Rotulagem ambiental de produtos

Top PDF Rotulagem ambiental de produtos:

ANÁLISE DOS ATRIBUTOS AMBIENTAIS DE PRODUTOS DE LIMPEZA ECOLOGICAMENTE ORIENTADOS: UM ESTUDO DAS LINHAS ECOBRIL E BIOWASH PRONTO USO, A LUZ DA ROTULAGEM AMBIENTAL E DA TEIA DAS ESTRATÉGIAS DO ECODESIGN

ANÁLISE DOS ATRIBUTOS AMBIENTAIS DE PRODUTOS DE LIMPEZA ECOLOGICAMENTE ORIENTADOS: UM ESTUDO DAS LINHAS ECOBRIL E BIOWASH PRONTO USO, A LUZ DA ROTULAGEM AMBIENTAL E DA TEIA DAS ESTRATÉGIAS DO ECODESIGN

Neste sentido, justifica-se a importância do uso da rotulagem ambiental, que consiste nas declarações ou selos que constam nos rótulos dos produtos evidenciando os seus atributos ambientais e que tem como objetivo melhorar a identificação e avaliação desse tipo de produto por parte dos consumidores. Tendo em vista, a rotulagem ambiental destacar os atributos ambientais dos produtos faz-se necessário entender o que são atributos ambientais. Pereira e Ayrosa (2004) consideram atributo ambiental toda e qualquer informação de caráter ecológico presente na embalagem do produto, esperando-se que o consumidor, ao deparar-se com tal argumento ecológico, avalie positivamente o produto, bem como a sua marca, assim, despertando sua a intenção de compra.
Mostrar mais

10 Ler mais

ROTULAGEM AMBIENTAL DE PRODUTOS: UMA ANÁLISE DE 14 PROGRAMAS DO MERCADO BRASILEIRO, SOB O  OLHAR DO CONSUMIDOR

ROTULAGEM AMBIENTAL DE PRODUTOS: UMA ANÁLISE DE 14 PROGRAMAS DO MERCADO BRASILEIRO, SOB O OLHAR DO CONSUMIDOR

Bleda e Valente (2009) complementam ainda que, no que diz respeito ao processo de produção de produtos, a busca por menor impacto ambiental, na maioria das vezes, pode acarretar em valores mais altos, ou perda de alguma característica do produto. Conforme apontado por Lopes e Pacagnan (2014), este aumento do custo se dá especialmente por investimentos em pesquisa e desenvolvimento, além da própria comunicação, porém afirmam que estes custos tendem a diminuir em longo prazo. Em ambos os casos, Bleda e Valente (2009) afirmam que o uso de selos verdes compensa estes possíveis efeitos negativos, pois possibilita a competitividade no que diz respeito ao apelo ambiental. O que vai ao encontro do que afirmam Deus, Felizola e Silva (2010); e corrobora, também, com os dados da pesquisa realizada por Coltro e Kruglianskas (2006), segundo os quais, 86% dos entrevistados - em um universo de 50 respondentes - afirmaram que pagariam mais por produtos com selos de certificação. Neste sentido, de acordo com Lopes e Pacagnan (2014), quanto maior a consciência ambiental, menor é a influência do preço durante a compra, pois as características ambientais aumentam o poder de venda dos produtos.
Mostrar mais

29 Ler mais

Parâmetros Ambientais para Ecodesign (PAE): aplicação da ferramenta em produtos de madeira, metal e papel / Environmental Parameters for Ecodesign (PAE): applying the tool on products made by wood, metals and paper

Parâmetros Ambientais para Ecodesign (PAE): aplicação da ferramenta em produtos de madeira, metal e papel / Environmental Parameters for Ecodesign (PAE): applying the tool on products made by wood, metals and paper

O presente estudo visa analisar os parâmetros de Programas de Rotulagem Ambiental (Rotulagem Tipo-1), com vistas a sistematizar seus dados e informações, facilitando a tomada de decisões no processo de design. O estudo é baseado na importância da abordagem do Pensamento de Ciclo de Vida atualmente na prática do design, bem como na necessidade de metas quantitativas para que objetivos ambientais sejam atingidos. A metodologia adotada fundamenta-se na aplicação da ferramenta Parâmetros Ambientais para Ecodesign (PAE). Primeiramente, foi feita uma revisão bibliográfica acerca dos setores de produtos fabricados em madeira, metal e papel. Em seguida, todos os programas de rotulagem ambiental membros do Global Ecolabelling Network (GEN) foram analisados a fim de se aplicar a ferramenta PAE. O resultado traz a aplicação da ferramenta PAE para as categorias de produtos em madeira, metal e papel.
Mostrar mais

23 Ler mais

A importância da rotulagem ambiental como instrumento de auxílio ao processo de  sustentável na cidade de Fortaleza no estado do Ceará

A importância da rotulagem ambiental como instrumento de auxílio ao processo de sustentável na cidade de Fortaleza no estado do Ceará

O presente estudo foi desenvolvido em torno da problemática relacionada ao consumo de produtos agrícolas de origem orgânica e do processo de rotulagem destes produtos, tendo em vista que se buscou analisar se o consumidor desta modalidade de mercadoria é consciente o suficiente para dar preferência ao consumo de produtos orgânicos devidamente rotulados, considerando o impacto positivo da produção dos mesmos para o meio ambiente e para a saúde de quem os consome. Desta forma, realizou-se uma análise acerca dos fatores relacionados ao consumo de produtos orgânicos com vistas a avaliar a importância da rotulagem ambiental como instrumento de auxílio ao processo de desenvolvimento sustentável na cidade de Fortaleza no estado do Ceará. A metodologia da pesquisa baseou-se em um levantamento de dados primários no âmbito da cidade em estudo, de modo que se aplicou o questionário junto a supermercados e comércios varejistas que ofertassem, dentre outros, produtos de origem orgânica. A amostra foi constituída por 110 (cento e dez) questionários aplicados a consumidores e não- consumidores de produtos orgânicos. O Modelo Logit foi utilizado com o objetivo de mensurar a propensão dos não consumidores passarem a consumir produtos orgânicos. Verificou-se que a preocupação com a saúde figurou dentre os fatores mais relevantes no que se refere à propensão a consumir este tipo de produto, e que este fator acaba por gerar uma contribuição positiva ao meio ambiente.
Mostrar mais

20 Ler mais

Contribuição ao estudo da rotulagem ambiental dos materiais de construção civil

Contribuição ao estudo da rotulagem ambiental dos materiais de construção civil

O presente trabalho tem como objetivo desenvolver modelos de tabelas informativas contendo atributos de desempenho técnico e ambiental de produtos da construção civil para os produtos forro de lã de vidro e impermeabilização de coberturas planas. Foram estudadas as normas para Declaração Ambiental (normas ISO 14.000) e um levantamento dos requisitos que demandam atributos específicos para materiais de construção e que constam nos sistemas de certificação ambiental de edifícios LEED BD+C 2009, AQUA Residencial e norma de desempenho NBR 15.575: 2013 – Parte 1. A pesquisa foi desenvolvida com a participação de agentes do meio produtivo, articulando as demandas de projetistas e dos segmentos industriais dos produtos supracitados. Foram selecionados atributos que influenciam a qualidade ambiental do edifício: toxicidade; conteúdo de compostos orgânicos voláteis; presença de substâncias carcinogênicas; porcentagem na composição e tipo de conteúdo reciclado; descarte do produto e da embalagem; certificações do produto e do fabricante. Atributos que influenciam o desempenho técnico do material quanto à segurança, funcionalidade e durabilidade foram selecionados para cada tipologia de produto: reação ao fogo; propriedades que afetam a estanqueidade, manutenção, o desempenho térmico e acústico; prazos de garantia e durabilidade. A combinação desses atributos permite, desde as fases iniciais do processo de projeto, exercício de análise e interpretação dos dados para a especificação de materiais adequados às necessidades do edifício e seus usuários. O modelo apresentado, denominado Tabela Ambiental, favorece a informação dinâmica aos envolvidos da cadeia construtiva, evoluindo juntamente com o conhecimento do mercado sobre o tema e suas inovações tecnológicas. A Tabela Ambiental apresenta uma proposta de comunicação simplificada e, por meio da referência de comprovação, incentiva a especificação consciente e responsável, podendo incrementar a educação ambiental e direcionar o mercado da construção civil a novos rumos na sustentabilidade.
Mostrar mais

130 Ler mais

ROTULAGEM AMBIENTAL NO  SUSTENTÁVEL  Beatriz Rolim Cartaxo, Hertha Urquiza Baracho

ROTULAGEM AMBIENTAL NO SUSTENTÁVEL Beatriz Rolim Cartaxo, Hertha Urquiza Baracho

Por isso, quando uma empresa pensa em ter este tipo de programa em sua empresa, instantaneamente ela calcula os altos custos, que serão repassado para os seus clientes, tornando viável e necessário um estudo de mercado, para que haja o apoio dos consumidores para o alto custo de produção e para que ela possa atingir os padrões ambientais. Contudo, com o aumento da oferta de produtos com melhores padrões ambientais, os custos e, consequentemente, os preços finais, tendem a cair. Em curto prazo, a rotulagem ambiental pode contribuir para a redução das vendas de produtos poluentes, em favor daqueles considerados menos prejudiciais ao ambiente.
Mostrar mais

20 Ler mais

Estratégia de desenvolvimento turístico da Serra da Estrela

Estratégia de desenvolvimento turístico da Serra da Estrela

Leitão (2004) também revela que passear será talvez a melhor maneira de desfrutar da experiência da beleza natural do campo, ao mesmo tempo que se pode associar a outros produtos. É o caso, da visita a atividades tradicionais do mundo rural, como as agrícolas, a criação de gado, o fabrico de queijo, a criação do cão da serra, ou almoçar em restaurantes típicos da região, entre outras. Estas atividades associadas ao turismo da natureza podem fazer emergir uma recente oferta de aloja- mento, “as Casas de Natureza”, e atividades ao ar livre apostando-se sobretudo naquelas menos prejudiciais para os ecossistemas. Este conjunto de atividades pode ainda promover o desenvolvimento de programas científicos no domínio da conservação da natureza, a criação de “ecolojas”, “ecomuseus” e de programas para a formação de “jovens guias”, entre outras. Todas estas iniciativas, ao contrário de outras atividades, não causam grandes impactes negativos, contribuindo, assim, para os princípios de desenvolvimento sustentável. O segmento “mais idoso” valoriza também particularmente a riqueza histórico-cultural e uma oferta que potencie a variedade de recursos dessa natureza. A aposta nestes requisitos pode aumentar a satisfação desse segmento. O desenvolvimento das chamadas “Rotas Culturais”, como a “dos Castelos”, a “dos Descobridores”, a “das Antigas Judiarias” e a “das Aldeias Históricas”, entre outras, são exemplos já desenvolvidos na região do PNSE, divulgados por inúmeras publicações.
Mostrar mais

17 Ler mais

Dangerous chemical products used in teaching laboratories: proposed system and examples for indicating their hazards on labels.

Dangerous chemical products used in teaching laboratories: proposed system and examples for indicating their hazards on labels.

Esta tabela evidencia que das 10 categorias de Perigos identi- ficadas para esta solução, oito podem ser indicadas no sistema de rotulagem simplificada. Para reduzir este numero, as combinações que indicam os perigos de menor periculosidade (caracterizados pela Palavra de Advertência “Atenção”) podem ser desconsideradas sem prejuízo para a segurança, em vista de que há perigos mais severos cuja prevenção exige medidas, também apropriadas, para prevenir estes perigos menos severos. Das categorias restantes deve-se esco- lher a indicação de corrosão à pele e da sensibilização respiratória que indicam medidas de prevenção adequadas também para as duas categorias desconsideradas. Como há classificação nas três classes para Produtos CMR Categoria 1, parece conveniente indicar no rótulo simplificado da solução de cromato de sódio os riscos de Mutagenicidade, Carcinogenicidade e Toxicidade à reprodução. Assim a rotulagem adequada desta solução utilizada em laboratório, de acordo com a DGUV, é representada na Figura 5.
Mostrar mais

11 Ler mais

Rev. adm. empres.  vol.35 número6

Rev. adm. empres. vol.35 número6

Na implementação dos rótulos do tipo I, o enfoque adotado até o momento evi- dencia a estreita ligação da Rotulagem Ambiental com a Avaliação de Ciclo de Vida, as duas ferramentas adotad[r]

12 Ler mais

A rotulagem alimentar

A rotulagem alimentar

A rotulagem nutricional é uma estratégia comercial que pode ser usada pelas empresas alimentares para comunicar informação essencial sobre a composição e o valor nutricional dos seus produtos. Os consumidores, nomeadamente nos últimos anos, estão cada vez mais interessados na qualidade nutricional dos produtos alimentares e exigem a necessidade de uma informação nutricional transparente nas embalagens dos produtos que adquirem. É importante que as informações fornecidas sejam adequadas e compreensíveis para o consumidor e que, deste modo afete os seus comportamentos na escolha dos alimentos. Potencialmente, a rotulagem dos alimentos representa uma ferramenta valiosa para ajudar os consumidores a tomarem decisões acerca da sua dieta e estilo de vida. As organizações internacionais especialistas nesta área têm seguido as tendências de consumo na utilização desta informação, bem como as disposições dos consumidores em relação à alimentação e à saúde (Wills, Schmidt, Pillo-Blocka, & Cairns, 2009).
Mostrar mais

67 Ler mais

Avaliação da rotulagem de produtos de origem animal comercializados na cidade de Santa Luzia-PB

Avaliação da rotulagem de produtos de origem animal comercializados na cidade de Santa Luzia-PB

Os derivados lácteos, como doce de leite e requeijão são produtos que agradam o paladar de muitos consumidores e têm grande demanda no mercado brasileiro. De acordo com a portaria nº 354, de 4 de setembro de 1997, entende-se como doce de leite o “produto, com ou sem adição de outras substâncias alimentícias, obtido por concentração e ação do calor a pressão normal ou reduzida do leite ou leite reconstituído, com ou sem adição de sólidos de origem láctea e/ou creme e adicionado de sacarose (parcialmente substituída ou não por monossacarídeos e/ou outros dissacarídeos)” (BRASIL, 1997a). Enquanto que a portaria nº 359, de 04 de setembro de 1997, define o requeijão como “produto obtido pela fusão da massa coalhada, cozida ou não, dessorada e lavada, obtida por coagulação ácida e/ou enzimática do leite opcionalmente adicionada de creme de leite e/ou manteiga e/ou gordura anidra de leite ou butter oil. O produto poderá estar adicionado de condimentos, especiarias e/ou outras substâncias alimentícias” (BRASIL, 1997b).
Mostrar mais

6 Ler mais

A influência do marketing ambiental na decisão de compra dos consumidores de produtos orgânicos

A influência do marketing ambiental na decisão de compra dos consumidores de produtos orgânicos

Em geral, os consumidores são motivados pelas necessidades universais de ter controle, fazer diferença, obter informação e manter estilo de vida. Os consumidores ambientalistas são os que conscientemente buscam produtos que exercem impacto ambiental mínimo (OTTMAN, 1994). A compra deliberada de produtos que embutem benefícios ambientais superiores parece ser determinada pela sensação de fazer algo importante pelo meio ambiente – sensação de empowerment (adquirir poder de influência). Assim, por exemplo, há preferência por produtos que apresentam perspectivas de alta qualidade, praticidade e menor risco para as crianças, desde que sejam garantidos os benefícios primários (desempenho, conveniência, preço e segurança). O principal fator de compra continua a ser, segundo Ottman (1994), a eficácia do produto, pois não se compra um produto para salvar o planeta, mas para se beneficiar de sua utilidade. Uma característica importante do mercado observa Reinhardt (apud GONZAGA: p 357, 2005) é que “[...] a demanda por qualidade ambiental é elástica em relação à renda e ao nível educacional”.
Mostrar mais

68 Ler mais

Avaliação da rotulagem e fracionamento de produtos cárneos comercializados na cidade de Bom Jesus-PI

Avaliação da rotulagem e fracionamento de produtos cárneos comercializados na cidade de Bom Jesus-PI

___________________________________________________________________________ Resumo: As coletas de dados foram realizadas nas três maiores redes de supermercados da região, que comercializam seus produtos na forma de atacado. As visitas ocorreram no segundo semestre de 2016 e primeiro semestre de 2017, sempre na primeira semana de cada mês, sendo uma loja por dia, em qualquer dos três períodos, com cronograma e ordem escolhido aleatoriamente através de sorteio. Em cada visita a coleta de dados foi realizada através da aplicação de checklist. Cada produto teve registro fotográfico caracterizando as condições de venda, identificação da rotulagem em geral e a informação nutricional. Os produtos cárneos selecionados foram: linguiça, salame, presunto, salsicha, jerked beef e charque. Foi realizada ainda a avaliação das não conformidades quanto ao fracionamento realizado pelos estabelecimentos que comercializam os produtos citados. Após análise dos resultados, concluiu-se que os supermercados avaliados apresentaram pouca variação na distribuição das marcas dos produtos analisados. O percentual de não conformidades foi maior nos produtos fracionados, em comparação aos produtos originais. Os produtos fracionados não exibem todas as informações necessárias à compreensão dos consumidores, impedindo dessa forma, a rastreabilidade do produto.
Mostrar mais

10 Ler mais

Monitoramento ambiental de zinco em produtos agrícolas

Monitoramento ambiental de zinco em produtos agrícolas

Dissertação (Mestrado) – Centro de Energia Nuclear na Agricultura, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2012.[r]

1 Ler mais

Análise do valor energético e do conteúdo de sódio em rótulos de alimentos congelados/ Analysis of energy value and sodium content in frozen food labels

Análise do valor energético e do conteúdo de sódio em rótulos de alimentos congelados/ Analysis of energy value and sodium content in frozen food labels

Os produtos industrializados congelados têm sido muito consumidos pela população brasileira devido à sua praticidade tornando-se importante avaliar o valor nutricional e a quantidade de sódio contida nestes alimentos. O presente trabalho analisou o valor energético e o teor de sódio apresentados na rotulagem nutricional de 344 produtos dentre eles 47 lasanhas, 63 pratos prontos, 44 pizzas, 34 pães de queijo, 18 sanduíches, 54 alimentos empanados e 84 salgados, disponíveis nas gôndolas de grandes redes de supermercados de Belo Horizonte-MG. Os resultados demonstraram que o valor energético médio das porções dos grupos de alimentos analisados variou de 126,8 Kcal para o grupo dos salgados a 402,8 Kcal para o grupo dos sanduíches, o que representa um percentual de valor diário que varia de 6,34% a 20,14%, respectivamente. A análise do teor de sódio demonstrou que o grupo dos salgados e pães de queijo apresentou em média 291mg de sódio por porção seguido do grupo das pizzas e empanados com 468,9mg e 690,3mg. Os grupos das lasanhas, pratos prontos e sanduíches apresentaram valores superiores a 900mg de sódio por porção. A análise do teor de sódio em percentual do valor diário demonstrou que salgados e pães de queijo fornecem mais de 10% do valor diário de sódio em uma porção do produto enquanto pratos prontos, lasanhas e sanduíches ultrapassam 40% do valor diário recomendado. Conclui-se que o consumo de ultraprocessados deve ser desencorajado, visto expõe a população a vários riscos podendo aumentar a ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis. A legislação de alimentos processados e ultraprocessados deve ser atualizada devendo os órgãos competentes fiscalizar o cumprimento e a adequação do valor energético e de sódio existente nestes produtos.
Mostrar mais

16 Ler mais

Comportamento do Consumidor Frente à Informação Nutricional em Rotulagem de Produtos Alimentícios - Um Estudo no Varejo de Belo Horizonte MG -

Comportamento do Consumidor Frente à Informação Nutricional em Rotulagem de Produtos Alimentícios - Um Estudo no Varejo de Belo Horizonte MG -

Este modelo (Figura 10) destaca a necessidade da educação do consumidor em relação às informações nutricionais que são veiculadas nas embalagens dos alimentos para que estas possam ser corretamente processadas e para que o consumidor tome suas decisões de consumo com base nestas informações. Para que o consumidor utilize a declaração de nutrientes na seleção de uma dieta saudável, dentre outros fatores, ele deve ter conhecimento sobre os principais conceitos de nutrição, saber o que é porção indicada para consumo e porcentagem dos valores diários e as funções dos principais nutrientes declarados no organismo. A partir do momento em que o consumidor adquire o conhecimento destas informações, tendo uma atitude positiva em relação à nutrição, ele poderá utilizar a rotulagem nutricional como ferramenta para a seleção de alimentos saudáveis.
Mostrar mais

107 Ler mais

Ácidos graxos trans em produtos alimentícios brasileiros: uma revisão sobre aspectos relacionados à saúde e à rotulagem nutricional.

Ácidos graxos trans em produtos alimentícios brasileiros: uma revisão sobre aspectos relacionados à saúde e à rotulagem nutricional.

liou a composição nutricional de produtos alimen- tícios com alegação de zero gordura trans, encon- trou a redução do lipídeo em alimentos como margarinas, biscoitos doces, biscoitos salgados, batatas fritas e lanches tipo hambúrguer de redes de fast-food, mas não sua ausência, como os con- sumidores acreditam ao comprar o produto. As- sim, a ausência dos ácidos graxos trans nos pro- dutos analisados pode ser considerada virtual, além de eles estarem, muitas vezes, sendo substi- tuídos por ácidos graxos saturados, também posi- tivamente associados a doenças cardiovasculares. No trabalho publicado por Aued-Pimentel et al. 72 , que analisou por cromatografia gasosa
Mostrar mais

14 Ler mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS UNIDADE DE ENSINO DESCENTRALIZADA DE MARECHAL DEODORO GERÊNCIA DE ENSINO COORDENAÇÃO ACADÊMICA DE MEIO AMBIENTE E SAÚDE

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS UNIDADE DE ENSINO DESCENTRALIZADA DE MARECHAL DEODORO GERÊNCIA DE ENSINO COORDENAÇÃO ACADÊMICA DE MEIO AMBIENTE E SAÚDE

Nas últimas décadas, o crescimento da ação antrópica, da atividade econômica e dos acidentes ambientais constitui um alerta para as relações homem-natureza. Assim, o mercado atual exige a formação de profissionais na área de Gestão Ambiental, capazes de gerar conhecimentos científicos e tecnológicos, de atuar em situações de remediação e, principalmente, em ações pró-ativas, capazes de comunicar suas soluções com precisão técnica, tanto nos setores públicos como privados.

66 Ler mais

A OBRIGATORIEDADE DA ROTULAGEM DE ALIMENTOS TRANSGÊNICOS

A OBRIGATORIEDADE DA ROTULAGEM DE ALIMENTOS TRANSGÊNICOS

Constatou-se também que o uso da biotecnologia ainda representa um risco, seja para o meio ambiente natural, seja para o consumo humano. O que implica a necessidade de se evitar seu uso generalizado até que exista um mínimo de segurança científica, sendo este o dever de cautela imposto pelo princípio da precaução. Portanto, uma vez eliminada a obrigatoriedade de rotulagem de transgênicos, é possível que ocorra a transferência das externalidades exclusivamente ao consumidor, vez que a rastreabilidade estaria comprometida, impedido, desse modo, a responsabilização das empresas por eventuais danos à saúde dos consumidores.
Mostrar mais

23 Ler mais

O consumo de produtos de moda baseado na vertente da sustentabilidade ambiental

O consumo de produtos de moda baseado na vertente da sustentabilidade ambiental

Este artigo busca refletir sobre a temática da sustentabilidade ambiental e os fatores que incidiram para que a indústria da moda fosse apontada como uma das responsáveis pelos problemas ecológicos e sociais de hoje. Nesse cenário, várias marcas começaram a adotar uma linha de produção mais consciente por meio do eco marketing e da utilização do selo ISO 14001, desenvolver a gestão ambiental em suas empresas e industriais. O pensamento de muitos consumidores começou a voltar-se para as preocupações ambientais, originando o consumo consciente de moda. O surgimento do slow fashion e do design thinking como recursos utilizados para facilitar a ideia de consciência sustentável reforçaram novas ações, surge então um novo perfil de consumidores conscientes, eles têm uma preocupação com mundo de hoje e com os impactos para às gerações futuras e um pensamento ético. Essa é a nova vertente dos consumidores de moda.
Mostrar mais

18 Ler mais

Show all 10000 documents...