Top PDF Conservação de palmito de pupunha em atmosfera modificada1.

Conservação de palmito de pupunha em atmosfera modificada1.

Conservação de palmito de pupunha em atmosfera modificada1.

Comportamento da aceitabilidade de seis características do palmito de pupunha zyxwvutsrqponmlkjihgfedcbaZYXWVUTSRQPONMLKJIHGFEDCBA (Bactris gasipaes) armazenado sob refrigeração, em sa[r]

9 Ler mais

Caracterização nutricional da silagem de coproduto da extração do palmito pupunha

Caracterização nutricional da silagem de coproduto da extração do palmito pupunha

O teor de água da forrageira ensilada, segundo Archibald et al. (1960), foi o fator mais importante em determinar a qualidade da silagem, pois alto teor de umidade (75-80% ou mais), correlacionou-se significativamente com características indesejáveis, ou seja, ácido burítico e bases voláteis. Para Vuyst & Vanbelle (1969) e Edwards et al. (1968), em forragem ensilada com teor de umidade por volta de 70%, a ação das bactérias produtoras de ácido burítico será limitada, pois elas são sensíveis ao aumento da pressão osmótica do meio. Consentino (1978) acrescenta que forrageiras com alto teor de umidade resultarão em silagem de baixa qualidade não somente pela formação de ácido butírico, mas devido à intensa degradação de proteínas. O mesmo autor menciona que a composição da microflora das silagens é grandemente afetada pelo teor de umidade do meio, pois as bactérias produtoras de ácido burítico exigem um meio muito úmido para se desenvolverem. Estas bactérias toleram pH baixo sob condições de alta umidade e, consequentemente, quanto mais umidade na massa, menor deverá ser o pH para uma conservação adequada da forrageira.
Mostrar mais

46 Ler mais

Caracterização físico-química, anatômica e fisiológica de palmito pupunha para processamento mínimo

Caracterização físico-química, anatômica e fisiológica de palmito pupunha para processamento mínimo

A aparência das regiões durante o armazenamento mudou da cor creme, característica do palmito pupunha, para amarelada e com aspecto pegajoso aos 15 dias de armazenamento a 5 ± 1 °C e 85 ± 2% UR (Figura 14). As regiões não apresentaram uniformidade na coloração, ou seja, em uma mesma parcela experimental foi possível observar segmentos cuja mudança de cor e aparência ocorreram mais rapidamente e com maior intensidade. Esses resultados observados foram similares aos encontrados por Clement et al. (1999) em estudos sobre conservação de palmito pupunha em atmosfera modificada. A coloração e a aparência são atributos de qualidade importantes, uma vez que são características avaliadas diretamente pelo consumidor (Arruda, 2003).
Mostrar mais

54 Ler mais

Perdas fermentativas e composição bromatológica da entrecasca de palmito pupunha ensilada com aditivos químicos.

Perdas fermentativas e composição bromatológica da entrecasca de palmito pupunha ensilada com aditivos químicos.

RESUMO - Objetivou-se avaliar o efeito da inclusão de aditivos químicos na ensilagem de resíduos (entrecasca) da produção de palmito pupunha (Bactris gasipaes, Kunth). Utilizaram-se silos experimentais (baldes de 20 litros) providos de aparatos para determinação gravimétrica de perdas por gases e efluentes. Os tratamentos aplicados foram: controle (sem aditivos); ureia (1% da MV) e cal virgem (1% da MV). Decorridos 70 dias de armazenagem, os silos foram pesados, abertos e amostrados. As perdas por efluentes e gases aumentaram com a aplicação de cal virgem na ensilagem. As perdas totais de MS foram de 15,1; 14,4 e 26,6% nas silagens controle, ureia e cal, respectivamente. Em todas as silagens, houve redução no teor de FDN e elevação da fração FDA, o que indica desaparecimento da fração hemicelulose. A relação cálcio:fósforo aumentou substancialmente com a adição de cal virgem, de 4,1:1 na silagem controle para 15,6:1 na silagem com cal. O resíduo da extração do palmito pupunha pode ser classificado como alimento de média qualidade e alto teor de umidade. Os aditivos aplicados na ensilagem não são efetivos em reduzir as perdas fermentativas no processo de conservação.
Mostrar mais

6 Ler mais

Amarelecimento do palmito de pupunha (Bactris gasipaes kunth) minimamente processado conservado sob refrigeração

Amarelecimento do palmito de pupunha (Bactris gasipaes kunth) minimamente processado conservado sob refrigeração

As células mais alongadas e internas correspondem ao tecido esclerênquima em diferenciação, que podem ocorrer em grupos de fibras ou fibras associados a feixes vasculares (Figura 10). Entre estas fibras e o tecido de revestimento em diferenciação existe um número variável de camadas de células de parênquima (Tabela 5). Este número pode estar relacionado à divisão das células destas camadas e à posição onde a camada de fibras se diferencia. Um menor número de camadas, compreendido entre as fibras e epiderme em diferenciação, e maior espaço por elas ocupado foram verificados nas amostras no início da conservação refrigerada (Tabela 5). Por outro lado, nas amostras ao final do período de refrigeração, foi verificado tendência de aumento da espessura da camada superficial compactada (Tabela 5). Este efeito físico também pode contribuir para a alteração da coloração superficial do palmito.
Mostrar mais

66 Ler mais

Competitividade do palmito de pupunha no Brasil em diferentes sistemas de produção.

Competitividade do palmito de pupunha no Brasil em diferentes sistemas de produção.

A taxação no setor produtivo do palmito de pupunha também é confirmada por meio do coeficiente de proteção efetiva (CPE), que apresentou valores inferiores à unidade, tanto no sistema (I) quanto no (II), de 0,44 e 0,35, respectivamente, mostrando que as políticas públicas distorcivas foram danosas à atividade analisada. Segundo Alvim et al. (2004), esse coeficiente estima quanto as políticas que interferem no mercado de produtos fazem que o valor adicionado se diferencie do valor que vigoraria na ausência de efeitos de políticas governamentais, identificando a extensão dos incentivos recebidos das políticas governamentais pelos sistemas produtivos.
Mostrar mais

12 Ler mais

Manual de Boas Práticas de Enfermagem em Tuberculose – Normas de Orientação Clínica

Manual de Boas Práticas de Enfermagem em Tuberculose – Normas de Orientação Clínica

Para desempenhar este papel com eficácia, estes profissionais devem conhecer os sinais e sintomas da doença, a abordagem da pessoa com suspeita e com diagnóstico de tuberculose, avalia[r]

50 Ler mais

Estudo químico de alimentos formulados à base de palmito Bactris gasipaes H.B.K. (pupunha) desidratado.

Estudo químico de alimentos formulados à base de palmito Bactris gasipaes H.B.K. (pupunha) desidratado.

CHEMICAL STUDY OF FORMULATED FOODS BASED ON DEHYDRATED Bactris gasipaes H.B.K. (PUPUNHA).Utilization of the by- product of processing of Bactris gasipaes was studied using a commercial dehydration process (cream-soup) intended for school snacks. In order to assess its performance, chemical analyses for both the hearts of palm and the palm stipes were carried out. The chemical compositions of the palm stipes did not show higher nutrient yields in relation to the hearts of palm and neither there were differences in the per-cent, mineral or amino acid composition.

5 Ler mais

GESTÃO E FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA: O CASO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA EM UM ESTUDO DE CASO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

GESTÃO E FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA: O CASO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA EM UM ESTUDO DE CASO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Não obstante a reconhecida necessidade desses serviços, tem-se observado graves falhas na gestão dos contratos de fornecimento de mão de obra terceirizada, bem com[r]

83 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA PRISCILA SOARES LIMA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA PRISCILA SOARES LIMA

Na experiência em análise, os professores não tiveram formação para tal mudança e foram experimentando e construindo, a seu modo, uma escola de tempo integral, [r]

198 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA HEROCILDA DE OLIVEIRA ALVES

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA HEROCILDA DE OLIVEIRA ALVES

Através dos resultados das avaliações bimestrais dos estudantes Inserção do protocolo de ações no Projeto Político Pedagógico da escola Analisar se houve melhoria nos resu[r]

139 Ler mais

PROJETO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO EM SITUAÇÃO DE INCÊNDIO

PROJETO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO EM SITUAÇÃO DE INCÊNDIO

O objetivo das regulamentações modernas de segurança contra incêndio é pro- teger a vida e evitar que os incêndios, caso se iniciem, se propaguem para fora de um compartimento do edifíc[r]

20 Ler mais

Referências técnicas para atuação de psicólogas(os) em Programas de Atenção à Mulher em situação de Violência [2013] - CREPOP CREPOP

Referências técnicas para atuação de psicólogas(os) em Programas de Atenção à Mulher em situação de Violência [2013] - CREPOP CREPOP

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) apresenta à categoria e à sociedade em geral o documento de Referências Técnicas para a Prática de Psicólogas(os) em Programas de atenção à mulhe[r]

120 Ler mais

Ocorrência de Herminodes sp. (Lepidoptera: Noctuidae) em pupunheira nos estados do Acre e Rondônia, Brasil.

Ocorrência de Herminodes sp. (Lepidoptera: Noctuidae) em pupunheira nos estados do Acre e Rondônia, Brasil.

As observações e coletas foram feitas de novembro de 2002 a janeiro de 2003 em áreas de plantios comerciais de pupunha consorciada com cupuaçu (Theobroma grandiflorum) e castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa), com cerca de 12 anos, no Projeto Reca (Reflorestamento Econômico Consorciado e Adensado), Vila Nova Califórnia, RO (entre as coordenadas geográficas S 02°54’45" e 3°16’36" e W 47°55’38" e 48°26’44"), na divisa com o Estado do Acre, e no campo experimental da Embrapa Acre, em Rio Branco, AC (S 9°58’22" e W 67°48’40"), em uma área de 0,5 ha de pupunha com 24 a 26 meses, predominantemente sem espinho, visando produção de palmito. Foram coletadas lagartas e pupas, que foram trazidas para o Laboratório de Entomologia da Embrapa Acre. No laboratório (25 ± 2°C, 60 ± 10% de umidade relativa e 12 h fotofase) as lagartas foram alimentadas com pedaços de palmito de pupunha até a formação das pupas. Posteriormente as pupas foram colocadas em recipientes para obtenção dos adultos.
Mostrar mais

2 Ler mais

MAIS LONGE DO PÓDIO

MAIS LONGE DO PÓDIO

As provas são encurtadas quando o calor está muito intenso.” A atleta revela algumas me- didas utilizadas pelos atletas desse esporte para fugir do calor.. “Se o calor é muito inten-[r]

17 Ler mais

Competitividade da produção de palmito de pupunha no Espírito Santo e em São Paulo.

Competitividade da produção de palmito de pupunha no Espírito Santo e em São Paulo.

A Tabela 3 mostra os valores privados e sociais gerados pela MAP para os estados analisados. Com os resultados obtidos, verificou-se que a razão custo privado (RCP) da produção do palmito de pupunha em São Paulo apresenta maior competitividade que no Espírito Santo. Entretanto, como a RCP é menor que um em todos os sistemas analisados, considera-se que os mesmos são lucrativos e são remunerados acima do seu retorno normal. Sendo assim, em São Paulo, apenas 34% do valor adicionado, ou seja, da diferença entre receita e custo dos insumos comercializáveis, a valores privados, é requerido para pagar os fatores domésticos e produzir um quilo a mais do palmito de pupunha por hectare para consumo doméstico. Raciocínio análogo pode ser feito para o Espírito Santo. Apenas 48% do valor adicionado a valores privados é requerido para pagar os fatores domésticos e produzir um quilo a mais do palmito de pupunha por hectare para consumo doméstico (Tabela 3). Desse modo, esses setores produtivos podem manter os níveis de utilização dos fatores domésticos e, assim, progredir nessa atividade.
Mostrar mais

23 Ler mais

Perfil de isoenzimas e atividade da peroxidase e polifenoloxidase em palmito de pupunha minimamente processado

Perfil de isoenzimas e atividade da peroxidase e polifenoloxidase em palmito de pupunha minimamente processado

O cultivo da pupunheira (Bactris gasipaes Kunth) surge como opção para atender à demanda do mercado, por apresentar características desejáveis quanto ao seu cultivo e qualidade do palmito produzido (RAMOS et al., 2004). Fornece ainda frutos comestíveis de sabor agradável e alto valor nutritivo, destacando-se elevados teores de caroteno, proteína e gordura (VERRUMA-BERNARDI et al., 2003). Devido ao seu alto valor nutritivo, os frutos da pupunheira podem ser utilizados na alimentação humana e animal, tornando-se, assim, cultura de elevado potencial econômico (MORETTI, 2001).
Mostrar mais

58 Ler mais

Regras de Ouro em Reumatologia – Normas de Orientação Clínica

Regras de Ouro em Reumatologia – Normas de Orientação Clínica

Este livro não é, nem pretende ser, um tratado de Reumatologia, mas um manual extremamente prático onde são descritas de um modo claro e sintético as doenças com as quais o médico de Med[r]

157 Ler mais

Efeito de aditivos no valor nutritivo de silagens feitas com subproduto da extração do palmito de pupunha (Bactris gasipaes H.B.K.)

Efeito de aditivos no valor nutritivo de silagens feitas com subproduto da extração do palmito de pupunha (Bactris gasipaes H.B.K.)

RESUMO - O objetivo deste experimento foi determinar a qualidade e o valor nutritivo de silagens do subproduto da pupunha, produzidas com aditivos, conforme os tratamentos: T 1 - Testemunha (sem aditivo); T 2 - Adição de 2,5% de açúcar; T 3 - Adição de 10,0% de polpa cítrica e T 4 - Adição de 10,0% de milho moído, base da matéria natural. Verificou-se que a adição 10% de polpa cítrica (PC) ou milho moído (MM) elevou o teor de matéria seca da massa a ser ensilada, bem como da silagem, em 6,5 e 8,0 unidades percentuais, respectivamente. Silagens com aditivos apresentaram menores valores de nitrogênio amoniacal (N-NH 3 / NT) e pH. O consumo de matéria seca foi maior para as silagens feitas com PC ou MM, atingindo 85 g/kg PV 0,75 ou 2,1% do PV, contra 44,7 g/kgPV 0,75 ou 1,12%, para
Mostrar mais

9 Ler mais

Conservação de pinha com uso de atmosfera modificada e refrigeração.

Conservação de pinha com uso de atmosfera modificada e refrigeração.

Neto & Silva (2005), estudando o efeito da atmosfera modificada pelo uso de filme flexível, em pinhas armaze- nadas a 13 ºC, verificaram decréscimo nos teores de ami- do, de forma gradativa, ao mesmo tempo que o teor de sólidos solúveis foi aumentando. Constataram, ainda, que os valores mínimos de amido foram atingidos aos dez dias de armazenamento e que os frutos, embalados, ou não, apresentaram comportamento semelhante, durante o armazenamento, quanto à degradação do amido.

7 Ler mais

Show all 9935 documents...