Rio Guadiana (Espanha e Portugal)

Top PDF Rio Guadiana (Espanha e Portugal):

Composição, distribuição e segregação das espécies da família Acartiidae Sars, 1903 (Copepoda, Calanoida) no estuário do rio Guadiana

Composição, distribuição e segregação das espécies da família Acartiidae Sars, 1903 (Copepoda, Calanoida) no estuário do rio Guadiana

A zona estuarina do Parque Natural de Doñana localiza-se relativamente próxima ao estuário do rio Guadiana. Frisch et al. (2006) estudou a ocorrência e distribuição de A. tonsa nessa região tendo encontrado essa espécie como sendo dominante do zooplâncton nos meses mais frios e com picos de abundância entre outubro e abril. Segundo esses autores, A. tonsa invadiu esse ambiente com sucesso. No rio Guadiana observaram esses picos entre maio e outubro. Jeffries (1962) encontrou-a mais abundante entre o verão e o outono e tolerante à baixas salinidades, o que vem reforçar o seu caráter euritérmico e eurihalino já mencionados. Cervetto et al. (1999) encontraram como condições ótimas de salinidade para A. tonsa valores entre 11 e 22, Siudzinski (1968) encontrou esses valores entre 6 e 7 e Jensen (2010) referiu que embora a espécie tenha preferido salinidades entre 15 e 22, suportou valores entre 0 e 7 em condições laboratoriais. Neste trabalho a espécie tolerou salinidades mais elevadas mas teve os seus picos de abundância coincidentes com esses intervalos referidos. Frisch et al. (2006) indicaram que tolerância às variações de salinidade facilita que as NIS invadam habitats de água doce. Uma vez estabelecidas, essas espécies podem ter efeitos deletérios na fauna e flora nativas, podendo a vir a dominar a comunidade planctónica e levar à extinção de espécies locais (Lehman e Caceres, 1993; Ruiz et al., 1999; Hoffmeyer, 2004).
Mostrar mais

90 Ler mais

OS MOINHOS E OS MOLEIROS DO RIO GUADIANA

OS MOINHOS E OS MOLEIROS DO RIO GUADIANA

«grosso muro de pesadas pedras, mais ou menos afeiçoadas em jeito de cunha, justapostas e sobrepostas, com o gume da cunha no sentido da corrente, por forma que a pressão das águas con- tribua para as unir e apertar, umas de encontro às outras. A exe- cução requeria o emprego de mestres em tais obras, com saber de experiência feito, pois a menor fraqueza do açude significava a abertura de fendas na época caudalosa e, consequentemente, o desmoronamento certo da represa. A estabilidade das paredes era reforçada através da plantação de uma herbácea aquática, conhecida por ‘junça’, cujas raízes estendendo-se e introduzin- do-se, profusamente, pelos interstícios, formavam um emara- nhado tal que a estabilidade das pedras se comportava como se de um bloco monolítico se tratasse. Pelo corte transversal, o açude tem o desenho de um trapézio em que a parte inferior, alicerçada no fundo rochoso, atingirá 4 m. e a base superior rondará 1 , 5 m. A altura depende da profundidade do rio no lo- cal. Em regra, procurou-se zona espraiada e pouco profunda». A maior parte das estações de moagem identificadas no presente estudo possuíam apenas um moinho/edifício, embora algumas delas tivessem dois e três edifícios, como mostra o Quadro II. Se incluirmos os acima mencionados 19 edifícios em ruínas, vimos estações de moagem com quatro (Moinho do Porto e Moinhos Velhos) e até com cinco engenhos hidráulicos (Azenhas da Canada, Azenhas das Águas Perdidas e Azenhas das Carochas).
Mostrar mais

114 Ler mais

The efficient use of water in the context of climate change

The efficient use of water in the context of climate change

Contudo, entre outros problemas, existe a escassez da água que o mundo enfrenta devido às alterações climáticas. Este tópico terá uma grande importância na presente dissertação, uma vez que é à volta deste, que o uso eficiente da água será analisado, através de sistemas de uso de água que consiste em três lotes de terreno para fins agrícolas localizados ao longo do rio Guadiana. Este estudo será conducente à compreensão do termo Seficiência assim como políticas de alocação de água, tendo sido estes os métodos utilizados para analisar os sistemas de uso de água. Os resultados mostraram a importância da utilização de diferentes ferramentas, respeitando recursos naturais, fornecendo às partes interessadas diversas alternativas para posteriormente tomar a melhor decisão, no contexto de alterações climáticas.
Mostrar mais

89 Ler mais

A aplicação da participação pública na avaliação da paisagem: o caso de estudo do Baixo Guadiana

A aplicação da participação pública na avaliação da paisagem: o caso de estudo do Baixo Guadiana

Assim sendo, foram identificadas 6 subunidades de paisagem: Salinas (áreas localizadas em sistemas húmidos modificados pela ação humana destinados à produção e extração de sal); Zonas Húmidas|Sapal (áreas de elevado valor natural e de grande produtividade ecológica situadas na zona de encharcamento periódico do estuário do Rio Guadiana, e que albergam fauna e flora bastante diversificada; Agrícola|Produção (áreas dedicadas a algumas culturas de sequeiro onde se destacam oliveiras, amendoeiras, alfarrobeiras e figueiras nas encostas mais secas, e laranjeiras e outras árvores de fruto nos terrenos de melhor qualidade e de maior abundância de água); Matos|Incultos (áreas de aproveitamento florestal, de pastagens naturais e seminaturais e de incultos, por vezes associadas a culturas agrícolas abandonadas, com tendência para a formação de composições arbustivas e matos); Complexo Turístico|Golfe (áreas de constituição recente, localizadas em núcleos de desenvolvimento turístico, constituídas essencialmente por campos de golfe aos quais se encontra associada uma componente urbana|hotelaria); e Urbana Contínua|Semi- contínua – (constituída pelo conjunto de aglomerados populacionais existentes, a que correspondem não só as áreas urbanas de maior dimensão da zona litoral, mas também o sistema de montes e povoamentos dispersos do interior) - (Figura 3.14).
Mostrar mais

98 Ler mais

Diatomáceas como potencial ferramenta para reconstituições paleoecológicas

Diatomáceas como potencial ferramenta para reconstituições paleoecológicas

Resumo: As diatomáceas são algas unicelulares que abundam tanto em águas doces como salgadas. Este trabalho mostra que as associações de diatomáceas presentes ao longo de um perfil de sapal, junto à foz do rio Guadiana, são sensíveis a vários parâmetros ambientais. Desta forma, confirma -se o seu potencial como indicador para reconstruções paleoecológicas em estuários, especialmente no que diz respeito a variações do nível médio do mar, como as ocorridas desde a última transgressão posglacial.

15 Ler mais

O Cabeço Redondo (Moura). Um edifício monumental e singular na margem esquerda do Guadiana

O Cabeço Redondo (Moura). Um edifício monumental e singular na margem esquerda do Guadiana

Situa-se na Herdade do Metum, também refe- rida, por vezes, como Motum, Matum ou Mutum. Esta herdade, integrada no Núcleo Experimental da Direcção Regional de Agricultura e Pesca do Alentejo (D.R.A.P.), com sede na Herdade dos La- meirões, que lhe é contígua, localiza-se na planície que se estende ao longo do interfl úvio da Ribeira da Toutalga com a Ribeira de São Pedro, ambas tributárias do rio Ardila que, por sua vez, desagua no rio Guadiana, a noroeste de Moura. A implan- tação do Cabeço Redondo no meio da planície do Metum coloca-o a cerca de 260 m da ribeira de São Pedro e a 380 m da ribeira de Toutalga, a uma cota média de 165 m de altura em relação ao nível do mar, encontrando-se rodeado, a Este, pela elevação designada como Monte Molinos, e a Oeste, pela serra da Preguiça.
Mostrar mais

28 Ler mais

APLICAÇÕES DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA EM ARQUEOLOGIA

APLICAÇÕES DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA EM ARQUEOLOGIA

Por outro lado, é certo que os rios podem ser considerados como outros tipos de recurso, representando uma provável via de comunicação – nesta situação encontra-se o Rio Guadiana, nav[r]

181 Ler mais

Definição estratégica para o setor vitivinicola da região do Algarve : a opção do enoturismo : case study vinhos do Algarve

Definição estratégica para o setor vitivinicola da região do Algarve : a opção do enoturismo : case study vinhos do Algarve

Desde criança, João guarda a recordação do seu avô da produção de vinho na aldeia de Guerreiros do Rio, situada nas margens do rio Guadiana, no concelho de Alcoutim, distrito de Faro. [r]

83 Ler mais

Jellyfish, a threat or an opportunity? The non-indigenous blackfordia virginica as a potential food source for humans and aquatic organisms

Jellyfish, a threat or an opportunity? The non-indigenous blackfordia virginica as a potential food source for humans and aquatic organisms

Anthropogenic activites such as those producing environmental changes have promoted the proliferation and establishment of non-indigenous species (NIS) in estuaries worldwide and the Guadiana estuary (Southern-Iberian Peninsula) is no exception. The extensive human development in this estuary, including river flow regulation, favoured the colonization by several NIS such as the black sea jellyfish Blackfordia virginica and more recently the blue crab Callinectes sapidus. The seasonal occurrence of B. virginica blooms have become a reason of concern due to reports of considerable economic and ecological impacts to fisheries and to the local food webs. However due to jellyfish properties, they represent an opportunity as an alternative food source for humans, while contributing to control their biomass in invaded ecosystems. Therefore, the objective of this work was to evaluate the nutritional profile of this jellyfish, testing the hypothethis that B. virginica represents an alternative and healthy food source if it follows the same composition of other known edible jellyfish. However, they may also represent a threat to the ecosystem if consumed by other NIS. Thus, the second objective of this work was to evaluate the contribution of B. virginica to the diet of opportunistic consumers in the middle Guadiana estuary, testing the hypothethis that generalist predators such as the NIS blue crab Callinectes sapidus and the indigenous green crab Carcinus maenas will benefit from B. virginica seasonal blooms by consuming this jellyfish. For the evaluation of the nutritional profile the determination of the total lipids (modified protocol of the Bligh & Dyer method), crude protein, (elementar analysis of nitrogen), ash content (incineration), fatty acids methyl esters, (gas chromatography-mass spectrometer; GC-MS), aminoacids (high pressure liquid chromatography; HPLC reverse phase), and minerals (microwave plasma – atomic emission spectrometry; MP-AES) were made. To investigate the contribution of B. virginica to the diet of the selected consumers, the presence of this jellyfish was investigated in the stomach contents of both crab species, through molecular analysis (DNA-PCR). Afterwards, its contribution to these consumers' biomass was determined using carbon ( 13
Mostrar mais

100 Ler mais

As cerâmicas pintadas de fabrico manual da Idade do Ferro na Foz do Tejo

As cerâmicas pintadas de fabrico manual da Idade do Ferro na Foz do Tejo

El siguiente paso era evidente, pues parecía que se daban las circunstancias idóneas para retomar un tema de interés que, aunque se había tratado en algunas síntesis de carácter general, carecía de una base de análisis y de una clara diferenciación de sus tipos, lo que provocaba cierta confusión entre quienes estudiaban estos vasos tan especiales. Por ello, decidimos organizar una Reunión Científica en el Instituto de Arqueología para tratar el tema con profundidad y con la participación de los mayores especialistas; una convocatoria que tuvo una magnífica acogida y que nos animó, dada la calidad de las aportaciones, a publicar sus resultados. Esta Reunión Científica se realizó en el marco del Proyecto de Investigación I+D+i: “Construyendo Tarteso: Análisis constructivo, espacial y territorial de un modelo arquitectónico en el valle medio del Guadiana” (HAR2015-63788-P).
Mostrar mais

26 Ler mais

A brief journey along time in the Guadiana estuary

A brief journey along time in the Guadiana estuary

avoid the massive construction of tourism infrastructures and to compensate for the loss of biological diversity. Currently, the only protected landscapes around the Guadiana estuary are the Natural Reserve of Castro Marim and Vila Real de Santo António, located near the river mouth, and the Natural Park of the Guadiana Valley, occupying an area of 70,000 ha around the village of Mértola. A demosite was

8 Ler mais

Povoamento rural troço médio Guadiana ribeira Álamo 2013

Povoamento rural troço médio Guadiana ribeira Álamo 2013

Nesta sondagem, foram identiicados diversos blocos de xisto e quartzo bem como alguns fragmentos de cerâmica de construção que consti- tuíam o nível de destruição detectado e cuja desm[r]

426 Ler mais

A cerâmica grafitada e o seu contexto, entre a margem esquerda do Guadiana e a Serra de Aracena

A cerâmica grafitada e o seu contexto, entre a margem esquerda do Guadiana e a Serra de Aracena

Durante os séculos V e IV a.C., ao longo da bacia hidrográfica do rio Ardila, entre a margem esquerda do Guadiana e a Serra de Aracena, a decoração de determinados recipientes cerâmicos com recurso à aplicação de grafite foi uma realidade detectada em algumas ocupações sidéricas conhecidas, nomeadamente, no Cabeço Redondo, na Azougada, no Castelo Velho de Safara e em El Castañuelo. As temáticas decorativas e a tipologia dos recipientes decorados com grafite variam entre os sítios, pelo que esta análise permite classificar os recipientes cerâmicos consoante as diferentes formas e temas decorativos detectados. A compartimentação tipológica e a análise articulada da cultura material dos sítios onde até agora se detectou este tipo decorativo, permite tecer considerações sobre a importância dos recipientes grafitados e a sua pertinência para uma análise cronológica dos sítios arqueológicos onde ocorrem ou onde podem vir a ser identificados no futuro.
Mostrar mais

24 Ler mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

Assim como o poeta Manoel de Barros, acreditamos que há muitas maneiras sérias de não dizer nada, mas só a poesia é verdadeira.. E nada melhor do que refletir em meio à liberda[r]

138 Ler mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

Maria Fernanda Rocha Maia A mente Mariana Alves Ferreira Feliz Tempo de paz Mayarah Luiza Oliveira dos Santos O mundo anda triste Paulo Guilherme de Lima de Souza Por onde anda Jo[r]

130 Ler mais

A última entrevista com Castro Alves

A última entrevista com Castro Alves

Castro Alves — Devido a meus problemas de saúde; não ia nada bem. Quando me separei de Eugênia, a minha sorte piorou. Não sai da minha mente o fatídico dia 11 de novembro de 68, em que para espairecer minha solidão dirigi-me ao Brás, onde costumava caçar; era um mato cerrado, animais em abundância. Fui saltar uma pequena valeta e um disparo da espingarda atingiu- me o pé. Como todos sabem, surgiram complicações no ferimento e os antigos padecimentos pulmonares acordavam, impressionantes. Então busquei ajuda médica no Rio de Janeiro e o diagnóstico foi implacável: teria que amputar a perna esquerda no seu terço inferior. Devido ao meu estado debilitado, a intervenção cirúrgica se daria sem anestesia, pois a cloroformização seria perigosa. Se não operasse poderia morrer; então reuni todas as minhas forças e dei a autorização aos médicos, em tom de blague, disfarçando sob o riso, a dor física e moral da mutilação que deveras sentia. Ainda lembro de minhas palavras: “Corte-o, corte-o doutor… ficarei com menos matéria que o resto da humanidade”. A convalescença foi demorada, agravada pela tísica renitente. Após alguns meses consegui levantar-me com a ajuda de um pé de madeira e apoiado em muletas. Porém, não me entreguei ao infortúnio. Nesse período de recuperação, estive hospedado na casa de meu grande amigo Luís Cornélio, cercado de carinho e atenção. Não deixei de escrever e recitar meus poemas para o pessoal da casa e para as bonitas moças que me visitavam e inspiravam. É… Não foram tão maus aqueles tempos (risos). No entanto, os meus pulmões não iam nada bem; acessos de tosse e febre deixavam-me constrangido. A saudade da minha pátria e a necessidade de cura em outro ambiente me fizeram retornar ao aconchego da família. Em novembro de 69, deixei o Rio de Janeiro. A travessia, transposta a enseada maravilhosa da Guanabara, sugeriu-me, com a saudade e o desengano, a ideia de reunir os meus poemas num volume que denominei “Espumas Flutuantes”. Os meus versos eram as espumas que se formavam, flutuando à volta do navio. Essa lembrança está relatada no prólogo do meu livro.
Mostrar mais

8 Ler mais

The continental shelf off the Guadiana estuary

The continental shelf off the Guadiana estuary

Shelf depositional patterns throughout the late Pleistocene and Holocene have been influenced by the evolution of the Guadiana estuary and its infilling. A first phase of accelerated infilling and trapping of clays occurred between ca. 13,000 and 7,500-7,300 cal. years B.P., when the sea-level rise was fast. The second phase was driven by a much slower sea-level rise between ca. 7,500-7,300 and 5,700 cal. years B.P., when mostly sands began to accumulate in the estuary. When sea level stabilized in the region after ca. 5,500 cal. years B.P., the estuarine infilling continued with deposition of sand bodies and salt marshes on both the western (Portuguese) and eastern (Spanish) margins. Consequently, the estuary acted as a major sediment sink.
Mostrar mais

23 Ler mais

Detección de un nuevo campamento romano en las inmediaciones de Mérida mediante tecnología LiDAR

Detección de un nuevo campamento romano en las inmediaciones de Mérida mediante tecnología LiDAR

En las últimas décadas, el crecimiento exponencial de trabajos interesados en la Arqueología Militar de época ro- mana ha permitido cubrir un importante hueco de la histo- riografía arqueológica peninsular, destacándose el análisis del proceso de conquista e implantación del poder romano entre los ss. II-I a. n. e. Esta línea de trabajo se ha centrado, especialmente, en el estudio de los campamentos legiona- rios (castra), entre cuyos problemas destaca el poco cono- cimiento disponible sobre su relación con eventos históricos concretos. Así pues, en esta breve noticia abordamos la contextualización de una serie de estructuras localizadas mediante LiDAR en la rivera de Lácara, afluente del río Guadiana en las inmediaciones de Mérida, a las cuales atribuimos un carácter militar, especialmente una de ellas, de tipo castra, con el fin de aportar nuevos datos que ayu- den a obtener una mejor comprensión de la implantación romana en la cuenca media del Guadiana. Este trabajo se realiza, además, en un momento en el que la detección de estructuras militares romanas mediante esta técnica se ha popularizado y parece abrir nuevas vías de análisis (Costa- García y Casal 2015; Costa-García et al. 2016).
Mostrar mais

5 Ler mais

Show all 10000 documents...