TI-Verde

Top PDF TI-Verde:

Análise das Principais Práticas de TI Verde com o Uso de Tecnologias Emergentes: Estudo Multicaso

Análise das Principais Práticas de TI Verde com o Uso de Tecnologias Emergentes: Estudo Multicaso

Além disso, a TI Verde vem ganhando relevância no aspecto ambiental e econômico por estar conduzindo as corporações a pensar e repensar de forma mais eficiente e sustentável a relação de seus recursos de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) (Mendonça, Guerra, Souza Neto & Araújo, 2013; Kapoor, Dwivedi & Williams, 2014). A revolução tecnológica criou uma onda de consumismo supérfluo, que segundo Lunardi, Alves e Salles (2012) originou um comportamento social que é observado nas empresas marcado por desperdícios, consumismo exagerado de recursos e omissão dos efeitos causados ao meio ambiente. Portanto, verifica- se na literatura que existem poucas pesquisas que conseguem trazer uma relação direta das “Práticas de TI Verde” com estratégias de gestão, principalmente, em empresas brasileiras. Diante do exposto, é possível levantar a seguinte questão de pesquisa - como as
Mostrar mais

19 Ler mais

TI VERDE – CONTRIBUIÇÃO SUSTENTÁVEL E ECONÔMICA DA COMPUTAÇÃO  EM NUVEM PARA AS EMPRESAS

TI VERDE – CONTRIBUIÇÃO SUSTENTÁVEL E ECONÔMICA DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM PARA AS EMPRESAS

Os equipamentos utilizados na TI são um dos grandes responsáveis por essa preocupação, pois eles causam problemas ambientais desde a sua fabricação até a sua eliminação (MURUGESAN, 2010). Portando, através de tecnologias novas poderá ser minimizado esse impacto ambiental, em que é nesse contexto que surge a TI verde, com práticas e novas tecnologias que tornam mais sustentável o uso da tecnologia. Dentre as práticas, está o a redução do consumo de energia pelos aparelhos computacionais e datacenteres, e também da quantidade de produtos químicos utilizados na produção dos computadores, além ainda da reciclagem eletrônica. (MURUGESAN, 2008).
Mostrar mais

14 Ler mais

PRÁTICAS DE TI VERDE NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO NA AMAZÔNIA LEGAL

PRÁTICAS DE TI VERDE NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO NA AMAZÔNIA LEGAL

A sustentabilidade tem se solidificado nos últimos dez anos como a força propulsora de novos modelos econômicos. Nesse contexto, situa-se a Tecnologia da Informação Verde (TI Verde), que utiliza a TI para minimizar os impactos negativos e maximizar os aspectos positivos relacionados à ação do homem sobre o meio ambiente. O objetivo desta pesquisa é identificar as principais práticas da TI Verde adotadas nas micro e pequenas empresas (MPEs) de uma região do sul do Estado de Rondônia – localizado na Amazônia Legal. O método utilizado foi a survey com colaboradores das empresas pesquisas. A análise dos dados resultou na ordenação pela média da avaliação para a adoção das práticas, representadas por categorias: desempenho (3,32) e impressão (3,26), hardware (2,96), descartes e reciclagem (2,79), práticas de conscientização (2,74) e fontes alternativas de energia (1,58). As principais práticas observadas foram as relacionadas ao gerenciamento e controle dos gastos com TI. Espera-se que esse estudo possa contribuir para a implementação de práticas verdes, por empreendedores, assim como auxiliar pesquisadores interessados na temática.
Mostrar mais

20 Ler mais

TI Verde para uma Organização Sustentável: Proposta de para Redução da Energia Elétrica no CRECI-RS

TI Verde para uma Organização Sustentável: Proposta de para Redução da Energia Elétrica no CRECI-RS

Weissbach (2003) afirma que um indivíduo, ao adotar uma nova tecnologia, acaba por influenciar outros indivíduos a adotá-las. As teorias de Weissbach (2003) e de Santos (2004) mostram que o mundo avança tecnologicamente a medida que empresas evoluem não só dentro de sua organização, mas também na sociedade que está em sua volta. O avanço tecnológico é tido por Gowri (2014) como um dos principais agravantes no crescimento do consumo de energia e no impacto ambiental. Mas, apesar disto, Gowri (2014) acredita que a própria tecnologia pode, através do uso de TI Verde, não só reduzir este impacto como encontrar soluções e alternativas tecnológicas para estes problemas.
Mostrar mais

26 Ler mais

Mapeando A TI Verde em empresas de cidades da fronteira com o Uruguai

Mapeando A TI Verde em empresas de cidades da fronteira com o Uruguai

Com a tecnologia tornando-se obsoleta rapidamente e, por sua vez, gerando um grande volume de lixo eletrônico e/ou e-lixo, há a necessidade de uma pesquisa que traga esclarecimentos, coerência sobre as relações entre TI e sustentabilidade. Desta forma, tornam-se urgentes e necessárias ações que sejam relevantes no sentido de reduzir resíduos tecnológicos e promover o descarte correto dos mesmos, preocupando-se com os aspectos ambientais. O presente estudo visa esclarecer e orientar a comunidade empresarial nas cidades estudadas, em relação às certificações para Tecnologia da Informação - TI Verde, selo verde, ISO 14000 e 14001, objetivando descartes ecologicamente corretos dos usuários de tecnologia de informação de forma que este possa contribuir de maneira simples para o meio ambiente. Através da coleta de dados relativos aos setores privados de tecnologia de informação e da investigação de informações, assim como a respeito da sustentabilidade pensada e realizada pelas empresas envolvidas, ocorre a troca de conhecimentos, podendo identificar os tipos de descartes adotados pelas empresas selecionadas, ao mesmo tempo em que gera conhecimento sobre os aspectos analisados, agregando valor ao tema proposto.
Mostrar mais

13 Ler mais

Implantação de Práticas de Ti Verde no Setor de Correios e Arquivos do Departamento de Suporte Administrativo da Polícia Militar do Estado de São Paulo

Implantação de Práticas de Ti Verde no Setor de Correios e Arquivos do Departamento de Suporte Administrativo da Polícia Militar do Estado de São Paulo

participante na resolução do problema em estudo. Para cumprir os objetivos desta pesquisa, foi realizado um diagnóstico prévio do setor, identificando seu funcionamento e rotinas. Em seguida, foi realizada capacitação dos colaboradores do setor para conscientizá-los acerca da importância da necessidade ambiental e financeira da redução do consumo de insumos de impressão. A seguir, foram implantadas ações de TI Verde, as quais foram monitoradas e avaliadas. A análise SWOT conduzida possibilitou aos pesquisadores identificar os pontos positivos e negativos do setor em estudo, de forma que esta foi de grande auxílio na escolha da estratégia de capacitação dos colaboradores, bem como na proposição das ações de sustentabilidade implantadas.
Mostrar mais

26 Ler mais

Práticas De TI Verde em uma Empresa Educacional para Fomentar a Responsabilidade Socioambiental

Práticas De TI Verde em uma Empresa Educacional para Fomentar a Responsabilidade Socioambiental

Os temas ambientais e de conservação dos recursos naturais, de aquecimento global, de economia de energia e de sustentabilidade vêm sendo alvo de interesse de organizações, principalmente as relacionadas à tecnologia da informação (TI), uma vez que resíduos de equipamentos eletrônicos podem impactar seriamente o meio ambiente. Práticas são adotadas por várias empresas e este estudo aborda uma delas, do ramo de educação, para analisar suas ações, estratégias, meios de conscientização junto aos clientes e à sociedade, práticas de TI verde utilizadas para que haja sustentabilidade e sirva como referência às empresas do mesmo ramo de atuação. O levantamento de informações foi feito por meio de pesquisas de opinião realizadas com colaboradores que atuam em áreas de TI, compra de materiais e manutenção de infraestrutura da organização, que informaram quantidades de equipamentos e peças descartadas pela instituição e práticas de TI verde que estão procurando adotar. Esses colaboradores atuam como influenciadores dos gestores para tornar a tomada de decisão no gerenciamento de seus ecossistemas tecnológicos o menos impactante possível ao meio ambiente. Os resultados obtidos na análise, quantificação e classificação das peças (cartuchos de tinta, tonner e monitores CTR - Catodic Ray Tube – tubo de raios catódicos) foram relevantes para os gestores da empresa que não conheciam a dimensão da quantidade de lixo eletrônico descartado anualmente. Dessa forma, poderão posteriormente relacionar os elementos químicos predominantes em cada um deles que pode causar impacto ambiental, o que pode servir de modelo para empresas afins.
Mostrar mais

9 Ler mais

TI Verde: uma análise dos principais benefícios e práticas utilizadas pelas organizações.

TI Verde: uma análise dos principais benefícios e práticas utilizadas pelas organizações.

Estimativas sugerem que o mercado de serviços de TI Verde deverá chegar próximo a US$ 5 bilhões até 2013. Tais previsões apontam o papel central dos sistemas de informação, dada a sua visão interfuncional da organização e habilidade para entender, modificar e reinventar os processos de negócio para melhor suportar as práticas sustentáveis (MINES apud WATSON, BOUDREAU e CHEN, 2010), de modo a reduzir o desperdício e aumentar a eficiência dos processos e fenômenos relacionados à operação dos computadores. A TI, nesse sentido, pode ser vista sob duas óticas: uma, analisada a partir de cada estágio do ciclo de vida dos recursos tecnológicos – da manufatura ao uso e à sua alienação – que podem causar danos ambientais; e outra, utilizada para combater o impacto ambiental, seja analisando e monitorando os efeitos da emissão de dióxido de carbono e do efeito estufa, ou ainda reduzindo o consumo de água, energia e desperdício dentro da organização e nos processos da cadeia de valor (ELLIOT e BINNEY, 2008).
Mostrar mais

30 Ler mais

TI VERDE – EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE DATA CENTER

TI VERDE – EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE DATA CENTER

O mercado competitivo em que as organizações estão inseridas exige constante adequação às novas tecnologias, redução de custos e melhoria de desempenho. A Tecnologia da Informação (TI) Verde solicita uma visão global das operações de TI e de negócio para que, com análise apurada, possa apoiar as empresas nos itens já mencionados e questões relacionadas à eficiência no consumo de energia, provisionando e dimensionando recursos, efetuando controles sobre a operação e também cuidado com o meio ambiente. Algumas empresas já abordam este assunto, pois além da preocupação com a preservação dos recursos naturais, saem ganhando com melhor eficiência das operações de TI.
Mostrar mais

14 Ler mais

ESTUDO DA ATUAÇÃO DA TI VERDE NAS EMPRESAS DE CAÇADOR SC

ESTUDO DA ATUAÇÃO DA TI VERDE NAS EMPRESAS DE CAÇADOR SC

Os gestores estão buscando por meio da sustentabilidade métodos para melhorar os processos de desenvolvimento e utilização de recursos, isso além de colaborar com o meio ambiente pode gerar até mesmo diminuição de despesas para a empresa. O setor de tecnologia, visando também colaborar, aderiu a essas práticas por meio do “TI verde”, voltadas para a área. Tal conceito foi criado com o objetivo de aliar os recursos disponíveis à políticas de sustentabilidade e economia dentro das organizações, gerando benefícios tanto para o meio ambiente quanto para as organizações (LUNARDI; FRIO; BRUM; 2011).
Mostrar mais

14 Ler mais

TI VERDE: TECNOLOGIAS CONECTADAS COM A SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

TI VERDE: TECNOLOGIAS CONECTADAS COM A SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

Portanto, as empresas do setor de NTIC’s inovam, e não ficam indiferentes à questão da sustentabilidade, acompanham a tendência de preocupação com o bioma, fomentada pelos eventos ambientais ou ainda pelos relatórios da ONU que colocaram a sociedade em alerta, e fizeram com que as empresas traçassem estratégias para não serem apontadas como co- responsáveis pela destruição do planeta. Nesse crescente movimento de marketing e de inflamados discursos, destacam-se as legítimas iniciativas no sentido de reduzir emissões gasosas e resíduos tecnológicos, além de reciclar materiais e de utilizar energia de forma eficiente. Tais iniciativas deram origem a TI Verde, que se preocupa com vários aspectos do problema ambiental.
Mostrar mais

21 Ler mais

Práticas da ti verde que contribuem para o desenvolvimento sustentável: um estudo de caso em indústrias do RN

Práticas da ti verde que contribuem para o desenvolvimento sustentável: um estudo de caso em indústrias do RN

Ao longo da entrevista, o entrevistado pode identificar entre duas questões com afirmativas sobre as práticas da TI Verde adotadas na empresa, e a outra questão sobre as ações da TI Verde para o desenvolvimento sustentável. Na primeira questão, o entrevistado, gerente de TI, afirmou que entre as práticas da TI Verde desenvolvidas na empresa estão a racionalização de energia, controle do lixo eletrônico, racionalização do uso de insumos (papel, equipamentos e materiais de uso), e o uso de certificações ambientais RoHS - trata da restrição do uso de substâncias perigosas e DMI – gerenciamento do quadro normativo no uso correto de energia. Foi identificado nessa pergunta que entre o total das afirmativas, a única não respondida positivamente pelo gestor foi a não conscientização social quanto à limitação dos recursos nas práticas da TI Verde, o que pode ser interpretado pela não preocupação da empresa em apresentar a sociedade à importância da racionalização no uso de seus equipamentos associando seus produtos as melhores práticas ambientais, através das ações da TI Verde.
Mostrar mais

126 Ler mais

ESTUDO SOBRE TI VERDE E SUA APLICABILIDADE EM ARAGUAÍNA

ESTUDO SOBRE TI VERDE E SUA APLICABILIDADE EM ARAGUAÍNA

A Tecnologia da Informação vem obtendo cada vez mais espaço seja na indústria, no comércio ou mesmo para uso pessoal, mas, a utilização incorreta da mesma traz consigo malefícios ao meio ambiente e conseqüentemente a saúde humana. Contribuir com a sustentabilidade do planeta consiste em ressarcir ao meio ambiente todo ou parte daquilo que se retira dele. A TI Verde surgiu para propor práticas para os usuários da tecnologia da informação utilizar ou fabricar equipamentos eletrônicos de forma ecologicamente correta. Este trabalho tem como foco mostrar de que forma a TI pode contribuir com a sustentabilidade do planeta por meio de práticas da TI verde realizada por seus usuários.
Mostrar mais

12 Ler mais

Soluções de TI Verde e eficiência energética para datacenters

Soluções de TI Verde e eficiência energética para datacenters

O presente trabalho, portanto, busca analisar de que formas um datacenter pode diminuir seu consumo de energia e melhorar sua eficiência energética, sem que os acordos de nível de serviço (SLA) deixem de ser cumpridos. De maneira específica, procura identificar estratégias de melhores práticas disponíveis no mercado, relacionar as soluções estudadas e analisar sua eficácia para, efetivamente, prover melhor eficiência energética. Sua estrutura é composta de uma breve fundamentação teórica, de modo a estabelecer os conceitos aqui explicitados, a análise do relatório da Energy Star e os estudos da Comissão da UE. Logo após, um comparativo entre os estudos e, por fim, é tecida a conclusão acerca da assertividade das soluções, bem como apontados os desafios e temas que surgem para estudos futuros no tema de eficiência energética. 2 Eficiência energética e TI verde
Mostrar mais

13 Ler mais

Desenvolvimento de uma escala para avaliar o grau de utilização da tecnologia da informação verde pelas organizações.

Desenvolvimento de uma escala para avaliar o grau de utilização da tecnologia da informação verde pelas organizações.

Questões relacionadas à sustentabilidade ambiental têm-se mos- trado cada vez mais importantes na pesquisa e na prática das orga- nizações ao longo das últimas décadas. Especiicamente, a área de Tecnologia da Informação (TI) tem sido responsável por parte dos problemas ambientais com que a sociedade se depara atual- mente. Nesse sentido, a TI Verde aparece como uma forma de aliar recursos disponíveis a políticas de sustentabilidade e econo- mia nas organizações, gerando benefícios para o meio ambiente e para as empresas. Neste trabalho, o objetivo é desenvolver e vali- dar um instrumento para avaliar o grau de utilização da TI Verde pelas organizações. Veriicou-se que a TI Verde pode ser mensu- rada: pela efetividade das ações sustentáveis aplicadas à área de TI; pelo grau de orientação ambiental e pelo nível de consciên- cia socioambiental da organização; pelo monitoramento das ati- vidades de TI; e pelo grau de expertise ambiental na área de TI. A orientação ambiental e as ações de TI Verde aparecem como as dimensões mais efetivas, sugerindo serem as principais desenca- deadoras da presença da TI Verde nas organizações. A onsciência socioambiental é, por sua vez, a dimensão menos efetiva, indi- cando que as questões ambientais ainda não são prioridade para as empresas investigadas.
Mostrar mais

15 Ler mais

Rev. adm. empres.  vol.57 número6

Rev. adm. empres. vol.57 número6

Observando a Figura 7 e a Tabela 1, nota-se que cada IES investigada tem uma frequência diferente de adoção das práticas de TI Verde, bem como todas são inluenciadas por um conjunto diferente de fatores. A não homogeneidade dos resultados possivelmente se deu porque as IES investigadas estão inseridas em distintos contextos. De modo especíico, sete das IES pesquisadas estão localizadas no Nordeste e, entre estas, duas são particulares e cinco são públicas. Já as outras três IES respondentes são públicas e estão localizadas em regiões diferentes do País. Como os entrevistados foram unânimes ao airmarem ter pouco ou nenhum conhecimento sobre lei associada à TI Verde, outro aspecto que pode ter contribuído para essa não homogeneidade é a falta de regulamentação mais consistente do governo no que se refere à adoção da TI Verde. Apesar de sofrerem inluência de diferentes conjuntos de fatores, podemos observar, na seção seguinte, que todos os entrevistados
Mostrar mais

16 Ler mais

O Marketing Verde na Tecnologia da Informação: Percepções das Atitudes e Comportamentos dos Profissionais de TI e Ações para Incrementar o Marketing Verde nesse Setor

O Marketing Verde na Tecnologia da Informação: Percepções das Atitudes e Comportamentos dos Profissionais de TI e Ações para Incrementar o Marketing Verde nesse Setor

O aumento da consciência ambiental tem afetado profundamente o comportamento do consumidor aumentando a importância do marketing verde para as organizações. O objetivo geral deste trabalho é o de analisar a percepção dos profissionais de TI (Tecnologia da Informação) acerca de ações relacionadas ao marketing verde (considera questões ambientais em todas as etapas de comercialização do produto, desde a sua produção, passando pelo consumo e descarte por parte do consumidor) e propor mudanças socialmente planejadas para que eles possam manter ou incrementar práticas relacionadas à TI verde – ações realizadas pelo profissional de TI com foco na sustentabilidade ambiental. Para tal, mensuraram-se as atitudes em relação à TI verde usando-se o modelo Expectativa-Valor, além do seu nível de conhecimento acerca dos problemas ambientais e do seu engajamento de compra de produtos ambientalmente adequados. A partir dos resultados obtidos, utilizou-se a tipologia de composto de estratégias para a mudança social planejada com o intuito de propor ações para mudar ou reforçar o comportamento em relação ao marketing verde por parte dos profissionais de TI. Foram realizadas pesquisas qualitativas para identificar as crenças e as consequências das crenças (atitudes) e depois pesquisas quantitativas para mensurar as atitudes, engajamento e conhecimento a respeito da TI verde. Os resultados indicam que os profissionais de TI podem ser considerados engajados e com atitudes positivas em relação ao marketing verde. Por isso se sugere uma estratégia de reforço por meio de incentivos econômicos e psicológicos que mantenham e incrementem o seu comportamento em relação à TI verde.
Mostrar mais

17 Ler mais

Class and gender beyond the "cultural turn"

Class and gender beyond the "cultural turn"

Ha kim’s ar gu ments, the re fo re, do not syste ma ti cally ad dress the con se quen ces of class ine qua li ti es. To take a par ti cu lar exam ple, Ha kim ar gues that the de ci si on to com ple te a te e na ge preg nancy “re flects a real cho i ce in most ca ses” (49). Une du ca ted te e na ge girls de ri ve ple a su re from the ow ners hip of a child, to get her with (in Bri ta in) pri o rity ac cess to pu blic sec tor hou sing and an in de pen dent so ci al wel fa re in co me. They are the re fo re more li kely to cho o se to con ti nue with a preg nancy than the bet ter edu ca ted. The dic ti o nary de fi ni ti on of “cho o se” is “se lect out of a gre a ter num ber”. Girls who are edu ca ted and re la ti vely af flu ent — in short, from midd le or up per class back grounds — have more cho i ces than tho se who are not. They can “se lect from a gre a ter num ber”. Thus it may be sug ges ted that class is the mis sing link in the de ter mi na ti on of “home-cen te red ness”. Inde ed, my cur rent re se arch on em ploy ment and fa mily life sug gests that wor king-class wo men are in fact much more li kely, in at ti tu di nal terms, to give a gre a ter pri o rity to the ir fa mi li es, and to ex press less in te rest in em ploy ment ca re ers.
Mostrar mais

18 Ler mais

gestão de sistemas e tecnologias da informação :: Brapci ::

gestão de sistemas e tecnologias da informação :: Brapci ::

O entendimento dos autores deste trabalho é que a Administração Pública Municipal deve instituir um Comitê de Estratégia Digital, ou estrutura equivalente, para tratar das questões da informatização, para deliberar e desempenhar um papel de interlocução entre o nível político e o nível estratégico, tático e operacional, ou seja, atuar como ponte entre e a Governança Coorporativa e a Gestão Estratégica de SI/TI, visando atender os anseios dos stakeholders. Quanto à composição do Comitê de Estratégia Digital, esse deve ser formado por representantes das áreas da administração local, sendo indicadas pessoas da área de recursos humanos, área financeira, área técnica, área de planejamento, entre outras que julgarem necessário.
Mostrar mais

30 Ler mais

ROCHAS ORNAMENTAIS: ALTERABILIDADE DOS GNAISSES ENDERBÍTICOS NO ENSAIO DE LIXIVIAÇÃO CONTÍNUA ATRAVÉS DO EXTRATOR SOXHLET

ROCHAS ORNAMENTAIS: ALTERABILIDADE DOS GNAISSES ENDERBÍTICOS NO ENSAIO DE LIXIVIAÇÃO CONTÍNUA ATRAVÉS DO EXTRATOR SOXHLET

Essas rochas ainda não são exploradas comercialmente e se apresentam na forma de matacões e maciços. Recebem as denominações: Verde Netuno, Verde Santa Cruz e Verde Choró e são provenientes, respectivamente, das regiões de Itapipoca, Granja e Chorozinho. Os enderbitos foram selecionados dentre os litotipos metamórficos encontrados nas respectivas regiões por apresentarem características estéticas (cor) e quantitativas (volume) aceitas para utilização no setor de rochas ornamentais. Embora os parâmetros tecnológicos dos tipos rochosos possam diferir os limites aceitáveis e adequados a cada uso são comuns. Assim, um melhor desempenho na quantificação dos parâmetros tecnológicos se torna cada vez mais significativo.
Mostrar mais

10 Ler mais

Show all 3839 documents...