modelo de organização de cuidados

Top PDF modelo de organização de cuidados:

Possibilidades e limites de organização do trabalho de enfermagem no modelo de cuidados integrais em instituição hospitalar.

Possibilidades e limites de organização do trabalho de enfermagem no modelo de cuidados integrais em instituição hospitalar.

O cuidado ao sujeito hospitalizado com dia- betes inclui como protocolo habitual, a realização do teste de glicemia capilar (HGT), realizado, em geral, antes das refeições, para avaliar o tratamento e/ou deinir a dose de insulina a ser ministrada pelos trabalhadores de enfermagem, em cumpri- mento à prescrição médica. Na unidade em estudo, mesmo nos períodos matutino e vespertino, em que o trabalho é organizado, segundo o modelo de cuidados integrais, o teste de glicemia era rea- lizado a todos os sujeitos hospitalizados por um só trabalhador de enfermagem. Esse modo de atua- ção distancia-se da lógica dos cuidados integrais, todavia, os trabalhadores entendiam que, essa forma de organização, agilizava o trabalho, já que cada unidade assistencial tem um único aparelho de glicemia, diicultando assim, a organização do trabalho individualizado.
Mostrar mais

9 Ler mais

Organization of rehabilitation care in Portuguese intensive care units

Organization of rehabilitation care in Portuguese intensive care units

cando seu tipo e o número de leitos ativos; caracterização da equipe, quantificando o número de profissionais das diferentes áreas de cuidados, distinguindo os que desen- volviam sua atividade em tempo integral dos que o faziam em tempo parcial; organização dos cuidados de reabilita- ção, que identificava o modelo de organização de cuidados e os prestadores, bem como sua forma de planeamento e implementação. Foram ainda verificados: existência de avaliação funcional na alta, acompanhamento após a alta, utilização de indicadores relativos às práticas de reabili- tação, disponibilidade de Recursos Humanos (em termos de horas e dias de cuidados disponíveis), e de recursos materiais para a reabilitação. Em relação ao último ano,
Mostrar mais

7 Ler mais

A organização das unidades de cuidados na comunidade

A organização das unidades de cuidados na comunidade

80 UCC’s caracterizam-se pela multidisciplinaridade e interdisciplinaridade na prestação dos serviços de cuidados de saúde e acções de intervenção assente segundo um modelo de complementaridade de actuação entre as diferentes especialidades profissionais que compõem as equipas destas Unidades. Desta forma, as UCC’s são compostas por equipas multidisciplinares em que a maioria dos seus membros “...pertence ao centro de saúde onde se pretende constituir a UCC...” (Coordenador da UCC (2), 2011). Na sua maioria, estas equipas são constituídas maioritariamente por enfermeiros e enfermeiros especialistas, preferencialmente com experiência em intervenção comunitária. Para além destes profissionais, estas equipas, mediante o plano de acção estruturado, incluem outros tipos de profissionais, nomeadamente, “...enfermeiros, médicos, assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas, higienistas orais, terapeutas da fala, nutricionistas/dietistas, em permanência ou em colaboração parcial, sendo afectos a esta unidade todos os elementos que exerçam maioritariamente a sua actividade nesta unidade funcional. Estes profissionais desenvolvem a sua actividade em estreita articulação e complementaridade com as outras unidades funcionais do ACES...” (Missão para os Cuidados de Saúde Primários, 2009). A inclusão destes profissionais, à excepção dos médicos e enfermeiros resulta da sequência do plano de acção das UCC’s. Mediante o plano de acção estabelecido, o ACES contratualiza, através da Unidade de Recursos Partilhados Assistenciais, outros profissionais de saúde não médicos e enfermeiros que colaboram a tempo inteiro ou parcial no sentido da prossecução do plano de acção das UCC’s (Coordenador UCC (1) e (2), 2011). Segundo os profissionais das UCC’s entrevistados (2011), através desta estrutura organizacional e funcional, foi possível responder de modo eficiente e com qualidade às necessidades de saúde e expectativas dos cidadãos e das comunidades.
Mostrar mais

111 Ler mais

Registo de Complicações de Interrupção de Gravidez. Definições e modelo de registo – Normas de Orientação Clínica

Registo de Complicações de Interrupção de Gravidez. Definições e modelo de registo – Normas de Orientação Clínica

a. estabelece um novo modelo para recolha e registo das complicações da interrupção de gravidez (IG) em mulheres internadas nos serviços de ginecologia-obstetrícia, independentemente do motivo da interrupção ou do cumprimento do disposto no artigo 142.º do Código Penal”

8 Ler mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

As readmissões ocorridas em 2013 nas ULS foram ligeiramente superiores às ocorridas nos restantes Hospitais (6,7% vs. 6,0%). Estes resultados não são consistentes com a literatura, pois a revisão da bibliográfica evidenciou que os sistemas de saúde e organizações que adotaram um modelo de gestão assente na integração vertical de cuidados conseguiram melhorar a qualidade assistencial (Wagner et al.; 1999; Wan, Lin e Ma, 2002; Feachem, Sekhri e White, 2002; Ham et al., 2003), refletindo-se nos indicadores de qualidade, nomeadamente na diminuição das readmissões (Schiotz et al., 2011; Tuso et al., 2013). No entanto, algumas das conclusões apontadas nos estudos efetuados sobre o grau de integração das ULS em Portugal, podem corroborar os resultados deste estudo.
Mostrar mais

83 Ler mais

João Márcio Mendes Pereira Doutorando em História pela Universidade Federal Fluminense Contato eletrônico: joao_marcio1917yahoo.com.br Resumo: O texto analisa a luta política em torno da implementação dos programas orientados

João Márcio Mendes Pereira Doutorando em História pela Universidade Federal Fluminense Contato eletrônico: joao_marcio1917yahoo.com.br Resumo: O texto analisa a luta política em torno da implementação dos programas orientados

Sem repetir análises já realizadas (TEIXEIRA, 2000, 1999 e 1999a; TEIXEIRA; HACKBART, 1999; VIGNA & SAUER, 2001; ALENTEJANO, 2000; CARVALHO FILHO., 2001; MEDEIROS, 1999 e 2002), importa destacar, para os fins deste trabalho, seis das principais diretrizes que passaram a informar as ações do segundo governo Cardoso para o campo: a) avançar ⎯ sempre com o vetor de cima para baixo ⎯ na descentralização operacional da política de reforma agrária, que passaria para estados e municípios, na prática desfederalizando a responsabilidade e a execução da reforma agrária, de incumbência do INCRA, no bojo do processo mais amplo então em curso de desmonte do aparato público federal característico da reforma liberal do Estado; b) terceirizar e privatizar grande parte das atividades e serviços vinculados ao programa de reforma agrária; c) implementar, de maneira acelerada, o processo de titulação e “emancipação” dos assentamentos rurais, a fim de reduzir o escopo de políticas públicas voltadas à reprodução econômica dos assentados e cobrar dos mesmos o ressarcimento pela propriedade desapropriada; d) limitar a política de reforma agrária a uma política social compensatória, deslocada da órbita econômica dominante, destituída da intencionalidade de mudança do modelo de desenvolvimento vigente e desprovida da capacidade de transformar a estrutura da propriedade da terra e democratizar as relações de poder político consolidadas pela integração entre propriedade fundiária e capital financeiro; e) reprimir sistematicamente as ocupações de terra e estrangular economicamente o MST, vetando ao máximo possível a liberação de recursos públicos para atividades por ele promovidas ou a ele relacionadas; f) implementar sistematicamente a compra e venda de terras, cujo instrumento principal seria o Banco da Terra. Na base dessas seis diretrizes estava a adequação da política agrária ao processo mais abrangente de ajuste fiscal, praticado desde 1994 e reforçado ainda mais pelo cumprimento das condicionalidades do acordo de empréstimo que o governo federal havia feito com o FMI para contornar a crise do Plano Real deflagrada no final de 1998.
Mostrar mais

26 Ler mais

ARNALDO FERNANDES CORRÊA ESTUDO DE CASO: O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA DIRETORIA DE PESSOAL NA REGIONAL DE ENSINO DE UBÁMG

ARNALDO FERNANDES CORRÊA ESTUDO DE CASO: O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA DIRETORIA DE PESSOAL NA REGIONAL DE ENSINO DE UBÁMG

Uma liderança como a da DIPE, deve-se preocupar em propiciar condições efetivas de aprendizado em toda a instituição, de modo que os colaboradores tenham condições de trabalhar coletivamente em equipe, contribuindo, desse modo, para o alcance das metas pactuadas a partir da nova estrutura, tendo em vista que é fundamental que o órgão preste um serviço qualificado ao público que o procura. Para isso ser possível, o Diretor de Pessoal deve visar à valorização e o desenvolvimento de todos na organização e, principalmente, incentivar sua equipe a descobrir o que é necessário fazer para dar um passo a diante. Cabe ressaltar que o papel do gestor não é apenas atender o que determinam os documentos oficiais, as decisões, os prazos para desenvolvimento dos trabalhos. Ele precisa emitir opiniões e sugerir medidas que visem o aprimoramento dos trabalhos educacionais, o sucesso de sua diretoria, além de exercer com competência sua liderança administrativa.
Mostrar mais

167 Ler mais

Febre na Criança e no Adolescente-Cuidados e Registos de Enfermagem: Avaliação Inicial, Diagnósticos, Intervenções – Normas de Orientação Clínica

Febre na Criança e no Adolescente-Cuidados e Registos de Enfermagem: Avaliação Inicial, Diagnósticos, Intervenções – Normas de Orientação Clínica

A febre é um dos focos de atenção da prática de Enfermagem que, dada a sua frequência, assume importância relevante em contextos de prestação de cuidados pediátricos. Subsiste como a razão mais comum de procura de serviços de saúde pelos pais, tendo impacto significativo quer em cuidados de saúde primários quer secundários.

12 Ler mais

Construindo um modelo de sistema de cuidados.

Construindo um modelo de sistema de cuidados.

GLQkPLFRHHVVHQFLDOQDYLGDGRVVHUHVHGDQDWXUH]D2 VLVWHPD GH FXLGDGRV HP VD~GH DILUPDVH FRPR ´GLVSRVLomRUHODFLRQDOµ HFDUDFWHUL]DVHFRPRXQLGDGH FRPSOH[D TXH OLJD WUDQVIRUPD PDQWpP RX SURGX] DF[r]

6 Ler mais

Arlindo Barbeitos: poética da concisão

Arlindo Barbeitos: poética da concisão

Existe ainda o uso da recuperação não total dos versos da estrofe inicial no final do texto, como no poema «embarcados» (FS, p.33), provocando a sensação de ausênc[r]

126 Ler mais

Análise integrada das condições de ocorrência de deslizamentos e escoadas nas bacias hidrográficas do sector central da Ilha da Madeira

Análise integrada das condições de ocorrência de deslizamentos e escoadas nas bacias hidrográficas do sector central da Ilha da Madeira

Embora o objetivo fundamental proposto tenha sido perceber qual a ligação espacial entre os deslizamentos e as escoadas, e qual a sua relação com os fatores condicionantes, optou-se fo[r]

123 Ler mais

Analazing the market potencial of Coca-Cola products at cinemas

Analazing the market potencial of Coca-Cola products at cinemas

As mentioned in Chapter 1, the goal of this business project was to offer recommendations on how Coca Cola Hellenic Bottling Company in Austria could come up with a sales st[r]

18 Ler mais

Brasilien in Afrika: Globaler Geltungsanspruch und Rohstoffe

Brasilien in Afrika: Globaler Geltungsanspruch und Rohstoffe

Afrikapolitik im Zeichen globaler Ansprüche Seit seinem Amtsantritt im Januar 2003 hat Präsi- dent Lula da Silva der brasilianischen Außenpolitik eine globale Dimension verliehen, um de[r]

8 Ler mais

Alte und neue Herausforderungen der europäischen Universitäten. Oder: Der Campus als Kartoffelfeld

Alte und neue Herausforderungen der europäischen Universitäten. Oder: Der Campus als Kartoffelfeld

Diese Öffnung unterscheidet sich allerdings beträchtlich von der, die in den beiden oben angeführten Universitätsmodellen durchgespielt wird, denn hier geht es nicht darum, die Universit[r]

9 Ler mais

Alexander Gottlieb Baumgartens Ästhetik und die Desastres de la Guerra des Francisco de Goya: ein beitrag zu einer Ästhetik des Schattens

Alexander Gottlieb Baumgartens Ästhetik und die Desastres de la Guerra des Francisco de Goya: ein beitrag zu einer Ästhetik des Schattens

Walter Benjamin, Ursprung des deutschen Trauerspiels, Frankfurt a.. Spannung zwischen Hell und Dunkel am deutlichsten hervortritt. Auch der Schein hat seine Verwandtsc[r]

14 Ler mais

Building bridges for innovation in ageing: synergies between action groups of the EIP on AHA

Building bridges for innovation in ageing: synergies between action groups of the EIP on AHA

CRD: Chronic Respiratory Diseases; EICA: European Interdisciplinary Council on Ageing; EIP on AHA: European Innovation Partnership on Active and Healthy Ageing; EU: European Union; ICT:[r]

13 Ler mais

Resumos do V COMED DA UEA

Resumos do V COMED DA UEA

Resumo: Durante décadas, a desconstrução dos valores culturais, econômicos, sociais e coletivos contribuiu para que os povos indígenas fossem colocados em situação de vulnerabilidade. Hoje, apesar das novas políticas existentes, ainda há um quadro de desatenção para eles, com implicação direta em sua saúde, fato que necessita de urgente intervenção. Nesse contexto, o presente estudo objetiva relatar a experiência de acadêmicos do 4º período do curso de Medicina da Universidade Federal do Amazonas, por meio da disciplina Saúde Coletiva IV, no atendimento primário à população indígena do Alto Rio Negro e na compreensão de seu perfil de saúde. A turma realizou uma manhã de atendimentos na sede da Associação das Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro, AMARN, grupo que promove oportunidades de geração de renda, qualidade de vida e formação sociopolítica para indígenas. Formaram-se equipes para o pré-atendimento aos pacientes. Com auxílio do professor orientador, realizou-se avaliação clínica, solicitação de exames complementares, encaminhamentos médicos e prescrição de medicamentos. Os acadêmicos puderam compreender como ocorre o processo saúde-doença dos indígenas, suas principais enfermidades e o quão vulneráveis eles estão quando ficam desprovidos de políticas públicas direcionadas para suas particularidades. Dentre os desafios identificados, destacou-se a enorme diversidade cultural, seja na compreensão do processo saúde doença, seja na dinâmica epidemiológica e demográfica. O conhecimento do perfil epidemiológico em transição destes no Brasil, devido à sociodiversidade, é grandioso para orientar a organização, o planejamento e melhoria da qualidade dos serviços de saúde.
Mostrar mais

120 Ler mais

A cidade industrial - reabilitação e renovação de identidade: caso de estudo: tinturaria Petrucci

A cidade industrial - reabilitação e renovação de identidade: caso de estudo: tinturaria Petrucci

Durante o período compreendido entre o final do século XIX e início do século XX, quando o mundo industrial se encontrava já firmemente enraizado na estrutura económica, cultural e social da civilização mundial, começaram a surgir preocupações com a devida integração dos conjuntos industriais e das suas respectivas classes operárias com as restantes actividades e classes ocupacionais do tecido urbano, na tentativa de se ultrapassarem problemas decorrentes do grande processo de urbanização que as cidades enfrentavam. Naquela época várias cidades industriais apresentavam um crescimento populacional acelerado, criando-se grandes aglomerados em que as pessoas pertencentes à classe operária (maioritariamente que haviam migrado do campo) viviam em péssimas condições de vida e higiene, muitas delas sem ter onde morar, ou habitando locais insalubres e desconfortáveis. Assinalaram-se a partir de então grandes discussões, geradas por preocupações generalizadas em diversas áreas do conhecimento, que levassem a um entendimento para a solução destes novos problemas urbanos. Assim, começaram a surgir, como já referido atrás, arquitectos e urbanistas com propostas de modelos de uma nova organização e estrutura urbana que viria, conforme os seus planos, a desempenhar um papel preponderante na vida activa do futuro das cidades.
Mostrar mais

89 Ler mais

Show all 10000 documents...