Top PDF Cultivo do Pirarucu (Arapaima gigas) em viveiro escavado.

Características bioquímicas e hematológicas do pirarucu Arapaima gigas Schinz, 1822 (Arapaimidae) de cultivo semi-intensivo na Amazônia.

Características bioquímicas e hematológicas do pirarucu Arapaima gigas Schinz, 1822 (Arapaimidae) de cultivo semi-intensivo na Amazônia.

Dentre as espécies de peixes amazônicos de importância econômica, encontra-se o Arapaima gigas (pirarucu), pertencente à ordem Osteoglossiformes, Arapaimidae. Este peixe carnívoro, que é uma das cinco espécies mais cultivadas e comercializadas na Amazônia, tem características propícias para cultivo, tais como: a alta taxa de crescimento (até 10 kg no primeiro ano), elevada rusticidade ao manuseio (Crescêncio 2001; Cavero et al. 2003a,b; Cavero et al. 2004; Ono et al. 2004; Souza et al. 2006), adaptabilidade à alimentação artificial (Crescêncio 2001; Cavero et al. 2003a,b; Tavares-Dias et al. 2007) e elevado aproveitamento da carcaça (51-57%) (Crescêncio 2001; Souza et al. 2006). O A. gigas é uma espécie de respiração aérea obrigatória, sendo que tal característica facilita sua criação (Crescêncio 2001; Cavero et al. 2003a,b; Ono et al. 2004) em elevadas densidades de estocagem (Scorvo Filho et al. 2004), bem como em baixas concentrações de oxigênio dissolvido na água.
Mostrar mais

5 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA CURSO DE ZOOTECNIA ROBERTO AUGUSTO MAIA LUZ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA CURSO DE ZOOTECNIA ROBERTO AUGUSTO MAIA LUZ

O presente trabalho tem como objetivo analisar aspectos e pontos relevantes no cultivo do Pirarucu, Arapaima gigas em cativeiro como seu manejo, reprodução e as técnicas de seleção e acasalamento, muito empregadas em programas de melhoramento genético. O estágio supervisionado obrigatório foi realizado no Centro de Pesquisas Ictiológicas Rodolpho von Ihering, DNOCS Pentecoste – CE, no período de Agosto a Novembro de 2016. Durante o período de estágio foram desenvolvidas várias atividades como monitoramento e controle de parâmetros físico-químicos da água, calagem de viveiros, preparo das bolotas de ração e seu fornecimento, arraçoamento de reprodutores e solteiros do plantel, identificação sexual: por meio da coloração e contagem de escamas, bem como a visualização dos órgãos sexuais na parte ventral dos animais. Foi feito também a seleção de reprodutores e troca de casais. Em relação a parte reprodutiva, não foi possível acompanhar todas as fases, principalmente a dinâmica comportamental de cortejo e preparo dos ninhos para a desova já que o pirarucu se reproduz na época das chuvas, que no Ceará vai de janeiro a junho aproximadamente. Com a dependência da estação chuvosa para a sua reprodução, também não foi possível acompanhar a fase de alevinagem. O Treinamento alimentar foi uma das técnicas criadas para a alimentação do Pirarucu e de outras espécies carnívoras com ração comercial, visto que na natureza sua dieta é a base de peixes e outros organismos aquáticos, com isso os custos para manter esse padrão alimentar por um piscicultor inviabilizariam economicamente o cultivo da espécie. O treinamento se inicia com alevinos a partir de 7-8 cm de comprimento, embora já se tenha obtido sucesso com o treinamento de animais de tamanhos inferiores, 4-6 cm. Pode ser feito com a retirada dos alevinos e utilização gradual de alimento vivo ou deixando-os sob cuidado parental dentro dos viveiros de reprodução. Todas as atividades desenvolvidas e parte do conteúdo teórico presente neste trabalho, foram sobretudo fruto de cursos ofertados pelo próprio Centro de Pesquisas antes mesmo do início do estágio, trabalho esse que o DNOCS desenvolve no intuito de capacitar estudantes e empreendedores que decidem montar seu próprio negócio ou se especializarem, além de desenvolver pesquisas que melhorem a produtividade e ajudem a difundir mais ainda a piscicultura no Ceará.
Mostrar mais

56 Ler mais

Níveis de proteína bruta para juvenis de pirarucu.

Níveis de proteína bruta para juvenis de pirarucu.

As criações de pirarucu, entretanto, são incipientes, enquadrando-se no cultivo extensivo, com o uso isolado de peixes forrageiros, ou associados a búfalos ou suínos (Bard & Imbiriba, 1986; Alcántara & Guerra, 1992; Moura Carvalho & Nascimento, 1992), cuja produção não é suficiente para atender à demanda. A adoção desses sistemas extensivos de produção ocorre porque o pirarucu não aceita voluntariamente rações secas ba- lanceadas, tornado escassas as informações sobre a nu- trição dessa espécie.

5 Ler mais

Elaboração, caracterização físico-química e microbiológica de produtos do Pirarucu / Elaboration, physical-chemical and microbiological characterization of Pirarucu products

Elaboração, caracterização físico-química e microbiológica de produtos do Pirarucu / Elaboration, physical-chemical and microbiological characterization of Pirarucu products

O pirarucu vem sendo elencado como uma das espécies nativas potenciais para a piscicultura no Brasil há algumas décadas, devido a características como rápido crescimento (atinge até 10 kg em apenas um ano de cultivo), tolerância a altos níveis de amônia na água, além de possuir filé ausente de espinhas, com cor clara e sabor suave (LIMA et al., 2017). Para Marengoni et. al. (2009) a demanda por alimentos proteicos tem um crescimento diretamente proporcional ao crescimento da população mundial. Soma-se a isso a tendência também crescente da procura por alimentos mais saudáveis em busca de uma melhor qualidade de vida.
Mostrar mais

20 Ler mais

Análise da qualidade da água de uma piscicultura tradicional da comunidade do guajará no município de Cametá - PA / Analysis of the water quality of a traditional pisciculture of the guajará community in the municipality of Cametá – PA

Análise da qualidade da água de uma piscicultura tradicional da comunidade do guajará no município de Cametá - PA / Analysis of the water quality of a traditional pisciculture of the guajará community in the municipality of Cametá – PA

O viveiro escavado possui um único canal para o abastecimento e drenagem da água, as trocas de águas dentro do ambiente de cultivo são influenciadas pelo regime hidrológico do rio Tocantins, enchendo durante o período de cheia e secando durante o período de seca, sendo comum encontrar viveiros diretamente em conexão com o ambiente natural nesta região. O viveiro tem 12 metros de largura, 50 metros de comprimento e 1,50 metros de profundidade, cultivava tambaqui (Colossoma macropomum), que é uma espécie encontrada principalmente na região Norte e Nordeste, pelo fato
Mostrar mais

13 Ler mais

PDF PT Jornal Brasileiro de Pneumologia 2 9 portugues

PDF PT Jornal Brasileiro de Pneumologia 2 9 portugues

Um homem de 71 anos de idade, recentemente diagnosticado com síndrome de Cushing devido a um tumor adrenal, queixava-se de tosse, dispnéia e febre. Ao exame físico, a saturação periférica de oxigênio em ar ambiente era de 88%. Os exames laboratoriais revelaram anemia, plaquetopenia e níveis elevados de aminotransferase hepática, além de colestase, hipertrigliceridemia e um nível extre- mamente alto de ferritina sérica (10.580 μg/L; faixa normal, 20-250 μg/L). A colangiopancreatografia por ressonância magnética e ultra-sonografia normais excluíram a hipótese de obstrução do sistema biliar. A fim de investigar a anemia, foi realizada aspiração da medula óssea, cujos resultados foram compatí- veis com o diagnóstico de SAM. Os resultados da cultura de aspiração foram negativos. Uma TC do tórax revelou um nódulo escavado, juntamente com opacidades em vidro fosco e consolidações (Figura 1). Realizou-se, então, uma broncoscopia. As culturas do lavado broncoalveolar foram negativas, e uma biopsia transbrônquica do lobo inferior direito mostrou abundantes macrófagos com hemosside- rina nos espaços alveolares, bem como ausência de
Mostrar mais

3 Ler mais

Produção de mudas de seringueira em viveiro suspenso

Produção de mudas de seringueira em viveiro suspenso

Para evitar que perdas ocorram no seringal, principalmente devido à ocorrência de pragas e doenças oriundas do viveiro, medidas fitossanitárias estão sendo tomadas no que diz respeito à produção de porta-enxertos. A Instrução Normativa n° 29/2009 (IN 29), estabelece no artigo 32, que mudas de seringueira devem estar livres de nematoides (Meloidogyne spp. e Pratylenchus spp.), sendo assim ao invés de utilizar o solo para o preenchimento dos recipientes de cultivo, recomenda-se o uso de substrato comercial (BRASIL, 2009). Além dessa medida a nível nacional, de acordo com a Resolução SAA – 23 na seção VI, artigo 8° estabelecida pela Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo em 26 de junho de 2015, os porta-enxertos formados no Estado, devem ser produzidos em bancadas suspensas, a no mínimo 40 cm de altura do solo, permitindo dessa forma, que o sistema radicular desses porta-enxertos não tenham contato direto com o solo do viveiro.
Mostrar mais

88 Ler mais

A AÇÃO DO GERENTE PEDAGÓGICO EM BELO HORIZONTE

A AÇÃO DO GERENTE PEDAGÓGICO EM BELO HORIZONTE

1- Para garantir a qualidade do trabalho desenvolvido pelo Gerente Pedagógico, há um padrão que uniformiza a descentralização da gestão, mas que considera as especificidades[r]

169 Ler mais

Castro de Nossa Senhora das Necessidades (Sernancelhe) : uma primeira análise artefactual

Castro de Nossa Senhora das Necessidades (Sernancelhe) : uma primeira análise artefactual

não tivesse sido escolhida como palco para activi- dades medievais. Tal como se verifica noutros sítios com ocupação contemporânea na região, também este se encontra num cabeço de grande altitude mas que não é o ponto local mais alto o que lhe confere a vantagem de ter boa visibilidade e ao mesmo tempo não ser facilmente identificado na paisagem. Como os outros sítios, também este poderia ter ainda uma muralha com uma só entrada, reforçando a sua defe- sa. A implantação próxima do rio Távora e suas mar- gens férteis também vai ao encontro da estratégia de ocupação das comunidades alto-medievais que pra- ticariam o cultivo e consumo de leguminosas e al- guns cereais, assim como se dedicariam à pastorícia, caça e recolecção, nomeadamente da castanha (Ten- te & alii, 2018b, p. 291), fruto ainda hoje típico na região. Estas ocupações seriam possivelmente sa- zonais e de construções maioritariamente em mate- riais perecíveis. As escórias de ferro são bastante co- muns nestas ocupações, assim como fundos de forja e vários artefactos como pregos e lâminas (Tente & alii, 2018b, p. 279), pelo que as escórias presentes no nosso conjunto serão mais provavelmente de cronologia medieval.
Mostrar mais

26 Ler mais

A MUDANÇA DO COTIDIANO ESCOLAR EM UM COLÉGIO DO NOROESTE FLUMINENSE APÓS A IMPLANTAÇÃO DO SAERJINHO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

A MUDANÇA DO COTIDIANO ESCOLAR EM UM COLÉGIO DO NOROESTE FLUMINENSE APÓS A IMPLANTAÇÃO DO SAERJINHO – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

E, para isso, torna-se indispensável, neste início, refletir sobre a importância das avaliações externas como forma de melhorar o desempenho dos alunos, as mudanças ocorridas na pr[r]

97 Ler mais

Uma rara causa de dispnéia com apresentação singular na tomografia computadorizada de tórax: síndrome de ativação macrofágica.

Uma rara causa de dispnéia com apresentação singular na tomografia computadorizada de tórax: síndrome de ativação macrofágica.

Um homem de 71 anos de idade, recentemente diagnosticado com síndrome de Cushing devido a um tumor adrenal, queixava-se de tosse, dispnéia e febre. Ao exame físico, a saturação periférica de oxigênio em ar ambiente era de 88%. Os exames laboratoriais revelaram anemia, plaquetopenia e níveis elevados de aminotransferase hepática, além de colestase, hipertrigliceridemia e um nível extre- mamente alto de ferritina sérica (10.580 μg/L; faixa normal, 20-250 μg/L). A colangiopancreatografia por ressonância magnética e ultra-sonografia normais excluíram a hipótese de obstrução do sistema biliar. A fim de investigar a anemia, foi realizada aspiração da medula óssea, cujos resultados foram compatí- veis com o diagnóstico de SAM. Os resultados da cultura de aspiração foram negativos. Uma TC do tórax revelou um nódulo escavado, juntamente com opacidades em vidro fosco e consolidações (Figura 1). Realizou-se, então, uma broncoscopia. As culturas do lavado broncoalveolar foram negativas, e uma biopsia transbrônquica do lobo inferior direito mostrou abundantes macrófagos com hemosside- rina nos espaços alveolares, bem como ausência de
Mostrar mais

3 Ler mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: UMA AVALIAÇÃO EM PERSPECTIVA – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: UMA AVALIAÇÃO EM PERSPECTIVA – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

críticas e sugestões possam ser analisadas pelo “grupão”. No entendimento da pesquisadora, é necessária uma maior discussão para correção e alinhamento das sugestões dos profe[r]

92 Ler mais

MARCADORES ISOTÓPICOS DA ORIGEM DA PESCA DO PIRARUCU NA BACIA AMAZÔNICA, BRASIL

MARCADORES ISOTÓPICOS DA ORIGEM DA PESCA DO PIRARUCU NA BACIA AMAZÔNICA, BRASIL

O desenvolvimento de ferramentas analíticas para determinar a origem de peixes é útil para o entendimento de padrões de uso do habitat e podem auxiliar no monitoramento, manejo e no controle de recursos naturais, bem como na certificação da origem de alimentos. A aplicação da metodologia de análise isotópica em estruturas calcificadas fornece informações integradas sobre a origem geográfica dos peixes provenientes de diferentes ambientes. O objetivo deste trabalho foi desenvolver marcadores isotópicos de estrôncio (Sr), carbono (C) e oxigênio (O) para traçar a origem geográfica do pirarucu (Arapaima sp.) comercializado na bacia Amazônica, por meio da análise cronológica de Sr nos otólitos em alta resolução com LA-MC-ICPMS, visando distinguir indivíduos criados em cativeiro e capturados em ambiente natural. Foram coletados espécimes de diferentes ambientes, bem como a água e as rações utilizadas na alimentação do pirarucu em cativeiro. Os principais resultados encontrados foram: a discriminação total da pesca do pirarucu quanto a origem geográfica e ao método de produção com 70,5% e 94,16% de classificação correta, respectivamente; a integração cronológica entre as variações das razões 87 Sr/ 86 Sr dos peixes em relação as sub-bacias
Mostrar mais

119 Ler mais

PROJETO EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL: ANÁLISE DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DO PROGRAMA EM DUAS ESCOLAS DO NORTE DE MINAS GERAIS – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

PROJETO EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL: ANÁLISE DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DO PROGRAMA EM DUAS ESCOLAS DO NORTE DE MINAS GERAIS – Mestrado em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Os objetivos do Programa Mais Educação desenham um modelo de educação integral articulada com políticas locais e em parceria com a família, comunidade, com a soc[r]

152 Ler mais

Caracterização genética do pirarucu Arapaima gigas (Cuvier) (Teleostei, Osteoglossidae) da bacia Tocantins-Araguaia, estado do Mato Grosso.

Caracterização genética do pirarucu Arapaima gigas (Cuvier) (Teleostei, Osteoglossidae) da bacia Tocantins-Araguaia, estado do Mato Grosso.

Esse estudo teve como objetivo contribuir para o conhecimento das características genéticas do pirarucu, Arapaima gigas (Cuvier), do Médio Araguaia, região compreendida entre os para[r]

80 Ler mais

Anestesia do pirarucu por aspersão da benzocaína diretamente nas brânquias.

Anestesia do pirarucu por aspersão da benzocaína diretamente nas brânquias.

O pirarucu (Arapaima gigas) é um peixe que pode atingir mais de 2m e 100kg. No entanto, por ser um animal de grande porte, o risco de acidentes é bastante elevado durante o manejo. Logo, anestésicos são essenciais para segurança no trabalho. Nesse contexto, estudou-se a possibilidade do uso da benzocaína aspergida diretamente nas brânquias do pirarucu, para indução à anestesia do peixe pulmonado da Amazônia sem riscos de afogamento. Foram testadas as concentrações de 25, 50 e 75mg L -1 em indivíduos adultos (55,1±7,0kg e

4 Ler mais

A new genus andnew species of Pentatomini from Brazil (Heteroptera, Pentatomidae).

A new genus andnew species of Pentatomini from Brazil (Heteroptera, Pentatomidae).

Pigóforo com ângulos póstero-laterais arredondados e estreitos; bordo dorsal escavado medianamente em pequeno "U" aberto ao nível do décimo segmento; superficie interna do[r]

8 Ler mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE MEIO AMBIENTE - NUMA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DOS RECURSOS NATURAIS E DESENVOLVIMENTO LOCAL - PPGEDAM

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE MEIO AMBIENTE - NUMA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DOS RECURSOS NATURAIS E DESENVOLVIMENTO LOCAL - PPGEDAM

Nos últimos anos, a sustentabilidade econômica do manejo de pirarucu (Arapaima gigas) tem sido foco de grande preocupação no Amazonas, principalmente pela falta de monitoramento dos custos de produção, estabilização dos preços, baixo poder de negociação dos pescadores e intermediária qualidade da matéria-prima. Dessa forma, buscando elementos para contribuir com esta discussão, bem como avaliar o retorno econômico da atividade, este capítulo investiga o desempenho econômico de quatro áreas de manejo de pirarucu das RDS’s Amanã e Mamirauá, sendo elas Jarauá, Tijuaca, Coraci e Maraã. Para o levantamento das informações, foram aplicados questionários semiestruturados em uma amostra (aleatória) de 104 pescadores (21% do universo), entre os meses de outubro e novembro de 2008. A amostra foi estratificada de acordo com o número de pescadores por área de manejo. E para a análise econômica da atividade avaliaram-se a efetividade de pesca, a produtividade e a eficiência econômica de cada uma delas. A efetividade de pesca foi calculada com base na relação entre a cota autorizada e o número de pirarucus capturados; a produtividade foi medida pela Captura por Unidade de Esforço (CPUE) em quilo/pescador/dia; e a eficiência econômica foi analisada a partir da composição dos custos, renda líquida e da relação custo/benefício da atividade. Assim, para o ano de 2008, todas as áreas de manejo apresentaram entre bom e ótimo índice de efetividade de pesca, conseguindo capturar maior parte de sua cota. O menor índice encontrado foi para o Setor Jarauá, que capturou 59% da cota autorizada, naquele ano. Em contrapartida, esse mesmo Setor apresentou a maior produtividade de todas as áreas, com CPUE de 39,99±17,16 kg/pescador/dia; seguido de Maraã, 34,48±13,26 kg/pescador/dia; Tijuaca, 29,77±26,19 kg/pescador/dia; e Coraci, 26,10±12,71. Em relação
Mostrar mais

85 Ler mais

Potencial de criação de Pirarucu, Arapaima gigas,em cativeiro.

Potencial de criação de Pirarucu, Arapaima gigas,em cativeiro.

Imbiriba, E.P. 1991 Produção e manejo de  alevinos de pirarucu, Arapaima gigas (Cuvier). Belém: EMBRAPA­CPATU.  (EMBRAPA­CPATU.. Belém EMBRAPA­CPATU. (EMBRAPA­ CPATU.[r]

18 Ler mais

Show all 6304 documents...

temas relacionados