Top PDF Anatomia de raízes de Actinocephalus (Koern.) Sano (Eriocaulaceae).

Anatomia de raízes de Actinocephalus (Koern.) Sano (Eriocaulaceae).

Anatomia de raízes de Actinocephalus (Koern.) Sano (Eriocaulaceae).

RESUMO – (Anatomia de raízes de Actinocephalus (Koern.) Sano (Eriocaulaceae)). Estudou-se a anatomia de raízes de 27 espécimes de 13 espécies de Actinocephalus (Koern.) Sano que ocorrem nos campos rupestres brasileiros. As raízes de todos os espécimes estudados caracterizam-se por apresentar: epiderme unisseriada, com pêlos radiculares em grupos ou isolados; córtex com células isodiamétricas, com exceção daquelas localizadas mais internamente, que são menores e apresentam paredes espessadas; endoderme unisseriada, com células de paredes pouco ou totalmente espessadas, alongadas no sentido radial; periciclo formado por uma camada de células de paredes finas ou espessadas e cilindro vascular com elementos do metaxilema ocupando a posição central. A presença de córtex constituído por células isodiamétricas, sem aerênquima; epiderme e parênquima cortical com protuberâncias intracelulares associadas com fungos; são características consistentes para o gênero e corroboram a sua recente circunscrição. As raízes apresentam estruturas anatômicas semelhantes àquelas das espécies de Eriocaulaceae que ocorrem em solos secos, apesar de muitos indivíduos ocorrerem em solos úmidos, próximos a riachos.
Mostrar mais

8 Ler mais

Anatomia das folhas, brácteas e escapos de Actinocephalus (Koern.) Sano (Eriocaulaceae)

Anatomia das folhas, brácteas e escapos de Actinocephalus (Koern.) Sano (Eriocaulaceae)

RESUMO – (Anatomia das folhas, brácteas e escapos de Actinocephalus (Koern.) Sano (Eriocaulaceae)). Estudou-se a anatomia das folhas, brácteas e escapos de 20 espécies (41 espécimes) de Actinocephalus, que ocorrem nos campos rupestres do Brasil, visando caracterizar anatomicamente o novo gênero proposto para a família, além de elucidar alguns aspectos ecológicos do grupo. As folhas e as brácteas são anatomicamente semelhantes entre si e apresentam epiderme unisseriada, com células alongadas no sentido longitudinal; estômatos na face abaxial, com câmaras subestomáticas; parênquima clorofiliano frouxo; feixes vasculares colaterais envolvidos por bainha dupla e extensão de bainha dos feixes constituída por células parenquimáticas alongadas. Os escapos apresentam epiderme unisseriada; câmaras subestomáticas; parênquima clorofiliano frouxo; endoderme descontínua; periciclo sinuoso e feixes vasculares colaterais. A presença de células alongadas tanto na epiderme como nas extensões de bainha dos feixes vasculares nas folhas e nas brácteas, assim como endoderme descontínua nos escapos e câmara subestomática nos três órgãos estudados são caracteres consistentes para o gênero. As características anatômicas dos órgãos estudados são mesomórficas.
Mostrar mais

12 Ler mais

Anatomia de raízes de espécies de Orchidaceae do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, Minas Gerais.

Anatomia de raízes de espécies de Orchidaceae do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, Minas Gerais.

RESUMO - (Anatomia de raízes de espécies de Orchidaceae do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, Minas Gerais). O presente estudo objetivou caracterizar anatomicamente raízes de espécies de Orchidaceae ocorrentes em um campo de altitude no Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, identificando caracteres de significado ecológico e valor taxonômico. Foram estudados apenas indivíduos terrestres, exceto Pleurothallis teres espécie exclusivamente rupícola. A comparação dos caracteres anatômicos das espécies estudadas mostrou dois grupos com estratégias distintas: Epidendrum secundum, E. xanthinum, Oncidium barbaceniae, O. blancheti, Pleurothallis prolifera, P. teres, Zygopetalum mackayi e Z. brachypetalum são espécies perenes e xeromórfitas, enquanto Cleistes gracilis, Habenaria hydrophila, H. janeirensis, H. macronectar e Prescottia montana são espécies que completam o ciclo de vida antes do período seco com redução das partes aéreas neste período, sendo consideradas plantas mesófitas. Observou-se maior similaridade entre os gêneros Epidendrum, Oncidium e Pleurothallis. No caso do gênero Habenaria observou-se maior similaridade entre as espécies Habenaria hydrophila e H. macronectar, devido às diferenças no cilindro vascular e na região cortical de Habenaria janeirensis.
Mostrar mais

15 Ler mais

Raízes meniscais: anatomia e avaliação por meio da ressonância magnética

Raízes meniscais: anatomia e avaliação por meio da ressonância magnética

As raízes anteriores e posteriores são os componentes meniscais que fixam os meniscos nos platôs tibiais próximo à inserção dos ligamentos cruzados (Figura 1). As raízes, tam- bém chamadas de enteses, são estruturas críticas para a função biomecânica dos meniscos, porque lesões dessa região, assim como lesões radiais extensas e lesões complexas, interrompem as fibras de colágeno circunferenciais e determinam uma ex- pansão radial do menisco, com subluxação e extrusão deste. Assim, forças axiais compressivas são transmitidas diretamente para a cartilagem articular, o que leva à degeneração precoce da cartilagem e à osteoartrose (1,2) . O reconhecimento de lesões
Mostrar mais

6 Ler mais

Anatomia de espécies anfíbias de Cyperaceae de lagoas do semi-árido, BA, Brasil.

Anatomia de espécies anfíbias de Cyperaceae de lagoas do semi-árido, BA, Brasil.

A partir do material fixado foram feitas secções nas regiões apical, mediana e basal de raízes, rizomas, estolões, folhas e escapos. Foram utilizados pelo menos três indivíduos de cada espécie. As secções transversais e longitudinais dos diferentes órgãos foram feitas à mão livre, com o auxílio de lâmina de barbear, clarificadas com hipoclorito de sódio a 50% e submetidas ao processo de dupla coloração com azul de astra e safranina (modificado de Bukatsch 1972 apud Kraus & Arduim 1997).

11 Ler mais

Anatomia das Plantas de ESAU - Editora Blucher

Anatomia das Plantas de ESAU - Editora Blucher

lhas produzem ramos axilares (de origem exóge- na), os quais, por sua vez, formam outros ramos axilares. Como resultado dessa atividade, a planta sustenta todo um sistema de ramos a partir do cau- le principal. Se os meristemas axilares permane- cem inativos, os ramos não se ramificam, como por exemplo, em muitas palmeiras. O meristema apical radicular, localizado na extremidade do hipocótilo – ou da radícula, conforme o caso – forma a raiz primária (primeira raiz; Groff e Kaplan, 1988). Em muitas plantas, a raiz primária forma ramificações (raízes secundárias) (Figs. 1.1D e 1.3A) a partir de novos meristemas apicais que se originam in- ternamente do periciclo na raiz primária (origem endógena). As ramificações radiculares produzem novas ramificações, tendo como resultado um sis- tema bem ramificado de raízes. Em algumas plan- tas, especialmente em monocotiledôneas, o siste- ma radicular de uma planta adulta se desenvolve a partir de raízes que têm sua origem no caule.
Mostrar mais

43 Ler mais

Morfologia radicular da dentição permanente de Sapajus apella: morfometria, anatomia macroscópica, ultraestrutura e propriedades físicas.

Morfologia radicular da dentição permanente de Sapajus apella: morfometria, anatomia macroscópica, ultraestrutura e propriedades físicas.

Para análise endodôntica, os dentes foram submetidos à to- madas radiográfica nos sentidos mésio-distal e vestíbulo-lingual, sendo para tanto usado o aparelho de raios-x Dabi Atlante spectro 70x de 8 mA (miliamperagem), com uma distância padronizada de 15 cm, tempo de exposição de 0,3 segundos e filmes radiográfi- cos (AGFA DENTUS M2 Speed E/F) com processamento efetuado em todos os filmes simultaneamente. Além disso, elementos de todos os grupos dentários foram submetidos ao desgaste lon- gitudinal e a outra ao corte transversal. Os desgastes longitudi- nais foram realizados com auxílio de lixas d’água de gramatura de 1.000 e 1.500, para observar a trajetória do canal, iniciando o desgaste pela face mesial, para efeito de preservação da curvatura apical, até atingir o canal principal por inteiro, respeitando-se a curvatura do canal, caso existente. As secções transversais foram realizadas em três segmentos iguais, nos terços cervical, médio e apical das raízes para verificação da forma do canal. As amostras transversais e longitudinais tiveram suas imagens registradas em fotoestereomicroscópio e analisadas comparativamente.
Mostrar mais

6 Ler mais

«ÀS PORTAS DA LEI»(?): REFLEXOS DO DIÁLOGO DIVERGENTE ENTRE WEST E POSNER SOBRE AS POSSÍVEIS LEITURAS DE KAFKA NA PERSPETIVAÇÃO DO HOMEM PERANTE O DIREITO

«ÀS PORTAS DA LEI»(?): REFLEXOS DO DIÁLOGO DIVERGENTE ENTRE WEST E POSNER SOBRE AS POSSÍVEIS LEITURAS DE KAFKA NA PERSPETIVAÇÃO DO HOMEM PERANTE O DIREITO

justificados os resultados de uma transação expressamente consentida 30 – numa argumentação consequencialista, visando a atribuição de um valor moral ao consentimento, e assim postulando[r]

22 Ler mais

A IMPLANTAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO POR COMPETÊNCIAS NA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS NO ANO DE 2014 – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

A IMPLANTAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO POR COMPETÊNCIAS NA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS NO ANO DE 2014 – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O capítulo I apresenta a política implantada pelo Choque de Gestão em Minas Gerais para a gestão do desempenho na Administração Pública estadual, descreve os tipos de pro[r]

194 Ler mais

A APROPRIAÇÃO DOS RESULTADOS DO PROEB: ESTUDO DE CASO DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE JUIZ DE FORAMG

A APROPRIAÇÃO DOS RESULTADOS DO PROEB: ESTUDO DE CASO DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE JUIZ DE FORAMG

Na apropriação do PROEB em três anos consecutivos na Escola Estadual JF, foi possível notar que o trabalho ora realizado naquele local foi mais voltado à apresentação dos [r]

127 Ler mais

PRÁTICAS DE GESTÃO ESCOLAR: UM ESTUDO DE CASO NA ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM MAURÍCIO DE AZEVEDO DE JANAÚBAMG

PRÁTICAS DE GESTÃO ESCOLAR: UM ESTUDO DE CASO NA ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM MAURÍCIO DE AZEVEDO DE JANAÚBAMG

O primeiro capítulo desta pesquisa teve como função apresentar o caso estudado, discorrendo sobre a descrição da Secretaria de Estado de Educação e da Superintendência Region[r]

153 Ler mais

WIE DIE SCHWEIZER KOLONIE HELVETIA IN SÃO PAULO  VON OBWALDNERTYYTSCH ZU PORTUGIESISCH WECHSELTE

WIE DIE SCHWEIZER KOLONIE HELVETIA IN SÃO PAULO VON OBWALDNERTYYTSCH ZU PORTUGIESISCH WECHSELTE

Das Ur-Obwaldnertyytsch der Kolonie muss laut dem EGIDS klar hin- ter der Ebene 7 (shifting, d.h. Spra- chwechselprozess, wo die Sprache zwar noch verstanden und gesprochen, [r]

10 Ler mais

O CURSO DE PEDAGOGIA DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA (Parfor) NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO DE OLIVENÇA (AM)

O CURSO DE PEDAGOGIA DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA (Parfor) NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO DE OLIVENÇA (AM)

A realização deste trabalho teve como referencial teórico as reflexões de autores como Saviani (2009), auxiliando na discussão sobre os aspectos históricos da formação dos professore[r]

170 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAED - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAED - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

São previstos cursos de formação continuada às equipes do PIP para que saibam analisar os dados das avaliações corretamente e elaborar instrumentos que possibilitem a evol[r]

130 Ler mais

PROJETO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO EM SITUAÇÃO DE INCÊNDIO

PROJETO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO EM SITUAÇÃO DE INCÊNDIO

O objetivo das regulamentações modernas de segurança contra incêndio é pro- teger a vida e evitar que os incêndios, caso se iniciem, se propaguem para fora de um compartimento do edifíc[r]

20 Ler mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Cláudia Caixeta Gomes

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIHORIZONTES Programa de Pós-Graduação em Administração Mestrado Cláudia Caixeta Gomes

a) Analisar o processo de coleta, tratamento e disposição final dos resíduos urbanos realizados pelo município. b) Identificar, na percepção das associações de bairros, o proce[r]

166 Ler mais

TRADUÇÃO DE «ERSTES LEID» DE FRANZ KAFKA

TRADUÇÃO DE «ERSTES LEID» DE FRANZ KAFKA

irgendeinem Ersatz seiner sonstigen Lebensweise die Fahrt oben im Gepäcknetz zubrachte; im nächsten Gastspielort war im Theater lange vor der Ankunft des Trapezküns[r]

6 Ler mais

MANUAL DE ACOLHIMENTO NO ACESSO AO SISTEMA DE SAÚDE DE CIDADÃOS ESTRANGEIROS – Normas de Orientação Clínica

MANUAL DE ACOLHIMENTO NO ACESSO AO SISTEMA DE SAÚDE DE CIDADÃOS ESTRANGEIROS – Normas de Orientação Clínica

a) Cuidados de saúde urgentes e vitais e de protecção da saúde pública Estrangeiro menor residente em Portugal em situação irregular Cidadão Europeu sem inscrição em qualquer[r]

48 Ler mais

Show all 8183 documents...

temas relacionados