Princípios da Atividade Pedagógica

Top PDF Princípios da Atividade Pedagógica:

A mediação do conhecimento teórico-filosófico na atividade pedagógica: um estudo...

A mediação do conhecimento teórico-filosófico na atividade pedagógica: um estudo...

A principal lei da educação escolar, LDB/96, tem como destaque a preparação para o mercado de trabalho e em alguns pontos deixa a entender que ser cidadão é ser um indivíduo qualificado para o mercado de trabalho. A escolarização do sistema capitalista que exalta a cidadania e o ensino voltados para a prática social tem um sentido peculiar, o trabalho assalariado, como expressam o artigo 1º, § 2º, da mesma lei, “a educação escolar deverá vincular-se ao mundo do trabalho e da prática social ” e, respectivamente, o artigo 2º coloca que “a educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. (BRASIL, 1996). De certo modo, a educação escolar tem servido muito mais como meio para obter números para as estatísticas, a partir das provas oficiais, e/ou formar mão de obra qualificada para o sistema capitalista, do que para promover a apropriação dos conhecimentos teóricos e humanizar os escolares, porquanto “[…] o acesso ao ensino não é apenas direito do cidadão, ou apenas necessário à formação para o trabalho; nem se destina a desenvolver a resistência ou adequação do indivíduo à sociedade […]” (SFORNI, 2004, p. 23).
Mostrar mais

185 Ler mais

Mediações simbólicas na atividade pedagógica.

Mediações simbólicas na atividade pedagógica.

Quanto aos elementos comuns da práxis na atividade pedagógica, verifica-se que na or- ganização do ensino são considerados os ele- mentos epistêmicos da Geometria e os princípi- os da Geometria intuitiva, que levam em consi- deração o plano horizontal como o plano de referência para o estudo dos conceitos. O uso de material de apoio didático e a valorização da ação reflexiva, por meio de ações coletivas e cooperativas entre os estudantes e entre o pro- fessor-pesquisador e os estudantes, também são elementos comuns entre os dois momentos da investigação didática. Como forma de pensa- mento decorrente das ações reflexivas dos estu- dantes sobre o objeto de estudo, a dedução informal é identificada como elemento comum nas manifestações da apropriação dos conceitos. No que se refere aos elementos impró- prios da práxis na atividade pedagógica, são observadas diferenças quanto à lógica que a permeia: a lógica formal e a lógica dialética. A mediação pedagógica, caracterizada como ati- vidade orientadora do ensino no segundo mo- mento da investigação didática, também é identificada como elemento diferenciador da práxis por considerar a situação desenca- deadora do processo de ensino e aprendiza- gem que contempla a historicidade e os nexos internos do conceito, os modos de ação que re- querem os princípios da atividade em comum e do conjunto de fatores de eficiência e o con- trole da aprendizagem por meio da mediação no campo da linguagem ao longo do proces- so dialógico do conceito.
Mostrar mais

16 Ler mais

Relato de uma atividade pedagógica: um workshop intensivo no âmbito da UC Cidades e Sustentabilidade

Relato de uma atividade pedagógica: um workshop intensivo no âmbito da UC Cidades e Sustentabilidade

Na Unidade Curricular “Cidades e Sustentabilidade Ambiental” espera-se que os estudantes sejam capazes de: (i) conhecer e aplicar corretamente terminologia, princípios e teorias no domínio sustentabilidade urbana; (ii) compreender as problemáticas ambientais urbanas na interdependência entre diferentes escalas de análise e entre os ambientes natural e social; (iii) Manifestar sensibilidade relativamente às questões da sustentabilidade ambiental nas cidades, envolvendo-se na identificação e resolução de problemas; (iv) selecionar, tratar, interpretar e produzir informação geográfica adequada e à avaliação de problemas e de desenho de propostas no âmbito da sustentabilidade urbana (Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2019). Uma experiência pedagógica deste cariz parece-nos, portanto, de especial pertinência. De facto, a aquisição de competências relativamente à sustentabilidade ambiental nas cidades exige saber mobilizar um leque muito variado e intricado de conhecimentos e práticas, tradicionalmente segmentados, e cuja inter-relação poderá emergir num contexto de ensino- aprendizagem dedicado à resolução de problemas concretos e interação com a comunidade local.
Mostrar mais

7 Ler mais

Formação de professores: a construção da docência e da atividade pedagógica na Educação Superior

Formação de professores: a construção da docência e da atividade pedagógica na Educação Superior

A terceira, relacionada à experiência profissional, envolve a apropriação de atividades específicas, a partir de um repertório de conhe- cimentos, saberes e fazeres voltados para o exercício da docência, advin- dos da área específica de atuação, da área pedagógica e da área de expe- riência docente. Essa dimensão leva em conta: formar professores para a Educação Básica, formar profissionais para as demais áreas de atuação e gerar conhecimentos sobre os domínios específicos, bem como a construção do conhecimento de ser professor. A valorização da dimensão profissio- nal da docência implica considerar os direitos e deveres dos professores em seus locais de trabalho. Nesse sentido, são relevantes as políticas e os
Mostrar mais

20 Ler mais

Práxis pedagógica e produção de sentidos à atividade de estudo para estudantes do PROEJA

Práxis pedagógica e produção de sentidos à atividade de estudo para estudantes do PROEJA

A depender da forma como se concebe e se põe em ação o currículo, vão se produzindo significados sociais e sentidos às ações de estudo. Os estudantes participantes desta pesquisa incorporam, de forma geral, a ideia de que os conhecimentos teóricos têm um valor pragmático. Esses significados e sentidos são criados e reforçados por ações de ensino que resultam, muitas vezes, em um esvaziamento dos conhecimentos teóricos, situações essas expressas, tanto pelos estudantes durante as entrevistas, quanto observadas em algumas aulas, a exemplo de comentários dos professores que indicavam diferenciação de aprendizagem de quem cursava um curso PROEJA daqueles que frequentavam cursos técnicos. Tais ações dos professores não mobilizam os estudantes para o desenvolvimento de ações de estudo, assim como, restringem seu interesse pela apropriação dos conhecimentos teóricos. Na contramão de uma formação integral e emancipadora, transmitem a ideia de que, em decorrência de seu perfil (estudantes da EJA), eles não precisam se esforçar para se apropriarem dos conhecimentos científicos e que eles têm uma capacidade limitada para compreender estes conhecimentos, o que gera ações de conformação (ASBAHR, 2011), dificultando a formação da atividade de estudo.
Mostrar mais

25 Ler mais

A presença da atividade lúdica como prática pedagógica do ensino fundamental I

A presença da atividade lúdica como prática pedagógica do ensino fundamental I

A presente monografia tem o intuito de investigar e analisar a presença da atividade lúdica como prática pedagógica no Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano) em duas escolas, uma pública e uma privada, na cidade de Aracaju, Sergipe. Tal estudo investigou a metodologia dos professores de ambas as instituições, identificando a presença do lúdico, do brincar tradicional e o nível de importância na prática pedagógica, assim como verificando a relação do educador com o brincar virtual como ferramenta lúdica para o desenvolvimento da criança em sua formação cognitiva, sensível, crítica e reflexiva do seu universo interior e exterior. Para isso foi preciso uma pesquisa bibliográfica com ênfase no lúdico na educação, na formação do educador, sobretudo a formação lúdica. Foram também realizadas entrevistas e observações de campo por meio de vivência com os professores de ambas as escolas. A análise dos dados colhidos demonstrou o conceito dos educadores a respeito da atividade lúdica na prática pedagógica, as dificuldades e facilidades existentes para o trabalho com a ludicidade tradicional e virtual e a diferença da prática pedagógica com atividades lúdicas da escola privada e pública.
Mostrar mais

89 Ler mais

A Transformação dos Textos dos Materiais Curriculares Educativos por Professores de Matemática: uma análise dos princípios presentes na prática pedagógica.

A Transformação dos Textos dos Materiais Curriculares Educativos por Professores de Matemática: uma análise dos princípios presentes na prática pedagógica.

Olha, na realidade a gente sabe que pra realizar um trabalho um pouco diferente, sair daquela mesmice da sala de aula, do tradicional, quadro e giz, eu queria muito a aplicação do vídeo porque ele, ele traz informações e o aluno através é, (/) da visualização, da fala, tudo isso de, (/) de certa forma de uma maneira mais interessante para o aluno, a abordagem eu acho que fica mais interessante. Mas, infelizmente a escola tem acesso à internet, mas nesse dia específico a gente acabou tendo problema com a internet, eu não pude aplicar o que de certa forma é (/) fez com que minha aula não ficasse tão interessante quanto eu esperava, porque eu acabei tendo que optar pra ir para o tradicional, não é?! Que era a leitura, de ir pra o quadro, utilizando o giz, o pincel e a fala mesmo. Então, eu acabei voltando para o tradicional. Consegui realizar o trabalho, mas acreditava que com o vídeo ficaria muito mais interessante e o aluno se sentiria mais motivado. Em vez de buscar é, [...] essa investigação, talvez eu perceba que se tivesse apresentado o vídeo antes, isso ajudaria muito para se tornar uma atividade, uma situação-problema mais investigativa.
Mostrar mais

21 Ler mais

Mediações simbólicas na atividade pedagógica: contribuições do enfoque histórico-cultural...

Mediações simbólicas na atividade pedagógica: contribuições do enfoque histórico-cultural...

ASBAHR, F. da S. F. Sentido pessoal e projeto político pedagógico: análise da atividade pedagógica a partir da psicologia histórico-cultural. Dissertação (Mestrado em Psicologia escolar e desenvolvimento humano) – Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

8 Ler mais

Interação em sala de aula: a atividade pedagógica de contar e recontar histórias

Interação em sala de aula: a atividade pedagógica de contar e recontar histórias

50 etnometodológica e observamos cinco aulas de contação de histórias em uma mesma turma da educação infantil que atende alunos entre cinco e seis anos. Dessas aulas, gravamos em áudio e vídeo as três últimas por considerar as primeiras uma forma de nos aproximarmos do campo, minimizando o estranhamento, por parte dos pesquisados, com nossa figura. Todas as aulas foram registradas em diário de campo, ou seja, houve a participação da pesquisadora com e sem a confecção de imagens. Antes de gravar em áudio e filmar as aulas, os participantes assinaram o termo de consentimento demonstrando estarem cientes (as crianças contaram com a assinatura dos responsáveis) da confecção das imagens e a realização de todos os registros, além de permitirem o uso desses dados para fins de pesquisa (Apêndice E). Foi gerada, no total, uma hora e meia de gravação em áudio e vídeo, sendo, aproximadamente, 30 minutos para cada atividade pedagógica. Consideramos que o material gerado é de grande riqueza e extensão, e por uma questão de espaço, decidimos transcrever todas as interações geradas, mas a investigação se concentrou em uma história (O balãozinho teimoso) que teve aspectos da conversa colocados em contraste com textos científicos disponíveis no meio acadêmico.
Mostrar mais

144 Ler mais

Sentido pessoal e projeto político pedagógico: análise da atividade pedagógica a...

Sentido pessoal e projeto político pedagógico: análise da atividade pedagógica a...

Esta pesquisa tem o objetivo de compreender o processo de atribuição de sentido pessoal à atividade pedagógica dos professores da escola pública de ensino fundamental por meio do levantamento dos motivos dessa atividade. Ao enfocarmos a atividade pedagógica, pretendemos, também, localizar a função e a importância do projeto político pedagógico na organização das ações pedagógicas. Para tanto, este trabalho tem como embasamento teórico a psicologia histórico-cultural (Vigotski, Leontiev, Luria e outros), mais especificamente a contribuição dos autores que se dedicaram ao estudo da atividade humana como unidade central da vida do sujeito concreto, ou seja, a teoria psicológica geral da atividade (Leontiev, Davidov e outros). Nosso estudo centrou-se na observação do cotidiano escolar de uma escola pública municipal de ensino fundamental que almejava construir seu projeto político pedagógico e articulá-lo com as ações pedagógicas desenvolvidas. Inspirados no estudo de caso do tipo etnográfico, foram usados os seguintes procedimentos de investigação: observação participante, análise de documentos e realização de entrevistas com professores. No processo de análise dos dados, organizamos as informações obtidas em três grandes contextos: "Organização escolar", "Em busca do projeto político pedagógico" e "Atribuição de sentido pessoal à atividade pedagógica". Nos dois primeiros contextos, apresentamos as formas como os profissionais da escola organizam suas atividades e ações pedagógicas e apontamos as dificuldades na construção de um projeto político pedagógico, a produção da fragmentação do trabalho pedagógico e as possibilidades de superação da alienação. No último contexto, a partir da trajetória profissional de dois professores, analisamos o processo de atribuição de sentido pessoal à atividade pedagógica. Os professores entrevistados denunciam as rupturas entre o significado e o sentido pessoal, entre os motivos da atividade e os fins das ações e expressam essas cisões não só verbalmente, como física e emocionalmente. Contraditoriamente, indicam, também, elementos no seu trabalho e na organização escolar reveladores das possibilidades do estabelecimento de relações conscientes com a universalidade dos homens, para além da relação singular-particular. Assim, a análise ressalta a construção do projeto político pedagógico entendido como atividade enquanto um dos elementos possíveis de humanização docente, ou seja, como espaço de resistência à desintegração entre o significado e o sentido pessoal atribuído à atividade pedagógica.
Mostrar mais

202 Ler mais

A rádio com atividade pedagógica de integração das ciências da comunicação na formação dos nutricionistas

A rádio com atividade pedagógica de integração das ciências da comunicação na formação dos nutricionistas

No ano letivo de 2010/2011, foi criada uma atividade pedagógica na UC no âmbito de um programa de rádio intitulado “Ondas   Nutricionais”, que teve como objectivo capacitar os alunos para a divulgação de informação e comunicação para o público em geral utilizando a rádio como meio de comunicação. Esta atividade prática consistiu na elaboração de um guião de orientação para a gravação de uma emissão via rádio, tendo como ponto de partida a transformação de um artigo científico previamente elaborado pelos estudantes e assente num tema atribuído pelos docentes. A elaboração deste texto para difusão pública utilizando como suporte a Rádio desenvolveu-se como atividade de grupo, com 3 a 4 elementos, ao longo de 3 sessões teórico-práticas, de modo a proporcionar a discussão entre pares e a aquisição de competências em trabalho de equipa. Como objetivos específicos, pretendia-se que os alunos adquirissem competências ao nível da adaptação dos conteúdos e da linguagem técnico- científica de acordo com o formato da comunicação para a rádio e também de acordo os interesses do público alvo, de forma a que a informação transmitida fosse clara, perceptível e eficiente. A gravação do programa da rádio ocorreu em contexto real, no âmbito de um programa existente na Engenharia Rádio da   Universidade   do   Porto,   intitulado   “Ondas   Nutricionais”,  o  qual  foi  desenvolvido  inicialmente  com  o  propósito  de  funcionar  como  apoio  às   atividades pedagógicas no âmbito da UC de Comunicação.
Mostrar mais

8 Ler mais

ATIVIDADE AVALIATIVA DO 1º ANO — UMA ANÁLISE PEDAGÓGICA DOS ITENS DE ESCRITA

ATIVIDADE AVALIATIVA DO 1º ANO — UMA ANÁLISE PEDAGÓGICA DOS ITENS DE ESCRITA

Tal avaliação foi uma demanda dos próprios municípios, advinda da necessidade de acompanhar as crianças que estão sendo preparadas para o processo de aquisição da leitura e da escrita. Essa demanda foi respaldada pelo Eixo de Alfabetização que viu na proposta uma maneira efi caz de orientar a prática pedagógica dos professores alfabetizadores sob sua responsa- bilidade, uma vez que o Eixo realiza a formação continuada e o acompanhamento sistemático dos professores do 1º ano em todas as escolas públicas do Estado do Ceará. Já se sabe que este trabalho, de fato, tem contribuído para os bons resultados dos alunos nas avaliações do 2º ano.
Mostrar mais

7 Ler mais

A educação física como componente curricular: prática pedagógica ou atividade extracurricular?

A educação física como componente curricular: prática pedagógica ou atividade extracurricular?

Na visão do autor, em sua concepção, o valor das ati- vidades extracurriculares, na escola, não é negado. Porém, “... só tem sentido na medida em que possam enriquecer as atividades curriculares, isto é, aquelas próprias da escola, não devendo em hipótese alguma prejudicá-las ou substituí-las” (Saviani, 1990: 73). Nesse contexto, a despeito da problemática que pode ser desencadeada, a partir da percepção que a escola tem de currículo, se torna importante levar em consi- deração a função social atribuída ao currículo na es- cola. Portanto, destaca-se que é imprescindível “or- denar a reflexão pedagógica do aluno de forma a pen- sar a realidade social desenvolvendo determinada lógica” (Coletivo de Autores, 1992: .27).
Mostrar mais

6 Ler mais

 Os princípios organizativos e a proposta pedagógica do MST: contradições de sua materialização na escola Estadual Iraci Salete Strozak

Os princípios organizativos e a proposta pedagógica do MST: contradições de sua materialização na escola Estadual Iraci Salete Strozak

A presente dissertação de mestrado aborda alguns pontos da luta pela terra no Brasil e a forma específica de reivindicação que proporcionou o destaque do MST no conjunto dos movimentos sociais. A pesquisa faz um recorte especial à sua estrutura organizacional e como esta se desmembra numa proposta pedagógica de educação escolar. Nesse sentido, estuda as contradições da materialização dos princípios organizacionais e pedagógicos do MST numa escola pública Estadual que traz seu Projeto Político Pedagógico embasado na perspectiva educacional do movimento e que tem uma vinculação histórica com este. As intenções que permearam a análise foram a compreensão da trajetória histórica do MST destacando a constituição de sua estrutura organizativa, bem como o resgate histórico dos Assentamentos Ireno Alves dos Santos e Marcos Freire em Rio Bonito do Iguaçu, região Centro – Oeste do PR e, concomitantemente, a trajetória histórica da Escola Iraci Salete Strozak, localizada neste assentamento abordando, em seu contexto, as contradições da materialização dos princípios pedagógicos e organizacionais propostos pelo MST e, em que medida, o processo educacional da escola ainda se vincula aos seus princípios pedagógicos e organizacionais. A pesquisa se desenvolveu através de estudo teórico compreendendo obras literárias, trabalhos acadêmicos, documentos e artigos em periódicos e também pesquisa de campo no período de maio a setembro de 2007, período em que fizemos várias visitas à escola e participamos de eventos promovidos tanto pela comunidade local quanto pela escola e realizamos um total de 18 entrevistas/depoimentos com a comunidade assentada, professores, funcionários e alunos da escola além de dirigentes do MST estadual regional e local. Os resultados da pesquisa confirmam que, durante a vivência em situação de acampamento o cotidiano, foi totalmente baseado na proposta organizacional do MST e, da mesma forma, na escola nesse período, estando sob total responsabilidade do MST, a proposta pedagógica é plenamente efetivada. Já no período de assentamento, devido à distancia das moradias, o compromisso com a produção, entre outros fatores, acabam por isolar as famílias. Também a ausência de uma identidade com o processo de luta contribuiu para dificultar a manutenção daquela organização, dificuldade que se agravou com a troca de lotes entre famílias da região e a própria venda da terra à famílias que não passaram pelo processo de acampamento. Quanto à escola, o processo se repetiu, demonstrando bastante controversa o vínculo da escola com o MST e, do mesmo modo, a materialização dos princípios organizacionais e pedagógicos e, por outro lado, também nos deparamos com um processo pedagógico, em alguns aspectos coletivo. Além de experiências que refletem a proposta do MST, mesmo limitadamente, contrariando a estrutura societal em alguns âmbitos.
Mostrar mais

215 Ler mais

Análise do  do processo de autorregulação por alunos com deficiência intelectual: implicações dos princípios de mediação de Feuerstein na intervenção pedagógica tutorada

Análise do do processo de autorregulação por alunos com deficiência intelectual: implicações dos princípios de mediação de Feuerstein na intervenção pedagógica tutorada

Ainda na fase executiva, os princípios manifestaram-se, concomitantemente, em vários indicadores de autorregulação. Conforme o quadro 30, observamos a presença do princípio de mediação de compartilhamento, apenas em três indicadores de autorregulação: 2.6 (Mediante uma dificuldade mobiliza-se tomando uma atitude autônoma para dar continuidade a solução do problema), 2.7 (Modifica suas estratégias quando não consegue atingir seus objetivos em relação à execução da tarefa) e 2.8.2 (Consegue realizar uma atividade de forma autônoma com a interação verbal problematizando a situação-problema com o aluno). Para exemplificar essa ocorrência apresentamos a seguir o trecho da sessão 2, que ocorreu no encontro En5. Nessa sessão, aplicamos o jogo Organizando Ideias. Trata-se de um jogo de pensamento indutivo e de seriação, que objetiva que os alunos explorem, descrevam e comparem os cartões com precisão, para que eles possam fazer uma representação mental da história ilustrada, antes de ordenar as cartas.
Mostrar mais

319 Ler mais

Integração pedagógica das TIC no contexto de um Edulab – reflexão e sistematização de princípios orientadores de boas práticas (projeto AGIRE)

Integração pedagógica das TIC no contexto de um Edulab – reflexão e sistematização de princípios orientadores de boas práticas (projeto AGIRE)

Especificamente tendo em consideração a temática em que se enquadra o projeto AGIRE, visando a inovação da prática pedagógica de professores, ao nível de metodologias de ensino e aprendizagem, suportadas por tecnologia que conduza à melhoria das aprendizagens dos alunos, o exercício reflexivo de posicionamento dos professores quanto à integração de tecnologia na sua prática pedagógica é fundamental (Pombo, Carlos & Loureiro, 2016). Para esse efeito, dá-se particular destaque ao instrumento “Technology Integration Matrix” (TIM matrix - http://fcit.usf.edu/matrix/), uma ferramenta multimédia online de avaliação, desenvolvida especificamente pelo Departamento de Educação da Universidade da Flórida, para avaliar a integração pedagógica, pelo professor, da tecnologia em sala de aula (Choy, Chen & Bugarin, 2006). Este instrumento, baseado no paradigma socio-construtivista segundo o qual as interações dos alunos são fulcrais no seu processo de aprendizagem, combina ambientes construtivistas de aprendizagem - ativos, colaborativos, construtivistas, autênticos e orientados a objetivos (Jonassen, 2007), com os cinco níveis de integração tecnológica no currículo e nas práticas docentes ACOT - iniciação, adoção, adaptação, infusão e transformação (Allsopp, Hohlfeld & Kemker, 2007).
Mostrar mais

20 Ler mais

Usando os princípios let us play para maximizar a atividade física em aulas de educação física

Usando os princípios let us play para maximizar a atividade física em aulas de educação física

Em um estudo que teve como intuito comparar os níveis de AFMV das crianças em jogos realizados no formato tradicional e modificado de acordo com o LET US Play (por exemplo: no Futebol as equipes passaram a ter apenas cinco componentes, os goleiros foram removidos e o tamanho do gol/meta foram diminuidos; na Queimada, um jogo grande foi dividido em dois menores, além disso, os jogadores queimados/eliminados passavam para a outra equipe), os resultados mostraram que, quando os princípios foram implementados nas aulas práticas, ocorreu significativo aumento no tempo de AFMV e redução da permanência em comportamento sedentário (CS), tanto para as meninas (+42.4% AFMV; -15.0 CS) como para os meninos (+55.5% AFMV; -6.5 CS) (BRAZENDALE et al, 2015).
Mostrar mais

6 Ler mais

Adesão à Ata de Registro de Preços:  uma Análise à Luz dos princípios norteadores da atividade Administrativa Brasileira

Adesão à Ata de Registro de Preços: uma Análise à Luz dos princípios norteadores da atividade Administrativa Brasileira

O presente trabalho tem por objetivo estudar o mecanismo de adesão à ata de registro de preços no âmbito da Administração pública federal. Apresentam-se opiniões doutrinárias relevantes e jurisprudenciais acerca da figura do “órgão carona” à luz dos princípios que regem a atividade administrativa brasileira. A pesquisa divide-se em seis capítulos, incluindo-se a introdução. Inicialmente, aborda de forma sucinta o histórico do instituto da licitação no Brasil a partir da Constituição Federal de 1988. Posteriormente, traçam-se as linhas gerais do Sistema de Registro de Preços, com destaque para o conceito e a natureza jurídica do instituto, bem como os seus traços distintivos em relação ao procedimento comum de licitação, as vantagens e desvantagens de sua utilização. Analisa os aspectos mais relevantes da normatização do registro de preços à luz da Lei nº 8.666/93 e do Decreto Federal nº 7.892/2013. Faz-se, ainda, uma breve análise dos princípios particularmente aplicáveis à sistemática de compras, especialmente a padronização, o parcelamento e a economicidade. Na etapa seguinte, o trabalho analisa especificamente a figura do órgão não participante do registro de preços e os demais atores desse procedimento especial de licitação, a evolução normativa e o posicionamento jurisprudencial acerca da matéria, assim como o procedimento e limites estabelecidos no regulamento para a sua realização. Busca-se, finalmente, ponderar sobre a sua adequação aos princípios regentes da atividade administrativa brasileira, notadamente a legalidade, impessoalidade e isonomia, moralidade e a eficiência.
Mostrar mais

63 Ler mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA: ATIVIDADE PEDAGÓGICA COM USO DE SMARTPHONES NO ENSINO DE DIREITO DO TRABALHO

RELATO DE EXPERIÊNCIA: ATIVIDADE PEDAGÓGICA COM USO DE SMARTPHONES NO ENSINO DE DIREITO DO TRABALHO

É recomendável, para que possa auxiliar os alunos na experiência pedagógica, que o professor detenha domínio sobre os saberes a serem desenvolvidos, já que o aluno, embora movido por suas curiosidades e anseios individuais, precisa do amparo pedagógico do professor. No caso em tela, por exemplo, antes de iniciar a atividade exploratória ocorrida em 25/09/2018, os alunos participaram de aula dialogada sobre o tema (saúde e segurança do trabalho). A aula teórica prestava-se ao suporte científico quanto as habilidades que seriam trabalhadas, de modo que essas duas formas de saber (teórico e prático) pudessem resultar na construção das competências almejadas. A prática, sem o devido suporte teórico, provavelmente não teria atingido resultados tão relevantes.
Mostrar mais

56 Ler mais

A exposição de trabalhos discentes como atividade didático-pedagógica no ensino de graduação em design

A exposição de trabalhos discentes como atividade didático-pedagógica no ensino de graduação em design

Resumo: Este artigo apresenta a exposição de trabalhos acadêmicos como possibilidade de reflexão para o ensino do design. A fundamentação teórica do estudo busca introduzir o campo do design, para então abordar aspectos do design de exposição, bem como a especificidade da exposição de design. Em uma abordagem sobre a exposição como atividade didático-pedagógica, são analisados dois estudos de caso, com base em entrevistas semiestruturadas e levan- tamento fotográfico. A mostra FAUForma: designers refere-se aos trabalhos de conclusão de curso da Universidade de São Paulo – USP. Já a mostra Interiores em Cena apresentou o Curso de Design de Interiores da Universidade Feevale, em Novo Hamburgo – RS. Por fim, verifica-se que o caráter legitimador da exposição oportuniza educar, comunicar e informar sobre design, com o enfoque na divulgação da produção discente. Desse modo, salienta-se a sua contribuição para uma cultura de projeto e a socialização dos conhecimentos articulados no ensino do design.
Mostrar mais

14 Ler mais

Show all 10000 documents...