Terapia cognitiva focada no esquema

Top PDF Terapia cognitiva focada no esquema:

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

Esse estudo propõe um modelo psicoterápico em grupo para crianças e adolescentes com diagnóstico de Transtornos disruptivos, do controle de impulsos e da conduta (APA, 2014), a partir do modelo apresentado por Lopes (2015), e integrado aos métodos e técnicas propostos pelo grupo alemão dirigido por Christof Loose (Loose, Graaf e Zarbock, 2015). Loose et al. (2015) acrescentam à Terapia Cognitiva Focada no Esquema para crianças e adolescentes diversos materiais para tratamento de transtornos específicos. Esse grupo tem se despontado na apresentação de estudos para esse público, pois a partir da teoria proposta por Jeffrey Young (Young, 2003), têm se dedicado a pesquisas e publicações de materiais inovadores. No decorrer do trabalho o leitor poderá apreciar os fundamentos da Terapia do Esquema para crianças e adolescentes, alguns estudos sobre Transtornos Disruptivos, do controle de impulsos e da conduta, programas de tratamento em grupo para esse público – e que já otém resultados positivos nas intervenções, a tradução literal do protocolo proposto por Loose et al. (2015), e a proposta do protocolo em grupo, com base nos métodos e técnicas da Terapia Cognitiva Focada no Esquema (TCFE). Nos anexos deste trabalho são apresentados os materiais traduzidos de Loose et al. (2015), tais como os formulários indicados para utilização na aplicação das técnica e roteiros de entrevistas; e outros instrumentos propostos para as etapas de avaliação, intervenção e psicoeducação com as crianças e adolescentes, e com seus familiares. Esse trabalho visa acrescentar às práticas dos psicólogos brasileiros, alternativas eficazes de tratamento, apresentando a metodologia de avaliação inicial, as etapas da psicoterapia para as crianças e suas famílias.
Mostrar mais

127 Ler mais

WAINER   Terapia Cognitiva Focada em Esquemas

WAINER Terapia Cognitiva Focada em Esquemas

Daniel, 50 anos, casado, procura atendimento a pedido da esposa. Apresenta um estilo de enfrentamento evitativo, ficando alheio às coisas que acontecem na família. Não entra em contato com suas emoções, por vezes atuando no modo protetor desligado. O casamento está com muitos problemas; sua esposa está distante, e seu filho está indo mal nos estudos, sendo bem possível que não passe de ano. No trabalho, Daniel tem enfrentado imensas pressões de um chefe abusivo, e seus funcionários não estão dando conta das metas, razão pela qual não tem dormido. Ao ser perguntado, no início da sessão, sobre como estava se sentindo, Daniel diz que estava bem. Logo depois, ao investigar a semana do paciente, o terapeuta nota que ele estava com muitos problemas, apresentando sintomas deprimidos. O profissional avalia com ele: “Você me falou que estava bem hoje, que foi uma semana tranquila, que nem tinha muita coisa para falar, mas, quando começo a lhe perguntar, vejo que sua semana foi muito difícil, nem consigo imaginar como seria estar sendo tão pressionado em todas as áreas da vida... Será que você está bem realmente ou será que está naquele modo de evitar emoções? Entendo que, na infância, precisou evitar as emoções para suportar tudo que estava acontecendo, não deve ter sido fácil ser abandonado pela mãe aos 8 anos, sentir-se sozinho. Acho que você usou os recursos que tinhas para sobreviver, evitou sentir... Mas, aqui na sessão, esse modo o impede de ir adiante, faz eu me afastar de você, e imagino que as outras pessoas também... Imagino que esse modo esteja funcionando a favor do seu esquema, fazendo você se sentir sozinho novamente. Mas agora sei que você tem mais recursos e consegue enfrentar essa situação, e eu posso ajudar nisso. Quem sabe possamos iniciar essa mudança aqui? Você pode tentar me falar sobre seus sentimentos nesta semana?
Mostrar mais

176 Ler mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

- O Questionário de Esquemas de Young, já citado anteriormente, foi publicado em 2003 por Jeffrey Young na obra: Terapia cognitiva para transtornos de personalidade: uma abordagem focada nos esquemas (Apêndice A). O questionário apresenta em duas versões: longa e curta. A versão longa contém 205 questões avaliando 16 esquemas. A verão curta possui 75 questões que medem os 18 esquemas. A versão curta do Questionário foi validada para a realidade brasileira como demonstrado no estudo de Cazassa e Oliveira (2012). Ao responder o questionário, o paciente faz uma auto avaliação de seus esquemas, auxiliando o terapeuta a identificar e psicoeducar o indivíduo sobre padrões desadaptados. Para isso, a pessoa avalia, itens agrupados por esquemas, o quanto a descrevem numa escala de 1 (inteiramente falsa) a 6 (descreve perfeitamente). O terapeuta não soma o escore total e sim observa os itens com escores altos (5 ou 6), analisando e questionando essas sentenças com o paciente. Por exemplo: um escore alto no it em: “ Eu não recebi amor e atenção”, pode sugerir que o paciente viveu em um ambiente que o privava de cuidados e amor, sendo possível o desenvolvimento do esquema de privação emocional.
Mostrar mais

128 Ler mais

A neurobiologia da terapia do esquema e o processamento inconsciente

A neurobiologia da terapia do esquema e o processamento inconsciente

Neste artigo, explora-se a utilidade da noção de processamento mental inconsciente quando aplicada a um dos mais recentes desenvolvimentos em terapia cognitiva, a Terapia focada no Esquema (Schema Therapy), de Jeffrey Young (1990; 1999). A teoria do esquema é uma abordagem integrativa que expande a Terapia Cognitivo- Comportamental tradicional, integrando contribuições da Gestalt, Psicanálise e do Construtivismo em um novo sistema de psicoterapia (Young, Klosko & Weishaar, 2003). A teoria do esquema é sintetizada, examinando-se a neurobiologia subjacente a esta abordagem e sua aproximação com as neurociências cognitivas, em especial a existência de dois sistemas que operam em paralelo e estocam diferentes tipos de informação relevante para a experiência de aprendizagem emocional. Um dos sistemas é consciente e mediado pelo hipocampo e áreas corticais relacionadas, sendo o outro inconsciente e se processa através da amígdala. Os Esquemas Iniciais Desadaptativos (EIDs) envolvem respostas emocionais disparadas através de processamento
Mostrar mais

17 Ler mais

Terapia Cognitivo - Comportamental na Depressão

Terapia Cognitivo - Comportamental na Depressão

viii Introdução: Cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de depressão, uma doença incapacitante que ocasiona grandes custos socioeconómicos e emocionais e cuja incidência tem vindo a aumentar de forma galopante. Apesar da sua etiopatogenia não estar completamente esclarecida, existem alguns modelos que propõem explicações para a mesma, no sentido de auxiliar perspectivas terapêuticas. O modelo cognitivo pressupõe que esquemas mal adaptativos existentes desde a infância, quando activados, levam a um processamento distorcido e a pensamentos negativos que, por sua vez, geram sintomatologia depressiva. A terapia cognitivo-comportamental, baseada neste modelo, tem como objectivo corrigir as crenças distorcidas e, assim, tratar o paciente com depressão. Vários estudos têm demonstrado o importante papel desta terapia nas taxas de recaída e remissão, sugerindo que se trata de uma alternativa terapêutica eficaz para o tratamento da depressão.
Mostrar mais

58 Ler mais

Abordagem não farmacológica da dor em endometriose.

Abordagem não farmacológica da dor em endometriose.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A endometriose é uma con- dição ginecológica caracterizada principalmente por dor crônica e infertilidade. Para tratamento da dor associada à endometriose, o foco ainda é baseado no tratamento convencional. No entanto, as terapias com abordagem não farmacológica constituem novas opções, mas ainda não há consenso sobre a utilização dessas tera- pias como recurso efetivo no controle da dor. Diante do exposto, este estudo teve como objetivo contribuir com os conhecimentos nesta área e analisar a produção bibliográica a respeito da aplica- ção dessas técnicas no tratamento da dor em endometriose. CONTEÚDO: Foi realizada uma pesquisa bibliográica, no Pubmed, sem restrição de período, utilizando o termo endome- triosis cruzado com acupuncture, massage, Pilates e cognitive beha- vioral therapy. Foram identiicados na busca eletrônica 61 artigos cientíicos e, de acordo com os critérios de inclusão e exclusão pré-estabelecidos, sete foram selecionados para leitura. Três deles empregaram acupuntura, dois massagem e dois terapia cognitiva comportamental para alívio da dor em endometriose. O método Pilates não foi aplicado para controle da dor em endometriose. Todos os estudos mostraram eicácia das técnicas empregadas na redução da dor crônica nessa doença.
Mostrar mais

4 Ler mais

TERAPIA COGNITIVA E SUA APLICAÇÃO EM ALUNOS DA ESTIMULAÇÃO PRECOCE DA APAE DE SÃO MIGUEL DO OESTE

TERAPIA COGNITIVA E SUA APLICAÇÃO EM ALUNOS DA ESTIMULAÇÃO PRECOCE DA APAE DE SÃO MIGUEL DO OESTE

O objetivo de estudo deste artigo é de conhecer a prática e atuação do profissional de psicologia dentro da área de Educação Especial - APAE de foi acompanhado[r]

10 Ler mais

Efeitos dos esteróides sexuais sobre o humor e a cognição.

Efeitos dos esteróides sexuais sobre o humor e a cognição.

ooforectomizados com aqueles aplicados em adultos senis (menopausa natural), verificou-se que a terapia é benéfica quando dada aos animais com menopausa induzida por cirurgia (ooforectomia). Entretanto, a terapia estrogênica parece ser deletéria para animais acíclicos senescentes, cujos órgãos-alvo, como o cére- bro, estão submetidos a um longo período de deficiência estrogênica. Segundo Sherwin (2005), existiria uma verdadeira “janela de oportunidade” para a aplicação da terapia hormonal, período além do qual quando aplicada seus efeitos, ao inverso, seriam nulos ou até nocivos. A explicação para tal fato seria que a deficiência estrogênica pode induzir efeitos deletérios mediante modificações nos receptores estrogênicos encontrados nos animais senis.
Mostrar mais

8 Ler mais

Estudo prospectivo e comparativo do uso de lock antibioticoterapia profilática em cateteres tunelizados para hemodiálise

Estudo prospectivo e comparativo do uso de lock antibioticoterapia profilática em cateteres tunelizados para hemodiálise

Silva e cols (27) realizaram trabalho prospectivo, quasi-experimental, recentemente publicado, utilizando lock terapia com cefazolina (10mg/ml), gentamicina (5mg/ml) e heparina (5000UI/ml) versus heparina pura (5000UI/ml) em cateteres tunelizados incidentes para HD (325 cateteres em 233 pacientes). Os dois grupos não diferiram em relação às características clínicas dos pacientes, sítio de implante do cateter ou tempo prévio em HD até o implante. A densidade de incidência de ICS foi menor no grupo com lock antibioticoterapia (0,57 x 1,74 eventos por 1000 cateteres-dia, p= 0,0005). Os grupos foram semelhantes em relação à IOS (3,5 = 3,15 eventos por 1000 cateteres-dia, p=0,76). Houve diferença entre os grupos no tempo livre de ICS e no número de dias com cateter, sendo maiores no grupo intervenção (log- rank = 17,62, p<0,0001) e 203 (111,5-326) X 171 dias (79-256), p=0,0005, respectivamente. Os grupos foram semelhantes quanto à emergência de cepas bacterianas resistentes. Apesar de não ser randomizado, o trabalho mostrou redução significativa no número de ICS relacionadas a cateter com uso de lock terapia de baixo custo, sem eventos colaterais detectados ou surgimento de resistência bacteriana durante o seguimento. Entretanto, quando analisadas as causas de retirada de cateter, o número de complicações mecânicas foi maior no grupo intervenção (27).
Mostrar mais

67 Ler mais

A terapia cognitiva de Aaron Beck como reflexividade na alta modernidade: uma sociologia do conhecimento.

A terapia cognitiva de Aaron Beck como reflexividade na alta modernidade: uma sociologia do conhecimento.

O interesse de historiadores da psicologia por uma leitu- ra socialmente contextualizada de sua disciplina já data de algumas décadas (Brozek & Massini, 1998). Nosso artigo privilegiou essa abordagem historiográfica chamando a atenção para o fato de que uma sociologia do conhecimen- to é um dos recursos indispensáveis para contextualizar as construções do saber em psicologia. As teorias sociológicas sobre a globalização desenvolvidas por Giddens, Bauman e U. Beck mostram-se um instrumento rico para interpretar as movimentações histórico-epistemológicas na psicologia. Essas movimentações não podem ser captadas a partir da abordagem que parte da premissa cientiicista de que o conhecimento cientíico se constrói autonomamente a partir de dinâmicas exclusivamente internas à própria ciência e a “seu método”. Procuramos demonstrar que a própria concepção que a psico- logia tem de si mesma tem sido afetada pelo contexto social de globalização. Isso icou claro na proposta relexiva da terapia cognitiva de Aaron Beck, na qual a psicologia deixou de se apresentar como conhecimento propiciador de controle para a reestruturação de um novo sólido social. Diferentemente disso, a terapia cognitiva passou a perceber a psicologia como forma de recurso dos indivíduos para a relexiva relação com o mundo social instável da globalização. Nossa abordagem não nega a contribuição da abordagem internalista para a história da psicologia, mas propõe a sociologia do conhecimento como indispensavelmente complementar para uma ampliação do espectro hermenêutico.
Mostrar mais

9 Ler mais

MINDFULNESS NA DEPRESSÃO

MINDFULNESS NA DEPRESSÃO

A Terapia Cognitiva baseada em Mindfulness (MBCT) é um programa de oito semanas que se mostrou eficaz na redução da infelicidade e sensação de exaustão, além de atuar na prevenção de recaída em depressão. As oito semanas são como uma iniciação na prática de mindfulness, onde o participante aprenderá sobre ela e como aplicar em sua vida.

8 Ler mais

Revisão sobre o uso da terapia cognitiva-comportamental na prevenção de recaídas e recorrências depressivas: a review.

Revisão sobre o uso da terapia cognitiva-comportamental na prevenção de recaídas e recorrências depressivas: a review.

Uma modalidade de psicoterapia que tem recebido bastante atenção nas últimas décadas é a terapia cognitiva- comportamental (TCC). A teoria cognitiva defende a existên- cia de um transtorno do pensamento no cerne das síndromes psiquiátricas como depressão e ansiedade. Esse transtorno se refletiria em um modo distorcido de interpretar as diversas si- tuações do cotidiano, que determinaria sentimentos e compor- tamentos disfuncionais. A avaliação realista e modificação dos pensamentos distorcidos resultariam numa melhora do humor e do comportamento. A melhora duradoura resultaria da modi- ficação das crenças disfuncionais básicas dos pacientes. 11 Beck
Mostrar mais

6 Ler mais

Anexo 11   esquema carta

Anexo 11 esquema carta

Anexo 13 - Exemplo da estrutura da Carta, elaborado por alunos de outra turma no âmbito da U.C.. Carteira de Competências.[r]

1 Ler mais

UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DE FÍSICA FOCADA NA FORMAÇÃO PARA A CIDADANIA

UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DE FÍSICA FOCADA NA FORMAÇÃO PARA A CIDADANIA

Um para-brisa é projetado para suportar forças extremamente intensas. Por isso, o impacto da cabeça do indivíduo contra o para-brisa provavelmente implicaria em sérios danos na face, crânio e pescoço, além das inevitáveis lesões ocasionadas pelo impacto com o ambiente externo ao veículo. Essas situações foram enunciadas durante as reuniões e norteariam todo o estudo da mecânica Newtoniana. Para tanto, o grupo montou um esquema didático para auxiliar os professores. Nesse esquema, procuramos explicar as situações críticas acima enunciadas por meio das três Leis de Newton. Basicamente, a projeção dos indivíduos, mediante uma variação brusca da velocidade, se relaciona com a Lei da Inércia. O contato do corpo do passageiro com partes do veículo, ou com meio externo, gera forças de reação que podem ser relacionadas com a Lei de Ação e Reação. Já as forças impulsivas, podem ser relacionadas à Segunda Lei de Newton, em que a ação de uma força gera em um corpo material uma aceleração.
Mostrar mais

16 Ler mais

"Perdido numa intensidade focada": esportes e estratégias de reencantamento

"Perdido numa intensidade focada": esportes e estratégias de reencantamento

Se, para um atleta, being in the zone é um estado cujo acontecimento ele está esperando “em intensidade focada”, o foco do espectador, principalmente em jogos de equipe, está voltado para a emergência de belas jogadas. Jogadas bonitas são a epifania da forma. Em última instância, sem dúvida, a maioria dos espectadores quer que o “seu” time ganhe – mas se a vitória fosse tudo, bastaria simplesmente verificar, a cada rodada, a tabela com os resultados. Uma bela jogada – por exemplo, quando J. R. Lemon recebe a bola de trás e encontra uma brecha na linha de defesa, que ele atravessa correndo para conseguir mais um first down – é uma epifania da forma porque ela tem sua substância nos corpos dos atletas envolvidos, porque a forma que ela produz é improvável e, portanto, é um evento (alcançado contra a resistência da defesa do outro time). Final e principalmente, a bela jogada é epifânica porque ela é uma forma temporalizada, uma forma que começa a desaparecer no exato momento em que aparece.
Mostrar mais

9 Ler mais

Mcommerce: uma revisão da literatura focada nos ofertantes do serviço

Mcommerce: uma revisão da literatura focada nos ofertantes do serviço

Quanto aos resultados deste estudo, podem ser elencados os seguintes: há poucos estudos que analisam os ofertantes do serviço de m- commerce ; não existe uma revista espec[r]

24 Ler mais

Kant: reprodução e esquema

Kant: reprodução e esquema

É através do esquema que a imaginação fornece, não apenas a imagem de um objeto que já não se encontra mais presente, mas prin- cipalmente, é pelo esquema que a imaginação pode compor com imagens que não precisam se referir imediatamente a quaisquer objetos dados numa experiência, mas que podem ser constantemente apreendidos e eles mesmos reproduzidos na imaginação ou, dizendo com Höffe: “os esquemas transcendentais se baseiam na forma pura da intuição da temporalidade, na simples sucessão” (HÖFFE, 2005, p. 116). É pelo esquema que a imaginação permite que o diverso dado na intuição seja ordenado no tempo e subsumido a um conceito, pois a doutrina do esquematismo é justamente a parte que trata «da condição sensível, a única que permite o uso dos conceitos do entendimento» (KANT, 1997, B175). Ou ainda, é o esquema que serve de fundamento para a relação estipulada pelo princípio de causa e efeito, estabelecendo a linguagem que será usada para considerar a «série das representações sucessivas», seja como um Progressus, seja como um Regressus.
Mostrar mais

8 Ler mais

Avaliação da eficácia de avisos de segurança em diferentes níveis de carga cognitiva num simulador em realidade virtual

Avaliação da eficácia de avisos de segurança em diferentes níveis de carga cognitiva num simulador em realidade virtual

condições: de baixa exigência (soma de três números de um dígito) e de alta exigência (soma de dois números de dois dígitos). Os participantes faziam a adição mentalmente e diziam o resultado em voz alta. Verificou-se que na condição da tarefa com carga cognitiva de alta exigência, os participantes realizavam mal a tarefa aritmética cognitiva solicitada, possivelmente adivinhando os resultados, deixando mais recursos cognitivos para a primeira tarefa. Neste caso, se duas tarefas são executadas em simultâneo e, ultrapassam os recursos atencionais disponíveis, o desempenho numa tarefa, ou em ambas, se deteriora. Uma área de conhecimento que tem explorado intensivamente o paradigma da dupla tarefa tem sido a área da segurança no contexto dos transportes. Por exemplo, Chun e colegas (2012) criaram uma tarefa onde os participantes tinham de inserir uma série de dígitos num touch-screen, enquanto na outra tarefa seguiam um veículo a uma distância fixa e velocidade constante. O tempo de resposta para acionar o travão quando houvesse uma aproximação do veículo da frente era medido. O objetivo dos autores era avaliar qual o melhor feedback para avisar o condutor da aproximação do veículo da frente. Neste caso, usaram-se feedbacks visuais, auditivos e hápticos verificou-se que os tempos de acionar o travão eram menores no aviso háptico (vibração no volante).
Mostrar mais

188 Ler mais

Dissertação de Mestrado Soraia Ribeiro

Dissertação de Mestrado Soraia Ribeiro

Embora não considerada no estudo em análise, a autoestima foi estudada por autores como Hesketh et al. (2004) que concluíram que embora as crianças obesas expressem valores mais baixos para a autoestima que os seus pares de peso normal, esta não é preditora da expressão de obesidade. Neste sentido, tal como concluíram Jelalian et al. (2006), a integração dos pares no tratamento conjugada com terapia cognitivo- comportamental visando a alteração de comportamentos, visa a expressão de resultados a longo prazo e incrementa a perceção duma aparência física satisfatória. Ainda, a questão da perceção corporal assume um papel importante na medida em que frequentemente as crianças idolatram figuras da sociedade, consistindo esta preocupação num dos parâmetros focados nas sessões de Psicologia. Atendendo à revisão efetuada, verificou-se no estudo de Maximova et al. (2008) que uma pequena percentagem de crianças com excesso de peso ou obesidade, identifica corretamente a sua aparência física, tendo tal variável sido também considerada por Reinehr et al. (2007).
Mostrar mais

162 Ler mais

Batalhas de MC: um estudo sobre (im)polidez e categorização axiológica à luz da pragmática / MC Battles: a study on (im)politeness and axiological categorization under the light of pragmatics

Batalhas de MC: um estudo sobre (im)polidez e categorização axiológica à luz da pragmática / MC Battles: a study on (im)politeness and axiological categorization under the light of pragmatics

Atuando complementarmente, essas duas estratégias (desqualificação direta focada no rival e desqualificação direta focada nos versos do rival) contribuem para reforçar o processo de c[r]

22 Ler mais

Show all 5816 documents...