matemática e em ciências)

Top PDF matemática e em ciências):

Teias interdisciplinares: a infindável construção dos fios da interdisciplinaridade na formação inicial de professores de Ciências da Natureza e Matemática

Teias interdisciplinares: a infindável construção dos fios da interdisciplinaridade na formação inicial de professores de Ciências da Natureza e Matemática

Diante do exposto pelo autor, valorizamos e incentivamos a realização de práticas interdisciplinares e essas estão em constante construção e transformação, em uma incansável busca pelos objetivos interdisciplinares. Com esse olhar, apresentamos o Projeto de ensino intitulado Interlicenciaturas, esse foi elaborado e implementado para licenciandos em formação, dos cursos de Ciências Biológicas, Física, Matemática e Química, pertencentes a área das CNM, de uma universidade pública, do interior do Rio Grande do Sul. Ao longo do Interlicenciaturas foram desenvolvidas diferentes atividades teórico-práticas, de modo que possibilitassem vivências interdisciplinares. As tarefas propostas no projeto buscam propiciar aos licenciandos um espaço de aprendizagem, em que esses possam discutir, aprender sobre outros componentes curriculares pertencentes a área do conhecimento, refletir e ainda capacitar-se para uma educação na qual o conhecimento seja em uma visão mais ampla e globalizada.
Mostrar mais

20 Ler mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA PERSPECTIVA REFLEXIVA: PANORAMA DA PRODUÇÃO ACADÊMICA DA ÁREA DE EDUCAÇÃO PARA CIÊNCIAS E A MATEMÁTICA

FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA PERSPECTIVA REFLEXIVA: PANORAMA DA PRODUÇÃO ACADÊMICA DA ÁREA DE EDUCAÇÃO PARA CIÊNCIAS E A MATEMÁTICA

RESUMO: A reflexão sobre a prática docente tem se consolidado como eficiente abordagem na formação crítica de professores. Assim, o presente trabalho tem por objetivo realizar um levantamento de teses e dissertações no Brasil, que compartilham dos pressupostos da reflexão sobre o fazer, desenhado pela cultura reflexiva, no qual Donald Schön (1992) se destaca. Para alcançar este objetivo desenvolveu-se uma pesquisa bibliográfica (LIMA; MIOTO, 2007; GIL, 2010), utilizando o Catálogo de Teses da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para a busca e seleção das produções. A análise resultou na leitura de trabalhos 89 resumos, sendo 25 da área de concentração de Ensino de Ciências e Matemática, que culminaram em 6 eixos temáticos. Verificou-se nos eixos uma gama de assuntos que caminharam sob duas frentes principais: a primeira que discute um ideal de professor que reflete, utilizando Donald Schön como referência; e a segunda que por meio de práticas, atividades e dinâmicas, que buscam construir esta formação reflexiva junto aos licenciandos/professores.
Mostrar mais

13 Ler mais

Políticas públicas para formação de professores de Ciências e Matemática: complementação pedagógica para bacharéis e tecnólogos.

Políticas públicas para formação de professores de Ciências e Matemática: complementação pedagógica para bacharéis e tecnólogos.

Portanto, a partir dos dados obtidos, podemos concluir que: (a) Os modelos curriculares apresentados apontam para uma formação superficial e técnica dos professores, uma vez que, na maioria dos programas, a disciplina com maior carga horária corresponde à dos conteúdos específicos da área estudada; (b) A pesquisa não é contemplada nesses programas, visto que, em nenhuma das ementas localizadas, há indícios de atividades de pesquisa. Bem como não é solicitada atividade de conclusão de curso; (c) Os programas analisados possuem característica de políticas de formação com caráter emergencial, pois se propõem, em um curto espaço de tempo (um semestre ou dois semestres), habilitar profissionais para atuarem nas escolas para suprirem a falta de professores habilitados, especialmente nas disciplinas de Ciências e Matemática; (d) Há necessidade de melhor acompanhamento, orientação, planejamento e fiscalização dos cursos de complementação pedagógica, para que esses consigam promover melhores formações levando em consideração as exigências atuais para formação docente.
Mostrar mais

10 Ler mais

A matemática nos cursos de ciências no sul do Mato Grosso UNO

A matemática nos cursos de ciências no sul do Mato Grosso UNO

Valnir Chagas, membro do Conselho Federal de Educação à época da publicação da Lei 5692/1971, com o intuito de motivar a execução dessa Lei, discute a formação do magistério nesse novo sistema. Para Chagas (1976), os cursos de curta duração se justificam devido às diferenças culturais de cada região do País. Estabelecido um currículo mínimo, em locais “onde ocorra maior oferta de meios, aos sistemas será lícito condicionar o exercício profissional dos licenciados a um preparo superior aos mínimos estabelecidos...” (CHAGAS, p. 16, 1976). A Formação de professores seria feita de forma progressiva: em um primeiro momento se obtinha uma habilitação geral, com a Licenciatura em Ciências, e depois uma habilitação específica. Seguindo a LDB, três pareces dispunham sobre como dar-se-ia a criação e a implementação de cursos de curta duração para formar professores. O parecer CFE 22/1973 ditava as normas a serem seguidas por todas as licenciaturas, e previa três núcleos de conhecimentos. Para áreas de Educação Geral, os campos que compreendiam a formação de professores para atuarem no ensino de 1° e 2° grau eram três: Ciências, Estudos Sociais e Comunicação e Expressão. Para a área/curso de Ciências, as habilitações eram aquelas a que já nos referimos anteriormente: Matemática, Física, Química e Biologia. Para a área/curso de Estudos Sociais, as habilitações eram Geografia, História, Organização Social e Política Brasileira (OSPB) e Educação Moral e Cívica. A área de Comunicação e Expressão era mais ampla, contemplando três cursos: Letras, Educação Artística e Educação Física. Para a área de Letras, as habilitações eram Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna e Língua Clássica. Para o curso de Educação Artística, as habilitações eram Música, Artes Plásticas, Desenho e Artes Cênicas, e para o curso de Educação Física, as habilitações eram Ginástica e Atletismo, Técnica Desportiva e Recreação.
Mostrar mais

30 Ler mais

Os saberes docentes nos cursos de licenciatura a distância em ciências naturais e matemática nos institutos federais do Brasil.

Os saberes docentes nos cursos de licenciatura a distância em ciências naturais e matemática nos institutos federais do Brasil.

Como lócus, para a realização da pesquisa, escolheram-se os IF, estruturas educacio- nais relativamente novas, criados pela Lei n˚ 11.892, de 29 de dezembro de 2008. De acordo com seu Art. 8º, devem oferecer cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio, preferencialmente integrados ao Ensino Médio; cursos de Licenciatura, bem como programas especiais de formação pedagógica, com vistas à formação de professores para a Educação Bá- sica, sobretudo nas áreas de Ciências e Matemática; Graduações Tecnológicas, podendo ainda ofertar cursos de Especialização Lato e Stricto Sensu, tendo em vista a Educação Profissional. Ainda no mesmo artigo da Lei n˚ 11.892, pode-se observar o destaque ao percentual de vagas a ser garantido para os cursos de Licenciaturas, vinte por cento (20%). Cabe ainda destacar que formar professores de forma diferenciada da corporificada pela Universidade clássica é uma das bandeiras dos documentos oficiais, referenciais norteadores e dos discursos políticos apresentados pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) do Ministério da Educação (MEC). (BRASIL, 2008).
Mostrar mais

18 Ler mais

MESTRADO (ACADÊMICO) EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA: A PROPOSTA DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ (IFCE)

MESTRADO (ACADÊMICO) EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA: A PROPOSTA DO INSTITUTO FEDERAL DO CEARÁ (IFCE)

constitui elemento que concorre, também, para a desistência de discentes. No Estado do Ceará, todavia, temos encontrado parcerias com as Secretarias de Educação, no sentido de conceder o afastamento relativamente imediato aos pro- fessores da Educação Básica que conseguem êxito num certame seletivo anual. O Mestrado Acadêmico (MA) em Ensino de Ciências e Matemática, do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PGECM) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) possui uma concepção e estrutura fundamentada em três blocos de disciplinas que envolvem uma formação que: (a) proporciona a imersão, o conhecimento e a instrumentalização de teorias que viabilizam uma compreensão da função social da pesquisa sistemática e o Ensino de Ciências e Matemática; (b) proporciona um aprofundamento de conhecimentos específicos nas áreas de Física, Química, Biologia e Matemática; (c) possibilita a instrumentalização de teorias que são concebidas em campos epistemicamente vinculados aos saberes anteriores e visam a uma prática de intervenção e mediação controlada e sistemática para a sala de aula, quer seja real ou virtual, tendo em vista que o IFCE oferta, ainda, formação inicial de professores na modalidade a distância.
Mostrar mais

36 Ler mais

Autoconceito Profissional dos Professores de Ciências e Matemática do 2º ciclo do Ensino Básico: Adequação e Relação com o Tempo de Serviço, a Formação e a Cidadania

Autoconceito Profissional dos Professores de Ciências e Matemática do 2º ciclo do Ensino Básico: Adequação e Relação com o Tempo de Serviço, a Formação e a Cidadania

O presente estudo teve como objectivo geral estudar as oscilações no autoconceito profissional dos professores de ciências e matemática, quer em termos da sua adequação (baixo versus elevado), quer em função das variáveis: tempo de serviço, formação havida recebida, frequentada (inicial e contínua), e comportamentos de cidadania docente. A amostra foi constituída por 242 professores. Os instrumentos utilizados foram o Teacher Self-Concept Evaluation Scale (TSCES) e a Escala de Representações dos Professores acerca dos Comportamentos de Cidadania Docente (ERP-CCID). A análise dos resultados permitiu concluir que o autoconceito profissional dos professores se mantém positivo em aspectos específicos, se correlaciona negativamente com o tempo de serviço e positivamente com a cidadania docente e com a formação recebida. Os resultados havidos corroboram a literatura revista. O estudo termina com a descrição das limitações e com a apresentação de sugestões para novas investigações.
Mostrar mais

16 Ler mais

REPOSITORIO INSTITUCIONAL DA UFOP: A faculdade de filosofia, ciências e letras de minas gerais : reconstruindo a história da formação de professores de matemática em Minas Gerais.

REPOSITORIO INSTITUCIONAL DA UFOP: A faculdade de filosofia, ciências e letras de minas gerais : reconstruindo a história da formação de professores de matemática em Minas Gerais.

Esse estudo se orienta pela percepção de que o professor “não constitui um sujeito passivo que recebe os programas e os faz aplicar, mas ele representa a pessoa decisiva no processo de aprendizagem” se configurando assim no “melhor meio para ter acesso à realidade histórica do ensino” (Schubring, 2005: 9). Dentre as quatro dimensões propostas pelo autor como fontes privilegiadas de informações sobre tal realidade – os sistemas de formação dos professores; as concepções das competências que os futuros professores devem adquirir; as instituições de formação e a profissionalização dos formadores nestas instituições – o presente artigo focaliza as instituições de formação e, mais especificamente, a primeira Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Minas Gerais.
Mostrar mais

15 Ler mais

Matemática nas Ciências e Tecnologia

Matemática nas Ciências e Tecnologia

aproximadas de algumas equações funcionais diferenciais do tipo misto (EFDTM), ou seja, equações cujos argumentos têm atraso ou avanço. É feita uma descrição dos diferentes métodos compu[r]

26 Ler mais

ÉRIKA CAPELATO ATRATOR NO SENTIDO PULLBACK E TRAJETÓRIAS COMPLETAS EXTREMAS PARA PROBLEMAS GOVERNADOS PELO p-LAPLACIANO

ÉRIKA CAPELATO ATRATOR NO SENTIDO PULLBACK E TRAJETÓRIAS COMPLETAS EXTREMAS PARA PROBLEMAS GOVERNADOS PELO p-LAPLACIANO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA.. ÉRIKA CAPELATO.[r]

150 Ler mais

CRIATIVIDADE E EDUCAÇÃO: COMO A TRIANGULAÇÃO SE COLOCA NESSES CONTEXTOS / Creativity and Education: the triangulation within these contexts

CRIATIVIDADE E EDUCAÇÃO: COMO A TRIANGULAÇÃO SE COLOCA NESSES CONTEXTOS / Creativity and Education: the triangulation within these contexts

A partir de uma transcrição primária, feita com base na gravação da aula, foi feita uma análise do discurso produzido, com foco no momento da correção da questão três da avaliação. Ao localizarmos trechos mais significativos para responder as questões propostas, foi feita uma nova transcrição com retorno à gravação evidenciando detalhes das imagens, gestos e expressões faciais que compunham o discurso naquele momento, o que denominamos transcrição secundária […] (FREITAS, 2013, p. 105). O exame complementar do material e das análises de uma pesquisa, bem como a busca por novos e distintos aspectos da mesma, auxilia no sentido de dinamizar e ampliar os olhares sobre um específico momento da investigação. Para o campo da Educação e Ensino de Ciências e Matemática essa prática reflexiva, implementada ao processo, pode ajudar aumentando a credibilidade desses empreendimentos investigativos. Esse panorama é apresentado nos artigos A2 e A21. Assim, tais práticas ajudariam a reforçar questões de veracidade e de confiança inerentes à pesquisa, como afirmaram Antunes e Almeida.
Mostrar mais

15 Ler mais

Docência em mestrado profissional: registros de percepções e práticas em (re)construção.

Docência em mestrado profissional: registros de percepções e práticas em (re)construção.

Com o objetivo de investigar as realidades epistemológicas, as competências, as habilidades e as perspectivas de professores do mestrado proissional em ensino de ciências e matemática e para (re)construir um referencial para a tomada de decisões concernentes à organização curricular, bem como planejamentos de metodologias de ensino para aprendizagem e avaliação e ações de equipe na direção do aperfeiçoa- mento do curso, do exercício docente e do desempenho discente, foi proposta a pesquisa que originou este artigo. O caráter aparentemente endógeno da pesquisa é ultrapassado pela possibilidade de contribuir com discussões que poderão auxiliar no fortalecimento da identidade dos mestrados proissionais, qualiicar o ensino em ciências e matemática e aproximar ensino e pesquisa em uma relação efetiva entre teoria e prática, produção intelectual e aplicação em contextos educativos.
Mostrar mais

18 Ler mais

Modelagem matemática e resolução de problemas

Modelagem matemática e resolução de problemas

Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática.. Matemática - Métodos de Ensino.[r]

141 Ler mais

A MATEMÁTICA E OS MATEMÁTICOS DO INSTITUTO TECNOLÓGICO DA AERONÁUTICA

A MATEMÁTICA E OS MATEMÁTICOS DO INSTITUTO TECNOLÓGICO DA AERONÁUTICA

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica foi criado com a missão de promover, por meio da educação, do ensino, da pesquisa e da extensão, o progresso das ciências e das tecnologias relacionadas com o Campo Aeroespacial e a formação de profissionais de nível superior nas especializações de interesse do Setor Aeroespacial em geral. A partir de obras elaboradas por profissionais vinculados ao ITA ou a respeito deles, legislações, documentos administrativos e dados biográficos de membros desta Instituição verifica-se, com especial ênfase nas duas primeiras décadas de existência (1950 e 1960), a participação do Departamento de Matemática no cumprimento da missão antes descrita. A influência do ITA no desenvolvimento das ciências e educação é identificada no processo de estabelecer um formato inédito para o ensino de Engenharia no Brasil, baseado no modelo do Massachusetts Institute of Technology (MIT). O programa de pós-graduação em Ciências é apresentado, desde suas origens até seu estabelecimento.Em sínteses biográficas, é delineado o perfil dos profissionais que atuaram nas disciplinas de Matemática, participantes de eventos de caráter acadêmico ou científico, autores de obras matemáticas e responsáveis pelo desenvolvimento da Matemática no ITA e, consequentemente no país.
Mostrar mais

29 Ler mais

Educação Ambiental: um estudo sobre a ambientalização no Ensino Fundamental

Educação Ambiental: um estudo sobre a ambientalização no Ensino Fundamental

Assim, este recorte de pesquisa de Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática que se encontra em desenvolvimento objetivou-se conhecer o processo de ambientaliz[r]

19 Ler mais

Determinantes do desempenho dos alunos: evidência do programa PiSA para Portugal e Finlândia

Determinantes do desempenho dos alunos: evidência do programa PiSA para Portugal e Finlândia

Desde 2000 que se realizam, a cada 3 anos, uma série de testes internacionais que pretendem avaliar a literacia em Matemática, Leitura e Ciências, de jovens de 15 anos que frequentem pelo menos o 7º ano de escolaridade. Além da Literacia, o PISA tem vindo a analisar a capacidade de resolução de problemas (OECD, 2014a), em 2012, e de resolução de problemas em contexto colaborativo (OECD, 2017a), em 2015. E não sendo de cariz obrigatório, foi ainda considerado o domínio da literacia financeira (OECD, 2017b), a partir de 2012. Outra particularidade do PISA é a recolha de informação através de questionários referentes ao contexto dos alunos, dos pais, dos diretores de escola e em 2015 aos professores (OECD, 2013a). Esta recolha permite saber sobre o ambiente familiar escolar dos alunos, quais as suas motivações e expectativas face à escola, qual o tipo de organização implementado na escola tal como a sua gestão, bem como as práticas pedagógicas utilizadas pelos professores (OECD, 2015). Esta prova é composta por várias versões de teste que contêm diferentes tópicos de várias áreas e cada aluno responde apenas a uma das versões existentes (OECD, 2009), com um tempo total de duas horas. No final para obter os resultados e para estimar o desempenho médio dos alunos de um país participante é necessário estimar a pontuação global de cada aluno no conjunto da literacia, recorrendo ao conceito de plausible values. Isto é, em vez de estimar o score global de um aluno num certo domínio, são estimados um conjunto de valores possíveis considerando uma escala de 0 a 1000 com um valor médio de 500 e um desvio-padrão de 100 (OECD, 2014c). Por fim para interpretar os resultados dos itens das literacias que constituem o teste, estes são avaliados através dos níveis de proficiência (ver Anexo 1).
Mostrar mais

49 Ler mais

A PESQUISA COMO POSSIBILIDADE DE RESSIGNIFICAÇÃO DAS PRÁTICAS DE ENSINO NA ESCOLA NO/DO CAMPO.

A PESQUISA COMO POSSIBILIDADE DE RESSIGNIFICAÇÃO DAS PRÁTICAS DE ENSINO NA ESCOLA NO/DO CAMPO.

Por meio do uso da pesquisa como ferramenta pedagógica, caminhamos no sentido de romper com o trabalho desvinculado do ambiente natural do aluno, de seus saberes e cultura. O trabalho revelou a importância da pesquisa como ferramenta de ensino e como veículo de conexão entre os saberes escolares, a his- tória sociocultural do aluno, suas formas concretas de representação social, enfim, a sua forma de viver no campo. Durante o trabalho, as situações-problemas na lida com as sementes, com o plantio e com a terra foram indicadoras do que se poderia trabalhar em Ciências Naturais e em Matemática, revelando a importância do ensi- no e da aprendizagem não ocorrerem apenas entre quatro paredes, mas de utilizar outros espaços, como a roça, a floresta, os quintais, os rios, a serra. O laboratório vivo do campo oportuniza trabalhar as proposições previstas nas orientações dos documentos oficiais, além de instigar o aluno a problematizar e a fazer intervenção em sua realidade vivida e de contribuir para a construção de uma sociedade susten- tável, para a relação com o trabalho e os saberes do homem do campo.
Mostrar mais

17 Ler mais

Uso da tecnologia da informação e comunicação em uma sequência didática incluindo software GeoGebra no Ensino da Estatística Descritiva

Uso da tecnologia da informação e comunicação em uma sequência didática incluindo software GeoGebra no Ensino da Estatística Descritiva

Este artigo é um recorte de uma pesquisa de mestrado profissionalizante no ensino de ciências e matemática, tratando-se do uso do software GeoGebra no ensino- aprendizagem da estatística descritiva. Surgiu devido à inquietação do pesquisador em relação a suas experiências como professor de matemática na educação básica. Teve como objetivo, analisar a eficiência da sequência didática que inclua o software GeoGebra no ensino da estatística descritiva para alunos do terceiro ano do ensino médio. A metodologia da pesquisa se deu num primeiro momento, em uma revisão da literatura de diferentes autores de referência na área da tecnologia da informação e comunicação – TIC´s aplicada a educação matemática e da teoria da aprendizagem significativa, bem como, no estudo de caso. Yin (2005, p. 32, apud GIL, 2008, p. 77), aponta que o estudo de caso é um conhecimento empírico, ocorrendo por meios investigativos e contemporâneos em um contexto real, onde o fenômeno a ser estudado e tal contexto, não estão definidos de forma clara. Os resultados coletados por meio de avaliações 1 e 2, apontam a sequência didática incluindo o GeoGebra, eficientes, o que possibilitou na maioria dos alunos o entendimento dos conceitos envolvendo a estatística descritiva.
Mostrar mais

18 Ler mais

OS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR NA CONTEMPORANEIDADE: TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO ESCOLAR

OS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR NA CONTEMPORANEIDADE: TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO ESCOLAR

Nos Programas de Pós-graduação no Ensino de Ciências e Matemática oferecido pela Universidade Cruzeiro do Sul, nas modalidades de Mestrado Profissionalizante, Mestrado e Doutorado Acadêmicos, as teorias de ensino e aprendizagem, assim como as questões relacionadas aos recursos das tecnologias da informação e da comunicação e sua presença na organização de contextos de ensino constituem-se em temas transversais que dialogam com as áreas específicas de conhecimento presentes na educação escolar. As políticas públicas também se constituem em temas de reflexão, sendo pouco exploradas neste artigo. Concertamos nossa reflexão na contribuição dada aos pesquisadores dos programas e demais educadores e professores interessados pela análise crítica das teorias sobre aprendizagem e sua contribuição para a organização de contextos de ensino, assim como na compreensão da contribuição dos recursos das TICs na organização de contextos de ensino. A Figura 4, a seguir, exibe uma representação esquemática das quatro linhas-mestra dos Programas, permeadas pelas pesquisas em TICs e Teorias de aprendizagem.
Mostrar mais

14 Ler mais

Paidéia (Ribeirão Preto)  vol.19 número43

Paidéia (Ribeirão Preto) vol.19 número43

As referências bibliográicas são recentes com equilí- brio entre livros e artigos. Trata-se de um livro de interesse para professores de Línguas, Literatura, História, Ciências e Matemática que estejam preocupados com a qualidade do ensino e em assegurar que o aluno estabeleça bases para uma aprendizagem motivadora e continuada ao longo da vida.

2 Ler mais

Show all 10000 documents...