Top PDF Camu-camu: um fruto fantástico como fonte de vitamina C1.

Camu-camu: um fruto fantástico como fonte de vitamina C1.

Camu-camu: um fruto fantástico como fonte de vitamina C1.

Considerando o potencial sócio- econômico e nutricional do camu-camu para a Amazônia, e, a escassez de informações em relação ao valor nutricional dos frutos de diferentes procedência[r]

5 Ler mais

Determinação da formulação e caracterização do néctar de camu-camu (Myrciaria dubia McVaugh).

Determinação da formulação e caracterização do néctar de camu-camu (Myrciaria dubia McVaugh).

O camu-camu é um fruto silvestre, encontrado nas margens de rios e lagos da Amazônia, com grande potencial econômico pelas suas características agronômicas, tecnológicas e nutricionais. Entretanto, seu consumo ainda é restrito, devido à alta acidez, amargor e adstringência da casca, necessitando, dessa forma, de tecnologias adequadas para o seu uso. O presente estudo teve por objetivo determinar a formulação ideal do néctar de camu-camu e avaliar as suas caraterísticas físicas e físico-químicas. Para a obtenção do néctar, foram elaboradas nove formulações com diferentes concentrações de polpa e açúcar, as quais foram submetidas ao teste de preferência de 30 provadores não treinados. Dentre as formulações testadas, a de maior preferência foi a preparada com 17,5% de açúcar e 17% de polpa, a qual apresentou valor de L Hunter de 32,00, a Hunter de 3,22 e b Hunter de -0,38, ácido ascórbico de 382,07 mg/100 mL, antocianinas de 2,51 mg/100 g e aceitabilidade global de 89,1%. Os resultados demonstram a viabilidade tecnológica e nutricional do néctar de camu-camu por ser um produto atraente de cor, sabor, aroma, aceitabilidade e como fonte de Vitamina C.
Mostrar mais

5 Ler mais

Compostos bioativos de camu-camu (Myrciaria dubia) em função do ambiente de cultivo e do estádio de maturação

Compostos bioativos de camu-camu (Myrciaria dubia) em função do ambiente de cultivo e do estádio de maturação

O camu-camu (Myrciaria dubia), um fruto produzido na Amazônia Brasileira, é considerado uma fonte promissora de compostos bioativos como polifenóis, vitamina C e carotenóides. Ainda é pouco conhecido, em virtude, principalmente, de ser um fruto regional, com produção concentrada essencialmente em parte da região Norte do Brasil. Com isso, informações a respeito da composição, bem como dos benefícios que o consumo pode proporcionar ao organismo são estratégicos. Isto ajudaria a difundir o conhecimento sobre o fruto, contribuindo para uma melhor valorização tecnológica do mesmo. Portanto, este trabalho tem como objetivo apresentar uma revisão sobre o camu-camu e os principais compostos bioativos presentes no mesmo (vitamina C, β-caroteno, luteína, flavonóides não antociânicos, ácido elágico e antocianinas), relacionando a sua composição com a diminuição do risco da incidência de algumas doenças.
Mostrar mais

138 Ler mais

Capacidad de enraizamiento de plantas matrices promisorias de Myrciaria dubia (Kunth) Mc Vaugh en cámaras de subirrigación

Capacidad de enraizamiento de plantas matrices promisorias de Myrciaria dubia (Kunth) Mc Vaugh en cámaras de subirrigación

El presente trabajo fue realizado durante los meses de agosto, septiembre y octubre del año 2010, en el área de propagación vegetativa de la estación experimental del Instituto de Investigaciones de la Amazonía Peruana - IIAP, ubicado en el km. 12,4 de la Carretera Federico Basadre, distrito de Yarinacocha, provincia de Coronel Portillo, Región Ucayali, situado a 8º 22’ 31’’ de latitud sur y 74º 34’ 35’’ de longitud oeste y a una altitud de 154 msnm. El estudio fue conducido mediante un Diseño de Bloques Completamente al Azar (DBCA) con arreglo factorial 9Ax3B, con 3 repeticiones y 15 estacas por unidad experimental. El factor A (planta matriz) constituido por nueve plantas matrices de camu camu de 22 años de edad y el factor B: pares de hojas con 3 niveles: 1; 2 y 3 por estaca. Para la instalación del experimento se realizaron las siguientes actividades:
Mostrar mais

7 Ler mais

Armazenamento de sementes de camu-camu (Myrciaria dubia) com diferentes graus de umidade e temperaturas.

Armazenamento de sementes de camu-camu (Myrciaria dubia) com diferentes graus de umidade e temperaturas.

O camu-camu (Myrciaria dubia (H.B.K.) McVaugh - Myrtaceae), também conhecido como caçari e araçá-d’água, é uma espé- cie frutífera que ocorre espontaneamente nas margens de rios e lagos de água escura da Amazônia, entre as regiões oriental do Peru e central do Estado do Pará, no Brasil. Seus frutos apresentam elevado conteúdo de ácido ascórbico, entre 1.420 e 2.994 mg/100 g de polpa (Roca, 1965; Silva & Andrade, 1997), sendo superior ao encontrado na maioria das frutas. A propagação do camu-camu, embora possa ser conduzida com a utilização de métodos assexuados (Enciso & Villachica, 1993; Ferreira & Gentil, 1997), é realizada basicamente por via sexuada. O período de semeadura, todavia, está restrito a poucos dias ou a alguns meses após a colheita dos frutos, em decorrência da pequena longevidade das se- mentes.
Mostrar mais

3 Ler mais

Capacidade de enraizamento de plantas matrizes promissoras de Myrciaria dubia (Kunth) Mc Vaugh em câmara de subirrigação

Capacidade de enraizamento de plantas matrizes promissoras de Myrciaria dubia (Kunth) Mc Vaugh em câmara de subirrigação

Camu camu es una fruta nativa de la Amazonía, que llama la atención por el alto contenido de vitamina C (6,116 mg/ 100 g de pulpa), está en proceso de domesticación, por lo cual se está investigando un método de propagación vegetativa que permita avanzar en el proceso de mejoramiento genético. El objetivo de este trabajo fue evaluar la capacidad rizogénica de plantas matrices promisorias de camu camu “Myrciaria dubia (Kunth) McVaugh” según el aumento del número de hojas, mediante la técnica de estacas herbáceas en cámaras de subirrigación. El ensayo fue conducido mediante un Diseño de Bloques Completamente al Azar (DBCA) con arreglo factorial 9Ax3B, con 3 repeticiones y 15 estacas por unidad experimental. El factor A, estuvo constituido por nueve plantas matrices y el factor B: pares de hojas con 3 niveles: 1; 2 y 3 pares. El enraizamiento fue evaluado después de 90 días. Se observó que existió interacción estadística significativa para las variables: porcentaje de enraizamiento, longitud y número de raíces. Para las variables porcentaje de callo y porcentaje de mortalidad se encontró efecto de la planta matriz y pares de hojas. Los resultados muestran que el porcentaje de enraizamiento estuvo influenciado por efectos intrínsecos adherentes a la variabilidad genotípica de las plantas matrices, presentando un alto grado de dispersión, que osciló entre 91,11 % y 0,00 %, mostrando una alta variabilidad y marcada influencia de la planta matriz sobre el proceso de rizogénesis, influyendo de manera altamente significativa en el enraizamiento. Con respecto al área foliar, estacas con 2 y 3 pares de hojas, independiente de la planta matriz, presentaron mayor capacidad de enraizamiento. Con base en estos resultados se concluye que el efecto de la variabilidad genotípica y el área foliar influyen de manera altamente significativa en el proceso de rizogénesis de estacas herbáceas de camu camu.
Mostrar mais

7 Ler mais

PROPAGAÇÃO ASSEXUADA DO CAMU-CAMU (Myrciaria dúbia) ATRAVÉS DE ENXERTIAS DO TIPO GARFAGEM.

PROPAGAÇÃO ASSEXUADA DO CAMU-CAMU (Myrciaria dúbia) ATRAVÉS DE ENXERTIAS DO TIPO GARFAGEM.

Os métodos empregados foram do tipo garfagem, de acordo com HARTMANN & KESTER (1975) e GARNER et al (1976), com algumas adaptações, nas seguintes modalidades: 1) garfagem latera[r]

5 Ler mais

J. Braz. Chem. Soc.  vol.27 número10

J. Braz. Chem. Soc. vol.27 número10

Due to the economic potential of camu-camu, considering its high concentration of vitamin C, the aim of this work was to evaluate the quality and genetic variability seven accessions of camu- camu conserved in genebank (BAG) of Embrapa Amazônia Oriental, in the state of Pará, Amazon region, Brazil. The fruits of camucamuzeiro were analyzed for physicochemical characterization (standard methodologies) and mineral composition. The data were subjected to multivariate statistical analysis, using the techniques of cluster analysis and principal component analysis. The formation of different groups for each genotype, which shows the genetic variability and the dissimilarity of the genotypes in the species data, may be used to guide the selection of promising genotypes to enrich the programs of genetic improvement of the camucamuzeiro. Ascorbic acid showed levels above 1000 mg 100 g -1 , however, genotypes 4, 1 and 2 show the highest potential
Mostrar mais

9 Ler mais

Biological cycle, behavior and census of camu camu weevil, Conotrachelus

Biological cycle, behavior and census of camu camu weevil, Conotrachelus

La presencia y abundancia de Conotrachelus en los campos de cultivo, está afectada principalmente por el factor de alimento, condiciones climáticas del campo y la no aparente existencia de sus enemigos naturales (Nascimento et al., 2003). Bondar (1941), reporta que la mayoría de las especies de Conotrachelus se desarrollan en frutos y semillas de plantas dicotiledóneas, con la particularidad de que una especie ataca un solo género botánico y a veces se encuentran exclusivamente en una planta determinada, es raro encontrar plantas que sean atacadas por especies diferentes de Conotrachelus. Delgado & Couturier (2004), refieren que en evaluaciones realizadas en un rodal natural drásticamente alterado y en una plantación experimental, registraron hasta un 80% de frutos infestados por la larva de C. dubiae. En la actualidad esta plaga se encuentra distribuida en todo los lugares donde se cultiva camu camu en las regiones de Loreto y Ucayali en la Amazonía Peruana (Delgado & Couturier, 2004). Existe una relación
Mostrar mais

8 Ler mais

Efeitos do tamanho da semente e do recipiente no crescimento de mudas de Camu-camu (Myrciaria dubia).

Efeitos do tamanho da semente e do recipiente no crescimento de mudas de Camu-camu (Myrciaria dubia).

Portanto, mudas de camu-camu com 30 cm de altura (pronto para o campo) podem ser obtidas em 60 a 70 dias após o transplante das plântulas provenientes de sementes grandes e médios e us[r]

4 Ler mais

Quantificação de fibra alimentar em algumas populações de cubiu (Solanum sessiliflorum dunal), camu-camu (Myrciaria dubia (H.B.K) Mc Vaugh) e açaí (Euterpe oleracea mart).

Quantificação de fibra alimentar em algumas populações de cubiu (Solanum sessiliflorum dunal), camu-camu (Myrciaria dubia (H.B.K) Mc Vaugh) e açaí (Euterpe oleracea mart).

QUANTIFICAÇÃO DE FIBRA ALIMENTAR EM ALGUMAS POPULAÇÕES DE CUBIU (Solanum sessiliflorum Dunal), CAMU- CAMU (Myrciaria dubia (H.B.K) Mc Vaugh) Ε AÇAÍ (Euterpe oleracea.. Mart).[r]

7 Ler mais

Longevidade de sementes de camu-camu submetidas a diferentes ambientes e formas de conservação.

Longevidade de sementes de camu-camu submetidas a diferentes ambientes e formas de conservação.

RESUMO-O camu-camu (Myrciaria dubia (H.B.K.) McVaugh) produz fruto com grande potencial para extração de ácido ascórbico, que apresenta relevante importância econômica e social, com inúmeras aplicações industriais. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes formas de conservação e ambientes de armazenamento, sobre a manutenção da viabilidade das sementes. O delineamento experimental inteiramente casualizado, utilizando parcelas subsubdivididas, onde os fatores foram: ambiente de armazenamento (ao ar livre, em água, em câmara a 5 e a 10 ºC), forma de conservação (sementes com polpa - CP, sementes sem polpa - SP e sementes lavadas e tratadas - LT) e período de armazenamento (0; 2; 4 e 6 meses). O critério de avaliação adotado foi a protrusão da raiz primária. As sementes armazenadas em água, nas formas SP e LT, apresentaram germinação maior que 90%. As sementes nas formas CP e LT, armazenadas a 5 e a 10 ºC, tiveram germinação acima de 89%. O armazenamento em água e ao ar livre não afetou a germinação, podendo as sementes serem armazenadas durante o período de seis e quatro meses, respectivamente. As sementes CP, armazenadas em água, tiveram menor tempo médio para germinação. O índice de velocidade de germinação aumentou com o período de armazenamento e foi maior nas sementes armazenadas na água em todos os períodos. As sementes com polpa apresentaram menor índice de velocidade de germinação em todo o período de armazenamento avaliado.
Mostrar mais

7 Ler mais

Fluctuación y distribución espacio-temporal de Tuthillia cognata (Hemiptera, Psyllidae) y de Ocyptamus persimilis (Diptera, Syrphidae) en el cultivo de camu-camu Myrciaria dubia (Myrtaceae) en Ucayali, Perú

Fluctuación y distribución espacio-temporal de Tuthillia cognata (Hemiptera, Psyllidae) y de Ocyptamus persimilis (Diptera, Syrphidae) en el cultivo de camu-camu Myrciaria dubia (Myrtaceae) en Ucayali, Perú

ABSTRACT. Fluctuation and temporal-spatial distribution of Tuthillia cognata (Hemiptera, Psyllidae) and Ocyptamus persimilis (Diptera, Syrphidae) on camu-camu Myrciaria dubia (Myrtaceae) in Ucayali, Peru. Tuthillia cognata Hodkinson, Brown & Burckhardt, 1986 (Hemiptera, Psyllidae), is a main pest on camu-camu culture Myrciaria dubia H.B.K. Mc Vaugh (Myrtaceae) in the Peruvian Amazon. The aim of the current research was to evaluate the fluctuation and spatial and temporal distribution of T. cognata and biological control by Ocyptamus persimilis (Curran, 1930) (Diptera, Syrphidae), from January to November 2004 at San Juan and Padre Bernardo villages, Pucallpa, Ucayali, Peru. The number of nymphs and adults of T. cognata were found higher during the wet than in the dry season, but not the number of eggs neither of colonies. Eggs, nymphs and adults preferred the upper third of plant in comparison to the middle and lower third in both places. The exception was the presence of eggs at San Juan, without a distinct preference by any part. No differences were observed in the percentage of infestation by T. cognata between both places and between dry and wet seasons. For O. persimilis there were no differences in number of eggs, larvae and pupae between dry and wet seasons. Eggs, larvae and pupae preferred the upper third of the plants in comparison to the other parts in both places. Both species, T. cognata and O. persimilis, presented an aggregate dispersion model. A direct relation between number of colonies of T. cognata and O. persimilis was found. However no correlation was found between number of eggs, nymphs, and adults of T. cognata and number of eggs, larvae, and pupae of O. persimilis.
Mostrar mais

8 Ler mais

Esterases no exame da estrutura populacional de Camu-camu (Myrciaria dubia (Kunth) McVaugh-Myrtaceae).

Esterases no exame da estrutura populacional de Camu-camu (Myrciaria dubia (Kunth) McVaugh-Myrtaceae).

Em termos taxonômicos o camu-camu precisa de investigações mais acuradas, devido a existência de inúmeros variantes morfológicos na espécie. Há indícios de ocorrência de pequenas populações de diferentes ecótipos em toda bacia do rio Solimões/Amazonas, chamando-se atenção para a existência de um tipo arbustivo e outro arbóreo, com status taxonômico ainda não definido. O estudo de marcadores moleculares (isoenzimas e DNA), tem colaborado de forma significativa como ferramenta auxiliar na definição do status taxonômico e populacional de várias espécies vegetais e animais (Ferguson, 1980; Torggler et al., 1995; Alfenas, 1998; Ferreira e Grattapaglia, 1998). Dos vários marcadores moleculares disponíveis na atualidade, as isoenzimas pela relativa simplicidade, rapidez e baixo custo das análises em relação aos outros marcadores, têm gerado uma gama enorme de informações práticas na identificação de espécies, híbridos, populações naturais e cultivadas de diversos organismos vivos. As esterases, por apresentarem uma enorme diferenciação em seus padrões isoenzimáticos, têm sido amplamente usadas na identificação de espécies e cultivares de importância agronômica tais como: ervilha, Pisum sativum L. (Coelho et al., 1991); moranga, Cucurbita maxima (Amaral Júnior et al., 1994); acerola, Malphigia glabra L. (Freitas et al., 1995); couve-manteiga, Brassica oleracea L. var. acephala D. C. (Sawazaki et al., 1997); soja,
Mostrar mais

8 Ler mais

Intraspecific variability of camu-camu fruit in native populations of northern Amazonia

Intraspecific variability of camu-camu fruit in native populations of northern Amazonia

The studied camu-camu populations contained significant genetic variability that can be exploited for conservation and breeding of the species. Univariate and multivariate analyses indicated that mean fruit weight, pulp yield, soluble solids, and ascorbic acid are the most discriminating traits for intraspecific selection of native camu-camu. The populations from the lower Rio Branco region, i.e., BRB AB, BRB EV, BRB AT, BRB ON, and BRB LR, contained the highest ascorbic acid levels, representing a great reservoir of promising sub-samples for this trait. For the trait MFWe, the populations RB BQ and IAB were the most promising. The study populations showed that the genetic distance can be influenced by the geographical distance.
Mostrar mais

7 Ler mais

Changes on physiological parameters of tambaqui (Colossoma macropomum) fed with diets supplemented with Amazonian fruit Camu camu (Myrciaria dubia)

Changes on physiological parameters of tambaqui (Colossoma macropomum) fed with diets supplemented with Amazonian fruit Camu camu (Myrciaria dubia)

After the Ucrit, hematocrit increased significantly (p < 0.05) in all groups, indicating a mobilization of stocks of red blood cells released from the spleen by splenic contraction or a decrease in plasma volume (Randall, 1982; Franklin et al., 1993; Hackbarth, 2004 ). This increase confirms the results of Wilson and Egginton (1994) and Wang et al. (1994) when evaluating rainbow trout (Oncorhynchus mykiss) and tambaqui specimens fed fruit (embaúba, catoré and munguba) after intense exercise. T he red blood count (RBC), Hb and Ht are considered the three hematological indices of the red series primary response, indicating the oxygen carrying capacity of the blood and its use by the organism (Hackbarth, 2004 ). The RBC and Hb levels in this study suggest a balance between supply and demand of oxygen of the organisms during aerobic exercise, increasing gas transfer due to better extraction and diffusion of oxygen among tissue, factors already observed by Randall (1982) and Jensen et al. (1983) in some species of tropical fish. The reduction of MCHC in fish fed with 15 % and 30 % camu camu (p < 0.05) after the swimming test may be related to small increases in RBC and a significant increase in hematocrit during exercise. Table 2. Mean (± SEM) weight and height of tambaqui (C. macropomum) fed with feed supplemented with differing proportions of camu camu in the three analyzed periods.
Mostrar mais

8 Ler mais

CHARACTERIZATION OF THE ANTIOXIDANT CAPACITY OF NATIVES FRUITS FROM THE BRAZILIAN AMAZON REGION

CHARACTERIZATION OF THE ANTIOXIDANT CAPACITY OF NATIVES FRUITS FROM THE BRAZILIAN AMAZON REGION

RESUMO - O objetivo do presente trabalho foi realizar à caracterização química e a capacidade antioxidante em oito espécies de frutos nativos da Amazônia. Todos os frutos foram coletados em completo desenvolvimento da maturidade fisiológica e comercial em propriedades rurais localizadas em: Boa Vista / RR, São Luiz do Anauá / RR, Manaus / AM e Belém / PA. Ao final do experimento, o padrão funcional para os frutos de camu-camu mostrou que o conteúdo de fenólicos totais, de vitamina C e a atividade antioxidante foi superior em compração às demais espécies. Apesar das perdas nos componentes funcionais detectadas para as amostras liofilizadas de camu-camu, todas as amostras dos demais frutos mantidas em temperatura abaixo de -20°C mostraram estabilidade adequada para longos períodos de armazenamento. Além disso, observou-se também que a casca dos frutos apresentou maior atividade antioxidante do que a polpa dos frutos e amostras contendo tecidos da casca e da polpa no mesmo extrato. Quando a relação entre a atividade antioxidante medida pelo método ORAC e o conteúdo de fenólicos totais foram observadas, o uxi demonstrou o poder antioxidante mais elevado em comparação aos demais frutos estudados, apesar de apresentar níveis relativamente baixos no contéudo de fenólicos totais e na atividade antioxidante medida pelo método ORAC. Isso significa que existe uma contribuição considerável desses compostos fenólicos na atividade antioxidante do uxi.
Mostrar mais

9 Ler mais

Ideal sweetness of mixed juices from Amazon fruits

Ideal sweetness of mixed juices from Amazon fruits

containing açaí and acerola, both combined with cupuassu (B5) and with soursop (B6), with average scores of 5.2 and 5.0, respectively. A mixture composed of soursop, camu-camu, and yellow mombin (B3) was more accepted by the cluster two. The smallest consumers group (cluster 3) preferred blends B7 and B4. Therefore, after considering individual consumer preferences and grouping them according to their similarities , as well as the graphical representation of the preference mapping of the blends, it was found that mixtures B6, B3, B5, and B7 have good potential among the combinations tested, representing açaí and yellow mombin-based mixtures, respectively.
Mostrar mais

7 Ler mais

Bioactive compounds in the peel of camu camu genotypes from Embrapa’s active germplasm bank

Bioactive compounds in the peel of camu camu genotypes from Embrapa’s active germplasm bank

The camu camu fruit samples were collected from different mother plants from the Germoplasm Bank of Embrapa Eastern Amazon, located in Belém, state of Pará, Brazil (1°28’ S, 48°29’ W). The genotypes named 17, 38 and 44 were chosen by its high productivity and plague resistance. Fruits of three genotypes were randomly chosen at three maturity stages according to the to the color characteristics of the peel: green (90 to 100% green), semi-ripe (10 to 80% red), and ripe (above 80% red), according described in Table 1. The whole fruits were selected, hygienized, and manually depulped to separate the pulp, peel, and seed. The peel was homogenized, placed in laminated plastic vacuum packages, and stored at freezing temperature (-20 °C) until the analyses were performed.
Mostrar mais

5 Ler mais

Propagação vegetativa de camu-camu por meio de enxertia intergenérica na família Myrtaceae.

Propagação vegetativa de camu-camu por meio de enxertia intergenérica na família Myrtaceae.

Materiais caulinares contendo a região de enxertia em fenda lateral realiza- da em porta-enxertos de camu-camu, goiabeira e pitangueira, foram levados ao Departamento de Ciências Biológicas da Esalq-USP, onde foram feitas lâminas histológicas analisadas ao microscópio de luz. O estudo anatômico destes materiais foi realizado com material vegetal não fixado. Os caules foram cortados transversalmente com auxílio de micrótomo de deslize. As seções foram clarificadas com hipoclorito de sódio a 20% e coradas com verde-iodo e vermelho-congo (Dop & Gautié, 1928). Em algumas seções foi empregado o cloreto férrico para verificar a presença de compostos fenólicos (Johansen, 1940).
Mostrar mais

6 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados