Turismo - congressos

Top PDF Turismo - congressos:

ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA DA PESQUISA EM CONTABILIDADE GERENCIAL EM PERIÓDICOS E CONGRESSOS NACIONAIS

ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA DA PESQUISA EM CONTABILIDADE GERENCIAL EM PERIÓDICOS E CONGRESSOS NACIONAIS

Para a composição da amostra (7 periódicos e 3 congressos) foi utilizado o seguinte critério: fossem os mais bem classificados no Qualis da CAPES na área de administração, contabilidade e turismo. Os periódicos foram selecionados levando em conta a classificação de 2011, Esses veículos são enquadrados em estratos indicativos da qualidade - A1, o mais elevado; A2; B1; B2; B3; B4; B5; C - com peso zero. Já os eventos foram selecionados com base na análise do triênio de 2007-2009, pois o Qualis Eventos não é mais considerado pela área de Administração, Contábeis e Turismo, para contagem de pontos de produtividade de docentes e discentes. Porém ainda é utilizado por muitas Instituições de Ensino Superior quando se trata de analisar a qualidade dos eventos na área (seja para orientar docentes e discentes quanto a submissão de trabalhos, seja para participar dos eventos).
Mostrar mais

18 Ler mais

Turismo cultural no Rio de Janeiro: um ponto de vista a partir do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Turismo cultural no Rio de Janeiro: um ponto de vista a partir do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Destino turístico consolidado, cartão postal do país tanto para o mercado turístico interno como para o turismo internacional, marcada por belezas naturais significativas, a cidade do Rio de Janeiro tem em atrativos como o Pão de Açúcar, o Corcovado e o Maracanã os grandes ícones da visitação turística, para os quais afluem milhares de turistas todos os anos, como será estudado adiante. Além das belezas naturais e apesar de ser por muitos considerada a capital cultural do país, não são os interesses culturais que atraem os turistas que visitam a cidade. Dados levantados pela Associação Brasileira da Indústria Hoteleira – ABIH 21 , junto à rede hoteleira, apontam o turismo de negócios – representado por eventos, feiras e congressos, com 56% do mercado contra 33% do turismo de lazer, não sendo mencionado nessa pesquisa o turismo cultural, apesar da diversidade de equipamentos culturais e da riqueza de acervos, legados de uma história de quatro séculos, concentrados em conjuntos expressivos e edificações significativas como as que abrigam o Museu Nacional de Belas Artes, o Museu de Arte Naif, o Centro Cultural Banco do Brasil, o Theatro Municipal, componentes da oferta turística.
Mostrar mais

102 Ler mais

Cynthia Menezes Mello Ferrari VISUALIDADE NOS CONTRATOS COMUNICATIVOS EM REVISTAS DE TURISMO: CONSTRUÇÃO DE IMAGINÁRIOS PARA TURISTAS

Cynthia Menezes Mello Ferrari VISUALIDADE NOS CONTRATOS COMUNICATIVOS EM REVISTAS DE TURISMO: CONSTRUÇÃO DE IMAGINÁRIOS PARA TURISTAS

Visualidade nos contratos comunicativos em revistas de turismo: construção de imaginários para turismo.. 2013.[r]

346 Ler mais

Turismo Médico

Turismo Médico

Convirá ressalvar um aspeto particularmente motivador para Portugal – a importância que tem tido em vários países a população da Diáspora (TM001; TM002; TM006; TM007). São pessoas com uma ligação ao país, mas que se encontram a residir noutro, e que por diferentes motivos poderão querer ser tratadas em “turismo médico” (OCDE, 2011). Diferentes populações poderão ter aqui diversos motivos que motivem a opção de Portugal na vertente de TM, nomeadamente os portugueses ou descendentes de portugueses em países como os Estados Unidos poderão ter como principal fator de decisão o preço; os que residem e trabalham em África poderão ter como fator decisivo a carência de serviços disponíveis no país onde se encontram a viver, os que residem em países europeus do Norte poderão ter como principal argumento a proximidade cultural, o “voltar a casa” para realizar os tratamentos. A Diáspora poderá ter na verdade múltiplas razões e motivações, e não é claro que interlocutores existem para cada uma destas populações, nem qual o verdadeiro potencial de turismo médico em cada uma delas (Barros, 2012).
Mostrar mais

112 Ler mais

[RE] Viver o coração da cidade

[RE] Viver o coração da cidade

Para além de funcionar como uma autopromoção das suas potencialidades, o turismo urbano promove-se igualmente, ao criar uma melhoria no mercado local e aumento do emprego. Mas para que tal seja possível é preciso conciliar o desenho urbano, infraestruturas, hotelaria, restauração e atividades de modo a que sós ou em conjunto, possibilitem uma grande variedade de escolhas culturais, alojamento e facilidades. A gestão urbana, neste contexto, tem de ter em conta para além dos fatores culturais, os sociais, económicos, políticos e ambientais, criando a interligação necessária entre eles. (HARVEY, David. Geographical Change: 1973 to the Present. (1989))
Mostrar mais

112 Ler mais

Os Congressos fluminenses

Os Congressos fluminenses

Os actos com- memorativos deste acontecimento medico foram presididos pelo professor Miguel Couto, presidente da Academia Nacional de Medicina; Carlos Chagas, presid[r]

2 Ler mais

Turismo Rural Acessível: um estudo na região de Sobradinho - Distrito Federal (Brasil)

Turismo Rural Acessível: um estudo na região de Sobradinho - Distrito Federal (Brasil)

Resumo | Este artigo reflete sobre a relação do turismo rural na região administrativa de Sobradinho e a acessibilidade para uma inclusão social. Discute como as Pessoas com Deficiência ou com Mobili- dade Reduzida (PDMR) são acolhidas nesses estabelecimentos, entendendo que estas são um segmento em crescimento, mas que é necessário que se ofereça uma infraestrutura física adequada às suas ne- cessidades. Primeiramente, procurou-se realizar uma discussão teórica sobre turismo, hospitalidade, turismo rural e turismo rural acessível, bem como a realização de uma pesquisa de caráter qualitativo, exploratório e descritiva com o objetivo de descrever as características físicas de acessibilidade dos es- tabelecimentos rurais localizados na Rota do Cavalo - roteiro turístico localizado em Sobradinho. Nas conclusões, foi diagnosticado que os estabelecimentos não estão preparados para receber pessoas com deficiência, necessitando de orientações sobre como proceder com as adaptações necessárias. Aconselha- se o aprofundamento das pesquisas sobre o tema, de modo a favorecer o conhecimento e uma prestação de serviço com melhor qualidade, para que o turismo rural seja um potencializador de inclusão social.
Mostrar mais

10 Ler mais

Caracterização do turismo de surf europeu e a sua contribuição para o desenvolvimento sócio-económico do litoral português

Caracterização do turismo de surf europeu e a sua contribuição para o desenvolvimento sócio-económico do litoral português

A indústria do surf é feita, não só das marcas de pranchas, de roupa, de fatos de surf e acessórios, mas também pelo Turismo de Surf, com agências de viagens próprias. Consciente de que as viagens de surf incluem deslocações a destinos domésticos e internacionais, e que Portugal oferece excelentes condições para a prática do surf, a TAP 8 por exemplo, procurou recentemente ir ao encontro das expectativas dos praticantes de surf, tornando-se uma companhia “melhor amiga do surfista viajante” ao criar novas regras para o transporte do equipamento.
Mostrar mais

104 Ler mais

TURISMO SUSTENTÁVEL:A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE TURÍSTICA COMO  FORMA DE SENSIBILIZAÇÃO.CHEHADE, Michelle Bellintani; SANTOS, Rodrigo Amado dos; SANTOS, Virginia Nascimento Alves dos.

TURISMO SUSTENTÁVEL:A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE TURÍSTICA COMO FORMA DE SENSIBILIZAÇÃO.CHEHADE, Michelle Bellintani; SANTOS, Rodrigo Amado dos; SANTOS, Virginia Nascimento Alves dos.

Nesse aspecto percebe-se então que a atividade de turismo vive uma revolução propiciada pelo incremento dos serviços e aumento do processo de globalização, onde ambos assumirão uma profunda relevância entre turismo e meio ambiente, denominando uma nova perspectiva de desenvolvimento (DIAS, 2002). Assim, dentro da compreensão do universo turístico, uma das principais atividades desenvolvidas pelo ser humano e que propicia cada vez mais uma maior interação – em nível de capacidade – com o meio é a do turismo de massa, principalmente depois da década de 80 4 .
Mostrar mais

5 Ler mais

Quem descobriu a favela?: a trajetória das agências de turismo nas favelas cariocas

Quem descobriu a favela?: a trajetória das agências de turismo nas favelas cariocas

65  Tour educacional, que possui o formato de palestra e/ou experiência guiada para estudantes de graduação e pós-graduação e pode ser customizado atendendo a diversas áreas, oferecendo abordagens específicas sob a ótica do turismo, sociologia, antropologia, geografia, engenharia, serviço social, entre outros. A maior dificuldade do projeto de turismo de base comunitária foi e ainda é unir todas as iniciativas de turismo que atuam no Santa Marta em um mesmo objetivo. Há uma divisão de grupos, com trabalhos independentes apesar da semelhança entre as diversas empresas existentes na localidade e de todas pertencerem a moradores, guias locais, não há uma união de forças. Sheila nos conta que tentou diversas vezes por meio de reuniões estabelecer uma diretriz única para o desenvolvimento da atividade no Santa Marta, mas as opiniões divergiam demais e não foi possível levar a diante.
Mostrar mais

93 Ler mais

Devoção, lazer e turismo nas romarias de Juazeiro do Norte, CE: reconfigurações romeiras dos significados das romarias a partir de tensões entre as categorias turismo e devoção

Devoção, lazer e turismo nas romarias de Juazeiro do Norte, CE: reconfigurações romeiras dos significados das romarias a partir de tensões entre as categorias turismo e devoção

PLURA, Revista de Estudos de Religião, vol.1, nº 1, 2010, p. 149-161 É preciso, todavia, levarmos em conta que esses processos de mudança dizem respeito a questões mais profundas do que a presença cada vez mais ostensiva de políticos nas romarias. Dentro desta perspectiva da colisão de sentidos é pertinente afirmar que os romeiros e as próprias romarias estão sujeitos a processos de transformações históricas, sociais, econômicas e culturais que transcendem a eles próprios e que – ao mesmo tempo – dizem respeito a suas vidas. Sendo que essas disputas por sentidos que os romeiros realizam entre si – e que se relacionam à questão de se a romarias estão sendo vivenciadas como experiências religiosas, devocionais, ou como passeio, turismo, lazer – têm vínculos com esses processos de transformações sociais mais amplos ligados ao cotidiano dos romeiros.
Mostrar mais

13 Ler mais

A ENFERMAGEM E OS CONGRESSOS MÉDICOS PAN-AMERICANOS NO PERÍODO DE 1893 A 1908

A ENFERMAGEM E OS CONGRESSOS MÉDICOS PAN-AMERICANOS NO PERÍODO DE 1893 A 1908

Para (Araújo, 2006 p. 135), o conhecimento científico se desenvolve e busca legitimidade a partir de sua institucionalização nas universidades, conselhos, associações, congressos, institutos, publicações e eventos. Esse movimento pode ser visto também no continente americano, através do empenho dos cientistas em fundar diversas associações científicas, produzir diversas publicações e realização de inúmeros eventos de caráter científico (Navarro apud Almeida, 2003 p.18).

6 Ler mais

Congressos Nacionais da BAD –, considerámos pertinente a apresentação de um primeiro trabalho,

Congressos Nacionais da BAD –, considerámos pertinente a apresentação de um primeiro trabalho,

No que toca os seus aspectos formais, os textos dos Encontros apresentam uma média de 13 páginas, oscilando entre as 2 e as 71 páginas. Apenas em 43% das comunicações são apresentadas as fontes de informação consultadas, o que denota uma deficiente normalização na apresentação dos trabalhos, aliada a uma frágil adesão às práticas da investigação científica, onde a identificação das fontes é um princípio consensual. Dos 101 textos com identificação das fontes, 56% optaram pelo sistema de notas, num comportamento mais próximo das disciplinas das Humanidades (Moreno, 2007), e 44% pelas referências em bibliografia final. O facto de estarmos perante edições impressas, agravado pela maior incidência nas notas de rodapé, tornaria a recolha exaustiva das referências bibliográficas uma tarefa demasiado morosa, pelo que se optou por limitar a sua análise à localização de referências aos Encontros. Neste levantamento foram contabilizadas 28 citações aos Encontros na totalidade dos 234 textos. Se tivermos presente que os congressos são uma tipologia documental pouco citada no contexto das Ciências Sociais e Humanas (Huang; Chang, 2008), pode afirmar-se que este valor
Mostrar mais

12 Ler mais

Turismo de Saúde e Bem-Estar: Potencialidades da Região do Algarve

Turismo de Saúde e Bem-Estar: Potencialidades da Região do Algarve

1.Uma das missões da Região de Turismo do Algarve é a valorização e o desenvolvimento das potencialidades turísticas pelo aproveitamento sustentado dos recursos turísticos regionais. Ao nível da estruturação do produto Saúde e Bem-Estar, a Região de Turismo do Algarve (RTA), em parceria com o Conselho de Marketing, está neste momento a desenvolver um diagnóstico da oferta com vista à definição da estratégia a incluir no Plano de Marketing Estratégico para os próximos 5 anos. A RTA participa também na Subcomissão de Turismo de Saúde e Bem-Estar coordenada pelo Turismo de Portugal, a qual está a definir (com outras entidades internacionais) um regulamento mundial para esta área. No âmbito do TSBE, já existem ações desenvolvidas no sentido da regulamentação da Talassoterapia. Aos produtos turísticos consolidados e em fase de desenvolvimento, referidos pelo PENT para a Região do Algarve, a RTA reforça a necessidade da oferta multiproduto como fator diferenciador, apostando entre outros, no produto Turismo de Saúde e Bem-Estar.
Mostrar mais

140 Ler mais

Aplicação da abordagem fenomenológica e estudo epistêmico no turismo

Aplicação da abordagem fenomenológica e estudo epistêmico no turismo

Este estudo segue apresentando seus resultados, conforme a ordem das categorias de análise propostas: utilização da abordagem fenomenológica nas pesquisas em turismo; e a discussão sobre a abordagem fenomenológica em pesquisas de turismo, assim como a quantificação dos artigos no tema em relação ao universo total da pesquisa. Primeiramente, serão organizados os resultados obtidos nos anos de 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014 por periódico, para posteriormente realizar um comparativo do quinquênio, com o objetivo de verificar a evolução dos estudos. Portanto, inicia-se a análise dos periódicos conforme a ordem mencionada na tabela 1 e 2.
Mostrar mais

23 Ler mais

O novo rural e a atividade turística em Carrancas-MG

O novo rural e a atividade turística em Carrancas-MG

“No mundo rural dos países desenvolvidos esse novo paradigma “pós industrial” tem um ator social já consolidado: o part-time farmer que podemos traduzir por agricultores em tempo parcial. A sua característica fundamental é que ele não é mais somente um agricultor ou um pecuarista: ele combina atividades agropecuárias com outras atividades não-agrícolas, dentro ou fora de seu estabelecimento, tanto nos ramos tradicionais urbano-industriais, como nas novas atividades que vem se desenvolvendo no meio rural, como lazer, turismo, conservação da natureza, moradia e prestação de serviços pessoais. Em resumo, o part-time não é mais um fazendeiro especializado, mas um trabalhador autônomo que combina diversas formas de ocupação (assalariadas ou não). Essa é a sua característica nova: uma pluriatividade que combina atividades agrícolas e não-agrícolas (...) o part-time é o elemento fundamental da nova base social da agricultura moderna. Eles atribuem essa possibilidade de combinar atividades agrícolas com atividades não-agrícolas fora do estabelecimento familiar a um processo de "desdiferenciação" ou “desespecialização” da divisão social do trabalho que tem na sua origem a modificação do próprio processo de trabalho, tanto na agricultura moderna como na indústria de base fordista. Vários fatores vêm contribuindo para impulsionar essa nova tendência no mundo rural dos países desenvolvidos, entre os quais deve-se destacar a crescente semelhança das formas de organização e contratação de trabalho na indústria com aquelas secularmente existentes na agricultura (flexibilidade de tarefas e da jornada, contratação por tarefa e/ou por tempos determinados, etc.), a volta da indústria para os campos, a melhoria nos sistemas de comunicação e transporte e o aparecimento de novas formas de trabalho a domicílio.” (GRAZIANO DA SILVA, 1997: 47-48).
Mostrar mais

158 Ler mais

Três congressos mundiais de tribunais de contas

Três congressos mundiais de tribunais de contas

39) declarar também que dito controle prévio deve completar-se com a organização de um adequado controle a posteriori... Depois de longos e proveitosos debates, o [r]

15 Ler mais

Análise e perspectivas do turismo no Brasil

Análise e perspectivas do turismo no Brasil

Por outro lado, observa-se também expressiva concentração do emissivo mundial em regiões e países mais desenvolvidos. O turismo caracteriza-se por ser uma atividade que envolve bens e serviços não essenciais e, como tal, apresenta alta elasticidade-renda. Dessa forma, no que se refere aos gastos, verifica-se assimetria com concentração de emissão de gastos nos países mais populosos e ricos (Tabela 1). Observa- se que em apenas 10 países concentra-se 55,7% dos gastos totais com o turismo internacional. Dentre estes, sete países são comuns nos dois lados, como emissores e também receptores no turismo internacional: China, Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, França, Austrália e Itália, concentrando 48,8% dos gastos e 35,3% das receitas. Esta constatação reforça a expectativa da predominância dos fluxos entre regiões desenvolvidas.
Mostrar mais

13 Ler mais

Show all 2559 documents...