Top PDF Avaliação da reserva de fluxo coronariano na forma indeterminada da doença de Chagas

Avaliação da reserva de fluxo coronariano na forma indeterminada da doença de Chagas

Avaliação da reserva de fluxo coronariano na forma indeterminada da doença de Chagas

Brasil, com grande impacto sócio-econômico. A maioria dos indivíduos infectados encontra-se na forma indeterminada, com potencial desenvolvimento para cardiopatia. Estudos demonstraram a existência de alterações na microcirculação coronariana na doença de Chagas, as quais contituem um dos mecanismos implicados na gênese da cardiopatia. A reserva de fluxo coronariano (RFC), que expressa a função vasomotora coronariana, está relacionada com a microcirculação, função autonômica e endotelial. A detecção precoce de alterações da microcirculação permite identificar subgrupos de pacientes assintomáticos na forma indeterminada que, possivelmente, apresentam risco de evolução para cardiopatia. Objetivos: O propósito desse estudo foi avaliar a reserva de fluxo coronariano em pacientes com doença de Chagas na forma indeterminada, comparando-se a um grupo controle saudável. Além disso, objetivou-se estabelecer os principais determinantes das alterações na RFC no contexto da doença de Chagas. Métodos: Trata-se de um estudo observacional, transversal, realizado entre março de 2010 e setembro de 2012, onde foram incluídos 64 pacientes, com idade média de 49,9 ± 11,5 anos, 37% homens. Os pacientes elegíveis para o estudo deveriam ter duas sorologias positivas para T. cruzi, assintomáticos e sem alterações ao exame clínico cardiovascular, eletrocardiograma, radiografia de tórax, enema opaco e esofagograma, classificados como forma crônica indeterminada. Selecionou-se um grupo controle de 28 indivíduos saudáveis, com idade e sexo semelhantes aos casos para comparação de todas as variáveis. Os pacientes foram submetidos ao exame clínico minucioso e após documentação de todos os exames complementares (realizados no máximo três meses antes da consulta), foram encaminhados para o ecocardiograma transtorácico de estresse farmacológico com dipiridamol. A RFC foi obtida através do Doppler pulsado, medindo-se o pico do fluxo diastólico basal e após a infusão de dipiridamol (0,84mg/Kg em seis minutos) no segmento distal da artéria coronária descendente anterior. Foram sorteados aleatoriamente 15 indivíduos da amostra para se aferir a variabilidade intra e interobservador da RFC. Resultados: Os pacientes foram semelhantes aos controles no que diz respeito à superfície corpórea, pressão arterial, frequencia cardíaca (FC) basal e média ao Holter de 24 horas. A FC máxima e a FC no primeiro minuto de recuperação ao teste ergométrico foi maior nos casos em relação aos controles, sem diferença no VO 2 máximo e no tempo de exercício. As
Mostrar mais

80 Ler mais

Avaliação eletromanométrica do esfíncter superior do esôfago em portadores da forma indeterminada da doença de Chagas.

Avaliação eletromanométrica do esfíncter superior do esôfago em portadores da forma indeterminada da doença de Chagas.

Na investigação das alterações funcionais decorrentes da desnervação esofágica que ocorre na doença de Chagas, alguns estudos já demonstraram uma diminuição total ou parcial do relaxamento do esfíncter inferior do esôfago, acompanhada do sincronismo das ondas de contração do corpo esofágico, chamada por alguns autores de aperistalse 4 5 13 . Poucos estudos,

3 Ler mais

Cintilografia miocárdica de perfusão com Tc-99m sestamibi empacientes com forma crônica indeterminada da doença de Chagas

Cintilografia miocárdica de perfusão com Tc-99m sestamibi empacientes com forma crônica indeterminada da doença de Chagas

No homem é também relatada, desde 1911, uma reação inflamatória perivascular em pacientes com cardiopatia chagásica crônica (VIANNA 3 , 1911 apud ROSSI; RAMOS, 1996). Foi encontrada em biópsias da região do cárdia, no megaesôfago chagásico, arterite necrotizante, com destruição parcial ou total da camada média das arteríolas. A avaliação do fluxo sanguíneo capilar miocárdico com rubídio-86 de pacientes chagásicos crônicos sem manifestações clínicas de insuficiência cardíaca e com pequena cardiomegalia mostrou fluxo acentuadamente reduzido, enquanto os vasos coronarianos principais estavam aparentemente normais (DE PAOLA et al., 1993). Foram relatadas, recentemente, em corações chagásicos crônicos, lesões estenosantes arteriolares, pré-capilares e capilares associadas com degeneração isquêmica do miocárdio. Foi também verificado que pacientes com cardiopatia chagásica crônica apresentavam alteração endotelial da microvasculatura coronariana, caracterizada por redução do fluxo coronariano induzida pela acetilcolina e resposta significativamente retardada, embora preservada, após a infusão de adenosina. Desta forma, tendo em vista os estudos clínicos e experimentais, não é possível afastar a hipótese de que as alterações microcirculatórias coronarianas participem também, além da lesão direta pelo T. cruzi e dos fenômenos imunológicos dela decorrentes, da patogênese da lesão
Mostrar mais

81 Ler mais

Doenças cardiovasculares observadas durante o seguimento de um grupo de pacientes na forma indeterminada da doença de Chagas.

Doenças cardiovasculares observadas durante o seguimento de um grupo de pacientes na forma indeterminada da doença de Chagas.

Foram estudados 160 pacientes na forma indeterminada da DCh, sendo 98 mulheres e 62 homens, com idades entre 17 e 61 (36,5±8,8) anos, seguidos por 48 a 177 (98,6±30,4) meses, com avaliações clínicas trimestrais, sendo o paciente inquerido sobre o aparecimento de sintomas comuns ao aparelho cardiovascular (principalmente dispnéia, dores torácicas, palpi- tações e edema de membros inferiores), ou outros quais- quer. Eram feitos exame clínico completo, com medida de pressão arterial, avaliação da freqüência cardíaca, auscultas pulmonar e cardíaca detalhadas, palpação de abdome para pesquisa de visceromegalia e exame de membros inferiores para avaliação de pulsos arteriais e pesquisa de edema.
Mostrar mais

4 Ler mais

Forma indeterminada da doença de Chagas: considerações acerca do diagnóstico e do prognóstico.

Forma indeterminada da doença de Chagas: considerações acerca do diagnóstico e do prognóstico.

De maneira análoga, a ergometr ia, o ecocardiograma, o Holter de 24 horas e as provas autonômicas devem ser realizadas rotineiramente apenas se trouxerem informação relevante para o manejo clínico ou estratificação de risco do chagásico com a forma indeterminada. Neste contexto, a ergometria surge como método privilegiado para o reconhecimento da capacidade laborativa, reproduzindo, sob supervisão médica, o estresse que boa parte dos pacientes é submetido na sua vida cotidiana. A realização deste exame estaria especialmente indicada na avaliação médico-trabalhista ou médico-pericial de indivíduos chagásicos assintomáticos, ou com sintomatologia incaracterística, exercendo atividade que demande esforço extenuante ou continuado, ou atividade de risco.
Mostrar mais

14 Ler mais

Cintilografia para detecção de comprometimento miocárdico na forma indeterminada da doença de Chagas.

Cintilografia para detecção de comprometimento miocárdico na forma indeterminada da doença de Chagas.

O projeto desta pesquisa foi aprovado pelo Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG e todos os pacientes assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Dezoito pacientes portadores da forma indeterminada da doença de Chagas e igual número de indivíduos normais foram estudados. Além dos dados demográficos (idade e sexo), foram também verificados os fatores de risco para doença arterial coronariana-DAC (hipertensão arterial, diabetes mellitus, tabagismo, dislipidemia e história familiar para DAC, assim como evento coronariano prévio-angina do peito típica ou infarto do miocárdio). O diagnóstico da forma indeterminada da doença de Chagas obedeceu aos critérios de Araxá: sorologia positiva para a doença, ausência de sinais e/ou sintomas cardiovasculares ou digestivos, eletrocardiograma convencional, radiografia do tórax, radiografia contrastada do esôfago e enema opaco normais. Os indivíduos controles foram recrutados no Laboratório de Medicina Nuclear, eram assintomáticos com sorologia negativa para a doença e eletrocardiograma normal e pareados com os chagásicos pelo sexo e idade. No grupo controle não foi realizada radiografia de tórax, esôfago e intestino grosso. Em ambos os grupos foram excluídos pacientes que apresentavam pelo menos um fator de risco comprovado para DAC. A cintilografia miocárdica com sestamibi-99mTc foi realizada antes e após esforço físico. O sestamibi marcado com tecnécio foi preparado de acordo com as instruções do fabricante (Cardiolite; Bristol Myers Squibb GmbH) e cada paciente e respectivo controle receberam 1110 MBq de Sestamibi-99mTc administrado por via intravenosa. Todas as imagens cintilográficas foram obtidas em gama câmaras de duas cabeças (GE Health Care, Milwaukee, WI) antes e após o esforço físico com intervalos de 48 horas utilizando-se a técnica de tomografia por emissão de fótons únicos (SPECT) sincronizada com o eletrocardiograma (Gated-Spect). A interpretação das imagens foi baseada na análise visual direta e também na verificação quantitativa das imagens de perfusão obtidas automaticamente com os programas computadorizados CEQUAL, ECtoll-box e QGS/ QPS para avaliação simultânea da fração de ejeção. Foi feita análise semiquantitativa da perfusão pela soma de valores de escores em estresse (SSS, do inglês Summed Stress Score). A contratilidade do ventrículo esquerdo foi avaliada pela análise da mobilidade de suas paredes visualizando-se o contorno subendocárdico. Todos os exames foram interpretados por dois médicos especialistas em medicina nuclear sem conhecimento prévio do quadro clínico dos pacientes.
Mostrar mais

5 Ler mais

Avaliação do Perfil Imunorreativo de Peptídeos Recombinantes selecionados por Phage Display contra IgG Humana de Pacientes com a Doença de Chagas Crônica

Avaliação do Perfil Imunorreativo de Peptídeos Recombinantes selecionados por Phage Display contra IgG Humana de Pacientes com a Doença de Chagas Crônica

Os peptídeos representados pelas sequências Seq. ID N os 17, 24 e 25 foram selecionados para a forma cardíaca da doença de Chagas, tendo sido altamente reativos quando submetido ao pool de soros de pacientes portadores da forma cardíaca da doença e pouco reativos com os pools de soros das formas digestiva, indeterminada e de pacientes controles, indicando epítopos com potencial utilização diagnóstica diferencial entre as formas cardíaca e digestiva. O fato do peptídeo Seq. ID N o 17 possuir uma frequência de 2/67, juntamente com a sua alta reatividade nos testes ELISA, são dados que corroboram com a afirmativa de que a seleção foi realmente específica para este clone. O teste de redução em placas é mais uma evidência de que o peptídeo Seq. ID N o 17 possui reatividade diferencial e maior perante o pool de soros da forma cardíaca, uma vez que apresentou uma redução superior a 90% quando adicionado deste soro, tendo sido a redução significativamente menor nos outro casos: 50% para o pool de soros da forma digestiva, 60% para o pool de soros da forma indeterminada e 24% para o pool de soros de pacientes controles.
Mostrar mais

65 Ler mais

Associação entre dissinergia miocárdica e arritmia ventricular na forma indeterminada da doença de Chagas.

Associação entre dissinergia miocárdica e arritmia ventricular na forma indeterminada da doença de Chagas.

Os pacientes foram submetidos a ecodopplercardiograma com mapeamento de luxo em cores, utilizando aparelho ATL HDI 5.000 (Bothell, Washington, USA), para obtenção dos diversos índices de função sistodiastólica enumerados a seguir: dimensões diastólica e sistólica inais do ventrículo esquerdo e diâmetro do átrio esquerdo; obtenção da fração de ejeção pelo método de Simpson, a partir de sotware fornecido pelo aparelho. Para análise da função diastólica, foi utilizado o Doppler pulsado do luxo transmitral (ondas E, A, relação E/A e tempo de desaceleração- TD) e da via de saída do ventrículo esquerdo (tempo de relaxamento isovolumétrico- TRIV). O Doppler tissular foi obtido utilizando a janela apical nos cortes apical 4 câmaras, apical 2 câmaras e apical longo para avaliação das paredes septal, lateral, inferior, anterior e posterior, posicionando-se o volume amostra do cursor Doppler ao nível das porções basal, médio e apical das referidas paredes a im de se determinar as velocidades de contração, medindo-se a velocidade de pico sistólica, além da estimativa do tempo de contração isovolumétrica regional (TCIVr), medindo-se o intervalo entre a onda Q do eletrocardiograma e o início da onda sistólica.
Mostrar mais

4 Ler mais

Estudo do Ventrículo Direito na Forma Indeterminada da Doença de Chagas pelo Doppler Ecocardiograma.

Estudo do Ventrículo Direito na Forma Indeterminada da Doença de Chagas pelo Doppler Ecocardiograma.

Como variável contínua, a média da onda S ao DT, em ambos os grupos, apresentou valores maiores que 10 cm/s, sendo normais. No entanto, em uma amostra relativamente pequena foi identificada, como variável categórica, prevalência estatisticamente significante de 26% de velocidade da onda S < 10 cm/s nos pacientes do grupo II em relação ao I (6,4%), sugerindo ser o Doppler tecidual importante na avaliação de um dano incipiente da função contrátil longitudinal do VD na FIDC/NC. No estudo de Barros e cols. 36 essa alteração ao

9 Ler mais

A Sensibilidade do Barorreflexo e sua Associação com Eventos Arrítmicos na Doença de Chagas.

A Sensibilidade do Barorreflexo e sua Associação com Eventos Arrítmicos na Doença de Chagas.

Os indivíduos foram divididos em três grupos: Grupo I (GI), indivíduos portadores da forma indeterminada da Doença de Chagas; Grupo II (GII), pacientes chagásicos com arritmia ventricular complexa, inclusive taquicardia ventricular não sustentada (TVNS); Grupo III (GIII), pacientes chagásicos com arritmia ventricular complexa e pelo menos um registro de taquicardia ventricular sustentada (TVS) espontânea, após avaliação cardiológica preliminar com eletrocardiograma de 12 derivações, ecocardiograma, Holter de 24 horas e teste ergométrico. A forma indeterminada da doença foi definida segundo critérios já estabelecidos: indivíduos assintomáticos, com no mínimo dois testes sorológicos positivos para doença de Chagas e com eletrocardiograma, estudo radiológico de tórax e exames contrastados de esôfago e cólon normais 20 .
Mostrar mais

9 Ler mais

Tratamento da forma indeterminada da doença de Chagas com nifurtimox e benzonidazol.

Tratamento da forma indeterminada da doença de Chagas com nifurtimox e benzonidazol.

A avaliação do efeito terapêutico foi realizada por meio de xenodiagnóstico e das três sorologias convencionais (fixação de complemento, hemagluti- nação e imunofluorescência), feitos mensalmente, durante dois anos, em todos os cem casos. Os pacien­ tes que apresentaram o xenodiagnóstico e a sorologia persistentemente negativos, nos 24 meses, tiveram estes exames repetidos, semestralmente, durante o número de anos em que foi possível sua realização.

3 Ler mais

IMPLANTAÇÃO DA REDE DE APOIO À CULTURA DE PAZ NO AMBIENTE ESCOLAR NA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE UBÁ – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

IMPLANTAÇÃO DA REDE DE APOIO À CULTURA DE PAZ NO AMBIENTE ESCOLAR NA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE UBÁ – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

A escola tem papel decisivo num SGDCA, não somente pelo direito à educação, mas, também, pelo fato da convivência diária possibilitar aos profissionais a acompanhar o desenvolvimento da criança e do adolescente e verificar possíveis sinais apresentados por eles em situações de violência ou violação de outro direito (ORSINI; GUERRA, 2014). Neste contexto, torna-se essencial o desenvolvimento de atividades que disseminem a cultura de paz e de tolerância dentros das escolas. A SRE Ubá, através da Rede de Paz, exerce importante papel como articuladora entre as entidades escolares, Secretarias Municipais de Educação e demais entidades das esferas Municipal, Estadual e Federal. E as capacitações oferecidas pelo projeto são ferramentas de formação de mediadores, capazes de trabalhar os conflitos de forma a enriquecer ainda mais o ambiente escolar, ao invés de contaminá-lo. No próximo subitem será apresentada a Metodologia utilizada para a pesquisa, que tem como finalidade averiguar qual a percepção dos atores envolvidos nas capacitações da Rede de Paz sobre sua efetividade no tratamento e prevenção de conflitos e situações de violência.
Mostrar mais

133 Ler mais

UMA PROPOSTA DE CONSOLIDAÇÃO DA PROVA PADRONIZADA NA REDE MUNICIPAL DE TERESINA

UMA PROPOSTA DE CONSOLIDAÇÃO DA PROVA PADRONIZADA NA REDE MUNICIPAL DE TERESINA

A presente dissertação é desenvolvida no âmbito do Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação (PPGP) do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF). O caso de gestão estudado discute o uso da Prova Padronizada pelos professores, coordenadores e diretores das escolas de 6º ao 9º anos do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino de Teresina-PI, na perspectiva de que esta avaliação seja utilizada como uma ferramenta pedagógica com vistas a melhorar seu processo de implementação. A Prova Padronizada é uma avaliação externa, de Língua Portuguesa e Matemática, realizada com os alunos do 6º ao 9º anos. Os objetivos definidos para este estudo foram, além de investigar de que maneira se dá a apropriação dos resultados da Prova Padronizada como ferramenta pedagógica nas escolas municipais de Teresina, descrever o processo de implantação e implementação da Prova Padronizada, desde a sua concepção (2009) até o ano de 2015, na Rede Municipal de Teresina; compreender como os atores escolares se apropriam dos resultados da Prova Padronizada no período recortado nesta pesquisa e propor ações voltadas para a melhoria do processo que envolve a Prova Padronizada de forma que seja adotada nas escolas, pelos professores, diretores e coordenadores pedagógicos como um instrumento pedagógico que contribua de modo mais consistente para a aprendizagem dos alunos. Para tanto, utilizamos como metodologia a pesquisa quanti-qualitativa e como instrumento o questionário aplicado aos professores de Língua Portuguesa e Matemática, diretores e coordenadores pedagógicos que atuam nas escolas de 6º ao 9º anos da Rede. Percebeu-se que os sujeitos compreendem que a Prova Padronizada tem uma função diagnóstica. Entretanto, o uso e a apropriação dos seus resultados ainda se apresentam de forma frágil, necessitando de ações voltadas para superação desta postura diante dos dados das avaliações. Buscamos nos referenciais teóricos a discussão sobre matriz e currículo, avaliação externa e interna, por serem questões que ampliam a compreensão sobre a Prova Padronizada e o seu uso efetivo. Com base nos resultados obtidos a partir desta pesquisa, foi elaborado um plano de ação educacional que visa consolidar a PP na Rede.
Mostrar mais

154 Ler mais

OS DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DE ARQUIVOS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA: O CASO DA CAP/PROGEPE – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

OS DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA DE ARQUIVOS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA: O CASO DA CAP/PROGEPE – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Concluímos, portanto, que o caso de gestão em pauta articula-se de maneira múltipla com questões locais e globais. A pergunta central levantada anteriormente, quando da introdução desta dissertação, permanece e oferece inclusive espaço para expansão dos limites de seu questionamento: como enfrentar os desafios gerados pela expansão universitária no âmbito da gestão arquivística de documentos relativos à vida funcional dos servidores produzidos e/ou recebidos pela CAP? Poderíamos acrescentar as seguintes perguntas, vinculadas e dependentes dessa: quais as perspectivas para a concretização de uma política consistente de arquivos neste setor, primordialmente, e de forma extensiva e ampliada para a UFJF? Que elementos participam na agenda de desenvolvimento e fortalecimento de um sistema de arquivos (o SIARQ-UFJF) que agregue e inclua a todas as unidades acadêmicas, pró-reitorias e órgãos suplementares? De que maneira pode-se promover a execução da agenda prevista na implementação do SIARQ-UFJF e da política de arquivos associada pautando-se no maior envolvimento dos servidores, implicando capacitá-los e atribuir-lhes papeis significativos nesse processo?
Mostrar mais

166 Ler mais

CORREÇÃO DE FLUXO DA SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DO AMAZONAS - PROJETO AVANÇAR EM UMA ESCOLA ESTADUAL DO MUNICÍPIO DE TONANTINS

CORREÇÃO DE FLUXO DA SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DO AMAZONAS - PROJETO AVANÇAR EM UMA ESCOLA ESTADUAL DO MUNICÍPIO DE TONANTINS

Dessa forma, em virtude dos problemas detectados nesta pesquisa, e partir dos recursos já disponíveis para o trabalho com o Projeto e conforme mencionado pelos relatórios do PADEAM, consiste o presente capítulo em uma propositura que se constitui como sugestão de melhorias no processo de execução do Projeto Avançar. A dimensão aqui contida pretende-se traduzir em melhorias nos resultados educacionais e na consecução de metas estabelecidas em dois âmbitos da gestão do Programa: a primeira parte do capítulo contém propostas de melhoria no Projeto à nível da gestão estadual, buscando contemplar as lacunas encontradas nos processos de implementação, sistematização, monitoramento e avaliação, bem como revisão na Proposta Pedagógica e na estrutura de suporte do Programa. A segunda parte do capítulo está direcionada à gestão do Programa em âmbito escolar, utilizando-se do planejamento estratégico como ferramenta de gestão, na qual será incluído o Projeto Avançar. As ações aqui sugeridas, descritas nas próximas seções, perpassam pela seleção de alunos, mobilização e sensibilização de pais e alunos e montagem do sistema de implementação, monitoramento, sistematização e avaliação do Projeto Avançar.
Mostrar mais

146 Ler mais

Sobre a consistência lógica da lei tendencial da queda da taxa de lucro de Marx — Outubro Revista

Sobre a consistência lógica da lei tendencial da queda da taxa de lucro de Marx — Outubro Revista

Para resumir, Foley aceita a possibilidade de que o TO este- ja errado e, junto com Laibman, convém implicitamente que o TO não pode ser utilizado para criticar a LTQTL. A crítica ao TO pode ser resumida como se segue. Por meio da avaliação simul- tânea dos insumos e produtos no momento em que os produtos são vendidos, três resultados são obtidos. Primeiro, o tempo é cancelado. Segundo, como o tempo é cancelado, as taxas de lucro são determinadas exclusivamente por quantidades físicas. Ter- ceiro, como as taxas de lucro são determinadas exclusivamente por quantidades físicas, o valor, no sentido de Marx, é retirado de cena e, junto com ele, parte das perdas vai embora. A visão estática que emerge é aquela do equilíbrio. Em resumo, não ape- nas o trabalho, visto como custo e como atividade produtora de valor (tal como em Marx), é substituído pelo trabalho visto exclusivamente como custo (tal como em Okishio); não apenas uma economia produtora de valor incorporado em valores de uso e uma abordagem temporal (como se encontra em Marx) são substituídas por uma economia que produz valores de uso e uma abordagem simultaneísta (como em Okishio); também a visão de economia que tende em direção à crise foi substituída por uma visão de economia em (ou que tende em direção ao) equilíbrio. Assim, ou as características que o TO necessita para fechar não são colocadas explicitamente como premissas e, portanto, o TO é inválido; ou elas são postas explicitamente como premissas ini- ciais do teorema e, nesse caso, ele se torna irrelevante para testar a inconsistência lógica da LTQTL. Tão logo o tempo e o valor são
Mostrar mais

35 Ler mais

CARLOS DA CUNHA SILVA PROPOSTA DE REORGANIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS NA SUPERINTENDÊNCIA DE PESSOAL DA SECRETARIA DE ESTADO DE

CARLOS DA CUNHA SILVA PROPOSTA DE REORGANIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS NA SUPERINTENDÊNCIA DE PESSOAL DA SECRETARIA DE ESTADO DE

A apresentação das ações de forma detalhada objetiva ser, de maneira sistematizada, um passo a passo para atender, com eficiência as demandas do setor. Assim, espera-se que as atividades correlatas às competências do setor possam ocorrer em sintonia com os anseios de quem demanda por seus serviços, isto é, que tais atividades sejam executadas com qualidade, com vistas a excelência. Nessa perspectiva, apresentou-se um roteiro para a padronização dos procedimentos administrativos da SPS-Assessoria por meio de um protocolo de ações com os caminhos para melhorar a capacidade gestora do setor. Esse roteiro iniciou-se pelas propostas de organização dos processos que chegam à repartição, cuja porta de entrada é o serviço de protocolo. Para tanto apresentamos sugestões no intuito de melhorar a triagem inicial dos processos a fim de que se tenha uma visão da realidade do setor, quanto ao volume de processos existentes e o quantitativo desses documentos que chegam e que saem diariamente. Desse modo, é possível ter clareza da real capacidade produtiva dos colaboradores e da vazão dessas respostas aos solicitantes. Com essa ação, esperam-se resultados melhores do controle do montante de documentos existentes na SPS-Assessoria e organizar melhor a distribuição desses processos entre os trabalhadores do setor. A intenção é que só permaneçam processos que são de seu campo de atuação, sendo devolvidos aos remetentes aqueles que foram enviados por engano ou que não dizem respeito às atividades da repartição.
Mostrar mais

146 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAED - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA CATARINA DE ARRUDA CORTEZ

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CAED - CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA CATARINA DE ARRUDA CORTEZ

Quando falamos em aprendizagem, necessitamos salientar que há vários atores nesse processo até que possamos chegar ao produto final que é a aprendizagem do aluno. Esses atores necessários para que aprendizagem aconteça de forma efetiva, são: pais, professores, funcionários, alunos, coordenadores pedagógicos e diretores escolares. Pois não há como garantir a aprendizagem sem que haja ensino, o qual é uma ação tanto do professor quanto do pai e/ou mãe [...].Devo ressaltar que a coordenação pedagógica é uma das funções primordiais no acompanhamento da aprendizagem dos alunos, mas não isenta o diretor escolar, visto que a Gestão Escolar não é somente administrar uma escola na dimensão administrativa e financeira, mas sim gerenciar o pedagógico, pois todas as ações administrativas e financeiras devem estar direcionadas para a eficiência do processo pedagógico (Assessor Pedagógico de Querência – MT)
Mostrar mais

125 Ler mais

A IMPLEMENTAÇÃO DA PROPOSTA CURRICULAR DE EDUCAÇÃO INFANTIL NA REDE MUNICIPAL DE JUIZ DE FORA: UM ESTUDO NA ESCOLA ELISA AMARAL

A IMPLEMENTAÇÃO DA PROPOSTA CURRICULAR DE EDUCAÇÃO INFANTIL NA REDE MUNICIPAL DE JUIZ DE FORA: UM ESTUDO NA ESCOLA ELISA AMARAL

Por fim, os entrevistados apontam também como problema a falta de compreensão acerca do brincar, que é considerado ponto central não só na proposta curricular, mas também no trabalho com as crianças pequenas. Entretanto, apesar de todo o suporte e investimentos feito pela escola na aquisição de brinquedos, fantasias, fantoches e materiais pedagógicos, ainda há resistência por parte de alguns professores, que não compreendem o brincar como uma forma privilegiada de aprendizagem e apropriação do conhecimento. Isso mostra um desconhecimento dos documentos oficiais que promulgam a relevância do brincar para o desenvolvimento infantil. Um exemplo é o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI, 1998), o qual considera o “[...] brincar como uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento da identidade e da autonomia da criança” (BRASIL, RCNEI, 1998, p. 22). Nessa mesma direção, as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, instituídas em 2009, no seu art. 9º, afirma que as interações e as brincadeiras devem ser os eixos norteadores das experiências ofertadas às crianças nas práticas curriculares das instituições que as atendem (BRASIL, DCNEI, 2009).
Mostrar mais

122 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA ALINE SANTOS DE ALMEIDA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA ALINE SANTOS DE ALMEIDA

Pelos resultados apresentados, observa-se que a parcialidade da HTP se justifica na maioria dos casos no motivo de substituição aos professores ausentes ou inexistentes. Vale ressaltar que não foi encontrado nenhum documento expedido pela SEDUC/AM com essa orientação. Outro achado importante é que essa reclamação não foi exclusiva dos professores de uma única coordenadoria. Isso sinaliza uma prática comum dos gestores da SEDUC/AM como forma de resolver o problema causado pelo absenteísmo dos professores, principalmente nas escolas de anos iniciais. Nesse caso, pode-se inferir que são arranjos internos feitos pelas equipes gestoras e professores para que os alunos não percam o dia de aula. Contudo, os professores se sentem prejudicados em relação a perda parcial da HTP semanal.
Mostrar mais

179 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados