Ziziphus joazeiro Mart

Top PDF Ziziphus joazeiro Mart:

Ocorrência de Zaprionus indianus gupta (Diptera: Drosophilidae) em frutos de juazeiro Ziziphus joazeiro mart. (rhamnaceae) no estado do Rio Grande do Norte.

Ocorrência de Zaprionus indianus gupta (Diptera: Drosophilidae) em frutos de juazeiro Ziziphus joazeiro mart. (rhamnaceae) no estado do Rio Grande do Norte.

Index terms: Caatinga, semi-arid, drosophilid, ig ly, juá. O juazeiro Ziziphus joazeiro Mart. (Rhamna- ceae) é uma árvore frutífera que ocorre naturalmente em diversas áreas do bioma Caatinga e é plantada como árvore de sombra na região Nordeste do Brasil (LORENZI et al., 2006). Esta espécie é bastante im- portante no Sertão Nordestino, pois pode ser utilizada como forrageira, já que se mantém sempre verde, mesmo em época de seca (planta xeróila), e seus frutos também podem ser consumidos na alimentação humana (CARVALHO, 2007). Por outro lado, seus frutos são hospedeiros potenciais de insetos-praga, principalmente de dípteros frugívoros, que podem ser pragas-chave de culturas de importância econômica.
Mostrar mais

3 Ler mais

Caracterização físico-química e química do fruto do juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart) e avaliação da sua conservação por fermentação láctica

Caracterização físico-química e química do fruto do juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart) e avaliação da sua conservação por fermentação láctica

Considerando a biodiversidade vegetal do Nordeste brasileiro, cujos componentes podem estar inseridos em sistemas de produção sustentável, o juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart.) desponta como uma possibilidade de aproveitamento do seu fruto. O presente estudo apresenta como objetivos caracterizar o fruto do juazeiro sob o aspecto físico, físico-químico e químico e avaliar a sua conservação por fermentação láctica espontânea, sob a influência dos cloretos de sódio, cálcio e potássio. Conforme a legislação, hortaliça acidificada por fermentação é aquela submetida à fermentação lática de forma a atingir o pH do produto final igual ou menor a 4,5. Os resultados da caracterização física, físico- química e química do fruto do juazeiro maduro mostrou as potencialidades desta espécie para o processamento agroindustrial. O rendimento da parte comestível (91,83%), teor de sólidos soluveis (18,98º Brix), acidez titulável (0,14% em ácido cítrico), pH (5,30) e a sua composição, fracionada, em umidade (79,01%), proteínas (2,01%), lipídios (0,52%), carboidratos (17,59%), fibra, cinzas (0,76%) e os seus minerais foram compatíveis com o perfil característico das frutas, favorecendo, portanto, o desenvolvimento da fermentação láctica espontânea. O pH mínimo e a acidez titulável máxima observados no processo de fermentação, sob a influência das misturas dos sais (NaCl, NaCl 2 e KCl), variaram entre os valores de 3,4 a 3,7 e
Mostrar mais

95 Ler mais

Variabilidade genética em populações naturais de Ziziphus joazeiro Mart., por meio de marcadores moleculares RAPD.

Variabilidade genética em populações naturais de Ziziphus joazeiro Mart., por meio de marcadores moleculares RAPD.

Entre as espécies localizadas na região do Baixo São Francisco sergipano, utilizadas pelas populações locais, pode-se citar Ziziphus joazeiro Mart., que é utilizada nas construções rurais, na produção de lenha e carvão e na alimentação de caprinos e ovinos como recurso alternativo na época da seca (LORENZI, 1992; CARVALHO, 2007). Na medicina popular, é muito empregada no tratamento de gastrites, gripes, contusões e ferimentos e na fabricação de cosméticos, xampus anticaspa e creme dental (MATOS, 2000). Tem sido utilizada também em projetos de recuperação de áreas degradadas na região.
Mostrar mais

10 Ler mais

Analysis of bioactivities and chemical composition of Ziziphus joazeiro Mart. using HPLC–DAD

Analysis of bioactivities and chemical composition of Ziziphus joazeiro Mart. using HPLC–DAD

The aim of this study was to evaluate the chemical profile and antioxidant, antimicrobial and antipara- sitic activities of the hydroalcoholic extract of the leaves of Ziziphus joazeiro Mart. (HELZJ). The antioxi- dant DPPH and FRAP assays and chemical profile were determined by colorimetric methods and HPLC/ DAD. The antiparasitic, antibiotic and antibiotic-modifying activity were evaluated by microdilution assays. The HPLC–DAD assay showed the presence of mostly tannins and flavonoids, such as caffeic acid and quercetin. The levels of polyphenols and flavonoids were 183.136 mg/g extract and 7.37 mg/g extract, respectively. DPPH and FRAP showed low antioxidant activity for the extract. The antibacterial and antifungal activities were not of clinical relevance, showing MIC > 1024 l g/mL. However, synergism was observed between HELZJ and the antibiotics amikacin and gentamicin, which resulted in decreased bacterial drug resistance. EHFZJ showed low toxicity in fibroblasts in vitro, while antiparasitic results against Trypnosoma cruzi, Leishmania braziliensis and Leishmania infantum were not clinically relevant. Thus, our results indicate that Z. joazeiro Mart. (HELZJ) could be a source of plant-derived natural prod- ucts that could lead to the development of promising new antibiotic compounds for infectious diseases. Ó 2014 Elsevier Ltd. All rights reserved.
Mostrar mais

7 Ler mais

Pré-tratamento com ácido sulfúrico na germinação de sementes de Ziziphus joazeiro Mart.: Rhamnaceae.

Pré-tratamento com ácido sulfúrico na germinação de sementes de Ziziphus joazeiro Mart.: Rhamnaceae.

ABSTRACT: Pretreatment with sulfuric acid on Ziziphus joazeiro Mart. – Rhamnaceae seed germination. Ziziphus joazeiro Mart. is a Brazilian tree endemic to Caatinga and has been largely used in the Northeast of Brazil. Its seeds present tegument dormancy and this work aimed to evaluate pre-germinative treatments with concentrated sulfuric acid to break dormancy. Experimental design was completely randomized, with 9 treatments, i.e. 0, 30, 60, 90, 120, 150, 180, 210, and 240 min of immersion in concentrated sulfuric acid A.R. with three replicates of 50 seeds, in two experiments. In experiment 1, newly collected seeds were evaluated for 140 days. In experiment 2, 5-month stored seeds were evaluated for 100 days. Ziziphus joazeiro presents dormancy imposed by the endocarp that involves the seeds, and sulfuric acid should be used for 180 min on newly collected seeds and for 240 or 270 min on 5-month stored seeds in order to reach 80% emergence. Seed storage time may influence the germinative response, with faster emergence after 5-month storage.
Mostrar mais

7 Ler mais

Predição de modelos sobre a cinética de secagem de folhas de Ziziphus joazeiro Mart.

Predição de modelos sobre a cinética de secagem de folhas de Ziziphus joazeiro Mart.

Foram utilizadas para a realização da cinética de secagem folhas de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart.) provenientes da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). As folhas foram coletadas manualmente pela manhã no horário das 7:00 as 8:00 h, apresentando teor de água em torno de 58% (base úmida). O material foi encaminhado ao Laboratório de Química e Biomassa (LBQ) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) para seleção, determinação do teor de água e secagem em estufa com circulação forçada de ar.

6 Ler mais

Fenologia reprodutiva e sistema de polinização de Ziziphus joazeiro Mart. (Rhamnaceae): atuação de Apis mellifera e de visitantes florais autóctones como polinizadores.

Fenologia reprodutiva e sistema de polinização de Ziziphus joazeiro Mart. (Rhamnaceae): atuação de Apis mellifera e de visitantes florais autóctones como polinizadores.

RESUMO – (Fenologia reprodutiva e sistema de polinização de Ziziphus joazeiro Mart. (Rhamnaceae): atuação de Apis mellifera e de visitantes florais autóctones como polinizadores). Ziziphus joazeiro é uma espécie endêmica da Caatinga, com grande utilidade econômica, cuja biologia reprodutiva é pouco conhecida. Este estudo aborda a fenologia reprodutiva, a biologia floral e o sistema de polinização de Ziziphus joazeiro no Cariri Paraibano, Nordeste do Brasil. Os períodos de floração e de frutificação ocorreram no fim da estação seca e início da chuvosa, com picos nos meses de dezembro (floração) e fevereiro (frutificação). As flores são do tipo disco, esverdeadas, duram cerca de 12 horas e possuem disco nectarífero largo e amarelo, o qual circunda o gineceu. Ocorre protandria associada a outro tipo de dicogamia, a heterodicogamia. Ziziphus joazeiro produz néctar em pequena quantidade (1 µl), com alta concentração de açúcares (75%). Os visitantes florais observados foram vespas, abelhas e moscas. Apis mellifera apresentou maior freqüência de visitas (77,5%), seguida pelo grupo das vespas (20,4%), ambos considerados polinizadores efetivos. As moscas e as outras espécies de abelhas apresentaram baixo percentual de visitas (2,1%) e foram consideradas pilhadoras de néctar. A elevada taxa de desenvolvimento inicial de frutos por inflorescência pode sugerir alta eficiência dos polinizadores, uma vez que o mecanismo de dicogamia presente na espécie praticamente impede a ocorrência de autopolinização espontânea e de geitonogamia.
Mostrar mais

11 Ler mais

Alelopatia em extratos de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. - Rhamnaceae).

Alelopatia em extratos de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. - Rhamnaceae).

RESUMO – (Alelopatia em extratos de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. – Rhamnaceae)). O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial alelopático do extrato de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart.) sobre as sementes de alface (Lactuca sativa). O experimento foi conduzido em deli- neamento inteiramente casualizado com 4 repetições e cinco tratamentos (0%, 25%, 50%, 75% e 100% de concentração do extrato bruto). O extrato bruto foi obtido após a extração manual da polpa do fruto e agitação com água em liquidifi cador utilizando-se 50g de polpa para 500ml de água, e o mesmo foi feito com a casca do fruto. Os resultados mostraram efeito do extrato dependendo da concentração. As maiores concentrações do extrato (100%, 75% e 50%) da polpa dos frutos Z. joazeiro apresentaram efeito alelopático desfavorável sobre a germinação de alface, reduzindo-a em 100%, 98,75% e 82,5% respectivamente. O extrato das cascas dos frutos nas concentrações de 75% e 100% reduziu a germinação da alface em 28,75% e 78,75%.
Mostrar mais

4 Ler mais

Polinização de Spondias tuberosa Arruda (Anacardiaceae) e análise da partilha de polinizadores com Ziziphus joazeiro Mart. (Rhamnaceae), espécies frutíferas e endêmicas da caatinga.

Polinização de Spondias tuberosa Arruda (Anacardiaceae) e análise da partilha de polinizadores com Ziziphus joazeiro Mart. (Rhamnaceae), espécies frutíferas e endêmicas da caatinga.

ABSTRACT – (Pollination of Spondias tuberosa Arruda (Anacardiaceae) and analysis of pollinators share with Ziziphus joazeiro Mart. (Rhamnaceae), fruit species endemic to the “caatinga”). Spondias tuberosa Arruda, an endemic species of “caatinga”, has a great economic importance, because its fruits are highly commercialized. Nevertheless, there are no researches concerning floral and pollination biology of this species, that would be important to agriculture research. The objective of this study was to analyse the reproductive phenology, floral biology and pollination of Spondias tuberosa, and to compare the similarity of its pollinators with those of Ziziphus joazeiro Mart., in the “caatinga”. This study was carried out in the municipality of Boa Vista, Paraíba State, Brazil. The flowering and fruiting season occurred at the end of dry season and during the whole wet season, respectively. Spondias tuberosa is andromonoecious and possess hermaphrodites and male flowers on the same inflorescence. The flowers are white and have two groups of stamens. The hermaphrodite flowers have a pentacarpelar gynoecium with a single ovule while the male flowers present a pistiloid. Flower opening changes according to development stage of the inflorescence. The majority of hermaphrodite flowers open on the initial development stage. The anthesis began at 5:00h, lasting two days to hermaphrodite flowers and one day to male flowers. Eight species of wasps, six of bees and four of flies were registered visiting flowers of Spondias tuberosa. Scaptotrigona postica flavisetis Moure, Trigona fuscipennis Friese (Apidae) and Polybia ignobilis Haliday (Vespidae) were the mainly pollinators. The similarity between the pollinators of Spondias tuberosa and Ziziphus joazeiro was low, suggesting that the reproductive success of theses species was not affected by pollinator’s share, despite the fact that flowering occur at the same time.
Mostrar mais

12 Ler mais

Atividade alelopática de extratos de diferentes partes de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. - Rhamnaceae).

Atividade alelopática de extratos de diferentes partes de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. - Rhamnaceae).

(Atividade alelopática de extratos de diferentes partes de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. – Rhamnaceae). O objetivo neste trabalho foi avaliar o potencial alelopático do extrato de cascas e de folhas juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart.) sobre as sementes de alface (Lactuca sativa L.). Foram conduzidos dois experimentos, em ambos foi usado o deline- amento inteiramente casualizado. No primeiro foram realizadas quatro repetições e cinco tratamentos (EF - extrato de folhas a 100 °C, EF - extrato de folhas a 25 °C, EC - extrato de cascas a 100 °C, EC - extrato de cascas a 25 °C, e água destilada). No segundo foram realizados cinco tratamentos (0%, 25%, 50%, 75% e 100% de concentração do extrato bruto) e quatro repetições com 20 sementes de alface. O extrato bruto foi obtido após a agitação das cascas e das folhas com água em liquidificador utilizando-se 50 g de material para 500 ml de água. Os resultados mostraram efeito do extrato dependendo da concentração. Os extratos brutos e diluídos de Z. joazeiro não afetaram a germinação, mas nas maiores concentrações causaram elevada porcentagem de plântulas anormais e o extrato de folhas e de cascas extraído a 100 °C reduziram o crescimento da raiz e parte aérea. Extratos aquosos de cascas e de folhas de Z. juazeiro apresentam efeito fitotóxico na germinação de sementes de L. sativa.
Mostrar mais

6 Ler mais

ESTUDO DA ACEITAÇÃO DE PALMITOS

ESTUDO DA ACEITAÇÃO DE PALMITOS

Dessa forma, este trabalho teve como objetivo verificar a aceitação do consumidor com relação a quatro tipos de palmito: açaí (Euterpe oleracea Mart.), juçara (Euterpe edulis Mart.), palmeira real (Archontophoenix cunninghamii) e pupunha (Bactris gasipaes). Também foram analisados a qualidade microbiológica, bem como pH, acidez e sólidos solúveis.

8 Ler mais

Palinologia de espécies de Mimosa L. (Leguminosae - Mimosoideae) do Semi-Árido brasileiro.

Palinologia de espécies de Mimosa L. (Leguminosae - Mimosoideae) do Semi-Árido brasileiro.

Para análise sob microscopia óptica (MO), seguiu-se o método padrão de acetólise de Erdtman (1960). Os grãos de pólen montados em lâminas com gelatina- glicerinada foram medidos até sete dias após a sua preparação (Salgado-Labouriau 1973). Para as espécies Mimosa adenophyllla Taub. e Mimosa ursina Mart., em que foi observado dimorfismo polínico, analisou-se além do material acetolisado, também o material fresco proveniente de outros espécimes. As lâminas encontram- se depositadas na palinoteca do Laboratório de Micromorfologia Vegetal da Universidade Estadual de Feira de Santana (LAMIV).
Mostrar mais

12 Ler mais

Diversidade de fungos associados a Parlatoria ziziphus (Lucas)(Hemiptera: Diaspididae) em Citros

Diversidade de fungos associados a Parlatoria ziziphus (Lucas)(Hemiptera: Diaspididae) em Citros

El Bolok et al. (1985) e Gravena et al.(1995) observaram que P. ziziphus prefere a superfície superior das folhas. Para a identificação das espécies de fungos con- sideraram-se os aspectos dos corpos de frutificação e dos esporos. Utilizando a chave de Booth (1971), descrições e ilustrações de Rossman (1978) e Yasem De Romero (1984), confirmou-se o gênero e a espécie em questão, quando possível.

7 Ler mais

Composição florística e fitossociologia do cerrado sentido restrito no município de Água Boa - MT.

Composição florística e fitossociologia do cerrado sentido restrito no município de Água Boa - MT.

RESUMO ESUMO ESUMO ESUMO ESUMO – – – – – (Composição florística e fitossociologia do cerrado sentido restrito no município de Água Boa – MT).O estudo foi conduzido no município de Água Boa , no Vale do Araguaia, área de ecótono entre o Cerrado e Amazônia, que apresenta um complexo vegetacional com o predomínio do cerrado. O objetivo deste trabalho foi estudar a composição florística e a fitossociologia do cerrado sentido restrito na região. Foram alocadas dez parce- las de 20x50m (1000m²). Entraram na amostragem todos os indivíduos lenhosos com diâmetro no nível do solo igual ou superior a 5cm. Além da amostragem com identificação in loco das espécies, foram efetuadas incursões de coleta em áreas próximas, para ampliar o levantamento da composição florística. Foram encontradas 34 famílias botânicas, contendo 60 gêneros e 80 espécies. A família Leguminosae apresentou o maior número de espécies (10), seguida por Myrtaceae (7), Vochysiaceae (6) e Malpighiaceae (5). Outras 19 famílias foram representadas por uma única espécie. As espécies com maior Índice de Valor de Importância foram Curatella americana L., Qualea parviflora Mart., Callisthene fasciculata Mart., Mezilaurus crassiramea (Meiss) Taub. e Byrsonima crassa Nied. Treze espécies estiveram representadas por um único indivíduo. A densidade foi de 995 indivíduos/ha e a área basal de 7,5 m 2 /ha. O índice de Shannon encontrado (H’) foi de 3,69, evidenciando a alta diversidade da área.
Mostrar mais

10 Ler mais

Macropropagation and micropropagation of Ziziphus spina-christi

Macropropagation and micropropagation of Ziziphus spina-christi

Ziziphus spina-christi (L.) Desf. is a naturally distributed tree of subtropical, arid and semi-arid parts of Iran. The species is ecologically and economically important for its tolerance to drought and salinity, besides the high value of nonwood products, particularly fruit nutrition, leaves and shoots saponin, and tannin substrates (Weinges & Schick, 1994; Mahran et al., 1996; Sudhersan & Hussain, 2003). Since it is a cross- pollinated plant and a wide range of genetic variability exists in nature, vegetative propagation, particularly

7 Ler mais

Estudo do potencial de regeneração natural : uma análise da chuva de sementes e do estrato regenerante da vegetação ciliar na bacia hidrográfica do rio Taperoá, semiárido paraibano, Brasil

Estudo do potencial de regeneração natural : uma análise da chuva de sementes e do estrato regenerante da vegetação ciliar na bacia hidrográfica do rio Taperoá, semiárido paraibano, Brasil

composição, estrutura e dinâmica da regeneração natural foi verificada com a distribuição de 72 parcelas de 1 X 1 m ao longo do curso de água, registrando-se os indivíduos jovens lenhosos com altura ≥ 0,20 m e DNS < 3 cm. Levantou-se 36 espécies e 380 indivíduos no primeiro inventário e 39 espécies e 391 indivíduos no segundo. A maioria das espécies pertence ao grupo ecológico das pioneiras e secundárias iniciais, sendo a autocoria e zoocoria as síndromes de dispersão predominantes. Apenas três espécies ocorreram em todas as classes de tamanho nos dois inventários e os maiores índices de regeneração natural foram obtidos por Croton rhamnifolioides, Combretum pisonioides, Indeterminada 1, Manihot glaziovii e Ziziphus joazeiro. As taxas de ingresso e mortalidade para a comunidade foram 13,8% e 11,3% respectivamente. Os valores de diversidade e equabilidade nos dois inventários foram 2,888 nats.ind. -1 e 0,806 e 2,879 nats.ind. -1 e 0,786 respectivamente. De modo geral, os dados demonstram que nas áreas ciliares do semi-árido o banco de indivíduos jovens é de fundamental importância para a regeneração desses ambientes, pois permite o estabelecimento de espécies pioneiras e secundárias iniciais proporcionando um incremento na riqueza de espécies arbustivas e arbóreas na comunidade.
Mostrar mais

112 Ler mais

Sobre a ocorrência dos estômatos "Graminóides" em espécies do gênero Virola e em outras Dicotiledôneas.

Sobre a ocorrência dos estômatos "Graminóides" em espécies do gênero Virola e em outras Dicotiledôneas.

inundada do Distrito Federal (Xylopia emarginata Mart) Annonaceae. Ia: Anais da Soe[r]

5 Ler mais

Linking variations in sea spray aerosol particle hygroscopicity to
composition during two microcosm experiments

Linking variations in sea spray aerosol particle hygroscopicity to composition during two microcosm experiments

On 9 July, particles from the indoor MART were sam- pled immediately following nutrient addition. Further sam- pling was delayed until chlorophyll a (Chl a) concentrations exceeded approximately 12 µg L −1 , which occurred 7 days after nutrient addition. (The same seawater as used in the in- door MART was added to a separate MART and sampled im- mediately after collection and before nutrient addition. How- ever, the resulting particle size distribution from this MART differed substantially from those measured from the indoor MART, with a much greater contribution of large particles. Thus, the measurements from this separate MART are not directly comparable to the measurements from the indoor MART and are not considered further.) The outdoor MART was only sampled after Chl a concentrations exceeded ap- proximately 12 µg L −1 , which occurred 3 days after nutrient addition. This delay in sampling from when the water and nutrients were first added to the MARTs is necessary be- cause the plunging process can lead to lysis of the phyto- plankton cells during this vulnerable growth period, which will inhibit phytoplankton growth (Lee et al., 2015). Ulti- mately, SSA from the initially collected water from the in- door MART was sampled on 9 July, and subsequent sampling commenced periodically from 19 July through 31 July, i.e., beginning 11 days after the water was collected. Sampling from the outdoor MART did not commence until 22 July, continuing through 1 August. During the growth period and
Mostrar mais

16 Ler mais

Sensibilidade de sementes de Cupuí (Theobroma subincanum) à redução do grau de umidade e a exposição à baixa temperatura.

Sensibilidade de sementes de Cupuí (Theobroma subincanum) à redução do grau de umidade e a exposição à baixa temperatura.

grau de umidade e sensibilidade à baixa temperatu - ra em sementes de cupuí ( Theobroma subincanum. Mart.)[r]

6 Ler mais

Caracterização química, microbiológica e farmacognóstica da polpa de coquinho-azedo (Butia capitata (Mart) Becc) produzida em Arinos-MG

Caracterização química, microbiológica e farmacognóstica da polpa de coquinho-azedo (Butia capitata (Mart) Becc) produzida em Arinos-MG

A palmeira Butia capitata (Mart.) Becc., também conhecida como coquinho-azedo, é uma das espécies de importância para o bioma do cerrado. O fruto nativo é explorado pelos agricultores extrativistas do Norte de Minas Gerais. No decorrer da safra, frutos, folhas e estipes podem ser continuamente utilizados representando uma fonte de renda. Além disso, a comercialização do fruto in natura ou processado na forma de suco, sorvete, geléia, licor ou compota aponta seu uso potencial na dieta da população regional.

44 Ler mais

Show all 707 documents...