tecnologia móvel

Top PDF tecnologia móvel:

Uso de aplicativos de tecnologia móvel na rotina de estudantes concluintes de medicina

Uso de aplicativos de tecnologia móvel na rotina de estudantes concluintes de medicina

Conclui-se que o uso de dispositivos eletrônicos com acesso à internet na graduação em medicina é uma realidade, sendo o smartphone o principal meio. Apresenta potencialidades e fragilidades, podendo ser utilizado de maneira coerente e cautelosa a favor da prática profissional, como também comprometendo a relação profissional de saúde-paciente, quando não há confiabilidade suficiente dos dados obtidos para aprendizagem. É necessário, no entanto, mais estudos na área para aprofundar conhecimentos a respeito do uso dos aplicativos de tecnologia móvel na rotina clínica, especialmente entre as diferentes áreas da saúde, não só com estudantes, mas também com profissionais como público-alvo.
Mostrar mais

9 Ler mais

Impactos da tecnologia móvel e sem fio nos sistemas de informação empresariais sob a perspectiva dos atores sociais: estudo de caso

Impactos da tecnologia móvel e sem fio nos sistemas de informação empresariais sob a perspectiva dos atores sociais: estudo de caso

A partir desta perspectiva, Kakihara and Sørensen (2002a; 2002b) explicam que os trabalhadores móveis realizam suas atividades livres das fronteiras dos escritórios como em casa, escritórios de clientes, hotéis e até mesmo em veículos de transporte. Esses profissionais utilizam diferentes TICs para apoiar seu trabalho móvel almejando poupar e acelerar o tempo. Entretanto, a temporalidade da interação humana não pode ser explicada pelo horário do relógio, mas sim pela interpretação do tempo realizada por cada ator. Além disso, ao interagir com outros atores, esses profissionais se encontram em contextos particulares que são modificados pelas suas ações e interações com os outros. Diante disso, Kakihara e Sørensen (2002a; 2002b) afirmam que o trabalho móvel é uma forma fluída de trabalhar e deve ser entendido como um conceito mais complexo que o de trabalho remoto em qualquer tempo e lugar, porque significa uma crescente mobilização da interação humana que pressupõe comunicação e colaboração entre duas pessoas. Em outro artigo, sobre as práticas de trabalho dos profissionais pós-modernos 17 e as tecnologias móveis, Kakihara and Sørensen (2002c) afirmam que os profissionais pós-modernos podem ser vistos como móveis por natureza devido à adoção de diversas TICs nas suas práticas de trabalho. Para os autores, os impactos da tecnologia móvel sobre o trabalho desses profissionais pode ser observado justamente a partir da análise dos três aspectos que constituem a natureza das suas práticas de trabalho - os aspectos operacionais, espaciais e de interação.
Mostrar mais

132 Ler mais

Sistema NAS: Nursing Activities Score em tecnologia móvel.

Sistema NAS: Nursing Activities Score em tecnologia móvel.

rede de hospitais universitários do Ministério da Educação e está vinculado academicamente à Universidade Fede- ral do Rio Grande do Sul (UFRGS). O setor escolhido foi o Centro de Tratamento Intensivo (CTI), localizado na ala norte do 13º andar do hospital. Para a realização do estu- do, o projeto foi analisado quanto a sua viabilidade junto à Coordenadoria de Gestão da Tecnologia da Informação (CGTI) do HCPA, assim como junto à chefi a do Serviço de Enfermagem em Terapia Intensiva (SETI). Além disso, fo- ram solicitados orçamentos para empresas de desenvol- vimento de sot wares em tecnologia móvel para locação dos disposii vos móveis. Os disposii vos ui lizados caracte- rizam-se por equipamentos do i po mobile (Smartphones com MS Windows Mobile, telefone celular com browser HTML), com Wi-Fi para acesso à rede sem fi o.
Mostrar mais

8 Ler mais

MCLearning: práticas colaborativas na escola com o suporte da tecnologia móvel

MCLearning: práticas colaborativas na escola com o suporte da tecnologia móvel

Desse encontro surgiu a questão-problema do projeto sobre sustentabilidade: como as tecnologias móveis podem nos ajudar a melhorar o bosque da nossa cidade? A Profª Júlia incentivava a discussão, fazendo com que os alunos dessem sugestões de ações que poderiam ser trabalhadas na escola com a ajuda da comunidade, por exemplo: campanhas, sensibilização sobre a questão da poluição e descarte correto do lixo, divulgação do projeto, replantio de mudas, limpeza e monitoramento do bosque. E foram dessas discussões que o título do projeto nasceu, Reflorestamento e Tecnologia Móvel: cuidando da arborização do bosque. A justificativa, seus objetivos e suas atividades foram desenvolvidos com base no cuidado e preservação do meio ambiente, nas ações sustentáveis, na utilização de dispositivos móveis para favorecer o ensino, a aprendizagem e a produção coletiva dos alunos e no protagonismo juvenil que colabora para a formação de pessoas mais autônomas e comprometidas socialmente. Devido à facilidade de compartilhamento de materiais digitais nas redes sociais, professora e alunos perceberam que essas tecnologias poderiam divulgar e sensibilizar a comunidade para ajudá-los no projeto.
Mostrar mais

256 Ler mais

Estudo da difusão da tecnologia móvel celular no Brasil: uma abordagem com o uso de Dinâmica de Sistemas.

Estudo da difusão da tecnologia móvel celular no Brasil: uma abordagem com o uso de Dinâmica de Sistemas.

Este trabalho apresenta um modelo para estudo da difusão da tecnologia móvel celular. Baseado na teoria de difusão de produtos de Frank Bass (1969), e na metodologia de Dinâmica de Sistemas, o modelo foi aplicado ao caso brasileiro. Como resultado, foi possível reproduzir, com bom grau de aderência, as curvas acumuladas de celulares adotados no Brasil (pós-pagos, pré-pagos e total), bem como a curva de vendas anuais. Os resultados das projeções apontam para uma saturação da penetração de telefones celulares no Brasil por volta do ano de 2013, quando então o mercado deverá atingir um total aproximado de 150 milhões de aparelhos.
Mostrar mais

16 Ler mais

Solução em tecnologia móvel para o monitoramento de crianças e idosos por meio de sensores sem fio (WBAN)

Solução em tecnologia móvel para o monitoramento de crianças e idosos por meio de sensores sem fio (WBAN)

Thamay F, Morais ME. Solução em tecnologia móvel para o monitoramento de crianças e idosos por meio de sensores sem fio (WBAN). Revista de Saúde Digital e Tecnologias Educacionais. [online], volume 03, número especial. Editor responsável: Luiz Roberto de Oliveira. Fortaleza, mês e ano, p. 132-151 . Disponível em: http://periodicos.ufc.br/resdite/index. Acesso em “dia/mês/ano”.

20 Ler mais

Solução em tecnologia móvel para o monitoramento de crianças e idosos por meio de sensores sem fio (WBAN)

Solução em tecnologia móvel para o monitoramento de crianças e idosos por meio de sensores sem fio (WBAN)

Bluetooth Low Energy (BLE 9 ) Physical Layer (PHY), versão 4.0 é a mais utilizada, iniciando sua comercialização a partir do ano de 2010 (20). Para satisfazer as exigentes necessidades energéticas da WBAN, o BLE possui uma vantagem modesta em termos de consumo e potência de transmissões de dados. Devido a maioria das plataformas móveis do mercado utilizarem a tecnologia, e consequentemente, possuem a funcionalidade LE, aumentando a compatibilidade com aplicações do mercado. Internet of Things (IoT)

20 Ler mais

O retorno dos devices reprimidos: uma análise comparativa entre a pré-história do cinema e o início da tecnologia móvel

O retorno dos devices reprimidos: uma análise comparativa entre a pré-história do cinema e o início da tecnologia móvel

Bom o formato acho que é parecido, [...] com a experiência de usuário. Realmente a forma que o usuário está interagindo com o vídeo então, o paralelo que eu vejo é esse da limitação de tecnologia na época porque antes dos irmão Lumiere, com o mutoscópio, era bem limitada a experiência. Agora com relação a mídia em si, eu realmente não acredito que tem muita relação. Aqui, como eu já discuti, é uma [...] eu sei que produzir sempre o conteúdo formatado para [...] e para [...]do usuário. Mesmo aquela época talvez fazendo um paralelo das primeiras experiências o cara tava provavelmente numa sala, parado, concentrado em fazer aquela ação. Hoje não, hoje a gente está falando de uma mídia que o cara está sempre em movimento, ele pode estar no ônibus, pode estar, no trabalho, pode estar no escritório ele vai ter realmente que parar e se concentrar. Então a forma que o cara consome esse conteúdo aqui é muito diferente do que ele consumia quando começaram a surgir as primeiras experiências de vídeo. Era realmente todo um contexto de experiência envolta daquela tecnologia que estava surgindo. Aqui não, a tua experiência ela ta meio que fundida com o teu cotidiano. É bem diferente.
Mostrar mais

111 Ler mais

Tecnologia móvel à beira do leito: processo de enfermagem informatizado em terapia intensiva a partir da cipe 1.0®.

Tecnologia móvel à beira do leito: processo de enfermagem informatizado em terapia intensiva a partir da cipe 1.0®.

RESUMO: Produção tecnológica e estudo metodológico baseado na evidência que avaliou com os enfermeiros de Terapia Intensiva os critérios de Ergonomia e Usabilidade do Processo de Enfermagem Informatizado desenvolvido em um dispositivo tecnológico móvel a partir da Classiicação Internacional para as Práticas de Enfermagem versão 1.0. O estudo foi conduzido de maio a junho de 2008 com 13 avaliadores. Os dados foram analisados mediante o estabelecimento de médias e reletidos a partir da Classiicação Internacional para as Práticas de Enfermagem versão 1.0 e das evidências dos estudos na área. O estudo mostra que o sistema possui critérios de Ergonomia e Usabilidade de acordo com a Organização Internacional de Padrões de Sistemas. Sobretudo, o sistema desenvolvido tem aplicação prática porque permite avaliar, intervir e gerenciar o cuidado de enfermagem proporcionando maior segurança, conhecimento e envolvimento dos enfermeiros com as necessidades do paciente à beira do leito.
Mostrar mais

10 Ler mais

PREVENÇÃO E TRATAMENTO NA PRIMEIRA INFÂNCIA A PARTIR DO USO DE MENSAGENS ENVIADAS POR MEIO DE TECNOLOGIA MÓVEL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

PREVENÇÃO E TRATAMENTO NA PRIMEIRA INFÂNCIA A PARTIR DO USO DE MENSAGENS ENVIADAS POR MEIO DE TECNOLOGIA MÓVEL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Resumo: elaboraram um estudo para avaliar a associação entre intervenção de telefonia móvel e mortalidade perinatal em ambientes de recursos limitados. O estudo ocorreu em 24 instalações de cuidados de saúde primários da ilha de Unguja, em Zanzibar (Tanzânia), no período de 2009 a 2010. Em sua primeira consulta de atendimento pré-natal, 2550 gestantes (1311 intervenções e 1239 controles) foram selecionadas aleatoriamente para participarem da intervenção sendo acompanhadas até o 42º dia após o parto. Durante o período da intervenção um sistema automatizado de mensagens (SMS) fornecia às mães mensagens de texto unidirecionais e um sistema de vouchers de telefones celulares oferecia a possibilidade de comunicação direta entre duas mães com seus provedores de cuidados de saúde. A taxa de mortalidade perinatal total observada no estudo foi de 27 por 1000 nascimentos totais, a taxa foi menor nos clusters de intervenção, 19 por 1000 nascimentos, do que nos clusters de controle, 36 por 1000 nascimentos. As crianças nascidas de mulheres no grupo de intervenção tiveram uma redução de 50% na mortalidade perinatal em comparação com as crianças nascidas de mulheres no grupo de controle. Houve uma redução insignificante na morte de crianças nos primeiros 42 dias, indicando que as implicações beneficiárias da intervenção foram centradas na melhoria dos cuidados durante a gravidez e no tempo em que o parto ocorreu. Os autores concluíram que os telefones celulares podem contribuir para a melhoria da saúde do recém-nascido e devem ser considerados pelos formuladores de políticas em ambientes de recursos limitados, no entanto, são necessárias mais investigações de elevada qualidade para tirar conclusões mais sólidas, principalmente para os países em desenvolvimento.
Mostrar mais

79 Ler mais

Universidade Federal de São Carlos Centro de Educação e Ciências Humanas Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade

Universidade Federal de São Carlos Centro de Educação e Ciências Humanas Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade

A organização Seeds of Empowerment (2013) tem como objetivo principal facilitar o acesso à educação através da tecnologia móvel, levando a possibilidade de aprender às crianças de países em desenvolvimento, onde a educação é precária. A facilidade em adquirir e utilizar um celular motivou pesquisadores a desenvolver softwares educativos para smartphones. O projeto foi implantado em vinte e dois países: Argentina, Bolívia, El Salvador, França, Índia, Indonésia, Itália, Jordânia, México, Oman, Paquistão, Palestina, Ruanda, Coréia do Sul, Suriname, Tanzânia, Tailândia, Emirados Árabes Unidos, Uganda, UK, Uruguai e Estados Unidos, em oito idiomas, atendendo vinte e cinco mil alunos. O projeto pedagógico é dividido em programas e oficinas com foco na localidade, sendo que os programas são: 1001 Histórias, SMILE, ROSE e um programa voltado apenas para meninas – mPower Girls.
Mostrar mais

106 Ler mais

Do e-turismo ao i-turismo: tendências no marketing dos serviços turísticos

Do e-turismo ao i-turismo: tendências no marketing dos serviços turísticos

Este novo paradigma do i-turismo, suportado nos dispositivos móveis e nas redes sociais, assume parti- cular relevância, considerando a natureza intangível e compósita dos serviços em causa, na medida em que reduz as limitações próprias deste tipo de consumos. Na ótica das empresas turísticas, o desafio está claramente na capacidade de inovação e adequação a este novo paradigma. Se por um lado há a que responder às necessidades dos clientes num futuro próximo, por outro vamos claramente enfrentar um período de transição, onde os consumidores offline, online e mobile vão conviver. Quantificar cada seg- mento, o perfil do consumidor associado, o ritmo de adoção da tecnologia móvel, são, desde logo, ques- tões que importa investigar, monitorizar e projetar.
Mostrar mais

11 Ler mais

INTEROPERABILIDADE MÓVEL:  a internet das coisas  doi: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v12i1.1406

INTEROPERABILIDADE MÓVEL: a internet das coisas doi: http://dx.doi.org/10.5892/ruvrd.v12i1.1406

Como é o caso do município de Piraí (RJ), da cidade de Parintins localizada em uma ilha no rio Amazonas e da pequena cidade paulista de Sud Menucci. Estes locais conseguiram disponibilizar acesso gratuito por meio da conexão sem _o para população. A utilização da tecnologia móvel pela população tem o objetivo de aprimorar ou facilitar uma ação do cotidiano, em conjunto com o design dos dispositivos e sistemas que acompanham na mesma proporção o fenômeno da mobilidade para de estreitar o contato com o usuário e a ergonomia na interação com os dispositivos. Algumas análises arriscam em prever que haverá num curto prazo uma adoção de algum tipo de WearComp 2 . Dispositivos móveis que proporcionam desde um simples envio de mensagem até como forma de efetuar transações financeiras nos moldes de um cartão de crédito ou débito, para pagamento instantâneo de contas em postos de gasolina e
Mostrar mais

17 Ler mais

Anatomia de um Móvel Moderno: algumas questões em torno do Mobiliário da Casa Modernista, de Gregori Warchavchik.

Anatomia de um Móvel Moderno: algumas questões em torno do Mobiliário da Casa Modernista, de Gregori Warchavchik.

Nesse contexto, em nome da unidade formal, o arquiteto abdicava de princípios programáticos e realizava, mesmo que artesanalmente, os elementos compositivos fundamentais para a obtenção de um efeito visual de conjunto harmônico e moderno. De fato, o moderno inseria-se aí a par- tir das contingências do possível, não como realidade técnica e material, mas como forma pura, como “estilo”. A falta de uma indústria e de uma tecnologia desenvolvidas era um empecilho dificilmente contornável para as práticas modernistas, todavia, exemplos como os da Casa da rua Itápolis poderiam sensibilizar aqueles outros sujeitos tão fundamentais para ode- senvolvimento da cultura brasileira na direção desse almejado “futuro”: os empresários, diversas vezes solicitados nos discursos de Warchavchik, referidos como os novos mecenas da contemporaneidade. Ao comentar os entraves para a execução de casas-tipo no Brasil, que passavam especial- mente pela ausência de materiais industrializados adequados, o arquiteto assinala a importância dos industriais para a sociedade contemporânea:
Mostrar mais

14 Ler mais

MÉTODOS QUANTITATIVOS DE PREVISÃO DE VENDAS: ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA CEARENSE DE ALIMENTOS

MÉTODOS QUANTITATIVOS DE PREVISÃO DE VENDAS: ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA CEARENSE DE ALIMENTOS

Os resultados obtidos nesta pesquisa mostram uma boa oportunidade para os gestores aumentarem a competitividade da empresa, através da utilização da metodologia de previsão de vendas. A forma atual de previsão de vendas, baseada unicamente em média móvel simples foi aquela que apresentou a pior precisão, ou seja, o maior erro (MAPE) em 90% dos produtos analisados. Dentre os métodos utilizados na pesquisa, a aplicação do modelo de regressão linear, baseado no método quantitativo, apresentou maior acurácia na previsão de vendas para todos os produtos, quando comparado com a previsão realizada pela empresa, para o período de março e abril de 2018.
Mostrar mais

74 Ler mais

A simple apparatus to follow rapid reactions: a low-cost stopped-flow.

A simple apparatus to follow rapid reactions: a low-cost stopped-flow.

Em todas as cinéticas monitoradas, o tempo de mistura no apa- rato foi menor ou igual a 0,5 s. Dependendo da necessidade esse tempo pode ser diminuído em até 0,3 s, através do aumento da força/velocidade de impulsão aplicada ao eixo central móvel (via rolha). Para redução de custos, faz-se a impulsão manual, porém o sistema pneumático pode ser adaptado. Quanto ao uso da seringa frenadora, esta é desnecessária, uma vez que basta deixar o espectro- fotômetro previamente ativado no modo temporal (cinético). Atu- almente, têm-se espectrofotômetros que efetuam leituras em curtíssimos intervalos de tempo sem saturação das foto-celas de detecção por uso prolongado.
Mostrar mais

5 Ler mais

Fotografiaudiovisual: do fixo ao móvel

Fotografiaudiovisual: do fixo ao móvel

imagens fotográficas, não creio que todas possam ser chamadas de fotografias com o mesmo peso de importância. Uma coisa é "fazer uma fotografia", outra é "tirar uma fotografia". "Fazer fotografia" implica pensar, não somente olhar, mas olhar e ver. Capturar o momento certo, com determinada luz, no melhor enquadramento, obviamente tudo isto no ponto de vista do fotógrafo. Mais que uma simples fotografia, há sempre como objectivo transmitir uma mensagem, provocar um sentimento. Nos dias de hoje a fotografia e o ato de fotografar tornou-se muito banal, muito graças à evolução da tecnologia e ao aparecimento das redes sociais. Tirar uma fotografia é, aos olhos de muitas pessoas, uma tarefa simples. Aplicando uns filtros na imagem e fica pronta para publicar nas redes sociais. Maior parte dessas imagens partilhadas são instantes/momentos. Não deixam de ser fotografias, mas não tem por trás delas o ato de pensar que a fotografia pede, por isso são imagens momentâneas/instantâneas. Obviamente que todos gostamos de registar os momentos com a nossa família e amigos, ou então algumas ocasiões marcantes: um pôr do sol, uma paisagem natural, o nosso animal de estimação, um sorriso de um bebé, entre outros. É claro que para quem fez a fotografia, esta tem uma carga sentimental devido à pessoa ou momento retratado na imagem. Porém, para alguém que desconheça esses fatores ou que não conheça os intervenientes, a fotografia não transmite nem provoca nenhum sentimento. Na minha opinião, hoje em dia é possível e, necessário, separar a fotografia de duas formas distintas: a fotografia pensada e idealizada, que transmite e provoca sentimentos no espetador; e as imagens momentâneas/os instantâneos, aquela que retrata o "aqui e agora" ou um momento recente, que são muitas vezes captadas com vista na partilha em redes sociais. Esta última "forma" é resultado da evolução das tecnologias e dos comportamentos da sociedade, que se traduz no uso abusivo da fotografia. Por essa razão, também são poucas as imagens com que nos cruzamos no dia-a-dia que nos transmitem alguma coisa, ou nos fazem parar para observar e refletir. Apesar da fotografia estar à disposição de todos, nem todos sabem fazer fotografia.
Mostrar mais

98 Ler mais

Música móvel crítica

Música móvel crítica

manipule o objeto procure o mesmo fim. O seu uso, assim como era previsto no início da pesquisa do MMW com celulares, implica em uma conexão com outras formas de produção e consumo de software e hardware, que fazem parte de uma macroestrutura comercial. Essa estrutura pode ter fatores positivos, como fácil acesso a conteúdo artístico e cultural para o público, que inclusive, é um elemento contido no discurso da Música Móvel desde os primeiros artigos. De fato, as plataformas de consumo virtual se tornam uma forma de aquisição de conteúdo cultural. Entretanto, a complexidade na qual é inserida a produção de aplicativos de dispositivos móveis – como algoritmos de filtragem de conteúdo, licenças para desenvolvimento, obsolescência programada dos equipamentos e sistemas operacionais, para citar apenas alguns componentes do sistema mercadológico – colocam o processo de criação artística em um esquema que além de afetar pontos práticos, atinge questões ideológicas. Ao mesmo tempo que a estrutura comercial Bit Vendor, para venda e distribuição de software – como a App store –, e uma certa padronização de hardware parecem diminuir a distância entre o artista digital e o espectador, sendo o número de barreiras colocadas no meio do caminho enorme. O sistema constituído pelos dispositivos móveis se torna um oximoro, no qual os artistas podem se transformar em uma espécie de consumidor especializado, que corrobora para a perpetuação de um sistema que ofusca a relação entre produto e consumo, seja ele cultural ou não.
Mostrar mais

120 Ler mais

Projétil intrapericárdico móvel.

Projétil intrapericárdico móvel.

[1], em 1998, operaram um paciente que evoluiu com derrame pericárdico causado pela presença de projétil de arma de fogo calibre 45, livre na cavidade pericárdica.. A retirada do projéti[r]

4 Ler mais

Show all 8958 documents...