Produtor em Derivados do Leite

Top PDF Produtor em Derivados do Leite:

20 - Aprova projeto pedagógico do curso FIC de Produtor em Derivados do Leite e autoriza seu funcionamento no Campus Currais Novos.pdf (732.9Kb)

20 - Aprova projeto pedagógico do curso FIC de Produtor em Derivados do Leite e autoriza seu funcionamento no Campus Currais Novos.pdf (732.9Kb)

Desse modo, o Curso de Formação Inicial e Continuada em Produtor de Derivados do Leite, na modalidade presencial, aspira “uma formação que permita a mudança de perspectiva de vida por parte do aluno; a compreensão das relações que se estabelecem no mundo do qual ele faz parte; a ampliação de sua leitura de mundo e a participação efetiva nos processos sociais.” (BRASIL, 2009, p. 5). Dessa forma, almeja-se propiciar uma formação humana integral em que o objetivo profissionalizante não tenha uma finalidade em si, nem seja orientado pelos interesses do mercado de trabalho, mas se constitui em uma possibilidade para a construção dos projetos de vida dos estudantes (FRIGOTTO, CIAVATTA e RAMOS, 2005).
Mostrar mais

40 Ler mais

30 - Aprova projeto pedagógico do curso FIC PROEJA Fundamental em Produtor de Derivados do Leite e autoriza seu funcionamento no Campus Currais Novos.pdf (583.2Kb)

30 - Aprova projeto pedagógico do curso FIC PROEJA Fundamental em Produtor de Derivados do Leite e autoriza seu funcionamento no Campus Currais Novos.pdf (583.2Kb)

A concepção, os princípios e a organização curricular deste Curso estão explicitados no Documento Base PROEJA formação inicial e continuada - ensino fundamental (BRASIL, 2007), nos termos do Decreto nº 5.840/2006. Além disso, estão presentes, como marco orientador dessa proposta, as decisões institucionais explicitadas no Projeto Político-Pedagógico do IFRN, traduzidas nos objetivos, na função social e na compreensão da educação como uma prática social. Dessa maneira, o curso FIC em Produtor de Derivados do Leite, integrado à modalidade EJA tem por finalidade promover qualificação profissional aliada à elevação da escolaridade, de forma a articular as dimensões ciência, trabalho, tecnologia e cultura, tomando, como referência, o perfil dos estudantes e suas experiências anteriores, na perspectiva da formação humana integral.
Mostrar mais

37 Ler mais

DISSERTAÇÃO_Rede colaborativa de pesquisa do setor de leite e derivados em Minas Gerais

DISSERTAÇÃO_Rede colaborativa de pesquisa do setor de leite e derivados em Minas Gerais

...agora acho que tem uma pressão muito grande para que o leite atenda essa quantidade imensa de parâmetros que tem que ter e com a vontade que o Brasil tem de exportar, então todo mundo está preocupado em saber se o leite que ele está produzindo ou que está comercializando está dentro do padrão. Eu acho que o fato de ter um padrão mexeu com todo mundo. Tanto os pesquisadores quanto os produtores. Eu acho que a partir daí, com toda essa rede e com tudo o que está acontecendo, a gente tem a expectativa que a gente vai ter que produzir vários equipamentos para monitorar essa qualidade, pelo menos para dizer sim ou não né? Para dizer isso aqui está no padrão e isso aqui não está no padrão. Coisas que não tem ou que tem numa quantidade muito pequena, restrita a um número muito pequeno de produtores, de comerciantes, vamos chamar assim, isso é muito pouco né? Se você comparar com a Alemanha, com a Nova Zelândia, nossa! O Brasil está lá atrás. Então tem um mundo para colocar o Brasil onde ele pode estar em nível mundial já que a produção dele é grande. O Brasil é o 6º produtor, mas é o 14º ou 15º em produtividade. Então tanto a produtividade quanto a qualidade do leite, eu acho que a pesquisa vai ajudar a melhorar muito. Mas tem um chão imenso ainda para percorrer (informação verbal) 85 . A potencialidade eu acho que o Brasil tem que investir em qualidade do leite, envolvendo, principalmente, as boas práticas de fabricação... se não trabalhar a qualidade no início, você não vai conseguir resolver o problema. Se não trabalhar na produção primária, não consegue resolver o problema da agroindústria. Então, se corrigir BPA, a gente vai conseguir produtos na indústria de melhor qualidade. Eu acho que o caminho tem que ser qualidade, e o primeiro ponto a ser atacado: boas práticas agropecuárias e o primeiro de todos: mastite (informação verbal) 86 .
Mostrar mais

125 Ler mais

Atuação da Cooperativa Mista dos Produtores de Leite de Morrinhos (COMPLEM) e sua influência no comportamento do produtor de leite do Município de Morrinhos, no Estado de Goiás

Atuação da Cooperativa Mista dos Produtores de Leite de Morrinhos (COMPLEM) e sua influência no comportamento do produtor de leite do Município de Morrinhos, no Estado de Goiás

Por sua vez, os produtores de leite tipo B e as indústrias de derivados do produto beneficiaram-se de uma liberação de preços, embora aqui também houvesse retração da demanda. O produto que mais se destacou na década foi o leite fluido tipo LONGA VIDA, dominado pela multinacional Parmalat, que ameaçou os tradicionais mercados de leite pasteurizado. A crise, porém, limitou o ritmo de inovação de produto e as Cooperativas conseguiram entrar no mercado tanto do LONGA VIDA como de iogurtes, embora com parcelas menores de mercado. A consolidação em forma de centrais permitiu que a estrutura cooperativista fizesse a transição de mercados regionais para nacionais e, em seguida, mix de produtos com maior valor agregado, envolvendo com isso processos produtivos mais elaborados.
Mostrar mais

142 Ler mais

Proposição de um modelo de referência para gestão da qualidade na cadeia de produção de leite e de derivados.

Proposição de um modelo de referência para gestão da qualidade na cadeia de produção de leite e de derivados.

As relações entre os segmentos de uma cadeia envolvem o que se denomina de custos de transação, que é o custo referente à comercialização de determinado ativo. WILLIANSON apud ZYLBERSZTAJN (1995) define transação como “a transformação de um bem ao longo de interfaces tecnologicamente separáveis”. Pressupõe-se que os agentes envolvidos em uma transação não têm todas as informações a respeito desta. Além disso, pode ocorrer de um agente ter mais informações sobre a transação do que o outro (assimetria informacional). Esse fato pode ocasionar um comportamento oportunista do agente mais bem informado, aumentando o risco desta transação, o que eleva os custos de transação (FARINA et al., 1997). Por exemplo, um produtor de alfaces, com a intenção de diferenciar seu produto, pode alegar que produz alfaces isentas de agrotóxicos (orgânicos), e devido ao alto custo para se comprovar a veracidade da informação, o comprador pode até mesmo estar adquirindo alfaces com agrotóxicos.
Mostrar mais

225 Ler mais

Fatores condicionantes para a permanência do produtor de leite no campo: o caso do município de Tuparendi - RS

Fatores condicionantes para a permanência do produtor de leite no campo: o caso do município de Tuparendi - RS

Em outras palavras, esse conceito costuma coincidir com o que comumente chamamos de “pequeno produtor rural”. Portanto, essas 63 propriedades encaixam-se nessa conceituação, sendo que em todas elas uma das atividades principais é a atividade leiteira. Assim, por atividade leiteira podemos entender a produção de leite visando a comercialização com empresas que recolhem o leite ou então para fabricação caseira de derivados de leite, como queijos, iogurtes ou requeijão. Difere da produção de leite apenas para o consumo, visando lucro e sustento da família na propriedade.
Mostrar mais

18 Ler mais

Gestão Estratégica de Custos na Cadeia de Valor do Leite e Derivados

Gestão Estratégica de Custos na Cadeia de Valor do Leite e Derivados

O Brasil é o quinto maior produtor de leite, entre os mais de 400 paises que produzem leite e detém o segundo maior o rebanho, 20 milhões de vacas sendo ordenhadas. O custo de produção do leite é 0,16 (dezesseis centavos) por litro, considerado o menor custo de produção. A pecuária leiteira apresenta alto nível tecnológico, produtividade e qualidade. O aspecto social e econômico é outro fator a ser considerado, tendo em vista que a pecuária leiteira emprega aproximadamente, cinco milhões de pessoas no campo distribuídas entre as fazendas produtoras de leite do Brasil, conforme, Associação Brasileira dos Produtores de Leite (2002).
Mostrar mais

13 Ler mais

Posicionamento do consumidor frente ao consumo de leite de cabra e seus derivados na cidade de Natal-RN

Posicionamento do consumidor frente ao consumo de leite de cabra e seus derivados na cidade de Natal-RN

vistados, 22,2% tinham algum conhecimento, en- quanto que apenas 14,4% consideravam que pos- suíam bom ou muito conhecimento sobre o tema (Figura 2). Esse dado contrasta com a vocação histórica da região nordestina para a caprinocultura, e, sobretudo, com o fato do estado do Rio Grande do Norte ser considerado como importante produtor (ANUALPEC, 2006). Essa informação é de extrema importância e deve ser considerada no momento de planejar ações estratégicas de estímulo e dissemi- nação do consumo do leite caprino e seus derivados. Anteriormente, Pimentel Filho et al., (2006) entrevistaram 205 pessoas em Viçosa-MG sobre seus hábitos de consumo do leite de cabra e ob- servaram comportamento similar. Os autores relatam que 69,3% dos indivíduos entrevistados afirmaram não conhecer nenhum benefício do leite de cabra. Os 30,7% restantes disseram co- nhecer pelo menos um benefício, mas quando indagadas qual benefício seria esse, grande parte não conseguiu responder.
Mostrar mais

8 Ler mais

Evolução dos preços do leite e derivados no mercado brasileiro e mundial

Evolução dos preços do leite e derivados no mercado brasileiro e mundial

A produção de leite segue em um ritmo acelerado e de crescimento no mundo, especialmente no Brasil. O objetivo deste estudo é analisar os preços dos derivados no mercado internacional usando como referencia a Oceania e a Europa. Analisando consequentemente os preços dos derivados no mercado brasileiro usando os maiores estados produtores de leite no Brasil. Verificar os preços pagos aos produtores rurais, utilizando preços nominais, preços deflacionados e preços em Dólar. Assim relacionar a influencia do mercado internacional em relação aos preços no mercado brasileiro, ocasionando diretamente nos preços dos derivados do leite e nos preços pago ao produtor rural. Utilizamos como referencia estudos da FAO (Food and Agriculture Organization) e CEPEA (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), com isso, esse trabalho foi elaborado através de pesquisas bibliográficas. Este estudo pretende analisar os preços do leite e de seus derivados no mercado brasileiro e suas influencias de preço que o mercado internacional dita para o nosso pais.
Mostrar mais

41 Ler mais

Consumo, digestibilidade e excreção de uréia e derivados de purinas em vacas de diferentes níveis de produção de leite.

Consumo, digestibilidade e excreção de uréia e derivados de purinas em vacas de diferentes níveis de produção de leite.

RESUMO - Objetivou-se avaliar o efeito do nível de produção de leite sobre o consumo e a digestibilidade dos nutrientes (MS, MO, EE, PB, FDNcp e CNF corrigidos), o consumo de NDT, a produção de proteína microbiana e a excreção de compostos nitrogenados na urina. Foram avaliadas as concentrações de N uréico no soro (NUS) e no leite (NUL) de animais de diferentes níveis de produção de leite. Foram comparadas as metodologias de coletas de urina spot e total para quantificação do fluxo de N microbiano. Quinze vacas holandesas foram alocadas em delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos, de acordo com a produção de leite: 5,88 (baixa); 18,54 (média) e 32,6 kg de leite/dia (alta). A dieta foi constituída de silagem de milho fornecida à vontade e 1 kg de concentrado para cada 3 kg de leite produzido. Os consumos de todos os nutrientes, exceto FDNcp, foram maiores nos animais mais produtivos. As digestibilidades de MS e MO e o teor de NDT não diferiram entre os tratamentos, mas as digestibilidades da PB e da FDNcp foram influenciadas pelo nível de produção, sendo maior e menor, respectivamente, nos animais de alta produção. Os teores de NUS e NUL e a excreção de compostos nitrogenados na urina foram altamente correlacionados e superiores nos animais mais produtivos, indicando que a concentração ótima varia com o nível de produção de leite. A produção microbiana não diferiu entre as metodologias de coleta spot e total de urina, sendo inferior nos animais menos produtivos. Assim, a coleta de urina spot pode ser utilizada para estimar a excreção de compostos nitrogenados na urina e a produção de proteína microbiana no rúmen.
Mostrar mais

9 Ler mais

Caracterização do produtor de bovinos de leite na região noroeste do estado de Minas Gerais: a utilização da inseminação artificial

Caracterização do produtor de bovinos de leite na região noroeste do estado de Minas Gerais: a utilização da inseminação artificial

A pecuária nacional tem avançado nos últimos anos, inclusive em termos de qualidade genética, no entanto, é preciso que esse desenvolvimento alcançado nos rebanhos melhorados chegue aos rebanhos comerciais. Sabe-se que a eficiente disseminação de material genético de qualidade proporciona maior retorno econômico para a bovinocultura (BARICHELLO et al., 2011). A utilização do sistema de monta natural tem custo alto e se torna desvantajosa por conta da manutenção dos touro, dos problemas gerados por consanguinidade, entre outros, enquanto, com a tecnologia da inseminação artificial, os produtores podem selecionar um bom touro, a um custo acessível, e ter um bom resultado com crias heterogêneas e de qualidades diferenciadas. Dessa forma, visando melhorar os índices zootécnicos do rebanho leiteiro, tem-se realizado cruzamentos de animais de origem europeia, das raças Holandesa, Jersey e Pardo-Suíça, com zebuínos, principalmente da raça Gir Leiteira, obtendo-se grupos genéticos mestiços altamente produtivos e rústicos, adaptados às mais variadas condições ambientais. As vacas mestiças, segundo Silva et al. (2011), são responsáveis por 80% da produção de leite nacional.
Mostrar mais

50 Ler mais

Qualidade e rendimento do leite de soja da unidade de produção de derivados da soja - Unisoja - FCF/Unesp

Qualidade e rendimento do leite de soja da unidade de produção de derivados da soja - Unisoja - FCF/Unesp

Por ter sido pioneiro na elaboração de "leite" de soja, o processo tradicional chinês tornou-se o alicerce para outros processos revolucionários que vieram aprimorar novas técnicas de fabricação. O processo tradicional consiste na maceração dos grãos durante à noite, e posterior lavagem e moagem com água na proporção 1:8. A massa obtida dessa mistura era filtrada, tendo como resíduo a polpa de soja (okara) e o filtrado ("leite" de soja). O "leite" obtido era fervido, pouco antes de servir (LIU, 1999), ou comercializado na forma pasteurizada (MIYASAKA e MEDINA, 1981). Usando este processo, obtinha-se um produto com sabor e aroma característico, quase inaceitável pelos ocidentais. Muitos estudos e trabalhos foram conduzidos na tentativa de eliminar este sabor e cheiro de feijão cru que prejudicavam sua aceitação.
Mostrar mais

64 Ler mais

Screening de bactérias ácido lácticas isoladas de leite e derivados com potencial probiótico

Screening de bactérias ácido lácticas isoladas de leite e derivados com potencial probiótico

Bactérias ácido lácticas (BAL) são as principais representantes dos probióticos em alimentos, proporcionando efeitos benéficos à saúde do hospedeiro. Devido aos efeitos já relatados na literatura, a procura por novas linhagens com essas características tem sido relevante. Assim, o objetivo deste estudo foi isolar, identificar e caracterizar BAL presentes em alimentos de origem láctea com potencial probiótico, bem como analisar o efeito antimicrobiano, a capacidade antioxidante e a presença de fatores de virulência e de resistência. Para isso, foram isolados 40 micro-organismos de diferentes produtos lácteos (yakult®, san bios®, leite de vaca, Ricota, queijo minas frescal e kefir), escolhidos 17 micro-organismos de forma aleatória para as analises futuras, como: avaliação das propriedades probióticas pelos testes de tolerância ao pH, sais biliares e trato gastrointestinal superior; determinação das propriedades antioxidantes pelos métodos de captura do radical 2,2-difenil-1-picril-hidrazil (DPPH) e reação ao ácido tiobarbitúrico (TBARS); atividade antimicrobiana frente à micro-organismos patogênicos pelos métodos difusão em poços e difusão em discos; susceptibilidade a antimicrobianos; aspectos de segurança por diversos métodos e detecção de genes com potencial fator de virulência relacionados à adesão, agregação e resistência à vancomicina, além da identificação molecular do 16S rDNA pelo método de Sanger. Por meio dos resultados obtidos observou-se que todos os micro-organismos apresentaram alguma característica probiótica relacionada; todos apresentaram potencial antioxidante pelo método DPPH, porém pelo método TBARS apenas três micro- organismos apresentaram inibição da peroxidação lipídica. A análise antimicrobiana por difusão em poços demonstrou que os micro
Mostrar mais

77 Ler mais

Análise de viabilidade econômica de um modelo de produção de leite caprino para um pequeno produtor no cariri paraibano - PB.

Análise de viabilidade econômica de um modelo de produção de leite caprino para um pequeno produtor no cariri paraibano - PB.

A decisão de efetuar ou não um investimento é uma escolha tomada todos os dias por pessoas de diferentes classes econômicas. No entanto, quando se tem um baixo capital para a escolha de um projeto de investimento, é necessário que se faça um estudo mais detalhado sobre qual proposta escolher, como no caso dos empreendedores da caprinocultura do Cariri Paraibano. Visto isso, o objetivo desse trabalho foi analisar a viabilidade econômica de um modelo de produção de leite caprino em uma pequena propriedade do Cariri Paraibano. Para esse objetivo, os métodos tiveram como base a pesquisa de campo para coleta de dados como custos e receitas, a elaboração dos fluxos de caixa futuros, da TMA e a aplicação dos métodos de análise de investimentos. Os resultados obtidos deixaram clara a viabilidade econômica do modelo de produção de leite caprino utilizado pelo pequeno produtor, em detrimento de aplicações na Poupança e em títulos do Tesouro IPCA+2035, o que tornou ainda mais visível a importância dos estudos de análise de viabilidade econômica para o desenvolvimento das comunidades locais.
Mostrar mais

37 Ler mais

A microflora de derivados do leite como índice de qualidade: II. Leites desidratados e manteigas.

A microflora de derivados do leite como índice de qualidade: II. Leites desidratados e manteigas.

Os resultados do presente trabalho permitem algu- mas conclusões gerais, relacionadas com a qualidade dos derivados analisados, em função dos tipos de microrganis frios encontrados:.. [r]

19 Ler mais

Utilização da espectrometria de massa MALDI-TOF para avaliação microbiológica de leite e derivados

Utilização da espectrometria de massa MALDI-TOF para avaliação microbiológica de leite e derivados

picos obtidos (BÖHME et al., 2012b). Ao pesquisar a presença de patógenos em cinco amostras de queijo muçarela, Böhme et al. (2016) identificaram Staphylococcus aureus, Candida albicans e Debaryomyces hansenii por MALDI-TOF. Da mesma forma, na literatura científica é destacada a possibilidade de identificação, por espectrometria de massa MALDI-TOF, de Listeria monocytogenes em produtos de origem animal como leite, queijos e carne (JADHAV et al., 2014). Nesse sentido, Artursson et al. (2018) ao analisarem amostras de leite cru provenientes de 41 fazendas produtoras de leite bovino e 11 fazendas produtoras de leite caprino, identificaram L. monocytogenes em, respectivamente, quatro e uma amostras. Amostras de leite cru também foram submetidas a análise de MALDI-TOF no estudo de Demirci et al. (2019). Os autores identificaram a presença de Salmonella spp. em 2,16% e Shigella spp. em 0,87% do total de 231 amostras analisadas.
Mostrar mais

12 Ler mais

Perfil da qualidade do leite e derivados produzidos e comercializados no Sertão Paraibano.

Perfil da qualidade do leite e derivados produzidos e comercializados no Sertão Paraibano.

De acordo com o artigo 475 do RIISPOA (BRASIL, 1997) "entende-se por leite, sem outra especificação, o produto oriundo da ordenha completa, e ininterrupta, em condições de higiene, de vacas sadias, bem alimentadas e descansadas. O leite de outros animais deve denominar-se segundo a espécie de que proceda." É um alimento de grande importância na alimentação humana, devido ao seu elevado valor nutritivo. Como fonte de proteínas, lipídios, carboidratos, minerais e vitaminas, o leite torna-se também um excelente meio para o crescimento de vários grupos de microrganismos desejáveis e indesejáveis (SOUZA et al., 1995). O leite é um fluído biológico de elevado valor nutricional para as espécies mamíferas. Ao ser extraído da glândula mamária de animais sadios, sob condições assépticas o leite evidencia contagens médias de bactérias de 5,0x10 2 UFC/mL a 1,0x10 3 UFC/mL compreendidas principalmente, pela microbiota saprófita (REINBOLD, 1983).
Mostrar mais

123 Ler mais

Diagnóstico das condições de processamento de produtos artesanais derivados do leite no estado de Sergipe

Diagnóstico das condições de processamento de produtos artesanais derivados do leite no estado de Sergipe

No município de Nossa Senhora da Glória cerca de 50 a 70% da produção de queijos são absorvidos pelas fabriquetas de derivados de leite (MENEZES, 2004) e, de acordo com valores esti- mados pela EMBRAPA (2006), 95% da produção total provém de pequenas propriedades rurais, com áreas inferiores a 150 há. Sendo assim, é justi- ficável que o Produto Interno Bruto (PIB) deste município no ano de 2002, apresentava um valor adicionado da agropecuária de R$12.822.000.00 (Doze milhões oitocentos e vinte e dois mil reais), de um valor adicionado total de R$ 61.171.000,00 (Sessenta e um milhões cento e setenta e um mil reais), representando essa atividade, apenas 21% do PIB, valor pouco representativo para um muni- cípio com tradição agrícola.
Mostrar mais

9 Ler mais

Staphylococcus aureus enterotoxigênicos em leite de cabra e seus derivados, um risco à Saúde Pública

Staphylococcus aureus enterotoxigênicos em leite de cabra e seus derivados, um risco à Saúde Pública

O leite caprino quando comparado com o leite bovino, apresenta na sua composição o predomínio de β-caseína, Κ-caseína e menores teores de αS1-caseína; ainda, em relação à composição, o lactosoro caprino possui uma menor quantidade de albumina sérica e lactoalbumina; estes teores são uma vantagem para pessoas que sofrem com processos alérgicos ao leite de vaca (Businco e Bellanti, 1993). Estas características físico-químicas tornam o leite caprino e seus derivados, produtos de elevada digestibilidade e para fins terapêuticos (Bueno, 2005), sendo considerados hipoalergênicos (Ribeiro e Ribeiro, 2010).
Mostrar mais

12 Ler mais

Consumo de leite e derivados entre adultos e idosos no Sul do Brasil: um estudo de base populacional.

Consumo de leite e derivados entre adultos e idosos no Sul do Brasil: um estudo de base populacional.

Para caracterizar os consumidores de leite fo- ram utilizadas as seguintes variáveis independen- tes: sexo, cor da pele (observada pela entrevista- dora e classificada como branca ou não branca), idade (obtida em anos completos e agrupada em cinco faixas etárias: 20-29; 30-39; 40-49; 50-59 ou > 60 anos), escolaridade (obtida em anos com- pletos de estudo e agrupada em quatro categori- as: 0-4; 5-8; 9-11 ou > 12) e nível econômico – segundo critério de classificação da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP) – em cinco categorias, sendo a categoria “A” considera- da como a maior 12 . Este critério de classificação
Mostrar mais

8 Ler mais

Show all 6038 documents...