Quantificação de atributos do solo

Top PDF Quantificação de atributos do solo:

Biblioteca espectral de solos e sua aplicação na quantificação de atributos e cl...

Biblioteca espectral de solos e sua aplicação na quantificação de atributos e cl...

Recentemente o alto preço do açúcar e o aumento da demanda por álcool combustível nas regiões sudeste e centro oeste vem ocorrendo um alto crescimento agrícola. Porém, esse crescimento tem sido desordenado, sem critérios agronômicos, sem conhecimento dos tipos de terra. Um crescimento deste tipo terá conseqüências ambientais e sociais futuras. Atualmente grandes áreas em todo o Brasil carecem completamente de informação de solos em níveis de levantamento e escalas apropriadas para fornecer suporte adequado aos atuais problemas de uso, manejo, conservação, prevenção e recuperação de áreas degradadas agrícolas e não agrícolas (SANTOS E SANTOS, 2007). A questão que permanece, portanto, é como planejar em larga escala sem mapas de solo? Como indicar onde são as áreas propícias para determinada cultura? Como saber onde ocorrem os solos que devem ser preservados do descarte de subprodutos? Como ter condições de mapear um território tão grande em pouco tempo? O ambiente pode esperar? A busca por resultados agrícolas para diminuir a fome pode esperar? Enfim, como planejar sem o mapa básico para isso?
Mostrar mais

265 Ler mais

Espectroscopias de infravermelho próximo e médio na quantificação de atributos do...

Espectroscopias de infravermelho próximo e médio na quantificação de atributos do...

A matéria orgânica e a biomassa microbiana do solo consistem em sensíveis indicadores de qualidade do solo e de seus estoques de carbono e nitrogênio que, juntamente com a textura, têm auxiliado na escolha de formas de manejo agronômico mais sustentáveis. Os métodos disponíveis para a determinação da matéria orgânica (Walkley-Black modificado da EMBRAPA SOLOS, 1997) e da biomassa microbiana (Vance et al., 1987a) têm sido largamente utilizados, porém possuem alguns inconvenientes como a geração de resíduos altamente tóxicos e a grande demanda de tempo para analisar um pequeno número de amostras. A espectroscopia, por sua vez, tem se mostrado uma alternativa mais rápida e limpa para a identificação e quantificação de compostos orgânicos. Por esse motivo, este trabalho teve como objetivo testar métodos espectroscópicos, tanto no infravermelho próximo (NIRS) quanto no médio com refletância difusa (DRIFTS), com o uso de calibração multivariada, para a quantificação destes indicadores. Os teores de argila, silte, areia, carbono orgânico total e carbono microbiano, assim como o quociente microbiano (C MIC /COT), foram
Mostrar mais

121 Ler mais

Atributos físicos do solo em sistemas de manejo de solo e de rotação de culturas.

Atributos físicos do solo em sistemas de manejo de solo e de rotação de culturas.

A compreensão e a quantificação do impacto do uso e manejo do solo na qualidade física são fundamentais no desenvolvimento de sistemas agrícolas sustentáveis. Com o objetivo de avaliar o efeito de sistemas de manejo de solo e de rotação de culturas sobre alguns atributos físicos de solo em um experimento instalado em 1985, em Latossolo Vermelho Distrófico típico argiloso, em Passo Fundo (RS), estudou-se a variação desses atributos entre 2001 e 2005. Os tratamentos consistiram de quatro modos de manejo de solo: 1) plantio direto (PD); 2) cultivo mínimo (CM); 3) preparo convencional de solo com arado e grade de discos (PCD) e 4) preparo convencional de solo com arado de aivecas e grade de discos (PCA), e três sistemas de rotação de culturas: I (trigo/soja), II (trigo/soja e ervilhaca/milho ou sorgo) e III (trigo/soja, aveia branca/soja e ervilhaca/milho ou sorgo). O delineamento experimental foi em blocos completos ao acaso, com parcelas subdivididas e três repetições. A parcela foi constituída pelos sistemas de manejo de solo, e as subparcelas, pelos sistemas de rotação de culturas. Amostras de solo também foram coletadas em um fragmento de floresta subtropical adjacente ao experimento, como testemunha da condição original do solo. Os sistemas de manejo e de rotação de culturas influenciaram os atributos físicos do solo quando comparados entre si e com a condição sob floresta subtropical. Em quatro anos (2001 a 2005) ocorreram alterações significativas nos atributos físicos dos solos entre os distintos tipos de manejo. No sistema PD houve maior densidade de solo e microporosidade em comparação aos demais, principalmente na camada subsuperficial, e os sistemas de rotação de plantas não afetaram positivamente os atributos físicos de solo independentemente do tipo de manejo.
Mostrar mais

15 Ler mais

QUALIDADE FÍSICA E QUÍMICA DE UM LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO SOB PASTAGENS COM DIFERENTES PERÍODOS DE USO

QUALIDADE FÍSICA E QUÍMICA DE UM LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO SOB PASTAGENS COM DIFERENTES PERÍODOS DE USO

Um dos grandes desafios, nas regiões tropicais, é desenvolver sistemas agropecuários que possam manter a alta produtividade e a boa qualidade dos seus componentes. O uso sustentável dos sistemas pastoris implantados nestas regiões depende, principalmente, de um manejo que possa promover a conservação do solo. Pois este, por meio de seus atributos físicos e químicos, influencia diretamente no desenvolvimento das plantas, que por sua vez, podem constituir um ambiente altamente produtivo. O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade do solo sob quatro pastagens, formadas com as espécies Andropogon gayanus, Brachiaria decumbens e Brachiaria brizantha, com diferentes tempos de uso. As áreas estudadas estão localizadas na Fazenda Água Limpa, FAL, Campo Experimental da Universidade de Brasília, UnB, Brasília/DF. O solo é um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico típico. As áreas foram amostradas em duas camadas, de 0-5 cm e 5-20 cm, onde foram coletadas quinze amostras por camada. O delineamento foi inteiramente casualizado e os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e ao Teste Tukey a 5% de probabilidade. A qualidade do solo nas áreas estudadas foi obtida pela quantificação de seus tributos físicos e químicos que foram comparados com os atributos do solo sob Cerrado nativo. A Capacidade de troca de cátions e o teor de matéria orgânica do solo mostraram-se pouco afetadas pelo manejo e pelo tempo de uso. A densidade do solo, a porosidade total e a resistência mecânica do solo à penetração foram bastante afetadas, tendo grande influência na redução da qualidade do solo. Dentre os índices encontrados, as áreas com braquiária apresentaram qualidade inferior às com andropogon. O manejo empregado e, principalmente, o maior tempo de uso contribuíram com as alterações nas propriedades físicas.
Mostrar mais

80 Ler mais

Análise multivariada na diferenciaçãoentre manejos de solos cultivados com café

Análise multivariada na diferenciaçãoentre manejos de solos cultivados com café

Foi possível estimar pela krigagem valores em locais não amostrados (Figura 5), devido ao bom ajuste do variograma, que foi confirmado pela validação cruzada. Observa-se no mapa de krigagem que a região de maior fertilidade do solo está representada pelos tons escuros, com maiores teores de Ca, pH e V (%) e a região clara representa teores mais elevados de Al, sendo que as regiões de maiores concentração dos nutrientes são as áreas receptoras do fluxo de água, de acordo com a topografia do terreno, o que ocorre devido a baixa cobertura do solo por material orgânico.
Mostrar mais

7 Ler mais

Qualidade Física de Solos em Uso Agrícola na Região Semiárida do Estado da Bahia.

Qualidade Física de Solos em Uso Agrícola na Região Semiárida do Estado da Bahia.

O estudo da qualidade do solo por meio de indicadores pode ser realizado utilizando-se técnicas estatísticas de análise multivariada, que têm ampla importância em estudos de análise exploratória de dados, sendo empregadas no agrupamento de amostras de acordo com sua similaridade, bem como na seleção de variáveis de maior importância na discriminação de grupos pré-selecionados (Benites et al., 2010). O uso da análise multivariada permite avaliar um conjunto de atributos e evidenciar resultados independentes na forma de índices de qualidade, sendo, portanto, instrumento para a tomada de decisão (Marchesan et al., 2011). Assim, a hipótese de trabalho é que o uso da análise multivariada dos dados permite avaliar a qualidade dos solos por meio de índices, destacando os atributos que se sobressaem para uso em planos de monitoramento de qualidade do solo.
Mostrar mais

10 Ler mais

Relações de atributos do solo e estabilidade de agregados em canaviais com e sem vinhaça.

Relações de atributos do solo e estabilidade de agregados em canaviais com e sem vinhaça.

O processo de agregação envolve um conjunto de elementos como argila, ferro, alumínio e matéria orgânica, que atuam como agentes cimentantes unindo as partículas do solo, o que, de acordo com Corrêa et al. (2009) aumenta sua agregação. Os agregados estáveis em água restabelecem a porosidade do solo influenciando no processo de infiltração e a resistência à erosão. Entretanto, os agregados não estáveis podem desaparecer ao mínimo impacto provocado pelas gotas de chuva. Por sua vez, a estabilidade dos agregados pode ser definida como uma força resistente a uma ação mecânica passível de degradar a estrutura do solo tal como, também, a capacidade do solo de resistir às forças compactantes (Silva et al., 2006).
Mostrar mais

8 Ler mais

Efeito do fogo nos atributos físicos do solo

Efeito do fogo nos atributos físicos do solo

De Bano (1989) afirma que grandes quantidades de alguns nutrientes tais como N, S e P podem ser volatizados durante um incêndio. Cátions, tais como Ca, Mg, K e Na, não são volatizados, embora pequenas quantidades possam ser transferidas do sítio pela fumaça. Soares (1990) analisou os efeitos da queima controlada em povoamentos de Pinus caribaea e Pinus oocarpa. Os resultados indicaram que a concentração de N na serrapilheira foi reduzida em 44 e 39,2% e o P de 45 e 41,6% respectivamente. Os outros elementos analisados (K, Ca, Mg, Fe, Mn, Cu e B) aumentaram suas concentrações após a queima. Todos os elementos disponíveis (mineralizados) aumentaram significativamente, na camada superior do solo após o fogo, retornando aos níveis anteriores após 7 sete meses. Martin (1981) afirma que cerca de 60-80% do N existente no material combustível consumido pelo fogo é perdido para a atmosfera, mas geralmente aumenta a quantidade de N sob a forma disponível para as plantas. Schoch e Binkley (1986) relatam que as perdas de N nas queimadas de média e alta intensidade em povoamentos de diversas espécies de pinus varia de 50 a 200 kg ha -1 . Recentemente, Oliveira et al. (2005)
Mostrar mais

12 Ler mais

Simulação sequencial de atributos diagnósticos do solo.

Simulação sequencial de atributos diagnósticos do solo.

Nas áreas com menor densidade amostral e nos locais em que há amostras com altos teores próximos de amostras com baixos teores, apresentaram maior variabilidade e maior entropia, implicando em zonas de maior incerteza quanto ao valor simulado para os atributos do solo. Essas áreas de maior variância e maior entropia precisam de mais atenção, ou seja, de maior quantidade de amostras, por se tratar de locais em que a lutuação dos teores dos atributos é mais signiicativa.

8 Ler mais

Variabilidade espacial de atributos físicos em um Latossolo Vermelho distrófico sob semeadura direta em Selvíria (MS).

Variabilidade espacial de atributos físicos em um Latossolo Vermelho distrófico sob semeadura direta em Selvíria (MS).

Em uma paisagem natural, os solos apresentam ampla variação de propriedades morfológicas, físicas, químicas e mineralógicas, resultante da superposição dos diversos fatores de formação envolvidos. No caso de uma paisagem cultivada, existem outras fontes de heterogeneidade no solo devidas ao manejo exercido pelo homem. O conhecimento dessa variação é importante para o levantamento e classificação dos solos, desenvolvimento de esquemas de amostragem e definições de práticas de manejos. O presente trabalho foi realizado em agosto e setembro de 1999, na Fazenda Experimental de Ensino e Pesquisa da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira/UNESP, localizada em Selvíria (MS), com o objetivo de estudar a variabilidade espacial de alguns atributos físicos de um Latossolo Vermelho distrófico, cultivado no sistema de semeadura direta. A amostragem do solo foi realizada de acordo com um desenho apropriado para a análise geoestatística na forma de uma malha em uma área de 150 m de comprimento, na direção sul, e 30 m de largura, na direção norte, totalizando 103 pontos eqüidistantes de 10 em 10 m e 39 pontos eqüidistantes de 1 m distribuídos aleatoriamente pela malha. De cada ponto definido pela malha, retiraram-se amostras nas profundidades de 0,00-0,05 m e 0,15-0,20 m. Os dados foram avaliados primeiramente por uma análise estatística exploratória, calculando-se a média, distribuição de freqüência, variância, coeficiente de variação, coeficiente de assimetria e coeficiente de curtose. Posteriormente, a dependência espacial foi verificada por meio de semivariogramas. Os atributos microporosidade, porosidade total e densidade
Mostrar mais

10 Ler mais

Correlação entre produtividade do arroz no sistema semeadura direta e atributos do solo .

Correlação entre produtividade do arroz no sistema semeadura direta e atributos do solo .

O NBM relete o papel da biomassa microbiana na ciclagem de nutrientes no solo especialmente do nitrogênio. Tal atributo é altamente afetado pelo tipo do substrato, sendo favorecido pelas leguminosas e pode representar mais de 0,05 do total de N no solo inluenciando a disponibilidade de nutrientes e a produtividade dos agroecossistemas (Yusuf et al., 2009). Neste trabalho o NBM variou entre 0,80 e 2,45% do N total (Tabela 1). Assim, apesar de alguns antecedentes culturais impactarem mais positivamente este atributo, há necessidade de mais estudos no sentido de se estabelecer as rotações mais adequadas para o arroz de terras altas uma vez que o NBM é um indicador muito sensível da qualidade de solos com teores de carbono orgânico menores que 25 g kg -1 (Yusuf et al., 2009),
Mostrar mais

7 Ler mais

Efeito residual da aplicação superficial de calcário e gesso nas culturas de soja, aveia-preta e sorgo granífero

Efeito residual da aplicação superficial de calcário e gesso nas culturas de soja, aveia-preta e sorgo granífero

obtidos no sistema convencional de preparo do solo (SPC). No entanto, segundo Caires et al. (1999), os conhecimentos relacionados à fertilidade do solo no SPD nem sempre são os mesmos aplicados no SPC, uma vez que neste há a incorporação dos corretivos de solo, adubos e resíduos vegetais. Porém, as informações sobre o manejo das culturas e a fertilidade do solo ainda não estão totalmente definidas para o SPD. Portanto, há a necessidade de estudos que satisfaçam todos os questionamentos relacionados à correção da acidez do perfil do solo, partindo de uma aplicação superficial. Além disso, existe grande interesse na busca de alternativas para a implantação e manutenção do SPD, sem incorporação prévia do corretivo, não havendo necessidade de promover o revolvimento inicial do solo por meio de preparo convencional, realizando-se a calagem superficial desde o estabelecimento do sistema (CAIRES; BANZATTO; FONSECA, 2000; CAIRES; BARTH; GARBUIO, 2006; SORATTO; CRUSCIOL, 2008a, 2008b, 2008c, 2008d, 2008e). Isso ganha maior importância quando da implantação da integração lavoura- pecuária em SPD, notadamente em pastagens não degradadas fisicamente, ou seja, sem impedimentos físicos, como trieiros e camadas compactadas, para a adequada implantação das culturas.
Mostrar mais

109 Ler mais

Eficiência agronômica de fontes nitrogenadas na cultura da cana-de-açúcar em sistema...

Eficiência agronômica de fontes nitrogenadas na cultura da cana-de-açúcar em sistema...

O presente trabalho foi desenvolvido a partir de um experimento de campo, conduzido no período de setembro de 2000 a maio de 2001, na região canavieira de Piracicaba (SP), com a terceira soca da variedade SP 80-1842, cultivada em ARGISSOLO VERMELHO-AMARELO distrófico arenoso e colhida sem queima e mecanicamente. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficiência agronômica de diferentes fontes nitrogenadas em sistema de colheita de cana crua por meio de: a) medidas das perdas de nitrogênio por volatilização da amônia; b) avaliação do estado nutricional das plantas; c) avaliação de atributos químicos do solo; d) avaliação da produção de colmos e de açúcar; e) ava liação de atributos tecnológicos do caldo. A dose de nitrogênio foi 100 kg ha -1 de N em todos tratamentos, que também receberam 150 kg ha -1 de K 2 O aplicados como KCl. Utilizou-se o delineamento experimental em blocos
Mostrar mais

94 Ler mais

Quantificação da degradação física do solo por meio da curva de resistência do solo à penetração.

Quantificação da degradação física do solo por meio da curva de resistência do solo à penetração.

Em termos agronômicos, os sistemas de uso e manejo devem manter a capacidade do solo exercer as funções físicas para o crescimento e ancoragem das raízes, bem como de favorecer o suprimento de água, nutrientes e O 2 às plantas. A perda de solo por erosão, a redução da matéria orgânica e a compactação são alguns dos fatores que concorrem para a degradação física do solo, com conseqüente perda de uma ou mais destas funções. Dexter & Youngs (1992) argumentam que a quantificação e a compreensão das alterações físicas do solo devidas ao seu uso e manejo são fundamentais para o estabelecimento de sistemas agrícolas sustentáveis. As avaliações destas alterações deveriam ser feitas submetendo um solo sob vegetação nativa às explorações agrícolas desejadas (uso e manejo) e analisando suas propriedades físicas periodicamente. Alternativamente, esses estudos podem comparar as propriedades físicas de solos cultivados e sob vegetação nativa, desde que mantidos os critérios genéticos e topográficos relacionados com os fatores e processos de formação dos solos.
Mostrar mais

9 Ler mais

Método voltamétrico para quantificação de sulfentrazone em amostras de solo

Método voltamétrico para quantificação de sulfentrazone em amostras de solo

O sulfentrazone é um herbicida que vem sendo aplicado em grandes áreas agrícolas do Brasil, principalmente nas culturas da cana-de-açúcar, soja e reflorestamento. Possui longa meia-vida e pode contaminar o solo para cultivos sucessivos e águas superficiais e subterrâneas. Todavia, faltam estudos sobre o comportamento desse herbicida em solos tropicais; pois, a metodologia para estes estudos é onerosa e, ainda está pouco disponível na maioria dos laboratórios por falta de equipamentos e recursos humanos qualificados. Na busca de soluções para este problema, neste trabalho, foi desenvolvida e validada uma metodologia eletroanalítica para quantificação de sulfentrazone em amostras de solo. Inicialmente, o sistema foi caracterizado qualitativamente por voltametria cíclica (CV). Os estudos sugerem que o transporte de massa do analito é regido por difusão e que a oxidação de sulfentrazone ocorre por meio de transferência irreversível de um elétron entre o analito e o eletrodo de trabalho, próximo ao potencial +0,936 V vs. Ag|AgCl, KCl sat 3 mol L -1 quando foi
Mostrar mais

99 Ler mais

Variabilidade espacial de atributos da fertilidade de um Latossolo Vermelho Distroférrico sob Sistema Plantio Direto.

Variabilidade espacial de atributos da fertilidade de um Latossolo Vermelho Distroférrico sob Sistema Plantio Direto.

O valor do alcance geoestatístico pode influenciar a qualidade das estimativas, uma vez que ele determina o número de valores usados na interpolação, delimitando a extensão da correlação espacial entre as amostras (MENDES; FONTES; OLIVEIRA, 2008). Assim, estimativas feitas com interpolação por krigagem utilizando valores de alcances maiores tendem a ser mais confiáveis, apresentando mapas que representam melhor a realidade (CORÁ et al., 2004). Portanto, a partir do ajuste dos semivariogramas, puderam perfeitamente ser construídos mapas de krigagem, que são fundamentais para a agricultura de precisão haja vista que a partir desses são definidas zonas especificas de manejo da fertilidade do solo, possibilitando a aplicação de insumos com taxas variadas, visando à homogeneização da fertilidade do solo.
Mostrar mais

9 Ler mais

Calagem superficial e aplicação de gesso em sistema plantio direto de longa duração: efeitos no solo e na sucessão milho/crambe/feijão-caupi

Calagem superficial e aplicação de gesso em sistema plantio direto de longa duração: efeitos no solo e na sucessão milho/crambe/feijão-caupi

obtidos no sistema convencional de preparo do solo (SPC). No entanto, segundo Caires et al. (1999), os conhecimentos relacionados à fertilidade do solo no SPD nem sempre são os mesmos aplicados no SPC, uma vez que neste há a incorporação dos corretivos de solo, adubos e resíduos vegetais. Porém, as informações sobre o manejo das culturas e a fertilidade do solo ainda não estão totalmente definidas para o SPD. Portanto, há a necessidade de estudos que satisfaçam todos os questionamentos relacionados à correção da acidez do perfil do solo, partindo de uma aplicação superficial. Além disso, existe grande interesse na busca de alternativas para a implantação e manutenção do SPD, sem incorporação prévia do corretivo, não havendo necessidade de promover o revolvimento inicial do solo por meio de preparo convencional, realizando-se a calagem superficial desde o estabelecimento do sistema (CAIRES; BANZATTO; FONSECA, 2000; CAIRES; BARTH; GARBUIO, 2006; SORATTO; CRUSCIOL, 2008a, 2008b, 2008c, 2008d, 2008e). Isso ganha maior importância quando da implantação da integração lavoura- pecuária em SPD, notadamente em pastagens não degradadas fisicamente, ou seja, sem impedimentos físicos, como trieiros e camadas compactadas, para a adequada implantação das culturas.
Mostrar mais

109 Ler mais

Comportamento da cana-de-açúcar em duas safras e atributos físicos do solo, sob diferentes tipos de preparo

Comportamento da cana-de-açúcar em duas safras e atributos físicos do solo, sob diferentes tipos de preparo

No tratamento PC II, PC III e CM houve aumento do índice de floculação na camada 0,31- 0,40 m e para a SD o aumento foi obtido em todas as camadas (Tabela 3), dado pela condição de estruturação do solo e sua alta permeabilidade, diferenciando de estudos realizados por Prado e Natale (2003) e concordando com resultados encontrados com cana-de-açúcar por Carvalho Filho et al. (2009), onde mesmo tendo baixos teores de matéria orgânica em subsuperfície, apresentaram alto índice de floculação, possivelmente por causa da maior estabilidade dos microagregados, devido a pouca exposição a agentes desagregantes físicos, além do equilíbrio e a formação contínua de ácidos húmicos.
Mostrar mais

12 Ler mais

Comportamento de atributos químicos de um solo salino-sódico tratado com gesso e fósforo.

Comportamento de atributos químicos de um solo salino-sódico tratado com gesso e fósforo.

(Tabela 1) do solo foi efetuada segundo metodologia descrita em (EMBRAPA, 1997), exceto para CE1:5 e a CEes. A obtenção do extrato de saturação foi realizada segundo procedimento descrito em EMBRAPA (1997). Os teores de fósforo expressam o P ex-traível por Mehlich. (H 2 SO 4 0,025N+HCl 0,05N). O cálcio, magnésio, sódio e potássio expressam os teores trocáveis mais solúveis, sendo os dois primeiros determinados por espectrofometria de absorção atômica e os dois últimos por fotometria de chama. A análise granulométrica foi determinada segundo Camargo et al. (1989). As variáveis estudadas foram submetidas à análise de variância e de regressão, utilizando-se o programa estatístico SANEST (Zonta et al., 1994).
Mostrar mais

7 Ler mais

Variabilidade espacial de atributos físicos em um cambissolo háplico, sob diferentes usos na região sul do Amazonas.

Variabilidade espacial de atributos físicos em um cambissolo háplico, sob diferentes usos na região sul do Amazonas.

Os solos das áreas de mandioca e cana-de-açúcar apresentaram textura siltosa, enquanto a área de agrofloresta apresentou textura argilosa (Quadro 1), corroborando estudos desenvolvidos por Campos et al. (2012), em topossequência na região sul do Amazonas. Verifica-se que os atributos macro, micro, Pt e Ds sofreram alterações, em razão dos sistemas de manejo implantados (Quadro 1). A área cultivada com mandioca apresentou maior macroporosidade e porosidade total, quando comparada às áreas sob cultivo de cana-de-açúcar e agrofloresta; esse fato deve- se possivelmente à área ter sofrido gradagem no último ano para plantio da lavoura. A microporosidade e a Ds foram mais elevadas para a área de agrofloresta, quando comparadas às áreas sob cultivo de cana-de- açúcar e mandioca, o que deve está relacionado ao não revolvimento há mais de 17 anos da área de agrofloresta; os demais manejos, cana-de-açúcar e mandioca, sofreram constante movimentação por parte de maquinário, fazendo com que os atributos do solo tivessem alterações, conforme destacam Islam & Weil (2000).
Mostrar mais

10 Ler mais

Show all 10000 documents...