Questionário MOS SF-36

Top PDF Questionário MOS SF-36:

Avaliação da qualidade de vida pós-cirurgia cardíaca na fase I da reabilitação através do questionário MOS SF-36.

Avaliação da qualidade de vida pós-cirurgia cardíaca na fase I da reabilitação através do questionário MOS SF-36.

Introdução: O questionário de qualidade de vida Medical Outcome Study Short Form -36 (MOS SF-36) permite monitorar condição de saúde antes e após o tratamento instituído, sendo sensível a melhora clínica. O objetivo desse estudo foi avaliar a qualidade de vida de pacientes submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio e que participaram de um programa de reabilitação cardíaca, através da aplicação do questionário MOS SF-36. Metodologia: Foram incluídos nesse estudo 24 indivíduos de ambos os sexos (15 homens e 9 mulheres) na faixa etária entre 23 e 77 anos (idade média 58 ± 6 anos) submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio, com quadro clínico estável e que participaram de um programa de reabilitação cardíaca fase I. O questionário foi aplicado em três momentos: antes, no 5º dia do pós-operatório e 2 meses após a cirurgia. Para análise estatística foi utilizado o teste de Wilcoxon para amostras pareadas. Resultados: Observou-se queda dos seguintes parâmetros Funcionamento do Organismo (p = 0,000), Limitação por Distúrbios Físicos (p = 0,002), Vitalidade (p = 0,003) e Dor (p = 0,000) após a cirurgia, havendo recuperação significativa 2 meses após (p = 0,008, p = 0,000, p = 0,000 e p = 0,000 respectivamente). Este estudo sugere que o questionário MOS SF-36 permite avaliar os benefícios da reabilitação cardíaca fase I a qual proporcionou autoconfiança e retorno às atividades diárias.
Mostrar mais

6 Ler mais

Funcionalidade e qualidade de vida em pacientes com osteoartrose submetidos a artroplastia total do joelho

Funcionalidade e qualidade de vida em pacientes com osteoartrose submetidos a artroplastia total do joelho

51 dor corporal (DC), saúde geral (SG), saúde mental (SM), função social (FS) e vitalidade (VT). As oitos dimensões agrupam-se em duas vertentes: saúde física e saúde mental. Existe ainda uma questão do questionário MOS SF-36 v2 relativo ao estado subjetivo de saúde que não integra nenhuma dimensão do mesmo. Os resultados obtidos para essa questão aquando da primeira e segunda avaliação mostram existir uma tendência de respostas mais favorável na auto perceção da saúde durante a segunda avaliação, onde 55,0% dos inquiridos apontou a sua saúde ser Boa, comparativamente com 35% obtidos na primeira avaliação. Um estudo realizado por Alves e Rodrigues (2005) a 2135 pessoas (58.6% mulheres e idade média de 69,4 anos), com base em dados do Projeto Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento na América Latina e Caribe (SABE) sobre os determinantes de auto perceção em saúde concluiu que a presença de doenças crónicas se relaciona com uma pior auto perceção de saúde (Alves & Rodrigues, 2005). Estes dados vão de encontro aos obtidos na nossa investigação pois os pacientes portadores de OA revelam uma auto perceção de saúde mais favorável após a cirurgia comparativamente com o período de doença (primeira avaliação). Estes resultados são provavelmente explicados pelo facto da ATJ ser uma cirurgia capaz de diminuir as queixas dolorosas, melhorar a amplitude articular, melhorar a capacidade de marcha e a deambulação (Cunha, 2007). Já em 1993 esta cirurgia apresentava resultados satisfatórios. Mestriner e Filho (1993), após estudarem 40 pacientes submetidos a artroplastia total, puderam concluir que a intervenção mostrou ser um método satisfatório em casos de artrite reumatoide e osteoartrose, na eliminação da dor, correção de deformidades e instabilidades e ainda na obtenção de boa capacidade funcional (Mestriner & Filho, 1993).
Mostrar mais

85 Ler mais

Avaliação retrospectiva por meio do questionário SF-36 de pacientes submetidos à estabilização dinâmica pedicular para o tratamento de doenças degenerativas lombares.

Avaliação retrospectiva por meio do questionário SF-36 de pacientes submetidos à estabilização dinâmica pedicular para o tratamento de doenças degenerativas lombares.

lumbar. Métodos: fueron evaluados 31 pacientes que presentaban estabiliza- ción dinámica pedicular desde abril de 2004 a junio de 2008, empleando el cuestionario de calidad de vida SF- 36. Resultados: durante el período de seguimiento, el índice SF-36 mos- tró un mejoramiento en la calidad de vida de los pacientes, con un rango del 33.15% en el preoperatorio a 75.99% en el postoperatorio, mostrando una diferencia de 129%, lo cual es una di- ferencia significativa utilizando la es- tadística teste t de Student (p<0.0001). Conclusiones: los pacientes estudia- dos que fueron sometidos a la estabili- zación dinámica pedicular mostraron un mejoramiento en la calidad de vida, se han comparado los cuestionarios SF-36 en pre y post operación durante 29.5 meses de seguimiento.
Mostrar mais

9 Ler mais

Tradução para português, adaptação cultural e validação do Female Sexual Function Index

Tradução para português, adaptação cultural e validação do Female Sexual Function Index

O MOS SF-36 Health Survey é um questionário multidimensional, formado por 36 itens reunidos em dois componentes: físico e mental. Cada um destes componentes é formado por quatro domínios, que, por sua vez, se constituem de itens que avaliam uma mesma área da vida dos pacientes. O componente físi- co é composto pelos seguintes domínios: “capacidade funcional”, “aspectos físicos”, “dor”, “estado geral de saúde”. Já o componente mental abrange domínios como “vitalidade”, “aspectos sociais”, “aspectos emocionais” e “saúde mental”. Existe, ainda, uma questão de ava- liação comparativa entre as condições atuais de saúde e as de há um ano 8 . Pode-se obter um escore final de
Mostrar mais

7 Ler mais

Descompressão neural isolada ou associada à fusão póstero-lateral nas afecções degenerativas lombossacras: avaliação da qualidade de vida e incapacidade funcional pós-operatória.

Descompressão neural isolada ou associada à fusão póstero-lateral nas afecções degenerativas lombossacras: avaliação da qualidade de vida e incapacidade funcional pós-operatória.

A análise descritiva é mostrada em média e desvio padrão, míni- mos e máximos e porcentagens. As variáveis foram testadas quanto a sua normalidade pelo teste Kolmogorov-Smirnov. Foi aplicado o teste t para amostras independentes para verificar as diferenças entre os grupos D e DF e nas variáveis que apresentaram distribui- ção normal. Para as variáveis que não apresentaram distribuição normal (VAS ciática, uso de medicamentos, opção de tratamento e domínio “Aspectos Físicos” do SF-36) foi utilizado o teste Mann- -Whitney para verificar a diferença entre os grupos. A relação entre a intensidade de dor (lombar e ciática) com o domínio “Dor” do SF-36, com o questionário Oswestry foi verificada por meio do coeficiente de correlação de Pearson e da intensidade de dor com o uso de medicamentos pelo coeficiente de correlação de Spearman. Para todas as análises foi usado nível de significância de 0,05.
Mostrar mais

4 Ler mais

Avaliação da qualidade de vida em pacientes com escoliose idiopática do adolescente após tratamento cirúrgico pelo questionário SF-36.

Avaliação da qualidade de vida em pacientes com escoliose idiopática do adolescente após tratamento cirúrgico pelo questionário SF-36.

Objective: to assess health-related quality of life in patients with adolescent idiopathic scoliosis by SF-36 after surgical treatment, in comparison with questionnaires done before operation. Methods: between February 2004 and March 2006, 28 patients with adolescent idiopathic scoliosis surgically treated by the spine group of Hospital Mário Covas, in Santo André, were assessed. All the patients were treated surgically by posterior approach and fusion with third generation instrumental. These patients had trunk rotation and Cobb angle more than 50º to have surgical indication. All patients were submitted to SF-36 before and after one month, six months, one year and two years after surgery. The SPSS (Statistical
Mostrar mais

8 Ler mais

Aspectos psicossociais do paciente com ceratocone.

Aspectos psicossociais do paciente com ceratocone.

pacientes com história familiar de ceratocone, que suposta- mente deveriam ter mais conhecimento sobre a doença, tive- ram maior comprometimento do componente mental do SF-36 que aqueles sem história familiar. Isso possivelmente é devido a experiências ruins com familiares. Nestes casos os oftalmo- logistas devem mencionar a evolução tanto das lentes de contato quanto das cirurgias.

6 Ler mais

Qualidade de vida em pacientes portadores de hemofilia  - doi: 10.5102/ucs.v9i1.1330

Qualidade de vida em pacientes portadores de hemofilia - doi: 10.5102/ucs.v9i1.1330

A hemofilia é uma doença hemorrágica caracterizada pela deficiência dos fatores da coagulação VIII ou IX. Os avanços tecnológicos e a introdução de equi- pes multidisciplinares geraram modificações no prognóstico e acompanhamento dessa enfermidade, na qual a percepção de qualidade de vida (QV) do paciente passou a ser observada, analisada e mensurada. O objetivo deste trabalho é tradu- zir e adequar o questionário HAEMO-QoL-A para o português, verificar através de questionários padronizados (SF-36 e HAEMO-QoL-A) os indicadores de qua- lidade de vida de indivíduos com hemofilia e fazer sua correlação com os aspectos clínicos desses pacientes. Foram avaliados 33 pacientes com hemofilia, recrutados de um centro de referência do serviço público de saúde de Brasília. Os resultados obtidos mostraram que infecção, gravidade da doença, artropatias, próteses orto- pédicas, dias de internação e sangramentos apresentam relação inversa com a qua- lidade de vida, representada por índices mais baixos nos escores dos questionários.
Mostrar mais

16 Ler mais

Avaliação da qualidade de vida, força muscular e capacidade funcional em mulheres com fibromialgia.

Avaliação da qualidade de vida, força muscular e capacidade funcional em mulheres com fibromialgia.

Na comparação entre os dois grupos pelo questionário de qualidade de vida SF-36, obteve-se que mulheres com FM têm redução da capacidade funcional, aumento de dor e piora do estado geral de saúde (P < 0,05), quando comparadas com as mulheres do grupo-controle. Já para os domínios de limitação por aspectos físicos, vitalidade, aspectos sociais, aspectos emocionais e saúde mental, não houve diferença signifi cativa (P > 0,05). Os resultados referentes aos domínios do SF-36 estão demonstrados na Tabela 3.

7 Ler mais

Fisioterapia durante a hemodiálise de pacientes com doença renal crônica.

Fisioterapia durante a hemodiálise de pacientes com doença renal crônica.

Introduction: The aim of this study was to evaluate the effects of a physi- cal therapy program in patients with chronic kidney disease (CKD) dur- ing hemodialysis (HD). Methods: Fifty-six CKD patients participated for 16 months in a supervised physi- cal therapy program in HD sessions. They underwent evaluation before the start of the program and 16 months after this training. The program con- sisted of muscle strengthening exer- cises, stretching and stationary exer- cise bike. The analysis is composed of test six-minute walk (6MWT), level of effort by the BORG scale test of one repetition maximum (1RM) to mea- sure the quadriceps strength, quality of life (QOL) and arterial blood pres- sure (BP), heart (HR) and respiratory (RR). Results: The results showed an increase in distance traveled for the 6MWT and quadriceps strength, re- duction of HR and RR and improve- ment in total score SF-36, but signifi- cantly in functional capacity and pain BP reduced, though not significantly. It was found by the Spearman cor- relation test, only in the areas corre- ralation pain and functional capac- ity, individually, with the increase in distance walked in 6MWT; correla- tion between decreases in HR and RR linked to reduction in the Borg scale. Conclusion: Physical therapy, through an exercise program during the intra- dialytic period, can provided a signifi- cant improvement of QOL and physi- cal ability of patients with CKD.
Mostrar mais

7 Ler mais

Ganho de força e função em idosos por treino isométrico com e sem resposta visual.

Ganho de força e função em idosos por treino isométrico com e sem resposta visual.

O Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey (SF-36) é um questionário genérico que avalia aspectos da qualidade de vida que estão diretamente relacionadas à saúde do indivíduo. As limitações físicas têm repercussão sobre o campo emocional de qualquer pessoa. Assim, a depressão e a presença de distúrbios de comportamento são fatores que apresentam grande influência sobre a qualidade de vida do paciente. Neste ponto, o SF-36 oferece uma valiosa ajuda complementando a avaliação física do doente. O SF-36 avalia oito conceitos (ou dimensões) de saúde: capacidade funcional, aspecto físico, dor, estado geral de saú- de, vitalidade, aspectos sociais, aspectos emocionais e saúde mental 11 .
Mostrar mais

6 Ler mais

CARACTERIZAÇÃO DE FATORES ASSOCIADOS À QUALIDADE DE VIDA E USO DE MEDICAMENTOS EM MULHERES NO CLIMATÉRIO CADASTRADAS NO MUNICÍPIO DE OURO PRETO-MG

CARACTERIZAÇÃO DE FATORES ASSOCIADOS À QUALIDADE DE VIDA E USO DE MEDICAMENTOS EM MULHERES NO CLIMATÉRIO CADASTRADAS NO MUNICÍPIO DE OURO PRETO-MG

The climacteric is a period that occurs naturally and is part of the women life cycle, as a aging consequence. However, even though physiological, this period is characterized by symptoms related to hypoestrogenism. Thus, the aim of this study was to delineate a socioeconomic profile, quality of life and medication use, in postmenopausal women enrolled in a Health Module in Ouro Preto – MG. For it was applied two questionnaires after training for standardization. One survey addressed on personal data, medication use and lifestyle habits and the other, the SF-36 questionnaire, already established in the literature, assessed the life quality of these women. The mean age was 53,3 ± 4,4 years, mostly married (52,6%) and exclusive users of the Unified Health System (75,8%). The income of most of them was less than or equal to the minimum wage (55.8%), and 76,9% had not started high school. The scores analysis, obtained by the SF -36 questionnaires, showed the highest median was in the limited by physical appearance and emotional domain (100) and the lowest in the vitality domain (60). The variables marital status and income were significantly associated to the domain functional capacity. The domain general health was associated with marital status and presence of chronic disease. Regarding medication use, most participants (57.9%) used any drugs of continuous use, and 40% used antihypertensive, 8.4%oral hypoglycemic and 10.5% antidepressant. Was not detected the hormonal therapy use in this population. It was concluded that this population is low income and education, exclusive users of SUS. Having a companion, better income and has no chronic disease, were factors associated with a better quality of life.
Mostrar mais

73 Ler mais

Qualidade de Vida e restrição de participação: um estudo em idosos.

Qualidade de Vida e restrição de participação: um estudo em idosos.

em seis dos oito aspectos avaliados, o que revela melhora na qualidade de vida após a intervenção fonoaudiológica. O estudo segundo as variáveis sexo e faixa etária, não revelou, em sua maioria, diferenças significantes o que pode ser justificado pelo reduzido número da amostra estudada. No entanto, a análise da qualidade de vida por meio do SF-36 demonstrou a relevância deste tipo de estudo junto à população de idosos deficientes audi- tivos, pois, apesar deste inventário não incluir questões específicas sobre comunicação e audição, foi sensível na identificação de melhora na qualidade de vida decorren- te do uso de amplificação. Dos oito aspectos avaliados, apenas dois não apresentaram melhora após um ano de acompanhamento e uso das próteses auditivas, sendo eles: Dor e Saúde Geral. É possível justificar tal achado pelo fato de os idosos vivenciarem uma condição crônica que gradativamente limita e restringe suas atividades de vida diária. No que tange ao Aspecto Vitalidade, verificou-se que ocorreu melhora significante após um ano de uso de amplificação. Esta melhora pode ser atribuída à maior disposição dos idosos em participar de atividades, uma vez que estão mais seguros e confiantes simplesmente por poder escutar e entender a fala.
Mostrar mais

11 Ler mais

Avaliação da qualidade de vida e funcionalidade em pacientes com doença arterial coronariana submetidos à revascularização cirúrgica ou angioplastia

Avaliação da qualidade de vida e funcionalidade em pacientes com doença arterial coronariana submetidos à revascularização cirúrgica ou angioplastia

Antes da intervenção terapêutica o grupo da cirurgia apresentou menores escores nos domínios “aspectos físicos” e “dor”, do componente físico do SF-36. Eram maiores as limitações físicas e a intensidade e/ou interferência da dor na realização do trabalho e nas atividades de vida diária. No componente mental, os pacientes cirúrgicos obtiveram menores escores nos domínios “aspectos sociais” e “vitalidade”, ilustrando a pior integração nas atividades sociais e maior fadiga na realização das atividades diárias. Na avaliação de sua saúde atual antes do procedimento, os pacientes do grupo da cirurgia acreditavam estar com a saúde pior se comparada à de há um ano.
Mostrar mais

98 Ler mais

Aplicação do questionário SF-36 para avaliação da auto-percepção da qualidade de vida relacionada com a saúde em mulheres submetidas a histeroscopia

Aplicação do questionário SF-36 para avaliação da auto-percepção da qualidade de vida relacionada com a saúde em mulheres submetidas a histeroscopia

Com o objetivo de avaliar, no período pré-operatório de uma histeroscopia, a qualidade de vida percebida pelas pacientes em função de características sociodemográficas e clínicas, recorreu-se à estimação de diferentes modelos de regressão binária. As variáveis dependentes, em cada um dos modelos estimados, são os domínios sumários de qualidade de vida avaliados pelo instrumento SF-36, estando estas variáveis categorizadas em “0-baixaQV” e “1-altaQV” (isto é, a classe de referência é “0-baixaQV”). As diferentes variáveis independentes utilizadas nos modelos em estudo são variáveis que apresentaram diferenças estatisticamente significativas ao nível de significância de 5% na análise bivariada (Tabelas 7 e 8). Estas variáveis são de natureza quer qualitativa, quer quantitativa. As variáveis qualitativas entram no modelo, recodificadas como variáveis dummy, sendo as classes de referência codificadas com 0.
Mostrar mais

67 Ler mais

Sensibilidade e especificidade dos instrumentos de avaliação da qualidade de vida na artrite reumatoide.

Sensibilidade e especificidade dos instrumentos de avaliação da qualidade de vida na artrite reumatoide.

A dimensão teoricamente relacionada com a capacidade funcional do SF-36 (fig. 1A) foi a pontuac¸ão total do HAQ, que apresentou correlac¸ão negativa na amostra estudada (r = −0,666; p < 0,001) (tabela 2). A dimensão teoricamente relacionada com o aspecto físico (fig. 1B) do SF-36 foi o domínio capacidade física do NHP, que também apresentou correlac¸ão negativa na amostra estudada (r = −0,240; p = 0,033). A dimensão teoricamente relacionada com o domínio dor (fig. 1 C) do SF-36 foi o domínio dor do NHP, que não apre- sentou correlac¸ão estatisticamente significativa com o SF-36 na amostra estudada (r = 0,210; p = 0,063) (tabela 2). Conforme observado nos testes de correlac¸ão, nenhuma das variáveis apresentou uma área sob a curva significativa. Não foram encontradas dimensões do HAQ ou NHP que estivessem teori- camente relacionadas com o estado geral de saúde (fig. 1D) do SF-36. Do mesmo modo, na amostra estudada, nenhum dos domínios dessas escalas apresentou correlac¸ão com esse domínio do SF-36. A dimensão teoricamente relacio- nada com a vitalidade do SF-36 foi o nível de energia da NHP, que apresentou correlac¸ão negativa na amostra estu- dada (r = −0,362; p = 0,001) (tabela 2). A dimensão teoricamente relacionada com o aspecto social do SF-36 foi o domínio de interac¸ão social do NHP, que apresentou correlac¸ão positiva na amostra estudada (r = 0,305; p = 0,006), porém em sentido oposto ao esperado. A dimensão teoricamente relacionada com o aspecto emocional do SF-36 foi o domínio reac¸ão emo- cional do NHP, que apresentou correlac¸ão negativa na amostra estudada (r = −0,316; p = 0,005). Não existem dimensões do HAQ ou NHP teoricamente relacionadas com o domínio saúde mental do SF-36. No entanto, todas as escalas do NHP e a pontuac¸ão total do HAQ também apresentaram correlac¸ão com a saúde mental do SF-36 na amostra estudada (tabela 2).
Mostrar mais

8 Ler mais

O SF-36 e o desenvolvimento de novas medidas de avaliação de qualidade de vida.

O SF-36 e o desenvolvimento de novas medidas de avaliação de qualidade de vida.

A utilização de instrumentos de avaliação de qua- lidade de vida tem permitido a incorporação da opinião dos pacientes nas tomadas de decisão em saúde. O presente artigo apresenta as característi- cas e transformações sofridas por um dos questio- nários de qualidade de vida mais utilizados na atua- lidade: o Short Form Health Survey 36-item (SF- -36). Também são discutidos os aspectos relaciona- dos à construção, propriedades de medida e apli- cações da ferramenta e de outras medidas, dela de- rivadas, como: o SF-12, o SF-8, o DYNHA e o SF-6D. Destaca-se a utilização do SF-36 para a avaliação da efetividade das intervenções em saúde; do SF- -12 para o rastreio de agravamentos em saúde; do SF-8 para o monitoramento da saúde populacional; do Dynamic Health Assessment (DYNHA) para a avaliação individualizada na prática clínica e do SF-6D para a análise econômica em saúde. Infor- mações sobre as versões validadas para o portu- guês e sobre a permissão de uso dos questionários são fornecidas.
Mostrar mais

7 Ler mais

Medical outcomes study SF-36

Medical outcomes study SF-36

One of the ways to evaluate individuals’ independence and functional capacity is by means of the SF-36 question- naire. In the current study, higher alterations in the patients’ functional capacity and mental health in relation to the other assessed aspects were observed between the pre- and post- training assessments. It was also observed that there was a significant improvement in the ability and mobility of the lower limbs, shown in the SRT outcome, with a reduction of the performance time for movement, after carrying out the VR exercises. This showed that the games used acted on the muscle strength, as evaluated by the patients’ improvement. We did not find any scientific literature on the SF-36 and SRT, so we could compare our findings.
Mostrar mais

7 Ler mais

Avaliação de instrumentos de medida usados em pacientes com fibromialgia.

Avaliação de instrumentos de medida usados em pacientes com fibromialgia.

Objetivo: Avaliar os diferentes instrumentos de medida usados em pacientes com fi bromialgia. Pacientes e métodos: Foram avaliados 60 indivíduos que participaram de um ensaio clínico de corte transversal comparando os efeitos de exer- cícios realizados na água e exercícios realizados em solo, por meio dos questionários Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ) para avaliar o impacto da doença, The Medical Outcomes Study 36 item Short-Form Health Survey (SF-36) para avaliação da qualidade de vida, Inventário Beck para avaliar o estado de depressão e escala visual analógica da dor (EVA). Esses questionários foram comparados aos resultados obtidos em uma escala transicional do tipo Likert, a Escala verbal de avaliação de mudança (EVAM), considerada como critério de mudança na avaliação dos outros instrumentos. Resultados: O coefi ciente de Spearman foi usado para estudar a correlação entre a medida EVAM e os outros instrumentos em dois momentos (T1 e T2). Em T1 houve correlação moderada entre EVAM e EVA (r = 0,49), EVAM e FIQ (r = 0,41) e cor- relação negativa entre EVAM e os domínios referentes a dor (r = −0,49), estado geral (r = −0,55) e componente físico (r = −0,42) do SF-36. Em T2, apenas o domínio vitalidade do SF-36 mostrou correlação negativa com EVAM, de valor fraco (r = −0,27). Conclusão: Considerando-se a EVAM como padrão ouro, nenhum dos instrumentos avaliados conseguiu captar, de maneira ótima, mudança no estado de saúde do paciente com fi bromialgia.
Mostrar mais

6 Ler mais

Associação entre biomarcadores renais, funcionalidade, endurance e parâmetros nutricionais...

Associação entre biomarcadores renais, funcionalidade, endurance e parâmetros nutricionais...

Tabela 13 - Comparação entre os grupos I (pior função renal) e grupo II (melhor função renal) referentes aos resultados dos domínios do questionário de qualidade de vida SF-36[r]

80 Ler mais

Show all 7120 documents...

temas relacionados