Top PDF Análise e avaliação da gestão de resíduos da construção civil em Belo Horizonte

Análise e avaliação da gestão de resíduos da construção civil em Belo Horizonte

Análise e avaliação da gestão de resíduos da construção civil em Belo Horizonte

Este trabalho aborda, por meio de uma visão multidisciplinar, o processo de gestão de resíduos da construção civil (RCC), em especial na cidade de Belo Horizonte. O estudo foi desenvolvido a partir da análise da legislação existente e de dados estatísticos sobre o assunto. Nesse sentido, procedeu-se a uma avaliação da eficácia de processos de gestão de resíduos na construção civil em Belo Horizonte, a uma análise da eficiência no processo de geração e aproveitamento desses resíduos e a um estudo de alternativas para utilização dos mesmos. O volume de resíduos da construção civil aterrados no Brasil em lixões ou áreas específicas é a da ordem de 4,5 milhões de toneladas, sendo que a Região Sudeste, onde se situa Belo Horizonte, é responsável por aproximadamente 3,5 milhões de toneladas. Já o volume de RCC que é reciclado no país é da ordem de apenas 900 mil toneladas, sendo praticamente 100% na Região Sudeste. Foi possível constatar que no restante das regiões do Brasil a gestão e a destinação correta de RCC não são tratadas com a devida importância. Belo Horizonte se destaca por adotar um modelo de gestão desses resíduos bastante avançado em relação a outras cidades brasileiras, com a implantação de estruturas físicas para destinação e reciclagem, as chamadas Estações de Reciclagem e as Unidades de Recebimento de Pequenos Volumes, conhecidas como URPV’s. Mas, apesar disso, assim como todas as prefeituras do Brasil, não exige um projeto de gestão de RCC antes mesmo do início das obras, conforme determinado por resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA. A pesquisa realizada permite comprovar também que uma maior eficiência na gestão de RCC está diretamente ligada à questão da compatibilização de projetos, que possibilita uma sensível minimização da geração de resíduos nas obras, contribuindo para ampliar o caráter de sustentabilidade das construções.
Mostrar mais

103 Ler mais

Políticas e práticas de gestão ambiental: uma análise da gestão dos resíduos da construção civil na cidade de Belo Horizonte (MG).

Políticas e práticas de gestão ambiental: uma análise da gestão dos resíduos da construção civil na cidade de Belo Horizonte (MG).

A análise desse relato revela os limites do processo de integração entre os vários órgãos do poder público mu- nicipal dificultando a consolidação da ação integrada defendida por Philippi Jr. e Bruna (2004). Para esses auto- res, a gestão ambiental integrada requer a participação efetiva de todos os segmentos dos setores público e pri- vado cujas práticas de gestão cotidiana estão inter-relacionadas com a qualidade ambiental que se materializa por meio de políticas e práticas delas decorrentes. Portanto, evidencia-se a necessidade de uma maior mobiliza- ção e inserção de novos atores nas práticas de gestão de resíduos da construção civil, especialmente outros ór- gãos do poder público municipal. Uma maior participação desses atores proporcionaria uma maior integração, amplitude de contatos e compartilhamento de valores e objetivos, como sugere Teixeira (2002). Cabe lembrar que o poder público deve assumir o seu papel de coordenador da rede de políticas e práticas de gestão, sem, contudo, centralizar decisões e ações que requeiram a participação efetiva de outros atores (CERQUEIRA, 1992). Trata-se, portanto, de desenvolver um processo de coordenação ou governança em rede que amplie a conscientização dos atores (órgãos do poder público local, empresários, população, carroceiros e universidades, dentre outros) sobre o seu papel social, criando assim laços mais fortes que sejam capazes de dar sustentação ao desenvolvimento das políticas e práticas de gestão dos resíduos da construção civil.
Mostrar mais

25 Ler mais

Gestão de resíduos da construção civil: Análise da cidade de Floriano-Piaui

Gestão de resíduos da construção civil: Análise da cidade de Floriano-Piaui

A metodologia adotada foi a de pesquisa exploratória, descritiva e de campo. Para a coleta de dados foi utilizada a observação e no que tange aos instrumentos de coletas de dados foi escolhido os registros fotográficos, onde foram registrados alguns locais na cidade de Floriano-Piauí, onde encontravam-se os resíduos sólidos de construção civil descartados de forma inadequada, comprometendo assim o meio ambiente, bem como a qualidade de vida da população.

7 Ler mais

Práticas de gestão de resíduos da construção civil: uma análise da inclusão social de carroceiros e cidadãos desempregados.

Práticas de gestão de resíduos da construção civil: uma análise da inclusão social de carroceiros e cidadãos desempregados.

Paralelamente à implementação da infra-estrutura da rede de coleta de resíduos, discutida neste tópico, o poder público municipal formulou e implementou um conjunto de políticas e práticas de comunicação, mobilização so- cial, recuperação de áreas degradadas e de fiscalização ambiental. As referidas práticas são denominadas, pelo poder público, de rede programática, cujo propósito tem sido dinamizar a rede receptora do resíduo. Para tanto, elas apresentam as seguintes particularidades: a) a co- municação e a mobilização social: essa prática tem um caráter educativo, sensibilizatório e organizativo, que visa ao envolvimento e à efetiva participação do cidadão na busca de soluções para os problemas decorrentes da geração dos resíduos sólidos; b) recuperação de áreas degradadas: essa prática consiste em promover a lim- peza dos locais públicos que, geralmente, são usados para deposições clandestinas. Esses espaços seguem um projeto paisagístico, que conta com cercamento do local, pintura do meio-fio e jardinagem; e c) monitoramento e fiscalização: consiste em atuar com os agentes trans- portadores de resíduos e com a população em geral, na coibição do lançamento indiscriminado de resíduos.
Mostrar mais

12 Ler mais

Estudo da rede de gerenciamento de pequenos volumes de resíduos da construção civil em Belo Horizonte: uma análise espacial com o apoio do geoprocessamento

Estudo da rede de gerenciamento de pequenos volumes de resíduos da construção civil em Belo Horizonte: uma análise espacial com o apoio do geoprocessamento

The attempt to obtain a sustainable economic growth, as anticipated in international agenda, has been the guiding line both of public and private entities, in special in developing countries. In Belo Horizonte city, the adopted policy which guides the differentiate handling of the civil construction residual has implemented a program that is at present nationally known and constitutes a safe example, which deserves to be discussed. In this sense, the research seeks after understanding, in a clearer way the working operation of one of the sides of the program – the receiving net units for small volumes (URPV) – starting from the localization of such units. The purpose is to diagnose the suitability of the receiving net, vis-à-vis its main users, that is to say, the carters; to carry out predictable studies and to submit proposals which may contribute for a better performance of the units. To support the development of this work, spatial analysis patterns were applied, in order to identify in maps those areas which constitute obstacles related to the access of carters to the units, as well as to their service covering areas; to simulate areas prone to receive irregular depositions; and potential areas in which new facilities may be settled. The composition of maps was based on the Multicriteria Analysis technique and counted on collaboration both of technicians who work in the department and on carters, by means of appointments which were put into practice, in accordance with the Delphi method. The results obtained pointed out positive and negative aspects about the working operation of the aforesaid net. A large part of the URPV, settled within the municipality, in addition to be accessible to the carters, is located close to areas significantly prone to the accumulation of illegal residual, this fact having helped to minimize irregular practices. However, even presenting such suitability, many of these structures are working in an overloaded condition, performing only in part the functions for which they had been conceived. Absence of selection as for the material received, for instance, gives rise to a low percentage of recycled residual resulting from the units. In this sense, we believe that this research may add new elements and approaches concerning evaluations on the performance of this net, and, thus contributing for its integrated and systematic working operation.
Mostrar mais

122 Ler mais

Avaliação da tipologia dos resíduos de construção civil entregues nas usinas de beneficiamento de Belo Horizonte.

Avaliação da tipologia dos resíduos de construção civil entregues nas usinas de beneficiamento de Belo Horizonte.

• A origem dos RCC no que diz respeito a serem rejeitos provenientes de novas construções, demolição, reformas, terra bruta (incluindo-se nesta classificação as escavações e limpeza de terreno), rejeitos mistos (compostos por resíduos provenientes de fontes diversas) e resíduos oriundos das unidades de recebimento de pequenos volumes (URPV); • A interferência da tipologia da construção na qualidade dos agrega- dos obtidos a partir dos RCC reciclados. É necessário que se diga que esta avaliação da tipologia de construção refere-se ao padrão de obra executada ou demolida (baixo, normal e alto padrão). Estas tipolo- gias foram baseadas naquelas apresentadas pela NBR-12721 (ABNT, 2007) — avaliação de custos unitários de construção para incorpo- ração imobiliária e outras disposições para condomínios edilícios; • A correlação existente entre a questão logística das atividades de
Mostrar mais

6 Ler mais

Aplicações do agregado reciclado da construção civil na cidade de Belo Horizonte

Aplicações do agregado reciclado da construção civil na cidade de Belo Horizonte

Após dez anos da instituição da Resolução 307/2002 do Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA, o presente trabalho apresenta o panorama da gestão de resíduos da construção civil na cidade de Belo Horizonte. Pesquisa teoricamente como foi idealizada e fundada a estrutura do gerenciamento de resíduos da construção civil em uma das cidades brasileiras pioneiras no assunto. Analisa diversas possibilidades de gerenciamento dos resíduos com base em países que detenham um aporte científico mais apurado sobre o tema. Após, faz a pesquisa em campo em busca do que mudou e como foi o desenvolvimento da gestão de resíduos durante este tempo, envolvendo os componentes que mais destacam e influenciam neste setor. Por fim analisa criticamente a situação, buscando possíveis melhorias e estendendo o tema para além das soluções remediadoras, contemplando também as antecipadas e planejadas de acordo com a situação.
Mostrar mais

62 Ler mais

PRINCIPAIS DESAFIOS ENFRENTADOS PELO GESTOR INTERVENTOR DE UMEI EM BELO HORIZONTE

PRINCIPAIS DESAFIOS ENFRENTADOS PELO GESTOR INTERVENTOR DE UMEI EM BELO HORIZONTE

seu maior investimento localiza-se no primeiro semestre do seu mandato, pois é o momento de organizar a instituição e estabelecer uma relação de confiança e parceria com todos, mediante atos éticos e legais nas tomadas de decisões. Exige também ações que devem ser executadas em longo prazo, pois dependem de outras instâncias e recursos financeiros. Além disso, há ações que devem ser executadas e repetidas durante todo o mandato. Para que evite os erros no desempenho da sua função e a tomada de decisões precipitadas, se utilizar de um plano de ação pode permitir a ele - acompanhar a evolução do trabalho, pois nele são registradas as decisões a serem tomadas, dividindo responsabilidades já que exige o apontamento dos profissionais responsáveis pela execução das ações, assim como os prazos e os recursos necessário para a conclusão. A opção pelo desenvolvimento de um PAE na instituição pode ser responsável pela previsão de resultados e pelo monitoramento e avaliação das ações de cada responsável para que se possa replanejar ou traçar uma análise crítica sobre o processo. Essa é apenas uma das ferramentas da gestão que poderá auxiliar nesse processo, mas não a única.
Mostrar mais

114 Ler mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E GESTÃO ESCOLAR: O CASO DO PDE ESCOLA EM ESCOLAS ESTADUAIS DE MINAS GERAIS DOS MUNICÍPIOS DE BELO HORIZONTE E SABARÁ

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E GESTÃO ESCOLAR: O CASO DO PDE ESCOLA EM ESCOLAS ESTADUAIS DE MINAS GERAIS DOS MUNICÍPIOS DE BELO HORIZONTE E SABARÁ

Esta dissertação, desenvolvida no Programa de Pós-graduação Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública da Universidade Federal de Juiz de Fora, tem como objetivo analisar como os gestores escolares se apropriam da ferramenta de gestão estratégica disponibilizada pelo Ministério da Educação (MEC), através do programa Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE Escola). Como estudo de caso, foram analisadas quatro escolas estaduais urbanas, localizadas nos municípios de Belo Horizonte e Sabará, em Minas Gerais. A pesquisa buscou responder a seguinte pergunta: como o PDE Escola tem sido utilizado como ferramenta de planejamento estratégico pelas unidades escolares? A análise e descrição do processo de implementação e apropriação, por parte dos gestores escolares, da metodologia do PDE Escola, nas quatro escolas, apontaram para a necessidade de uma formação continuada dos gestores escolares tendo como foco principal o planejamento estratégico, participativo e integrado, e a concretização do Projeto Político-Pedagógico (PPP) adequado à realidade da unidade escolar. Assim sendo, foi elaborado um plano de ação educacional, como projeto piloto, visando à formação continuada em gestão escolar para as 148 escolas estaduais e 2 técnicos da jurisdição da Superintendência Regional de Ensino (SRE) Metropolitana A da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEEMG). Espera-se que este estudo possa contribuir para o fortalecimento de uma gestão escolar integrada, estratégica e participativa das escolas estaduais de Minas Gerais, buscando a melhoria da qualidade da educação.
Mostrar mais

201 Ler mais

Gestão resíduos sólidos da construção civil na Cidade Matozinhos - MG

Gestão resíduos sólidos da construção civil na Cidade Matozinhos - MG

O Ministério da Cidade, Ministério do Meio Ambiente e Caixa Econômica Federal são os representantes do Governo Federal, responsáveis pela implantação do Plano de Gestão de Resíduos Sólidos da Construção Civil. Coube a Caixa Econômica Federal a responsabilidade de fomentar, como agente financeiro o Desenvolvimento Urbano. O Manual de “Manejo e gestão de resíduo da Construção Civil” publicado pelos órgãos gestores do plano (GRSCCD), dar as diretrizes para obtenção de Financiamento com o objetivo de consolidar as informações relativas à caracterização e identificação das instituições envolvidas no processo de financiamento; identificar as ações financiáveis no âmbito da modalidade de financiamento de Resíduos da Construção Civil; informar os elementos técnicos e procedimentos necessários à obtenção de financiamento; demonstrar as etapas que compõem o processo de análise do pedido de financiamento; e, descrever o processo de aprovação de proposta que vier a ser apresentada por entidade pública ou privada.
Mostrar mais

48 Ler mais

Gestão de resíduos de construção e demolição no Município de Belo Horizonte: uma abordagem para a sustentabilidade /   Construction and demolition waste management in the City of Belo Horizonte: an approach to sustainability

Gestão de resíduos de construção e demolição no Município de Belo Horizonte: uma abordagem para a sustentabilidade / Construction and demolition waste management in the City of Belo Horizonte: an approach to sustainability

Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 11, p.92205-92217., nov. 2020. ISSN 2525-8761 Programa de Reciclagem de Resíduos da Construção Civil, no início dos anos de 1990. A experiência de Belo Horizonte na gestão dos RCDs também foi utilizada como referência para a elaboração da Resolução CONAMA nº 307/2002, que estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil em todo o território nacional (PREFEITURA DE BELO HORIZONTE, 2019). Conforme SANTOS et al. (2019), a gestão de resíduos da capital mineira abrange os serviços públicos de varrição e capina, a coleta de resíduos sólidos (residenciais e especiais, incluindo os RCDs), o tratamento e a disposição final destes. Além disso, os resíduos da construção civil e resíduos volumosos gerados nas obras são de responsabilidades do gerador, desde a sua origem até a destinação final, conforme determinações constantes nas leis e normas vigentes e no Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil da obra (SUDECAP, 2019).
Mostrar mais

13 Ler mais

A EMBLEMÁTICA SITUAÇÃO DO 3º CICLO EM MATEMÁTICA NA REDE MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE: O CASO DA ESCOLA FERNANDO DIAS COSTA – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

A EMBLEMÁTICA SITUAÇÃO DO 3º CICLO EM MATEMÁTICA NA REDE MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE: O CASO DA ESCOLA FERNANDO DIAS COSTA – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Considerando as lacunas observadas na EMFDC durante a pesquisa, como a falta de contextualização entre os conteúdos ministrados e a realidade do aluno; as restrições das práticas metodológicas adotadas pelos docentes, praticamente circunscritas às aulas expositivas e aos exercícios de fixação; a descontinuidade da formação continuada voltada para o exercício profissional; a falta de integração entre os professores e de constituição de uma equipe de trabalho; a ausência de uma proposta pedagógica compartilhada e planejada coletivamente, que contemple a visão do aluno em relação ao process o de “ensinagem e aprendizagem”; a retomada de ações que contribuíram para o aprendizado dos estudantes, como o reforço escolar em Matemática; a efetivação das propostas elencadas pela equipe gestora para a melhoria dos resultados, ainda não implementadas; a formação do gestor escolar com ênfase na dimensão pedagógica, tendo em vista os esforços para a promoção da aprendizagem de todos os estudantes e o rompimento com a cultura que ainda responsabiliza ao aluno e à sua família pelo insucesso escolar apresenta- se, a partir desta análise, os eixos para o Plano de Ação Educacional.
Mostrar mais

118 Ler mais

RCC – RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL - CARACTERIZAÇÃO DE SUA GESTÃO INTEGRADA: UM ESTUDO DE CASO A ÁREA URBANA DE GARANHUNS-PE

RCC – RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL - CARACTERIZAÇÃO DE SUA GESTÃO INTEGRADA: UM ESTUDO DE CASO A ÁREA URBANA DE GARANHUNS-PE

O Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA em suas atribuições estabelecem diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão de resíduos da construção civil. Tal administração possibilita uma política ambiental mais ampla e eficaz, com a finalidade de alcançar, estabelecer e organizar a não geração, a redução, a reutilização, a reciclagem e o destino final dos materiais deixados do processo de construção. Tendo em vista que esses setores devem traçar metas, que cumpridas minimizam os impactos ao meio ambiente, aumentando assim sua produtividade e consequentemente seus lucros, priorizando uma política ecologicamente correta. O referido trabalho tem como objetivo fazer uma análise que mostra a complexa situação que se encontra o município de Garanhuns-PE, no tocante sobre a Gestão desses Resíduos. A investigação foi feita na área urbana de Garanhuns através de metodologia quantitativa, de acordo com números fornecidos pela Secretaria de Obras. Os dados e cálculos revela o custo que é pago pela Prefeitura Municipal para coleta, transporte e destino final (nem sempre adequado). Este estudo antecede questionamentos e conclui com a elaboração das seguintes questões: 1. Até que ponto as empresas de coleta e transporte contribuem para a Gestão integrada e sustentável dos RCC? 2. Quais os desafios que comprometem a Gestão sustentável dos RCC? 3. De que maneira o atual modelo de operação e Gestão das empresas de coleta e transporte lida com esse desafio? Estas interrogações traduz o cenário municipal e faculta resultados a proposto dos objetivos desta pesquisa quando se trada da Política de Gestão de RCC.
Mostrar mais

14 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd- CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAEd- CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

O presente trabalho expõe os resultados da pesquisa desenvolvida no âmbito do mestrado junto ao Programa de Pós-Graduação Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública da Universidade Federal de Juiz de Fora. O Objetivo foi investigar o processo de implementação da política pública de educação do município de Belo Horizonte no que se refere à proposta curricular. O objetivo é identificar que uso as escolas fazem das novas Proposições Curriculares, a partir de sua efetivação na RME/BH, tendo como referência a experiência de acompanhantes pedagógicos e de professores. O interesse pela pesquisa se dá pela experiência no acompanhamento da implantação dessa política pública quando a pesquisadora atuou como técnica na Secretaria Municipal de Educação. Para esta pesquisa foram consideradas as informações referentes à legislação da Educação Básica nacional, estadual e municipal, além de documentos oficiais da Secretaria Municipal de Educação. Este estudo de caso foi desenvolvido à luz das reflexões de teóricos como Stephan Ball, Jefferson Mainardes e outros que abordam a temática das políticas públicas, bem como Arroyo, Dalben e Zaidan. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com os gestores da SMED e aplicados questionários aos Acompanhantes Pedagógicos e professores que atuam na rede municipal de ensino. Os dados obtidos e tratados por meio de análise qualitativa versam sobre a percepção dos entrevistados acerca do uso das proposições e o trabalho que vem sendo desenvolvido nas escolas do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Educação de BH. Os resultados da pesquisa apontam para a necessidade de investimentos na formação continuada da equipe gestora da SMED, coordenadores pedagógicos e professores para o favorecimento do processo de implementação da política pública. Os resultados encontrados subsidiaram a construção de um Plano de Ação Educacional com vistas ao redirecionamento de ações que objetivam acelerar, com qualidade, a efetivação das Proposições Curriculares e o consequente fortalecimento da educação na rede pública do município.
Mostrar mais

137 Ler mais

Estratégia de sustentabilidade para a aplicação da análise do ciclo de vida à gestão de resíduos de construção e demolição em serviços municipais

Estratégia de sustentabilidade para a aplicação da análise do ciclo de vida à gestão de resíduos de construção e demolição em serviços municipais

A falha na tomada das medidas necessárias determina a ocorrência de grandes riscos ambientais, sociais e económicos. Os impactes ambientais decorrentes das deposições clandestinas de resíduos de construção civil não têm recebido a devida atenção. O estudo das áreas com deposições irregulares constantes de entulhos no município de Loulé, bem como a análise dos impactes causados ao ambiente, economia e à qualidade de vida dos cidadãos torna-se importante. É imperativo um esforço adicional por parte de todos os que de uma forma ou de outra contribuem para a existência de RCD, devendo ser analisado todo o seu ciclo de vida. A DHURS por si só não consegue implementar acções para se concretizarem medidas sustentáveis. Esta situação envolve todo um processo no qual se inclui a população no geral, o sector da construção civil, o sector da indústria, o Ambiente, entre outros, sendo absolutamente necessário actuar a todos os níveis.
Mostrar mais

16 Ler mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES E QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NO 3º CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL NA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BELO HORIZONTE – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES E QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NO 3º CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL NA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BELO HORIZONTE – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Os indicadores mais recentes da qualidade educacional oferecida na Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte (RME/BH) vêm demonstrando avanços nos últimos anos, mas ainda é constatado um desafio quando os resultados de desempenho e as taxas de reprovação são comparados à expectativa de educação a que todos têm direito na sociedade contemporânea. Essa realidade é constatada especialmente no 3º ciclo do ensino fundamental, no qual o resultado das avaliações e a análise de indicadores educacionais apontam defasagem na aprendizagem e taxas de reprovação ainda maiores que no 1º e 2º ciclos. A proposta político-pedagógica da RME/BH caracteriza-se pela inclusão social, do que decorre que a educação atenda a toda diversidade da população da cidade. Nesse contexto, oferecer educação de qualidade a todos os estudantes é preocupação recorrente para os gestores da educação. Para evidenciar a complexidade que envolve a promoção da qualidade da educação no 3º ciclo, duas dimensões são destacadas neste trabalho: a relação com a diversidade dos estudantes adolescentes e a formação docente, inicial e continuada. Tais dimensões têm impacto no cumprimento da função social escolar de proporcionar aos estudantes acesso ao patrimônio cultural da humanidade e de possibilitar seu desenvolvimento pleno. Partindo do princípio de que a formação docente é um dos fatores relacionados ao desempenho dos estudantes e, por fim, com a qualidade da educação, esta dissertação apresenta uma análise das atuais propostas de formação continuada para os professores do 3º ciclo na RME/BH, demonstrando suas possibilidades e limitações. Esse estudo é feito com base em entrevistas com gestores educacionais, grupo focal com professores do 3º ciclo e pesquisas documentais e bibliográficas. Com base nessa análise, esta dissertação apresenta um Plano de Ação Educacional que aborda a principal lacuna identificada nesta pesquisa: a necessidade de realização de ações de formação continuada que sejam realizadas na própria escola na qual o docente do 3º ciclo atua. Esse plano tem a pretensão de possibilitar a construção de um trabalho docente capaz de contribuir com a melhoria da qualidade da educação no 3º ciclo do ensino fundamental na RME/BH.
Mostrar mais

132 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ESTRUTURAL E CONSTRUÇAO CIVIL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL: ESTRUTURAS E CONSTRUÇÃO CIVIL DAVI VALENTE SANTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ESTRUTURAL E CONSTRUÇAO CIVIL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL: ESTRUTURAS E CONSTRUÇÃO CIVIL DAVI VALENTE SANTOS

A produção de resíduos da indústria da construção civil representa 50% do total de resíduos sólidos urbanos gerados a nível global. Alguns trabalhos abordam a gestão desde a geração do resíduo, sua retirada do canteiro, processamento do material para reciclagem fora da obra geradora ou análise de custos desse processo de reciclagem fora da fonte geradora. Todavia, encontram-se poucos estudos sobre a viabilidade econômica da reciclagem de resíduos no próprio canteiro, considerando a logística reversa do processo e a gestão da construção, sendo essa uma lacuna importante de pesquisa. O presente trabalho tem como objetivo geral avaliar técnica e economicamente, à luz de conceitos de sustentabilidade e de logística, a reciclagem de resíduos classe A em obras de construtora de grande porte. O estudo foi dividido em quatro etapas: 1) estudo da cadeia de gestão e gerenciamento de RCC da empresa, 2) reciclagem do resíduo classe A, 3) aplicação dos agregados reciclados e 4) avaliação do uso dos agregados reciclados em obra. Foram realizados traços de argamassa de contrapiso, emboço interno e externo, considerando a substituição de areia por agregado reciclado de concreto e argamassa, nos teores de 25% e 50%, além dos traços de referência utilizados na empresa. Os resultados financeiros indicam que o cenário mais eficiente seria o que contempla a trituração de resíduo, sem possibilidade de reciclagem do mesmo e a aquisição de agregado reciclado. Destaca-se que o cenário que considerou o beneficiamento do resíduo no canteiro apresentou custo de 12% acima caso financeiramente mais viável e 11% abaixo do cenário que não considerou o processo de britagem ou mesmo a aquisição de agregado reciclado. No que compete às propriedades da argamassa no estado fresco, foram avaliados a consistência, teor de ar incorporado e densidade de massa. Nesses quesitos verificou-se que há diferença significativa somente do teor de ar incorporado das argamassas com os agregados reciclados quando comparado com as argamassas com agregado natural. No que tange ao estado endurecido, verificaram-se as propriedades de densidade de massa aparente, módulo de elasticidade dinâmico, resistência à tração na flexão, à compressão e de aderência, fissuras e permeabilidade. Observou-se que todas as propriedades apresentaram casos de diferenças significativas e não significativas entre as argamassas. Notou-se ainda que as fissuras foram reduzidas com a substituição de areia natural por agregado reciclado e que, quanto à aderência, as argamassas de emboço externo com agregado reciclado apresentaram acréscimo de até 40% em relação ao traço com areia natural.
Mostrar mais

136 Ler mais

Gerenciamento dos resíduos da construção civil em Belo Horizonte

Gerenciamento dos resíduos da construção civil em Belo Horizonte

A Construção Civil representa para a humanidade uma das atividades essenciais para o desenvolvimento social e econômico. Trata-se porém, do setor que mais consome recursos naturais sendo também grande gerador de resíduos, conhecidos dentre as várias denominações, como Resíduos da Construção Civil – RCC. As consequências decorrentes dessa realidade são percebidas pela intensa e crescente deteriorização do Meio Ambiente além dos riscos e danos à saúde da população.Em Belo Horizonte - MG, não é diferente. Os resíduos da Construção Civil, principalmente quando dispostos inadequadamente, tornam-se problema ainda maior para a comunidade e para a boa qualidade ambiental. O Município em questão é tido como pioneiro devido às medidas adotadas para melhor tratamento e correta destinação dos RCC. Principalmente no que se refere à sua reciclagem, importante instrumento para redução dos impactos ambientais e possibilidade de produção de materiais de construção mais acessíveis à população. Torna-se evidente a necessidade e importância do bom Gerenciamento dos Resíduos da Construção Civil, que vise a redução, reutilização e reciclagem dos mesmos, cooperando para o desenvolvimento sustentável. O presente trabalho apresenta o panorama do Gerenciamento dos RCC em Belo Horizonte através da coleta e análise dos dados. São apresentadas as principais abordagens, normas e legislação sobre o tema, relata-se breve histórico do gerenciamento no Município, sua situação atual possibilitando compreensão do quadro que se instaurou em Belo Horizonte, além de vislumbrar as perspectivas e alternativas para o Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil no Município.
Mostrar mais

52 Ler mais

A AÇÃO DO GERENTE PEDAGÓGICO EM BELO HORIZONTE

A AÇÃO DO GERENTE PEDAGÓGICO EM BELO HORIZONTE

A presente dissertação foi desenvolvida no âmbito do Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação (PPGP) do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF). O caso de gestão estudado analisa como está sendo desenvolvido o trabalho do Gerente Pedagógico, suas atribuições, dinâmica gerencial e toda a organização que estrutura suas atividades. O objetivo geral desta pesquisa é analisar a ação do Gerente Pedagógico em Belo Horizonte, considerando, para isso, suas atribuições, possibilidades, limites de atuação e as características da política educacional preconizada pelo município. Os objetivos específicos são: descrever a política educacional e as funções do Gerente Pedagógico em Belo Horizonte ; investigar a percepção dos Gerentes Pedagógicos e da Secretaria Municipal de Educação quanto ao modelo descentralizado de gestão adotado no município; mapear o impacto da estrutura física e de recursos humanos no trabalho desenvolvido pelos Gerentes Pedagógicos; investigar as dificuldades no exercício das atribuições, desde o ingresso na função, até a organização cotidiana das atividades, identificar como a Secretaria Municipal de Educação percebe o trabalho desenvolvido e propor ações para o aprimoramento da política que organiza o trabalho realizado pelos Gerentes Pedagógicos. Para tanto, por meio de um estudo de caso, realizou-se uma pesquisa de campo e análise documental. Concluiu-se que seja necessário reestruturar a ação do Gerente Pedagógico, uma vez que sua atuação se demonstra difusa, sem parâmetros de avaliação das ações desenvolvidas, com necessidade de redefinição de suas atribuições, assim como da política de implantação deste Cargo. Frente a isso, o Plano de Ação Educacional (PAE) apresenta por objetivo a proposição de ações articuladas para ajustes no desenho das funções desenvolvidas pelo Gerente Pedagógico.
Mostrar mais

169 Ler mais

EFICÁCIA ESCOLAR E LIDERANÇA PEDAGÓGICA DOS DIRETORES ESCOLARES DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE BELO HORIZONTE NO CONTEXTO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

EFICÁCIA ESCOLAR E LIDERANÇA PEDAGÓGICA DOS DIRETORES ESCOLARES DA REDE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE BELO HORIZONTE NO CONTEXTO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

A importância da gestão pedagógica nas escolas municipais e da liderança do diretor nesta dimensão tem sido cada vez mais reconhecida pela Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte (SMED). Estes fatores, associados à eficácia escolar, implicam na garantia de aprendizagem dos estudantes dentro da faixa etária correta para o ano de escolarização, aferida por meio de indicadores de desempenho escolar. Este reconhecimento é identificado por meio das iniciativas da SMED, principalmente no período de 2009/2012, que irão incorporar e consolidar procedimentos que assegurem o compromisso do diretor com os resultados de desempenho escolar. Contudo, não há o rompimento com o princípio da gestão democrática na Rede Municipal de Educação, que assegura a participação da comunidade escolar nos processos de gestão e a prerrogativa de seleção do diretor por meio exclusivo de eleição direta. O presente estudo de caso procurou identificar e analisar em que medida a liderança do diretor neste contexto pode contribuir para a eficácia escolar e, em seguida, propôs um documento orientador à própria SMED, no sentido de contribuir para a convergência deste processo. O referencial teórico aprofundou os conceitos de liderança do diretor e eficácia escolar e subsidiou a análise dos dados empíricos das escolas municipais, utilizando o diagnóstico do PDE Interativo, ferramenta disponibilizada pelo Ministério da Educação (MEC). A proposta deste Plano de Ação Educacional consiste em apresentar um instrumento de monitoramento da gestão pedagógica das escolas que consiga recuperar para o diretor, no momento da avaliação, a dinâmica dos processos escolares e transformar o próprio monitoramento da SMED em processo formador do gestor escolar.
Mostrar mais

97 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados