAS NORMAS LEGISLATIVAS NA REDUÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS Ana Lucia Brunetta Cardoso

Assim, torna-se necessário estabelecer as diferenças relevantes entre lixão e aterro sanitário, conforme dispositivos normativos. De acordo com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - IPT lixão é uma forma inadequada de disposição final de resíduos sólidos, que se caracteriza pela simples descarga do lixo sobre o solo, sem medidas de proteção ao meio ambiente ou à saúde pública. O mesmo que descarga de resíduos a céu aberto. (REIS, 1995)

26 Ler mais

ANÁLISE DE IMAGENS NO ESTUDO DA POROSIDADE EM LATOSSOLO CULTIVADO COM BATATA (Solanum tuberosum L.) SOB DOIS SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO MARIANA REGO MONTEIRO GOMES

ANÁLISE DE IMAGENS NO ESTUDO DA POROSIDADE EM LATOSSOLO CULTIVADO COM BATATA (Solanum tuberosum L.) SOB DOIS SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO MARIANA REGO MONTEIRO GOMES

A densidade do solo é um atributo que é afetado pela estrutura do solo, grau de compactação, manejo e tipo de cultura (AMÉRICO, 1979). A maioria das culturas é afetada quando a densidade do solo ultrapassa 1,5 Kg.dm -3 , principalmente pela falta de oxigênio para respiração radicular, devido a baixa porosidade e má drenagem, e por impedimento mecânico para o crescimento das raízes, limitando-se à zona de absorção de água e nutrientes (SOUZA; COGO; VIEIRA, 1997). A camada superficial dos solos sob mata e pastagem, de modo geral, exibe baixos valores de densidade, ao passo que aqueles submetidos a cultivos contínuos mostram comumente densidades mais elevadas (ANDRADE et al., 2005).
Mostrar mais

61 Ler mais

MAGNITUDE DO IMPACTO DO ESGOTAMENTO SANITÁRIO NO BRASIL

MAGNITUDE DO IMPACTO DO ESGOTAMENTO SANITÁRIO NO BRASIL

O artigo apresenta uma discussão acerca da destinação dos esgotos no Brasil, que apesar de figurar entre as maiores economias do mundo possui desafios de ordem básica imensos, e constituem condição para um pleno desenvolvimento. Dessa forma, objetivo do estudo foi a quantificação dos volumes de esgotos sanitários gerados, por unidade federativa, considerando aspectos de tratamento e formas de disposição. A metodologia utiliza dados censitários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Ministério da Saúde, acerca do esgotamento sanitário dos domicílios brasileiros, desagregados por estados federativos, para facilitar a comparação e verificar onde se encontram os maiores desafios. Os dados do IBGE foram cruzados com dados do SIAB para adequar os dados e melhorar a aproximação dos resultados, assim como ajuste considerando a eficiência dos tratamentos usualmente adotados. Os resultados obtidos mostraram que o lançamento de esgotos sem tratamento corresponde a cerca de 52% do volume gerado, o que representa cerca de 12,7 milhões de m³ por dia ou 4,58 bilhões de m³/ano, valor que pode ser considerado cerca de 90 vezes superior ao volume de rejeitos de mineração liberada pela barragem em Mariana/MG no ano de 2015.
Mostrar mais

22 Ler mais

Show all 3532 documents...