Top PDF Alopecia frontal fibrosante: relato de seis casos.

Alopecia frontal fibrosante: relato de seis casos.

Alopecia frontal fibrosante: relato de seis casos.

da como alopecia areata ofiásica, realizou infiltrações com triancinolona por duas ocasiões sem qualquer repilação. Foi feita então biópsia do couro cabeludo, sendo o estudo histológico longitudinal inicialmente inconclusivo, apresentando discreto infiltrado infla- matório no istmo, sem tocar o folículo. Numa segun- da oportunidade, três meses após as infiltrações, foram coletadas duas amostras, para cortes longitudi- nais e transversais. Dessa vez apenas um dos folículos apresentou infiltrado liquenóide perifolicular. A paciente usou cloroquina 250mg/dia por seis meses com progressão do quadro apesar do tratamento. Realizou cinco infiltrações de triancinolona 10mg/ml a cada seis ou oito semanas, associadas ao uso diário de solução de minoxidil a 5% por sete meses, com progressão da rarefação em avaliações fotográficas sucessivas. Está em uso de finasterida 2,5mg/dia há quatro meses com aparente estabilidade do quadro por controle fotográfico.
Mostrar mais

6 Ler mais

Prurido do traje de banho: relato de seis casos no Sul do Brasil.

Prurido do traje de banho: relato de seis casos no Sul do Brasil.

Apesar de não ter sido identificado nos locais dos acidentes o agente mais provável da dermatite (larvas plânulas), uma colônia viva de L. unguiculata foi observada na Reserva do Arvoredo (Florianópolis, SC) em 2001. O local dista cerca de 80 km da região onde foram observados os casos descritos e o ano de 2001 foi o da observação do maior número de casos deste trabalho. A colônia observada em Florianópolis ainda está em cultivo no Instituto de Biociências da USP-SP (AC Morandini: comunicação pessoal, 2004). Os casos apresentados neste relato são típicos, em bases epidemiológicas e clínicas: todos os casos iniciaram no momento dos banhos de mar; a maioria dos casos ocorreu em crianças, possivelmente por permaneceram um período de exposição maior dentro da água que os adultos e a dermatite se manifestou por pápulas eritematosas extremamente pruriginosas sob as vestes de banho. Estes são os primeiros seis casos relatados na Região Sul do Brasil, mostrando dessa forma, a presença da dermatite, e evidenciando com isso implicações clínicas e terapêuticas para os médicos que atuam nas áreas litorâneas do país.
Mostrar mais

4 Ler mais

Meningoencefalite na fase aguda do sarampo : relato de seis casos.

Meningoencefalite na fase aguda do sarampo : relato de seis casos.

RESUMO - Apresentamos 6 casos de meningoencefalite aguda por sarampo, diagnosticados durante epidemia na cidade de São Paulo, em 1997. Os prontuários dos 6 pacientes foram analisados retrospectivamente. O diagnóstico de meningoencefalite baseou-se nas alterações clínicas e liquóricas, e foi confirmado por sorologia específica. Dos 467 pacientes com sarampo atendidos no Instituto de Infectologia Emílio Ribas nesse período, estes 6 evoluíram com alterações neurológicas e liquóricas durante a fase exantemática, sendo a sonolência e rigidez de nuca os achados mais frequentes. Os pacientes tinham entre 2 meses e 28 anos de idade. O exame do líquor mostrou pleocitose em todos. Não houve correlação entre a severidade do quadro clínico e liquórico com a evolução. Em 4 casos foi necessária internação na unidade de terapia intensiva; destes, 2 foram intubados. Apenas 2 pacientes apresentaram alterações na tomografia computadorizada de crânio. Todos tiveram boa evolução, sem sequelas.
Mostrar mais

5 Ler mais

Trombose séptica do seio cavernoso: relato de seis casos.

Trombose séptica do seio cavernoso: relato de seis casos.

A tomografia computadorizada com contraste (TCC) e os achados clínicos foram as formas utilizadas para o diagnóstico de TSSC. A TCC confirmou o diagnóstico em dois casos evidenciando-se ausência de contraste no seio cavernoso. Na maioria dos casos, havia imagens inespecíficas de TSSC, como edema cerebral e hipodensidades.

6 Ler mais

Automutilação ocular: relato de seis casos de enucleação ocular.

Automutilação ocular: relato de seis casos de enucleação ocular.

temente apresentava um quadro concomitante de insinuações e convites para que outros pacientes ou enfermeiros do sexo masculino tivessem atos sexuais com ele. Dizia que nunca ha- via tido relações heterosexuais porque as mulheres quando se aproximavam dele “se transformavam no Satanás”. Encaminha- do ao nosso serviço após cometer um ato de automutilação ocular grave (arrancou o olho esquerdo com as próprias mãos), justificando seu comportamento dizendo que “não estava mais agüentando ver o fogo do inferno” e que “precisava livrar o mundo dos pecados”. Além disso, afirmava que praticou a auto- enucleação obedecendo Mateus, 5:29. Foi reencaminhado ao hospital psiquiátrico de origem, onde praticamente vivia, per- manecendo internado naquele hospital por cerca de um ano. Voltou então a apresentar idéias e planos de arrancar o outro olho. Foi novamente trazido para nossa enfermaria, tendo-se introduzido clozapina (300 mg/dia). Após cinco a seis semanas de uso de clozapina, apresentou melhora marcante de suas alu- cinações e delírios, podendo passar a viver normalmente com os pais e a ser tratado em regime de hospital-dia (mantendo-se nesta condição terapêutica há mais de um ano).
Mostrar mais

7 Ler mais

Tinea nigra: relato de seis casos no Estado do Paraná.

Tinea nigra: relato de seis casos no Estado do Paraná.

Resumo: Seis casos de Tinea nigra diagnosticados no Serviço de Dermatopediatria do Hospital de Clínicas de Curitiba, UFPR, no período entre 1978 e 2001 são descritos. Trata-se de quatro crianças em idade esco- lar que tiveram contato com areia da praia e dois adolescentes. Em um dos casos as lesões são de local- ização plantar bilateral, configurando o primeiro desse tipo relatado na literatura nacional.

8 Ler mais

Dieta cetogênica para epilepsia intratável em crianças e adolescentes: relato de seis casos.

Dieta cetogênica para epilepsia intratável em crianças e adolescentes: relato de seis casos.

A introdução da DC exigia uma inter- nação de no mínimo cinco dias, realizada após a verificação dos resultados dos exa- mes de triagem. Os autores adotaram o recurso de manter o paciente em jejum até o aparecimento de cetose plena (detectada através de cetonúria no grau 4+). Durante o jejum, o paciente foi mantido com hidra- tação intravenosa sem glicose em dois ter- ços da taxa hídrica plena e monitorado com aferição dos sinais vitais e medição da glicemia capilar e cetonúria a cada seis ho- ras. Uma vez ao dia, enviavam-se ao labora- tório amostras para a glicemia, eletrólitos, ácido úrico, uréia e creatinina, amino- transferases hepáticas e exame de urina. Uma vez instalada a cetose plena, a DC era iniciada. As refeições foram introduzidas em volumes progressivos, 1/3 do volume no primeiro dia, 2/3 no segundo dia e volume total no terceiro dia. Para facilitar a prepara- ção da dieta no hospital, os autores optaram por fornecer apenas a gemada (contendo creme de leite com teor de lipídios de 35%, ovo e triglicerídios de cadeia média) nas três refeições diárias 17 . Durante a internação, a
Mostrar mais

6 Ler mais

Prevalência das manifestações clínicas iniciais da granulomatose de Wegener no Brasil: relato de seis casos e revisão da literatura.

Prevalência das manifestações clínicas iniciais da granulomatose de Wegener no Brasil: relato de seis casos e revisão da literatura.

Objetivos: Descrever as manifestações clínicas iniciais da Granulomatose de Wegener (GW) diagnosticada no Brasil. Pacientes e Métodos: Análise retrospectiva de seis prontuários do Serviço de Reumatologia do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), assim como a realização de um levantamento bibliográico dos casos de GW descritos no Brasil obtidos dos bancos de dados LILACS, SciELO e MEDLINE. Resultados: O estudo identiicou 49 pacientes; 15 (31%) do sexo masculino e 34 (69%) do sexo feminino. A forma sistêmica ocorreu em 35 pacientes (73%): 28 adultos, cinco crianças e dois adolescentes. A doença limitada ocorreu em 13 adultos e uma criança. A média da idade adulta no início da doença foi de 42,2 anos (18 a 65 anos). O quadro clínico agudo, com sintomas há menos de três meses do diagnóstico, ocorreu em 41% (20/49) da casuística e a forma insidiosa, em 59% (29/49) dos pacientes. A prevalência das manifestações clínicas iniciais nos adultos com doença sistêmica (n = 28) foi 64% (18/28) das vias aéreas superiores (VAS), 36% (10/28) pulmonares, 18% (5/28) renais, 25% (7/28) oculares, 11% (3/28) cutâneas, 25% (7/28) musculoesqueléticas e 7% (2/28) neurológicas. Na forma limitada do adulto (n = 13), os sintomas prevalentes foram 84% (11/13) VAS, 23% (3/13) oculares e 15% (2/13) pulmonares. Conclusão: No Brasil, a prevalência das manifestações clínicas iniciais da GW foi semelhante aos resultados da literatura. A falta de especiicidade dos sintomas pode retardar o diagnóstico na forma insidiosa da doença e aumentar a morbimortalidade das formas agudas.
Mostrar mais

9 Ler mais

Paraqueratose granular: relato de seis casos em crianças.

Paraqueratose granular: relato de seis casos em crianças.

Em 1991 Northcutt e colaboradores descreve- ram quatro casos de uma nova entidade denominan- do-a paraceratose granular axilar. As lesões, localizadas nas axilas, eram caracterizadas por placas hiperpig- mentadas ou eritematosas, uni ou bilaterais e prurigi- nosas. A histologia demonstrava a presença de hiperpa- raqueratose com permanência dos grânulos de quera- to-hialina no estrato córneo. 3 Essa dermatose é adqui-

6 Ler mais

Alopecia frontal fibrosante: relato de caso.

Alopecia frontal fibrosante: relato de caso.

Resumo: A alopécia frontal fibrosante é uma forma de alopécia cicatricial progressiva e, frequentemente, irrever- sível, marcada por um infiltrado liquenóide na histologia. Desde sua primeira descrição, em 1994, na Austrália, alguns casos têm sido documentados em todo o mundo. O artigo relata, pela segunda vez na literatura, um caso brasileiro e revisa os principais aspectos desta dermatose.

4 Ler mais

Ameloblastoma: uma análise clínica e terapêutica de seis casos.

Ameloblastoma: uma análise clínica e terapêutica de seis casos.

dos demonstram que quando o tumor é percebido pela própria pessoa ou pelo profissional, já se apresenta um volume con- siderável. Outro grande empecilho é que, em muitos casos, os pacientes percebem a tumorac¸ão de consistência óssea, mas acabam por procurar atendimento médico depois de algum tempo de evoluc¸ão, que pode chegar a anos depois. Nessa série de casos todos os pacientes eram pessoas de baixa classe social e com dificuldades de acesso aos servic¸os de saúde. Por isso, eram tumores com maior tempo de evoluc¸ão e, por- tanto, de grandes dimensões. Houve relato de infiltrac¸ão de tecidos moles adjacentes, que pode ocorrer em tumores mais volumosos. 1 Um desses casos até teve um tempo de evoluc¸ão
Mostrar mais

4 Ler mais

Padrão dermatoscópico das alopecias cicatriciais causadas por lúpus eritematoso discoide e líquen plano pilar.

Padrão dermatoscópico das alopecias cicatriciais causadas por lúpus eritematoso discoide e líquen plano pilar.

Estudo transversal e descritivo realizado com a participação dos ambulatórios de alopecia e de lesões melanocíticas/dermatoscopia do departamento de Dermatologia. Foram selecionados, pelos achados clínicos e histopatológicos do couro cabeludo, quatro casos de pacientes com líquen plano pilar clássico, cinco casos de alopecia fibrosante frontal (AFF) e cinco casos de pacientes com lúpus eritematoso discoide. Todas as pacientes eram do sexo feminino, com idade média de 55 anos.

5 Ler mais

Perda pilosa por líquen plano pilar após transplante capilar: relato de dois casos e revisão da literatura.

Perda pilosa por líquen plano pilar após transplante capilar: relato de dois casos e revisão da literatura.

Paciente 1: paciente do sexo masculino, 50 anos, apresentou-se com queixa de perda dos fios na área receptora após transplante capilar realizado em outro serviço seis anos antes. Ao exame, o paciente apresentava rarefação e falhas difusas na parte superior da cabeça e vértex (Figura 1). Observaram-se falhas difusas e coalescentes nas regiões occipital e lateral da cabeça, sugestivas de alopecia cicatricial (Figura 2). Novo transplante capilar foi contraindicado neste caso pelo comprometimento extenso da área doadora, além de a expectativa do paciente ser incompatível com o resultado que poderia ser obtido. Não há seguimento deste caso.
Mostrar mais

4 Ler mais

Introdução: Na rede, com intermitências: seis casos etnográficos

Introdução: Na rede, com intermitências: seis casos etnográficos

Nos seis textos aqui reunidos são exploradas as potencialidades contempo- râneas de fazer etnografia online, mas também valorizados os usos etnográficos mais pontuais da internet. Afinal, fica sobretudo dada conta da ubiquidade da rede nas nossas vidas e já nas de grande parte das pessoas com quem os antropólogos trabalham. Notamos, por exemplo, como é amplo neste dossiê o leque dos temas e também das respetivas remissões geográficas, ficando referidos, por exemplo, países (Ucrânia, Brasil, Bangladeche), regiões (Douro Internacional, Bengala) e cidades (Brazzaville, Kinshasa, Recife), ainda que qualquer destes contextos não se vincule como lugar definido de inscrição do exercício etnográfico. De facto, não estão em causa, definitivamente, esses “terrenos” clássicos que alguns ainda tivemos a velei-
Mostrar mais

7 Ler mais

Alopecia: manifestação cutânea rara de sarcoidose.

Alopecia: manifestação cutânea rara de sarcoidose.

Abstract: Sarcoidosis is a multi-system granulomatous disease that generally affects the respiratory tract and hilar lymph nodes. The skin is also commonly involved, although cutaneous sarcoidosis on the scalp is rare. Two cases of scalp sarcoidosis are reported: the first presented with patchy alope- cia, cutaneous sarcoidosis and also systemic disease in a black patient; the second case is related to an uncommon presentation with alopecia as the single cutaneous manifestation in a Caucasian patient with pulmonary sarcoidosis. Scalp sarcoidosis deserves special attention because there is a high incidence of other systemic lesions with this cutaneous manifestation, thus a careful investiga- tion should be performed in these patients.
Mostrar mais

4 Ler mais

Síndrome de Tolosa-Hunt: análise de seis casos.

Síndrome de Tolosa-Hunt: análise de seis casos.

A corticoterapia oral com prednisona na dose de 1 mg/kg/dia é preconizada a todos os pacientes com diagnóstico estabelecido de STH. Aliás, a me- lhora substancial da dor em até 72 horas de trata- mento é utilizada como critério diagnóstico pela IHS-2004 7,9,11,14,15 . Em casos refratários à corticote-

4 Ler mais

Queratose folicular espinulosa decalvante: relato de caso.

Queratose folicular espinulosa decalvante: relato de caso.

Apesar de ser genodermatose rara, a queratose folicular espinulosa decalvante deve ser aventada em todos os casos de hiperqueratose com alopecia, já que, além do aconselhamento genético necessário, em alguns casos, o tratamento desta afecção deve ser instituído o mais precoce possível (ideal ainda na fase de atividade inflamatória exuberante) a fim de se retardar e minimizar as sequelas cicatriciais. 

4 Ler mais

Evolução clínica e tomográfica da osteomielite frontal: relato de caso.

Evolução clínica e tomográfica da osteomielite frontal: relato de caso.

O diagnóstico desta patologia deve ser baseado nos achados clínicos típicos, incluindo dor localizada, edema frontal, abscesso flutuante, deformidade, instabilidade, fístulização e rinorreia, podendo estar associados a queixas de cefaleia, fotofobia, febre, irritabilidade, vômitos e letargia (2,5,6,7). Esse diagnóstico deve ser complementado com exames radiológicos, tais quais a tomografia computadorizada (TC) de alta resolução e a cintilografia com gálio-67 e tecnécio-99m. A incidência de osteomielite na literatura não está bem estabelecida, e quando se apresenta como com- plicação de uma rinossinusite frontal, pode representar um desafio diagnóstico, com a possibilidade de um retardo no seu reconhecimento e evoluindo com maior morbidade.
Mostrar mais

5 Ler mais

TRATAMENTO CIRÚRGICO DE FRATURA DE OSSO FRONTAL: RELATO DE CASO CLÍNICO

TRATAMENTO CIRÚRGICO DE FRATURA DE OSSO FRONTAL: RELATO DE CASO CLÍNICO

O presente estudo relata um caso clínico de fratura de osso frontal devido a agressão física, onde constatou-se fratura e afundamento da parede anterior do seio frontal. São muitas as complicações referentes a esse tipo de fratura, das quais podem ser oftalmológicas, cerebrais e estéticas. O trata- mento para o caso tem como objetivo a prevenção da in- fecção, correção da drenagem do líquido cefalorraquidiano, isolamento intracraniano e a restauração da estética e fun- ção. Optou-se pelo acesso coronal, devido sua grande expo- sição da fratura e facilidade na redução, além da estética, apesar de apresentar desvantagens ao paciente como maior morbidade pós-operatória, estética comprometida em pa- cientes com alopecia e risco de lesões no Nervo Facial. Veri- ficou-se a integridade do ducto frontonasal e foi realizada a instalação de parafuso de Carrol-Girard para redução da fratura. Foram instaladas placas e parafusos. O paciente foi acompanhado durante os 6 primeiros meses, e apresen- tou melhora da estética e não comprometimento funcional das estruturas anatômicas.
Mostrar mais

6 Ler mais

Show all 10000 documents...