Matas ciliares

Top PDF Matas ciliares:

Avifauna de matas ciliares do Rio Batalha e adjacências, região centro-oeste do estado de São Paulo, Brasil

Avifauna de matas ciliares do Rio Batalha e adjacências, região centro-oeste do estado de São Paulo, Brasil

Fragmentação florestal e perda de hábitat em regiões tropicais têm suscitado diferentes respostas em diferentes organismos, com especial atenção às espécies sensíveis a perturbações e dependentes de florestas. Estas reagem negativamente frente às alterações em seus hábitats, reduzindo em tamanho populacional. Neste cenário as matas ciliares exercem importante papel como refúgio para diversas espécies de aves. O presente estudo teve por objetivos inventariar as aves de dois fragmentos ciliares pertencentes ao Rio Batalha, região centro-oeste paulista. A avifauna foi caracterizada quanto à sua composição e estrutura, bem como em relação à ocorrência de espécies dependentes e semi-dependentes de florestas, as quais respondem mais sensivelmente a perturbações em seus hábitats. O censo quali-quantitativo, aplicado através dos métodos de trajetos e de pontos de escuta, revelou uma riqueza de 162 espécies de aves somando a avifauna de ambas as áreas, distribuídas em 48 famílias e 21 ordens. Foram identificadas 98 espécies florestais, sendo 27 migratórias, 14 endêmicas a outras formações, 3 ameaçadas de extinção, 8 quase ameaçadas, 32 residentes abundantes e várias insetívoras e frugívoras especialistas. Esses resultados são suficientes para demonstrar a relevante contribuição de matas ciliares do Rio Batalha na conservação da avifauna regional, sensível ao processo de fragmentação.
Mostrar mais

92 Ler mais

Áreas de preservação permanente no novo código florestal nacional: a questão das matas ciliares

Áreas de preservação permanente no novo código florestal nacional: a questão das matas ciliares

Como podemos perceber, a aprovação do pl5367/2009 é apenas o primeiro passo para que haja ordenamento legal compatível com a realidade brasileira no uso dos recursos naturais. neste momento, é impossível as se gurar ou mesmo afirmar que com o no vo Código Florestal Brasileiro ocorrerá am pliação ou redução da área agricultável, visto que praticamente inexistem estudos técnicos aplicáveis em áreas significativas do Brasil que assegurem a efetiva proteção dos recursos hídricos através da delimitação de matas ciliares.

8 Ler mais

Arbóreas medicinais das matas ciliares do Rio Canoas: potencialidade de uso em projetos de restauração.

Arbóreas medicinais das matas ciliares do Rio Canoas: potencialidade de uso em projetos de restauração.

A Floresta Atlântica é um imenso reservatório pouco explorado, sendo que em pequenas propriedades rurais situadas nos limites de abrangência estão contidos fragmentos florestais detentores da biodiversidade remanescente (Mariot & Reis, 2006). O município de Urubici, localizado no Planalto Serrano, apresenta extensas áreas de APPs (Áreas de Preservação Permanente) em função das características do relevo, e nele se concentram nascentes de importantes rios do Estado. Apesar disso, as matas ciliares foram praticamente dizimadas e substituídas por cultivos de olerícolas, justamente, porque as únicas áreas planas situam-se às margens do rio Canoas, que apresenta ao longo do percurso diferentes graus de perturbação.
Mostrar mais

11 Ler mais

Restauração de matas ciliares do rio Mearim no município de Barra do Corda-MA: seleção de espécies e comparação de metodologias de reflorestamento.

Restauração de matas ciliares do rio Mearim no município de Barra do Corda-MA: seleção de espécies e comparação de metodologias de reflorestamento.

Ecossistemas de alta diversidade biológica, as matas ciliares e de galeria no Cerrado englobam cerca de 33% do número total de espécies de fanerógamas conhecidas para o bioma (Felfilli et al., 2001). Sua importância reside na função protetora que exerce sobre os recursos bióticos e abióticos (Durigan & Silveira, 1999). Quanto aos recursos bióticos, servem de refúgio para a fauna fornecendo abrigo e alimentação e, atuando como corredor biológico, estimulam o fluxo gênico entre as populações. Quanto aos recursos abióticos as matas ciliares têm importância fundamental na manutenção da qualidade da água dos mananciais. Elas absorvem a água proveniente do escoamento superficial das áreas adjacentes, contribuindo para a redução dos processos erosivos do solo e conseqüente assoreamento do leito do curso d’água. No processo de absorção, filtram a água que pode estar contaminada com resíduos químicos das atividades agrícolas evitando a contaminação do curso d’água. A sombra proporcionada pela vegetação ciliar é importante para a estabilidade térmica da água, evitando alterações bruscas de temperatura que podem afetar a reprodução e sobrevivência de várias espécies de peixes (Naiman & Décamps, 1997; Barrela et al., 2000; Fonseca et al., 2001).
Mostrar mais

10 Ler mais

Uso de espécies nativas e exóticas na restauração de matas ciliares no Estado de São Paulo (1957 - 2008).

Uso de espécies nativas e exóticas na restauração de matas ciliares no Estado de São Paulo (1957 - 2008).

Espécies exóticas são utilizadas com maior freqüência na recuperação ou reabilitação de áreas degradadas, uma vez que podem ser a opção mais viável para plantios em locais com alterações ambientais severas ao ponto de serem limitantes para o estabelecimento e crescimento de vegetação nativa, como é o caso de áreas mineradas (PARROTA; KNOWLES, 1999; PRACH et al., 2007). Para a conservação da biodiversidade, no entanto, o uso de espécies nativas é geralmente preferível, visando à conservação das espécies (BROCKERHOFF et al. 2008). Ainda que exista muita polêmica em torno do uso de espécies não-nativas para fins de restauração (D’ANTONIO; MEYERSON, 2002), são raros ou praticamente ausentes os registros na literatura sobre a frequência com que essas espécies são utilizadas. Neste estudo, analisamos a riqueza e a origem das espécies que têm sido utilizadas na restauração de matas ciliares ao longo dos últimos 50 anos, para verificar: i) a frequência e a proporção com que espécies arbóreas exóticas são utilizadas nos plantios; ii) se a riqueza dos plantios tem aumentado e se o uso de espécies exóticas tem diminuído em anos mais recentes, em resposta aos avanços do conhecimento e como resultado das restrições impostas pela legislação ambiental do Estado de São Paulo.
Mostrar mais

12 Ler mais

Determinação do potencial de seqüestro de carbono na recuperação de matas ciliares na região de São Carlos - SP.

Determinação do potencial de seqüestro de carbono na recuperação de matas ciliares na região de São Carlos - SP.

foram consideradas. Essa decisão foi tomada em função da disponibilidade de informação e da dimensão que o projeto tomaria se todas as APPs fossem consi- deradas. Isto se refere principalmente às áreas inclinadas que segundo o código deveriam estar florestadas. A inclusão dessas áreas no projeto implicaria na exe- cução de novos estudos de composição florística, já que compõe um outro sistema distinto das matas ciliares e a produção de cartas temáticas que dessem enfoque à declividade do solo. No entanto, uma vez estando pronta a metodologia de aná- lise a que se propõe este trabalho, a expansão de análise para todas APPs será extremamente facilitada. A partir da análise das imagens de satélite, foi possível determinar algumas características importantes das micro-bacias que compõem a malha hídrica do município de São Carlos (comprimento de rio e área de APP).
Mostrar mais

161 Ler mais

Nitrogênio, carbono e compactação do solo como fatores limitantes do processo de recuperação de matas ciliares.

Nitrogênio, carbono e compactação do solo como fatores limitantes do processo de recuperação de matas ciliares.

A recuperação de áreas de floresta, principalmente de matas ciliares, tornou- se fator-chave para a adequação ambiental da agricultura, com o propósito de proteger os recursos hídricos e a biota. Entretanto, o cultivo agrícola tradicional, além de ter alterado a ciclagem de nutrientes com a perda de matéria orgânica, biomassa e atividade microbiana, causou também a compactação do solo, o que influencia a posterior implantação de reflorestamentos. O objetivo deste trabalho foi identificar quais atributos do solo (físicos, químicos e microbiológicos) mais influenciam o teor de C, N, P e umidade da serapilheira em áreas de mata ciliar com diferentes idades de recuperação (20, 10 e cinco anos), em comparação com uma área nativa (NT). A partir da ANOVA e dos testes de médias (Duncan) e correlação (Pearson), foram verificados quais atributos acompanham o tempo de recuperação e qual a relação entre eles. A análise multivariada de partição da inércia a partir da análise de redundância (pRDA) foi feita a fim de identificar quais atributos do solo foram mais importantes para discriminar entre as áreas, com base nos teores de C, N, P e umidade da serapilheira encontrados nessas áreas. Maior relação C/N da serapilheira foi encontrada nas áreas de 20 (26,8) e de cinco (29,9) anos. Entre os atributos microbiológicos avaliados, observou-se que a respiração basal do solo (C-CO 2 ), o carbono da biomassa microbiana (CBM) e a
Mostrar mais

10 Ler mais

Avaliação do potencial invasivo de espécies não-nativas utilizadas em plantio de restauração de matas ciliares

Avaliação do potencial invasivo de espécies não-nativas utilizadas em plantio de restauração de matas ciliares

Ao longo dos últimos 50 anos de prática da restauração de matas ciliares as espécies nativas têm sido priorizadas nos projetos, estando presentes em maior número nos plantios. Espécies não-nativas foram utilizadas em grande extensão na restauração de matas ciliares em regiões de Mata Atlântica e, embora o seu uso tenha diminuído nos anos mais recentes, essas espécies ainda são freqüentes nos projetos. As políticas públicas voltadas à restauração e as restrições quanto ao uso de espécies não-nativas na legislação ambiental vigente nas últimas décadas podem ter contribuído para a diminuição do uso de exóticas, mas ainda não foram suficientes para impedir de fato a introdução de tais espécies. Por outro lado, a legislação estabelece que as florestas restauradas tenham alta riqueza de espécies e, em alguns casos, observamos que iniciativas para se alcançar esta meta têm levado à introdução de um número ainda maior de espécies não-nativas. A região de ocorrência ecológica natural também é pouco considerada na escolha das espécies, sendo registradas entre as não-nativas mais espécies de outras formações vegetacionais brasileiras do que espécies oriundas de outros países. Dessa forma, o foco das ações deve estar na capacitação e no treinamento de profissionais ligados diretamente à prática da restauração e, principalmente, na fiscalização dos viveiros que fornecem mudas para os projetos, para então alcançar o objetivo de impedir que espécies exóticas continuem a ser incluídas nos plantios.
Mostrar mais

120 Ler mais

REPOSITORIO INSTITUCIONAL DA UFOP: Macroinvertebrados de solo amostrados em pitfall : qual a relação com a restauração de matas ciliares?

REPOSITORIO INSTITUCIONAL DA UFOP: Macroinvertebrados de solo amostrados em pitfall : qual a relação com a restauração de matas ciliares?

A restauração de matas ciliares é essencial para a preservação dos cursos hídricos e manutenção dos processos ecossistêmicos florestais. Um bom indicativo do nível de restauração ambiental é a comunidade de macroinvertebrados de solo, contudo ainda há poucos estudos que consideraram estes organismos. Neste trabalho, avaliamos a interação da macrofauna edáfica com os parâmetros físicos ambientais de matas ciliares restauradas e pudemos perceber como esta comunidade está associada à restauração ambiental. Observamos que a composição de espécies da comunidade não se sobrepôs entre as áreas, ao contrário do observado com a composição trófica, sugerindo redundância funcional entre as espécies. Constatamos que a implantação de técnicas de restauração foi suficiente para restaurar a composição funcional das comunidades de besouros, principalmente em áreas mais antigas. Além disso, observamos como as variáveis ambientais das áreas, tais como as diretamente relacionadas aos locais (tempo de restauração, largura da mata, matriz inserida), as fitossociológicas (altura das árvores, DAP, cobertura vegetal, densidade), as relacionadas ao solo (umidade e compactação) e à serapilheira (produção e taxa de decomposição) influenciaram a abundância total, riqueza taxonômica e trófica da macrofauna de solo amostrada e se relacionaram aos grupos tróficos encontrados. Este estudo sugere que avaliar a comunidade de invertebrados edáficos é eficaz como indicativo de restauração ambiental e pode dar respostas mais amplas sobre os níveis de restauração das matas ciliares, principalmente quando se consideram os grupos tróficos.
Mostrar mais

60 Ler mais

Ecossistemas de referência para restauração de matas ciliares: existem padrões de biodiversidade, estrutura florestal e atributos funcionais?.

Ecossistemas de referência para restauração de matas ciliares: existem padrões de biodiversidade, estrutura florestal e atributos funcionais?.

identificadas as espécies de epífitas, de modo que foram igualmente contabilizadas espécies generalistas, como as do gênero Tillandsia, e outras que podem ser mais raras ou mais exigentes em qualidade de hábitat. Esta diferenciação poderia ter apontado amplas variações entre áreas e merece ser objeto de estudos específicos. A densidade de árvores com epífitas nas matas naturais como meta para florestas em restauração pode ser um alvo inatingível ou pode levar a decisões de manejo equivocadas, como a introdução de epífitas em ecossistemas que ainda não apresentam condições ecológicas ideais para a existência desta forma de vida. A área basal e a cobertura de copas não mostraram diferenças entre as áreas de estudo e coincidem com valores observados em outras matas ciliares em região de Floresta Estacional Semidecidual (DURIGAN, LEITÃO-FILHO, 1995; TONIATO; OLIVEIRA-FILHO, 2004; SUGANUMA et al., 2008). Além disso, a rápida evolução destas variáveis as coloca como bons
Mostrar mais

14 Ler mais

COMPONENTE ARBUSTIVO-ARBÓREO DE MATAS CILIARES EM RESTAURAÇÃO E REMANESCENTES NATURAIS INSERIDOS EM MATRIZ SILVÍCOLA, RIO NEGRINHO, SC.

COMPONENTE ARBUSTIVO-ARBÓREO DE MATAS CILIARES EM RESTAURAÇÃO E REMANESCENTES NATURAIS INSERIDOS EM MATRIZ SILVÍCOLA, RIO NEGRINHO, SC.

O estudo foi realizado na Fazenda Santa Alice, localizada no município de Rio Negrinho, Planalto Norte Catarinense, entre as coordenadas 26º28’26” de latitude e 49º31’28” de longitude. Possui uma área total de 1.454 hectares ocupados pelo cultivo de Pinus taeda e Eucalyptus spp., além de áreas naturais, estradas e infraestrutura rural. A flora da região se insere entre as unidades Fitogeográficas de Floresta Ombrófila Mista e Floresta Ombrófila Densa, ambas constituintes do bioma Mata Atlântica (IBGE, 2004). A Floresta Ombrófila Mista, com sub-bosque de imbuias e erva- mate é o tipo de formação florestal predominante na área de estudo (KLEIN, 1978; SANTA CATARINA, 1986). A topografia da Fazenda é representada por uma superfície suave a fortemente ondulada, com altitude variando entre 800 e 1.200 m (SCARIOT et al., 2012). O tipo de solo predominante pertence à classe de solo Cambissolo Álico, vermelho, com textura argilosa e moderadamente drenado (FASOLO et al., 2004). As matas ciliares estudadas estão inseridas às margens dos córregos Corredeiras e Rio Verde, pertencentes à bacia hidrográfica do
Mostrar mais

12 Ler mais

Comunidade de machos de Euglossinae (Hymenoptera: Apidae) das matas ciliares da margem esquerda do médio Rio São Francisco, Bahia.

Comunidade de machos de Euglossinae (Hymenoptera: Apidae) das matas ciliares da margem esquerda do médio Rio São Francisco, Bahia.

Área de estudo. O estudo foi desenvolvido em matas ciliares próximas ao povoado de Ibiraba (10º 48’S e 42º 50’W), município de Barra. Ibiraba está localizado às margens do rio Icatu, afluente da margem esquerda do médio Rio São Francisco, Noroeste do Estado da Bahia (Fig. 1). Apresenta cota altimétrica de aproximadamente 400 m (Barreto 1996). O povoado encontra-se rodeado, a oeste, pelo maior campo de dunas continentais do Brasil com 5.900 km 2 de depósitos arenosos

10 Ler mais

Comunidades de peixes e integridade biótica do Córrego da Água Limpa na fase de pré-recuperação de matas ciliares

Comunidades de peixes e integridade biótica do Córrego da Água Limpa na fase de pré-recuperação de matas ciliares

O presente estudo teve o objetivo de avaliar a qualidade ecológica do Córrego da Água Limpa, uma importante fonte de abastecimento de água para o município de Monte Aprazível no noroeste do Estado de São Paulo, através da adaptação de um índice de integridade biótica (IBI) local utilizando a comunidade de peixes, visando estabelecer um protocolo para análise em longo prazo das influências de um plano de recuperação de matas ciliares recentemente implementado naquela bacia. O IBI de quatro trechos eqüidistantes ao longo do riacho foi calculado para dois protocolos de amostragem diferentes e em dois períodos do ano. As comparações de atributos selecionados foram realizadas com base em cenários referência, seguindo uma abordagem sítio-específico em razão das particularidades de cada trecho. Houve pouca influência do esforço de amostragem e da sazonalidade nos valores finais do IBI. De modo geral, os trechos 1 e 4 apresentaram integridade biótica regular, o trecho 2 foi considerado pobre e o trecho 3, muito pobre; tais resultados coincidem com aspectos da qualidade física do hábitat.
Mostrar mais

95 Ler mais

Participação em políticas públicas para conservação de matas ciliares no Estado de São Paulo.

Participação em políticas públicas para conservação de matas ciliares no Estado de São Paulo.

Entre os representantes das entidades executoras, a percepção de que estes eventos tiveram uma incidência no que se refere a aspectos técnicos da restauração de matas ciliares e práticas agrícolas sustentáveis foi apontada por 66% dos entrevistados. Neste caso, houve outros temas mais citados como resultado dos eventos, tais como a oportunidade propiciada à entidade de conhecer melhor os problemas socioambientais locais; bem como de conhecer mais potenciais parceiros para trabalhar na área socioambiental em nível local, estadual, e nacional – incluindo órgãos públicos, ONGs, empresas, colegiados e fundos de financiamento na área socioambiental. Comentários adicionais dos entrevistados apontam que os cursos contribuíram para sensibilizar os proprietários para a questão ambiental; cumprir uma função educacional; fortalecer a entidade executora; viabilizar o envolvimento da entidade executora com a SMA e com a comunidade; divulgar a instituição; e possibilitar a capacitação de membros da entidade executora.
Mostrar mais

17 Ler mais

FLORÍSTICA E ESTRUTURA DA COMUNIDADE ARBÓREA DE FRAGMENTOS DE MATAS CILIARES DOS RIOS SÃO FRANCISCO, COCHÁ E CARINHANHA, NORTE DE MINAS GERAIS, BRASILRubens Manoel dos Santos; Fbio de Almeida Vieira

FLORÍSTICA E ESTRUTURA DA COMUNIDADE ARBÓREA DE FRAGMENTOS DE MATAS CILIARES DOS RIOS SÃO FRANCISCO, COCHÁ E CARINHANHA, NORTE DE MINAS GERAIS, BRASILRubens Manoel dos Santos; Fbio de Almeida Vieira

Apesar de serem protegidas por legislação federal e estadual, estas formações vegetais vêm sendo continuamente destruídas (Salis et al., 1994). A fragmentação florestal, que também atinge as matas ciliares, na maior parte das vezes, ocorre devido à substituição de parte da floresta por pastagens e atividades agrícolas. Além disto, as pressões humanas sobre estas fisionomias, têm ocasionado a formação de pequenos fragmentos esparsos, em sua grande maioria perturbados (Oliveira-Filho et al., 1994).

18 Ler mais

Recuperação dos serviços ecossistêmicos em matas ciliares reflorestadas

Recuperação dos serviços ecossistêmicos em matas ciliares reflorestadas

14 hidrelétricas os mais estudados (Martins, 2007). O objetivo principal da revegetação de margens de reservatórios era, até pouco tempo, concentrado em apenas um dos inúmeros serviços ambientais oferecidos pelas matas ciliares: o controle da erosão. A visão moderna (Millennium Ecosystem Assessment 2005; Nellemann & Corcoran 2010; Perrings et al. 2010) de recuperação de áreas degradadas, entretanto, torna obrigatória a consideração também de aspectos como a reabilitação das características estruturais e funcionais da floresta , relacionadas à estabilidade do solo e margens dos cursos d’água, retenção de poluentes e sedimentos, geração de hábitat para ocupação de espécies animais, fornecimento de alimento e abrigo para a fauna terrestre e aquática, promoção das interações bióticas, melhoria de atributos químicos do solo, sustentabilidade na ciclagem de nutrientes e água e no recrutamento de novas gerações de plantas, reestabelecimento dos fluxos e estoques de carbono, incremento de redundâncias ecológicas, através do aumento da biodiversidade (Renner, 2004; Martins, 2007; Ferreira, 2009; Martins et al, 2012).
Mostrar mais

115 Ler mais

REPOSITORIO INSTITUCIONAL DA UFOP: Se reconstruirmos elas virão? abelhas e vespas solitárias que nidificam em cavidades preexistentes em matas ciliares restauradas no cerrado do Sudeste do Brasil.

REPOSITORIO INSTITUCIONAL DA UFOP: Se reconstruirmos elas virão? abelhas e vespas solitárias que nidificam em cavidades preexistentes em matas ciliares restauradas no cerrado do Sudeste do Brasil.

Dentre os mais diversos tipos de formações vegetais afetadas pelas ações antrópicas, destacam-se as matas ciliares. Características das margens dos cursos d’água destas formações protegem os recursos hídricos impedindo os processos erosivos que levam ao assoreamento dos seus leitos, filtram a água no processo de absorção evitando a contaminação dos mananciais com resíduos químicos oriundos das atividades agrícolas. O sombreamento destas matas contribui para a estabilidade térmica dos ambientes aquáticos circundados por elas evitando mudanças bruscas em suas temperaturas, o que poderia levar a morte de várias espécies aquáticas (Naiman & Décamps 1997, Barrela et al 2000, Fonseca et al 2001). No entanto as suas funções vão além, pois, as formações ciliares são utilizadas como refúgio para os mais diferentes tipos de animais, onde eles encontram abrigo e alimento além de atuarem como corredores ecológicos no processo de deslocamento da fauna, o que acaba contribuindo para o fluxo gênico de diversas populações (Duringan & Silveira 1999, Lacerda & Figueiredo 2009, Metzger 2010). No Cerrado as matas ciliares apresentam 33% das plantas fanerógamas registradas para este bioma (Felfilli et al 2001).
Mostrar mais

198 Ler mais

O DEVER FUNDAMENTAL DE RECUPERAÇÃO, MANUTENÇÃO E PROTEÇÃO DAS MATAS CILIARES E DAS NASCENTES: UMA ANÁLISE DO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO À LUZ DO PRINCÍPIO DA PROIBIÇÃO DO RETROCESSO

O DEVER FUNDAMENTAL DE RECUPERAÇÃO, MANUTENÇÃO E PROTEÇÃO DAS MATAS CILIARES E DAS NASCENTES: UMA ANÁLISE DO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO À LUZ DO PRINCÍPIO DA PROIBIÇÃO DO RETROCESSO

A lógica do dever de proteção não pode ser invertida! As agressões e danos ao meio ambiente aumentaram ao longo do tempo e se modificaram. Hoje, fala-se em transgenia, diminuição dos recursos hídricos potáveis, extinção da biodiversidade, pro- blemas inimagináveis há algum tempo atrás. O homem acreditava que a água potável do Planeta não acabaria e, atualmente, observa-se uma preocupação da sociedade e da ciência com essa questão. Assim, não é admissível que, no contexto hodierno, o dever de proteção das nascentes e matas ciliares seja mitigado e retroceda.
Mostrar mais

14 Ler mais

Cobertura de copas como indicador de desenvolvimento estrutural de reflorestamentos de restauração de matas ciliares no Médio Vale do Paranapanema, SP, Brasil.

Cobertura de copas como indicador de desenvolvimento estrutural de reflorestamentos de restauração de matas ciliares no Médio Vale do Paranapanema, SP, Brasil.

RESUMO – Muitos esforços e recursos têm sido despendidos com o objetivo de restaurar matas ciliares sem que tenham sido estabelecidos procedimentos para avaliação e monitoramento das áreas em restauração. Neste estudo, a cobertura de copas foi analisada como um indicador para avaliar os reflorestamentos de restauração. Em seis reflorestamentos de restauração com idades variando entre 1 e 3 anos, localizados no Médio Vale do Rio Paranapanema, São Paulo, Brasil, foram realizados levantamentos da estrutura da comunidade e estimada a cobertura pelo método da interseção na linha. A cobertura apresentou correlações significativas com idade (r = 0,8140), altura (r = 0,8002), área basal (r = 0,7949), e diâmetro à altura do peito - DAP (r = 0,7234) e foi considerada um indicador adequado para avaliar a evolução estrutural dos reflorestamentos, na faixa de idade enfocada neste estudo (até 36 meses). O modelo para determinação da taxa de cobertura de copas (Y) esperada em função da idade (X) dos plantios (meses) com melhor desempenho foi o modelo recíproco (Y = a + b / X). Entretanto, outros modelos com melhores resultados de ajuste podem ser gerados caso seja considerado todo o espectro de variação de idades e de qualidade de sítio, que podem exercer influência na evolução da cobertura.
Mostrar mais

8 Ler mais

Avifauna em matas ciliares: caracterização visando ações de emergência, mitigação e compensação em caso de derramamento de combustíveis em vias hidroviárias

Avifauna em matas ciliares: caracterização visando ações de emergência, mitigação e compensação em caso de derramamento de combustíveis em vias hidroviárias

As aves estão entre os diversos organismos que podem ser utilizados como bioindicadores para mensurar impactos ambientais. Uma das formas de utilizar o grupo das aves como bioindicador, é compreender como a riqueza e a abundância das espécies são afetados por variáveis locais e da paisagem. Assim, este estudo teve como objetivo caracterizar a avifauna presente em remanescentes de matas ciliares; quantificar a contribuição relativa de variáveis locais e da paisagem que influenciam a riqueza e abundância da avifauna; e identificar as espécies com maior sensibilidade a alterações antrópicas. Para uma análise mais eficiente da avifauna, esse grupo foi divido com relação à sua dependência de ambientes florestais e de ambientes aquáticos. Foram amostradas aves de 12 fragmentos ciliares e calculado métricas de paisagem em seus entorno, no trecho do rio onde a Transpetro tem a intenção de ampliar a Hidrovia Tietê-Paraná, para o transporte de biocombustíveis e derivados de petróleo. As matas ciliares da região tiveram uma riqueza de 178 espécies que mostraram forte relação com variáveis da paisagem, sendo que a porcentagem de água foi a de maior influência sobre a comunidade de uma forma geral. A análise do grupo dependente de ambientes florestais mostra que as matas ciliares da região não possuem uma boa qualidade, mesmo assim, possuem espécies de grande importância para o funcionamento dos ecossistemas e que podem servir como bioindicadoras para mensurar as possíveis alterações provocadas pela hidrovia. Como resultado final, sugerimos espécies bioindicadoras para serem monitoradas e áreas onde possivelmente a riqueza e abundância de aves são maiores, ou mais utilizada por grupos de aves que dependam exclusivamente dos recursos aquáticos, o que torna esses ambientes mais sensíveis a impactos ambientais e que devem receber maior atenção. A partir desses conhecimentos gerado sé possível desenvolver um protocolo de monitoramento,para tornar mais eficientes as ações de mitigação e compensações para eventuais acidentes de contaminação da água e alterações provocadas pela hidrovia, utilizando a avifauna como bioindicadora.
Mostrar mais

52 Ler mais

Show all 195 documents...