Processo de Enchimento

Top PDF Processo de Enchimento:

Melhoria do Processo de Enchimento de uma Linha de Embalagens PET numa Empresa do Setor Alimentar

Melhoria do Processo de Enchimento de uma Linha de Embalagens PET numa Empresa do Setor Alimentar

Por conseguinte, entre os princípios identificados, o único que constitui uma solução potencialmente praticável é o princípio 10 – “Ação prévia”, visto que os restantes não se aplicam à situação em estudo. Posto isto, a resolução do conflito, através deste princípio, passa pelo planeamento e organização não só de informação, como por exemplo das ordens de produção semanais, como da produção de xarope, do material necessário ao processo de enchimento e de procedimentos de limpeza e preparação dos equipamentos. Planear, organizar e prever torna-se fundamental para fazer face às necessidades existentes e fomentar a redução de desperdícios. A inexistência deste tipo de “ações prévias” pode originar falhas de informação, a utilização de material errado na produção (por exemplo, utilizar cápsulas ou pré-formas inadequadas ao tipo de formato a produzir) ou até o incumprimento das especificações das ordens de produção divulgadas, o que poderá resultar em quebras e desperdícios produtivos. Para além disso, a definição e normalização de procedimentos de trabalho que permitam uniformizar os métodos de realização das operações nos equipamentos, reduzir a variabilidade do processo de enchimento e aumentar a qualidade do produto final, poderá ser eficaz no aumento da produtividade da linha em estudo e na diminuição de desperdícios associados a atividades que não acrescentam valor ao processo produtivo.
Mostrar mais

149 Ler mais

ADENSAMENTO E SIMULAÇÃO DO PROCESSO DE ENCHIMENTO DO RESERVATÓRIO DE UMA BARRAGEM PARA CONTENÇÃO DE REJEITOS DE OURO

ADENSAMENTO E SIMULAÇÃO DO PROCESSO DE ENCHIMENTO DO RESERVATÓRIO DE UMA BARRAGEM PARA CONTENÇÃO DE REJEITOS DE OURO

A priori, cumpre salientar que nos foram enviados três tipos de rejeitos, definidos pela empresa AngloGold Ashanti como sendo: rejeito de flotação, o qual representava o rejeito total do processo de flotação, o backfill, que era o underflow do processo da ciclonagem e o pasta deep, sendo este o rejeito na forma de pasta. Posteriormente, após o início dos trabalhos, a mencionada empresa nos enviou um quarto tipo de rejeito, denominado flotação, que representava o rejeito total da flotação e o qual, efetivamente, será gerado no processo de beneficiamento, para ocupação do reservatório da Barragem de Cuiabá. Com o objetivo de facilitar o entendimento e o estudo dos rejeitos a serem analisados, passou-se a utilizar as nomenclaturas que se seguem: flotação inicial, que corresponde o rejeito total da flotação, enviado na primeira remessa, underflow que representa o backfill, pasta que é a pasta deep e flotação que será o rejeito a ser utilizado no enchimento do reservatório.
Mostrar mais

138 Ler mais

Avaliação da modulação autonômica cardíaca no processo de enchimento da bexiga em mulheres com incontinência urinária: perspectiva da fisioterapia

Avaliação da modulação autonômica cardíaca no processo de enchimento da bexiga em mulheres com incontinência urinária: perspectiva da fisioterapia

Estado de Santa Catarina (Udesc) – Florianópolis (SC), Brasil. RESUMO | Comparou-se o comportamento do sistema nervoso autônomo, por meio da variabilidade da frequência cardíaca (VFC), durante as fases de enchimento vesical de mulheres com e sem incontinência urinária (IU). Aplicou-se o International Consultation on Incontinence Questionnaire – Short Form, para autodiagnóstico de IU. Para análise da VFC utilizaram-se registros de eletrocardiograma (ECG), sendo 6 registros durante o enchimento vesical. Para quantificar a VFC utilizaram-se os métodos: domínio do tempo (milissegundos); frequência (Hertz) e medidas não lineares. A estes parâmetros aplicou-se transformação logarítmica (Log). Na comparação de médias de dados normais utilizou-se teste t e para os dados não normais o teste de Mann-Whitney. Participaram 64 mulheres (64,8±6,73 anos), 33 com IU e 31 continentes. A variável logaritmo da razão dos componentes LF e HF (LogLH/HF) foi significativamente maior (p<0,05) no grupo continente em todos os momentos do enchimento vesical. A capacidade volumétrica vesical foi significativamente maior nas mulheres continentes (p=0,0015). A análise no domínio da frequência demonstrou redução da função simpática e aumento do parassimpático nas mulheres incontinentes. As mulheres continentes apresentaram melhor balanço
Mostrar mais

8 Ler mais

Controlo estatístico aplicado a processos de enchimento

Controlo estatístico aplicado a processos de enchimento

Todavia, é ainda muito comum encontrar em diversos setores da indústria portuguesas o controlo dos seus processos produtivos baseados numa aceitação/rejeição dos lotes através da aplicação dos planos de amostragem, em particular por atributos, recomendados pela família de Normas ISO 2859. Esta opção está associada à simplicidade das normas e ao facto de o responsável pela inspeção poder decidir, de acordo com uma norma, sobre a conformidade do lote, ao passo que o SPC e os desenhos de experiência ou a análise da capacidade de um processo exigem uma formação específica em estatística. Por exemplo, na indústria embaladora é comum o controlo metrológico da quantidade pré-embalada ser realizado de acordo com os planos de inspeção da Portaria 1198/91 de 18 de dezembro, que se baseiam num plano de amostragem simples ou duplo com um nível de qualidade admissível (NQA) de 2,5%. Este procedimento, para além de moroso, não informa o embalador da qualidade do seu processo de enchimento, mas apenas se um dado lote, selecionado aleatoriamente, é aceite ou rejeite. Na maioria dos casos, há ainda a agravante de a definição de “lote” não coincidir com a da Portaria. Na Portaria o “efetivo do lote” corresponde à produção horária de uma linha de enchimento ou ao máximo de 10.000 existências, quando a inspeção é realizada em armazém. Por exemplo, para uma produção horária superior a 3200 unidades, essa Portaria estabelece que o número de unidades a recolher num plano de amostragem simples é de 125, para um NQA de 2,5%, com um critério de aceitação de 7 unidades. Para além disso, os critérios de aceitação da Portaria baseiam-se num erro admissível por defeito, que por exemplo, para quantidades nominais entre 500 mL ou g e 1000 mL ou g é de 15 mL ou g. Nalgumas das empresas visitadas (Anexo 1), nas quais se traçavam cartas de controlo para a quantidade pré-embalada, usava-se o valor do erro admissível por defeito para estabelecer os limites de controlo (superior e inferior).
Mostrar mais

142 Ler mais

Controlo Estatístico de Processo e Optimização de Linhas de Enchimento através de Indicadores de Desempenho

Controlo Estatístico de Processo e Optimização de Linhas de Enchimento através de Indicadores de Desempenho

Analisando as Figuras 30 e 31 é evidente que a causa mais recorrente na categoria “Outros” é “Nada para encher”. Isto permite tirar algumas conclusões, mas com alguns erros, uma vez que, como já foi mencionado, esta é uma altura do ano em que não há tanta procura, pelo que introduz lacunas no planeamento. Apesar de ser uma causa que se repete bastante no período em estudo, e isso poder não acontecer no futuro, pensou-se que, inicialmente, se deveria incluir esta causa na lista de categorias principais. Deste modo, pode testar-se se é uma falha recorrente, qualquer que seja a altura do ano e analisar a influência positiva ou negativa que o planeamento semanal está a ter no processo de enchimento.
Mostrar mais

107 Ler mais

Controlo Estatístico no Processo do Enchimento Assético das Cefalosporinas e Identificação por Espectroscopia de Raman

Controlo Estatístico no Processo do Enchimento Assético das Cefalosporinas e Identificação por Espectroscopia de Raman

Um dos objetivos deste trabalho consistiu na aplicação do controlo estatístico do processo para a resolução dos problemas inerentes ao processo do enchimento das Cefalosporinas. De forma a manter a uniformidade de conteúdo nos lotes cheios, durante o enchimento destas formas sólidas é necessário fazer controlo de peso dos frascos cheios com produto, no entanto inerente ao processo de enchimento por vezes ocorrem desvios nos pesos. Independentemente de os desvios serem inerentes ao processo de enchimento e às características das matérias-primas usadas que interferem na fluidez do pó na máquina de enchimento, há ações que podem ser consideradas para melhorar o processo, e neste caso propõe-se a alteração das válvulas de filtração. Os resultados obtidos na aplicação do SPC ao lote ‘’A’’ da ceftriaxona mostram que o processo se encontra em sob-controlo estatístico, com os parâmetros de média e desvio padrão estimados, (nas cartas de controlo) de 1,164 e 0,017 respetivamente. Os dados são Normalmente distribuídos, com os resultados de p-value obtidos, nos testes de K-S e Qui-quadrado, 0,10 e 0,78 respetivamente. O processo é capaz, pois o valor de índice de capacidade (Cpk) é 1,874 > 1,33 e com capacidade potencial (Cp) de 2,278 > 1,33.
Mostrar mais

117 Ler mais

Análise de causas da quebra de garrafas de vidro em linhas de enchimento de cerveja

Análise de causas da quebra de garrafas de vidro em linhas de enchimento de cerveja

A segunda etapa desta análise consiste em determinar se existem outras causas que, previamente ao processo crítico, estejam a afectar a capacidade da garrafa a resistir às cargas exercidas nesse processo. Para esse efeito, é necessário avaliar as características de resistência das garrafas, recolhendo-as em diversos pontos da linha até ao processo crítico. É importante que as garrafas recolhidas sejam provenientes do mesmo lote de produção, uma vez que, caso não seja cumprida esta especificação, os resultados dos ensaios realizados poderão não ser considerados totalmente validos. Isto deve-se ao facto de que, apesar da resistência de um lote ser semelhante, nunca é igual à de um outro devido às características que lhes são intrínsecas. Destas características estimam-se que as principais sejam:
Mostrar mais

64 Ler mais

SIMONE MARIA MELO DA SILVA PROCESSO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: CASO DA REGIONAL METROPOLITANA V

SIMONE MARIA MELO DA SILVA PROCESSO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: CASO DA REGIONAL METROPOLITANA V

Esta pesquisa objetiva tratar do Processo de Prestação de Contas das Unidades Escolares subordinadas à Regional Metropolitana V, setor administrativo regional da Secretaria de Educação do estado do Rio de Janeiro (SEEDUC-RJ). Os recursos financeiros estaduais repassados às unidades escolares são destinados à manutenção e merenda, e os gestores escolares devem ter atenção quanto à sua origem, para a devida aplicação. A partir do momento que os recursos são repassados, há a necessidade da prestação de contas destes recursos por parte dos gestores das unidades escolares. Muitas vezes, entretanto, existem situações que acabam por dificultar uma prestação de contas com transparência e responsabilização. Nestes termos, este estudo tem como objetivo principal problematizar quais questões administrativas dificultam ou inviabilizam a prestação de contas por parte dos gestores nos prazos estipulados pela SEEDUC. Como objetivo geral esta dissertação pretende identificar as principais causas administrativas que levam os gestores escolares da Regional Metropolitana V a não cumprirem o prazo determinado para prestarem contas dos recursos financeiros estaduais. Este estudo caracteriza-se como uma pesquisa qualitativa, especificamente inserindo-se nas diversas possibilidades de abordagem, em um estudo de caso. No intuito de instrumentalização teórico-metodológica foi apresentada uma discussão teórica de conceitos da área da administração pública e escolar, tais como Descentralização, Administração Pública, Gestão Escolar, Transparência, Responsabilização, Accountability e Autonomia. Em seguida, foi realizada a coleta de dados através de entrevistas semiestruturada a gestores de quatro unidades escolares subordinadas à Regional Metropolitana V. A partir dos resultados da análise, que direciona a apreensão de que na maioria dos casos a inadimplência é decorrente de uma excessiva burocracia nos processos de prestação de contas, é proposto, por fim, um Plano de Ação Educacional que oriente os gestores nos processos de prestação de contas, no intuito de tornar este procedimento o mais célere e eficiente possível. Este Plano de Ação está orientado por duas frentes de trabalho, uma de proposição à SEEDUC e a outra de ações específicas da própria Regional – Implantação do Programa de Formação Financeira/PFF, implantação do Painel de Acompanhamento e visitas às unidades escolares.
Mostrar mais

120 Ler mais

LUCAS ALVES DO NASCIMENTO AVALIAÇÃO DOS PROCESSOS GMAW COM

LUCAS ALVES DO NASCIMENTO AVALIAÇÃO DOS PROCESSOS GMAW COM

topo com chanfro em V e bisel de 15º, 1 mm de altura de nariz, 3 mm de abertura de raiz e sem cobre-junta. Para a junta proposta foram avaliados os processos GMAW com transferência metálica por curto-circuito em modo convencional (natural) e o processo derivativo GMAW utilizando fonte comercial STT (Surface Tension Transfer). Neste contexto, foram investigados parâmetros de soldagem na junta soldada proposta em dois passes (um de raiz e outro de enchimento/acabamento). As análises dos cordões de soldas foram obtidas por meio da inspeção visual e ensaios mecânicos voltados para a sua qualificação (tração uniaxial, dobramento de face e raiz, nick-break, ensaio de impacto charpy, macrografia e perfil de dureza). Além da qualificação dos processos de soldagem, foram realizadas melhorias na bancada experimental, na montagem do duto de teste e no sistema eletrônico existente. Dentre estas melhorias, são citadas a otimização do sincronismo de disparo entre a fonte de soldagem, o sistema de aquisição e a máquina de soldagem orbital; a eliminação de desligamento do equipamento durante as execuções da soldagem; otimização do controle de ajuste automático da distância bico contato peça (DBCP) e a eliminação do estreitamento visual da região de aquecimento causado pelos elementos de fixação das juntas (“cachorros”). Foram realizados pré-testes para levantamento de parâmetros e para avaliar qualitativamente o decaimento de temperatura em ambos os lados das juntas soldadas motivada pela grande frequência de falta de fusão lateral observada em trabalhos anteriores. Os resultados mostram que a taxa de decaimento da temperatura em um dos lados do duto não afeta a soldagem em geral. Por fim, é possível concluir que apenas quando se utilizou o processo de soldagem derivativo investigado STT (GMAW curto-circuito controlado) foi possível obter um conjunto de parâmetros robusto para a junta proposta, em função dos critérios de aceitabilidade da Norma API 1104 (2010). Já para o processo convencional GMAW, foi possível obter um conjunto de parâmetros adequado somente para o passe de raiz.
Mostrar mais

313 Ler mais

AVALIAÇÃO DO USO DA POLARIDADE NEGATIVA NA SOLDAGEM DE PASSES DE ENCHIMENTO PELO PROCESSO MIGMAG DUPLO ARAME

AVALIAÇÃO DO USO DA POLARIDADE NEGATIVA NA SOLDAGEM DE PASSES DE ENCHIMENTO PELO PROCESSO MIGMAG DUPLO ARAME

Esperava-se que os cordões de solda feitos com Pulsado(+)-Pulsado(+) ficassem com uma penetração significativamente maior. A razão para tal hipótese seria a de que a polaridade positiva tem como característica típica uma penetração maior, comparando com polaridade negativa. Porém observou-se que a penetração das soldas feitas com polaridade negativa ficou levemente superior. Existem dados na literatura que provam que a polaridade nem sempre é um fator governante na penetração e que, dependendo da composição do gás de proteção, a penetração na polaridade negativa pode ser até 60 % à da positiva, como afirmam Souza et al. (2010). Entretanto seus resultados sobre a penetração na soldagem com polaridade negativa foram obtidos empregando-se processo MIG/MAG com único arame, trabalhando no modo corrente constante e como proteção gasosa foi usada uma mistura diferente (Ar+2%O 2 ). Na literatura corrente ainda não se encontrou os resultados relacionados
Mostrar mais

118 Ler mais

JÚLIO CÉSAR MEIRELES DE FREITAS PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO ISO 9001: O CASO DE UMA COORDENADORIA DISTRITAL DE EDUCAÇÃO DO AMAZONAS

JÚLIO CÉSAR MEIRELES DE FREITAS PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO ISO 9001: O CASO DE UMA COORDENADORIA DISTRITAL DE EDUCAÇÃO DO AMAZONAS

Esta dissertação tem como objetivo analisar o processo de implantação da certificação na Norma ABNT NBR ISO 9001:2008 e suas consequências para a Coordenadoria Distrital de Educação 07 – CDE7 do município de Manaus, no Estado do Amazonas. Para isso, realizou-se uma descrição do processo de implantação da Norma por meio de documentos como leis, resoluções e o manual da qualidade da CDE7. Em se tratando do referencial teórico, foram utilizadas as obras de Carpinetti (2012) e Porto (2014), que trouxeram contribuições para a compreensão dos conceitos sobre a gestão da qualidade e suas relações com esta pesquisa. Para a coleta de dados, utilizou-se questionário e entrevista semiestruturada, efetuando-se uma análise qualitativa. A partir da análise dos resultados da pesquisa, foi construído um plano de ação como sugestão de melhoria para a implantação da Norma estudada em outras Coordenadorias da Secretaria de Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas – SEDUC/AM. A pesquisa mostrou que a melhoria na organização interna, nos serviços prestados à comunidade, no direcionamento das ações e na utilização de instrumentos padronizados são algumas das primeiras consequências positivas obtidas com o processo de implantação na CDE7. Observou-se também que a Coordenadoria estudada continua buscando superar o desafio de concluir seu processo de implantação por meio da implementação dos processos definidos em seu manual da qualidade para submeter-se à auditoria externa e, consequentemente, obter o selo de certificação. Com base nesses resultados, conclui-se que, a ampliação dessa política de certificação na Norma ABNT NBR ISO 9001:2008 em outras Coordenadorias, pode contribuir como uma das ferramentas para a melhoria dos processos desenvolvidos e a qualidade na gestão.
Mostrar mais

126 Ler mais

Aula 16   Processo de Fabricação I

Aula 16 Processo de Fabricação I

• O pó assim obtido tem morfologia muito similar aquela do atomizado. Assim, com esta tecnologia, o processo de moagem a seco juntamente com o processo de granulação permite obter pós de qualidade para serem utilizados em produtos gresificados e de ciclos rápidos, com custos energéticos e de instalação ainda mais baixo quando comparados com o processo via úmida.

6 Ler mais

Insuficiência cardíaca com fração de ejeção preservada: combater equívocos para uma nova abordagem.

Insuficiência cardíaca com fração de ejeção preservada: combater equívocos para uma nova abordagem.

De um ponto de vista teórico, os bloqueadores beta (BB) têm benefícios potenciais no tratamento da ICFEP: i) ao reduzirem a frequência cardíaca aumentam a duração da diástole e o tempo de enchimento ventricular; ii) reduzem as necessidades de oxigênio do miocárdio; iii) diminuem a pressão arterial; iv) podem induzir regressão da HVE. Por outro lado, esses efeitos benéficos poderão ser parcialmente

11 Ler mais

O processo de moagem

O processo de moagem

• As características do material a ser moído devem ser consideradas no processo de moagem. Uma granulometria inicial “grosseira” nos indica que deve ser usado corpos moedores de dimensões grandes, no entanto, se a granulometria final desejada (após a moagem) for fina deveremos ter também corpos moedores de dimensões pequenas;

8 Ler mais

Peneiras Rotativas: • O modelo mais comum é o tambor rotativo, utilizado

Peneiras Rotativas: • O modelo mais comum é o tambor rotativo, utilizado

• Classificadores mecânicos: operam com tamanhos de partículas menores que as peneiras, mas são ineficientes para trabalhar com partículas muito finas (em média < 0,105 mm).. Trabalha[r]

6 Ler mais

Avaliação do Uso de Curto-Circuito Controlado em Soldagens de Passes de Enchimento por MIG/MAG Duplo Arame.

Avaliação do Uso de Curto-Circuito Controlado em Soldagens de Passes de Enchimento por MIG/MAG Duplo Arame.

Existem outras formas do processo MIG/MAG em curto-circuito com controle da transferência metálica além do método empregado no CMT. Basicamente, o que se faz é baixar a corrente no momento em que se percebe um curto-circuito (redução da tensão de arco), garantindo-se que a gota seja sugada suavemente pela poça por efeito da tensão superficial. Durante a sugação da gota, não há o aumento progressivo da corrente e das forças a ela conexas, como em curto-circuito convencional. E de forma diferenciada do CMT, o destacamento final da gota é feito pela elevação brusca da corrente ao final do processo de transferência por tensão superficial, a qual neste momento impõe o efeito pinch para concluir o destacamento. Pouco antes de romper a ponte metálica da gota, a corrente é novamente baixada para se evitar um surto de energia ao final de destacamento e, em seguida, aumentada para restabelecer o arco. Esta abordagem que proporciona transferências de alta regularidade e com baixo nível de respingos é aplicada comercialmente pela Lincoln (STT  ), Miller (RMD  ), EWM (ColdArc  ), Kemppi
Mostrar mais

12 Ler mais

O PROCESSO DE ESCOLHA DE GESTORES ESCOLARES NA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO AMAZONAS: PROBLEMATIZAÇÕES E POSSIBILIDADES

O PROCESSO DE ESCOLHA DE GESTORES ESCOLARES NA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO AMAZONAS: PROBLEMATIZAÇÕES E POSSIBILIDADES

A presente dissertação teve por finalidade analisar o processo de escolha de gestores escolares da Rede Estadual de Ensino do Amazonas, que acontece por meio da indicação técnica e política. No entanto, conforme estabelecido no Art. 206 da Constituição Federal de 1988, a educação, deve ser pautada no princípio democrático o que não se enxerga nesse modelo. Também se destaca que os critérios adotados para a escolha, pontuados na Resolução do Conselho Estadual de Educação do Amazonas, nem sempre são obedecidos pelos atores responsáveis pelo processo. Para subsidiar essa análise, foi utilizada da como metodologia a pesquisa qualitativa com uso da entrevista como instrumento. Realizou-se ainda pesquisa documental, levantando registros e instrumentos normativos e bibliográficos, tendo como principais referenciais teóricos obras de Heloísa Lück, Henry Mintzberg e Vitor Paro. Também foram realizadas pesquisas comparativas acerca do processo de escolha de gestores escolares de cinco estados brasileiros, quais sejam: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Tocantins, que utilizam modelos de escolhas de gestores de escolas distintos ao que acontece no Amazonas. Essas pesquisas serviram de embasamento para a criação de uma proposta de processo de seleção de gestores escolares para a Rede Estadual de Ensino do Amazonas, sendo contemplados critérios técnicos, definição de perfil e competência profissional, englobando o conhecimento e as habilidades técnicas do candidato a gestor de escola. Concluindo então que, o processo de escolha de gestores escolares da Rede Estadual de Ensino do Amazonas, que é por indicação, no que se refere aos procedimentos atuais, há formas diversas para essa escolha, sendo que na Capital os gestores ao serem indicados são entrevistados, porém para as escolas do Interior, os procedimentos diferem do que acontece na Capital, incorrendo em despadronização do processo.
Mostrar mais

132 Ler mais

O PAPEL DA PRÓ-REITORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL E EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO PROCESSO DE INCLUSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

O PAPEL DA PRÓ-REITORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL E EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO PROCESSO DE INCLUSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

acho sim que esses processos para concessão de bolsas têm influenciado, sim no desinteresse dos alunos a participarem de outras atividades. O último edital deixou a desejar com atrasos de resultados, exigências de documentos que não eram pedidos no mesmo e o critério de avaliação para concessão de bolsas que mudou da noite para o dia. Fran, nós temos um grupo no facebook relacionado com o que ocorre no apoio estudantil e o que deu para observar foi que as pessoas ficaram muito indignadas com o processo. Muitos deles tinham a PROAE como inimigos e não como um suporte de apoio. As pessoas acham que a PROAE é culpada de tudo. Eles não conseguem separar o setor pedagógico do financeiro e do psicológico. Com isso, a PROAE tem perdido a credibilidade com os apoiados e não apoiados. Através de comentários, as fofocas e escândalos disseminam de uma forma muito rápida a insatisfação. Por generalizarem tudo, os outros setores perdem também, infelizmente (E3).
Mostrar mais

125 Ler mais

ALESSANDRA KELLY DE CARVALHO UMA ANÁLISE DO PROCESSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA PROMOVIDA PELO ESTADO DE MINAS NA SRE DE CONSELHEIRO LAFAIETE NO PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

ALESSANDRA KELLY DE CARVALHO UMA ANÁLISE DO PROCESSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA PROMOVIDA PELO ESTADO DE MINAS NA SRE DE CONSELHEIRO LAFAIETE NO PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

O primeiro capítulo apresenta a elaboração da política do Programa de Intervenção Pedagógica de Minas Gerais, bem como, os resultados das avaliações externas que funcionaram como parâmetro de encaminhamento das ações de desenvolvimento do referido programa. Ainda que o programa tenha como característica específica a atuação nas três instâncias da organização administrativa: SEE, SRE e Escola, foi priorizado o estudo na implementação do programa na perspectiva da SRE sendo analisado especificamente a SRE de Conselheiro Lafaiete. Foi apresentada ainda, a organização do processo de formação continuada oferecida pela equipe Central. Fez-se necessário esclarecer sobre as atribuições dessas analistas no desenvolvimento das funções da DIRE, com a finalidade de estabelecer um paralelo entre o que é esperado no desenvolvimento do programa e o que é possível fazer diante da realidade cotidiana dentro da instituição. Finalizando o primeiro capítulo, foi apresentada a visão e o entendimento de formação continuada pelas analistas, com base no resultado da aplicação do questionário que trata dos seguintes aspectos: o perfil das analistas, a conceituação de formação continuada e a estrutura organizacional.
Mostrar mais

106 Ler mais

Identificação de desperdícios numa empresa de enchimento de aerossóis

Identificação de desperdícios numa empresa de enchimento de aerossóis

11 No entanto, Braglia et al. (2006) apresentam dois problemas principais no uso do value stream mapping: sendo uma ferramenta de papel e caneta, o seu nível de exatidão é limitado, e o número de versões que podem ser manipulados ao mesmo tempo é pequeno. Além disso, em empresas de alta variabilidade e baixo volume de produtos, as cadeias de valor são compostas por centenas de peças e produtos. Desta forma, o aumento da complexidade não pode ser gerido pelo método standard. A ideia subjacente ao seu trabalho é a execução de uma análise preliminar para identificar qual o curso de fabrico mais longo. As principais vantagens deste método são o modo estruturado de verificar os elementos-chave num processo de produção complexo, a execução de uma análise otimizada da cadeia de valor, a possibilidade de considerar com sucesso múltiplos produtos com roteiros diversos e a possibilidade de considerar listas de materiais com vários níveis como um fluxo principal ao qual se vão adicionando novos ramos. Os autores referem ainda que os estudos futuros devem incluir análises económicas e avaliação da variabilidade.
Mostrar mais

121 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados