Protocolo de Montreal

Top PDF Protocolo de Montreal:

Funcionamento e efetividade da estrutura normativa e institucional dos Tratados de Direito Ambiental Internacional : a observância ao Protocolo de Montreal sobre Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio, de 1987 aos dias atuais

Funcionamento e efetividade da estrutura normativa e institucional dos Tratados de Direito Ambiental Internacional : a observância ao Protocolo de Montreal sobre Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio, de 1987 aos dias atuais

Este trabalho tem o objetivo de verificar quais instituições, normas e mecanismos do Protocolo de Montreal sobre Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio fomentam a observância pelos seus Estados partes, e em que medida o fazem. O estudo consiste, primeiramente, de uma análise sobre a estrutura normativa e institucional do Protocolo de Montreal, buscando conhecê-la e compreender o seu funcionamento. Depois, a partir desse entendimento, é feito um estudo de casos, sobre Brasil e Índia no âmbito do tratamento diferenciado e sobre Polônia e Rússia no âmbito do Procedimento de Não Observância do Protocolo de Montreal. Para isso, são examinadas as decisões emitidas pela Reunião das Partes e os dados nos relatórios anuais desses Estados sobre o consumo das substâncias controladas pelo Protocolo. Trata-se de uma análise sobre as medidas adotadas pelo sistema do Protocolo de Montreal e sobre a evolução da observância dos Estados em questão. Finalmente, esse estudo de caso revela os resultados positivos da aplicação do tratamento diferenciado e do Procedimento de Não Observância, bem como da atuação do Comitê de Implementação do Protocolo. Demonstra-se, portanto, como um acordo de direito ambiental internacional pode se fazer observar, garantindo a sua efetividade através, essencialmente, de meios característicos do modelo administrativo de observância, pautados do incentivo, com a utilização de condicionalidade da ajuda financeira para casos mais complicados de observância.
Mostrar mais

164 Ler mais

Protocolo de Montreal sobre as Substâncias que Empobrecem a Camada de Ozono - Emendas de Londres

Protocolo de Montreal sobre as Substâncias que Empobrecem a Camada de Ozono - Emendas de Londres

1-Esta emenda deverá entrar em vigor a 1 de Janeiro de 1992, prevendo que pelo menos 20 documentos de ratificação, aprovação ou consentimento da emenda sejam depositados pelos Estados ou por organizações regionais de integração económica que sejam Partes do Protocolo de Montreal sobre as Substâncias Que Deterioram a Camada de Ozono. No caso de estas condições não terem sido cumpridas até esta data, a presente emenda deverá entrar em vigor no 90.° dia após a data a que terá sido cumprido.

15 Ler mais

Protocolos de Montreal e Kyoto: pontos em comum e diferenças fundamentais.

Protocolos de Montreal e Kyoto: pontos em comum e diferenças fundamentais.

inoperância de Kyoto comparando-o com o Protocolo de Montreal. Adotado uma década antes para combater outro problema da atmosfera, o buraco na camada de ozônio estratosférico, Montreal acabou contribuindo quatro vezes mais do que Kyoto para mitigar o aquecimento global, pois alguns dos gases que atacam o ozônio são também gases do efeito estufa.” Para Tickell, o protocolo não funcionou por colocar metas por países e pretender que governos nacionais beneficiem-se e fiscalizem, concomitantemente, os mecanismos de mercado estabelecidos para reduzir as emissões de gases do efeito estufa. A crítica é focada nos créditos de carbono, a alma de Kyoto, segundo esse autor, que acrescenta que o mercado de carbono mais festejado, o “esquema europeu de comércio de emissões” serviu para desviar bilhões de euros dos consumidores para empresas de energia.
Mostrar mais

18 Ler mais

Protocolo de Palermo

Protocolo de Palermo

4. O presente Protocolo está aberto à adesão de qualquer Estado ou organização regional de integração econômica da qual, pelo menos, um Estado membro seja parte no presente Protocolo. Os instrumentos de adesão serão depositados junto do Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas. No momento da sua adesão, uma organização regional de integração econômica deverá declarar o âmbito da sua competência relativamente às matérias reguladas pelo presente Protocolo. Deverá igualmente informar o depositário de qualquer alteração substancial do âmbito da sua competência.
Mostrar mais

12 Ler mais

protocolo dermatoses

protocolo dermatoses

A coleta de dados que a Rede Nacional de Atenção à Saúde do Tra- balhador (Renast) irá gerar, poderá se constituir em importante ferra- menta para maior conhecimento de boa parte da real[r]

92 Ler mais

PROTOCOLO DE PARCERIA

PROTOCOLO DE PARCERIA

1. O presente Protocolo de Parceria é celebrado no âmbito do Programa de Enriquecimento Curricular do 1º ciclo do Ensino Básico, ao abrigo do Despacho nº 14460/ 2008, de 26 de Maio II Série, destinado aos alunos que frequentam o 1º Ciclo do Ensino Básico, como oferta educativa extra-curricular de frequência gratuita e que se vai desenvolver ao longo do ano lectivo. Neste âmbito, pretende-se desenvolver um plano integral, incentivando as crianças a desenvolver um trabalho educativo, sob a orientação de profissionais especializados.

6 Ler mais

protocolo cancer

protocolo cancer

O objetivo principal na preparação deste material é subsidiar o Sistema Único de Saúde como um todo mas, por se tratar de um protocolo clí- nico específico para o diagnóstico e tratamen[r]

48 Ler mais

protocolo-montreal

protocolo-montreal

the Parties at their Second, Fourth, Ninth and Eleventh Meetings. It includes also the adjustments in levels of production and consumption of the controlled substances listed in annexes A, B, C and E to the Protocol, as decided by the Parties on the basis of assessment made in pursuance of article 6 of the Protocol at the Second, Fourth, Seventh, Ninth and Eleventh Meetings. It should be noted that while adjustments to the Protocol enter into force automatically six months after the date of official notification by the Depositary, each set of amendments is subject to ratification and enters into force and becomes binding for Parties to such amendments only after it has been ratified by a minimum number of Parties. Separate texts of the adjustments and amendments to the Protocol as agreed by the Parties to the Protocol at meetings in London, Copenhagen, Vienna, Montreal and Beijing are available from either the Depositary, the United Nations Secretary-General, the Ozone Secretariat in UNEP or the Treaties Sections of the Ministries of Foreign Affairs of various Governments.
Mostrar mais

54 Ler mais

protocolo pneumoconioses

protocolo pneumoconioses

deve estar preparada para identificar possíveis casos de pneumoconio- se, por meio do protocolo único do sistema de identificação. Além da rede de atendimento ambulatorial, da rede hospitalar do SUS, no âm- bito da Atenção Básica de Saúde, o protocolo deve contemplar dois programas implementados pelo Ministério da Saúde (MS): o Programa Saúde da Família (PSF) e o Programa de Controle da Tuberculose. O PSF tem por objetivo desenvolver ações de promoção, prevenção, e re- cuperação da saúde para perto da família, utilizando uma equipe forma- da por médico, enfermeiro, auxiliar de enfermagem e agente comunitário de saúde. Entre as atividades da equipe para a atenção primária encon- tra-se o pré-natal, planejamento familiar, controle da hipertensão, dia- betes, doenças sexualmente transmissíveis, tuberculose, hanseníase, etc. Buscam o envolvimento da comunidade de forma integral e contínua. O atendimento pode ser na unidade básica de saúde ou no domicí- lio. A saúde da família representa uma concepção de saúde centrada na promoção da qualidade de vida. Deve gerar práticas de saúde que possi bilitem a integração das ações individuais e coletivas, cujo desen- volvimento exige profissionais com visão sistêmica e integral do indiví- duo, da família e da comunidade na qual ela está inserida.
Mostrar mais

76 Ler mais

Protocolo queimaduras

Protocolo queimaduras

 Condições clínicas e sociais desfavoráveis, associadas a queimadura Nos pacientes que não necessitam de hospitalização deve-se lavar a ferida com água corrente, utilizando sabão neutro[r]

39 Ler mais

Protocolo e Cerimonial

Protocolo e Cerimonial

Protocolo (do grego protókollon, primeira folha colada aos rolos de papiro, e na qual se escrevia o resumo do conteúdo do manuscrito; pelo latim medieval protocollum e pelo francês protocole) S. m. 1. Re- gistro aos atos públicos. 2. Registro das audiências nos tribunais. 3. Registro de uma conferência ou deliberação diplomática. 4. Formulário regulador de atos públicos. 5. Convenção internacional. 6. Livro de registro da correspondência de uma firma, repartição pública, etc. 7. Brás. Cartão ou papeleta em que se anotam a data e o número de or- dem com que foi registrado no livro de protocolo (6) um requerimento, e que serve como recibo. 8. Fig. Formalidade, etiqueta, cerimonial.”
Mostrar mais

66 Ler mais

Protocolo IPv6

Protocolo IPv6

O Internet Control Message Protocol (ICMP, ou protocolo de mensagens de controle de internet) para IPv4 é provavelmente um bom amigo, ele fornece informações importantes sobre a integridade da rede. Internet Control Message Protocol version 6 (ICMPv6, ou protocolo de mensagens de controle de internet versão 6) é a versão que funciona com o protocolo de internet IPv6. Ele relata erros se os pacotes não puderem ser processados corretamente e envia mensagens informativas sobre o status da rede. Por exemplo, se um roteador não pode encaminhar um pacote porque é muito grande para ser enviado em outra rede, ele envia uma mensagem ICMP de volta ao host de origem. O host de origem pode usar esta mensagem ICMP para determinar um tamanho de pacote adequado e reenviar os dados. O ICMP também executa funções de diagnóstico, como o ping bem conhecido, que usa as mensagens ICMP Echo Request e Echo Reply para testar a disponibilidade de uma determinada rede (HAGEN, 2014).
Mostrar mais

52 Ler mais

PROTOCOLO DE COMPROMISSO

PROTOCOLO DE COMPROMISSO

2.2 – É dever da Instituição de Educação Superior requerer a reavaliação das condições da Instituição e efetuar o pagamento da Taxa de Avaliação in loco prevista no art.1º, parágrafo único, da Lei nº 10.870/2004, no prazo e nas condições especificas no presente Protocolo de Compromisso, no Decreto nº 5.773/2006 e na Portaria Normativa MEC nº 40/2007, sob pena de caracterizar- se o descumprimento deste termo.

8 Ler mais

Bateria Montreal de Avaliação da Comunicação Breve - Bateria MAC Breve : estudos de adaptação

Bateria Montreal de Avaliação da Comunicação Breve - Bateria MAC Breve : estudos de adaptação

no que tange à avaliação da linguagem e comunicação. Em breve revisão na literatura, constatou-se que para a avaliação da linguagem infantil, há o ABFW - Teste de Linguagem Infantil: nas áreas de Fonologia, Vocabulário, Fluência e Pragmática (Andrade, Beffi-Lopes, Fernandes & Wertzner, 2004), que foi apenas parcialmente normatizado. Já para avaliação da linguagem na população adulta encontram-se dados normativos do Boston Naming Test (Mansur et al., 2006) e da Bateria Montreal-Toulouse de Avaliação da Linguagem – MT-86b (Lecours, Parente, Feijó & Maia, 2001; Ortiz, Ferreira & Bento, 2006), versão adaptada há aproximadamente 20 anos. No entanto, ambos não estão comercializados. Outro instrumento que examina a linguagem é o Teste de Reabilitação das Afasias: Rio de Janeiro (Jakubovicz, 2005) que não apresenta normas. Por fim, até onde se sabe, o único instrumento normatizado para população adulta brasileira com fins específicos de avaliação de habilidades comunicativas é a Bateria Montreal de Avaliação da Comunicação – Bateria MAC (Fonseca, Parente, Cote, Ska & Joanette, 2008) que avalia quatro processamentos funcionais da linguagem, adaptado de sua versão original canadense Protocole Montréal d’Évaluation de la Communication- Protocole MEC (Joanette, Ska & Côté, 2004). Com base em pressupostos
Mostrar mais

88 Ler mais

Montreal Cognitive Assessment for cognitive assessment in chronic kidney disease: a systematic review

Montreal Cognitive Assessment for cognitive assessment in chronic kidney disease: a systematic review

ting review methods, it is important to identify the Population (P), the Intervention (I), the comparison (C where relevant) and the outcomes one wishes to assess (O). In this case, we intended to investigate the MoCA instrument use to assess cognition (I), to eva- luate its efficiency for the context (O). One of the au- thors selected and extracted the papers individually. During the month of October 2018, we searched for original papers indexed in PubMed, Scopus, LILACS, PePSIC and SciELO databases. We used the keywords “Montreal Cognitive Assessment”, “Kidney Disease” and “Chronic Renal Disease” without restricting for year of publication. The complete electronic search strategy can be found in the Supplemental Material section of this paper. The inclusion criteria were: a) empirical articles; b) those addressing cognitive im- pairment in chronic kidney disease; c) studies publi- shed in Portuguese, English and Spanish. The exclu- sion criteria were: a) non-use of the MoCA instrument in the study; b) articles that were not about chronic kidney disease; c) literature review articles; d) studies in other languages. The exclusion criteria were used based on the goal this review, seeking to evaluate how the empirical studies in the chronic renal patient po- pulation use the instrument. The papers were selected after reading the summary and the study methods, checking whether they were adequate vis-à-vis the inclusion and exclusion criteria. Subsequently, the du- plicate papers were removed, thus getting to the final database.
Mostrar mais

12 Ler mais

DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL NUMA CONSULTA DIFERENCIADA DE UM HOSPITAL CENTRAL: CLASSIFICAÇÃO DE MONTREAL E EVOLUÇÃO CLÍNICA

DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL NUMA CONSULTA DIFERENCIADA DE UM HOSPITAL CENTRAL: CLASSIFICAÇÃO DE MONTREAL E EVOLUÇÃO CLÍNICA

A CV, apesar de não ter sido usada em grande abrangência, foi objecto de vários estudos sobre a sua aplicabilidade. Em 2003 formou-se um grupo de trabalho que, tendo em conta as evidências de então, teve o objectivo de desenhar uma classificação que englobasse informação clínica, serológica e molecular. Os resultados foram apresentados no Congresso Mundial de Gastroenterologia, em 2006, na forma de classificação revista: a Classificação de Montreal (CM) [2] . Esta, embora incidindo nos mesmos elementos fenotípicos, introduziu algumas modificações que visavam corrigir insuficiências entretanto descritas. [3]
Mostrar mais

36 Ler mais

Montreal Communication Evaluation Brief Battery – MEC B: reliability and validity

Montreal Communication Evaluation Brief Battery – MEC B: reliability and validity

with right brain damage, aged 19-75 years, with two or more years of education were evaluated with MEC B. The MEC B Battery contains nine tasks that aim to evaluate communicative abilities as discourse, prosody, lexical-semantic and pragmatic process. Two sources of reliability evidence were used: internal consistency (Cronbach’s alpha) and interrater reliability. Construct validity was evaluated comparing the Montreal Communication Evaluation Battery (MEC), expanded version and MEC B tasks. Results: Internal consistence was satisfactory

7 Ler mais

Montreal Cognitive Assessment para avaliação cognitiva na doença renal crônica: uma revisão sistemática

Montreal Cognitive Assessment para avaliação cognitiva na doença renal crônica: uma revisão sistemática

ting review methods, it is important to identify the Population (P), the Intervention (I), the comparison (C where relevant) and the outcomes one wishes to assess (O). In this case, we intended to investigate the MoCA instrument use to assess cognition (I), to eva- luate its efficiency for the context (O). One of the au- thors selected and extracted the papers individually. During the month of October 2018, we searched for original papers indexed in PubMed, Scopus, LILACS, PePSIC and SciELO databases. We used the keywords “Montreal Cognitive Assessment”, “Kidney Disease” and “Chronic Renal Disease” without restricting for year of publication. The complete electronic search strategy can be found in the Supplemental Material section of this paper. The inclusion criteria were: a) empirical articles; b) those addressing cognitive im- pairment in chronic kidney disease; c) studies publi- shed in Portuguese, English and Spanish. The exclu- sion criteria were: a) non-use of the MoCA instrument in the study; b) articles that were not about chronic kidney disease; c) literature review articles; d) studies in other languages. The exclusion criteria were used based on the goal this review, seeking to evaluate how the empirical studies in the chronic renal patient po- pulation use the instrument. The papers were selected after reading the summary and the study methods, checking whether they were adequate vis-à-vis the inclusion and exclusion criteria. Subsequently, the du- plicate papers were removed, thus getting to the final database.
Mostrar mais

12 Ler mais

Processo de adaptação da bateria Montreal de avaliação da comunicação: bateria MAC - ao português brasileiro.

Processo de adaptação da bateria Montreal de avaliação da comunicação: bateria MAC - ao português brasileiro.

This research aims to present the adaptation of the “Protocole Montréal d’Évaluation de la Communication – Protocole MEC” (Montreal Communication Evaluation Battery – MAC Battery) to Brazilian Portuguese, in accordance with psycholinguistics criteria. MAC Battery is a Canadian instrument constructed to evaluate right hemisphere communicative and linguistic abilities, considering four processing domains: discoursive, pragmatic- inferential, lexical-semantic and prosodic. The participants were six translators, three specialist judges, 54 non- specialist judges and 16 subjects from pilot studies. Adaptation procedures included translation, judge analysis of psycholinguistics criteria and two pilot tests. Some tasks required a harder stimulus adaptation process – Metaphor interpretation, Narrative discourse and Semantic judgement – focusing a main finality: to keep each task’s objective as idealized in the original instrument. This neuropsychological test can be used to evaluate communication abilities of patients with right brail damage, frontal lesion, traumatic brain injury and dementia.
Mostrar mais

9 Ler mais

PROTOCOLO DE GASTRONOMIA

PROTOCOLO DE GASTRONOMIA

7.Intensificar e aumentar a frequência de limpeza correta e frequente (como as mesas e cadeiras dos clientes após cada refeição; ou sempre que precisar) fazendo uso de álcool 70% ou hip[r]

14 Ler mais

Show all 2129 documents...