Resíduos sólidos – Legislação municipal

Top PDF Resíduos sólidos – Legislação municipal:

Análise da legislação de gestão de resíduos sólidos acerca das feiras-livres do município de Sousa – PB.

Análise da legislação de gestão de resíduos sólidos acerca das feiras-livres do município de Sousa – PB.

Portanto esse tipo de comércio é uma das principais formas de abastecimento alimentar em centros urbanos, pois é uma concentração em um único lugar de várias fontes de alimentos, permitindo grande concorrência de maneira justa e possibilitando ao consumidores verificar a qualidade, economicidade e quantidade de produtos, devido a isto acabam por atrair um grande número de pessoas. Mas, também se caracterizam pela produção permanente de resíduos sólidos que são produzidos desde a recepção, organização de bancas e alimentos, até a efetiva venda do feirante ao consumidor, sendo necessário um gerenciamento e otimização do processo de comercialização destes alimentos, para que estejam regulamentados e regidos pela legislação de resíduos sólidos nacional e local. Assim é necessário um estudo acerca da legislação nacional e municipal de resíduos sólidos, a sua aplicabilidade nas feiras-livres e o conhecimento destas leis pelos feirantes.
Mostrar mais

35 Ler mais

TERCEIRIZAÇÃO DA DISPOSIÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS: POLÍTICA PÚBLICA MUNICIPAL EM RIO AZUL, PR

TERCEIRIZAÇÃO DA DISPOSIÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS: POLÍTICA PÚBLICA MUNICIPAL EM RIO AZUL, PR

No âmbito municipal, a responsabilidade pelo mane- jo dos resíduos sólidos pertence à administração pú- blica local, conforme implícito no artigo 30, inciso V, da Constituição Federal de 1988 (BRASIL, 2014). A Lei Federal nº 12.305/2010 (BRASIL, 2010), que instituiu a PNRS, estabeleceu que o poder público, em cada uma de suas esferas, possui a responsabilidade e a obriga- ção de estabelecer metas e prazos para implantar um modo de tratamento de resíduos sólidos em conformi- dade com os desígnios da nova legislação. Pela PNRS, os sistemas de “lixão” deveriam ter sido substituídos por aterros sanitários até agosto 2014, bem como de- veriam ter sido adotadas iniciativas para a redução gra- dual da quantidade de resíduos sólidos reutilizáveis ou recicláveis enviados para os aterros. O cumprimento dessa lei implicou que os governos municipais assumis- sem em seu planejamento uma nova forma de gestão e novas diretrizes, com o intuito de eliminar, minimi- zar e compensar os impactos socioambientais que a negligência e os erros de manejo dos resíduos sólidos vêm causando até os dias atuais. A grande produção de bens e serviços, exacerbada pela crescente demanda consumista da sociedade afluente, gera resíduos sóli- dos tóxicos domiciliares, comerciais, industriais e hos- pitalares, entre outros, engendrando desafios cada vez mais complexos para a administração pública.
Mostrar mais

10 Ler mais

Sistema municipal de informações sobre resíduos sólidos como instrumento de gestão e gerenciamento

Sistema municipal de informações sobre resíduos sólidos como instrumento de gestão e gerenciamento

Em relação aos agrotóxicos e suas embalagens, sendo o Brasil o maior consumidor mundial desses insumos, com consumo próximo a 700 mil toneladas de produtos formulados ao ano e vendas superiores a US$ 7 bilhões (BRASIL, 2012d), fez-se necessário um programa eficaz para evitar danos maiores ao meio ambiente. O Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (INPEV), entidade que representa as indústrias fabricantes de produtos fitossanitários, desde sua criação em 2002, coordenou a remoção de mais 168 mil toneladas de embalagens por todo o território brasileiro. Estima-se que, em 2010, aproximadamente 95% das embalagens primárias (aquelas que entram em contato direto com o produto) foram retiradas do campo e enviadas para a destinação ambientalmente correta (reuso ou tratamento e disposição final). Esses dados indicam que a legislação e as ações que gerem o setor são eficazes, sendo o Brasil considerado atualmente referência mundial na logística reversa de embalagens vazias de agrotóxicos (BRASIL, 2012d).
Mostrar mais

305 Ler mais

Gerenciamento de resíduos sólidos do Hospital Universitário de Santa Maria e legislação ambiental: um estudo de caso

Gerenciamento de resíduos sólidos do Hospital Universitário de Santa Maria e legislação ambiental: um estudo de caso

O PNRS (2010) define como gerenciamento de resíduos sólidos o conjunto de ações exercidas, direta ou indiretamente, nas etapas de coleta, transporte, transbordo, tratamento e destinação final ambientalmente adequada dos resíduos sólidos e disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos, de acordo com plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos ou com o PGRSS, exigidos na lei. Prevê também que destinação final ambientalmente adequada é a destinação de resíduos que inclui a reutilização, a reciclagem, a compostagem, a recuperação e o aproveitamento energético ou outras destinações admitidas pelos órgãos competentes do Sistema Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA), do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS) e do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA), entre elas a disposição final, observando normas operacionais especificas de modo a evitar danos ou riscos à saúde pública e a segurança e a minimizar os impactos ambientais adversos (PNRS, 2010).
Mostrar mais

32 Ler mais

A gestão municipal de resíduos sólidos na cidade de Curitiba

A gestão municipal de resíduos sólidos na cidade de Curitiba

O presente trabalho apresenta, em um primeiro momento, o conceito de políticas públicas, como ela se da até sua fase final. Depois trata da gestão de resíduos sólidos urbanos, enfocando a legislação no contexto ambiental, abordando a PNRS Lei 12.305/2010, com suas sanções e regulamentações. Descreve sobre as políticas e a gestão de resíduos sólidos na cidade de Curitiba, abordando a desativação do aterro de Caximba e a destinação atualmente dada ao lixo. Por fim os programas que incentivam a reciclagem e a coleta seletiva, dando ênfase ao Projeto Ecocidadão, que é uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Curitiba a Fundação de Ação Social (FAS) administrado pela Aliança Empreendedora com apoio da Fundação Avina, ambas organizações não governamentais conveniadas com a Prefeitura de Curitiba e o Movimento Nacional dos Catadores. Aborda rapidamente também sobre o projeto conhecido como SIPAR (sistema integrado de processamento e aproveitamento de resíduos), o qual ainda não foi colocado em prática. Considerando que os avanços são os programas, projetos e ações que favorecem tanto a conscientização, quanto a gestão adequada de resíduos sólidos como o Programa Lixo que não é Lixo, Câmbio Verde e Projeto Ecocidadão. Os desafios estão voltados a parte burocrática, a interesses pessoais e na demora nas questões que estão voltadas a decisões judiciais. Ao pouco interesse no papel do catador de material reciclável, não havendo uma valorização do seu trabalho. Os atores sociais ainda estão fazendo pouca coisa em relação a gestão de resíduos sólidos urbanos. Esse trabalho pode servir de modelo de gestão de resíduos sólidos para outros municípios do nosso país, onde em sua maioria não há nenhum tipo de gestão adequada até o momento.
Mostrar mais

48 Ler mais

Administração pública municipal de resíduos sólidos em Santa Maria – RS: uma reflexão ambiental

Administração pública municipal de resíduos sólidos em Santa Maria – RS: uma reflexão ambiental

1. Realizar um diagnóstico ambiental das bacias hidrográficas para elaborar e implantar o Plano Municipal de Drenagem Urbana e Recursos Hídricos, que contemple cronograma de ações governamentais para desobstrução, reparação, redimensionamento e isolamento (retirada do efluente cloacal) da rede coletora pluvial, aumento da infiltração, desassoreamento e remoção de obstáculos em cursos d’água, estabilização de taludes e talvegues, definição das Áreas de Preservação Permanente (APP) como limite básico para intervenção urbana, nos termos da Resolução Conama 369/05, remoção das populações das APPs ou áreas consideradas de risco ou de geo-instabilidade, ações para cumprir e fazer cumprir, em âmbito municipal, as leis estaduais 9.519/92 (vegetação e recursos hídricos) e 11.520/00 (ligação residencial às redes coletoras), cujo termo de referência e posteriormente o próprio plano devendo ser objetos de aprovação pelo CONDEMA. 2. Definir critérios metodológicos para a composição de banco de dados (Sistema de Informação Georreferenciada SIG e monitoramento) compatível com o sistema estadual e nacional de recursos hídricos, disponibilizando-o para a sociedade, e criar programas específicos para as ocupações em APPs, atendendo a legislação vigente.
Mostrar mais

143 Ler mais

Um Estudo da legislação ambiental brasileira sobre resíduos sólidos urbanos

Um Estudo da legislação ambiental brasileira sobre resíduos sólidos urbanos

Brazilian environmental law, considered advanced and complete, is a fundamental tool for environmental protection. In Brazil, a country with a huge urban concentration where the subject of solid waste is an important challenge, it is evident the necessity of specific public policies. However, the ignorance of part of the society about the content and even the existence of legal documents that contribute to the formulation of public policies and the responsible for its application, partially explain the distance between the law and reality. The central idea of this work is to make therefore a historic summary of Brazilian environmental law. The general objective is to join the Brazilian federal law of municipal solid waste, to discuss its applicability and to contribute for a better understanding of juridical standards. As a didactic objective, an explanation about legislative process and basic ideas of juridical standards hierarchy is done, emphasizing the administrative conflict that occurs in environmental management. This conflict makes it hard to define the entities responsible for development and application of laws. It can be observed that the legislation about municipal solid waste are divided in laws, ordinances and resolutions. They are not consolidated in only one document, consequently, making difficult the normal application of law’s standards. Therefore, it can be concluded that there is still an absence of a federal law in Brazil that deals with the safe environmentally management of municipal solid waste, allowing more legal security in acts of public and private administration.
Mostrar mais

110 Ler mais

Legislação sobre resíduos sólidos: comparação da lei 12.305/2010 com a legislação de países desenvolvidos

Legislação sobre resíduos sólidos: comparação da lei 12.305/2010 com a legislação de países desenvolvidos

A coleta seletiva consta de diversos dispositivos da lei. Por exemplo, o plano microrregional de resíduos sólidos deve, entre outros requisitos, estabelecer soluções integradas para a coleta seletiva. Os Municípios que implantarem a coleta seletiva com a participação de cooperativas de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis terão prioridade no acesso aos recursos da União para a área de gestão de resíduos. Metas de coleta seletiva devem fazer parte do plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos. Havendo sistema de coleta seletiva no município, os consumidores são obrigados a acondicionar adequadamente e de forma diferenciada os resíduos sólidos gerados e disponibilizar adequadamente os resíduos sólidos reutilizáveis e recicláveis para coleta ou devolução. O município pode instituir incentivos econômicos aos consumidores que participam desse sistema de coleta seletiva. A lei prevê que o titular dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos estabeleça sistema de coleta seletiva. Por fim, o dispositivo que prevê a instituição de incentivos pelo poder público, na área de resíduos, contempla a estruturação de sistemas de coleta seletiva.
Mostrar mais

56 Ler mais

DISSERTAÇÃO_Gestão de resíduos sólidos no contexto de gestão ambiental municipal em Varginha, MG

DISSERTAÇÃO_Gestão de resíduos sólidos no contexto de gestão ambiental municipal em Varginha, MG

poder público municipal cabe o cumprimento da legislação, buscando adequar- se para alcançar uma gestão de resíduos sólidos apropriada. A sociedade civil tem papel importante na cobrança de ações efetivas de seus representantes e na manifestação de sua insatisfação quando as políticas públicas não representam sua preferência social pelo meio ambiente. Todavia, o sucesso de políticas voltadas para a gestão de resíduos sólidos, muitas vezes, depende da participação da própria comunidade, como é o caso da separação dos materiais recicláveis dos resíduos quando da realização de uma coleta seletiva ou de uma coleta diferenciada. O segundo setor também precisa estar disposto a colaborar para uma redução dos resíduos na fonte e dar destino adequado aos resíduos gerados. A COOPER-ET precisa expor seus anseios, suas dificuldades e avaliar sua atuação para que o poder público possa auxiliá-la no seu desenvolvimento no que concerne à atividade de coleta e à seleção de materiais recicláveis e na adoção de medidas que possibilitem a redução da exploração econômica de que é vítima e a inclusão social.
Mostrar mais

185 Ler mais

Coleta seletiva, planejamento municipal e a gestão de resíduos sólidos urbanos em Macapá/AP

Coleta seletiva, planejamento municipal e a gestão de resíduos sólidos urbanos em Macapá/AP

O Plano Diretor de Macapá de 2004, mesmo antes da PNRS, trouxe em seu texto a elaboração do PMGIRS dentre do prazo de um ano, ou seja, até 2005, como estratégia geral para as operações relativas ao acondicionamento, coleta, transporte e destino final dos resíduos sólidos de modo a proteger a saúde humana e o meio ambiente, contudo o município não elaborou o referido plano até o momento, tendo como principal legislação sobre os RSU o Código Municipal de Limpeza Urbana (CMLU), instituído pela Lei Complementar Municipal nº 054/2008, mas que não atende a todas as propostas da PNRS (MACAPÁ, 2004; MACAPÁ, 2008).
Mostrar mais

16 Ler mais

A GESTÃO DA COLETA SELETIVA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS PELO PODER PÚBLICO MUNICIPAL, EM MOSSORÓ-RN

A GESTÃO DA COLETA SELETIVA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS PELO PODER PÚBLICO MUNICIPAL, EM MOSSORÓ-RN

A ASCAMAREM tem origem diferente da ACREVI, pois os associados trabalhavam diretamente no “lixão das cajazeiras”, em Mossoró. Segundo informações do presidente da associação, a ASCAMAREM foi fundada em 2005. As ações e a implantação dessa atividade demoraram a iniciar devido ao minúsculo número de pessoas interessadas, permanecendo o projeto apenas como um ideal. Anos depois, com a desativação do “lixão”, os catadores, sem ter mais como adquirir os resíduos e depois de uma certa resistência, resolveram participar do programa da coleta seletiva em parceria com a prefeitura da cidade. Segundo afirmou o presidente, as razões da resistência de muitas pessoas em sair do “lixão” se devem ao fato delas considerarem que obtinham uma renda melhor naquele local, pois cada catador trabalhava por conta própria, como também ao receio da prefeitura não assumir o compromisso firmado.
Mostrar mais

14 Ler mais

Indicadores de sustentabilidade para a gestão municipal de resíduos sólidos urbanos: um estudo para São Carlos (SP).

Indicadores de sustentabilidade para a gestão municipal de resíduos sólidos urbanos: um estudo para São Carlos (SP).

O indicador (7) atende ao problema da insuficiência de políticas públicas específicas para catadores de resíduos recicláveis que po- dem atuar num sistema formal ou informal. De acordo com Grimberg (2007), um sistema de recuperação de resíduos recicláveis que pre- tenda avançar na direção da sustentabilidade socioambiental pressu- põe a combinação de pelo menos dois fatores: a responsabilidade dos geradores pela produção de seus resíduos e a integração dos catado- res de forma autogestionária. Para isso, é importante que o Estado, no papel das prefeituras, assuma a coordenação desse processo para que o interesse público, no sentido amplo do termo, seja garantido.
Mostrar mais

10 Ler mais

Direito ambiental: uma evolução da legislação de resíduos sólidos no Brasil.

Direito ambiental: uma evolução da legislação de resíduos sólidos no Brasil.

Grafico 2 - Tratamento de Residuos em 2008 - Existencia de Catadores.. 4° A Politica Nacional de Residuos Solidos reune o conjunto de principios, objetivos, instrumentos. diretrizes, me[r]

93 Ler mais

Caracterização e estudo do gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos em um consórcio municipal do estado de pernambuco

Caracterização e estudo do gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos em um consórcio municipal do estado de pernambuco

O aumento na geração de resíduos resultantes do modo de vida fundamentado no consumo em massa e a aceleração do crescimento populacional têm causado diversos impactos negativos, degradando os bens e serviços ambientais. No Brasil, os problemas originados pela má gestão municipal dos resíduos sólidos urbanos qualificam os RSU como um dos mais difíceis e complexos problemas enfrentados pela sociedade moderna. Aliada a isso, a escassez de recursos de infraestrutura e de recursos de ordem técnico-cientifica, tornam os resíduos sólidos urbanos um desafio de alta magnitude, sobretudo para os municípios de pequeno porte. Buscando alternativas para a promoção correta da gestão dos resíduos, que caminhem sinergicamente com o ordenamento jurídico, prevendo o tratamento e destinação por parte do gerador em locais ambientalmente adequados. As tecnologias de tratamento e disposição final de resíduos, fundamentadas em modelos de gestão, que adotem tecnologias contemporâneas, difundidas em países desenvolvidos são imprescindíveis no enfrentamento do problema. Ferramentas de apoio à decisão são fundamentais para auxiliar a escolha de métodos alternativos de tratamento e disposição final ambientalmente corretos, socialmente justos e economicamente viáveis. Essa realidade motivou a pesquisa que visa a utilização e estudo de uma ferramenta de apoio à decisão desenvolvida como resultado do projeto “Análise das diversas tecnologias de tratamento e disposição final de resíduos sólidos no Brasil, Europa, Estados Unidos e Japão” para propor as melhores rotas tecnológicas de tratamento e disposição final nos municípios de Altinho, Agrestina, Belém de Maria, Bonito e Lagoa dos Gatos, que fazem parte do COMAGSUL - Consórcio dos Municípios do Agreste e Mata Sul. Nesse intuito, utilizou-se a ferramenta IST Versão 1.0 de 2014 para possibilitar a hierarquização de rotas tecnológicas de tratamento e destino final dos resíduos, além da análise comparativa com a gestão adotada no Brasil e para o estado de Pernambuco. A utilização da ferramenta produziu como resultado final a indicação de três rotas tecnológicas com elevado índice de sustentabilidade ambiental IST. Esses resultados apontam a adequação da ferramenta para proposição de rotas tecnológicas de tratamento e disposição final em consonância com a Política Nacional de Resíduos, podendo sua utilização ser altamente viável quanto a tomada de decisão em consórcios públicos.
Mostrar mais

123 Ler mais

Diagnóstico da implantação do plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos na região de Araçatuba

Diagnóstico da implantação do plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos na região de Araçatuba

O modo como os lixos e resíduos vão ser eliminados é de extrema importância à população e ao meio ambiente. Um simples ato inocente de descarte impróprio de um material poluente pode comprometer a fauna, flora, rios e ecossistemas. Hoje um dos principais focos da conscientização social são o desenvolvimento ambiental e a sustentabilidade, na qual sempre foram importantes temas da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento.

7 Ler mais

Desafio da gestão dos resíduos sólidos em unidades de alimentação e nutrição: proposições para legislação, instituições e formação profissional

Desafio da gestão dos resíduos sólidos em unidades de alimentação e nutrição: proposições para legislação, instituições e formação profissional

as legislações ambientais identificando os critérios estabelecidos para o licenciamento ambiental de atividades e empreendimentos da indústria alimentícia e sua compatibilidade com o setor de refeições coletivas, analisar no contrato de prestação de serviços para área de alimentos e no plano institucional de gerenciamento de resíduos, as determinações para o gerenciamento dos resíduos sólidos das unidades de alimentação e nutrição e investigar se as disciplinas gestão ambiental e ou gerenciamento de resíduos são contempladas nas grades curriculares dos cursos de graduação em nutrição. A metodologia usada neste estudo é de caráter qualitativo, conduzida pela pesquisa aplicada. Os instrumentos metodológicos selecionados neste estudo foram a análise documental e a observação não participante e a entrevista semi estruturada. O estudo proporcionou identificar hiatos nas legislações ambientais e na formação acadêmica do nutricionista, contribuindo para que a gestão ambiental não integre às rotinas tradicionais das empresas de refeições coletivas e tampouco seja abordada em periódicos acadêmicos. Faz-se importante dialogar com os órgãos de classe e também os legislativos para que a política nacional de resíduos sólidos seja realizada pelas empresas de refeições coletivas, não só pelos critérios legais porte e potencial poluidor, mas por representarem um segmento industrial em larga expansão no país.
Mostrar mais

146 Ler mais

ARTIGO_Governança e esfera pública sobre resíduos sólidos urbanos no âmbito municipal

ARTIGO_Governança e esfera pública sobre resíduos sólidos urbanos no âmbito municipal

Quanto à inclusão, Tenório et al. (2008) levantam algumas questões pertinentes, tais como: a abertura dos espaços de decisão; a aceitação social, política e técnica e a valorização cidadã. Neste cenário, divulgou-se o Dia Mundial do Meio Ambiente no município em 2013, com extensa programação durante uma semana e contou com a presença de diversos atores. Os catadores também se destacaram no processo de inclusão em ações, como a capacitação destes pelo Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (Insea), de Belo Horizonte, recebendo orientações e práticas para lidarem com os resíduos sólidos diante das ações de implantação do aterro sanitário. Em relação à ACAMAR, houve a inserção de alguns catadores que atuavam no lixão. Sobre a ACAMAR é importante destacar que a PNRS incentiva processos de reciclagem e a formação de cooperativas para isso. Em especial, a política destaca o papel da coleta seletiva como “[...] um dos principais instrumentos da PNRS” (Baptista, 2015, p. 4).
Mostrar mais

10 Ler mais

Gestão de resíduos sólidos: processos de gestão na área de resíduos sólidos

Gestão de resíduos sólidos: processos de gestão na área de resíduos sólidos

Para a realização deste estudo além do autor possuir conhecimentos sobre este tema por atuar profissionalmente na área de gestão de resíduos sólidos, foi fundamentalmente, conhecer e identificar as questões envolvidas no descarte e reciclagem dos resíduos sólidos, como por exemplo, a legislação vigente que existe sobre a preservação e proteção do meio ambiente, bem como as novas tecnologias e processos que podem ser utilizados para o recolhimento e descarte dos resíduos, sem contar na redução de volumes para os municípios. Pois este tema não é um problema apenas de uma pessoa, ou de um governante, ou de um único país, é em si, um problema de toda a humanidade. Entendendo a necessidade de se fazer gestão na área de resíduos sólidos pode-se citar Philippi (2011, p.157) que considera que “os progressos da humanidade aumentaram a qualidade e a duração da vida, A contrapartida é um padrão de consumo que demanda matérias-primas, o que de certa forma compromete a qualidade de vida das futuras gerações”. Assim é apresentada a necessidade de desenvolver estudos para auxiliar a resolver este problema. Para isso foram utilizados dois procedimentos metodológicos de pesquisa: a pesquisa bibliografia e a pesquisa documental.
Mostrar mais

64 Ler mais

Pesquisa de Legislação Municipal

Pesquisa de Legislação Municipal

§ 1º – Para os docentes mencionados nos incisos I e II deste artigo, a discussão e elaboração de organização das atividades curriculares do contraturno escolar, bem como as atividades de[r]

12 Ler mais

Geomecânica dos resíduos sólidos

Geomecânica dos resíduos sólidos

Apresentar uma introdução sobre alguns parâmetros geomecânicos dos resíduos sólidos urbanos (RSU) com base nos conceitos da Mecânica dos Solos, considerando base nos conceitos da Mecânic[r]

37 Ler mais

Show all 10000 documents...