Top PDF A contribuição da anatomia foliar para a taxonomia de Raddia Bertol. (Poaceae: Bambusoideae).

A contribuição da anatomia foliar para a taxonomia de Raddia Bertol. (Poaceae: Bambusoideae).

A contribuição da anatomia foliar para a taxonomia de Raddia Bertol. (Poaceae: Bambusoideae).

RESUMO – (A contribuição da anatomia foliar para a taxonomia de Raddia Bertol. (Poaceae: Bambusoideae). Raddia é um gênero de bambus herbáceos que inclui nove espécies ocorrentes no Brasil, uma delas encontrada também em áreas extra-brasileiras. A anatomia foliar de todas as espécies foi analisada em microscopia óptica e microscopia eletrônica de varredura, visando à obtenção de caracteres úteis para sua taxonomia. Espécies de outros gêneros de bambus herbáceos foram utilizadas para comparação. Não foram encontrados caracteres anatômicos exclusivos de Raddia, e os mesmos foram pouco relevantes para a delimitação das espécies dentro do gênero, separando às vezes, apenas grupos de espécies. Entre estes caracteres, destacaram-se, em corte transversal: forma da nervura central, posição do feixe vascular mediano, número de feixes vasculares adjacentes ao feixe mediano e a forma das células fusóides. A análise da epiderme em vista frontal (MEV) mostrou diferenças entre as espécies quanto à ocorrência, densidade e distribuição de papilas. Raddia megaphylla R.P. Oliveira & Longhi-Wagner e R. guianensis (Brongn.) Hitchc. & Chase apresentaram maior número de caracteres anatômicos exclusivos, entre as espécies estudadas. Um tipo de tricoma não registrado anteriormente para Bambusoideae foi encontrado em R. stolonifera R.P. Oliveira & Longhi-Wagner.
Mostrar mais

19 Ler mais

A contribuição da anatomia foliar para a taxonomia das espécies de Cyperus L. subg. Cyperus (Cyperaceae) ocorrentes no sul do Brasil.

A contribuição da anatomia foliar para a taxonomia das espécies de Cyperus L. subg. Cyperus (Cyperaceae) ocorrentes no sul do Brasil.

RESUMO – (A contribuição da anatomia foliar para a taxonomia das espécies de Cyperus subg. Cyperus (Cyperaceae) ocorrentes no sul do Brasil). Foi analisada a anatomia foliar de 15 táxons de Cyperus subg. Cyperus ocorrentes na Região Sul do Brasil, na busca de caracteres anatômicos auxiliares para a sua identifi cação. Todos os táxons analisados possuem clorênquima radiado em torno dos feixes vasculares, anatomia Kranz do tipo Clorociperóide e cavidades aeríferas com diafragma de células estreladas. Os caracteres que mostraram maior valor diagnóstico foram a forma da lâmina foliar em secção transversal, a distribuição e estratifi cação da hipoderme e das células buliformes, o grau de desenvolvimento das cavidades aeríferas, e a distribuição dos feixes vasculares. Os resultados permitiram separar algumas espécies com morfologia externa semelhante, porém, não foram conclusivos para a defi nição de todos os complexos específi cos e infra-específi cos observados. Por outro lado, reforçaram a proposição de sinonímias já indicadas por dados da morfo- logia externa e da micromorfologia da superfície do fruto obtidos em estudos anteriores. É discutida a importância diagnóstica dos caracteres analisados e fornecida uma tabela comparativa entre os táxons.
Mostrar mais

10 Ler mais

Morfoanatomia foliar de espécies de Croton sect. Luntia (Euphorbiaceae) como contribuição para a taxonomia do gênero

Morfoanatomia foliar de espécies de Croton sect. Luntia (Euphorbiaceae) como contribuição para a taxonomia do gênero

37 anteriores de taxonomia e anatomia tratam os coléteres de espécies de Euphorbiaceae como nectários extraflorais, como em Pedilanthus tithymaloides (Dave e Patel 1975), Astraea e Croton sect. Cyclostigma (Sá-Haiad et al. 2009). Em outros trabalhos, os coléteres de Croton são denominados ainda „glândulas ovóides marginais‟, tendo em vista que a simples observação da morfologia não permite conclusões sobre o tipo glândula (Riina et al. 2010, Van Ee et al. 2011). A atribuição errônea de termos diversos aos coléteres se deve à posição e à semelhança morfológica com outras estruturas secretoras (Thomas 1991). Entretanto, a distinção entre nectários extraflorais e coléteres é clara quando considerados, em conjunto, a morfologia, a posição no órgão adulto, a presença em primórdios foliares jovens, a atividade secretora, os aspectos químicos e as funções. Deste modo, embora a natureza da secreção não tenha sido confirmada por análises histoquímicas, os resultados encontrados comprovam que as estruturas presentes nas margens de todas as espécies avaliadas, com exceção de B. mamoninha, tratam-se de coléteres.
Mostrar mais

54 Ler mais

Anatomia foliar como subsídio para a taxonomia de espécies de Forsteronia G. Mey. (Apocynaceae) dos cerrados paulistas.

Anatomia foliar como subsídio para a taxonomia de espécies de Forsteronia G. Mey. (Apocynaceae) dos cerrados paulistas.

Domácias estão presentes em 37 espécies de Apocynaceae, estando incluída F. brasiliensis A.DC. (Brouwer & Clifford 1990, Gregory 1990). Tais estruturas são mencionadas para algumas espécies de Forsteronia na obra de revisão de Hansen (1985) e foram adotadas como um caráter importante para separar grupos em chave de identificação de espécies (Koch & Kinoshita 2005). Glândulas nodais e foliares, posicionadas na base da nervura mediana, foram registradas para o gênero (Hansen 1985) e identificadas como coléteres em estudos recentes de representantes dessa família (Rio et al. 2002, Koch & Kinoshita 2005). Solereder (1908) descreveu a ocorrência de laticíferos e de floema intraxilemático para as folhas de Forsteronia. Metcalfe & Chalk (1950, 1979) citaram o gênero no item de anatomia geral, mas não o mencionaram nas descrições detalhadas. Faltam dados anatômicos sobre as espécies brasileiras de Forsteronia, uma vez que estudos desta natureza ainda não foram realizados (Hansen 1985).
Mostrar mais

14 Ler mais

LUCIANA CEDROLA PIRES UM CECANE PARA A UFJF: POSSIBILIDADE DE INTERSETORIALIDADE E POTENCIALIZAÇÃO DA FUNÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE

LUCIANA CEDROLA PIRES UM CECANE PARA A UFJF: POSSIBILIDADE DE INTERSETORIALIDADE E POTENCIALIZAÇÃO DA FUNÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que as escolas sejam utilizadas como promotoras da educação alimentar e nutricional (EAN) dos alunos, visto o grande percentual de doenças relacionadas à alimentação e aos hábitos de vida. O Brasil tem manifestado compromisso com o movimento mundial de articulação da saúde (alimentação e nutrição) com a educação, fator evidenciado por diversas políticas empreendidas por diferentes Ministérios. Nesse sentido, esta dissertação dedicou-se a investigar os Centros Colaboradores em Alimentação e Nutrição do Escolar- CECANEs- fomentados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. O objetivo deste trabalho foi propor a criação de um CECANE para a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) para o que se estabeleceu estudar os Centros Colaboradores como estratégia de integração entre saúde (alimentação e nutrição) e educação e de implementação do Programa Nacional de Alimentação Escolar- PNAE; investigar os CECANEs como potencializadores da função social da Universidade, uma vez que são instituídos no âmbito dessas instituições e identificar elementos estruturantes para a constituição de um Centro Colaborador na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Trata-se de uma pesquisa qualitativa, constituindo-se em um estudo de caso. Investiga-se os CECANEs como estratégia de apoiar o PNAE, que se destina a formar hábitos alimentares saudáveis, e de fomentar a função social da Universidade. Procede-se a uma análise do cenário nacional dos CECANEs nas universidades por meio de revisão de literatura, estabelecendo-se conexão entre esta e os Centros Colaboradores, de análise comparativa dos Centros Colaboradores existentes e de entrevista semiestruturada realizada com representante de um CECANE. Os estudos efetuados permitiram ratificar as hipóteses inicialmente formuladas e identificar aspectos estruturantes para a constituição de um CECANE para a UFJF, mostrando uma iniciativa viável. Foi apresentada a proposta de criação de um CECANE para a UFJF fundamentada nos elementos já identificados no primeiro capítulo, especialmente quanto à função social da universidade e sua interação com a educação básica e outros entes e órgãos públicos, assim como nos aspectos estruturantes identificados nas análises efetuadas. Dentre esses aspectos, estão a participação compartilhada e dialogada dos parceiros tanto internos quanto externos na formulação, execução e avaliação da proposta, bem como a presença do princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, crucial para a contribuição social da universidade junto à sociedade, viabilizada por esses Centros Colaboradores.
Mostrar mais

125 Ler mais

Anatomia foliar como subsídio para taxonomia de Chamaecrista Moench com ênfase na seção Apoucouita (Leguminosae - Caesalpinioideae)

Anatomia foliar como subsídio para taxonomia de Chamaecrista Moench com ênfase na seção Apoucouita (Leguminosae - Caesalpinioideae)

Anatomy of the extrafloral nectaries in species of Chamaecrista section Absus subsection Baseophyllum (Leguminosae, Caesalpinioideae).. Francino, and R.M.S.A[r]

123 Ler mais

Anatomia foliar de espécies de Bulbophyllum, seção Micranthae Barb. Rodr. (Orchidaceae) e sua correlação com a taxonomia

Anatomia foliar de espécies de Bulbophyllum, seção Micranthae Barb. Rodr. (Orchidaceae) e sua correlação com a taxonomia

Todas as espécies estudadas de Bulbophyllum seção Micranthae, do grupo externo e também Dendrobium kingianum, caracterizam-se por apresentar: epiderme unisseriada com cutícula espessa, estômatos tetracíticos com câmara supraestomática, tricomas e feixes vasculares colaterais. Esses caracteres podem ser compartilhados com outros táxons da família e constituir importantes sinapomorfias, auxiliando a taxonomia do grupo.

30 Ler mais

Anatomia foliar como subsídio à taxonomia de espécies do Complexo Briza L. (Poaceae: Pooideae: Poeae).

Anatomia foliar como subsídio à taxonomia de espécies do Complexo Briza L. (Poaceae: Pooideae: Poeae).

subsidiárias oblongas. Em grande parte das espécies estudadas, as folhas são anfiestomáticas (Fig. 19). Entretanto, em B. lamarckiana, B. aff. lamarckiana, B. paleapilifera (Fig. 20), B. aff. paleapilifera e B. brasiliensis (Fig. 18) os estômatos estão apenas na face adaxial da epiderme, caracterizando suas folhas como epiestomáticas. Watson & Dallwitz (1992) ressaltaram que os estômatos inexistem ou, se presentes, podem ser raros ou comuns na face abaxial da epiderme foliar das três espécies de Briza analisadas, concordando com os resultados obtidos. Por outro lado, de acordo com Matthei (1975), não ocorrem estômatos na face abaxial de B. subaristata e B. uniolae, diferente dos resultados aqui obtidos, onde foram encontrados estômatos na face abaxial nestas duas espécies, embora raros. Isto pode ser devido ao fato dos mesmos estarem ausentes em áreas particulares da lâmina foliar, conforme salientado por Ellis (1979) e observado no presente estudo.
Mostrar mais

15 Ler mais

A sociologia da libertação de François Houtart — Outubro Revista

A sociologia da libertação de François Houtart — Outubro Revista

Resumo: Para François Houtart, o compromisso religioso e o compromisso social não podiam ser dissociados, nem a análise da realidade social e das lutas sociais para transformá-la. Ele era ao mesmo tempo um teólogo, sociólogo e ativista global. Este artigo analisa os principais eixos das contribuições de François Houtart às ciências sociais contemporâneas a partir das convicções que orientaram seu compromisso como sociólogo junto aos atores sociais. A primeira parte dá uma breve visão geral de sua carreira e sua contribuição para a teologia da libertação. A segunda enfatiza o papel precursor de François Houtart nas ciências sociais em particular no diálogo com as epistemologias do Sul que nos convida a analisar o mundo, os mecanismos de opressão e os projetos de emancipação a partir das perspectivas dos atores sociais e dos oprimidos do Sul do planeta seguindo a abordagem de “outra globalização”.
Mostrar mais

15 Ler mais

Sobre a consistência lógica da lei tendencial da queda da taxa de lucro de Marx — Outubro Revista

Sobre a consistência lógica da lei tendencial da queda da taxa de lucro de Marx — Outubro Revista

A resposta de Laibman à Kliman and Freeman contém uma proposição crucial: “O teorema de Okishio pode ser posto desta forma: se uma mudança técnica viável é feita e a taxa real[r]

35 Ler mais

Anatomia foliar e composição de óleos essenciais : aplicações na taxonomia de Eriope Humb. & Bonpl. ex Bentham (Lamiaceae)

Anatomia foliar e composição de óleos essenciais : aplicações na taxonomia de Eriope Humb. & Bonpl. ex Bentham (Lamiaceae)

Ervas, subarbustos e arbustos de Eriope fazem parte da flora endêmica dos campos rupestres e ambientes de cerrado do Brasil, e apresenta-se como um gênero brasileiro de Lamiaceae formado por mais de 32 espécies nativas. Foram realizadas coletas de material botânico nos estados da Bahia, Goiás, Minas Gerais, Tocantins e Mato Grosso visando ampliar o número de registros de distribuição das especies. Devido à semelhança morfológica entre alguns taxa e o potencial medicinal foram realizados estudos anatômicos e extração de óleos objetivando dar suporte para futuros trabalhos de investigação filogenética, farmacológica e para a taxonomia do gênero. Nestas expedições, duas novas espécies, Eriope harleyi e Eriope paradise, foram descobertas e publicadas, adicionalmente outras 4 prováveis espécies novas estão em processo de descrição para futuras publicações. Dados da localização geográfica de 36 taxa e correlações com o tipo de habitat são fornecidos. Para o estudo da anatomia foliar, foram utilizadas técnicas de microscopia óptica e microscopia eletrônica de varredura (MEV) que viabilizaram a análise comparativa de 60 caracteres que permitiram a montagem de chave dicotômica que contribui para identificação mais precisa de espécies deste gênero, os dados de 12 espécies são inéditos. Devido a produção de óleos essenciais, concentrados nas folhas, foi realizada a análise qualitativa e quantitativa do óleo essencial de nove espécies de Eriope que ocorrem no cerrado brasileiro, 99 componentes foram identificados através da extração por hidrodestilação e análise da composição por cromatografia gasosa associada a espectometria de massas, 60-100% dos componentes pertencem a classe dos sesquiterpenos, análise comparativa e potenciais marcadores químicos para o gênero são discutidos. A análise conjunta das caracteristicas da morfologia externa, da anatomia foliar e da composição química dos óleos essenciais contribuíram para a identificação mais precisa de taxa do gênero e fornecem subsídios para futuros trabalhos de filogenia, ecologia e pesquisas aplicadas envolvendo Eriope e outros gêneros da subtribo Hyptidinae.
Mostrar mais

148 Ler mais

REFORÇO ESCOLAR: POSSÍVEIS CONTRIBUIÇÕES PARA A APRENDIZAGEM DOS ALUNOS DA REDE ESTADUAL NO MUNICÍPIO DE SÃO GONÇALORJ

REFORÇO ESCOLAR: POSSÍVEIS CONTRIBUIÇÕES PARA A APRENDIZAGEM DOS ALUNOS DA REDE ESTADUAL NO MUNICÍPIO DE SÃO GONÇALORJ

A respeito das práticas avaliativas nas escolas a avaliação da aprendizagem enquanto ato valorativo (juízo de valor) que remete a uma ação posterior indica que mais comumente o que [r]

139 Ler mais

Orientações para a implementação de iniciativas de prevenção e controlo do tabagismo de âmbito populacional – Normas de Orientação Clínica

Orientações para a implementação de iniciativas de prevenção e controlo do tabagismo de âmbito populacional – Normas de Orientação Clínica

Não obstante existir um espaço de decisão dos serviços e profissionais sobre quais as intervenções mais adequadas para responder às necessidades de saúde da sua [r]

12 Ler mais

A INFLUÊNCIA DO DISCURSO PUBLICITÁRIO UTILIZADO PARA A MODA INFANTIL NO PROCESSO DE ADULTIZAÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS DO SEXO FEMININO

A INFLUÊNCIA DO DISCURSO PUBLICITÁRIO UTILIZADO PARA A MODA INFANTIL NO PROCESSO DE ADULTIZAÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS DO SEXO FEMININO

Em pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), em 2011 o consumo de artigos infantis movimentou cerca de R$26,2 bilhões, sendo que mais da me[r]

105 Ler mais

A HORA DE TRABALHO PEDAGÓGICO COLETIVO A PARTIR DA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR No 613/2011: ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DE LIMEIRA – SP – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

A HORA DE TRABALHO PEDAGÓGICO COLETIVO A PARTIR DA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR No 613/2011: ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DE LIMEIRA – SP – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

O presente trabalho objetiva investigar como uma escola da Rede Pública Municipal de Ensino de Limeira – SP apropriou-se e utilizou o tempo da Hora de Trabalho[r]

177 Ler mais

POSSÍVEIS ESTRATÉGIAS PARA A REDUÇÃO DA REPROVAÇÃO EM UMA ESCOLA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO

POSSÍVEIS ESTRATÉGIAS PARA A REDUÇÃO DA REPROVAÇÃO EM UMA ESCOLA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO

Luckesi (1998) acredita que a relação professor-aluno pode favorecer a aprendizagem, desde que seja estabelecida por eles uma relação de confiança e que a sala de aula seja [r]

137 Ler mais

A IMPLEMENTAÇAO DA POLÍTICA DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE GESTORES ESCOLARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA REGIONAL METROPOLITANA II

A IMPLEMENTAÇAO DA POLÍTICA DE FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE GESTORES ESCOLARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA REGIONAL METROPOLITANA II

Esta dissertação, desebvolvida no âmbito do Programa de Pós-graduação Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública da Universidade Federal de Juiz de Fora, teve como objetivo identificar e analisar as demandas de formação dos gestores de escola na SEEDUC/RJ, de modo a contribuir com a proposição de ações que possam suprir os gaps existentes. Para tanto, foi necessário analisar a política de formação e desenvolvimento de pessoas da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro, executada a partir de 2010, sob a perspectiva das ações empreendidas para os diretores escolares, levando em consideração, também, a percepção desses gestores, acerca dessa política. A pesquisa teve como recorte de análise três dos cursos ofertados para gestores escolares entre os anos de 2011 a 2013; são eles: Curso de Formação do Processo Seletivo Interno (PSI), MBA em Gestão Empreendedora em Educação e o Fórum de Gestão e Liderança Escolar. Os dados foram coletados por meio de pesquisa documental e bibliográfica, observação participante e pesquisa de campo com aplicação de questionário. O questionário foi aplicado nos diretores escolares da Regional Metropolitana II. Na análise, foram investigados os seguintes elementos: perfil de formação do gestor, análise dos três cursos e sugestões de formatos e assuntos para a elaboração de novas propostas de formação. Esse estudo foi desenvolvido, a partir da contribuição de autores como: Fleury (2001), Freitas (2009), Lück (2000, 2009, 2010), Pacheco at al. (2009), Mintzberg (2010), Machado (2010, 2012), Kuenzer (2013), Polon (2013), dentre outros. A pesquisa mostrou os pontos relevantes e os limites dos três cursos analisados, revelando lacunas que necessitam ser trabalhadas. O diagnóstico realizado foi fundamental para a elaboração de um Plano de Ação Educacional direcionado ao enriquecimento da política de formação e desenvolvimento para gestores escolares, implementada no estado.
Mostrar mais

212 Ler mais

Referências Técnicas para Atuação de Psicólogas(os) na Educação Básica [2013] - CREPOP CREPOP

Referências Técnicas para Atuação de Psicólogas(os) na Educação Básica [2013] - CREPOP CREPOP

A Psicologia Escolar e Educacional, almejamos um projeto educacional que vise coletivizar práticas de formação e de qualidade para todos; que lute pela valorização do trabalho do prof[r]

80 Ler mais

Rua Domingos Ferreira, 144 502 22050.012 Rio de Janeiro - RJ - Brasil Telefax (21) 2547-5453

Rua Domingos Ferreira, 144 502 22050.012 Rio de Janeiro - RJ - Brasil Telefax (21) 2547-5453

Assim, vem cumprindo o seu objetivo: a unificação do homem em seus pensamentos, palavras e ações, propondo que os cinco VALORES HUMANOS básicos do AMOR, da VERDADE, da AÇÃO CORRETA, da[r]

181 Ler mais

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE A GESTÃO DE RESÍDUOS DA SUINOCULTURA: um estudo de caso em granjas na região da Zona da Mata mineira

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE A GESTÃO DE RESÍDUOS DA SUINOCULTURA: um estudo de caso em granjas na região da Zona da Mata mineira

o modelo de abordagem integrada da gestão sustentável de resíduos, sob as seis dimensões propostas por Shekdar (2009) e adaptadas para a realidade deste estudo. Os resultados permitiram constatar a fragilidade institucional, que afeta frontalmente a sobrevivência dessas organizações, na região do estudo. Verificou-se que a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS (2010) não exerce influência na gestão desses resíduos e que a Política Nacional de Meio Ambiente – PNMA (1981) e o arranjo legal relativo a áreas rurais consolidadas são ineficazes no que tange à gestão sustentável. O estudo contribui com o foco sistêmico do problema, no âmbito institucional da cadeia produtiva dessas organizações, situadas na Zona da Mata mineira, no sentido de repensar a viabilidade da logística da suinocultura praticada na região, em decorrência do redesenho espontâneo da nova geografia que se percebe na cadeia produtiva de grãos e suínos no Brasil. Outra contribuição foi a identificação de novos conceitos e valores na percepção dos gestores que dividem as etapas produtivas na prática da Integração Vertical e também dos benefícios do uso de biodigestores, sugerindo estudos sobre esses temas e sobre suas efetivas possibilidades financeiras, o que parece ainda não definido no Brasil, segundo o cenário desta pesquisa.
Mostrar mais

141 Ler mais

Show all 10000 documents...

temas relacionados