Sistema tributário

Top PDF Sistema tributário:

Um estudo sobre o Sistema Tributário e a desigualdade de renda no Estado do Ceará

Um estudo sobre o Sistema Tributário e a desigualdade de renda no Estado do Ceará

Vianna et al. (2000) têm por objetivo estimar a carga tributária direta e indireta suportada pelas famílias das grandes regiões urbanas brasileiras, utilizando as informações de renda e consumo familiares das onze maiores regiões urbanas do país, que constam dos microdados da Pesquisa de Orçamentos Familiares do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (POF/IBGE) de 1995/96. Os achados do trabalho mostram que o sistema tributário opera de maneira regressiva sobre a população, recaindo, em termos relativos à renda, mais fortemente sobre as camadas de menor renda do que sobre as classes de renda mais elevada. Tal situação é ainda realçada pelo fato da regressividade ser mais elevada nas áreas metropolitanas localizadas nas regiões mais pobres do país. Dessa forma, os resultados apontam que a introdução de modificações no sistema tributário brasileiro, tendo em vista a discussão da reforma tributária, pode ter um papel não desprezível na melhoria da distribuição de renda e na diminuição da pobreza.
Mostrar mais

44 Ler mais

O limite frágil entre a capacidade contributiva e a vedação ao confisco no sistema  tributário

O limite frágil entre a capacidade contributiva e a vedação ao confisco no sistema tributário

obtenção de informações para subsídio aos debates sobre a construção de um sistema tributário justo pautado pela simplificação, racionalidade e progres- sividade. Objetiva que a tributação possa estimular o crescimento econômico brasileiro com justiça social. Considera que a atual estrutura tributária é injusta por promover a regressividade e ferir o princípio da igualdade no tratamen- to tributário, ao onerar as classes menos favorecidas com a maior imposição tributária. A falta de transparência para o cidadão em relação às alíquotas e valores pagos referentes a tributos embutidos nos custos de produtos, serviços e mão-de-obra, associado ao verdadeiro labirinto que se tornou a legislação tributária e ao processo legislativo que não garante a produção de normas para atendimento à maioria da coletividade, faz com que a transparência do sistema tributário brasileiro seja bastante comprometida e que o exercício da cidadania tributária se torne uma utopia social. O resultado é uma inversão de valores morais pautados pela ética da sonegação fiscal, em decorrência deste sentimento de injustiça que a sociedade brasileira experimenta mesmo num Estado Democrático de Direito.
Mostrar mais

15 Ler mais

Rodrigo Evangelista Alves & Marisa Rossignoli, “O Desenvolvimento Econômico Brasileiro e o Sistema Tributário: Uma Análise Histórica do Sistema Tributário Brasileiro e da Tributação Indireta”

Rodrigo Evangelista Alves & Marisa Rossignoli, “O Desenvolvimento Econômico Brasileiro e o Sistema Tributário: Uma Análise Histórica do Sistema Tributário Brasileiro e da Tributação Indireta”

Resumo: O sistema tributário de um país estabelece as relações entre os entes e o nível de comprometimento do Estado com a sociedade, além disto, o tipo de tributo estabelece sistemas progressivos, proporcionais ou regressivos. O presente artigo busca, por meio de revisão bibliográfica e análise histórica, discutir o desenvolvimento econômico brasileiro, bem como as mudanças pelas quais passaram o sistema tributário. Verifica- se uma presença muito grande da tributação indireta no Brasil bem como o aumento da carga tributária sem respectiva con- trapartida nos serviços públicos, sendo necessária uma reforma tributária que olhe para estas questões.
Mostrar mais

37 Ler mais

O sistema tributário: a equidade e as perspectivas de crescimento e descentralização

O sistema tributário: a equidade e as perspectivas de crescimento e descentralização

T ais id éia s, tod avia, apenas d e v e rã o ser exam inadas em maior profundidade na revisão do sistema tributário em nível constitucional que o govern o deverá propor cm 1995 ou 96, lembrando-se que terá a nação primeiro que determinar o tipo de Federação e de Estado que deseja, conform ar o tamanho que possa sustentar, para só então discutir-se qual o financiamento tributário ideal para sustentar a m áquina go vern a m en ta l. Do tamanho do Estado dependerá o sistema tributário, razão pela qual impossível se faz uma discussão mais am pla da conseqüência antes de um exame mais apro­ fundado da causa. Conformada a nova Federação, conformar-se-á, sem dificuldades, o novo sistema tributário.
Mostrar mais

15 Ler mais

A VINCULAÇÃO DAS RECEITAS TRIBUTÁRIAS E AS CONTRIBUIÇÕES NO SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL

A VINCULAÇÃO DAS RECEITAS TRIBUTÁRIAS E AS CONTRIBUIÇÕES NO SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL

A isso não atinou o legislador do Código Tributário, que, desordenadamente, tomou como seu o mister de bosquejar normas de tamanha grandeza e dimensão incompatível com os objetivos que se propunha desenvolver. Mas o produto dessa postura apressada veio célere: as regras jurídicas encartadas no Título II da Lei nº 5.172/66, arts. 6º a 15, exprimem, na sua maioria, repetições inócuas do Texto Maior, remanescendo poucas disposições aproveitáveis para a racionalidade do sistema tributário brasileiro. A essa crítica respondem certos defensores dos desacertos legislativos, exaltando os efeitos didáticos que tais preceitos encerrariam. Mas a desculpa não convence. Peleja contra ela a natureza prescritiva da linguagem do legislador, e, sobretudo, a hierarquia dos escalões do direito, demarcada com linhas indeléveis na plataforma da Constituição. Espera-se da legislação complementar o cumprimento dos desígnios fixados na Constituição, nada mais. O bom desempenho dessa árdua tarefa tem o condão de esgotar a atribuição constitucional, que não reclama, em momento algum, o exercício dos pendores didáticos do legislador, ainda que expressos por amor à clareza e à fácil compreensão das disposições normativas.”
Mostrar mais

275 Ler mais

O SISTEMA TRIBUTÁRIO COMO MEIO DE PROMOVER O IGUALITARISMO DE RECURSOS DE DWORKIN

O SISTEMA TRIBUTÁRIO COMO MEIO DE PROMOVER O IGUALITARISMO DE RECURSOS DE DWORKIN

RESUMO: A desigualdade e a pobreza estão crescendo rapidamente, o que tem causado preocupação diante da enorme acumulação de riqueza nas mãos de pouquíssimas pessoas. Essa disparidade crescente pode levar à desintegração da sociedade, pois as classes oprimidas, vítimas da desigualdade, diante da ineficiência do Estado em lhe garantir uma vida digna, podem deixar de reconhecê-lo como legítimo. Diante disso, devemos perseguir um sistema tributário mais justo. O presente trabalho tem por objetivo demonstrar que o sistema tributário brasileiro necessita de uma profunda reformulação, com foco na tributação direta e redução da tributação indireta, como forma de estabelecer uma maior igualdade de recursos e, consequentemente, reduzir as desigualdades geradas pelas circunstâncias externas e pelos talentos diferentes. Para atingir o objetivo proposto, utiliza-se fonte de pesquisa imediata formal, tipo de pesquisa, quanto à abordagem do problema, qualitativa, e quanto à coleta de dados, bibliográfica, bem como método de abordagem dialético.
Mostrar mais

16 Ler mais

Diretrizes  do sistema tributário brasileiro

Diretrizes do sistema tributário brasileiro

seja um caminho sem volta, mas uma menor descentralização é que deve estruturar as relações no Brasil, adequando-se à realidade concreta, e não permanecendo numa utopia de autonomias. Autonomias que, como visto, não existem materialmente de forma ampla e na grande maioria dos entes, mas apenas formalmente. Isso em função da necessidade de redução dos problemas que um federalismo fiscal como o brasileiro tem causado, como, por exemplo, o caótico sistema jurídico tributário em sua amplitude de normas, a constante invasão de competências, a concessão incentivos como forma de atração de investimentos (“guerra fiscal”) e desnaturações de institutos e entidades de Direito. De outra sorte, o fenômeno impositivo brasileiro tem constituído um dos maiores óbices do crescimento econômico sustentável, por onerar, de forma absurda, a produção e circulação de produtos e serviços. Deveria, ao contrário, seguindo modelos mais desenvolvidos, priorizar as exações sobre a renda e o capital. (O federalismo fiscal brasileiro e o sistema tributário nacional. São Paulo: MP Editora, 2005, p. 88).
Mostrar mais

16 Ler mais

Regramatriz sobre o imposto sobre doações no sistema tributário nacional

Regramatriz sobre o imposto sobre doações no sistema tributário nacional

Enquanto critério de igualdade tributária, a capacidade contributiva não surge do nada, como se fizéssemos uma reflexão no vazio sobre o melhor modo de repartir os encargos tributários. Bem pelo contrário, ela forma-se por preferência a um modelo determinado de organização econômica e social, o do Estado Social de Direito, e por referência a um modelo concreto de imposto, o imposto sobre os rendimentos pessoais. E é essa a origem que lhe traça os limites na relação com o sistema tributário. (…) - vemos que a capacidade contributiva só vale para os tributos com uma estrutura unilateral. O tirar de cada um consoante pode só faz sentido quando não se pergunte pelo que cada um recebe, perdendo o critério a razão de ser quando estejam em causa tributos de estrutura comutativa. Isto que dizemos resulta evidente logo que confrontamos a capacidade contributiva com o fim prototípico destas figuras – de tal modo evidente, aliás, que se podem enfrentar com tranquilidade os avanços daqueles que pretendem alargar a capacidade contributiva ao todo do sistema tributário, algumas vezes por excesso sistematizador, outras procurando apenas racionalizar comandos constitucionais sem racionalidade aparente. 56
Mostrar mais

47 Ler mais

O Sistema Tributário Brasileiro

O Sistema Tributário Brasileiro

O impôsto estadual sôbre transmissão por morte, desde que a sua cobrança p ermaneça em poder (\OS Estados, será mantido a baixos níveis para permitir aos mes- mo[r]

90 Ler mais

Sistema tributário nacional

Sistema tributário nacional

regulamento.. Constituem instrumentos auxiliares da escrita fiscal os livros da contabilidade geral, o Copiador de Fatu- ras, o Livro Registro de Duplicatas, as Nota[r]

221 Ler mais

O SISTEMA  TRIBUTÁRIO E O ESTATUTO DO CONTRIBUINTE  Etides Yuri Pereira Queirós

O SISTEMA TRIBUTÁRIO E O ESTATUTO DO CONTRIBUINTE Etides Yuri Pereira Queirós

Superada a apresentação conceitual dos temas abordados neste trabalho, tem-se que o presente estudo teve sua origem nos questionamentos surgidos sobre o tema. Buscou-se o aprofundamento sobre a análise do referido sistema, de forma que o presente trabalho não importa tão somente na especificidade do Direito Tributário e no entendimento evolutivo sobre a temática ao longo do tempo, mas, também, guarda um aspecto tangencial e relevante sobre o próprio Direito Constitucional, assim essencial a toda sociedade, ora que as normas de Direito Tributário são de fundamental importância para o próprio Estado, pois, consubstanciam-se em um poder-dever deste em face do cidadão, a ser sempre ponderado para que não haja qualquer ilegalidade ou injustiça na sua aplicação.
Mostrar mais

21 Ler mais

O Sistema Tributário Brasileiro e sua perspectivas face à iminente reforma tributária

O Sistema Tributário Brasileiro e sua perspectivas face à iminente reforma tributária

bases tributárias entre os governos e a posterior repartição da receita tributária advinda. Tal fato justifica-se pela possibilidade de competição tributária entre os entes federativos. A forma definida pela Constituição Federal, apesar de seguir um padrão teórico internacional, traz em seu bojo uma grave e pioneira distorção no que se refere à tributação sobre o consumo. No sistema brasileiro existem dois impostos sobre o consumo, do tipo valor adicionado, administrados por níveis distintos de governo: o IPI, que incide apenas sobre bens industrializados, e o ICMS, que incide sobre a circulação de bens em geral e alguns serviços específicos. Estes dois impostos são, em verdade, estruturalmente bem semelhantes, cuja fusão em um único imposto proporcionaria maior racionalidade econômica e menor custo administrativo, tanto para o setor público como para o privado. Para agravar a distorção, além do IPI e do ICMS, também incidem sobre os bens e serviços o ISS, a COFINS e o PIS/PASEP. Destarte, o consumo nacional apresenta-se complexamente tributado pelas três esferas de governo, sujeitando-se, até mesmo à tributação em cascata, isto é, um mesmo tributo incidindo nas diversas fases do ciclo comercial/produtivo sobre o valor integral do produto.
Mostrar mais

84 Ler mais

O pior sistema tributário

O pior sistema tributário

O ponto de partida para a implantação do Imposto Único sobre Movimentação Financeira já foi dado com a aprovação em 2002 da PEC 4 7 4/01, pela Comissão de Reforma Tributária da C[r]

2 Ler mais

Os investimentos no Islam e seu sistema tributário

Os investimentos no Islam e seu sistema tributário

las, caso não possuam meios para tal, como pais, filhos e esposa. Os detalhes quanto às percentagens e ao mé- todo de distribuição e arrecadação estão baseados na Sunna do profeta e na[r]

14 Ler mais

As contas como instrumento de avaliação do sistema tributário e aduaneiro

As contas como instrumento de avaliação do sistema tributário e aduaneiro

A informação que se pode extrair da contabilidade patrimonial é de âmbito global, pelo que pode não ser suficiente para a tomada de decisão pelos gestores públicos, assim se explica a importância da contabilidade analítica que proporciona uma perspetiva diferente da atividade financeira (Marques, sine anno; Mortal, 2005). De facto, a contabilidade analítica traduz-se num sistema de informação de gestão que visa medir e analisar proveitos, custos e resultados, fornecendo informação que permite avaliar a eficiência, eficácia e economia na utilização dos recursos colocados ao dispor de uma entidade (Caiado, 2003; Fernández e García, 2010; Franco, et al., 2005; Marques, sine anno; Mortal, 2005; Pinto e Santos, 2005). De acordo com Caiado (2003), Franco et al. (2005) e Mortal (2005), a contabilidade analítica tem por objetivo a atribuição financeira de valores resultantes dos níveis de utilização dos recursos e bens ou serviços a segmentos selecionados para acompanhamento da performance financeira, tomada de decisões e controlo de gestão. A implementação desta contabilidade tem, por isso, que estar de acordo com as necessidades reais de cada entidade, devendo, no entanto, focalizar a sua estrutura no detalhe das responsabilidades atribuídas a cada um dos agentes.
Mostrar mais

111 Ler mais

Sistema tributário na presença de informalidade e evasão fiscal

Sistema tributário na presença de informalidade e evasão fiscal

Contudo, em um cenário onde a autoridade fiscal possui como objetivo a desoneração ela folha ele salários, os resultados anteriores ainda sã.o aplicáveis, devendo o gover[r]

51 Ler mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC - SP

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC - SP

Assim da conjugação do Princípio Democrático, e suas características peculiares de participação e representatividade diretas; suas implicações com as normas relativas ao delineamento da competência tributária (v. normas do Sistema Tributário Nacional, que estabelecem as conformações de cada exação tributária prevista no Texto Constitucional, e particularmente as limitações constitucionais ao poder de tributar); com os Princípios Republicano e Federativo (art. 1º, caput, CF); além da interpretação sistemática com os Princípios da Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência, constantes do art. 37, da CF; dentre outros de inafastável aplicação (v. art. 5º, LIV, LV, etc.), citados estes apenas a título exemplificativo, e teremos os fundamentos constitucionais da nossa proposta: a utilização das exposições de motivos do ato legislativo, ou seus “considerandos”, justificativas de proposições e até mesmo dos anais congressuais (isto é, todos os atos de enunciação legislativa indicativos da mens legislatoris) como subsídios válidos à interpretação e aplicação da norma jurídica tributária, e não como atos sem qualquer valor para a exegese do normativo.
Mostrar mais

188 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE ECONOMIA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS 2018

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE ECONOMIA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS 2018

21 transferências entre os entes federais. Entre 1964 e 1966, o imposto de renda foi revisto, de modo a atender de forma mais urgente o crescimento da arrecadação e aliviar a situação das finanças públicas. Além disso, o IVC foi substituído por dois novos impostos, o IPI – I Imposto sobre Produtos Industrializados – que ficava a cargo da União e o ICM - Imposto sobre a Circulação de Mercadorias – da competência dos estados, instituído, incialmente, com alíquota única, de modo a não interferir na alocação de investimentos entre as regiões. Diferentemente do antigo, esses novos impostos passam a incidir sobre o valor agregado, caracterizando uma inovação no sistema tributário brasileiro de forma a atender as queixas quanto à incidência “em cascata” dos impostos sobre consumo. Outro imposto criado foi o ISS, tributo incidente sobre a prestação de serviços, da competência dos municípios.
Mostrar mais

44 Ler mais

Open A interferência da tributação indutora como estímulo do consumo de etanol como combustível de baixa emissão de carbono

Open A interferência da tributação indutora como estímulo do consumo de etanol como combustível de baixa emissão de carbono

A responsabilidade constitucional do Estado de zelar pela proteção ambiental acaba por resultar em políticas ambientais que visam o desenvolvimento sustentável. Esta proposição é resultante do fato de ser o meio ambiente é um bem público, passível de valoração, e sua não inclusão nos aspectos econômicos tem como resultado aumento da degradação. A hipótese do estudo centra-se no fato de que a ausência do princípio constitucional da proteção do meio ambiente no sistema tributário nacional e exclusão da tributação indutora na política nacional de desenvolvimento e da política nacional do meio ambiente acabam por induzir o consumo de bens e serviços danosos à preservação do meio ambiente e proteção dos recursos naturais. E tem como objetivo evidenciar que o instrumento da tributação extrafiscal labora como ferramenta de proteção ambiental e desenvolvimento sustentável, funcionando na interferência direta de custos e preços sobre determinada atividade econômica por intermédio da majoração ou diminuição da carga tributária, de acordo com os interesses estatais. Especificamente pretende-se enunciar a formação dos preços dos combustíveis, em particular o etanol, com ênfase na tributação (Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação – ICMS, principalmente) sendo usado como um mecanismo de preservação ambiental. Os resultados da analise demonstram que, utilizando-se desta ferramenta, é possível que o Estado consiga induzir uma prática “verde” no setor de combustíveis, levando- o a um desenvolvimento sustentável e também à proteção do meio ambiente.
Mostrar mais

71 Ler mais

A TRIBUTAÇÃO NA PRODUÇÃO DO CARVÃO VEGETAL E DO FERRO GUSA CHRISTIAN RAINIER IMAÑA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA FLORESTAL

A TRIBUTAÇÃO NA PRODUÇÃO DO CARVÃO VEGETAL E DO FERRO GUSA CHRISTIAN RAINIER IMAÑA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA FLORESTAL

O próprio governo federal reconhece as premissas que sustentam que o Brasil possui uma elevada carga fiscal (CDES, 2009) ao relatar que menos de 10% do PIB é revertido em serviços públicos de educação, saúde e segurança pública, ademais mais de 7% do PIB é destinado ao pagamento de juros da dívida, sendo que nos países da OCDE e da Zona do Euro tal indicador não ultrapassa os 2,5%.Evidentemente, poder-se-ía incluir na análise mais índices de comparação sócio-econômica, no entanto não é objetivo desta dissertação entrar no mérito da gestão de políticas públicas e sua eventual correlação com o total de tributos arrecadados pelo país. Apenas enfatizou-se que além da problemática do país possuir uma elevada carga tributária, existe ainda uma enorme ineficácia e uma extrema burocracia que circundam o sistema tributário brasileiro.
Mostrar mais

115 Ler mais

Show all 10000 documents...