Medicago sativa L.

Top PDF Medicago sativa L.:

Manejo de água para estabelecimento de alfafa (Medicago sativa L.).

Manejo de água para estabelecimento de alfafa (Medicago sativa L.).

Na região Sudeste do Brasil, para garantir ou aumentar a produção agropecuária, a irrigação suple- mentar tem grande potencial. Nesta região, a precipi- tação natural nos meses chuvosos (novembro-março) é suficiente para que haja produção vegetal. Porém, freqüentemente, a falta de chuvas (veranicos) em estádios críticos do desenvolvimento das plantas resul- ta na redução qualitativa e quantitativa da produção. Ainda, o potencial para irrigação suplementar pode aumentar nesta região, uma vez que seu inverno pouco rigoroso permite o cultivo de espécies vegetais, que apenas têm seu desenvolvimento limitado pela falta de água. Este é o caso da alfafa (Medicago sativa L.), que, em decorrência de sua variabilidade genética, pode ser cultivada em várias condições
Mostrar mais

8 Ler mais

Disponibilidade hídrica relacionada ao conteúdo de nitrogênio e à produtividade da alfafa (Medicago sativa L. ).

Disponibilidade hídrica relacionada ao conteúdo de nitrogênio e à produtividade da alfafa (Medicago sativa L. ).

de melhoramento de cultivares de alfafa (Medicago sativa L.), pois contribuem para o entendimento de processos fisiológicos relacionados ao uso da água, fotossíntese, obtenção e uso do nitrogênio, bem como suas interdependências e efeitos sobre a produtividade, eficiência do uso da água e qualidade da biomassa produzida. Nesse sentido, torna-se necessária a avaliação do desempenho sob condições contrastantes em disponibilidade hídrica. Neste estudo, avaliou-se o desempenho de 12 e 6 cultivares de alfafa, respectivamente, em dois experimentos instalados em lisímetros no delineamento estatístico de parcelas subdivididas sob irrigação constante e regime de chuvas. Sob condições controladas, a alfafa responde positivamente à irrigação tanto em relação aos caracteres quantitativos quanto qualitativos e dentre os cultivares estudados, os cultivares Crioula Brasileira e Crioula Chilena apresentaram os melhores desempenhos. Na avaliação de seis meses de duração, não houve correlação entre a discriminação isotópica do carbono (DIC), fixação biológica de nitrogênio (FBN), produção de matéria seca (PMS) e eficiência do uso da água (EUA). Na avaliação de um ano sob irrigação a DIC correlacionou-se negativamente com PMS (-0,92**), EUA (-0,94**) e FBN (-0,79*). A FBN correlacionou-se positivamente com a PMS (0,93**) e EUA (0,87*). Sob regime de chuva não houve correlação entre os parâmetros. Existe uma tendência de correlação positiva entre a PMS e DIC demonstrada em inúmeros trabalhos científicos. Essa tendência pode ser alterada sob limitação de água, limitação ao desenvolvimento radicular ou quando o conjunto de cultivares analisadas é contrastante. Se a correlação permanece de forma positiva invariável, não existe possibilidade de aumento da EUA, uma vez que o aumento da DIC é resultado do aumento da transpiração.
Mostrar mais

12 Ler mais

Genome-wide identification of different dormant Medicago sativa L. MicroRNAs in response to fall dormancy.

Genome-wide identification of different dormant Medicago sativa L. MicroRNAs in response to fall dormancy.

There are 11 fall dormancy classes (FDC) for Medicago sativa L. (alfalfa) at present, which are classified by the regrowth height after cutting [34] and can be broadly divided into dormant (FDC 1–4), semi-dormant (FDC 5–7) and non- dormant categories (FDC 8–11) [29]. In this study, alfalfa standard varieties Maverick (FDC1) and CUF101 (FDC9) were obtained from the United States and planted on a sandy loam soil at the Experimental Station of Henan Agricultural University, Zhengzhou, China (34 ˚ 196N, 113 ˚ 356E). The region experiences a monsoon-influenced, four-season humid subtropical climate with 640.8 mm of annual precipitation. Over the past 62 years, it has had a mean temperature of 14.7 ˚ C with extremes of 217.9 ˚ C and 43 ˚ C. Spring lasts from February 3 to May 4, summer from May 5 to August 6, autumn from August 7 to November 6, and winter from November 7 to February 2. Soil samples were collected and tested for amounts of nitrogen (N), phosphorous (P), and potassium (K). According to the results, the land was prepared by fertilizing 81 kg/ha of N as urea and 96 kg/ha with P 2 O 5 as calcium phosphate to a depth of 15 cm. The field was in an alfalfa-
Mostrar mais

23 Ler mais

Avaliação do Potencial para Ensilagem de Cultivares de Alfafa (Medicago sativa L.)

Avaliação do Potencial para Ensilagem de Cultivares de Alfafa (Medicago sativa L.)

ABSTRACT - The objective of this trial was to study the ensilage potential of alfalfa (Medicago sativa L.). The material used in the evaluation was harvested from an experiment in a complete randomized blocks design with three replicates, with seventeen alfalfa cultivars, Crioula, Florida 77, P555, P581, Moapa, Gilboa, 34 Linea, C/W 8754, C/W 4468, C/W 86, C/W 8746, Hunter Field, Trifecta, Sequel, CUF 101, Aurora e Siriver, during three years. The harvest used for the determinations was collected at 30 th day of plants development and the material was submitted to two treatments: no wilting – fresh alfalfa frozen immediately after harvest; wilting – fresh alfalfa exposed to sun by three hours to get 35% DM. The dry matter content (DM), water soluble carbohydrates (WSC) and buffer capacity (BC) were evaluated in the forages. Wilting increased the dry matter content (39,98%), however there were not differences among cultivars. The same occurred for the WSC content, with interaction among cultivars and treatments. The alfalfa cultivars, when submitted to effective wilting practice, presented appropriated characteristics of dry matter and water-soluble carbohydrates for ensilage. Wilting had no effect on alfalfa buffer capacity.
Mostrar mais

5 Ler mais

Avaliação de fontes de amônia para conservação do feno de alfafa (Medicago sativa L.) armazenado com alta umidade

Avaliação de fontes de amônia para conservação do feno de alfafa (Medicago sativa L.) armazenado com alta umidade

ABSTRACT - The research was conducted to evaluate two sources of ammonia (anhydrous ammonia-NH 3 or urea) to preserve alfalfa (Medicago sativa L.) hay stored with high moisture. The following treatments were studied: A – Control: untreated hay (12 to 15% moisture); B – hay (24 to 27% moisture) treated with NH 3 (1.0% of DM); C – hay (24 to 27% moisture) treated with urea (0.9% DM); D – hay (24 to 27% moisture) treated with urea (1.8% DM); E – hay (34 to 37% moisture) treated with urea (0.9% DM) and F – hay (34 to 37% moisture) treated with urea (1.8% DM). The hays remained under plastic sheet during 60 days. After this time the stack was opened and sampled to identified the fungus genus (0 and 60 days). Chemical composition was determined in relation to the crude protein (CP) and cell wall contents. The NH 3 treatment was efficient to control the fungi, except Paecilomyces. The urea application controlled the Aspergillus and Penicillium incidence. The others fungi caused forage deterioration on the high moisture hay treated with urea. The NH 3 treatment did not affect the chemical composition of the hay, except the CP content increased in the hay treated with NH 3 .
Mostrar mais

9 Ler mais

Porcentagens de saponinas e taninos em vinte e oito cultivares de alfafa (Medicago sativa L.) em duas épocas de corte - Botucatu - SP.

Porcentagens de saponinas e taninos em vinte e oito cultivares de alfafa (Medicago sativa L.) em duas épocas de corte - Botucatu - SP.

JACSON e BARRY. (1996) executando um ex- perimento com o objetivo de confirmar algumas con- centrações baixas de taninos condensados anterior- mente obtidos por colorimetria, verificaram que as folhas de alfafa apresentaram 4,20 g de tanino/kg de MS pelo método de extração com vanilina-HCL, porém, não detectado pelo método Butanol-HCl. Os mesmos autores nesse estudo classificaram os níveis de taninos condensados, como baixo quando varia- ram de 0,2 a 2,5; médio variando de 2,5 a 10,0 e alto quando variaram de 10,0 a 50,0 g/kg MS. Todas as espécies envolvidas no estudo (Digitaria sanguinalis, Lolium perenne, Trifolium pretence, Chicorium intybus, Medicago sativa, Plantago lanceolata), apresentaram taninos condensados (0,2 a 2,5 g/kg MS).
Mostrar mais

7 Ler mais

Estudo sôbre a influência de nitratos do solo e modo de inoculação das sementes na nodulação em alfafa (Medicago sativa L.).

Estudo sôbre a influência de nitratos do solo e modo de inoculação das sementes na nodulação em alfafa (Medicago sativa L.).

Onde houve bom estabelecimento da simbiose (tratamento "pelleting") todas as estirpes mostraram-se eficientes, não se veri- ficando diferenças com relação ao número de plantas n[r]

10 Ler mais

Manejo de Água de Irrigação para Alfafa (Medicago sativa L.).

Manejo de Água de Irrigação para Alfafa (Medicago sativa L.).

Procurando monitorar essas informações, deter- minou-se o teor de umidade do solo durante as irrigações, conforme pode-se observar na Tabela 1. Verificou-se que apresentaram valores muito seme- lhantes aos de PRIMAVESI et al. (1999), detectados em um Latossolo Vermelho Amarelo (LVA), sendo em média de 7,1% antes de realizar a irrigação (Ai), e de 16,9% depois da irrigação (Di), nos primeiros 10 cm de profundidade do solo. Deve-se salientar tam- bém, que em 2 horas de irrigação por aspersão, atingiu-se a CAD do solo da área experimental. Dados obtidos por HUKKERI et al. (1977), GIL e MALIK (1983) e LAL (1987) na Índia, e por FRIZZONE et al. (1995) no Brasil, sobre manejo de irrigação suplementar em aveia forrageira (Avena sativa L.), com base na evaporação do tanque classe A e umidade do solo, confirmam as informações do presente trabalho com alfafa.
Mostrar mais

8 Ler mais

Valor nutritivo do capim-elefante (Penninsetum purpureum, Schum), do feno de alfafa (Medicago sativa, L.) e do feno de capim coast-cross (Cynodon dactylon (L.) Pers.) para eqüinos.

Valor nutritivo do capim-elefante (Penninsetum purpureum, Schum), do feno de alfafa (Medicago sativa, L.) e do feno de capim coast-cross (Cynodon dactylon (L.) Pers.) para eqüinos.

OLIVEIRA, A.A.M.A., QUEIROZ, A.C., VALADARES FI- LHO, S.C. et al. 1998. Digestão total e pré-cecal dos nutrientes em potros fistulados no íleo. R. Bras. Zootec., 27(2):331-337. PAGAN, J.D. Forages for horses. In: BAIN-FALLON MEMORIAL LECTURES. EQUINE NEUROLOGY AND NUTRITION, 18, 1996, Glenelg. Proceedings...Glenelg. Australian Equine Veterinary Association, 1996, p.189-205. PEREIRA, J.C., QUEIROZ, A.C. 1997. Digestibilidade aparen- te em eqüinos alimentados com capim elefante ( Pennisetum purpureum , Schum) e cana-de-açucar (Saccharum officinarum, L.) em diversas combinações. R. Bras. Zootec., 26(1):105-110.
Mostrar mais

10 Ler mais

Influência do método de fenação e tempo de armazenamento sobre a composição bromatológica e ocorrência de fungos no feno de alfafa (Medicago sativa, L. cv. Flórida 77).

Influência do método de fenação e tempo de armazenamento sobre a composição bromatológica e ocorrência de fungos no feno de alfafa (Medicago sativa, L. cv. Flórida 77).

O método de fenação mais adequado para a conservação da alfafa consistiu na exposição da forragem ao sol até a perda de 50% do peso, com posterior secagem do material espalhado à sombra.[r]

9 Ler mais

Freqüências de corte e intensidades de desfolha em duas cultivares de alfafa (Medicago sativa, L). 1. peso, número, produção estacional e dinâmica de aparecimento das brotações basilares.

Freqüências de corte e intensidades de desfolha em duas cultivares de alfafa (Medicago sativa, L). 1. peso, número, produção estacional e dinâmica de aparecimento das brotações basilares.

Foram utilizados recipientes de concreto arma- do, colocados ao ar livre, com altura de 60 cm e diâmetro de 40 cm, com volume de 75 L, contendo Terra Roxa Estruturada (Alfissol), que apresentava a seguinte composição química: P (resina), 9,25 ug/cm 3 ; MO, 3,20%; pH (CaCl 2 ), 6,25; K, 0,22; Ca, 6,85; Mg, 1,13; H+Al 3 , 2,37 (meq/100cm 3 ); CTC, 10,57 e V% 77,6. O solo destinado ao preen- chimento dos vasos foi homogeneamente misturado com os fertilizantes que corresponderam à seguinte adubação por hectare: 35 kg P 2 O 5 , 32 kg K 2 O e 0,16 kg B, nas formas de superfosfato simples e cloreto de potássio e bórax, respectivamente.
Mostrar mais

7 Ler mais

BIOLOGICAL CONTROL Ichneumonoideos (Hymenoptera) Parasitoides del Complejo de Orugas Cortadoras en Pasturas de Alfalfa (Medicago sativa L.) en la Argentina Central

BIOLOGICAL CONTROL Ichneumonoideos (Hymenoptera) Parasitoides del Complejo de Orugas Cortadoras en Pasturas de Alfalfa (Medicago sativa L.) en la Argentina Central

Al Dr. Axel Bachmann por sus valiosas sugerencias. Al Dr. C. Berta, Dr. C. Porter y Dr. J. Whitfield, por la identificación de los parasitoides. A los exalumnos L. Belmonte, G. Fernández Quintana, J.J. Martínez, y A. Figueruelo por su colaboración en las tareas de campo. A los productores rurales Civalero Hnos., F. Casoux y S. Casar por haber permitido realizar los muestreos en sus propiedades. Al M.Sc. Diego Villarreal, cuyas oportunas observaciones y sugerencias permitieron mejorar la calidad del manuscrito. A la Ing. Elke Noellemeyer por su colaboración en la confección del resumen en inglés. Este trabajo fue financiado por la Secretaría de Ciencia y Técnica de la Facultad de Agronomía, UNLPam.
Mostrar mais

8 Ler mais

Efeitos do enxofre e do boro e da inoculação em alfafa (Medicago sativa L.).

Efeitos do enxofre e do boro e da inoculação em alfafa (Medicago sativa L.).

BRUCE (1925) não notou nenhum aumento acentuado na colheita nem no desenvolvimento radicular de alfafa como res- posta à adubação com enxofre o que indica que o elemento não é o fator [r]

20 Ler mais

Doenças foliares da alfafa (Medicago sativa L.), em Lavras, Minas Gerais.

Doenças foliares da alfafa (Medicago sativa L.), em Lavras, Minas Gerais.

A ferrugem não parece ser um proble- ma para os produtores de alfafa na região de Lavras, MG, já que sua ocorrência é restrita a um período muito curto do ano, e os índices de severidade[r]

10 Ler mais

Fotossíntese em alfafa (Medicago sativa L.) sob supressão e ressuprimento de fosfato.

Fotossíntese em alfafa (Medicago sativa L.) sob supressão e ressuprimento de fosfato.

Sementes de Medicago sativa, cv. Flórida 77, fornecidas pela Embrapa Gado de Leite, Juiz de Fora, MG, foram previamente desinfestadas superficialmente por imersão em etanol 70% por 1 min e em peróxido de hidrogênio 6% (v:v) por 5 min, seguindo-se cinco lavagens em água destilada esterilizada (VINCENT, 1970). Após a desinfestação, elas foram germinadas em areia lavada e esterilizada. Quando atingiram o estádio de desenvolvimento V2 (folha trifoliolada, completamente desenvolvida no nó acima do nó das folhas unifolioladas), as plântulas foram selecionadas quanto à uniformidade de tamanho e, em seguida, foi efetuada a inoculação com Sinorhizobium meliloti.
Mostrar mais

8 Ler mais

Genetic transformation and analysis of rice OsAPx2 gene in Medicago sativa.

Genetic transformation and analysis of rice OsAPx2 gene in Medicago sativa.

as indicated by protein gel blot analysis. The increased enzyme yield improved the ability of the plants to resist the stress treatments. The OsAPx2 gene was localized in the cytoplasm of epidermal onion cells as indicated by the instantaneous expression of green fluorescence. An 80% regeneration rate was observed in Medicago sativa L. plants transformed with the OsAPx2 gene using Agrobacterium tumefaciens, as indicated by specific primer PCR. The OsAPx2 gene was expressed at the mRNA level and the individual M. sativa (T#1,T#2,T#5) were obtained through assaying the generation of positive T2 using RNA gel blot analysis. When the seeds of the wild type (WT) and the T2 (T#1,T#5) were incubated in culture containing MS with NaCl for 7 days, the results as shown of following: the root length of transgenic plant was longer than WT plants, the H 2 O 2 content in roots of WT was more than of transgenic plants, the APX activity under stresses increased by 2.89 times
Mostrar mais

8 Ler mais

Efeito de Exsudatos de Cultura de Células de Plantas em Juvenis de Segundo Estádio de Meloidogyne incognita

Efeito de Exsudatos de Cultura de Células de Plantas em Juvenis de Segundo Estádio de Meloidogyne incognita

Desinfestação das sementes, explantes e plaqueamento Sementes de alfafa (Medicago sativa L.), mostarda (Brassica rapa L.) e de Crotalaria juncea L. foram lavadas com água destilada e, em seguida, deixadas por 1 h em solução de sulfato de estreptomicina 1%, contendo uma gota de Tween 80. A seguir, as sementes foram transferidas para solução de hipoclorito de sódio a 2%, em câmara de fluxo laminar horizontal, permanecendo por mais 1 h, seguida de tríplice lavagem com água destilada e esterilizada. Após a eliminação do excesso de água, foram colocadas em placas de Petri, contendo meio ágar-água 1%, as quais foram vedadas e incubadas em sala de crescimento com temperatura de 25- 28 o C, fotoperíodo de 16 h e intensidade luminosa de 35
Mostrar mais

6 Ler mais

Envelhecimento acelerado em sementes de rúcula (Eruca sativa L.).

Envelhecimento acelerado em sementes de rúcula (Eruca sativa L.).

ABSTRACT - The objective of the present study was to investigate the methodology of the accelerated aging test to evaluate the physiological quality of salad rocket (Eruca sativa L.) seeds, cv. Cultivada. Five lots of salad rocket seeds were tested for germination, seedling emergence, speed germination and emergence rates and accelerated aging (periods of 48, 72 and 96 hours, at 41 and 45ºC, with or without the use of saturated solution of NaCl). Accelerated aging (with and without salt) ranked different vigor levels among seeds lots, and among the protocols studied, the period of 48h at 41ºC, with the use of water or the saturated solution of NaCl, was considered appropriate to assess the physiological quality of salad rocket seeds, cv. Cultivada.
Mostrar mais

6 Ler mais

The impact of CdSeZnS Quantum Dots in cells of Medicago sativa in suspension culture

The impact of CdSeZnS Quantum Dots in cells of Medicago sativa in suspension culture

A 250 ml flask with 120 mL of 7 days old cell suspen- sion culture of M. sativa was randomly taken from the stock to establish the following experimental setup: 2 mL of suspension culture with a final concentration of NBT of 60 nM (negative control), 2 mL of suspension culture treated 45°C for 20 minutes with a final concen- tration of NBT of 60 nM (positive control), 2 mL of sus- pension culture plus 32.6 μL of mercaptopropanoic acid-QDs to a final concentration of 100 nM plus a final concentration of NBT of 60 nM. All samples were placed in sterilized 6 well plates (in triplicate), in the orbital shaker at 110 rpm, in the dark, at 24°C. After 4 hours samples were visualized using an inverted micro- scope in bright field.
Mostrar mais

14 Ler mais

AVALIAÇÃO ECOTOXICOLÓGICA DO EXTRATO SOLUBILIZADO DE BAGAÇO DE CANA-DE-AÇÚCAR RESIDUAL VIA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE ALFACE (LACTUCA SATIVA L.)

AVALIAÇÃO ECOTOXICOLÓGICA DO EXTRATO SOLUBILIZADO DE BAGAÇO DE CANA-DE-AÇÚCAR RESIDUAL VIA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE ALFACE (LACTUCA SATIVA L.)

Abstract: Processing a sugar cane tonne produces on average 250 kg of bagasse as a by-product. In urban centers, the consumption of sugarcane is linked to inadequate disposal, being not possible to estimate the volume generated. This study aimed to estimate the phytotoxicity level of the solubilized sugarcane bagasse extract (BCR) on the germination of lettuce seeds (Lactuca sativa L.). A completely randomized design with six treatments in the test group (BCR + distilled water = 4.0 mL) was used: T1 (0.1 mL BCR + 3.99 mL), T2 (0.4 mL BCR + 3.6 mL ), T3 (0.7 mL BCR + 3.3 mL), T4 (1.0 mL BCR + 3.0 mL), T5 (2.0 mL BCR + 2.0 mL), T6 (3.0 mL BCR + 1.0 mL of distilled water) and a control group (distilled water), all in triplicate. Small doses of BCR showed a phytotoxic effect on Lettuce. The LC50 calculated for lettuce (Lactuca sativa L.) was 1.78 mL. Since the species under study is a standard test organism, it is possible to estimate that the BCR has potential for contamination other plant species, so in order to mitigate this effect, special attention should be given to this waste disposal.
Mostrar mais

10 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados