validação de software

Top PDF validação de software:

Validação de software altamente configurável

Validação de software altamente configurável

Quero também agradecer a todos os meus colegas da Critical Software S.A., pelo bom ambiente criado, pelo espirito de equipa e entreajuda e por todos os bons momentos criados durante e após o horário de trabalho; destacando a equipa do SCI: Manuel Martins, Patrick Machado, Paulo Abreu, Sérgio Barros, Nuno Monteiro, Eva Martins, André Carmo, Andreia Melo, Luís Leitão, Luís Machado, Mário Sampaio, Pedro Fernandes e Sílvia Astorga  trabalhar convosco é fantástico; ao Pedro Silva, pelos bons conselhos que sempre me deu durante todo o estágio curricular e por me iluminar com algumas brilhantes ideias; à Marilyn, pelo prontidão e disponibilidade em me explicar os procedimentos de validação e vericação executados nos projectos da Critical; ao Pedro Ribeiro, pelas dicas e opiniões sempre bem-vindas e também pela disponibilidade em me ter mostrado os modos de funcionamento do WOW; ao Cerqueira e ao Paulo Martins, por numa conversa durante uma viagem de comboio me terem elucidado sobre BRMS e me ajudarem a denir o rumo deste trabalho; e a muitos outros com quem todos os dias tenho o prazer de partilhar o mesmo espaço de trabalho.
Mostrar mais

153 Ler mais

DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE SOFTWARE INTERATIVO PARA PROJETOS CONCEITUAIS DE AERONAVES

DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE SOFTWARE INTERATIVO PARA PROJETOS CONCEITUAIS DE AERONAVES

A seção 9 da Figura 20 foi criada para que o usuário entre com dados geométricos do projeto. O primeiro menu pop-up exibido dá ao usuário a possibilidade de escolher características da fuselagem da sua aeronave, com opções desde “aeronave de passageiros a jato: narrow body” até “aeronave executiva a jato: corporate jet”, os dados obtidos pelo software neste menu influenciarão os cálculos das dimensões básicas da aeronave. No menu pop-up seguinte, o usuário precisa entrar com a opção de asa, sendo baixa, média ou alta. A escolha do tipo de asa dará diferentes valores ao diedro da aeronave. Por seguinte, é necessário entrar com o valor dos braços de momento das empenagens horizontal e vertical, comentados na seção 2.4.4.2.
Mostrar mais

110 Ler mais

e validação de software para apoio ao ensinoaprendizagem sobre diagnósticos de enfermagem

e validação de software para apoio ao ensinoaprendizagem sobre diagnósticos de enfermagem

Os juízes de ambas as áreas foram convidados a participar do estudo por meio de uma carta-convite enviada por correio eletrônico (APÊNDICE J). O convite foi enviado a um número maior do que o determinado pelo cálculo amostral devido à possibilidade de não efetivar o contato, de recusa em participar e de possíveis reduções no retorno do instrumento preenchido. Dessa forma, foram convidados 50 profissionais (23 doutores em Enfermagem e 27 bacharéis em Ciências da Computação), os quais atenderam aos critérios de inclusão. Desses, 10 (20%) não aceitaram e 16 (32%) não responderam, mesmo após três tentativas, totalizando 24 (48%) juízes (12 de cada área). Também por correio eletrônico, foram enviados um documento com instruções para executar o download e a instalação do programa e links para acesso e preenchimento do TCLE eletrônico, do Termo de Concordância com os Termos e Condições de Uso do software e dos questionários de validação dos aspectos técnicos e do conteúdo do programa (APÊNDICES K a N).
Mostrar mais

213 Ler mais

Unified Modeling Language (UML)

Unified Modeling Language (UML)

em determinado momento do software, mostrar uma dada colaboração entre duas ou mais classes e pode, também, ser usado para mostrar a tradução de um Caso de Uso desde sua interação com[r]

65 Ler mais

Ana Margarida Oliveira Louro Ferreira

Ana Margarida Oliveira Louro Ferreira

Como se observa pela Figura 5.6, o edifício modelado tem uma altura total de 5,77 metros, e não de 6,4 metros, que corresponde à altura do edifício testado experimentalmente. O motivo para tal diferença, deve-se ao facto de que, para que o carregamento seja aplicado exclusivamente, ao nível das cotas onde foram aplicadas as cargas horizontais no ensaio experimental, só possam ser definidas essas duas cotas sísmicas. Assim sendo, não é possível definir uma terceira cota, que tenha em conta a altura total do edifício, e que corresponde a 6,4 metros de altura, uma vez que não é aplicado qualquer carregamento ao nível dessa cota, e o software iria assumir que sim. Portanto, os 66 centímetros não foram considerados em altura, por não ser um valor suficientemente significativo para o comportamento estrutural da parede face à acção sísmica, sendo apenas considerado o carregamento vertical sobre a parede, resultante dessa porção da parede não considerada em altura.
Mostrar mais

102 Ler mais

UML Diagrama de Sequencia   [Pt Br]

UML Diagrama de Sequencia [Pt Br]

§ Para anular a ordem cronológica entre mensagens em diferentes operandos. § Caminhos de execução de diferentes operandos podem ser intercalados[r]

46 Ler mais

UML Diagrama de Estados   [Pt Br]

UML Diagrama de Estados [Pt Br]

§ Exatamente uma aresta de saída do estado histórico aponta para um subestado o qual é usado se. § o estado composto nunca esteve ativo antes[r]

38 Ler mais

Martina Seidl · Marion Scholz Christian Huemer · Gerti Kappel An Introduction to Object-Oriented Modeling

Martina Seidl · Marion Scholz Christian Huemer · Gerti Kappel An Introduction to Object-Oriented Modeling

The challenges in today’s software development are diverse and go far beyond implementation tasks. They range from requirement spec- ification over system design and implementation to maintenance and further adaptation of the software—to name just a few phases in the software life cycle. In all of these phases of the software develop- ment process, many people with different backgrounds and experiences are usually involved. These people need a common language for ef- ficient communication. Obviously, such a language should be as pre- cise as possible without the ambiguities of a natural language. For this purpose, modeling languages have emerged. They are used to create sketches and blueprints for software systems, which in turn serve as a basis for the implementation or even automatic generation of exe- cutable code. In the area of object-oriented software development, the Unified Modeling Language (UML) was able to prevail. Of course, to use the language correctly and efficiently, it is necessary to understand the concepts offered by UML. Since 2006, we have offered the course “Object-Oriented Modeling” at the Vienna University of Technology. This course is mandatory for computer science and business informat- ics students in their first year. Overall, we have up to 1,000 students per year who attend our course. To deal with such a huge number of stu- dents while keeping high quality standards, much effort has been spent on the preparation of such a course. This includes the overall organi- zation, course material, and e-learning support. Parts of the course de- sign have been presented at the Educators’ Symposium of the MODELS conference [8, 9, 10, 11, 7, 46]. We teach the basics of object-oriented modeling by means of UML.
Mostrar mais

215 Ler mais

ASP - MODELO ORIENTADO AO NEGÓCIO PARA IDENTIFICAÇÃO DE PONTOS CRÍTICOS EM REDES ÓPTICAS

ASP - MODELO ORIENTADO AO NEGÓCIO PARA IDENTIFICAÇÃO DE PONTOS CRÍTICOS EM REDES ÓPTICAS

As melhores práticas de gerenciamento de serviços tem sido amplamente adotadas por provedores que mantém e administram infraestruturas de redes de computadores. Um dos pressupostos para a adoção dessas práticas consiste na manutenção de um alinhamento efetivo entre a gestão de tecnologia da informação e a gestão do negócio. Entre os desafios que os gestores de serviços enfrentam ao trabalhar com a gestão de redes ópticas, a identificação de pontos de redundância de alto impacto em relação ao negócio é uma tarefa considerada difícil. Muitas vezes, esses gestores dependem de sua própria experiência para identificar os pontos que podem receber investimentos em redundância nessas redes e serem priorizados em relação ao orçamento planejado. Existe uma demanda crescente por novos modelos e ferramentas que possam dar suporte ao processo de tomada de decisão. Esta tese propôs um novo modelo, capaz de localizar pontos adequados para a aplicação da redundância de ativos através de simulações, que tem como objetivo mitigar os riscos de interrupções do funcionamento de uma rede óptica, com foco no negócio. O modelo foi implementado através de uma ferramenta de software denominada Strategic Asset Locator Program(ASP), que realiza simulações de cenários de redes ópticas, com análise de falhas baseada na topologia, dependência entre elementos de rede e no impacto da falha para o negócio, estimando o risco desses elementos. A saída do modelo (elementos da rede e respectivos riscos) permite que os administradores de rede e serviços tomem melhores decisões ao analisar os riscos e definir quais os pontos críticos passíveis de redundância. Um estudo de caso foi realizado em uma empresa real, por meio de simulações que envolveram cinco cenários de redes de referência, onde os resultados foram avaliados por gestores e considerados promissores, contribuindo assim para a área de pesquisa denominada Business-driven IT Management (BDIM).
Mostrar mais

202 Ler mais

UML Diagrama de Atividades   [Pt Br]

UML Diagrama de Atividades [Pt Br]

§ Aceita tokens de objeto como entrada a partir de nós de objetos e os passa para outros nós de objetos. § Quando um token de objeto é lido do buffer central, ele é apagado do buffer c[r]

41 Ler mais

Desenvolvimento de sistema computacional para cálculo de trajetórias no processo...

Desenvolvimento de sistema computacional para cálculo de trajetórias no processo...

Após a implementação das rotinas de cálculo, foram realizados uma série de testes com a intenção de descobrir possíveis erros gerados pelo sistema. De acordo com Pressman (2002), “Testar um software envolve executar o programa com um conjunto de dados e comparar os resultados obtidos com os esperados”. Com base nesse conceito, o software foi “forçado” a passar por situações anormais como, por exemplo, entrar com valores negativos em dados que somente poderiam assumir valores positivos, forçar o cálculo da trajetória sem nenhuma entrada pelo usuário, deixar algum valor de entrada em branco, etc.
Mostrar mais

143 Ler mais

Evolução, avaliação e validação do software RoboEduc

Evolução, avaliação e validação do software RoboEduc

O seu propósito foi expandir o que foi conseguido no teste de exploração, avaliando a usabilidade em um nível baixo de operações e aspectos do software. Baseando-se no modelo conceitual do software, este teste buscou examinar e avaliar como o conceito foi implementado efetivamente, verificando como um usuário consegue desenvolver tarefas reais, identificando deficiências específicas de usabilidade. Este teste foi bastante simples, pois o usuário executou tarefas simples caminhando entre as telas, dando mais ênfase ao comportamento. Medidas quantitativas foram coletadas e modificações foram feitas no software. Os primeiros resultados destes testes podem ser visto no Capítulo 4 de implementações, onde é detalhada toda a evolução do software, desde sua primeira versão em 2006 até os dias atuais.
Mostrar mais

102 Ler mais

O processo de software

O processo de software

 É um paradigma da engenharia de software relativamente novo que oferece uma abordagem metodológica e de processos para definir, especificar, projetar e construir aspectos – mecanismos além das sub- rotinas e herança que tratam de restrições cruzadas

68 Ler mais

A arquitetura deve mostrar

A arquitetura deve mostrar

Operações nas classes (que implementam as construções) Muito fácil Difícil (depende do número de classes) Duplicado (várias vezes). 0 (todas as operações nas classes)[r]

32 Ler mais

UML Diagrama de Classes   [Pt Br]

UML Diagrama de Classes [Pt Br]

Furthermore, research associates can be involved in projects for a certain number of hours, and the name, starting date, and end date of the projects are known. Some research associa[r]

64 Ler mais

UML Diagrama de Casos de Uso   [Pt Br]

UML Diagrama de Casos de Uso [Pt Br]

§ Atores não são parte do sistema, i.e., eles estão fora das fronteiras do sistema... © BIG / TU Wien.[r]

28 Ler mais

O PROCESSO DE SOFTWARE

O PROCESSO DE SOFTWARE

• Ao contrário do que possa parecer não existe uma sequência obrigatória de fases, sendo que diversos autores apontam a natureza não simultânea das fases como uma realidade na aplicação [r]

43 Ler mais

Conceitos de desenho de software

Conceitos de desenho de software

design class realizations subsystems collaboration diagrams refinements to: deployment diagrams class diagrams analysis packages CRC models collaboration diagrams component diagrams desi[r]

30 Ler mais

Engenharia de Software   Atividades

Engenharia de Software Atividades

Caso o cliente não efetue este pagamento até três dias antes da data prevista de entrada, a reserva é cancelada pelo sistema. Um relatório de reservas canceladas é gerado pelo sistema [r]

41 Ler mais

É o diagrama central da modelagem estrutural de um sistema orientado a objetos – Possibilita modelar os aspectos estáticos de um sistema • O diagrama de classes identifica – Classes e relacionamentos de um sistema

É o diagrama central da modelagem estrutural de um sistema orientado a objetos – Possibilita modelar os aspectos estáticos de um sistema • O diagrama de classes identifica – Classes e relacionamentos de um sistema

Caso o cliente não efetue este pagamento até três dias antes da data prevista de entrada, a reserva é cancelada pelo sistema. Um relatório de reservas canceladas é gerado pelo sistema [r]

105 Ler mais

Show all 10000 documents...