Top PDF Análise microestrutural de tubos API N80 soldados pelo processo HF/ERW para prospecção de petróleo e gás

Análise microestrutural de tubos API N80 soldados pelo processo HF/ERW para prospecção de petróleo e gás

Análise microestrutural de tubos API N80 soldados pelo processo HF/ERW para prospecção de petróleo e gás

Em razão dos grandes avanços obtidos nos recentes anos, tubos soldados pelo processo HF/ERW (High-Frequency/Electric Resistance Welding) têm desempenhado um papel mais ativo no setor de petróleo e gás para aplicações em águas profundas, em altas e extremamente baixas temperaturas, em condições de alta pressão e em ambientes altamente corrosivos, substituindo gradualmente tubos fabricados por outros processos. Contudo, estudos têm revelado que defeitos nas juntas soldadas são uma das principais causas de falhas em dutos, o que tem requerido a determinação dos valores de tenacidade desta região, em atendimento às rigorosas recomendações dos códigos e normas vigentes junto aos fabricantes e às empresas construtoras do setor de petróleo e gás. Como parte do processo de validação dos valores de tenacidade requeridos, este projeto de pesquisa focaliza uma análise microestrutural em tubos HF/ERW de aço microligado, classe API 5CT N80, destinados à prospecção de petróleo e gás em águas profundas, tema de relevância estratégica para o País em virtude das recentes descobertas de megacampos nas Bacias de Santos, Tupi e Libra (Pré-Sal). Neste trabalho científico serão apresentados e discutidos os resultados dos ensaios mecânicos de tração e Charpy, algumas curvas dos ensaios de CTOD (mostrando a tendência dos valores de tenacidade a serem obtidos) e as microestruturas do material-base obtidas por microscopia óptica, com especial ênfase à formação de inclusões não metálicas na junta soldada.
Mostrar mais

76 Ler mais

Análise microestrutural de tubos API P110, para prospecção de petróleo e gás, soldados pelo processo HF/ERW

Análise microestrutural de tubos API P110, para prospecção de petróleo e gás, soldados pelo processo HF/ERW

Em razão dos grandes avanços obtidos nos recentes anos, tubos soldados pelo processo HF/ERW (High-Frequency/Electric Resistance Welding) têm desempenhado um papel mais ativo no setor de petróleo e gás para aplicações em águas profundas, em altas e extremamente baixas temperaturas, em condições de alta pressão e em ambientes altamente corrosivos, substituindo gradualmente tubos fabricados por outros processos.Contudo, estudos têm revelado que defeitos nas juntas soldadas são uma das principais causas de falhas em dutos, o que tem requerido a determinação dos valores de tenacidade desta região, em atendimento às rigorosas recomendações dos códigos e normas vigentes junto aos fabricantes e às empresas construtoras do setor de petróleo e gás. Como parte do processo de validação dos valores de tenacidade requeridos, este projeto de pesquisa focaliza uma análise microestrutural em tubos HF/ERW de aço microligado, classe API 5CT P110, destinados à prospecção de petróleo e gás em águas profundas, tema de relevância estratégica para o País em virtude das recentes descobertas de megacampos nas Bacias de Santos, Tupi e Libra (Pré-Sal). Neste trabalho científico serão apresentados e discutidos os resultados dos ensaios mecânicos de tração e Charpy, algumas curvas dos ensaios de CTOD (mostrando a tendência dos valores de tenacidade a serem obtidos) e as microestruturas do material-base obtidas por microscopia óptica, com especial ênfase à formação de inclusões não metálicas na junta soldada.
Mostrar mais

82 Ler mais

Determinação experimental da tenacidade à fratura em baixas temperaturas de tubos de aço API 5L X70

Determinação experimental da tenacidade à fratura em baixas temperaturas de tubos de aço API 5L X70

Em razão dos grandes avanços metalúrgicos, tubos soldados pelo processo HF/ERW (High-Frequency/Electric Resistance Welding) têm desempenhado um papel mais ativo no setor de petróleo e gás, substituindo gradualmente tubos fabricados por outros processos, para aplicações em águas profundas, em altas e extremamente baixas temperaturas, em condições de alta pressão e em ambientes altamente corrosivos. Este trabalho visa avaliar a tenacidade de tubos de aço de alta resistência e baixa liga, classe API X70, soldados pelo processo HF/ERW, utilizados nos sistemas dutoviários de transporte de gás e petróleo, a partir de dados obtidos com ensaios CTOD (Crack Tip Opening Displacement). Os principais objetivos do presente projeto são: caracterização microestrutural e mecânica de aços API X70 fabricados no Brasil; avaliação da tenacidade de tubos HF/ERW de aço API X70 nacional. Após realizados os ensaios mecânicos, químicos e metalográficos, pôde-se concluir que todos os tubos produzidos atendem à norma API 5L 42ª edição para o grau X70MO de forma segura e que a tenacidade comporta-se como o esperado.
Mostrar mais

74 Ler mais

Análise da resistência à fadiga de tubos de aço API 5CT N80 Tipo Q soldados via processo de indução magnética de alta frequência (HFIW)

Análise da resistência à fadiga de tubos de aço API 5CT N80 Tipo Q soldados via processo de indução magnética de alta frequência (HFIW)

Tubos de aço utilizados na exploração e prospecção de petróleo e gás natural estão sujeitos a carregamentos dinâmicos durante o transporte (transit fatigue) e também quando em serviço. Por este motivo é imperativo que os tubos utilizados apresentem excelente integridade estrutural a fim de evitar a ocorrência de falhas prematuras devido à fadiga. Contudo, como o processo de fabricação HFIW, largamente utilizado pela indústria, envolve conformação mecânica seguida de soldagem, defeitos estarão inerentemente presentes nos tubos, notadamente uma interface entre as bordas das chapas soldadas. No presente trabalho foi investigado como a junta soldada de tubos de aço API 5CT N80 tipo Q pode contribuir para redução da vida em fadiga e como o processo como um todo pode levar a anisotropia mecânica dos tubos. Para preservar ao máximo as características originais dos tubos foram realizados ensaios de fadiga axiais utilizando corpos de prova não previstos pelas normas técnicas vigentes, com espessuras iguais as das paredes dos tubos dos quais foram retirados. Foi também desenvolvido e testado um dispositivo para realização de ensaios de fadiga utilizando trechos de tubo, o qual mostrou potencial para a realização de ensaios futuros. Os resultados dos ensaios axiais (realizados de modo a comparar a região da junta soldada como uma posição a 90° dela) indicaram que a junta soldada pode agir como um tipo de concentrador de tensões, contribuindo para a diminuição da resistência à fadiga dos tubos de maneira inversamente proporcional à carga aplicada. Também foi observado que defeitos resultantes do processo de fabricação (muitos deles macroscópicos) podem atuar como pontos para a nucleação de trincas de fadiga e que, portanto, não deveriam estar presentes no produto final. Ensaios de tração, análises metalográfias, fractográficas e de microdureza também foram realizados de modo a complementar os resultados dos ensaios de fadiga.
Mostrar mais

168 Ler mais

O PAPEL DA PRÓ-REITORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL E EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO PROCESSO DE INCLUSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

O PAPEL DA PRÓ-REITORIA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL E EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO PROCESSO DE INCLUSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

Até o processo seletivo de 2014, os critérios de seleção eram: renda bruta familiar mensal per capita de até um salário mínimo e meio, estar regularmente matriculado, e com frequência regular, em um dos cursos de graduação da UFJF em 15 créditos, no mínimo, com exceção dos alunos matriculados no último período do curso de graduação (EDITAL Nº. 01/2014 – PROAE). Dadas as contingências orçamentárias e a proposta de reformulação da assistência estudantil na UFJF, alguns critérios de seleção foram acrescentados. São variáveis socioeconômicas que permitem a atribuição de pontuação (índice socioeconômico), tais como: renda; escolaridade/tipo de escola (pública/privada com ou sem bolsa); situação de trabalho do grupo familiar; patrimônio (bens móveis e imóveis); doenças graves na família (demais despesas só impactam durante análise documental); tipo de residência (alugada/cedida/própria/financiada) – localização da residência da família em relação ao campus (microrregião/macrorregião), entre outros. De acordo com o índice socioeconômico, gera-se um ponto de corte, relacionado ao número total de candidatos do processo seletivo e ao número de Bolsas e Auxílios disponíveis.
Mostrar mais

125 Ler mais

ARNALDO FERNANDES CORRÊA ESTUDO DE CASO: O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA DIRETORIA DE PESSOAL NA REGIONAL DE ENSINO DE UBÁMG

ARNALDO FERNANDES CORRÊA ESTUDO DE CASO: O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA DIRETORIA DE PESSOAL NA REGIONAL DE ENSINO DE UBÁMG

 Divisão de Gestão de Pessoal: análise da distribuição de aulas e qua- dro de pessoal, tomando como base a legislação em vigor, objetivando designações desnecessárias; análise das pastas de Avaliação de Desempenho, objetivando averiguar se constam todas as assinaturas necessárias, como no PGDI e no termo de avaliação, bem como se as notas foram registradas corretamente no instrumento de avaliação e no SISAD, tendo em vista que a instrução incorreta e o lançamento dos dados no sistema, fora do prazo, implica em descumprimento de uma das metas do acordo de resultados; orientações a respeito de autorizações para secretariar e lecionar; composição e atuação do Colegiado Escolar; apuração pertinente aos processos de acúmulo de cargos e funções públicas, como se constam montados, analisados e publicados; análise de concessão de promoção por escolaridade adicional e progressão na carreira; gerenciamento do processo de posse e exercício dos servidores concursados; movimentações de servidores para outros lugares; funcionários em ajustamento funcional e processo de exoneração.
Mostrar mais

167 Ler mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO Programa de Pós Graduação em Educação – PPGE

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO Programa de Pós Graduação em Educação – PPGE

A observação e análise do material coletado com as entrevistas permitem-nos afirmar que a auto-disciplina e auto-organização foram elementos importantes durante o tempo Comunidade. Tais características, também mencionadas por Araújo, fazem com que os educandos continuem estudando sem desvincular-se da realidade. Outra característica é que o tempo-comunidade dos cursos ligados ao MST, diferentemente de cursos à distância de instituições de ensino, radica-se no vínculo entre teoria e luta. Verificamos que isto foi aplicado com os estudantes da Turma de Direito. Ao desenvolver práticas jurídicas nos seus Estados de origem, foram buscar a aplicação do conhecimento adquirido em sala de aula nas comunidades onde residiam. Mesmo que os componentes curriculares do Curso de Direito não fossem específicos para a questão agrária, os educandos iam aprendendo a teoria, e o Tempo Comunidade ficou vinculado às lutas sociais e práticas jurídicas desenvolvidas nas comunidades.
Mostrar mais

159 Ler mais

Corrosão dos aços SAE 1010, API K55 e API N80 na presença de CO2 em condições de armazenamento geológico de carbono

Corrosão dos aços SAE 1010, API K55 e API N80 na presença de CO2 em condições de armazenamento geológico de carbono

segurança de operação, mas também devido ao elevado custo relacionado com as perdas de equipamentos, produtos, etc. Cada metal, ou liga, apresenta uma resistência maior ou menor à corrosão, o que é diretamente função do meio no qual o material se encontra. Embora a corrosão seja associada à destruição ou perda de propriedades dos materiais, deve-se considerar que, a formação de uma camada de óxido ou de outro produto de corrosão sobre um metal nem sempre é desfavorável, pois pode ter ação protetora agindo como uma barreira que impede o contato entre o metal e o ambiente que o cerca. O aço carbono é frequentemente usado em fabricação de linhas de dutos, revestimentos de poços e demais equipamentos para o uso na indústria do petróleo, e a presença de eletrólitos e gases dissolvidos na água de formação, torna o meio bastante corrosivo para este material (Choi 2010, Lopez, 2003). A corrosão do aço em presença de CO 2 , que é objeto deste estudo, é abordada nos itens a seguir.
Mostrar mais

165 Ler mais

Orientações para a implementação de iniciativas de prevenção e controlo do tabagismo de âmbito populacional – Normas de Orientação Clínica

Orientações para a implementação de iniciativas de prevenção e controlo do tabagismo de âmbito populacional – Normas de Orientação Clínica

Promover a saúde envolve a noção de processo, de impulso, de estímulo em direção ao aumento do bem-estar geral. Esta abrangência permite incluir, não só a prevenção da doença, enquanto orientação para a ação antecipada em relação a eventual dano, que poderá ser provocado por agente agressor ou doença específica, mas, também, uma perspetiva salutogénica, de desenvolvimento de “ativos em saúde”, ou seja, de recursos e potencialidades individuais, familiares e sociais.

12 Ler mais

O PROCESSO DE ESCOLHA DE GESTORES ESCOLARES NA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO AMAZONAS: PROBLEMATIZAÇÕES E POSSIBILIDADES

O PROCESSO DE ESCOLHA DE GESTORES ESCOLARES NA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO AMAZONAS: PROBLEMATIZAÇÕES E POSSIBILIDADES

Diante da contextualização apresentada, há que se observar que essa temática também tem sido trabalhada sob o ponto de vista das pesquisas que adensam essa discussão. Enfatizo pesquisa realizada pela Professora Heloísa Lück, encomendada pelo Grupo Victor Civita, em 2010, cuja finalidade foi conhecer as práticas de seleção e capacitação de diretores escolares adotadas por sistemas estaduais e municipais de ensino em todo o território brasileiro (LÜCK, 2011). A referida pesquisa mapeou como acontece o processo - em 24 Secretarias Estaduais e 11 Secretarias Municipais, incluindo o Amazonas e sua Capital. Demonstrou que a escolha de gestores escolares pode acontecer também através da eleição, depois da realização de uma prova, ou a prova e a certificação, ou pela indicação ou certificação. Mas que existem Secretarias em que é adotado o sistema misto de escolha, como por exemplo, a seleção mais eleição.
Mostrar mais

132 Ler mais

Procedimento para disponibilização de zanamivir e.v. – Normas de Orientação Clínica

Procedimento para disponibilização de zanamivir e.v. – Normas de Orientação Clínica

O médico da GSK contacta o médico/farmacêutico do Hospital requisitante para confirmar o pedido de zanamivir e.v.. Hospital requisitante e respetivos contactos.[r]

8 Ler mais

Avaliação da tenacidade em um aço microligado, grau API, para aplicação em linhas dutoviárias de petróleo e gás

Avaliação da tenacidade em um aço microligado, grau API, para aplicação em linhas dutoviárias de petróleo e gás

Na norma há dois níveis distintos de especificação de produto, o PSL1 e PSL2 suas diferenças são o rigor no detalhamento e nos rigores técnicos. O PSL1 é utilizado em aços API 5L entre A25 e X70. O PSL2 é utilizado para API de graus B a X80. Os tubos da especificação PSL2 possuem um maior controle da composição química do aço em especial o enxofre, o fósforo e o carbono equivalente máximo do material, eles também possuem valores mínimos de tenacidade e valores máximos de tensão de escoamento e resistência à tração. No anexo I se pode observar as resistências mecânicas e a composição química dos aços para tubos API 5L do nível PSL2, nelas estão especificados de acordo com cada tipo de aço API 5L. Assim o material testado deve estar dentro das exigências da norma.
Mostrar mais

58 Ler mais

Processo de Gestão da Medicação – Normas de Orientação Clínica

Processo de Gestão da Medicação – Normas de Orientação Clínica

da qualidade e segurança, das comissões de farmácia e terapêutica, dos médicos, dos enfermeiros, dos farmacêuticos, dos técnicos de farmácia e dos assistentes operacionais, devem promover o desenvolvimento de práticas seguras no processo de gestão da medicação designadamente:

5 Ler mais

ALBA VALÉRIA BAENSI DA SILVA O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DOS CONSELHOS ESCOLARES NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE MAGÉRJ: CAMINHOS PARA A

ALBA VALÉRIA BAENSI DA SILVA O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DOS CONSELHOS ESCOLARES NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE MAGÉRJ: CAMINHOS PARA A

O presente trabalho, intitulado “O processo de implementação dos conselhos escolares na rede municipal de ensino de Magé/RJ: caminhos para a democracia na escola” teve como objetivo analisar o processo de implementação dos Conselhos Escolares na rede municipal de ensino de Magé, focando no trabalho desenvolvido pelo Departamento de Supervisão Educacional da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC). Essas análises contribuirão para a elaboração de uma proposta de intervenção que vise tornar o processo de implementação mais eficaz. No trabalho, analisou-se a legislação existente acerca da política investigada, relacionando o contexto do município de Magé com as proposições dos documentos oficiais sobre os Conselhos Escolares. Além disso, foram explicitadas de forma detalhada a estrutura da SMEC e em seguida, especificamente o caso da implementação desta política nesta rede de ensino. A realização deste trabalho foi fundamentada nas pesquisas de Bordignon (2000; 2005), Lück (2000;2006) e Dourado (2012) no que diz respeito à gestão educacional democrática e participativa, além de suas abordagens sobre as concepções e propostas de ação dos Conselhos Escolares também fundamentadas em Luiz (2013). Os textos oficiais do Ministério da Educação foram também utilizados como referências fundamentais. Destaca-se no trabalho o desenvolvimento de um Plano de Ação Educacional que compreende estratégias com ações voltadas para formação continuada para supervisores educacionais e conselheiros escolares, acompanhamento das ações dos Conselhos Escolares e a realização do prêmio gestão escolar para valorizar experiências bem sucedidas ocorridas na rede municipal de ensino.
Mostrar mais

115 Ler mais

Caracterizações microestrutural e mecânica dos aços ARBL graus 95 e 110

Caracterizações microestrutural e mecânica dos aços ARBL graus 95 e 110

A blocagem é uma técnica utilizada para melhorar a precisão com que a comparação entre os fatores de interesse são feitas, ela pode reduzir ou eliminar a variabilidade resultante da presença de fatores conhecidos que perturbam o sistema, mas que não são interessantes para o estudo. Um bloco é uma porção do material experimental que tem como característica o fato de ser mais homogêneo que o conjunto completo do material analisado. O uso de blocos envolve comparações entre as condições de interesse na experimentação dentro de cada bloco. Na análise com blocos, a aleatorização é restringida à sequência de ensaios interna dos blocos e não ao conjunto total de ensaios (BARROS NETO; SCARMINIO, 2010).
Mostrar mais

91 Ler mais

Análise da decisão portuguesa de atribuição de concessões para a pesquisa e prospecção de petróleo na costa algarvia à luz do quadro europeu de combate às alterações climáticas

Análise da decisão portuguesa de atribuição de concessões para a pesquisa e prospecção de petróleo na costa algarvia à luz do quadro europeu de combate às alterações climáticas

No seguimento da postura apresentada em Setembro de 2016 por representantes do órgão governativo, voltou a verificar-se a 11 de Janeiro de 2017 a atribuição de autorizações à porta fechada para a realização de um furo a 47 km da costa oeste de Aljezur para a pesquisa e produção de petróleo e gás natural, atribuindo os direitos de exploração ao consórcio Galp/ENI, autorizada a realizar furos até 3 mil metros de profundidade. Efetivamente, em Agosto de 2016, “(...) o Governo decidiu autorizar as concessionárias GALP e ENI a realizar 60 dias de operações, nas datas que lhes apetecer (com apenas um aviso com 10 dias de antecedência) até 2019, e fazer um furo entre os 2500 e os 3000m de profundidade, isentando aparentemente as empresas de pagar cauções e de ter seguro de responsabilidade civil.” 133 , ignorando assim quaisquer vontades ou pareceres emitidos em bruto pelas populações locais. Foi também negligenciado o facto de a autorização por parte do Ministério do Mar e da DGRM para o consórcio Galp/ENI ao largo de Aljezur se localizar muito próxima do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, enquadrada no regime de proteção especial da Rede Natura 2000 - não se verificaram sequer quaisquer estudos de impacte ambiental para atividade de pesquisa e produção de petróleo na área onde foi autorizado o furo. A licença que autoriza o furo de prospecção de petróleo no oceano atlântico, ao largo da costa de Aljezur, se não for apresentado pedido de prorrogação pelo consórcio petrolífero à ENMC, deverá cessar no final de 2017 o título para o uso privado do espaço marítimo na Bacia Alentejana - “(...) qualquer alteração que seja pedida a partir de agora, obriga a ouvir as autarquias – as 16 da região já se manifestaram unanimemente contra a realização – embora o parecer das câmaras não seja vinculativo.” 134 , e este é um entrave forte à acção de oposição ao furo para a prospeção de petróleo pelo consórcio Galp/ENI (consultar o mapa atual de concessões para a exploração de hidrocarbonetos em território nacional representadas na figura 49). Em Setembro de 2017, no entanto, foi detectada a presença de uma embarcação para realização de sondagens offshore a dirigir-se à zona onde estava planeada a realização
Mostrar mais

207 Ler mais

ALGORITMOS DE OTIMIZAÇÃO MULTIOBJETIVO PARA O PROBLEMA DE SEQUENCIAMENTO DE ATIVIDADES EM PROJETOS DE CONSTRUÇÃO METÁLICA

ALGORITMOS DE OTIMIZAÇÃO MULTIOBJETIVO PARA O PROBLEMA DE SEQUENCIAMENTO DE ATIVIDADES EM PROJETOS DE CONSTRUÇÃO METÁLICA

Agarwal et al. (2011) desenvolveram um algoritmo hibrido combinando os AGs e as Redes Neurais (RN), denominado algoritmo Neurogenético, para a resolução do PSAPRRP. Para a geração de sequenciamentos viáveis, foram utilizados tanto o MSGS como o MPGS. No algoritmo proposto por Agarwal et al. (2011), o processo de busca baseia-se no AG para a busca global e nas RN para busca local. Para isso, os autores intercalam iterações de busca do AG com iterações de busca das RN. A ideia dos autores é a de que após algumas iterações do AG sejam geradas populações com boas soluções e que estas estejam distribuídas globalmente no espaço de soluções, isto é, sejam pertencentes a diferentes vizinhanças de pesquisa. Daí, utilizaram estas boas soluções como soluções iniciais para as RN aplicarem uma busca local intensiva, gerando, dessa forma, soluções de melhora impossíveis de serem geradas aplicando somente o AG ou as RN. As soluções de melhora obtidas pelas RN também são introduzidas à população corrente do AG, melhorando, assim, as populações das futuras iterações.
Mostrar mais

117 Ler mais

Analise de tensões com ultrassom em tubos soldados por resistência elétrica

Analise de tensões com ultrassom em tubos soldados por resistência elétrica

dobramento, será muito diferente ao longo da direção de espessura por causa da deformação plástica não homogênea. Supondo que a camada 5 esteja isolada da camada 4, neste caso, o processo no descarregamento da camada 5 seguirá a linha pontilhada no ponto 5 da figura 34 (b). Considerando a interação de camada 5 com a camada 4, o gráfico no descarregamento no ponto 5 estará de fato ao longo da linha sólida, desde que a deformação plástica ou deslocamento na camada 4 seja menor do que na camada 5 e, assim tenda a resistir ao alongamento plástico da camada 5. A interação entre as camadas 4 e 5 se assemelha a uma compressão da camadas 5, na qual o nível de tensão de compressão seria ∆ɛE onde ∆ɛ é a tensão residual mostrada em figura 34 (b) e E é o modulo de Young do material. Para camada a 4, a situação é um pouco complicada, pois a camada 3 resistirá ao alongamento da camada 4, mas a camadas 5 promove o alongamento. O resultado combinado produzirá menos tensão residual de compressão. É previsível que, a certa camada, estes dois fatores se influenciarão tornado o sistema equilibrado, resultando em zero estado de tensão residual, como mostrado na camada 3 da figura 34 (b). Igualmente, nas camadas a baixo da linha neutra (zero), as tensões residuais dessas camadas, tais como camada 2 e 1, poderiam se assemelhar a um estado de tração.
Mostrar mais

120 Ler mais

SISTEMA DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL DE TERESINA: APROPRIAÇÃO E UTILIZAÇÃO DOS RESULTADOS PARA A ORIENTAÇÃO DE INTERVENÇÕES PEDAGÓGICAS

SISTEMA DE AVALIAÇÃO EDUCACIONAL DE TERESINA: APROPRIAÇÃO E UTILIZAÇÃO DOS RESULTADOS PARA A ORIENTAÇÃO DE INTERVENÇÕES PEDAGÓGICAS

O terceiro momento permeia o período de 2001 a 2005, fortemente marcado pelo modelo de gestão, que considerava a avaliação como um instrumento indispensável na proposição de outras políticas educacionais. A avaliação, nesse momento, deixa de ser aplicada anualmente, para ser aplicada trimestralmente. Além disso, foram também incluídos outros anos escolares (ciclo de alfabetização). No entanto, a análise dos resultados permaneceu sendo feita com base na TCT, o que não possibilitava a comparação da evolução dos resultados entre os anos escolares avaliados. Nesse período, instituiu-se, em 2004, a política de bonificação, através do Prêmio Professor Alfabetizador, que permaneceu até 2012. A bonificação estava relacionada a uma medida de desempenho dos alunos em relação à alfabetização, considerando a apropriação do sistema de escrita.
Mostrar mais

124 Ler mais

PROPEC-Programa de Pós Graduação em Engenharia Cívil :: Desenvolvimento de metodologia para identificação modal automática de estruturas

PROPEC-Programa de Pós Graduação em Engenharia Cívil :: Desenvolvimento de metodologia para identificação modal automática de estruturas

Antes de se partir para os resultados da análise automática dos dados contidos no diagrama de estabilização acima, podem-se tecer alguns comentários no tocante a sua qualidade. Por simples observação deste diagrama e dos espectros da Figura 49, é possível notar que existe um modo (talvez o primeiro), com frequência próxima a 10 Hz, que foi excitado com uma energia muito mais baixa que os demais. O mesmo se pode dizer do que parece ser também um modo com uma frequência próxima a 200 Hz. Este fato está diretamente ligado à verticalidade das colunas do diagrama de estabilização (Figura 50). Ao analisá-lo, nota-se que o modo com frequência próxima a 10 Hz apresenta uma dispersão grande entre modelos de diferentes ordens (parece não se estabilizar). De maneira ainda mais severa, percebe-se que a verticalidade da coluna do modo com frequência próxima a 200 Hz praticamente inexiste.
Mostrar mais

112 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados