Tecnologia - Estudo e ensino

Top PDF Tecnologia - Estudo e ensino:

Um estudo sobre o ensino de evaporação no contexto ciência, tecnologia e sociedade

Um estudo sobre o ensino de evaporação no contexto ciência, tecnologia e sociedade

O objetivo da Dissertação é propor o ensino do tema Evaporação a partir da abordagem Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) porque acreditamos que esse tipo de enfoque é capaz de proporcionar aos alunos uma aprendizagem mais crítica e consciente sobre ciência. Além disso, é possível mostrar aos alunos a importância do papel a ser desempenhado por eles, como cidadãos, nas tomadas de decisões que visem beneficiar a todos que fazem parte da comunidade a qual pertencem. Nessa perspectiva, aborda-se o tema Evaporação numa região caracterizada pela constante falta de água para o consumo, o município de Santa Cruz/RN, porque, apesar da criação de açudes para regularizar a vazão dos rios e aumentar a disponibilidade de água nos períodos de escassez, sabe-se que esses reservatórios apresentam uma grande superfície líquida livre que permite elevada perda de água por evaporação. Dessa forma, a evaporação afeta o rendimento dos reservatórios para abastecimento e irrigação, sendo um fenômeno de especial interesse para estudo. Para tal, inicialmente, foi realizada uma análise dos livros didáticos de Física sobre o tema. Em seguida, foi aplicado um questionário com o intuito de identificar as concepções prévias dos alunos sobre evaporação. Posteriormente, foi elaborado e realizado um Workshop voltado para os alunos da Licenciatura em Física do Campus Santa Cruz do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). A realização do Workshop serviu como espaço para a discussão sobre o tema dentro do contexto do município de Santa Cruz/RN. Como produto, sugerimos aos professores de Física um guia com recomendações que devem ser levadas em conta quando forem ensinar esse tema.
Mostrar mais

206 Ler mais

O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOR E SUAS RESISTÊNCIAS: UM ESTUDO DE CASO NA UNILEÃO

O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO SUPERIOR E SUAS RESISTÊNCIAS: UM ESTUDO DE CASO NA UNILEÃO

A presente pesquisa é um estudo de caso que abordou a respeito das dificuldades que os docentes têm com o uso da tecnologia em sala de aula, realizada no Centro Universitário Dr. Leão Sampaio-UNILEÃO. O objetivo foi identificar o conhecimento e as barreiras dos docentes quanto à utilização de recursos da tecnologia da informação na IES, bem como seu impacto na prática dos professores, foram levantadas as dificuldades que os professores encontram em sala de aula para lidar com essas ferramentas. Os recursos tecnológicos são meios que podem facilitar a vida do docente em sala de aula, onde o mesmo consegue ter uma maior diversidade metodológica e acesso as informações mais rapidamente. A metodologia utilizada para a realização desse trabalho foi classificada quanto à natureza básica, exploratória e explicativa, quanto à abordagem quantitativa e qualitativa, foi aplicado um questionário online via Google Forms para coleta de dados, os questionários foram aplicados aos docentes da UNILEÃO. Observou-se que o trabalho realizado na Instituição é relevante para a mesma e para os docentes, pois dessa forma serão evidenciadas de uma maneira geral o conhecimento dos professores em relação ao uso de aparatos tecnológicos e suas principais dificuldades e assim fica possível ser feitas sugestões para futuras melhorias. É importante também fomentar pesquisas nessa área, visto que esse trabalho possa estimular o interesse das instituições de ensino superior a buscar mais conhecimento nesse campo.
Mostrar mais

7 Ler mais

TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO NO ENSINO MÉDIO: UM ESTUDO DA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL (PROINFO)

TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO NO ENSINO MÉDIO: UM ESTUDO DA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL (PROINFO)

A pesquisa denomina-se “TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO: uma análise a partir da implantação do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (PROINFO) em escolas da Rede Pública de Minas Gerais” e será constituída por 01 coordenador de Tecnologia e Diretor da escola, 12 professores que compõe o Ensino Médio, 24 alunos do Ensino Médio, perfazendo o total de 37 sujeitos da pesquisa. Nesse estudo a abordagem metodológica adotada é sócio-histórica, e a coleta de dados será realizada por meio de entrevistas, questionários e observação não participante. Os questionários e as entrevistas serão respondidos por você em dia e horário marcado pelo pesquisador, e isso acontecerá separadamente utilizando-se de uma metodologia interpretativa e qualitativa. Com o questionário busca-se responder aos anseios diante dos objetivos específicos da pesquisa. As entrevistas serão utilizadas apenas como forma de obtenção de outros dados complementares sobre a pesquisa se necessário. Quanto à observação, esta será realizada de modo a conhecer as práticas adotadas pelo professor no uso da tecnologia.
Mostrar mais

167 Ler mais

O PAPEL DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: Um estudo de caso em uma instituição de ensino privada e comunitária

O PAPEL DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: Um estudo de caso em uma instituição de ensino privada e comunitária

Este trabalho tem por objetivo analisar de que forma a área de Tecnologia da Informação da Unisinos deve se estruturar e que serviços deve prover para atender às necessidades estratégicas e operacionais da instituição. O referencial teórico aborda conceitos de estratégia, planejamento estratégico, alinhamento de TI (Tecnologia da Informação), estratégia nas instituições de ensino e governança de TI. Com a finalidade de captar a estratégia institucional em movimento e propor um maior alinhamento, foram utilizadas técnicas de coleta e análise de dados com foco em públicos diferenciados, a fim de atingir todas as partes interessadas na pesquisa. Foram efetuadas entrevistas junto a oito gestores da Unisinos, aplicados questionários junto os colaboradores da Unisinos e os funcionários da sua área de TI e foi analisado o Relatório da Avaliação Institucional para coletar percepções de alunos, professores e funcionários da Unisinos em relação à sua infraestrutura tecnológica. A partir das informações coletadas, foi possível identificar a necessidade de uma área de TI mais propositiva e protagonista, tanto do processo de planejamento quanto da própria estratégia institucional. Ficou clara a necessidade de um alinhamento real, e não apenas uma resposta às ações da organização, a necessidade de uma área de tecnologia que explore as tendências tecnológicas, apoiando o negócio a entender as suas potencialidades. Como resultado, sugere-se um conjunto de ações para possibilitar um direcionamento maior das atividades da área de TI para as necessidades da instituição, como o estudo do Plano de Desenvolvimento Institucional e do planejamento estratégico da Unisinos, elaboração do planejamento estratégico de TI, qualificação do corpo funcional e ampliação da participação dos funcionários em eventos, estudo de tendências e tecnologias, criação de ambientes de experimentação, potencialização do comitê de gestão de TI, entre outras proposições.
Mostrar mais

169 Ler mais

PERCEPÇÕES DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO POLITÉCNICO SOBRE TECNOLOGIA: UM ESTUDO DE CASO.

PERCEPÇÕES DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO POLITÉCNICO SOBRE TECNOLOGIA: UM ESTUDO DE CASO.

RESUMO: O presente estudo foi desenvolvido com 120 alunos, distribuídos em 24 grupos, de idades compreendidas entre 16 e 17 anos, cursando o último ano do Ensino Médio Politécnico, de uma escola pública de Porto Alegre. Objetivou-se investigar a concepção/ideias dos alunos a respeito da tecnologia e sua transformação na sociedade ao longo dos séculos. O discurso dos alunos possibilitou a emergência de três categorias: (1) relação ciência, conhecimento e tecnologia; (2) efeitos da tecnologia no comportamento humano; (3) tecnologia e saúde. O discurso dos alunos mostrou que no século XXI a tecnologia se faz muito presente no cotidiano que podemos considerá-la uma manifestação cultural. Pode-se observar ainda, nesse discurso, o reconhecimento de que, apesar da tecnologia ter auxiliado a sociedade a progredir, atualmente, esse processo parece reverso. O presente estudo corrobora a inserção do termo tecnologia, como uma discussão para todas as áreas do conhecimento abordadas no currículo do Ensino Médio, seja politécnico ou regular, tendo em vista que, no conhecimento fragmentado que se perpetua nas escolas, atualmente, a concepção sobre o termo fica restrita a uma relação de produto da ciência.
Mostrar mais

18 Ler mais

Motivação dos alunos para a utilização da tecnologia wiki: um estudo prático no ensino superior.

Motivação dos alunos para a utilização da tecnologia wiki: um estudo prático no ensino superior.

No âmbito do processo ensino-aprendizagem (EA), os wikis permitem ajudar na criação de um ambiente dinâmico e colaborativo de aprendizagem, por meio da comunicação, troca de ideias e partilha de conhecimento. O presente trabalho faz parte de um projeto cujo intuito é avaliar a aceitação do uso dessa tecnologia como meio de promoção da qualidade do processo EA. Em particular, o estudo descrito neste artigo tem como objetivo avaliar a motivação para a utilização de wikis por parte de um grupo de alunos da área tecnológica do ensino superior e compará-la entre os alunos que pretendem continuar fazendo uso da ferramenta em atividades futuras e os que não planejam usar a tecnologia. Essa experiência foi feita em contexto de sala de aula e os dados foram obtidos através da aplicação de dois questionários e da análise do histórico do wiki criado para a atividade desenvolvida em classe. Os resultados revelaram que os alunos, apesar de conhecerem a ferramenta, desconheciam, na prática, o seu modo de edição. As características dos wikis mais bem classificadas pelos alunos se relacionam com a facilidade de utilização percebida e com a utilidade da ferramenta, na medida que em promove a aprendizagem por meio de conteúdos colocados pelos outros e a realização de trabalhos de grupo sem depender da presença física nem dos horários dos seus elementos. Verificou-se, ainda, que a motivação para o uso dos wikis revelou-se, em alguns itens, significativamente diferente entre os grupos comparados.
Mostrar mais

16 Ler mais

Tecnologia assistiva para o ensino de alunos com deficiência: um estudo com professores do ensino fundamental

Tecnologia assistiva para o ensino de alunos com deficiência: um estudo com professores do ensino fundamental

A quinta questão conceitual apresentada por Cook e Polgar (2008) se refere ao grau de ajuda - parcial ou total - fornecida pelos recursos ou equipamentos de Tecnologia Assistiva que foi concebida para satisfazer necessidades de um grupo de pessoas. Um exemplo de ajuda parcial se refere a dispositivos que auxiliam ou que melhoram a capacidade de um indivíduo para executar uma tarefa. Por exemplo, um indivíduo com paralisia cerebral pode ser capaz de falar, mas em algumas ocasiões, o seu discurso pode ser de difícil compreensão. Nesses casos, o indivíduo pode precisar de um recurso para facilitar o entendimento dessas palavras. Em outro exemplo, uma pessoa com problemas respiratórios pode ser capaz de movimentar-se pela casa, mas, devido à sua baixa resistência, pode exigir uma cadeira de rodas motorizadas para poder fazer compras.
Mostrar mais

96 Ler mais

O uso de tecnologia por alunos do ensino fundamental: um estudo de caso

O uso de tecnologia por alunos do ensino fundamental: um estudo de caso

O dia a dia escolar se mostrava como uma tarefa angustiante para mim, pois meus alunos demonstravam desejo de vivenciar algo novo na escola, algo que atraísse a sua atenção. Eu via que muitos alunos tinham smartphones e de vez em quando os conectavam em sala, às vezes até mesmo para me mostrar algumas coisas referentes à aula. A partir daí, comecei a testar o uso de alguns tipos de tecnologias em sala de aula, ao preparar aulas para minhas turmas desejando verificar se o uso das novas tecnologias digitais traria para o dia a dia na escola e para meus alunos um novo olhar sobre as aulas de inglês. Dei início, então, a minha jornada tecnológica e cultural, ao preparar para minhas turmas uma apresentação de PowerPoint contando minha experiência durante um curso de aprimoramento em inglês nos Estados Unidos através de uma bolsa de estudos da CAPES – Fulbright, que me foi concedida no início de 2013. Preparei apresentações que traziam para a sala de aula alguns dos aspectos culturais e linguísticos, que eu achava que seriam os mais relevantes, que vivenciei durante esse curso. Dei início às minhas apresentações e os alunos se mostraram bastante interessados em ver como as coisas funcionam nos Estados Unidos. Até que, em certa ocasião, o projetor da escola não estava disponível para uso por causa de uma manutenção, então precisei usar meu smartphone na sala (Samsung Galaxy Beam, que tem um pequeno projetor inserido no aparelho).Conectei o aparelho à internet e dei continuidade à aula. O resultado disso foi que os alunos se interessaram bem mais pelo equipamento que levei para a sala do que pela aula, ficaram interessados em saber que operadora eu usava, se minha internet era boa, entre outras coisas. Aquele foi o momento em que tive a clara noção de como a tecnologia está presente na vida dos alunos, e de como eles se mostram interessados por tudo que tem a ver com as redes sociais, as novas tecnologias digitais e seus usos. Percebia que estavam interessados, e isso gerou várias perguntas dentro de mim, que me deixaram intrigada, como o tipo de acesso à internet que esses alunos tinham, se tinham acesso em casa, e que tipo de aparelho usavam para conectar-se a internet, que tipo de tecnologia meus colegas de trabalho usavam na escola, porque o laboratório da escola não estava disponível para uso, entre outras perguntas.
Mostrar mais

123 Ler mais

Tecnologia da informação e comunicação no ensino de Química: o projeto Rived como estudo de caso

Tecnologia da informação e comunicação no ensino de Química: o projeto Rived como estudo de caso

A tecnologia nos últimas décadas vem transformando a sociedade em que vivemos de maneira rápida e agressiva, do fogão ao microondas, da fita cassete ao DVD, da espingarda a bomba atômica, a velocidade em que essas transformações acontecem, que nossos recursos se aperfeiçoam é acelerado, basta piscar os olhos que o novo já se fez velho. Nessa sociedade contemporânea são constantes expressões como “países sem fronteira”, “democratização da informação”, entre outros; e em meio a tantas mudanças, a tantos avanços, ao olharmos a sala de aula vemos, como que em um retrato antigo, o giz e a lousa. Porque justamente na área educacional não evidenciamos tais avanços tecnológicos? É necessário que haja a democratização destes novos recursos da comunicação e informação, para que na área da educação os docentes possam aproveitar-se destas novas ferramentas e inserí-las no contexto educacional proporcionando aos alunos um estilo de aprendizagem que caminhe juntamente com as transformações tecnológicas presenciadas por eles em seu cotidiano.
Mostrar mais

56 Ler mais

Tecnologia no ensino de química: Uso de Webquest no Ensino Aprendizagem de Conservação de Alimentos / Technology in chemistry teaching: Use of Webquest in Food Conservation Learning Teaching

Tecnologia no ensino de química: Uso de Webquest no Ensino Aprendizagem de Conservação de Alimentos / Technology in chemistry teaching: Use of Webquest in Food Conservation Learning Teaching

Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n.4,p.21687-21704 apr. 2020. ISSN 2525-8761 Mapas conceituais são esquemas que buscam relacionar e hierarquizar conceitos. É fundamental que ele seja um instrumento capaz de evidenciar significados atribuídos a conceitos e relações entre estes no contexto de um corpo de conhecimentos, de uma disciplina ou de uma matéria de ensino. Assim, os mapas construídos pelas equipes e sistematizados na figura 2 revelam que os discentes definiram a temática em estudo – alimentos – de maneira ampla, ao citar que são “veículos” de nutrientes sólidos e líquidos relacionando suas principais serventias para o organismo e classificação, além de informar suas origens e quais nutrientes podem fornecer.
Mostrar mais

18 Ler mais

JUARINA ANA DA SILVEIRA SOUZA PERMANÊNCIA E EVASÃO ESCOLAR: UM ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO PROFISSIONAL

JUARINA ANA DA SILVEIRA SOUZA PERMANÊNCIA E EVASÃO ESCOLAR: UM ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO PROFISSIONAL

oferecidos na Educação Profissional de Nível Técnico, com ênfase no Curso Técnico Subsequente de Redes de Computadores, nas duas primeiras turmas iniciadas no segundo semestre de 2011 e concluídas no primeiro semestre de 2013, ofertado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN, Campus São Gonçalo do Amarante – SGA. Busca-se com isso contribuir para a diminuição da evasão escolar tão frequente nos cursos técnicos subsequentes. A pesquisa tem como objetivo geral investigar os fatores que contribuem para a permanência escolar e, como específicos: analisar as percepções dos diferentes atores sobre o fenômeno investigado; estabelecer relação entre os diferentes fatores que vêm contribuindo ou dificultando a permanência escolar; analisar as estratégias que a escola tem feito para favorecer a permanência escolar; e elaborar uma proposta de intervenção pedagógica sobre o fenômeno em estudo. A perspectiva adotada foi o estudo de caso e a discussão foi embasada pelo referencial teórico que discute a questão da permanência e da evasão escolar na Educação Básica e no Ensino Técnico Profissional, focando em uma realidade de uma escola técnica profissional supracitada. Os instrumentos utilizados consistiram em análise documental, aplicação de questionário e entrevistas semiestruturadas, os quais permitiram a coleta de dados e análise qualitativa. Mediatizados pelas interfaces do contexto investigado, os resultados mostraram que os fatores relacionados à permanência ou à evasão escolar estão intrinsecamente relacionados aos aspectos internos à instituição, corroborando com o aporte teórico utilizado. Fatores como: o perfil/desempenho do corpo discente, os recursos e estruturas físicas escolares, os processos e as práticas pedagógicas foram citados como importantes para favorecer a permanência do aluno. Essas percepções foram ratificadas tanto pelos gestores e docentes, como pelos alunos, evidenciando que ambos apresentam visões semelhantes sobre a temática estudada.
Mostrar mais

152 Ler mais

O Conhecimento Tecnológico Pedagógico do Conteúdo no Contexto Lusófono: uma revisão sistemática da literatura

O Conhecimento Tecnológico Pedagógico do Conteúdo no Contexto Lusófono: uma revisão sistemática da literatura

Outro achado relevante, diz respeito à formação de pro- fessores. Nenhum dos artigos aqui analisados lidou direta- mente com a formação de professores para a incorporação no modelo CTPC em sua prática profissional. Tampouco se desenvolveu estratégia de formação de professores vi- sando o aprimoramento das bases de conhecimento envol- vidas no modelo CTPC. De forma geral, esses estudos in- vestigaram os usos que os professores já fazem da tecno- logia. A possibilidade de elaborar e desenvolver estraté- gias de formação inicial e continuada baseadas no modelo CTPC parece ser o limiar da pesquisa internacional atual. Após a busca por desenvolver métodos e instrumentos de avaliação, pesquisadores começaram a utilizá-los para avaliar suas intervenções de ensino. Por exemplo, Kopcha, Ottenbreit-Leftwich, Jung, e Baser [54] utilizaram um questionário de auto relato proposto por Schmidt et al [36] e uma rubrica de avaliação de integração tecnológica em planos de ensino criada e validada por Harris, Grandgenett, & Hofer [55]. O estudo foi realizado com 27 professores participantes de um curso, que tinha por objetivo desen- volver atividades instrucionais para o uso de tecnologia em sala de aula. Além de selecionar e criar recursos tecnoló- gicos, relacionados aos conteúdos específicos, os profes- sores planejaram uma aula que visava a integração de tec- nologia pedagogia e conteúdo [54]. Já Koh & Chai [56] utilizaram o questionário de auto relato proposto por Chai et al [53] e empregaram técnica de agrupamento (Cluster analysis) para avaliar as percepções de professores em re- lação às suas bases de conhecimento, antes e após um curso voltado para a elaboração de planos de aula que in- corporassem o uso de tecnologias da informação e comu- nicação. Esses dois estudos recentes indicam como a pes- quisa no campo de tecnologia educacional, especifica- mente acerca do modelo CTPC, vem sendo construída de forma consistente e lógica, tomando o passo anterior (a va- lidação de instrumentos), como fundamento sobre o qual a pesquisa posterior se desenvolve (emprego de instrumen- tos validados para avaliar intervenções).
Mostrar mais

17 Ler mais

A utilização de materiais manipuláveis e tecnologia no ensino e aprendizagem da fatorização de polinómios e resolução de equações do 2º grau no 8º ano

A utilização de materiais manipuláveis e tecnologia no ensino e aprendizagem da fatorização de polinómios e resolução de equações do 2º grau no 8º ano

Roa, Correia e Fernandes (2009) fizeram um estudo em que é feita referência às perceções dos alunos em relação ao trabalho de grupo. Nesse estudo nenhum aluno referiu que não tinha gostado de trabalhar em grupo e para 91% dos alunos o trabalho de grupo foi importante para surgirem ideias diferentes. No que diz respeito à realização das tarefas propostas, 17% dos alunos referiram que um elemento do grupo assumia a liderança e que os restantes elementos limitavam-se a seguir as suas ideias, 74% dos alunos mencionaram que todos os elementos do grupo contribuíram significativamente para a resolução dos problemas propostos. Para estes alunos, o trabalho de grupo aumentou também a sua participação nas tarefas propostas e todos os estudantes sentiram que o trabalho de grupo foi importante para aprender melhor e para 96% dos alunos esse método de trabalho foi importante para ultrapassar dúvidas e dificuldades.
Mostrar mais

110 Ler mais

O comportamento  de uma instituição pública de ensino superior: o Centro de Tecnologia da Unisidade Federal do Ceará

O comportamento de uma instituição pública de ensino superior: o Centro de Tecnologia da Unisidade Federal do Ceará

O estudo sobre o uso da energia elétrica no Centro de Tecnologia, quanto ao seu destino e cor- relação com as atividades realizadas, permitiu gerar informações que servirão para direcionar de forma estratégica futuras campanhas de educação para o consumo racional de energia nesse centro. A insta- lação de novos equipamentos deve ser precedida de análise técnica. Conclui-se que há desperdício de água, energia e papel, reconhecido por 71% dos pesquisados. Outra constatação importante é o fato de que 67% dos representantes das unidades pesqui- sadas airmam comunicar os vazamentos de água ao setor de manutenção. O resultado expressivo indicando que há processos possíveis de serem re- alizados com água bruta, proveniente de poços ou de reuso, conirma outra hipótese levantada na pes- quisa, e serve de informação importante para o pla- nejamento de ações de redução do consumo de água tratada em processos que justiiquem esse uso.
Mostrar mais

9 Ler mais

Dissertacao TIC Educacao Formacao

Dissertacao TIC Educacao Formacao

Para responder à necessidade de Portugal se modernizar tecnologicamente no ensino e atingir padrões europeus, surge, em 2007, o Plano Tecnológico da Educação (PTE) que se estrutura em três eixos principais: Tecnologia, Formação e Conteúdos, dentro dos quais tem vindo a ser desenvolvido um conjunto de projetos chave que visam dar resposta aos factores inibidores da utilização de tecnologia no ensino em Portugal que foram identificados no relatório de diagnóstico (ME, 2008, p. 17). Este estudo de diagnóstico permitiu identificar debilidades em todos os eixos analisados. Ao nível das tecnologias identificou-se a necessidade de melhorar a conectividade dos estabelecimentos de ensino e modernizar equipamentos, melhorando os rácios por aluno e sala. Relativamente aos conteúdos, foi identificada a necessidade de criar procedimentos que explorem o potencial das plataformas virtuais de conhecimento e aprendizagem tão importantes na produção e utilização de conteúdos. No âmbito das competências TIC dos docentes, identificou-se a necessidade de serem estabelecidas metas e mecanismos de certificação de competências, desenhando-se programas de formação modulares, contínuos e progressivos (ME, 2008, p. 13).
Mostrar mais

110 Ler mais

Gamificação como estratégia de dinamização de disciplina técnica do curso de Redes de Computadores do Ensino Médio Integrado / Gamification as a strategy to boost technical discipline in the Integrated High School Computer Networks course

Gamificação como estratégia de dinamização de disciplina técnica do curso de Redes de Computadores do Ensino Médio Integrado / Gamification as a strategy to boost technical discipline in the Integrated High School Computer Networks course

A gamificação da disciplina por meio do uso dos elementos fazem o processo de ensino- aprendizagem se tornar mais efetivo, uma vez que essa estratégia consegue manter os alunos empenhados em pensar como chegar nos estabelecimentos mais rápido, como usar os valores que conseguiram para obter as peças na loja, e principalmente em responder corretamente às perguntas, para conseguir o maior número de peças, e vencer o jogo. O uso do ranking no jogo, funciona como um sistema de recompensas, onde é possível medir o desempenho e criar uma certa competição entre eles, ele irá auxiliar o professor na tomada de decisões, como, ceder uma pontuação em um trabalho para quem finalizar a partida em primeiro lugar ou algo semelhante.
Mostrar mais

18 Ler mais

Formulário para prorrogação (416 Downloads)

Formulário para prorrogação (416 Downloads)

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE PRÓ-REITORIA DE ENSINO. FORMULÁRIO PARA PRORROGAÇÃO DE PRAZO EM PROJETO DE ENSINO[r]

3 Ler mais

Ensino de Matemática e tecnologia digital: concepções de estudantes de Pedagogia e de professores dos anos iniciais

Ensino de Matemática e tecnologia digital: concepções de estudantes de Pedagogia e de professores dos anos iniciais

Kenski (2012) nos assessora no aprofundamento dessa discussão ao enfatizar que a tecnologia digital “deixa de lado a estrutura vertical e hierárquica na articulação dos conhecimentos e se abre para o estabelecimento de novas relações entre conteúdos, espaços, tempos e pessoas diferentes” (KENSKI, 2012, p. 32). Ademais, não estamos diante apenas de mudanças técnicas, uma vez que comportamentos, valores e modos de pensar, tanto do indivíduo quanto de um grupo social, também se modificam. Por outro lado, é imprescindível apontar que os avanços tecnológicos não garantiram, ainda, que todos tenham acesso aos mesmos recursos tecnológicos, que todos possam interagir, acessar, selecionar e gerir informações, bem como participar da sociedade e usufruir desses bens culturais (CASTELLS, 2004).
Mostrar mais

20 Ler mais

AS NOVAS TECNOLOGIAS E A EDUCAÇÃO

AS NOVAS TECNOLOGIAS E A EDUCAÇÃO

O que seria então, tecnologia? O uso do termo tem sido empregado corretamente? Vargas (1994) afirma que na atualidade houve um alargamento do significado desse termo; ele acabou tendo vários enfoques visando finalidades diferentes, em busca de solução para problemas específicos de áreas diferentes. Assim, o termo tecnologia tem sido usado para designar: a) técnica; b) máquinas, equipamentos, instrumentos, a fabricação, a utilização e o manejo dos mesmos e c) estudos dos aspectos econômicos da tecnologia e seus efeitos sobre a sociedade. Segundo o autor ambos os empregos do termo estão equivocados; para ele, tecnologia no sentido que é dado pela cultura ocidental é a “aplicação de teorias, métodos e processos científicos às técnicas” (Vargas, 1994:225)
Mostrar mais

7 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE FARMÁCIA, ODONTOLOGIA E ENFERMAGEM DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM VERIDIANNE VASCONCELOS PONTE VIANA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE FARMÁCIA, ODONTOLOGIA E ENFERMAGEM DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM VERIDIANNE VASCONCELOS PONTE VIANA

Com isso, a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) recomendou, em relatório publicado em 2012, a incorporação do medicamento Palivizumabe em crianças de subgrupos de alto risco para internação ou complicações, ou seja, prematuros com idade gestacional ≤ 28 semanas e crianças até dois anos com doença pulmonar crônica ou doença cardíaca congênita com repercussão hemodinâmica demonstrada, para prevenção da infecção causada pelo VSR (BRASIL, 2012a). Nesse mesmo ano, o Secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde incorporou a tecnologia e ampliou o uso para prematuros com idade gestacional menor ou igual a 32 semanas, por meio da publicação da Portaria nº 53, conservando o mesmo espectro do grupo populacional indicado pela CONITEC para os demais grupos de riscos (BRASIL, 2012a).
Mostrar mais

145 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados