Top PDF Atividade antibacteriana e antifúngica de espécies de Gnetum.

Atividade antibacteriana e antifúngica de espécies de Gnetum.

Atividade antibacteriana e antifúngica de espécies de Gnetum.

HiÜLoto de Gnetum ¿chmck&anum e todaò a¿ òubòtânctaò dele ΙΔ οΙαάαΔ fio­iam ativou a Sta.. ¡¡ntjlococc.u& αίΐΛΖλχλ, S.[r]

5 Ler mais

Atividade antibacteriana e antifúngica de espécies de Gnetum.

Atividade antibacteriana e antifúngica de espécies de Gnetum.

Parece que pelo menos em relacao a atividade antifungica, a atividade inibitoria, aumenta do resveratrol ao seu dfmero gnetina C, sendo abolida no caso do tr fmero gnetina E. paniculat[r]

5 Ler mais

Composição química e atividade antibacteriana dos óleos essenciais de cinco espécies de Eucalyptus cuItivadas em Goiás.

Composição química e atividade antibacteriana dos óleos essenciais de cinco espécies de Eucalyptus cuItivadas em Goiás.

O eucalipto tem sido considerado útil em várias áreas tais como: ambiental, econômica, medicinal e farmacêutica. O gênero Eucalyptus apresenta as seguintes propriedades terapêuticas: antifúngica, antisséptica, adstringente, antiinflamatória, antibacteriana, cicatrizante e é um desinfetante de grande potencialidade. (GRA et al., 1990; ALVES, 1992; CUÉ et al., 1993; RODRIGUEZ, 1994; MATOS, 1997; SIMÕES et al., 1999).

6 Ler mais

Atividades biológicas e enzimáticas do extrato aquoso de sementes de Caesalpinia ferrea Mart., Leguminosae.

Atividades biológicas e enzimáticas do extrato aquoso de sementes de Caesalpinia ferrea Mart., Leguminosae.

Os resultados dos ensaios de atividade antibacteriana em meio sólido mostraram que o extrato de C. ferrea não inibiu o crescimento de nenhuma das cepas bacterianas analisadas. Embora tenha sido comprovada a atividade antibacteriana (Saeed & Sabir, 2002; Aqil & Ahmad, 2003; Woldemichael et al., 2003) e antifúngica (Saeed & Sabir, 2002; Aqil & Ahmad, 2003) de sementes de algumas espécies do gênero Caesalpinia, para a espécie C. ferrea, até o presente momento, só foram relatadas atividade antimicrobiana do extrato e de frações obtidas a partir do caule (Frasson, 2002) e dos frutos (Carvalho et al., 1996). Em relação à atividade antifúngica, o extrato de C. ferrea não inibiu o crescimento de nenhum dos fungos estudados. Muitos autores descreveram atividade antifúngica de extratos de várias partes de espécies do gênero Caesalpinia (Aqil & Ahmad, 2003; Sudhakar et al., 2006; Cruz et al., 2007), entretanto, até o presente momento, nenhum estudo relata a atividade antifúngica de extratos de sementes de C. ferrea.
Mostrar mais

6 Ler mais

Avaliação da atividade antibacteriana e antifúngica de extratos de plantas utilizados na medicina popular.

Avaliação da atividade antibacteriana e antifúngica de extratos de plantas utilizados na medicina popular.

Plantas: As plantas foram coletadas em março de 2001, identificadas e depositadas no Herbário da Universidade Estadual de Maringá, PR, Brasil. As seguintes espécies foram utilizadas: Arctium lappa, Tanacetum vulgare, Erythrina speciosa, Psidium guajava, Mikania glomerata, Spilanthes acmella, Lippia alba, Achillea millefolium, Piper regnellii, Eugenia uniflora, Punica granatum, Sambucus canadensis e Plantago major.

4 Ler mais

1. AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA E ANTIFÚNGICA DA PRÓPOLIS PRODUZIDA NO ESTADO DO TOCANTINS

1. AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIBACTERIANA E ANTIFÚNGICA DA PRÓPOLIS PRODUZIDA NO ESTADO DO TOCANTINS

A própolis é uma resina coletada de várias espécies vegetais e que sofre adição de secreções de abelhas da espécie Appis mellifera. As características físicas e composição desta resina são intensamente influenciadas pelas variações ambientais. Os objetivos do trabalho foram analisar a produtividade da própolis pelo sistema de Coleta de Própolis Inteligente (CPI); avaliar a atividade antibacteriana e antifúngica da própolis produzida no estado do Tocantins (TO) e comparar os resultados com antibióticos e antifúngicos de uso comum. A produção de própolis sem uso de CPI foi em média foi de 20.315g (CV:55.53%) e a com uso de CPI – 50.567g(CV:89.87%). A própolis produzida no TO possui atividade antibacteriana principalmente para as bactérias gram-negativas (Salmonella e E.coli) e das bactérias gram-positivas, S. epidermides apresentou melhor atividade que a S. aureus. Na análise de ANOVA (P<0,05 e I.C.:95%) as própolis de Aragominas para S. epidermides e de Entre Rios para Salmonela spp., obtiveram maiores halos de inibição, sendo mais efetivos estatisticamente. A atividade antifúngica foi mais significativa para C. tropicalis quando comparada a C. albicans. Estes resultados divergem-se, em alguns pontos, das pesquisas realizadas com própolis produzidas em outros estados, que podem ser justificados pelo fato do TO encontrar-se em uma área de transição entre o Cerrado e a Floresta Amazônica. Apesar do sistema de CPI melhorar a produtividade da própolis, tal característica não interferiu nos resultados da atividade antimicrobiana.
Mostrar mais

8 Ler mais

Síntese, caracterização, atividade antifúngica e antibacteriana de complexos de zinco (II) e níquel (II) contendo ligantes ditiocarbimatos e tritiocarbimatos

Síntese, caracterização, atividade antifúngica e antibacteriana de complexos de zinco (II) e níquel (II) contendo ligantes ditiocarbimatos e tritiocarbimatos

Os mecanismos de ação exatos de ditiocarbimatos e seus complexos ainda não foram esclarecidos. Contudo a sua similaridade estrutural com ditiocarbamatos e compostos relacionados nos leva a supor que atuem de forma semelhante. A adição de um segundo átomo de enxofre na estrutura final já se mostrou fundamental para a atuação do dissulfiran, um dissulfeto de tiuram, composto relacionado aos ditiocarbamatos, sobre a proteína associada ao câncer de mama 2 (Brahemi, 2010). Uma interpretação similar pode ser utilizada na tentativa de explicação da diferença da atividade entre os tritiocarbimatos de zinco (3a-e) e ditiocarbimatos de zinco (2a-e). Talvez, a alteração estrutural gerada pela adição dos átomos de enxofre seja responsável pela diferença no comportamento entre as duas espécies contra o fungo Botrytis cinerea, onde uma diferença geral no comportamento foi observada.
Mostrar mais

182 Ler mais

Efeito dos extratos obtidos de Swartzia argentea Spruce ex Benth., S. laevicarpa Amshoff, S. panacoco (Aublet) Cowan, S. polyphylla DC. E de S. sericea Vogel da Amazônia Central sobre fungos degradadores de madeira

Efeito dos extratos obtidos de Swartzia argentea Spruce ex Benth., S. laevicarpa Amshoff, S. panacoco (Aublet) Cowan, S. polyphylla DC. E de S. sericea Vogel da Amazônia Central sobre fungos degradadores de madeira

Na busca por substâncias com atividade antifúngica e, ou, antitérmitas à organismos xilófagos, em Leguminosae da Amazônia Central (INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA. INPA, 1998, p.6), a potencialidade antifúngica de Swartzia, principalmente do extrato etanólico do ritidoma de S. argentea Benth, S. polyphylla Ducke e de S. sericea Vog. e a da casca do caule de S. panacoco (Aublet) Cowan aos fungos xilófagos; Pycnoporus sanguineus (L.: Fr.) Murr., Trametes villosa (Fr.) Ryv. e Lenzites trabea Pers.:Fr., constatada por Jesus (2002, p.522), estaria dentro deste contexto. Os resultados justificam o investimento em bioensaios que permitem obter informações sobre o mecanismo de ação, avaliar a especificidade e seletividade da atividade antifúngica dos extratos em questão. Na maioria das vezes, os efeitos de antagonismo e sinergismo entre os constituintes químicos do extrato etanólico podem afetar a potencialidade bioativa dos mesmos. No fracionamento, pode ocorrer a diminuição da complexidade da mistura nas frações, ocasionando o aumento ou o decréscimo da bioatividade nas frações em relação a do extrato de origem. Também a potencialização da atividade biológica possa ser resultante de uma substância ou da combinação delas na fração ou nas frações.
Mostrar mais

106 Ler mais

TATIANY OLIVEIRA DE ALENCAR MENEZES “AVALIAÇÃO IN VITRO DA ATIVIDADE ANTIFÚNGICA DE ÓLEOS ESSENCIAIS E EXTRATOS DE PLANTAS PRESENTES NA REGIÃO AMAZÔNICA SOBRE CEPA DE Candida albicans”

TATIANY OLIVEIRA DE ALENCAR MENEZES “AVALIAÇÃO IN VITRO DA ATIVIDADE ANTIFÚNGICA DE ÓLEOS ESSENCIAIS E EXTRATOS DE PLANTAS PRESENTES NA REGIÃO AMAZÔNICA SOBRE CEPA DE Candida albicans”

O grande impulso da terapia antifúngica teve início com a introdução dos antifúngicos poliênicos como a nistatina utilizada para o tratamento da candidíase superficial e, principalmente, da anfotericina B utilizada para o tratamento de micoses profundas. Esses antifúngicos recebem esse nome em razão da habilidade de atuarem nos meios ácido e básico. Entretanto, novas substâncias sintéticas ativas contra leveduras vêm merecendo destaque especial, como a 5-flucitosina e os derivados azólicos, entre os quais o miconazol, clotrimazol, cetoconazol, fluconazol e itrazonazol (SALLES, 2000; TAVARES, 2001; SOYSA; SAMARANAYKE; ELLEPOLA, 2008).
Mostrar mais

94 Ler mais

PROPEC-Programa de Pós Graduação em Engenharia Cívil :: ANÁLISE NUMÉRICA DE SÓLIDOS AXISSIMÉTRICOS VIA MEF: APLICAÇÃO EM ELEMENTOS DE CONCRETO, DE AÇO E MISTOS DE AÇO E CONCRETO

PROPEC-Programa de Pós Graduação em Engenharia Cívil :: ANÁLISE NUMÉRICA DE SÓLIDOS AXISSIMÉTRICOS VIA MEF: APLICAÇÃO EM ELEMENTOS DE CONCRETO, DE AÇO E MISTOS DE AÇO E CONCRETO

O Método dos Elementos Finitos pode contribuir de forma eficiente para o cálculo de tensões, deformações e deslocamentos em estruturas tais como: tubulações de ág[r]

85 Ler mais

GESTÃO E FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA: O CASO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA EM UM ESTUDO DE CASO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

GESTÃO E FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA: O CASO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA EM UM ESTUDO DE CASO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Importante perceber que não é necessariamente o objeto do contrato que define a definição do serviço como contínuo "COM" ou "SEM" dedicação exclusiva de mão de obra. Tal enquadramento é condicionado pelo modelo de execução contratual. Um mesmo serviço pode, dependendo da forma de execução, ser classificado como contínuo com dedicação exclusiva de mão de obra ou como contínuo sem dedicação exclusiva de mão de obra. Exemplo didático é o serviço de manutenção preventiva e corretiva de aparelhos de ar condicionado. Em uma pequena unidade administrativa, detentora de poucos aparelhos, na qual o serviço de manutenção será executado eventualmente, não faz sentido a disposição diária de um trabalhador da empresa terceirizada, que restará ocioso, pois a efetiva execução da atividade contratada será realizada, apenas, quando provocada a demanda. Já em uma unidade administrativa de maior porte, na qual existam dezenas ou centenas de aparelhos, a constante necessidade de manutenção pode tornar mais econômica e vantajosa a disposição de um ou mais trabalhadores da empresa, diariamente, no interior da organização pública. Enfim, a opção pela disposição permanente do trabalhador fará com que um serviço, muitas vezes classificável como contínuo "SEM" dedicação exclusiva de mão de obra, seja caracterizado como contínuo "COM" dedicação exclusiva de mão de obra.
Mostrar mais

83 Ler mais

Registo de Complicações de Interrupção de Gravidez. Definições e modelo de registo – Normas de Orientação Clínica

Registo de Complicações de Interrupção de Gravidez. Definições e modelo de registo – Normas de Orientação Clínica

iii. choque tóxico – quadro inespecífico com uma evolução rápida de falência multiorgânica, podendo culminar em morte materna. O aparecimento de um quadro compatível [r]

8 Ler mais

Atividade antifúngica de Sideroxylon obtusifolium frente a diferentes espécies de Candida sp.

Atividade antifúngica de Sideroxylon obtusifolium frente a diferentes espécies de Candida sp.

Inicialmente a atividade antifúngica foi determinada por meio do ensaio de difusão em ágar (técnica de poço) como descrito por Nenaah (2013). Em placas de Petri con- tendo o meio ágar Sabouraud dextrose as espécies de Candida foram inoculadas, se- paradamente, com o auxílio de um Swab, em seguida quatro cavidades (6 mm de di- âmetro) foram feitas usando pipetas de Pasteur estéreis. Os poços foram saturados, separadamente, com 20 µL de extrato bruto e frações orgânicas em concentrações vari- ando de 400 a 100 µg/mL. As placas foram incubadas a 28 °C por 48 horas. Os diâme- tros das zonas de inibição foram medidos com o auxílio de uma escala milimétrica. Os testes foram realizados em duplicatas.
Mostrar mais

8 Ler mais

Atividade antifúngica in vitro do óleo essencial de Melissa officinalis L. (ERVA-CIDREIRA) SOBRE Cladosporium carrionii

Atividade antifúngica in vitro do óleo essencial de Melissa officinalis L. (ERVA-CIDREIRA) SOBRE Cladosporium carrionii

O gênero Cladosporium abrange muitas espécies de fungos contaminantes e oportunistas dematiáceos, estando relacionados com quadros de patologias em pacientes imunocomprometidos. Considerando a ampla atividade biológica apresentada pelos produtos naturais, óleos essenciais obtidos a partir de espécies vegetais têm sido investigados para determinação de suas atividades antimicrobianas. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade antifúngica de óleos essenciais provenientes de espécies vegetais da família Lamiaceae sobre cepas de Cladosporium carrionii. A metodologia empregada foi a técnica de difusão em meio sólido. Os ensaios foram realizados em duplicata e os resultados considerados positivos quando as médias aritméticas dos halos de inibição apresentaram valores iguais ou superiores a 10 mm de diâmetro. E os resultados mostraram que os sete óleos essenciais testados apresentaram atividade antifúngica contra 100% das cepas de C. carrionii. Entretanto, os óleos essenciais de Ocimum gratissimum, Pneumus boldus, Origanum vulgare e Melissa officinalis e apresentaram as melhores atividades antifúngicas, com halos de inibição de 49,25 mm, 42,25 mm, 40,25 mm, 29 mm respectivamente. Os dados obtidos mostram-se promissores e podem servir como guia na seleção de plantas com atividades antifúngicas de futuros trabalhos, na perspectiva de uma possível aplicação terapêutica desses produtos.
Mostrar mais

124 Ler mais

Atividade antifúngica in vitro de estatinas sobre espécies de Candida e Cryptococcus

Atividade antifúngica in vitro de estatinas sobre espécies de Candida e Cryptococcus

O uso generalizado de estatinas na população humana e seus efeitos antifúngicos podem sugerir uma alteração no padrão normal de colonização fúngica. Além disso, como as estatinas causam uma diminuição do nível de ergosterol nas membranas fúngicas, possivelmente uma alteração da sensibilidade de antifúngicos que também atuam na síntese do ergosterol, como os azóis e anfotericina, poderia acontecer (MACREADIE et al., 2007). Estudos relatam que C . albicans e C . tropicalis produzem mais biofilme do que as outras espécies de Candida (SHIN et al., 2002; GASPARETTO et al., 2005; TUMBARELlO et al., 2007). Liu et al. (2009), provou através de experimentos utilizando biofilme e sinvastatina, que cepas de C . albicans , na formação de biofilme eram mais suscetíveis a ação da sinvastatina do que na forma planctônica, além disso concentrações muito baixas foram necessárias para a inibição do biofilme sem causar atividade fungicida (1, 2 e 5 µM). Isto poderia explicar o porque das espécies de C . albicans e C . tropicalis apresentarem CIMs menores do que as outras espécies do nosso estudo.
Mostrar mais

98 Ler mais

FOOD ADDITIVES IN COSMETICS – CLINICAL RELEVANCE

FOOD ADDITIVES IN COSMETICS – CLINICAL RELEVANCE

Os parabenos (E 214-219) são esteres do ácido p-hidroxibenzóico utilizados como conservantes com ação antibacteriana e antifúngica em cosméticos (cremes hidratantes, maquiagem, rímel, batons, de- sodorizantes, dentífricos, protetores solares, cremes de- pilatórios, produtos de limpeza e loções) e alimentos (bolos, doces, cremes de pastelaria, geleias e compo- tas, sumos de frutos e vegetais, cidra, maionese, mo- lhos e “pickles”) 10 . A sensibilização a estes conservantes

10 Ler mais

Rev. Assoc. Med. Bras.  vol.52 número1

Rev. Assoc. Med. Bras. vol.52 número1

O voriconazol é um derivado triazólico e apresenta ativi- dade antifúngica de amplo espectro com potência antifúngica contra as espécies de Candida (incluindo cepas resistentes ao fluconazol, C.krusei, C. glabrata e C. albicans) e atividade fungicida contra todas as espécies de Aspergillus. Além disso, o voriconazol apresenta atividade fungicida, in vitro, contra patógenos fúngicos emergentes, incluindo aqueles tais como o Scedosporium ou o Fusarium. Encontra-se disponível em for- mulações endovenosa e oral. Sua distribuição é homogênea em todos os tecidos com boa penetração liquórica. Em crianças de 2 a 11 anosa eliminação é linear com doses de 3 a 4 mg/kg/dia a cada 12 horas. É metabolizado pelas isoenzimas hepáticas do citocromo P450, CYP2C19, CYP2C9 e CYP3A4. Sua elimi- nação também é hepática com apenas 2% renal, o que torna desnecessário ajuste de dose em pacientes com insuficiência renal. Efeitos adversos mais comuns são alterações de enzimas hepáticas, rash cutâneo e distúrbios visuais.
Mostrar mais

2 Ler mais

Triazenos e atividade antibacteriana.

Triazenos e atividade antibacteriana.

taram atividade antibacteriana de largo espectro [(3), (5), (9), (10), e (11)], e os outros sete [(1), (2), (4), (8), (12), (14) e (15)] apresentaram atividade de espectro reduzido, tendo sido ativos ou frente a cepas Gram-positivas ou frente a Gram-negativas. A vantagem dos antibióticos de espectro re- duzido é que eles podem ser utilizados no tratamento de in- fecções específicas sem interferir na população bacteriana normal protetora do hospedeiro (Murray et al., 2004). Em relação à concentração, dos compostos triazenos (TZC) es- tudados, os mais ativos foram o composto (2), com CIM =16 µg/mL frente a S. agalactiae, e os TZC (9), (10), e (11), com CIM = 32 µg/mL frente a E. cloacae e CIM = 64 µg/mL frente a Rhodococcus sp. Ainda, o composto (10) apresen- tou CIM = 64 µg/mL frente a S. saprophyticus e o compos- to (11), CIM de 64 µg/mL frente a S. epidermidis. Assim, o composto com melhor atividade antimicrobiana frente às bactérias testadas (CIM = 16 µg/mL) foi o 1-metil-3-(4- carboxifenil)triazeno-1-óxido (2), e o que apresentou ativi- dade sobre o maior número de cepas (7 bactérias) foi o 1-(4- nitrofenil)-3-(4-carboxifenil)triazeno (10). Nenhum dos compostos foi ativo frente às cepas ESBLs, que são em ge- ral microrganismos multirresistentes. Atualmente, os carbapenêmicos vêm sendo utilizados para o tratamento de infecções por enterobactérias, principalmente o imipenem (Coudron, Hanson, Climo, 2003; Jones, Pfaller, 2003; Pagani et al., 2003).
Mostrar mais

9 Ler mais

Preparação e Condução de Auditorias da Qualidade e Segurança da Prestação de Cuidados de Saúde – Normas de Orientação Clínica

Preparação e Condução de Auditorias da Qualidade e Segurança da Prestação de Cuidados de Saúde – Normas de Orientação Clínica

Tendo como base as funções que lhe estão remetidas através da Lei orgânica da Direção-Geral da Saúde e dos vários diplomas legais e despachos aplicáveis, o Departamento da Qualidade na Saúde tem vindo a desenvolver uma extensa atividade de auditoria nas instituições prestadoras de cuidados do Serviço Nacional de Saúde e do Sistema de Saúde português.

15 Ler mais

PROPEC-Programa de Pós Graduação em Engenharia Cívil :: ANÁLISE NUMÉRICA AVANÇADA DE ESTRUTURAS DE AÇO E DE CONCRETO ARMADO EM SITUAÇÃO DE INCÊNDIO

PROPEC-Programa de Pós Graduação em Engenharia Cívil :: ANÁLISE NUMÉRICA AVANÇADA DE ESTRUTURAS DE AÇO E DE CONCRETO ARMADO EM SITUAÇÃO DE INCÊNDIO

No Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Universidade Federal de Ouro Preto (PROPEC/UFOP), a consideração de altas temperaturas na análise de estruturas iniciou-se[r]

218 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados