Top PDF Avaliação de progênies de taxi-branco (Sclerolobium paniculatum) e estimativas de parâmetros genéticos.

Avaliação de progênies de taxi-branco (Sclerolobium paniculatum) e estimativas de parâmetros genéticos.

Avaliação de progênies de taxi-branco (Sclerolobium paniculatum) e estimativas de parâmetros genéticos.

Estimativas de ganhos genéticos (%) com seleção entre e dentro de famílias para os caracteres altura, DAP, número de haste e biomassa em progenies de meios-irmãos de taxi- branco aos 48[r]

6 Ler mais

Avaliação genética de indivíduos e progênies de cupuaçuzeiro no estado do Pará e estimativas de parâmetros genéticos.

Avaliação genética de indivíduos e progênies de cupuaçuzeiro no estado do Pará e estimativas de parâmetros genéticos.

RESUMO- O presente trabalho relata a avaliação genotípica de progênies de cupuaçuzeiro, no Estado do Pará, para os caracteres número de frutos (NF) em quatro safras, intensidade de ocorrência de vassoura- de-bruxa na inflorescência (VBI) e nos frutos (VBF), e peso de vassoura-de-bruxa (PVB). Apresenta também estimativas de parâmetros genéticos que permitem inferir sobre o controle genético e nível de variabilidade genética presente no material avaliado. Todos os caracteres apresentaram considerável variabilidade genética, com coeficientes de variação genética variando de 27% a 88% no âmbito de progênie e de 38% a 123% no âmbito individual. Isto revela excelentes possibilidades para a seleção nessa população experimental híbrida. As estimativas de herdabilidade individual no sentido restrito, em uma safra, variaram de 25% a 54%, e as repetibilidades individuais para NF equivaleram a 35%. Com as quatro safras realizadas, a herdabilidade em nível individual aumentou para 48%, propiciando acurácia seletiva de 70%, para a seleção de indivíduos. O ganho em eficiência, quando se usa mais de cinco safras, é praticamente desprezível. Para NF, ganhos acima de 60% podem ser obtidos com a seleção dos cinco melhores indivíduos. Poderão ser selecionados indivíduos com produção anual de 17 frutos, valor muito superior à média geral de 10 frutos, encontrada nos plantios comerciais. Verificam-se ganhos genéticos bastante superiores quando se faz a propagação clonal dos melhores indivíduos em relação ao que se verifica quando se realiza a propagação sexuada. Para o melhor indivíduo, o ganho genético aumenta de 75.5% para 88.3%, ou seja, de 17 para quase 19 frutos por planta. Isto revela um grande potencial para a clonagem comercial de cupuaçuzeiro. Para os caracteres VBI e VBF, verificaram-se altas herdabilidades individuais no sentido restrito com valores variando entre 30% e 54%. Isto revela o excelente potencial da seleção recorrente para melhorar, gradativamente, o nível de resistência. Parece suficiente considerar na seleção apenas o número de vassouras, não sendo necessário considerar o peso. A correlação entre resistência no fruto e na inflorescência foi alta (0.84), indicando algum controle genético comum aos dois caracteres. Foram identificadas progênies superiores, simultaneamente, para produção de frutos e resistência à vassoura.
Mostrar mais

6 Ler mais

Influenciado número de repetições nas estimativas de parâmetros genéticos em Progênies de meios-irmãos de taxi-branco (Sclerolobium Paniculatum).

Influenciado número de repetições nas estimativas de parâmetros genéticos em Progênies de meios-irmãos de taxi-branco (Sclerolobium Paniculatum).

A eficiência de seleção foi alta, evidenciando uma concordância quase plena entre as progênies selecionadas com menor número de repetições comparativamente ao experimento com dez repet[r]

7 Ler mais

PRODUTIVIDADE, REAÇÃO A DOENÇAS E ESTIMATIVAS DE PARÂMETROS GENÉTICOS EM PROGÊNIES DE MARACUJAZEIRO-AZEDO CULTIVADAS NO DISTRITO FEDERAL

PRODUTIVIDADE, REAÇÃO A DOENÇAS E ESTIMATIVAS DE PARÂMETROS GENÉTICOS EM PROGÊNIES DE MARACUJAZEIRO-AZEDO CULTIVADAS NO DISTRITO FEDERAL

As análises visuais da reação das progênies à virose CABMV( Cowpea aphid-borne mosaic vírus) e PWV (Passion fruti woodiness virus) foram realizadas mensalmente de outubro de 2009 a abril de 2010 sendo um total de sete avaliações. Para a avaliação do vírus nas plantas de maracujá no campo utilizou-se a metodologia proposta por SOUSA (2005), onde se avaliou a severidade, incidência do vírus e porcentagem de plantas resistentes coletando-se 20 folhas na extremidade superior dos ramos, excluindo as folhas mais novas e com ataque de ácaro, em espaços regulares (10 folhas em cada lado da parcela) e atribuindo uma nota de acordo com a Tabela 2.1. Com base nas médias das notas encontradas, obteve- se o índice de severidade à virose do endurecimento dos frutos a qual foi utilizada para identificar o grau de resistência da progênie a virose, consoante a Tabela 2.2. A porcentagem de platnas sem sintomas foi calculada com base no número de folhas que apresentaram nota de resistência.
Mostrar mais

105 Ler mais

Parâmetros genéticos em progênies de polinização livre de acerola.

Parâmetros genéticos em progênies de polinização livre de acerola.

RESUMO - A acerola (Malpighia emarginata D.C.) é uma cultura que vem despertando grande inte- resse por parte de consumidores, produtores, industriais e exportadores, dado o seu alto teor de vitami- na C. No Brasil, não existem variedades recomendadas para o plantio comercial; por esta razão, os dados de produção são muito variáveis. O presente trabalho visa estimar e interpretar geneticamente a porção de variabilidade existente quanto a alguns caracteres, em uma população de plântulas de aceroleira obtidas de sementes, originalmente selecionadas em plantio comercial no Estado do Ceará. O experi- mento foi instalado no local definitivo em abril/96, na Estação Experimental da Embrapa-Centro Na- cional de Pesquisa de Agroindústria Tropical (CNPAT), no município de Pacajus, CE, sob arranjo experimental de blocos casualizados, com 62 tratamentos, três repetições e quatro plantas por parce- las, no espaçamento de 4 m entre linhas e 3 m entre plantas. Os tratamentos são constituídos por progênies de polinização livre. No primeiro ano de idade das plantas, a maioria das progênies já tinha frutificado, sendo que a proporção de florescimento era menor do que a frutificação no período de avaliação. Pelas estimativas dos coeficientes de herdabilidade dos caracteres, pode-se afirmar que a seleção de progênies resultará em ganhos superiores em relação à seleção de plantas. Os índices b 1 e b 2 , que quantificam a relação da variação genética em face da variação ambiental entre e dentro de progê- nies, respectivamente, revelam uma condição favorável à seleção dentro de progênies.
Mostrar mais

6 Ler mais

Índice Multiefeitos e estimativas de parâmetros genéticos em aceroleira.

Índice Multiefeitos e estimativas de parâmetros genéticos em aceroleira.

Houve diferenças significativas entre famílias a 1% e 5% de probabilidade, com relação a todos os caracteres, com exceção da altura da planta no ter- ceiro ano (AP3) e diâmetro do caule no segundo ano (DC2) (Tabela 1). Esta variação entre progênies re- vela uma condição favorável à seleção, consideran- do que é de natureza genética. Os coeficientes de variação experimental mantiveram-se em níveis acei- táveis para experimentação com acerola, exceção fei- ta à produção de frutos com 28,4% que, aparente- mente, apesar de alto, é normal na avaliação desta característica (Lopes, 1999; Paiva et al., 1999; Cor- deiro, 2000).
Mostrar mais

9 Ler mais

Estimativas de parâmetros genéticos e ganhos de seleção em progênies de polinização aberta de açaizeiro.

Estimativas de parâmetros genéticos e ganhos de seleção em progênies de polinização aberta de açaizeiro.

RESUMO - O presente trabalho teve como objetivos estudar a variabilidade genética, estimar parâmetros genéticos e fenotípicos, e realizar a predição de valores genéticos dos indivíduos de açaizeiro irrigado no Estado do Pará, utilizando a metodologia BLUP/REML a partir da avaliação de progênies com base nos caracteres altura do primeiro cacho (APC), peso total do cacho (PTC), peso total de frutos (PTF), número de cachos (NC), peso médio do cacho (PMC), comprimento médio da ráquis (CMR), número médio de ráquilas (NMR), número de perfilhos (NP) e peso médio de cem frutos (P100). Cinqüenta progênies foram avaliadas em dois látices 5 x 5 com duas repetições e parcelas lineares de cinco plantas cada, no espaçamento de 5 m x 5 m. O programa computacional Selegen- Reml/ Blup foi utilizado para as análises genéticas e a identificação dos melhores indivíduos para compor a população de produção de sementes para um programa a curto prazo e a de melhoramento para um programa a longo prazo. As correlações genotípicas de maiores magnitudes foram aquelas envolvendo o peso total de frutos e peso total do cacho, peso total do cacho e número de cacho e peso total de fruto e número de cacho, indicando que a seleção para peso total de frutos pode ser realizada por meio da seleção daquela de mais fácil seleção. As estimativas dos parâmetros genéticos obtidos revelam excelente potencial seletivo da população e variabilidade genética suficiente para o melhoramento genético da população a curto e longo prazos. Ganho genético considerável de 45,33% em relação à média do experimento pode ser obtido com a seleção dos 20 melhores indivíduos para o caráter produção total de frutos. Termos para indexação: predição de ganhos, parâmetros genéticos, Reml/Blup, frutífera.
Mostrar mais

6 Ler mais

Estimativas de parâmetros genéticos e ganho de seleção para produção de frutos em progênies de polinização aberta de pupunheira no estado do Pará, Brasil.

Estimativas de parâmetros genéticos e ganho de seleção para produção de frutos em progênies de polinização aberta de pupunheira no estado do Pará, Brasil.

O melhoramento genético depende do acerto na es- colha dos melhores indivíduos para serem os genitores das próximas gerações, de modo a reduzir esforços e abreviar o tempo necessário para obtenção de materiais genéticos superiores. Uma das maneiras de identificar os indivíduos portadores de genes desejáveis se faz com a avaliação mor- fo-genética dos candidatos à seleção. A seleção deve ser feita com base nos valores genéticos aditivos dos indiví- duos que serão utilizados na recombinação e nos valores genotípicos dos indivíduos que serão clonados. Nesse sen- tido, uma eficiente estimativa dos parâmetros genéticos constitui base fundamental para o sucesso de qualquer programa de melhoramento.
Mostrar mais

5 Ler mais

Estimativas de parâmetros genéticos para caracteres quantitativos em progênies de Eucalyptus urophylla S. T. Blake

Estimativas de parâmetros genéticos para caracteres quantitativos em progênies de Eucalyptus urophylla S. T. Blake

Os dados do experimento foram coletados no mês de março de 2009, aos 17 anos de idade. Os caracteres analisados foram: a) diâmetro à altura do peito (DAP - cm); b) altura total de plantas (H-m); c) avaliação do tipo de casca (CASCA), sendo atribuídas notas, propostas neste trabalho, de um, para árvore totalmente lisa, a cinco, para árvore totalmente rugosa; d) forma do fuste das árvores (FOR), sendo esta obtida com base em uma escala de notas, sugerida pela EMBRAPA FLORESTAS, variando de um (tortuosidade em toda extensão) a sete (perfeitamente reto); e) bifurcação (BIFURCA), sendo esta obtida com base em uma escala de notas, sugerida pela EMBRAPA FLORESTAS, variando de um a sete e, f) sobrevivência (SOBR) das progênies. As escalas de notas estão descritas nas Figuras 1, 2 e 3 (anexo).
Mostrar mais

49 Ler mais

Estimativas de parâmetros genéticos para caracteres quantitativos em progênies de polinização aberta de Eucalyptus urophylla

Estimativas de parâmetros genéticos para caracteres quantitativos em progênies de polinização aberta de Eucalyptus urophylla

maiores que os coeficientes entre progênies, evidenciando a existência de variação genética e possível aproveitamento para melhoramento genético da população. Em estudo realizado por Moraes (1987) com E. grandis, foram obtidas estimativas do coeficiente de variância genética na ordem de 10,23 a 20,46% em DAP e de 8,98 a 17,97% em altura. Segundo Silva (2005), na escolha do caráter objeto de seleção, é comum utilizar-se aquele que tenha maior importância, mas deve-se levar em consideração aqueles cuja avaliação esteja menos sujeita a erros, como o DAP. No presente trabalho, esse caráter foi utilizado como base para aplicar a seleção. Em DAP, o coeficiente de variação relativa ( CV r ) foi de 0,44 e o coeficiente de determinação dos efeitos de parcela ( 2
Mostrar mais

10 Ler mais

Estimativas de parâmetros genéticos para caracteres de cenoura em sistemas de cultivo agroecológico

Estimativas de parâmetros genéticos para caracteres de cenoura em sistemas de cultivo agroecológico

Os resumos das análises de variância conjunta dos dados obtidos a partir de ensaios conduzidos em dois sistemas de cultivo agroecológicos: Agricultura Natural – AN e Agricultura Orgânica - AO, para alguns caracteres de raiz utilizando-se de 100 famílias de meios-irmãos de cenoura pertencentes à população “0512399”, são apresentados na Tabela 2. As análises foram feitas com base na média das parcelas. Houve efeito não significativo para interação tratamento (progênies) X ambiente (sistema agroecológico) pelo teste F para os caracteres: Diâmetro da raiz (DR), Massa da raiz (MASSA), Diâmetro do xilema da raiz (DX) e Relação entre o diâmetro do xilema e o diâmetro da raiz (DX/DR). Esses resultados indicam que, para esses caracteres, as famílias tiveram desempenho semelhante nos dois sistemas de cultivo agroecológicos, ou seja, os experimentos poderiam ser realizados apenas em um desses sistemas de cultivo. Entretanto, resultados diferentes indicando inconsistência de comportamento dos genótipos com as variações ambientais foram obtidos por Vieira & Oliveira (2003), decorrentes da avaliação de 9 populações de cenoura do grupo Brasília utilizando-se de sistemas convencionais de cultivo, em três locais: Brasília-DF, São Gotardo-MG e Irecê-BA, para os caracteres de massa, comprimento e diâmetro de raiz, onde as interações genótipos com ambientes foram significantes (teste F, P<0,01) para massa e diâmetro médio de raiz. Contudo, os autores verificaram que a presença de interação de elevada magnitude para massa e diâmetro médio de raiz, foi devida predominantemente a parte simples da interação, indicando que um único programa de melhoramento de cenoura poderia ser orientado para o desenvolvimento de cultivares para os três ambientes simultaneamente. Todavia, foi relatada a necessidade de se avaliar a interação de genótipos X ambiente em vários anos, que pode ser de magnitude elevada.
Mostrar mais

82 Ler mais

SELEÇÃO RECORRENTE INTRAPOPULACIONAL EM MARACUJAZEIRO-AZEDO VIA MODELOS MISTOS.

SELEÇÃO RECORRENTE INTRAPOPULACIONAL EM MARACUJAZEIRO-AZEDO VIA MODELOS MISTOS.

RESUMO - o maracujazeiro pertence ao gênero Passilora, considerado o de maior importância econômica da família Passiloraceae. O objetivo do trabalho foi estimar para o maracujazeiro-azedo parâmetros e valores genotípicos pelo procedimento Reml/BluP em nível de progênie. Foram avaliadas 27 progênies de meios- irmãos oriundas do segundo ciclo de seleção recorrente conduzido na uenF, selecionadas via índice de seleção. as características avaliadas foram: número de frutos por parcela (nF); massa total de frutos por parcela (mTF) e massa média de frutos (mmF). os valores genéticos foram estimados por meio do Software Selegen, utilizando o procedimento Reml/BluP. nas estimativas dos parâmetros genéticos via Reml, as duas características ligadas diretamente à produção e, portanto, consideradas as mais importantes, nF e MTF apresentaram estimativas de herdabilidade média de progênies de 0,395 e 0,439, respectivamente. Na seleção e nas estimativas dos ganhos via BluP, o coeiciente de coincidência revelou concordância do resultado da seleção entre as progênies, mostrando que para as três características avaliadas, as mesmas 8 progênies são superiores para as três características simultaneamente. a metodologia Reml/BluP mostrou- se adequada para a avaliação, possibilitando obter estimativas dos parâmetros genéticos e fenotípicos que revelaram a possibilidade de sucesso com a seleção de progênies superiores, com ganhos simultaneamente de 18,02%, 23,08% e 9,65% para NF, MTF e MMF, respectivamente.
Mostrar mais

9 Ler mais

Estimativas de parâmetros genéticos e a variabilidade em procedências e progênies de Handroanthus vellosoi

Estimativas de parâmetros genéticos e a variabilidade em procedências e progênies de Handroanthus vellosoi

A estimativa da herdabilidade demonstra que o papel preditivo de expressar a coniança do valor fenotípico ou o grau de correspondência entre o valor fenotípico e genético (Falconer, 1987; Vencovsky & Barriga, 1992) no sentido restrito, proporciona o conhecimento sobre a magnitude relativa das variações genética e ambiental. As estimativas de herdabilidade foram altas, no sentido restrito e da média de progênies para todos os caracteres avaliados na procedência de Bebedouro, com exceção do caráter forma do fuste (0,13). Essa mesma avaliação realizada para as procedências de Mogi Guaçu demonstraram valores baixos em geral, com herdabilidade alta, no sentido restrito, apenas para o caráter forma do fuste (0,46). Na análise conjunta, as estimativas de herdabilidade foram medianas a altas, no sentido restrito, para todos os caracteres, DAP (0,26), altura (0,32), volume cilíndrico (0,24), forma (0,27) e sobrevivência (0,46), indicando que parte da variação fenotípica total e média entre progênies são de origem genética. Portanto, a variabilidade genética para os caracteres estudados, para as herdabilidades em destaque, com valores medianos a altos podem ser exploradas em programa de melhoramento genético para os caracteres em estudo e para conservação genética. Este resultado também indica que os caracteres têm potencial genético para responder à seleção natural, ou seja, a média das populações pode ser alterada pela seleção natural. Em geral, estimativas de herdabilidades individuais conduzem a moderadas magnitudes das herdabilidades em nível de médias de família (Resende, 2002). Falconer (1987) observou que a herdabilidade é uma propriedade não somente de um caráter, mas também da população e das circunstâncias de ambientes às quais os indivíduos estão sujeitos. O valor da herdabilidade poderá ser afetado se houver alteração em qualquer
Mostrar mais

8 Ler mais

Variabilidade genética em progênies de meios-irmãos de coentro.

Variabilidade genética em progênies de meios-irmãos de coentro.

Foram calculadas ainda as correla- ções genotípica, fenotípica e ambiental para as características avaliadas. Cons- tatou-se que as correlações ambientais apresentaram valores inferiores a 0,45, demonstrando que houve maior contri- buição dos fatores genéticos nas corre- lações entre as características. A corre- lação genotípica entre altura de plantas não pendoadas, no ponto de colheita, e número de plantas pendoadas foi 0,86, forte e significativa (teste t), podendo ser explorada pelo melhoramento, uma vez que o pendoamento precoce é uma característica indesejável nessa cultivar. Observou-se que as plantas mais baixas já tinham iniciado de pendoamento e consequentemente ocorreu uma dimi- nuição no desenvolvimento foliar dessas plantas. Em contrapartida, as plantas que estavam no ponto de colheita, sem ter iniciado o pendoamento, exibiam folhagem bem desenvolvida, sendo por conseguinte mais altas. Os resultados positivos possibilitam ganhos simultâ- neos nas características correlacionadas. Nos períodos de temperatura elevada o pendoamento tem se expressado mais precocemente, acarretando prejuízos aos agricultores, uma vez que a quali- dade do coentro e a produtividade ficam comprometidas.
Mostrar mais

5 Ler mais

Desempenho silvicultural e variabilidade genética em progênies de meio-irmãos de angico vermelho (Anadenanthera macrocarpa (Bentham) Brenan) em Barbacena - MG

Desempenho silvicultural e variabilidade genética em progênies de meio-irmãos de angico vermelho (Anadenanthera macrocarpa (Bentham) Brenan) em Barbacena - MG

Um segundo fator que pode ter contribuído para os altos valores de herdabilidade é a representatividade das parcelas, ou seja, 5 plantas por parcela talvez não tenha sido suficiente para representar a dimensão correta da variabilidade genética das progênies. Cruz e Carneiro (2003), explicam que se a herdabilidade apresentar valores relativamente elevados, indicará uma pequena variação experimental em consequência do bom controle ambiental e do delineamento experimental adequado utilizado para controlar as fontes imprevisíveis de variações. No entanto, parcelas com número reduzido de indivíduos implicam em variações ambientais bem menores.
Mostrar mais

100 Ler mais

Estimativas de parâmetros genéticos em linhagens avançadas de soja

Estimativas de parâmetros genéticos em linhagens avançadas de soja

Embora, do ponto de vista matemático, a Análise de Agrupamento apresente uma metodologia bastante simples e a Análise de Componentes Principais uma metodologia mais complexa, espera-se uma boa concordância entre os resultados de ambas, devendo uma ser utilizada como complemento da outra (FERRAUDO, 2010). O uso de técnicas multivariadas como a análise de componentes principais e a análise de agrupamento ganharam destaque em programas de melhoramento genético e vem sendo muito utilizada, devido à grande eficiência que essas análises tem na exploração da variabilidade existente dentro da população. O trabalho de Vianna et al. (2013) e o trabalho de Dallastra et al. (2014) comprovam a eficiência das análises na seleção de progênies superiores de soja.
Mostrar mais

81 Ler mais

EDILVANA MARA DA SILVA LOPES A GESTÃO DE PROCESSOS DO ENSINO DE GRADUAÇÃO: Estudo sobre as demandas de visitas técnicas e trabalhos de Campo na Universidade Federal de Juiz de Fora

EDILVANA MARA DA SILVA LOPES A GESTÃO DE PROCESSOS DO ENSINO DE GRADUAÇÃO: Estudo sobre as demandas de visitas técnicas e trabalhos de Campo na Universidade Federal de Juiz de Fora

A presente dissertação é desenvolvida no âmbito do Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação (PPGP) do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF). O caso de gestão apresentado discute os problemas de gestão acadêmica das demandas por trabalhos de campos e visitas técnicas, entres outras denominações por experiências formativas, realizadas em espaços distintos do campus da UFJF, que chegam à Pró-Reitoria de Graduação por meio de pedidos de custeio. Dessa forma, este estudo tem por objetivo geral analisar os processos de viagens formativas nos eixos pedagógico e administrativo. Especificamente objetiva-se: i) descrever os fatos que caracterizam a falta de sistematização de processos para custeio de trabalho de/em campo dos cursos da graduação, como um problema de gestão da PROGRAD; ii) analisar a dimensão do problema, nas perspectivas pedagógicas e gerenciais; iii) propor um Plano de Ação Educacional, envolvendo ações administrativas e gerenciais, para a resolução do problema. Assumimos como hipóteses que a temática envolve ações administrativas entre diversos setores, não existem processos sistematizados para atendimento às demandas das viagens e não há um sistema eficiente de difusão de informações e conhecimentos sobre o tema. A metodologia utilizada para o desenvolvimento deste trabalho possui natureza aplicada, com abordagem qualitativa e descritiva de estudo de caso, buscando analisar como são constituídos os processos administrativos e pedagógicos para viagens formativas e qual a importância do tema para a formação discente. Para tanto, utilizamos como instrumentos a pesquisa documental, a pesquisa bibliográfica e as entrevistas com coordenadores de sete cursos de graduação do campus de Juiz de Fora. Com base nas evidências trazidas pelas pesquisas, propomos ações administrativas participativas, interativas e transparentes, visando à implementação de processos sistematizados e à difusão da gestão do conhecimento para o atendimento e fomento das viagens formativas nos cursos de graduação da UFJF.
Mostrar mais

142 Ler mais

PROPEC-Programa de Pós Graduação em Engenharia Cívil :: ANÁLISE NUMÉRICA DE SÓLIDOS AXISSIMÉTRICOS VIA MEF: APLICAÇÃO EM ELEMENTOS DE CONCRETO, DE AÇO E MISTOS DE AÇO E CONCRETO

PROPEC-Programa de Pós Graduação em Engenharia Cívil :: ANÁLISE NUMÉRICA DE SÓLIDOS AXISSIMÉTRICOS VIA MEF: APLICAÇÃO EM ELEMENTOS DE CONCRETO, DE AÇO E MISTOS DE AÇO E CONCRETO

O Método dos Elementos Finitos pode contribuir de forma eficiente para o cálculo de tensões, deformações e deslocamentos em estruturas tais como: tubulações de ág[r]

85 Ler mais

Capital, força de trabalho e relações de gênero — Outubro Revista

Capital, força de trabalho e relações de gênero — Outubro Revista

Outras também haviam observado isso, mas, diferentemente dessas teóricas do trabalho doméstico, a avaliação de Vogel não a leva a argumentar que a base sócio-material da opressão às mulheres pode ser encontrada nas relações de gênero dentro do lar. Ainda que a família seja fundamental para a opressão às mulheres na sociedade capitalista, o pivô desta não é o trabalho doméstico das mulheres para os homens ou para as crianças, por mais opressivo ou alienante que ele seja. Em vez disso, a opressão gira em torno da importância social do trabalho doméstico para o capital – o fato de que a produção e reprodução da força de trabalho é uma condição essencial que reforça a dinâmica do sistema capitalista, possibilitando que o capitalismo se reproduza. E, ainda que ele não tenha que ser realizado no interior do lar, – orfanatos públicos ou privados, por exemplo, assumem a responsabilidade de reproduzir força de trabalho também – o fato de que é um assunto predominantemente privado, doméstico, realizado de acordo com o fato biofísico de que a procriação e a amamentação requerem corpos sexuados-femininos, explica por que existem pressões sobre a família para estar em conformidade com a desigualdade de normas de gênero. Em outras palavras, as mulheres são oprimidas na sociedade capitalista não porque seu trabalho em casa produz valor para o capital, nem por causa de um impulso patriarcal trans-histórico que coloca homens contra mulheres (embora tais atitudes, evidentemente, persistiram ao longo do tempo e do espaço). As raízes sócio-materiais da opressão às mulheres sob o capitalismo têm a ver, na verdade, com a relação estrutural do lar com a reprodução do capital: o capital e o Estado precisam conseguir regular sua capacidade biológica de produzir a
Mostrar mais

37 Ler mais

Ciclos de seleção de progênies de meios-irmãos do milho BR 5011 Sertanejo.

Ciclos de seleção de progênies de meios-irmãos do milho BR 5011 Sertanejo.

A amplitude da produtividade média observada entre as progênies de cada ciclo (Tabela 1), embora tenha pouco valor para medir a variabilidade existente no material (Paterniani, 1968), permite visualizar os níveis de produtividade relativamente elevados que certas progênies apresentaram, quando chegaram a produzir, no ciclo 17, cerca de 90% mais que a variedade testemunha, o que revela que progênies superiores foram obtidas com o desenvolver dos novos ciclos de seleção. Quanto ao comportamento das estimativas dos parâmetros genéticos da variedade BR 5011 Sertanejo, houve decréscimo da variabilidade do ciclo 1 para os ciclos 2 e 3 (Tabela 2). Essa tendência foi também observada por Carvalho et al. (2000a, 2000b, 2001, 2003c) e ressaltada por Ramalho (1977), como conseqüência da utilização máxima da variabilidade livre, existente no ciclo original, que corresponde à segregação de blocos poligênicos. A partir do primeiro ciclo de seleção, é utilizada a variabilidade genética latente, presente dentro de blocos poligênicos, que é liberada gradativamente por meio da permuta gênica.
Mostrar mais

7 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados