Vestuário - Conforto

Top PDF Vestuário - Conforto:

Modelo térmico aplicado à caracterização do conforto proporcionado pelo vestuário

Modelo térmico aplicado à caracterização do conforto proporcionado pelo vestuário

Para além destas duas componentes clássicas do vestuário, existe outra que tem actualmente grande importância, que é a sua funcionalidade. Está-se perante o vestuário dito “funcional” (Geraldes, 1999), onde se inclui, o vestuário apropriado a condições climáticas extremas, bem como, o vestuário de protecção e o vestuário de desporto. Por exemplo, os sistemas de protecção do vestuário da indústria química têm de proteger o indivíduo de vapores, líquidos e aerossóis, mas também devem maximizar o calor dissipado para o meio ambiente, a fim de minimizar o calor imposto ao seu portador, proporcionando-lhe conforto térmico.
Mostrar mais

63 Ler mais

Optimização do design do vestuário cirúrgico através do estudo do conforto termofisiológico

Optimização do design do vestuário cirúrgico através do estudo do conforto termofisiológico

Para complementar, outras investigações, observaram que para além de avaliar o nível de exposição a riscos de contaminação pelo profissional, as batas terão que ser avaliadas de acordo com o tipo de cirurgia, pois para cada tipo de procedimento requere-se um método de protecção diferente na bata. Com o surgimento de novos vírus e bactérias, a medicina em resposta a esta realidade tem desenvolvido novas acções de controlo, obrigando cada vez mais o uso de equipamentos de segurança, principalmente em ambientes cirúrgicos, causando assim preocupações nos fabricantes de vestuário cirúrgico, que têm que desenvolver pesquisas em interface com os profissionais da saúde para que possam criar tecnologias capazes de atender às necessidades no fortalecimento das barreiras bacteriológicas, sem esquecer das condições de conforto.
Mostrar mais

126 Ler mais

Interferência do vestuário no desempenho, na amplitude de movimento e no conforto na ginástica laboral.

Interferência do vestuário no desempenho, na amplitude de movimento e no conforto na ginástica laboral.

A parte superior do vestuário (UNI) interferiu na limitação do movimento e conforto tanto nos EF para os membros inferiores como para os membros superiores (lexão, extensão e adução horizontal do ombro, lexão do tronco, lexão do tronco modiica- do e teste de sentar e alcançar) (p < 0,05). Já a parte inferior do vestuário causava desconforto nos EF que envolviam os membros inferiores (lexão do quadril, lexão do tronco, lexão do tronco modiicado e teste de sentar e alcançar) (p < 0,05), entretanto, o desconforto do calçado foi percebido apenas no EF de lexão de tronco modiicado (p = 0,047).
Mostrar mais

8 Ler mais

Basictech : vestuário técnico para o quotidiano

Basictech : vestuário técnico para o quotidiano

Com esta marca pretende-se atingir um consumidor que seja leal à marca, um tipo de mercado que tenha um poder de compra médio, que não goste de gastar tudo apenas numa peça de vestuário, mas que possa completar um guarda-roupa apenas com o tipo de peças que necessita e com boa qualidade e conforto, complementando as necessidades do utilizador. É necessário estimular os interesses do consumidor de forma que este goste de comprar esta marca e que continue a voltar à loja. Isto pode ser feito através dos desfiles, showrooms, acatarem os valores do consumidor e, por vezes, utilizar métodos que mais são utilizados como os saldos, oferta de cupões de descontos, etc. Outro método, e dos mais eficientes pois é a melhor maneira de aproximar o público à marca, é o recurso a vídeo, televisão, internet, publicidade impressa, fotografia, etc. Para além deste método, a existência de lojas da marca ou por retalhista é a segunda melhor forma de aproximar o cliente à marca, porque este pode interagir com a visão da marca e com o contacto com as peças de vestuário. Efectivamente muitos dos clientes também gostam de “sentir” os materiais, em vez de só “visualizar”, visto que é uma das limitações dos websites.
Mostrar mais

75 Ler mais

Design funcional de vestuário interior

Design funcional de vestuário interior

A Lenzing apresentou uma inovadora microfibra à base de Lyocell. Esta fibra apresenta propriedades agradáveis e macias ao toque, sendo ideal para têxteis que proporcionam uma absoluta sensação de bem-estar. A agradável sensação junto à pele é reforçada pelas propriedades especiais do Lyocell, tais como a elevada absorção de humidade e as óptimas características sensoriais. Esta microfibra é baseada na tecnologia Low Fibrillation (baixa fibrilação) da Lenzing, que simplifica a produção de malhas ultrafinas de Lyocell. A fibrilação pode ser controlada através da formação de novas ligações químicas transversais durante a produção da fibra. A fibra pode posteriormente ser processada de forma análoga às fibras de celulose convencionais. A elevada absorção de humidade, também uma característica da fibra de Lyocell convencional, assegura excelentes propriedades de conforto. A regulação da temperatura corporal é efectuada de modo a manter seca a área à volta do corpo, razão pela qual a fibra de Lyocell proporciona um efeito de arrefecimento no Verão e de aquecimento no Inverno [14] .
Mostrar mais

237 Ler mais

Vestuário interactivo para desporto e reabilitação

Vestuário interactivo para desporto e reabilitação

O eléctrodo que demonstrou um melhor desempenho foi o LC01, provavelmente por ser a estrutura mais lisa, o que, como defendido por Barker [99], melhora o contacto entre as superfícies do material e da pele. Esse aspecto também tem influência em termos de conforto. Quando menor a rugosidade do substrato têxtil, maior o fluxo de calor e a sensação de toque fresco [99]. O aumento da rugosidade aumenta a força de fricção, que se opõe à força necessária para mover uma superfície sobre a outra [160], ou seja, quanto maior a rugosidade da superfície têxtil, mais difícil se torna de a mover sobre a pele. Embora se possa pensar que ter uma superfície texturada tenha a vantagem de assegurar o posicionamento dos eléctrodos, visto não deslizar, torna mais difícil vestir ou despir (piora a vestibilidade) o que significa que, em termos de conforto, existem mais vantagens em ter uma superfície lisa do que rugosa. Importa salientar que isto é apenas verdade para este caso em particular, porque noutros o aumento da rugosidade pode tornar-se pertinente (ex.: vestuário interior térmico).
Mostrar mais

124 Ler mais

Implicações do Conforto Térmico no Consumo Energético – Uma Hipótese de Modelo Adaptativo Aplicada ao Verão

Implicações do Conforto Térmico no Consumo Energético – Uma Hipótese de Modelo Adaptativo Aplicada ao Verão

estudado, tendo sido praticamente inalterado desde a sua criação, há 40 anos atrás e que serve, ainda hoje, de base às actuais normas norte americanas e europeias. Na década de 70, o investigador realizou várias simulações laboratoriais com a população dinamarquesa e norte americana, utilizando câmaras climáticas de forma a poder controlar as condições de temperatura, humidade e velocidade do ar. Os indivíduos permaneciam no seu interior durante um determinado período de tempo e respondiam a questionários consoante as suas sensações térmicas. Através destas respostas e de equações teóricas sobre as trocas de calor entre o corpo humano e o ambiente, Fanger considerou as influências de parâmetros individuais ou de grupo (peso, vestuário e taxa metabólica) e parâmetros ambientais (temperatura do ar, temperatura média radiante, velocidade e humidade do ar), recorrendo posteriormente a métodos estatísticos que permitiriam analisar os dados recolhidos [27].
Mostrar mais

142 Ler mais

Diretrizes para o ensino de modelagem do vestuário

Diretrizes para o ensino de modelagem do vestuário

Assim, os moldes gerados neste processo é que determinam as formas das partes que serão cortadas no tecido para acomodar as saliências do corpo, como visto na afirmação de Heinrich (2005, p.28): “O estudo da construção da modelagem corporal baseia-se nos volumes e reentrâncias que a forma anatômica apresenta, podendo seu plano ser dividido em seções (...) com o auxílio de linhas centrais, verticais, ho rizontais, simétricas, assimétricas ou curvas”, identificados na figura 14. Desta forma, pode-se considerar a modelagem como uma técnica que determina vários aspectos de ergonomia, conforto e usabilidade de uma peça de vestuário.
Mostrar mais

205 Ler mais

Tucking: Desenvolvimento de uma Peça de Vestuário Íntima para o Público Trans (MtF)

Tucking: Desenvolvimento de uma Peça de Vestuário Íntima para o Público Trans (MtF)

Assim, foram definidos como objetivos específicos do projeto: pesquisar a moda íntima trans através do estudo do conforto total de vestuário termofisiológico, ergonômico, psico-estético [r]

157 Ler mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METEOROLOGIA CONFORTO TÉRMICO DE HABITAÇÕES EM FUNÇÃO DO PADRÃO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METEOROLOGIA CONFORTO TÉRMICO DE HABITAÇÕES EM FUNÇÃO DO PADRÃO

Utilizando a Carta Bioclimática com estratégias de projeto (Figura 21), os resultados têm demonstrado em alguns dias analisados temperaturas e umidades que revelam alta resistência térmica com ventilação noturna, devido ao confinamento do ar retido no interior da habitação de lona visto que essa retenção se dar por longo período de tempo visto que a ausência de janelas e o pouco uso das portas de acesso permitem o acúmulo desse calor aprisionado de dia vindo a amenizar o clima frio no período da noite. Baixa inércia térmica se analisada a pouca espessura da edificação. Necessidade de ventilação e sombreamento a fim de diminuir o desconforto percebido no interior da habitação. A habitação não se mostrou confortável em nenhum período relativo aos dados plotados no diagrama bioclimático, como se pode verificar ausência de hachuras na zona de conforto.
Mostrar mais

92 Ler mais

CONFORTO TÉRMICO NOS AMBIENTES DE TRABALHO

CONFORTO TÉRMICO NOS AMBIENTES DE TRABALHO

Com base no fato de que a literatura nacional conta com reduzido número de publicações que tratam especificamente do conforto térmico nos ambien- tes de trabalho é que nos sentimos encorajados a escrever essa obra. Ela se baseou principalmente nos trabalhos publicados pelo pesquisador dinamar- quês Ole Fanger e pelos pesquisadores da ASHRAE - Associação Americana dos Engenheiros de Refrigeração, Ar Condicionado e Aquecimento.

97 Ler mais

Concepção de uma estrutura têxtil multifuncional para a profilaxia de patologias ulcerosas no pé de pacientes diabéticos

Concepção de uma estrutura têxtil multifuncional para a profilaxia de patologias ulcerosas no pé de pacientes diabéticos

Consiste na perda de água, sob a forma de vapor, e é uma das propriedades mais relevantes de uma estrutura fibrosa, uma vez que é importante para manter o equilíbrio térmico do utilizador. Permite assim avaliar a respirabilidade do material e portanto o grau de conforto dos artigos, pois como referido, se a humidade evaporar na pele e passar como vapor pela estrutura fibrosa, os poros desta permanecem livres, facilitando o movimento do ar através do material fibroso e reservando-o para que os poros estejam cheios de ar. Isto faz com que o isolamento do artigo ao calor permaneça. (BS7209 (1990), British Standard Specification for Water Vapour Permeable Apparel fabrics).
Mostrar mais

147 Ler mais

Aplicação de controlo preditivo a um sistema de arrefecimento de uma sala de aula (ventilação natural e mecânica): componente experimental

Aplicação de controlo preditivo a um sistema de arrefecimento de uma sala de aula (ventilação natural e mecânica): componente experimental

A qualidade do ar e a temperatura adequada dos espaços interiores nos edifícios de serviços são uma exigência por parte dos ocupantes com crescente significado nos projectos de climatização e ventilação. As pessoas passam cada vez mais tempo em ambientes artificiais (edifícios, transportes, etc) e a melhoria e aumento dos serviços e comércios está também associado a um crescente uso de energia no setor dos edifícios. No entanto, pelo tradicional uso dos sistemas de climatização e ventilação, a exigência dos ocupantes leva a um considerável consumo de energia. Deste modo, surge a necessidade de investigar novos métodos de controlo destes sistemas de forma mais eficiente em relação às tradicionais. Com uma atuação inteligente, poderá associar-se a poupança de energia à melhoria da qualidade do ar e otimização da temperatura de conforto.
Mostrar mais

83 Ler mais

A Técnica de Modelar o Vestuário e a Moda

A Técnica de Modelar o Vestuário e a Moda

No espaço social inserem-se todos os fenômenos políticos, econômicos, culturais e sociais. Difundem-se os novos conhecimentos, novas tecnologias e adotam-se as últimas novidades. Este trabalho busca verificar a interferência destes fenômenos na moda e na forma do vestuário. Fundamenta-se e contextualizam-se os principais acontecimentos no ambiente social que influenciaram as décadas de 1900 a 1990.

5 Ler mais

É possível competir com a China?

É possível competir com a China?

Aeroespacial Carvão Manufaturas simples Vestuário Insumos elétricos.. ind[r]

13 Ler mais

Construção de marcas de vestuário feminino

Construção de marcas de vestuário feminino

De acordo com a pesquisa bibliográfica revisada, ficou evidenciado que no setor de produtos de moda, o vestuário é bastante fragmentado e possui um grande volume de marca que comercializam suas mercadorias. Marcas carecem de visibilidade, traduzida como posicionamento competitivo. Entende-se um dos aspectos desfavoráveis algum desconhecimento instrumental básico das práticas do marketing. Os gestores de marcas analisados neste estudo percebem o marketing, em parte no sentido de favorecer somente a propaganda na promoção das vendas e outras vezes promovem campanhas em datas comemorativas, eventualmente em ocasiões de eventos de moda. Deste modo é percebido de maneira inequívoca e na maioria das vezes, as estratégias administrativas referente ao posicionamento de marca, se dá de forma empírica, intuindo uma aparência de conhecimento profundo das estratégias do marketing, conforme a descrição organizada nos aspectos limitantes versus limitações e aspectos favoráveis versus perspectivas, conforme mencionado.
Mostrar mais

122 Ler mais

Religião e Comportamento de Consumo de Vestuário

Religião e Comportamento de Consumo de Vestuário

A dimensão de motivações de diferenciação engloba as motivações do consumidor para representar o ambiente social em que vive, por meio do vestuário, como sua capacidade de posse ou mesmo de diferenciação dos demais indivíduos. Neste sentido, Dodd, Clarke e Kirkup (1998) argumentam que a moda pode constituir um meio que contribui para a formação da identidade de grupo e para a sua diferenciação. Schiffman e Kanuk (2000, p. 96) relacionam esta diferenciação às imagens que o consumidor cria de si próprio, estando estas imagens ligadas aos aspectos situacionais e à sua personalidade. Para estes autores, os consumidores “tendem a comprar produtos e serviços e privilegiar varejistas com imagens ou ‘personalidades’ que correspondam fortemente às suas próprias autoimagens”.
Mostrar mais

17 Ler mais

ECOMARKETING APLICADO EM SETOR DE VESTUÁRIO

ECOMARKETING APLICADO EM SETOR DE VESTUÁRIO

De 30 perfis contatados, obtivemos a resposta de 07 pessoas. Os resultados também nos apontam uma tendência que merece ser aprofundada em outros trabalhos e estudos. Constatamos, dentre as respostas, que todos são jovens com menos de 30 anos, reforçando a avaliação já descrita no parágrafo aci ma. Atestamos, também, que os respondentes adquiriram mais de um produto, dentre vestuário e artigos como copos, bolsas e outros. Podemos perceber que os preços ainda restringem o público e limitam o volume de peças adquiridas. Todos apontaram perceber, como valores sociais, a preocupação da marca com a sustentabilidade da moda perante as questões ambientais, com o consumo consciente e não massivo da fast fashion, com a reutilização e com a qualidade dos produtos comercializados. De acordo com as respostas, esses fatores contribuem de forma determinante para a escolha desses consumidores, que também se reconhecem como atentos e preocupados com as questões ambientais contemporâneas, apontando a condição subjetiva de que a juventude é um fator qu e leva os jovens consumidores a terem tal preocupação.
Mostrar mais

17 Ler mais

Trabalho feminino na indústria do vestuário.

Trabalho feminino na indústria do vestuário.

Pretende-se discutir, neste estudo, em que medida a reestrutu- ração produtiva atinge uma grande empresa exportadora em um setor tradicional da economia, como a indústria do vestuário. Quais as estra- tégias adotadas pela referida empresa e até que ponto estas estratégias, em um contexto de acirramento da concorrência, afetam a qualificação da mão-de-obra feminina em termos de escolaridade, programas de trei- namento/reinserção, formas de controle e ocupação? Privilegia-se a mão- de-obra feminina, tendo em vista serem as mulheres majoritárias no ramo do vestuário, o que permite ainda observar se, a partir de tais mudanças que vêm ocorrendo na estrutura produtiva, surgem novas oportunidades para as trabalhadoras, com acesso a postos com maior conteúdo tecnológico, possibilidades de carreira e promoção.
Mostrar mais

22 Ler mais

Previsão da procura na indústria do vestuário

Previsão da procura na indústria do vestuário

Previsão da Procura na Indústria do Vestuário 89 Sendo que os resultados obtidos até ao momento não correspondiam ao pretendido, surgiu a necessidade de recorrer a softwares dedicado à resolução destes tipo de problemas, assim no 7 - Redes neuronais artificiais, procedeu-se à construção de uma rede neuronal com o auxílio da versão de teste do software da companhia NeuroSolutions, que obteve resultados próximos dos pretendidos, no entanto ainda não os desejáveis. Para a construção da rede neuronal, foram tidas em conta diversas variáveis, com o intuito de prever a procura final de cada referência. Embora os resultados obtidos fossem os melhores perante os restantes métodos usados, verificava-se que ao contrario do que seria de esperar, a prestação da previsão das referências mais vendidas era inferior usando a rede neuronal do que para alguns casos usando o modelo de regressão linear descrito no 6 - Estudo de um modelo de regressão linear, assim no 8 - Correções8 - Correções, identificou-se certas correções que poderiam ter um impacto significativo na previsão das referências mais vendidas.
Mostrar mais

239 Ler mais

Show all 959 documents...